Blog do Eliomar

Categorias para Internacional

Congresso aprova visto de 10 anos para os EUA

eua

“O plenário do Senado aprovou ontem, em caráter terminativo, acordo entre os governos brasileiro e americano ampliando, de cinco para dez anos, a validade do visto de turista para cidadãos dos dois países.

O acordo de reciprocidade já havia sido aprovado pela Câmara dos Deputados e, há duas semanas, pela Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado. Agora só depende de promulgação do Congresso para entrar em vigor. Isso deve acontecer para que os vistos tenham o prazo de validade ampliados já em março.

Segundo a assessoria da embaixada dos Estados Unidos em Brasília, o Departamento de Estado americano aguarda apenas a conclusão do processo no Brasil para comunicar ao Congresso de lá a homologação.

— Finalizamos o processo. Agora, com a promulgação, é uma questão burocrática de comunicação aos órgãos de emissão dos vistos para adotarem a mudança — explicou o senador Eduardo Azeredo, presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado.

Ano passado, 472,9 mil brasileiros ingressaram com pedidos de visto para os EUA nos consulados de São Paulo, Rio e Recife e na embaixada em Brasília.

Até 1995 o visto para os dois países era de dez anos. Naquele ano o Brasil reduziu a validade para cinco anos. Mesmo assim, até 2000, o brasileiro continuou obtendo visto americano de dez anos. No governo Bill Clinton, alegando reciprocidade, a validade caiu para cinco anos.

Diferentemente do Brasil, onde a alteração do prazo do visto precisa de votação na Câmara e no Senado, nos EUA a medida não precisa passar por aprovação no Congresso.”

(Globo Online)

Hillary Clinton terá reunião com Lula no dia 3 de março

hilari

“A secretária norte-americana de Estado, Hillary Clinton, anunciou nesta quarta-feira que viajará na próxima semana à América Latina e se reunirá com Lula no dia 3 de março em Brasília. “Vou viajar para a América Latina na semana que vem”, disse Hillary durante uma audiência para apresentar o orçamento do Departamento de Estado para 2011.

No Brasil, a secretária de Estado norte-americana se reunirá com o presidente Luis Inácio Lula da Silva e com o ministro Celso Amorim (Relações Exteriores) no dia 3 de março, em Brasília, antes de seguir viagem para Costa Rica e Guatemala, disse o porta-voz do Departamento de Estado Philip Crowley. Além desses três países, Hillary visitará também Chile e Uruguai. Será a primeira viagem da chefe da diplomacia norte-americana pela América Latina desde que assumiu o cargo.”

(AFP)

Lula conversou com Fidel

fidel

“O presidente Luiz Inácio Lula da Silva conversou por um longo período nesta quarta-feira com o líder Fidel Castro, afastado do poder em Cuba desde julho de 2006. Em sua casa, na capital Havana, Fidel recebeu Lula e o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social, Franklin Martins, além de seu irmão e atual presidente de Cuba, Raúl Castro.

Em uma conversa de mais de uma hora, o cubano apresentou, segundo relato dos presentes no encontro, um bom estado de saúde, bem diferente do verificado em outubro de 2008, quando o comandante cubano estava em uma casa de repouso com condição de saúde frágil. Para a Presidência da República, o encontro entre Lula e Fidel reflete “uma reunião de amigos” e “uma visita de conclusão desse ciclo de visitas” que Lula já realizou à ilha caribenha. Desde 2003, já foram quatro viagens oficiais do presidente brasileiro a Cuba.”

(Com Agências)

Morre em Cuba o prisioneiro político Orlando Zapata

“No momento em que Lula e sua comitiva desembarcam em Havana, morre numa greve de fome o prisioneiro político Orlando Zapata Tamaya.É um fato gravíssimo que coloca em suspenso a posição brasileira sobre direitos humanos. Lula deve silenciar sobre o tema? Deve ouvir o apelo de 50 presos políticos que pedem ajuda ao Brasil?

Na minha opinião, independente da esquerda e da imprensa brasileira, é um fato escandaloso. A própria mãe de Orlando Zapata, Reina Tamaya afirmou que seu filho foi assassinado na cadeia, pois, uma longa greve de fome poderia ter esse desfecho somente com a indiferença do governo.É a segunda vez, desde 1972, que um prisioneiro morre fazendo greve de fome em Cuba. O primeiro foi Pedro Luis Boitel, que fez oposição à ditadura de Batista e, depois, ao governo de Fídel Castro.

O silêncio brasileiro diante da morte de um prisioneiro em Cuba reflete apenas uma longa distorção no modo como se aborda o problema de direitos humanos. Numa ditadura de direita, qualquer violência é denunciada; numa ditadura de esquerda qualquer violência é apenas uma necessidade histórica.”

(Blog do Gabeira)

Lula terá encontro com Fidel

“Esta quinta-feira (24) deve marcar uma despedida na vida do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele vai se encontrar pela última vez – pelo menos como chefe do executivo – com o ex-presidente de Cuba, Fidel Castro. A conversa deve ser sobre política na América Latina e a sucessão presidencial no Brasil. O encontro é o principal compromisso do presidente brasileiro na ilha, onde chegou na noite de ontem (23).

Nesta amanhã, Lula deve visitar as obras de um novo porto nas proximidades de Havana, cuja construção é feita pela empresa brasileira Odebrecht, com financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) de cerca de US$ 300 milhões.

Pouco antes da chegada de Lula a Cuba, pousou no Aeroporto José Marti um avião da Força Aérea Venezuelana com o presidente Hugo Chávez. Ele disse que também vai participar da reunião com Fidel Castro.

A visita do presidente brasileiro coincide com a morte de Osvaldo Zapata, preso em Havana desde 2003 por fazer oposição ao governo cubano. Ele morreu nessa terça-feira, depois de quase três meses de greve de fome em protesto por sua detenção arbitrária. A chancelaria cubana não quis comentar o assunto.”

(Agência Brasil)

Cientistas americanos criam mosquito transgênico para combater a dengue

“Pesquisadores americanos e britânicos estão criando um tipo de mosquito transgênico em um esforço para conter a propagação da dengue. O vírus que provoca a dengue se propaga através da picada da fêmea do mosquito Aedes Aegypti e não há vacina para a doença. Segundo especialistas, a dengue afeta até 100 milhões de pessoas por ano e ameaça mais de um terço da população mundial.

Cientistas esperam que os machos transgênicos que estão criando cruzem com fêmeas para produzir outras fêmeas que herdem um gene que limita o crescimento das asas. Essas fêmeas têm sua capacidade de voar limitada, o que resultaria na supressão da população do mosquito. O estudo foi publicado em Proceedings of the National Academy of Sciences.

Malária

Os pesquisadores dizem que seu trabalho oferece uma alternativa segura e eficiente a inseticidas e pode ser usado para impedir a propagação de outras doenças através de mosquitos, como a malária. Anthony James, da Universidade de Califórnia – Irvine, disse: “Os atuais métodos de controle não são eficazes o suficiente, e são urgentemente necessários novos (métodos).”

“O controle do mosquito que transmite o vírus pode reduzir significativamente a (…) mortalidade humana.” O chefe da pesquisa, Luke Alphey, da Universidade de Oxford, na Grã-Bretanha, e proprietário de uma companhia de ciência aplicada, Oxitech Ltd, disse que a abordagem científica tem um foco bem específico. “A tecnologia é totalmente específica para uma espécie, já que os machos liberados vão cruzar só com fêmeas da mesma espécie.”

“Uma outra característica atraente deste método é que (…) todas as pessoas em áreas tratadas estarão igualmente protegidas, independente de suas posses, poder ou grau de instrução.”
Hilary Ranson, da Faculdade de Higiene e Medicina Tropical de Liverpool, na Grã-Bretanha, disse que este trabalho científico é um grande avanço. “Será um desafio logístico produzir e liberar um número suficiente de mosquitos machos e não vai ser barato. Mas pode ser realizado com os recursos adequados.”

Ranson disse que a dengue é uma doença ideal para ser combatida dessa maneira porque é propagada por apenas algumas poucas espécies de mosquito. Segundo a acadêmica, seria mais difícil usar técnica semelhante no combate à malária por causa da variedade de mosquitos portadores.”

(BBC Brasil)

Hillary Clinton vem ao Brasil

“A secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, deve visitar o Brasil na próxima semana, segundo o jornal Folha de S.Paulo. Hillary, que fará visita à América Latina, deve chegar ao País entre domingo e segunda e se encontrar com o ministro de Relações Exteriores, Celso Amorim, no dia 3. Entre os assuntos da visita, estariam a posição do Brasil em relação ao Irã, a atuação no Haiti e o novo governo de Honduras.

Questões sobre a cooperação econômica entre os dois países também seriam abordadas na visita. A visita da secretária de Estado aconteceria no momento em que as divergências diplomáticas crescem entre Brasil e EUA, devido a polêmicas recentes quanto às sanções ao Irã. Os EUA tentam reunir apoio para aprovar novas sanções contra o Irã no Conselho de Segurança da ONU, depois que o país asiático anunciou o início da produção de urânio enriquecido a 20%, o que poderia indicar a capacidade de fabricação de uma bomba atômica.

O Brasil defende a continuidade das negociações e considera que novas sanções são insuficientes. A recepção dada ao presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad em visita recente ao Brasil também foi alvo de críticas nos EUA.”

(Com Agências)

Hondruas restabeleceu relações com 29 Países

“O ministro das Relações Exteriores de Honduras, Mario Canahuati, afirmou, neste domingo, que o país já restabeleceu relações diplomáticas com 29 países que haviam rompido com Tegucigalpa após a deposição do ex-presidente, Manuel Zelaya, em junho passado.

Em entrevista ao jornal hondurenho El Tiempo, o chanceler do recém eleito presidente Porfírio Lobo disse que apenas dez países com os quais Honduras costumava manter relações com representação diplomática não retomaram os laços com Tegucigalpa após a posse do novo governo.

Entre esses países estão o Brasil, o Uruguai, o México, a Venezuela, Cuba, Nicarágua, Bolívia, Paraguai, entre outros.”

(Globo Online)

Ceará participa da Bolsa de Turismo da Itália

A Secretaria do Turismo do Ceará vai divulgar os atrativos naturais do Ceará, investimentos e novos equipamentos tais como Acquario Ceará e Centro de Eventos na 30ª Bolsa Internacional de Turismo (BIT), em Milão, Itália.

Isso, a partir desta quinta-feira, por meio de estande da Embratur (Empresa Brasileira de Turismo) montado nesse congresso. Segundo o secretário estadual do Turismo, Bismarck Maia, as praias de Canoa Quebrada, Cumbuco, Jericoacoara, Morro Branco e o Maciço de Baturité, além do potencial cearense para o turismo de aventura constam entre os motes de divulgação.

Durante a BIT 2010, haverá espaço para negociações voltadas para a captação de investimentos e intercâmbio com as últimas novidades para o mercado de turismo e hotelaria.

Cearense de Sobral representa França nas Olimpíadas de Inverno

sobral

“Oficialmente, o Brasil tem cinco competidores nas Olimpíadas de Inverno de Vancouver, no Canadá. No entanto, há um sexto integrante que não veste as cores do país e que atualmente tem poucas ligações com a pátria verde-amarela. Florent Amodio representa a França, mas nasceu na cidade cearense de Sobral.

Nesta terça-feira, ele foi um dos 24 atletas que passaram de fase na patinação artística e, com este resultado, segue na briga pela medalha de ouro.

“É um grande alívio, trabalhamos duro para estarmos prontos aqui. Realizei um grande programa em uma pista muito bonita, com um público monstruoso. Estou muito feliz. Vou agora me concentrar (para a final)”, comentou Amodio, 11º colocado com 75,35 pontos, à TV France 2. O líder foi o russo Evgeny Plushenko, com 90,85.

Com a 11ª colocação – e a melhor performance da carreira – na disputa do programa curto da patinação, o “franco-brasileiro” está classificado para o programa livre, que será disputado na quinta-feira. Esta é a fase decisiva e que definirá o pódio da prova.”

(Folha Online)

Hugo Chávez: Seria nefasto se direita vencesse as eleições no Brasil

“O presidente venezuelano, Hugo Chávez, disse neste domingo que seria “nefasto” para a América Latina se a direita recuperasse o governo do Brasil nas próximas eleições presidenciais, em outubro. “Neste ano há eleições no Brasil e temos certeza de que o império americano vai apostar tudo na direita brasileira, para ter desde 1º de janeiro do ano que vem um governo subordinado às ordens americanas. Isso seria nefasto para a união da América do Sul”, disse Chávez em seu programa dominical “Alô Presidente”.

“Não nos intrometemos nos assuntos internos, mas cabe a nós saber o que acontece nos países irmãos da América Latina e do Caribe”, acrescentou o presidente venezuelano. Chávez advertiu que os setores direitistas do continente, com o amparo e a ajuda dos Estados Unidos, suscitaram uma ofensiva política para recuperar a posição que tiveram antes que surgissem as correntes progressistas que chegaram ao poder em vários países da região. “A direita imperialista e lacaia se reúne e contra-ataca, continua tentando voltar ao poder”, assinalou Chávez.

O presidente venezuelano, que diz liderar uma “revolução bolivariana” rumo ao “socialismo do século 21”, disse que essa ofensiva tenta “afastar nossos governos uns dos outros para enfraquecê-los, atacar a Unasul, a Alba”. Ele assegurou o mesmo ocorreu em relação “ao golpe de Estado de Honduras e às sete punhaladas no coração da União Sul-Americana, que são as bases estrangeiras na Colômbia”.

Chávez insistiu que “hoje a união é muito mais necessária porque o império e as burguesias lacaias trabalham para impedir a união”. Ao se referir às eleições brasileiras, o presidente disse que tinha “grande esperança que o governo de Luiz Inácio Lula da Silva, que não se subordinou às ordens do império ianque e foi nosso aliado, continue seu curso, continue seu ritmo”. Chávez afirmou que o governo Lula “é aliado dos povos da América, dos povos progressistas”. No mês passado, Chávez já dissera que a “direita continental” tentaria impedir a continuidade do governo Lula, referindo-se a obstáculos para a futura candidatura da ministra da Casa Civil.”

 (Folha Online)

Obama vem ao Brasil no segundo semestre

“O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, deverá vir ao Brasil até meados do segundo semestre deste ano. A ideia é ampliar as relações dos Estados Unidos com a América Latina, a partir do contato com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Na ocasião, deve ser assinado um acordo de cooperação comercial entre norte-americanos e brasileiros. O acordo deve incluir temas controvertidos como etanol e suco de laranja.

Antes da visita de Obama, a secretária de Estado, Hillary Clinton, virá a Brasília ainda neste semestre. O objetivo é definir os termos do acordo de cooperação que deve se basear na consolidação de um mecanismo de consulta para promover o comércio e investimentos. O documento não irá acabar com as tarifas nem as barreiras comerciais, mas servirá como instrumento de facilitação de negociações bilaterais.

As visitas de Obama e Hillary foram alinhavadas nos últimos dias entre diplomatas norte-americanos e brasileiros. Obama aguardava apenas oficializar o nome do novo embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Thomas Shannon, para confirmar a visita a Brasília. Na quinta-feira (4), Shannon entrega as credenciais a Lula.

Ontem (1º) o governo Obama fez uma cerimônia de confirmação de Shannon no cargo, no prédio do Departamento de Estado, em Washington (Estados Unidos). A solenidade reuniu cerca de 300 pessoas – entre parlamentares, representantes do governo e diplomatas. No discurso, Hillary destacou o papel do Brasil. Segundo a secretaria de Estado, o presidente Lula exerce um papel de liderança regional na América Latina.”

(Folha Online)

Terremoto de 5,2 graus atinge a China

“Uma pessoa morreu, 11 ficaram feridas e cem casas foram destruídas por causa de um terremoto de 5,2 graus de magnitude na escala Richter que atingiu a província de Sichuan, no Sudoeste da China, no sábado (30).A informação é da rede sismológica nacional da China, divulgou a agência “Xinhua”.
 
O epicentro do tremor foi registrado às 5h36 deste domingo (31) no horário local – 19h36 de sábado (30) no horário de Brasília. Os abalos aconteceram entre a cidade de Suining, em Sichuan, e o distrito de Tongnan, em Chongqing, a 30,3 graus de latitude norte e 105,7 graus de longitude leste. O Centro de Pesquisas Geológicas dos EUA informou que o tremor foi localizado a 18,6 quilômetros de profundidade, com magnitude 5,2.
Segundo a Administração de Terremotos de Sichuan, mais de 30 sismólogos e funcionários trabalham na região afetada. A televisão estatal mostrou imagens de casas desabadas e afirmou que dezenas de moradias foram destruídas.”

(Portal G1)

Venezuela – Instabilidade preocupa Brasil

“A crise política, econômica e social na Venezuela é observada com preocupação e cautela pelos negociadores brasileiros. A orientação no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva é para que todos os setores se preparem para ampliar o apoio ao país vizinho e assim evitar o agravamento das tensões. O objetivo é conter o risco de desagregação e desmantelamento das instituições no governo do presidente Hugo Chávez.
Analistas internacionais avaliam que, sob pressão, a tendência é de Chávez intensificar sua campanha anti-Estados Unidos na tentativa de reduzir o foco das atenções sobre os problemas internos da Venezuela e buscar responsáveis externos para a crise. Porém, o governo brasileiro evitará conflitos e oficialmente afirmará que as questões do presidente venezuelano são de ordem interna.
Na última semana, o secretário executivo do Ministério de Minas e Energia, Márcio Zimermann, e o assessor especial para Asuntos Internacionais da Presidência da República, Marco Aurélio Garcia, seguiram para para Caracas na tentativa de ajudar o governo Chávez no setor energético.”

 (Agência Brasil)

Chavistas já admitem usar armas

“Um dia depois de o presidente venezuelano, Hugo Chávez, ter cobrado às polícias regionais a manutenção da ordem pública e que “assegurem o direito de todos os venezuelanos de circular em paz“, militantes chavistas impediram ontem estudantes da Universidade Católica Andrés Bello (Ucab) de deixar o campus para um protesto em Caracas.

Na prática, dizem os opositores, o discurso de Chávez foi um estímulo à repressão das manifestações que entraram ontem em seu quinto dia. “Se seguirem com a confusão, viremos com as armas“, gritavam os chavistas nas proximidades da estação de metrô de Antimano, caminho obrigatório dos estudantes, enquanto um caminhão de som os qualificava de “burgueses fascistas“.

Os protestos, que tiveram início na segunda-feira, um dia depois de uma decisão administrativa do governo ter silenciado a emissora de TV a cabo Rádio Caracas Televisão (RCTV), provocaram confrontos em algumas partes do país e já causaram a morte de pelo menos duas pessoas em Mérida, no oeste do país.”

(Com Agências)

The Economist – Liberalismo econômico ainda é visto como tabu no Brasil

“Um artigo publicado na edição desta quinta-feira da revista britânica “The Economist” afirma que o liberalismo econômico ainda é tabu no Brasil.

“Liberalistas econômicos são tão escassos no Brasil como flocos de neve”, diz o texto, intitulado The almost-lost cause of freedom (“A causa quase perdida da liberdade”, em tradução livre).

O artigo afirma que a “mudez” dos liberalistas no país ocorre, em parte, porque o voto é compulsório, o que faz com que os eleitores pobres “ajudem a empurrar os partidos na direção de um Estado maior”.

De acordo com a revista, “a escassez dos liberalistas é ainda mais estranha dada a história do país”. Nesse sentido, a revista oferece ainda outra explicação para essa falta –o fato de que muitos dos políticos brasileiros participaram da oposição durante o regime militar (1964-1985).

O texto cita, por exemplo, que o atual presidente, Luiz Inácio Lula da Silva era um líder sindicalista, e o pré-candidato nas próximas eleições José Serra, um ex-líder estudantil exilado.

Apesar disso, o artigo afirma que muitos dos políticos que faziam parte dessa oposição esquerdista “provaram ser pragmáticos no governo”.

A revista afirma, por exemplo, que nenhum dos candidatos nas próximas eleições fala em cortar impostos, apesar do aumento da porcentagem do PIB (Produto Interno Bruto) destinada ao governo, que chegou a um patamar próximo dos países europeus.

Avanços

De acordo com a “Economist”, os liberalistas brasileiros enfrentam ainda outro problema para se manifestarem: “a falta de um partido onde suas ideias sejam bem-vindas”.

Mas, se a tônica do texto trata da falta de liberalistas no país, a revista oferece um contraponto e afirma que as instituições responsáveis pela política econômica estão mais liberais, no sentido de que estão mais livres da interferência do governo do que jamais estiveram.

A revista afirma ainda que a abertura econômica trazida pelo governo de Fernando Collor de Melo impulsionou os liberalistas a “fazer mais barulho” e cita os grupos voltados a essa doutrina, como o Fórum da Liberdade e o Movimento por um Brasil Competitivo.

Apesar dos avanços, a “Economist” afirma que “por enquanto, no entanto, as pessoas que queiram praticar o liberalismo econômico são aconselhadas a fazê-lo em particular”.

(BBC Brasil)

Presidente do Banco da Venezuela deixa o cargo

“Logo após o anúncio dos pedidos de demissão do vice-presidente e ministro da Defesa da Venezuela, Ramón Carrizález, e de sua mulher, Yuvirí Ortega, o presidente do Banco da Venezuela, Eugenio Vázquez Orellana, anunciou nesta terça-feira que vai deixar a instituição por motivos de saúde.

Fontes do Banco Central da Venezuela – que pertencia ao grupo Santander e fora estatizado em julho passado – afirmam, no entanto, que divergências entre o novo ministro da Economia, Finanças e Planificação, Jorge Giordani seriam o real motivo, segundo o jornal “El Universal”.

(O Globo)

Lula anuncia que vai ao Haiti

“O presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou na noite desta terça-feira que fará uma visita ao Haiti no dia 25 de fevereiro e que levará consigo médicos brasileiros.

O presidente criticou aqueles que foram contrários à Força de Paz para Estabilização do Haiti, liderada pelo Brasil e afirmou que o Brasil continuará mantendo sua política de ajudar o país com suas forças de paz.

– O Brasil continuará fazendo a sua parte. É motivo de orgulho a quantidade de brasileiros que querem se inscrever para ajudar o Haiti. Acredito que esse terremoto está mexendo com as vergonhas das pessoas dos outros países que exploraram o Haiti – afirmou Lula, durante o Fórum Social Mundial, que acontece em Porto Alegre.”

(O Globo)

Onda de protestos na Venezuela provoca uma morte

“A onda de protestos que tomou conta da Venezuela desde o último domingo (24), quando o governo do presidente Hugo Chávez suspendeu o sinal da emissora de televisão RCTV, provocou a morte de um estudante de 15 anos. O jovem participava de uma manifestação pró-governo no estado de Mérida e teria morrido ao ser atingido por disparo. A informação foi confirmada pelo ministro do Interior, Tareck El Aissami.

Houve manifestações em todo o país – da capital Caracas a outras regiões. Os policiais tentaram conter os protestos com bombas de gás lacrimogênio, disparos de balas de borracha e uso da força. Os manifestantes reagiram, lançando garrafas e pedras. Na cidade de Mérida, capital do estado de mesmo nome, além do estudante cuja morte foi anunciada pelo governo, nove policiais também teriam ficado feridos.

Os protestos teriam sido provocados pela suspensão dos sinais de emissoras de TV, uma delas a RCTV, considerada bastante popular no país. A suspensão do sinal da RCTV ocorreu pela segunda vez em menos de três anos. Oficialmente, as autoridades do governo alegam que a emissora e outras cinco empresas de televisão não cumpriam as normas que regem a programação. Porém, a punição teria ocorrido, segundo diretores das redes de TV, porque as emissoras não transmitiram a íntegra do discurso de Chávez.

Ontem (25), o ministro de Obras Públicas e diretor-geral da Comissão Nacional de Telecomunicações (Conatel) – organismo que fiscaliza os meios de comunicação em exercício na Venezuela -, Diosdado Cabellos, afirmou que essas emissoras serão submetidas a avaliação a cada quatro meses para verificar se cumprem as regras da Lei de Responsabilidade Social de Rádio e Televisão.

Segundo Cabellos, os canais que tiveram seus sinais suspensos poderão voltar ao ar se cumprirem as condições oficiais. Uma das determinações é manter 12% da programação destinada à produção venezuelana.

Em 2007, o governo Chávez não renovou a concessão da RCTV. Desde então, a emissora transmite sua programação por Miami (Estados Unidos). Para autoridades do governo venezuelano, a rede internacional de TV atuou em favor da tentativa de golpe de Estado contra Chávez em abril de 2002.

Nessa segunda-feira, representantes dos jornalistas e universitários promoveram várias manifestações por todo o país. Uma delas ocorreu em frente à Conatel para protestar contra a medida, classificada por eles como “um atentado à liberdade, especialmente à de expressão”.

(Agência Brasil)