Blog do Eliomar

Categorias para Internacional

Lula reafirma: não reconhecerá Governo de Honduras

“Se havia divergências entre membros do governo brasileiro sobre Honduras, a palavra final foi dada. Antes mesmo de saber o resultado da votação, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou ontem, em Estoril, Portugal, que o Brasil não reconhecerá o presidente eleito ontem. Para Lula, trata-se de “firmar posição contra um processo eleitoral coordenado por golpistas”.

As declarações foram feitas em rápida entrevista durante sua chegada a Portugal para a Cúpula Ibero-Americana, que começa hoje. Lula disse ter discutido o tema com o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, que está em Genebra, na Suíça, para uma cúpula da Organização Mundial do Comércio (OMC).

“No caso de Honduras, tive uma conversa com o (chanceler) Celso Amorim e lhe disse que o Brasil não tem por que repensar nada”, afirmou. “Precisamos, às vezes, manter nossas convicções sobre as coisas, porque isso serve como alerta para outros aventureiros.”

Lula argumentou que o processo eleitoral hondurenho foi coordenado por um governo golpista, o que é “inadmissível”. Ele afirmou que alguns países poderão reconhecer o futuro governo hondurenho, mas não acredita que isto signifique que haja “divisão” na América Latina.”

(Agência Estado)

Porfírio Lobo se declara novo presidente de Honduras

“O candidato do opositor Partido Nacional de Honduras e favorito na disputa deste domingo (29), Porfirio Lobo, se declarou novo presidente eleito, após agradecer a seu principal rival, o governista Elvin Santos, sua felicitação pelo triunfo nas eleições de ontem.

Elvin Santos, candidato do governante Partido Liberal, reconheceu sua derrota para Lobo nas eleições realizadas neste domingo.

Rodrigo Abd-28nov.05/AP
Favorito segundo pesquisas, Porfirio Lobo diz que vai buscar diálogo com Lula se for eleito
Virtual presidente segundo o TSE, Lobo diz que vai buscar diálogo com Lula se for eleito

A vitória de Lobo foi declarada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com a porcentagem 55,90% dos votos, após 61% das urnas apuradas.

A eleição poderia acalmar uma crise de cinco meses, iniciada quando o exército derrubou o presidente Manuel Zelaya, em junho.

Porfirio “Pepe” Lobo

Depois de um breve envolvimento com o comunismo na juventude, o hondurenho Porfirio Lobo Sosa, mais conhecido como Pepe Lobo, aproximou-se da direita entrou na disputa como candidato do opositor PN (Partido Nacional) à Presidência do país.

Esta não é, contudo, a primeira vez que Lobo, 61, tenta chegar à Presidência. Ele perdeu as eleições de 2005 para o atual presidente deposto, Manuel Zelaya.

Nascido em 22 de dezembro de 1947, em Trujillo, Colón, Lobo é filho de uma família rica da oligarquia de Olancho muito influente na área –assim como Zelaya. sua família é uma das maiores produtoras de milho e feijão do país.

Ele se formou em Administração de Empresas na Universidade de Miami, nos Estados Unidos e fez carreira no mundo da agricultura. Sua aproximação com a política começou neste meio, como fundador do Conselho Nacional de Produtores para a Política Agrícola de honduras e membro de outras organizações da área.

Nos anos 80, passou pela Universidade Patricio Lumumba, de Moscou, capital russa, o que lhe rendeu o rótulo de “esquerdista” na juventude. Hoje, contudo, poucos têm dúvidas de que representa o partido mais de direita de Honduras.

Os críticos, contudo, aproveitam seu passado para rotulá-lo como a segunda opção do presidente venezuelano, Hugo Chávez, no país –depois da queda de Zelaya.

Aos 20 anos, entrou para a juventude nacionalista de Olancho e pouco depois participou do Comitê local e departamental do partido. Ele foi ainda vice-presidente do Comitê Central do partido.

Entre 1990 e 1992, Lobo foi gerente geral da Corporação Hondurenha de Desenvolvimento Florestal. Foi ainda deputado do Parlamento Centro-americano e do congresso Nacional por três mandatos. De 2002 a 2006, durante o governo de Ricardo Maduro, foi presidente do Congresso.

Em 2005, perdeu as eleições presidenciais para Zelaya por 73 mil votos, defendendo a destituição do presidente como a maior parte da classe política hondurenha.”

(Folha Online)

Buááá – Presidente do Paraguai se envolve em novo escândalo de paternidade

“O presidente do Paraguai, Fernando Lugo, ex-bispo católico que já enfrenta dois processos por reconhecimento de paternidade, se viu envolto na terça-feira em nova polêmica quando uma sobrinha afirmou que ele teria uma filha não reconhecida de 22 anos.

Em abril deste ano Lugo reconheceu ser pai de um menino de 2 anos, concebido quando ainda era sacerdote. Desde então, as denúncias de paternidade o perseguiram, prejudicando sua imagem de governante honesto e afetando sua popularidade, no segundo ano de seu mandato.

Mirta Maidana, filha da primeira-dama e sobrinha de Lugo, afirmou à mídia local que a jovem de 22 anos, a cujo casamento Lugo compareceu no fim de semana, frequenta a residência presidencial e tem enorme semelhança física com o presidente.

Maidana, que frequentemente critica o presidente porque considera que ele deixa sua família de lado, privilegiando outras pessoas, garantiu que a mãe da moça participava de eventos familiares ao lado de Lugo e que todos tinham conhecimento da relação.

“Ela é parecidíssima, ele não vai negar que ela seja sua filha, porque têm a mesma cara”, disse Maidana à rádio Caritas. “Ela (a mãe) o acompanhava nas viagens dele e em outras reuniões familiares e sociais. Ela sempre esteve muito próxima do presidente e compartilhou muitos momentos familiares.”

A mãe da jovem disse que o assunto é particular e se negou a comentá-lo. “Tenho todo o direito de manter esse assunto em particular”, declarou Teresita de María Rojas ao jornal ABC.”

(Reuters)

El País avalia que visita de líder iraniano pode abalar prestígio de Lula

“Um editorial do jornal espanhol “El País” nesta terça-feira diz que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva corre o risco de “perder parte do prestígio internacional que colheu”, ao receber o colega iraniano, Mahmoud Ahmadinejad.

“Ahmadinejad pretende buscar fora (de seu país) a legitimidade que dentro continua sendo contestada. Mas a visita ao Brasil também está relacionada às sanções que a comunidade internacional imporá a Teerã após o bloqueio das negociações sobre seu programa atômico”, diz o jornal.

O artigo parte do princípio de que a visita de Ahmadinejad a Brasília amplia “o cenário internacional onde se dá a disputa sobre o programa nuclear iraniano”.

Para o diário espanhol, ainda que o Irã tenha relações com a Venezuela, a Bolívia, o Equador e a Nicarágua, e seja ainda um observador na Alternativa Bolivariana para as Américas (Alba) – o bloco de países criado e incentivado pelo presidente venezuelano Hugo Chávez -, “nada disso tem o profundo significado da nova escada latino-americana de Ahmadinejad”.

“O Brasil decidiu ocupar o novo papel que lhe corresponde, e isso passa por desenvolver uma política própria para as questões mais contenciosas, em particular, as do Oriente Médio e do programa nuclear iraniano.”

“É uma aposta arriscada para o presidente Lula que, antes de Ahmadinejad, recebeu o presidente israelense Shimon Peres e o da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, forçado pelo dominó de equilíbrios que deve respeitar após mover a primeira peça.”

Na opinião do “El País”, “a visita de Ahmadinejad ao Brasil não admitiria outro desenlace senão o que um jogo que termina em zero a zero”.

“Ou Lula fica em evidência por debilitar em troca de nada a frente internacional contra o programa nuclear iraniano, ou o Irã tem de fazer ante Lula concessões que até agora tentou evitar por todos os meios.”

“Talvez um meio caminho, como ganhar tempo antes das sanções (internacionais), fosse aceitável para Ahmadinejad. Lula, por outro lado, perderia uma parte do prestígio internacional que colheu merecidamente.”

(BBC Brasil)

Reunião de Lula com Ahmadinejad nesta 2ª feira provoca reações

“A vinda ao Brasil do presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, divide opiniões de políticos, especialistas e empresários. O líder que nega o Holocausto e defende abertamente a destruição de Israel desembarca amanhã [segunda-feira] em Brasília para uma visita de um dia.

Sua agenda será política e econômica. Além de encontros com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os presidentes do Senado, José Sarney (PMDB-AP), e da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), Ahmadinejad virá acompanhado de 200 empresários. É o que mostra a reportagem de Demétrio Weber e Flávio Freire deste domingo.

Para Ricardo Caldas, do Instituto de Ciência Política da Universidade de Brasília (UnB), estreitar laços com Ahmadinejad é legitimar seu governo:

– O presidente iraniano está se tornando um pária internacional. O Irã vai na mesma direção da Coreia do Norte: são países que ou praticam genocídio ou são totalitários ou desrespeitam direitos humanos, perseguem a oposição e fraudam eleições. O Brasil não tem por que se aproximar de um país com essas características.

Já o historiador da UnB Anderson Batista de Melo vê na visita uma chance para o Brasil exercitar sua crescente liderança como mediador:

– Muito do que acontece nessa relação de Lula com Ahmadinejad tem a ver com nossos interesses no Conselho de Segurança da ONU.”

(Globo Online)

Presidente do Irã visita o Brasil em ritmo de acordos econômicos

“O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, desembarca neste fim de semana em Brasília acompanhado por uma comitiva de 300 pessoas, na sua maioria empresários. A visita vai durar pouco mais de 24 horas, mas Ahmadinejad quer retornar a Teerã depois de firmar 23 acordos bilaterais envolvendo negócios – de energia e petroquímicos até alimentos e medicamentos – e com a sinalização de que a imagem negativa que representa no cenário internacional pode ser revista.

Para as autoridades iranianas, a visita de Ahmadinejad ao Brasil representa a possibilidade de reduzir as resistências à figura do presidente. Há dois anos a visita é negociada, a ideia era tê-la realizado em maio, mas Ahmadinejad alegou que estava em período eleitoral. Porém, há suspeitas de que o adiamento foi definido pelas várias críticas ocorridas no Brasil à presença do iraniano.

Na segunda-feira (23) as agendas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de seus ministros da área econômica serão dedicadas a Ahmadinejad e comitiva. Empresários brasileiros, liderados pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), virão a Brasília para reuniões com os iranianos.

Reeleito em junho com cerca de 63% dos votos contra 34% do principal candidato da oposição, Mir Hossein Mousavi, Ahmadinejad pretende nesta viagem mostrar que superou as restrições internas e que busca acordos internacionais que melhorem a qualidade de vida no Irã – uma vez que o país sofre com o embargo imposto pelos norte-americanos.

Ao desembarcar em Brasília em dois aviões, Ahmadinejad quer deixar para trás as imagens que ganharam a imprensa estrangeira mostrando protestos da oposição por suspeita de fraude nas eleições. Os protestos foram enfrentados com violência pela polícia e a milícia Basij – ligada à Guarda Revolucionária.”

(Agência Brasil)

Na China, Obama adverte Irã sobre programa nuclear

“A China e os EUA concordaram que o Irã enfrentará “consequências” se resistir a uma abertura maior de seu programa nuclear, segundo afirmou o presidente americano, Barack Obama, depois de conversar com seu colega chinês, Hu Jintao.

Numa entrevista coletiva conjunta com o presidente chinês, Obama disse que ele e Hu concordaram que “a República Islâmica do Irã deve fornecer garantias à comunidade internacional de que seu programa nuclear é pacífico e transparente”.

“Sobre este ponto, nossas duas nações e outras potências globais estão unidas”, declarou Obama. “O Irã tem uma oportunidade de apresentar e demonstrar suas intenções pacíficas, mas, se não aproveitar esta oportunidade, haverá consequências”, afirmou.

China e EUA estão entre as seis potências mundiais que buscam um fim negociado para o programa nuclear do Irã. Nesta segunda-feira, a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) pediu ao governo iraniano mais informações sobre a finalidade de uma usina nuclear cuja existência até há pouco tempo era mantida em sigilo. A agência indicou que a república islâmica pode estar escondendo outras instalações. As informações são da Dow Jones.”

(Agência Estado)

Brasil é o primeiro no ranking do combate à fome

“A organização não governamental (ONG) Action Aid Internacional vai conceder um prêmio ao Brasil pelos esforços no combate à fome. Segundo um ranking organizado pela entidade, o país teve o melhor desempenho na redução do problema, seguido pela China e Índia.

Segundo o diretor internacional da Action Aid, Adriano Campolina, o principal motivo para que o Brasil seja o líder do ranking foi o fato de 10 milhões de pessoas terem saído da pobreza extrema nos últimos anos. De acordo com ele, o Brasil conseguiu a redução combinando o crescimento econômico com políticas de combate à pobreza e agricultura familiar.

“A fome é um fenômeno muito complexo, você não consegue acabar com ela imediatamente. Mas a redução do Brasil foi extremamente substancial, não só rápida como sustentada. Foram políticas coordenadas que deram ênfase à transferência de renda e ao mesmo tempo à agricultura familiar e à produção sustentável”, destacou Campolina.

Cúpula Mundial de Segurança Alimentar
Nesta segunda-feira (16), quando terá início em Roma a Cúpula Mundial de Segurança Alimentar, promovida pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), a ONG pretende entregar o prêmio ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele participa da abertura do evento e deverá apresentar as experiência brasileiras que conseguiram reduzir a subnutrição no país como o Bolsa Família, o Fome Zero e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae).”

(Agência Brasil)

Obama inicia sua primeira visita à China

“O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, chegou em Xangai neste domingo, dando início à sua primeira visita à China.

Obama chegou no aeroporto internacional de Pudong, em Xangai, vindo de Cingapura, onde participou do Fórum de Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (Apec, na sigla em inglês).

O presidente dos EUA vai ficar três dias na China, onde visitará o centro financeiro de Xangai e a capital Pequim. A visita de nove dias de Obama à Ásia começou no Japão e terminará na Coreia do Sul. As informações são da Dow Jones.”

(Agência Estado)

Ceará participa da Feira do Turismo da Argentina

bismarckma

Secretário Bismarck Maia (Turismo)

O Ceará participará, por meio da Secretaria do Turismo do Estado (Setur), da 14º edição da Feira Internacional de Turismo da América Latina – FIT, em stand cooperado da EMBRATUR. A Feira começa neste sábado e prosseguirá até terça-feira, no espaço La Rural, em Buenos Aires (Argentina).

 Ali, a Setur  promoverá a imagem do Estado como destino turístico junto ao público em geral, de forma a assegurar e garantir sua presença entre os itens de vendas dos operadores e agentes de viagem da Argentina. Quer ainda inserir o produto turístico Ceará nas brochuras de venda das principais operadoras argentinas. São mais de 50 países participando e uma expectativa de 80 mil visitantes.

ARGENTINA

O mercado Argentino representou, em 2008, cerca de 11,7% do fluxo externo turístico internacional, com 27.815 passageiros, refletindo um crescimento de 4,7% , em relação ao ano de 2007.

“O Brasil decola”, diz The Economist

economist

“O Brasil decola” é o título da reportagem de capa desta semana da revista britânica “The Economist”, que destaca o crescimento do país mas alerta que o maior perigo para o país no momento é o “orgulho”. A revista lembra que, em 2003, quando economistas do Goldman Sachs colocaram o B de Brasil no acrônimo Bric (Brasil, Rússia, Índia e China) houve quem reclamasse, dizendo que “um país com um crescimento tão pequeno quanto seus biquínis, vítima de qualquer crise financeira que esteja por perto, um lugar de instabilidade política crônica e cuja capacidade infinita de desperdiçar seu óbvio potencial era tão lendária quanto seu talento para futebol e carnaval, não tinha lugar junto aos titãs emergentes”.

Agora, diz a revista, o Brasil está em alta, tendo sido um dos últimos a entrar na crise e um dos primeiros a sair. “Sua economia está crescendo novamente a uma taxa anualizada de 5%. E o crescimento deve acelerar nos próximos anos, quando novas grandes reservas de petróleo em águas profundas começarem a produzir e enquanto os países asiáticos ainda têm fome pela comida e minerais do solo vasto e rico do Brasil”, diz a “Economist”.

Mas a revista alerta: “talvez esse seja o maior perigo que o Brasil enfrenta: orgulho. [O presidente Luiz Inácio] Lula [da Silva] está certo em dizer que seu país merece respeito, assim como ele merece boa parte da adulação que ele recebe. Mas ele também foi um presidente sortudo, recebendo as recompensas da alta das commodities e operando em uma plataforma sólida para o crescimento eregida por seu predecessor, Fernando Henrique Cardoso”.

“Manter a performance melhorada do Brasil em um mundo sofrendo tempos mais difíceis significa que o sucessor de Lula terá que lidar com alguns dos problemas que Lula tem sentido que pode ignorar”, conclui a “Economist”.

(POrtal G1)

Lula é o 33º lider mais poderoso do mundo

presidentt

“O presidente Luiz Inácio Lula da Silva é a 33ª pessoa mais poderosa do mundo, segundo um ranking preparado pela revista americana “Forbes” e divulgado nesta quinta-feira (12). O ranking completo, com 67 nomes, traz ainda o governador de Mato Grosso, Blairo Maggi, que é o maior produtor mundial de soja, na 62ª posição. A lista é encabeçada pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, seguido pelos presidente da China, Hu Jintao, e pelo premiê e ex-presidente russo Vladimir Putin.

O presidente do Fed, o Banco Central dos Estados Unidos, Ben Bernanke, é considerado pela revista o 4º homem mais poderoso do mundo. Segundo a revista, a compilação da lista tentou responder a questões como que influência as pessoas têm sobre outras, o controle que elas têm de grandes recursos financeiros e o poder que elas têm em múltiplas esferas.

PERFIS
A revista justifica a escolha de Lula como 33º de sua lista dizendo que ele “governa o maior produtor de alimentos do mundo, o maior exportador de açúcar, de suco de laranja, de café, de carne e de frango”.
A Forbes comenta que seu “projeto de estimação” é a exploração dos vastos campos de petróleo na costa brasileira, “tornando o país o número 1 no mercado de carbono projetado em US$ 125 bilhões”.

No perfil que faz de Blairo Maggi, por sua vez, observa que ele ajudou a fazer da soja o principal produto de exportação brasileiro, mas que foi acusado de desmatar a floresta amazônica, pelo que recebeu o prêmio “Motosserra de Ouro”, da ONG Greenpeace, em 2005. ”

(Do G1)

Presidente de Israel visita o Brasil

“O presidente de Israel, Shimon Peres, inicia, nesta terça-feira, visita de dois dias a Brasília. Às 11 horas, se reúne com o ministro da Defesa, Nelson Jobim, no Brasília Alvorada Hotel. Ao meio-dia, Peres recebe o título de cidadão honorário de Brasília, em solenidade no Centro de Convenções com a presença do vice-governador do Distrito Federal, Paulo Octávio.

Às 16h30min, o presidente de Israel participa de sessão do Congresso, onde fará discurso e terá encontros separados com os presidentes do Senado, José Sarney (PMDB-AP), e da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP).”

(Com Agências)

Fim do Socialismo provocou onda de migrações na Europa, diz Banco Mundial

“Um relatório do Banco Mundial revela que os cidadãos dos antigos países socialistas representam um terço do fluxo migratório em todo o mundo no período que sucede a queda do Muro de Berlim e a desintegração da União Soviética. Os motivos são questões étnicas, conflitos políticos, alterações nas fronteiras e fim das restrições ao trânsito para o Ocidente.
Segundo o documento, publicado em 2008, a população da Rússia aumentou em 3,7 milhões de habitantes, provenientes, sobretudo, das ex-repúblicas soviéticas e dos países bálticos. Ao mesmo tempo, 15% das populações da Albânia, Armênia, Geórgia, Cazaquistão e Tadjiquistão deixaram seus países definitivamente.

Em outro movimento, mais de 40% dos cidadãos que fizeram as malas no Leste Europeu migraram para os países da Europa ocidental, principalmente para a Alemanha. “A expectativa de encontrar um emprego e a qualidade de vida no país de origem são importantes no rol de decisões de um candidato a imigrante. Mas a influência dos fatores culturais e sociais também pesa”, diz o relatório do Banco Mundial.

Com o avanço da União Européia ao Leste, uma massa de cidadãos do bloco socialista ainda aproveita o fim das exigências de trânsito e parte para os países da Europa ocidental onde são conhecidos por ser mão de obra barata. Países que registraram elevado crescimento econômico são os mais visados, como a Irlanda, destino comum entre os poloneses na última década.”

(POrtal Terra)

Homem imitando voz de Lula dá entrevista a rádios da Austrália

“Uma pessoa ainda não identificada se passou pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e deu entrevistas para emissoras de rádio no exterior.

Segundo o Blog do Boleiro, de Luciano Borges, na última segunda-feira (2), emissoras que mantêm programas em língua portuguesa, como a SBS, da Austrália, e um canal estatal no Timor Leste, receberam um email de um suposto assessor de Lula, chamado Caio Martins, oferecendo uma entrevista individual com o presidente.

De acordo com o e-mail – que continha vários erros de pontuação e grafia – Lula estaria preocupado em tranquilizar estrangeiros quanto à questão da segurança no Rio de Janeiro (RJ)  durante as Olimpíadas de 2016. A justificativa do contato por email seria o fuso horário.

Na manhã desta sexta-feira (6), mesmo desconfiada, a jornalista gaúcha Beatriz Wagner, produtora executiva do programa de língua portuguesa da SBS, fez a entrevista com o falso Lula. O falso assessor, chamado Caio Martins, afirmou que o presidente ligaria para o estúdio da emissora, direto do Palácio do Planalto, em Brasília (DF).”

* Do Portal Imprensa Leia mais.

VAMOS NÓS – Uma dúvida cruel: esse imitador do Lula seria aquele que foi contratado para participar de determinada campanha eleitoral no Interior cearense?

Lula diz em Londres que Brasil vive uma “revolução silenciosa”

lularinhha

“O Brasil vive uma “revolução silenciosa” com a recuperação da autoestima da sociedade e está preparado para se tornar uma grande nação no século 21, afirmou nesta quinta-feira, em Londres, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A declaração foi feita durante um discurso a empresários e investidores no seminário “Investindo no Brasil”, organizado em parceria pelos jornais Financial Times, da Grã-Bretanha, e Valor Econômico, do Brasil.

“Estamos vivendo um momento quase mágico”, disse o presidente, após afirmar que o Brasil “cansou de ser o país do futuro” e não quer perder “nenhuma oportunidade” no século 21. “O século 21 é o século do Brasil”, afirmou Lula.

O presidente defendeu que os programas sociais do governo e os avanços econômicos do país estão promovendo no país um “milagre da transformação”, que ainda não estaria sendo medido pelos especialistas e pelos institutos de pesquisa.

Lula citou o caso de uma mulher que conheceu recentemente que tomou R$ 50 emprestados para fazer pastéis e vendê-los em uma obra do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) no ano passado e que hoje estaria servindo 400 refeições por dia na obra e já teria conseguido comprar um carro e uma moto.

“Ela me contou com orgulho que já tinha pago R$ 5 mil de imposto de renda”, disse o presidente. “É fantástico que uma pessoa que há um ano e meio não tinha nem R$ 50 já tem um carro, uma motocicleta, um restaurante e já está pagando imposto.”

(BBC)

Lula receberá prêmio na Inglaterra

O presidente Lula (PT) receberá em Londres (Inglaterra), na próxima quinta-feira, prêmio concedido pela Chatham House como forma de reconhecimento por sua atuação nas relações internacionais e na condução da política econômica e social brasileira.

Lula estará em Londres nesta quarta e quinta-feira e, além da premiação, será recebido em audiências pelo primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, e pela rainha Elizabeth II.

VAMOS NÓS – Esse tipo de informação, sem dúvida, deixa muito tucano com dor de cotovelo,não é mesmo?

Ford registra lucro no 3º trimestre

“A Ford Motor surpreendeu Wall Street ao divulgar lucros trimestrais nesta segunda-feira, estimulados pelo corte de custos, melhores resultados com crédito e aumento de participação no mercado. A montadora, cujas ações subiram 7 por cento antes da abertura dos mercados, também espera ser “solidamente lucrativa” em 2011.

A companhia, a única grande montadora dos Estados Unidos que escapou de processo de falência em 2009, registrou seu primeiro lucro operacional desde o primeiro trimestre de 2008.

A Ford reportou um lucro líquido de 997 milhões de dólares, ou 29 centavos por ação, ante perdas de 161 milhões de dólares, ou 7 centavos por ação de prejuízo, no ano anterior.”

(Reuters)

Karzai é eleito presidente do Afeganistão

“A Comissão Eleitoral Independente do Afeganistão anunciou nesta segunda-feira que não haverá segundo turno no país e declarou que o atual presidente, Hamid Karzai, vai assumir um novo mandato.

A decisão foi anunciada após o único rival de Karzai, Abdullah Abdullah, ter retirado sua candidatura da disputa eleitoral.

“Não haverá segundo turno”, disse à Reuters o chefe da comissão eleitoral, Daoud Ali Najafi.

O segundo turno, convocado após a realização da eleição em agosto, marcada por denúncias de fraudes, estava previsto para o dia 7 de dezembro. ”

(Reuters)