Blog do Eliomar

Categorias para Internacional

Fortaleza é tema de seminário na Índia

Mobilidade e desenvolvimento urbano, educação e infraestrutura em Fortaleza foram temas no Seminário Anual do Novo Banco de Desenvolvimento dos BRICS, em Nova Deli, na Índia, neste domingo (2), em palestra proferida pelo prefeito Roberto Cláudio (PDT), único gestor de município brasileiro convidado para o evento. O prefeito de Fortaleza trabalha ainda para conseguir financiamento do Novo Banco de Desenvolvimento (NBD) para projetos de desenvolvimento de infraestrutura sustentável.

“Estamos tendo a oportunidade de inserir Fortaleza nesse debate porque nos preparamos para pensar o futuro da cidade com o planejamento urbano contido no (projeto) Fortaleza 2040. Esse foi um esforço coletivo de construção de uma cultura de planejamento que possa equacionar as questões do desenvolvimento socioeconômico, da mobilidade e do planejamento urbano”, disse Roberto Cláudio.

“Queremos investir nessas parcerias porque entendemos que assim iremos melhorar a infraestrutura de Fortaleza, com mais obras de drenagem e urbanização, fundamentais para a melhoria da qualidade de vida da população”, completou o prefeito.

O vice-presidente do NDB do Brasil, Paulo Nogueira Batista, destacou que a participação de Fortaleza no seminário “tem grande relevância porque além da cidade ter sido o berço de nascimento do NDB é, também, a cidade brasileira com grande potencial de alavancar financiamentos junto ao banco em função das inovações e dos projetos sustentáveis nas áreas de mobilidade e planejamento urbano”.

Já o vice-presidente chinês do NDB e diretor de Operações do Banco, Xian Zhu, apontou as áreas potenciais que hoje Fortaleza dispõe e que podem ser objeto de parcerias como, por exemplo, nas inovações tecnológicas, meio ambiente e mobilidade. O diretor chinês comentou que o prefeito de Fortaleza “conseguiu convencer a todos nós que devemos visitar Fortaleza, cedo ou tarde”.

Participaram ainda do painel de discussão o ministro de Relações Exteriores do Governo da Cidade de Moscou, Anatoly Valetov, e o presidente da Associação Sul Africana de Governos Locais e ex-prefeito de Johanesburgo, Mpho Parks Tau.

(Foto: Divulgação)

Tribunal da Venezuela revoga decisão de assumir as funções do Parlamento

O Tribunal Supremo de Justiça (TSJ) da Venezuela revogou hoje (1º) a decisão de assumir as funções do Parlamento, depois de o Conselho de Defesa, chefiado pelo presidente, Nicolás Maduro, pedir ao tribunal para rever a medida. .

O tribunal corrigiu o julgamento sobre os poderes da Assembleia Nacional, de maioria oposicionista, e a imunidade parlamentar. “Se esclarece o Ofício nº 155, de 28 de março de 2017, no que diz respeito à imunidade parlamentar. Tal conteúdo é excluído”, diz, em comunicado, o tribunal.

O TSJ diz ainda que, “com relação ao Parágrafo 4.4 do dispositivo, que garante que os poderes parlamentares serão exercidos diretamente por ele ou pelo órgão que indicar, para assegurar o Estado de Direito, o conteúdo é apagado “.

Com funções equivalentes ao Supremo Tribunal Federal (STF) brasileiro, o TSJ publicou na quarta-feira (29) sentença na qual destituiu os deputados de suas faculdades legislativas e declarou legal que os magistrados assumissem funções dos parlamentares. Segundo os juízes, que são alinhados ao presidente Nicolás Maduro, enquanto persistir a situação de “desacato” e de invalidez das atuações da Assembleia Nacional, a Sala Constitucional do TSJ garantirá que as “competências parlamentares sejam exercidas diretamente por esta Sala ou pelo órgão que ela disponha, para velar pelo Estado de Direito”.

A direção da Assembleia Nacional da Venezuela qualificou de golpe de Estado a decisão do tribunal.

(Agência Brasil)

Trump espera encontro “muito difícil” com presidente chinês

O presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, disse, nessa quinta-feira (30), que espera um encontro “muito difícil” com o presidente chinês, Xi Jinping, a quem convidou para visitar sua mansão da Flórida, Mar-a-Lago, na próxima semana. A informação é da Agência EFE.

“O encontro da próxima semana com a China será muito difícil, já que não podemos ter um déficit comercial massivo e perda de empregos. As empresas americanas devem estar preparadas para buscar alternativas”, escreveu Trump em duas mensagens no Twitter.

Trump e Xi Jinping terão o primeiro encontro nos dias 6 e 7 de abril em Mar-a-Lago, confirmou o governo chinês. Como antecipou Trump no Twitter, a agenda terá caráter econômico e comercial.

Durante sua campanha e também como presidente, Trump culpou a China (além do México) pelo déficit comercial dos EUA e pela perda de postos de trabalho devido às deslocalizações (transferências para outro lugar), uma tendência contra a qual prometeu agir com rigor.

No entanto, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Lu Kang, assegurou que “40% do superávit comercial da China com os EUA são criados por empresas americanas em território chinês”.

Além disso, ressaltou que o comércio bilateral gerou 2,6 milhões de postos de trabalho nos Estados Unidos e que os dois países “são altamente complementares”.

Brasil repudia decisão de Corte venezuelana que retira poderes do Legislativo

O Ministério de Relações Exteriores divulgou nessa quinta-feira (30) nota em que manifesta a posição de repúdio do governo brasileiro à decisão tomada na quarta-feira (29) pelo Tribunal Superior de Justiça (TSJ) da Venezuela que retirou as prerrogativas da Assembleia Nacional e destituiu os deputados de suas faculdades legislativas. A decisão da Suprema Corte venezuelana ainda declarou legal que os magistrados do tribunal assumam as funções do parlamento.

No documento, o Itamaraty considera a medida como “um claro rompimento da ordem constitucional”. “O pleno respeito ao princípio da independência dos Poderes é elemento essencial à democracia. As decisões do TSJ violam esse princípio e alimentam a radicalização política no país”, diz trecho da nota do Itamaraty.

Diante do agravamento da crise política na Venezuela, o Itamaraty conclamou “ponderação” a todos dos atores políticos do país vizinho e cobrou do governo do presidente Nicolás Maduro ações para o reestabelecimento da ordem.

“Reiteramos que o diálogo efetivo e de boa fé constitui a solução mais adequada para a restauração da normalidade institucional da Venezuela. Destacamos que a responsabilidade primária de inverter o rumo da crise cabe hoje ao próprio governo venezuelano. O Itamaraty afirma ainda que a diplomacia brasileira está examinando a situação na Venezuela com os demais países do bloco regional.

(Agência Brasil)

Atentado no Iraque antes da chegada do secretário-geral da ONU deixa 15 mortos

Pelo menos 15 pessoas morreram e 30 ficaram feridas em um ataque suicida no sul de Bagdá, capital do Iraque, horas antes da chegada ao país do secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, informou nesta quinta-feira à Agência EFE uma fonte policial.

O atentado ocorreu na madrugada. Um caminhão-tanque carregado de explosivos, conduzido por um suicida, bateu em um posto de controle das forças de segurança na região de Al Daura. Vários feridos estão em estado grave e foram internados em hospitais da região metropolitana da capital iraquiana, segundo a fonte.

A explosão danificou 11 caminhões e quatro automóveis que estavam nas imediações do posto de controle de segurança. Horas depois do atentado, Guterres chegou a Bagdá, onde deve se reunir com as autoridades iraquianas, na segunda escala de sua viagem pela região.

(Agêncai EFE)

Argentina aprova uso medicinal da maconha

O Senado da Argentina aprovou nessa quarta-feira (29) o projeto que aprova o uso medicinal da maconha no país. O texto já tinha obtido sinal verde da Câmara dos Deputados em novembro de 2016. A informação é da Agência EFE.

A proposta, que garante a certos pacientes o acesso ao óleo de cannabis, habilitando a importação até que o governo esteja em condições de produzi-lo, foi aprovada por unanimidade pelos 58 senadores argentinos.

Defendido por organizações civis como Mamá Cultiva, integrada por mães cujos filhos precisam do óleo de cannabis para aliviar os efeitos de suas doenças, o projeto autoriza que a maconha seja produzida por vários órgãos científicos estatais, com fins de pesquisa, mas não permite o cultivo particular.

“Agora temos um marco legal no uso para a pesquisa, tratamento e produção de cannabis medicinal. Não havia nada na Argentina e foi o que nós, como mães e organização, buscamos”, disse à imprensa no Congresso Ana María García, presidente da organização Cannabis Medicinal Argentina (Cameda).

Com essa aprovação, a Argentina se une a outros países latino-americanos como a Colômbia, o Uruguai e o Chile, que já contam com medidas que regulam o uso terapêutico da maconha. “Estamos muito contentes. É preciso continuar construindo conhecimento a respeito do que falamos sobre cannabis medicinal”, acrescentou Ana María, médica e mãe de uma jovem de 24 anos que tem epilepsia refratária.

“É preciso entender que isso, como uso medicinal, já está validado para a dor oncológica, a dor neuropática, a esclerose múltipla. É preciso pensar que há 30% de epilepsias que não respondem à medicação”, afirmou.

Após longa sessão, na qual também foram tratados outros assuntos, os senadores decidiram aprovar a iniciativa sem debate prévio, já que o projeto já havia recebido amplo tratamento e consenso em comissões legislativas. Uma vez que o Estado possa produzir a substância, terão prioridade os centros que integram a Agência Nacional de Laboratórios Públicos.

Além disso, a lei, que deverá agora ser regulamentada, autoriza o cultivo de cannabis por parte do Conselho Nacional de Pesquisas Científicas e Técnicas e do Instituto Nacional de Tecnologia Agropecuária com fins de pesquisa e para elaborar a substância destinada aos tratamentos.

“É o que fomos decidindo, em princípio. Com 50 anos de proibição, é uma lei de começo, depois vamos construir tudo”, ressaltou a presidente da Cameda, lembrando que, apesar de várias províncias já contarem com legislação na matéria, esta é a primeira vez que se aprova uma norma assim em âmbito nacional.

(Agência Brasil)

Instituto Sesi de Inovação fecha convênio com organização filandesa

O Instituto Sesi de Inovação vai fecha convênio internacional nesta sexta-feira (31) com a organização finlandesa FIOH – Finnish Institute of Occupational Health. O objetivo é trazer para o Sesi a expertise do FIOH, mundialmente reconhecida no campo da saúde e segurança do trabalho. A transferência de conhecimento e tecnologia promete alavancar os produtos que o ISI disponibilizará em breve para as indústrias.

O FIOH possui três áreas de atuação: Influência por meio de conhecimento; criação de soluções; e atendimento ao cliente. Além da pesquisa, as principais funções do Instituto são serviços especializados de assessoria, treinamento e comunicação.

Essa organização filandesa também oferece ferramentas e soluções especiais para pequenos negócios e setores de atividade nos quais o bem-estar no trabalho seja um desafio.

Fortaleza recebe exposição Transformers Animatronics

A exposição Transformers Animatronics é a atração do Shopping Iguatemi e poderá ser conferida de 1º a 30 de abrile 30. Estará montada numa área de mais de 800m² ao lado do restaurante Outback, na expansão do shopping. No local, o público vai conferir de perto nove esculturas gigantes dos personagens mais marcantes da saga que é sucesso de bilheteria nos cinemas.

Além dos poderosos robôs que ganham formas de carros e caminhões, a exposição também conta com quatro dinobots, dinossauros animatrônicos que chegam a 5 metros de altura e 12 metros de comprimento.

Os robôs personagens principais da saga estarão na exposição Transformers Animatronics. Optimus Prime, Lord Megatron e Bumblebee impressionam pela perfeição e chegam a medir 4 metros de altura. As peças foram produzidas pelo artista Jienyue Zhou que montou alguns dos robôs com peças de carros. A exposição também tem os personagens Jetfire, Hound, Fallen, Ironhide, Drift e Mudflap. Cada um acompanhado de sua ficha informativa.

SERVIÇO

*Horário: Segunda-feira a sábado, das 10 às 22 horas/aos domingos das 14 às 20 horas

*Ingressos: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia-entrada) / Ingresso Família R$ 60 (quatro pessoas)

(Foto – Divulgação)

Justin Bieber fará show nesta quarta no Rio

O cantor Justin Bieber vai se apresentar no Brasil nesta quarta-feira (29), na Praça da Apoteose, no Rio de Janeiro, e dias 1º e 2 de abril no Allianz Parque, em São Paulo. Daqui, Bieber leva sua turnê, Purpose, para Lima, no Peru. Em seguida canta em Quito, no Equador, e em Bogotá, na Colômbia.

Para surpresa dos produtores brasileiros, o astro não fez muitas exigências em termos de camarim: pediu um chef especializado em culinária japonesa à disposição 24 horas por dia, isotônicos e sucos naturais – isso mesmo, pasmem, nada de bebidas alcoólicas. Seus deslocamentos no Rio e em São Paulo só serão feitos em carro blindado, acompanhado de seis seguranças.

No Rio, Bieber vai se hospedar em uma mansão no Joá – a mesma que esteve na última vinda à cidade, quando resolveu deixar o Copacabana Palace após ser barrado ao tentar entrar no hotel com duas prostitutas. A diária da casa, que deve tremer com algumas festinhas, custa R$ 200 mil. Ao todo, o contrato prevê três diárias. Com possibilidade de estender mais uma, caso ele queira voltar antes do Chile.

Em São Paulo, os produtores também já decidiram que o cantor não vai ficar em um hotel. Acham mais fácil alugar uma casa, longe dos olhos dos paparazzi e fãs. Isso sem falar nas festas que ele deve fazer. O problema é que, das opções escolhidas, até agora nenhuma mansão agradou aos agentes do cantor.

(Coluna do Bruno Astuto/Foto – Divulgação)

Morre companheiro de cela de Mandela

Ahmed Kathrada, companheiro de prisão de Nelson Mandela e da luta contra o apartheid (regime de segregação racial) na África do Sul, morreu nesta terça-feira em Joanesburgo, aos 87 anos, ao sofrer complicações após uma cirurgia no cérebro. As informações são da Agência EFE.

Membro do Congresso Nacional Africano (CNA) e militante também do Partido Comunista Sul-Africano (SACP), Kathrada foi condenado a prisão perpétua em 1964 ao lado de Mandela e de outros líderes destas organizações, e passou grande parte dos 26 anos que esteve recluso na prisão de Robben Island, por suas atividades contra o regime.

Kathrada foi libertado junto com seus companheiros de prisão em 1989, quando o regime segregacionista iniciou as negociações com a resistência negra para dissolver e dar lugar à democracia multirracial. O veterano da luta pelos direitos civis na África do Sul foi eleito parlamentar pelo CNA nas primeiras eleições democráticas, realizadas em 1994, e foi assessor do presidente Mandela, que deixou a política em 1999.

Membro da minoria indiana do país e de religião muçulmana, Kathrada se envolveu depois em várias campanhas de apoio ao povo palestino e iniciou, na fundação que leva seu nome, vários projetos pela justiça social e contra o racismo. Kathrada, casado com a ex-ministra e veterana da luta contra o apartheid, Barbara Hogan, era uma das figuras mais respeitadas e ativas na vida pública sul-africana.

Ele era guia da Fundação Mandela e mostrava a seus convidados a prisão de Robben Island, onde se encontra a pequena cela onde viveu Nelson Mandela. A classe política prestou homenagem hoje após a confirmação da sua morte. O presidente sul-africano, Jacob Zuma, ordenou que todas as bandeiras dos prédios oficiais fiquem a meio mastro até a realização do funeral.

O Nobel da Paz e ativista contra o apartheid, Desmond Tutu, elogiou a “modéstia” e “humildade” de Kathrada, a quem definiu como um líder “da mais alta integridade moral”, e destacou seu compromisso com a justiça acima das divisões raciais.

Cientistas identificam 150 pegadas de 21 dinossauros na Austrália

Um grupo de cientistas identificou 150 pegadas de 21 espécies de dinossauros em uma área do noroeste da Austrália, anunciou hoje (27) a Universidade de Queensland. A nota afirma tratar-se de uma descoberta “sem precedentes”. As informações são da agência EFE.

As pegadas correspondem a dez espécies da classe dos sauropsidas (quatro de Ornitópodes), seis de gliptodonte e cinco de dinossauros predadores, detalha uma nota de imprensa.

A variedade das marcas não tem precedentes no mundo, segundo o cientista australiano Steve Salisbury, que dirige o estudo sobre o achado publicado na Memoir of the Society of Vertebrate Paleontology 2016.

“Entre as pegadas está a única prova confirmada de um estegossauro na Austrália. Além disso, há algumas dos dinossauros maiores registrados. Algumas das marcas dos saurópodes têm 1,7 metro de comprimento”, especificou o biólogo e geólogo da Universidade de Queensland em comunicado.

Salisbury afirmou que a descoberta “é extremamente importante porque representa o primeiro registro de dinossauros não-aviários na metade ocidental do continente e é a única marca da fauna de dinossauros da Austrália durante a primeira metade do [período] Cretáceo inferior”.

As pegadas se encontram em uma zona rochosa, que tem entre 127 e 140 milhões de anos de antiguidade, situada em Walmadany, uma região do estado da Austrália Ocidental que contém milhares de marcas de dinossauros e que foi incluída no Patrimônio Nacional da Austrália em 2011.

As 150 pegadas identificadas são mais antigas que a maioria dos fósseis de dinossauros descobertos na parte oriental da Austrália e calcula-se que têm uma antiguidade de 90 a 115 milhões de anos, segundo o comunicado da Universidade de Queensland.

O povo aborígine Golarabooloo, habitante tradicional de Walmadany, pediu a Salisbury e sua equipe que investigassem os rastros depois que o governo selecionou a zona para construir instalações de processamento de gás natural liquefeito.

As pegadas de dinossauros aparecem nas canções dos Goolarabooloo sobre o criador Marala, também conhecido como homem emu, que entregou a este povo suas leis.

(Agência EFE)

Milhares de pessoas vão às ruas de Londres para dizer “não” ao “Brexit”

Milhares de britânicos foram às ruas de Londres nesse sábado (25) para dizer não ao “Brexit” e pedir a convocação de outro referendo antes que o governo comunique a saída do Reino Unido da União Europeia na próxima quarta-feira (29).

Cerca de 100 mil pessoas fizeram uma passeata partindo de vários pontos da cidade para se concentrar em frente ao Palácio de Westminster, sede do Parlamento, para dizer “não” à saída do bloco europeu. O evento, que contou com a participação de muitas famílias e jovens, ocorreu em meio às fortes medidas de segurança em Londres por causa do atentado registrado na última quarta-feira (22), quando Khalid Masood matou quatro pessoas na Ponte de Westminster e na porta do Parlamento antes de ser abatido pela polícia.

Com cartazes e bandeiras da UE, os manifestantes fizeram uma passeata em ambiente festivo, que contou também com a presença de políticos pró-Europa, entre eles o líder liberal-democrata, Tim Farron, que exige um segundo referendo sobre o acordo final que o governo britânico firmar com a União Europeia.

Os manifestantes queriam expressar apoio ao projeto europeu no dia em que se celebrou o 60º aniversário do Tratado de Roma, embrião da atual União Europeia, e antes da ativação do “Brexit”.

A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, anunciará na quarta-feira a ativação do Artigo 50 do Tratado de Lisboa, que estabelece um período de negociações de dois anos sobre os termos da saída de um país do bloco.

(Agência Brasil)

Trump sofre primeira derrota política

 

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pediu, nesta sexta-feira, para que a sua base no Congresso retire seu polêmico projeto de reforma do sistema público de saúde, ao constatar que não teria os votos necessários para a sua aprovação, informou uma fonte legislativa. Foi a primeira derrota política do seu governo.

Uma hora antes do horário previsto para a votação do projeto de lei que substituiria o sistema Obamacare, o presidente da Câmara de Representantes, Paul Ryan, foi à Casa Branca informar a Trump que o texto não seria aprovado.

“Falei com o presidente às 15 horas hoje e o presidente pediu a Paul Ryan para retirar o projeto de lei”, afirmou a fonte do Congresso, selando uma importante derrota política para o republicano.

(Com Agências)

AFP

Em vigor há 20 anos, terceirização será proibida na Rússia

Enquanto no Brasil o projeto de lei que amplia a possibilidade de terceirização de mão de obra para as atividades-fim das empresas foi aprovado na Câmara dos Deputados e segue agora para o Senado, na Rússia esse modelo de contratação será proibido a partir do ano que vem.

A decisão foi tomada em janeiro pela Assembleia Federal russa depois de longa negociações entre os sindicatos e Putin, disse o integrante do conselho nacional do Sindicato dos Trabalhadores da Construção da Rússia, Abdegani Shamenov.

  • Do Valor Econômico, leia aqui.

Estado Islâmico assume autoria de atentado em Londres

milícia terrorista Estado Islâmico assumiu hoje (23) a autoria do atentado que aconteceu ontem (22) no centro de Londres, que deixou quatro mortos e 29 feridos. Segundo a agência DPA, porta-vozes do grupo informaram que a operação foi realizada por integrantes do grupo.

A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, afirmou hoje na Câmara dos Comuns que a pessoa que realizou o atentado era um britânico, conhecido pelos serviços secretos e com longo histórico de violência extrema. Ela afirmou que o atentado foi “um ataque contra todas as pessoas livres” e que o Reino Unido “não tem medo”, informou a agência Télam.

May informou que, entre os feridos, há 12 britânicos, três crianças francesas, dois romenos, quatro sul-coreanos, dois gregos, um alemão, um polonês, um irlandês, um chinês, um italiano e um norte-americano.  “Foi um ataque contra gente livre de todas as partes e, em nome do povo britânico, quero agradecer a nossos amigos e aliados em todo o mundo que deixaram claro que estão conosco neste momento”, afirmou.

No ataque, o agressor lançou seu carro contra pedestres na ponte de Westminster e bateu o carro na grade. Depois ele esfaqueou um policial que vigiava o Parlamento e recebeu vários tiros de policiais. Morreram no atentado o agressor, o policial britânico Keith Palmer, de 48 anos, um homem que tem entre 40 e 50 anos e uma mulher de 43 anos, Aysha Frade.

Investigações

Oito pessoas foram presas hoje em Londres, Birmingham e outros lugares da Grã-Bretanha, por supostamente estarem envolvidas no atentado, segundo a Polícia Metropolitana (Met) daquele país informou hoje.

(Agência Brasil)

Temer presta condolências ao Reino Unido após ataque em Londres

O presidente da República, Michel Temer, expressou seu pesar à primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, após o ataque ocorrido nessa quarta-feira (22) nas proximidades da sede do Parlamento britânico, em Londres. Em carta enviada pelo Palácio do Planalto e assinada por Temer, ele falou em solidariedade ao povo britânico e repúdio a atos extremistas violentos.

“Em nome do povo e do governo brasileiros, e em meu próprio, estendo a Vossa Excelência, e a todos os londrinos e britânicos, nossa mais sentida solidariedade. Nossos pensamentos voltam-se, muito especialmente, para as vítimas e seus familiares. O Brasil associa-se ao Reino Unido e a todos os que compartilham a convicção na força da democracia e repudiam qualquer forma de extremismo violento”, disse a carta divulgada pelo Palácio do Planalto.

Quatro pessoas morreram e ao menos 20 ficaram feridas em um duplo ataque ocorreu hoje perto da sede do Parlamento britânico, em Londres, confirmou um porta-voz da polícia metropolitana, Scotland Yard. A polícia acredita que apenas um homem foi o responsável por atropelar pedestres com um veículo na Ponte de Westminster e logo depois esfaquear um policial em frente ao Parlamento, informou o subcomissário Mark Rowley.

Entre os mortos estão uma mulher, o policial, o autor do ataque e uma pessoa, ainda não identificada. O responsável pelo ataque foi morto a tiros por policiais.

(Agência Brasil)

Camilo assina acordo de parceria com Porto de Roterdã

O governador Camilo Santana assinou na manhã desta quarta-feira, 22, o memorando de entendimento entre a Cearáportos e a Port of Rotterdam, gestora do porto de Roterdã (Holanda). Esse é o primeiro passo para a realização de estudos, que devem resultar em uma sociedade na gestão do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (Cipp).

“Toda a modelagem, a forma como fazer essa parceria será discutida a partir de agora. Teremos até dezembro (para definir o modelo), que é o nosso deadline”, explicou o governador Camilo Santana em entrevista ao vivo ao O POVO Online logo depois da assinatura. Ele diz ainda que o CEO do porto de Roterdã visitará o Ceará entre setembro e outubro deste ano.

O tamanho da participação holandesa no Cipp ainda não está definido, mas o Governo do Estado não abre mão do controle acionário.  “O Ceará não quer perder o controle acionário. Eles já estão cientes disso, pela importância que aquela área tem como patrimônio para o Estado do Ceará”, reafirmou o governador.

Camilo ressalta que a parceria vai gerar emprego e renda no Ceará.  “O Ceará vai ganhar parceria com um dos portos mais modernos do mundo, o maior da Europa, que tem expertise, experiência, tradição, confiança do setor empresarial do mundo inteiro. Vai ser uma forma de atrair investidores para o Ceará, gerar emprego, gerar renda”.

(O POVO Online)