Blog do Eliomar

Categorias para Internacional

Dois naufrágios no Mar Egeu deixam pelo menos 35 mortos nesta segunda-feira

Pelo menos 35 imigrantes morreram nesta segunda-feira (8) em dois naufrágios no Mar Egeu, ao largo da costa ocidental da Turquia, quando as embarcações em que seguiam tentavam alcançar as ilhas gregas da região, porta de entrada na Europa.

O primeiro naufrágio de uma embarcação que tentava alcançar a ilha grega de Lesbos deixou pelo menos 11 vítimas.

O segundo incidente, que provocou 24 mortos, foi registado perto de Edremit, a norte de Dikili e na província de Balikesir.

Três passageiros da primeira embarcação foram socorridos pela guarda-costeira, enquanto quatro foram salvos no segundo naufrágio.

As novas tragédias ocorrem no mesmo dia em que  chanceler alemã, Angela Merkel, chega à Turquia, com o objetivo de pressionar os turcos a reduzir o fluxo de imigrantes em direção à Europa.

A Turquia, que acolhe oficialmente cerca de 2,7 milhões de sírios e 300 mil iraquianos em fuga dos seus países em guerra, tornou-se num dos principais pontos de partida dos imigrantes que pretendem alcançar a Europa.

No início de fevereiro, a Organização Internacional para as Migrações (OIM) informou que, apenas em janeiro de 2016, 62.193 migrantes atravessaram o Mar Egeu para entrar na Grécia. No mesmo período, foi registada a morte de 60 crianças que tentavam atravessar o Mediterrâneo.

Em 2015, 270 jovens morreram afogados enquanto tentavam fazer travessia por mar. No total, a OIM contabiliza 368 mortos no Mediterrâneo.

(Agência Brasil)

Itamaraty condena lançamento de foguete de longo alcance pela Coreia do Norte

O Itamaraty apoiou nesse domingo (7) a condenação emitida pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas ao anúncio de lançamento de satélite de longo alcance pela Coreia do Norte. A ação, repudiada pela comunidade internacional, é vista como um teste secreto de mísseis.

A declaração unânime do Conselho de Segurança, que em breve anunciará novas sanções ao país, foi feita após reunião de emergência convocada a pedido dos Estados Unidos e do Japão. A China, principal aliado de Pyongyang, e outros 14 países que compõem o colegiado apoiaram a manifestação do órgão executivo da ONU.

Em nota o Ministério das Relações Exteriores destaca que o Brasil “deplora” a decisão do governo norte-coreano de lançar um satélite com emprego de tecnologia de mísseis balísticos, em violação às resoluções do Conselho de Segurança.

“O governo brasileiro conclama a República Popular Democrática da Coreia a abster-se de atos que prejudiquem a via do diálogo e da negociação diplomática. Também insta Pyongyang a retomar as Conversações Hexapartites, reintegrar-se o mais cedo possível ao Tratado de Não Proliferação Nuclear como Estado não nuclearmente armado e a assinar e ratificar o Tratado de Proibição Completa de Testes Nucleares”, destacou a nota.

(Agência Brasil)

ONU pede à Coreia do Norte para parar com ações provocatórias

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, pediu neste domingo (7) à Coreia do Norte para “parar com as ações provocatórias”, após o lançamento de um foguete de longo alcance. “É profundamente lamentável que a República Popular Democrática da Coreia tenha realizado um lançamento usando tecnologia de mísseis balísticos, violando resoluções do Conselho de Segurança [da ONU]”, disse Ban Ki-moon, em comunicado.

O secretário-geral das Nações Unidas apela à Coreia do Norte para “parar com as ações provocatórias” e respeitar as suas “obrigações internacionais”. No comunicado, Ban Ki-moon “refirma o seu compromisso em trabalhar com todos os lados para reduzir as tensões” e conseguir a “desnuclearização da península coreana”.

A Coreia do Norte assegura que o lançamento do foguete foi bem sucedido e que colocou em órbita um satélite espacial de observação terrestre. Fontes dos governos da Coreia do Sul e dos Estados Unidos confirmaram o êxito da operação norte-coreana, que é considerada pela comunidade internacional como um teste encoberto de mísseis balísticos.

(Agência Brasil)

Presidente do Haiti deve deixar o governo neste domingo

Está prevista para este domingo (7) a saída do atual presidente do Haiti, Michel Martelly. O que deveria ser uma transição política comum, com a entrada de um presidente eleito, se tornou um imbróglio de desfecho desconhecido. Após uma série de protestos da população, o segundo turno das eleições presidenciais foi adiado mais de uma vez. Os haitianos suspeitam de fraude no processo eleitoral para beneficiar o candidato do governo, Jovenel Moise.

Martelly, no entanto, promete deixar o cargo mesmo sem um novo nome eleito para ocupá-lo. Um presidente provisório deverá assumir seu lugar, até que o processo eleitoral continue. Mas uma pesquisa divulgada em fevereiro pelo Instituto Igarapé, com sede no Rio de Janeiro, alimentou as suspeitas levantadas pela oposição e pela população. O estudo revelou que houve uma baixa presença de eleitores nas urnas no primeiro turno presidencial, destoando dos números oficiais.

Do total de entrevistados, 1.460 haitianos afirmaram ter registro para votar, sendo que 103 deles não tinham certeza se o registro eleitoral ainda estava válido, seja por terem se mudado, por nunca terem votado desde que tiraram o documento. A popularidade do candidato de oposição, Jude Celestín, retratada na pesquisa mostrou discrepância com o resultado oficial do primeiro turno das eleições.

Na pesquisa, 91% dos entrevistados declararam preferência a Celestín. No primeiro turno das eleições presidenciais, o candidato de Martelly, Jovenel Moise, obteve 32,76% dos votos, contra 25,29% registrados por Célestin.

Os números servem de combustível para a suspeita da população em relação às fraudes na eleição. Diante do resultado do primeiro turno, Celestín se recusou a participar do segundo turno. Grupos de manifestantes protestaram, bloqueando ruas, queimando pneus e veículos. A onda de violência atingiu o país e continuou após o adiamento do segundo turno.

(Agência Brasil)

Papa Francisco terá encontro com Patriarca Ortodoxo da Rússia

“O Papa Francisco e o patriarca ortodoxo russo Kirill vão se encontrar no dia 12 de fevereiro no Aeroporto de Havana, em Cuba, no primeiro encontro dos líderes das duas Igrejas. O anúncio foi feito hoje (5). Será “o primeiro encontro da história” entre os dois principais dirigentes dos cristãos do Ocidente e do Oriente separados desde o cisma de 1054 que separou a Igreja Católica em duas, informou o Vaticano.

“A Santa Sé e o Patriarcado de Moscou têm a alegria de anunciar que, com a graça de Deus, Sua Santidade o Papa Francisco e Sua Santidade o Patriarca Kirill de Moscou e de toda a Rússia se encontrarão em 12 de fevereiro”, segundo um comunicado conjunto.

O encontro ocorrerá à margem de uma visita à América Latina do patriarca Kirill, cuja igreja conta com 130 milhões de fiéis, e da viagem ao México do papa Francisco, que guia 1,2 bilhão de católicos.

O encontro terá início com uma reunião de duas horas e será concluído com a assinatura de uma declaração comum, diz o comunicado conjunto.”

(Agência Lusa)

China autoriza exportações de 17 frigoríficos brasileiros

“O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento informou hoje (4) que a China autorizou 17 frigoríficos brasileiros a exportar para o país asiático. Desse total, cinco são de carne bovina, oito de aves e quatro de suínas. As empresas estão distribuídas em cinco estados.

Em São Paulo estão três frigoríficos de bovinos e um de aves; em Minas Gerais, dois de bovinos e dois de aves, no Rio Grande do Sul dois de aves e dois de suínos, no Paraná, três de aves e em Santa Catarina dois de suínos.

Segundo o ministério, com as novas habilitações, haverá um aumento de US$ 340 milhões nos embarques de carnes para o mercado chinês. O órgão informou ainda que o início efetivo das vendas depende agora de negociação entre os frigoríficos e os importadores chineses.

As exportações de carne bovina do Brasil para a China foram retomadas no ano passado, com a suspensão, em maio, de um embargo do país asiático ao Brasil que durava desde 2012.

Em novembro de 2015, em missão à China, a ministra da Agricultura, Kátia Abreu, e o ministro da Administração-Geral de Supervisão de Qualidade, Inspeção e Quarentena (Aqsiq) daquele país, Zhi Shueing, concordaram em estabelecer um cronograma de trabalho para análise de estabelecimentos brasileiros que aguardavam autorização para exportar.

Com a habilitação dessas 17 plantas, o Brasil passa a ter 65 frigoríficos autorizados a exportar carne para a China. Desses, 38 são de aves, 16 de bovinos e 11 de suínos. Em 2015, o Brasil exportou à China um total de US$ 1,1 bilhão em carnes, dos quais US$ 477 milhões em carne bovina, US$ 608 milhões em carne de frango e US$ 10 milhões em carne suína.”

(Agência Lusa)

Senador republicano Rand Paul abandona corrida presidencial norte-americana

O senador Rand Paul, aspirante à candidatura republicana à Casa Branca, anunciou nesta quarta-feira (3) que abandona a corrida presidencial, após os resultados dececionantes que registou na primeira votação feita na segunda-feira (2) no estado norte-americano do Iowa.

“Tem sido uma honra incrível realizar uma campanha para a Casa Branca ancorada em princípios. Hoje, vou terminar no mesmo ponto por onde comecei, pronto e com vontade de defender a causa da liberdade”, disse o senador republicano em comunicado.

Com o abandono de Rand Paul, a corrida para a nomeação presidencial republicana tem agora dez candidatos.

(Agência Brasil)

OMS pede a países europeus que abram luta contra o Zika

“O Departamento para a Europa da Organização Mundial da Saúde (OMS) pediu hoje (3) aos países europeus que tomem medidas para impedir a propagação do vírus Zika, considerando que o risco aumenta com o início da primavera e durante o verão. “Todos os países europeus em que o mosquito Aedes aegypti (o transmissor) está presente podem ter risco de propagação da doença do vírus Zika”, disse a diretora regional da OMS, Zsuzsanna Jakab.

Lembrando que com o início da primavera e durante o verão aumenta o risco de o vírus Zika se espalhar, Jakab considera que “agora é o momento de os países se prepararem para reduzir o risco para suas populações”.

Segundo a OMS, não existe vacina ou tratamento para a doença, por isso a estratégia é proteger a região europeia do mosquito, por meio do controle e da eliminação dos locais de reprodução, da aplicação de inseticidas e da morte das larvas em caso de surtos.

É recomendado que as pessoas em risco, sobretudo as mulheres grávidas, sejam informadas sobre a prevenção, que seja reforçada a vigilância e garantida a detecção laboratorial do vírus e que se intensifique a investigação para compreender a doença e desenvolver testes e vacinas.

A Organização Mundial da Saúde lembra ainda que o aumento de casos de microcefalia e de desordens neurológicas na América Latina constitui emergência de saúde pública de alcance internacional, acrescentando que há forte suspeita de que o aumento dos casos seja causado pelo vírus Zika. A microcefalia é um distúrbio que resulta em num perímetro do crânio infantil mais baixo do que o normal, com consequências no desenvolvimento do bebé.”

(Agência Lusa)

Unicef lança campanha para financiar programas de proteção às mulheres contra o Zika

“O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) lançou um apelo para arrecadar cerca de US$ 9 milhões para financiar programas na tentativa de limitar a propagação do vírus Zika e atenuar o impacto das infecções sobre recém-nascidos e suas famílias.

“Com o vírus Zika declarado uma emergência de saúde pública que afeta mais de 20 países da América Latina e do Caribe, o Unicef está trabalhando com os governos na mobilização das comunidades para que se protejam da infecção”, informou o órgão.

Em comunicado, o Unicef destacou que, embora não haja evidência conclusiva da relação de causalidade entre a microcefalia e o Zika, há preocupação suficiente para justificar uma ação imediata.

“Precisamos agir rápido para oferecer às mães e gestantes a informação de que necessitam para proteger seus bebês e a si mesmas e precisamos engajar as comunidades no combate ao mosquito que carrega e transmite o vírus”, disse a assessora sênior para Emergências de Saúde, Heather Papowitz.

O órgão das Nações Unidas informou que está trabalhando em parceria com o governo brasileiro para mobilizar comunidades, por meio de mensagens, sobre como evitar picadas de mosquito e eliminar os criadouros.”

(Agência Lusa)

Dilma avisa: quer transformar a Bolívia no “coração energético da América do Sul”

997503-02022016-dsc_5053

“Após se encontrar com o presidente da Bolívia, Evo Morales, a presidenta Dilma Rousseff disse que o Brasil concorda com a meta de transformar o país vizinho em “coração energético da América do Sul”. Segundo a presidenta, o governo tem acompanhado com “muito interesse os esforços” que a Bolívia vem fazendo para ampliar sua “bem-sucedida exploração de gás natural”.

Dilma e o presidente boliviano almoçam neste momento no Itamaraty. Ao oferecer um brinde a Evo Morales, a presidenta destacou que ele tem sido um “símbolo” na América Latina da “capacidade dos povos de se representarem de forma independente”. O Brasil deseja que a Bolívia desenvolva seu potencial de produção e exportação de energia elétrica, afirmou Dilma.

Depois de se reunirem no Palácio do Planalto, Dilma e Morales dirigiram-se ao Palácio do Itamaraty, onde ocorreria o almoço. Enquanto aguardavam a chegada de Evo, o vice-presidente Michel Temer acompanhou e conversou com Dilma, junto com o ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira.

Quando o presidente da Bolívia desceu do carro, em frente à Esplanada dos Ministérios, e se encaminhou para o tapete vermelho do Itamaraty, um pequeno grupo fez um protesto contra ele. Em um tom de voz que dava para ser ouvido de dentro do prédio, um dos quatro manifestantes gritava palavras de ordem como “Sai do Brasil, traficante”.

Ao retribuir o brinde à presidenta, Morales não mencionou o ocorrido. Ele agradeceu o apoio de Dilma, e disse que conta com o apoio brasileiro na redução da pobreza por meio de políticas sociais e de transferência de tecnologia. “Nesses momentos, nunca me senti abandonado nem por [ex-presidente Luiz Inácio] Lula [da Silva], nem por Dilma, nem pelo povo brasileiro”, afirmou.”

(Agência Brasil)

 

Mais de 10 mil crianças migrantes desapareceram na Europa em dezembro

Mais de 10 mil crianças migrantes não acompanhadas desapareceram na Europa entre 18 e 24 de dezembro passado, estima a Europol, agência de polícia europeia, que teme que muitas delas sejam exploradas, inclusive sexualmente, pelo crime organizado.

De acordo com Brian Donald, diretor da Europol citado pelo The Observer, os números divulgados referem-se a crianças de quem se perdeu a movimentação após o registro pelas autoridades europeias. Cerca de metade delas desapareceu na Itália.

Das 10 mil desaparecidas, nem todas “serão exploradas para fins criminais”, afirmou. Algumas dessas crianças migrantes teriam se reunido com integrantes de sua família, “só que não sabemos onde estão, o que fazem ou com quem”, acrescentou.

Cerca de 1 milhão de migrantes – 27% crianças – chegaram à Europa no ano passado, na pior crise migratória na região desde a 2ª Guerra Mundial, estima a Europol. “Nem todas elas estão sozinhas, mas acreditamos que uma parte” entre na Europa sem companhia, explicou.

De acordo com Brian Donald, há uma “infraestrutura criminal” pan-europeia sofisticada, que tem como alvo os migrantes com fins diversos.

(Agência Brasil)

Ceará deveria olhar modelo de segurança pública de São Paulo

57 1

Da Coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (31):

Não é de bom tom o Governo do Ceará se mobilizar para questionar os dados da ONG mexicana cujo relatório coloca Fortaleza entre as mais violentas do mundo. É simplesmente uma perda de tempo.

Sob qualquer aspecto e seja qual for a metodologia adotada para montar o índice de homicídios, Fortaleza (pelo menos até 2015) estará sempre entre as cidades mais violentas do mundo. Não é de hoje. Desde 2012 que é assim. Aqui se mata a rodo e sob qualquer pretexto. O noticiário nem consegue mais dar conta dos casos.

O melhor que o Governo faz é seguir adiante e aprofundar a sua política que vem obtendo resultado. É aconselhável também olhar para o modelo de São Paulo, o único com resultados exemplares no Brasil.

Itália defende livre circulação de pessoas pela Europa

O primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, disse nesse sábado (30) que seu país não deixará que alguns europeus “destruam” o Tratado de Schengen, que define a livre circulação de pessoas pela Europa. “Afirmamos com grande determinação que quem quer destruir Schengen quer destruir a Europa. E nós, italianos, não permitiremos. Estamos aqui para dizer que a Europa não pode ser um velho debate técnico, mas deve voltar a ser um grande sonho”, ressaltou.

Segundo o líder político, há países que não entendem mais os valores dos fundadores do continente. Ele disse, ainda, que é preciso “voltar para as raízes” visando conseguir superar as dificuldades atuais enfrentadas pelas nações, como o terrorismo e a crise imigratória.

“A Europa corre o risco de cair quando perde o sentido de sua verdadeira vocação e vira, simplesmente, um amontoado de egoísmos. A Europa não tem um futuro já escrito. O ideal europeu não pode ser arrastado para polêmicas e disputas internas que fazem crescer o populismo e a demagogia”, finalizou.

(Agência Brasil)

Obama visitará mesquita nos EUA

“O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou hoje (30) que vai visitar uma mesquita perto de Baltimore, na próxima quarta-feira, num gesto pela tolerância e pela liberdade religiosa.

Será a primeira visita dele a uma mesquita em solo americano e ela ocorrerá quando os muçulmanos norte-americanos temem uma onda anti-islâmica, em parte por causa dos recentes comentários do candidato republicano Donald Trump às eleições presidenciais deste ano.

“O presidente vai viajar para Maryland onde visitará a mesquita da Associação Islâmica de Baltimore, reconhecerá a contribuição dos americanos muçulmanos para o país e sublinhará a importância da liberdade religiosa”, afirmou a Casa Branca em comunicado.

Na sequência dos atentados de Paris e de San Bernardino (Califórnia), Donald Trump sugeriu que se devia impedir a entrada de muçulmanos nos Estados Unidos, “até se perceber” o que estava ocorrendo.”

(Agência Lusa)

Prefeitura de Fortaleza participa de evento da ONU em Bogotá

2901CD0201

Em Bogotá (Colômbia), a secretária de Assuntos Internacionais e Estratégicos de Fortaleza, Patrícia Macedo, confere um seminário sobre Cidades Inclusivas.

O evento é preparatório à Conferência da ONU sobre Moradias, que ocorrerá em outubro, em Quito, no Equador.

Patrícia vai expor em painel sobre avanços de Fortaleza no campo da mobilidade voltada para a inclusão.

Chanceler venezuelana visitará o Brasil em meio a impasse político

“A ministra das Relações Exteriores da Venezuela, Delcy Rodríguez, visita o Brasil nesta sexta-feira (29), para se reunir com o chanceler brasileiro, Mauro Vieira. O encontro ocorre no momento em que o país vizinho passa por instabilidade política após as últimas eleições que deram maioria à oposição no Parlamento. Na semana passada, o Parlamento venezuelano rejeitou decreto do presidente Nicolás Maduro que permitiria ao governo utilizar recursos orçamentários e atuar de forma mais intervencionista nas empresas.

Oficialmente, está previsto que Mauro Vieira e Delcy Rodríguez discutam temas bilaterais como cooperação fronteiriça, comércio e investimentos.Por isso, o ministro da Economia venezuelano, Luís Salas, também estará presente. De modo reservado, porém, os chanceleres devem abordar a crise política da Venezuela. Recentemente, o governo brasileiro tem se manifestado de forma mais enfática quanto à questão. Após a eleição da aliança opositora, o Itamaraty divulgou nota em que pede respeito ao pleito e diz confiar que a “vontade soberana” dos venezuelanos será respeitada.

Ontem (27), ao participar em Quito, no Equador, de reunião com chanceleres da União das Nações Sul-Americanas (Unasul), o ministro Mauro Vieira mencionou a institucionalidade democrática e defendeu que os problemas da região devem ser solucionados internamente, de modo a respeitar a soberania dos países. “A tradição da solução pacífica de controvérsias por meio do diálogo e do direito internacional deve ser reforçada no âmbito da Unasul e é preciso valorizar as soluções encontradas na nossa própria região. No entanto, é também importante evitar escaladas retóricas que possam desvirtuar essa tradição”, afirmou.

De acordo com o ministério das Relações Exteriores, o Brasil tem buscado “consistentemente” contribuir para promover o “diálogo político” e a institucionalidade democrática da Venezuela.”

(Agência Brasil)

Fed mantém taxas de juros

O Federal Reserve (Fed) norte-americano decidiu nesta quarta-feira (27) manter inalteradas as taxas de juros de referência, entre os 0,25% e os 0,50%.

Em comunicado, após reunião de dois dias do comitê de política monetária, o Fed argumenta a decisão com o fato de o crescimento econômico se ter mantido “moderado” nos Estados Unidos e considerando que a inflação vai continuar baixa “no curto prazo”.

A Fed espera que “a inflação se mantenha baixa no curto prazo, em parte devido às maiores descidas dos preços da energia”, antecipando que este indicador permaneça ainda distante do objetivo de médio prazo, de 2%.

(Agência Brasil)

Professor da UFC tem artigo destacado em publicação internacional

pofess

“Uma investigação desenvolvida em escala global sobre diversidade na polinização para a produção agrícola de alimentos – que contou a participação do professor Breno Freitas, do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal do Ceará – foi destaque na mais recente edição da revista Science, um dos periódicos científicos de maior renome em todo o mundo.

Publicado na última sexta-feira (22), o artigo “Mutually beneficial pollinator diversity and crop yield outcomes in small and large farms” (Resultados mutuamente benéficos para a diversidade de polinizadores e produção agrícola em pequenas e grandes fazendas, em tradução livre) analisa a relação entre a diversidade de animais polinizadores e o nível de produção em unidades agrícolas de pequeno e grande porte, destacando, assim, a importância das abelhas para a segurança alimentar mundial.

Financiado pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), através do projeto mundial sobre polinização, o trabalho analisou 344 propriedades na África, Ásia e América Latina. No Brasil, seis redes de produção foram acompanhadas, sendo uma delas a do caju, que ficou sob a coordenação do professaor Breno Freitas. Através de um protocolo de estudo que possibilitou a comparação de dados das mais díspares realidades, os pesquisadores chegaram a um déficit de produção de alimentos diretamente conectado às quedas na polinização. “Há uma diferença entre as propriedades que produzem mais e as que produzem menos. Essa diferença é de 53%. Desse número, 24% são o déficit de polinização”, explica o professor.”

SERVIÇO

* Acesse o artigo: http://goo.gl/2gN3fx

(Site da UFC)

Dilma Rousseff reforça tese da cooperação econômica na Amérioca Latina

“A presidenta Dilma Rousseff reafirmou a necessidade de intensificar a cooperação econômica e comercial entre os países da América Latina e do Caribe, para que possam “superar mais rapidamente os desafios impostos pela crise [econômica]”. Ela fez a declaração em Quito, ontem (26) à noite, após reunião com o presidente do Equador, Rafael Correa.

A presidenta embarcou nesta quarta-feira para o Equador, onde participa hoje (27) da 4ª Cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac).

“Analisamos o complexo quadro econômico internacional e a sua incidência preocupante sobre nossos países e sobre toda a região, em especial o impacto da queda do preço das commodities do petróleo, dos minérios, dos grãos e a desaceleração da economia chinesa que hoje transita de um padrão baseado em investimento e infraestrutura para outro, baseado no consumo e em serviços”, disse Dilma.

Segundo a presidenta, Brasil e Equador concordaram em estreitar ainda mais o relacionamento para que as relações bilaterais possam funcionar “como uma ponte para essa travessia” que os países estão enfrentando.

Dilma citou projetos da parceria entre o Brasil e o Equador. “A Hidrelétrica de Manduriacu e o projeto de irrigação Daule Vinces dão testemunho de nosso comprometimento com a promoção de uma cooperação intensa com o Equador”.

Ela também destacou o Eixo Multimodal Manta-Manaus. “Esse projeto, de Manta-Manaus, é um projeto estratégico nessa região. Trata-se da integração de toda a região amazônica da América do Sul e aproximando as regiões Norte e Centro-Oeste do Brasil, tanto aproximando o Equador do Atlântico quanto o Brasil do Pacífico”, acrescentou.

A presidenta embarca hoje à tarde de volta para o Brasil e amanhã participa de reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, o Conselhão, formado por ministros de estado e representantes da sociedade civil, empresariado e centrais sindicais.”

(Agência Brasil)

John Kerry diz que Coreia do Norte é ameça para o mundo

“A Coreia do Norte, com o seu armamento nuclear, representa uma “ameaça explícita, uma ameaça declarada para o mundo”, afirmou hoje (27) o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, em Pequim, após um encontro com o secretário chinês.

Ao comentar a realização do quarto teste nuclear, anunciado pelo governo chinês, Kerry afirmou que “os Estados Unidos farão o que for necessário para proteger o país, os amigos e aliados no mundo”.

(Agência Lusa)