Blog do Eliomar

Categorias para Internacional

O Papa que pode ser diferente e fazer a diferença

Com o título “Poder, prestígio e humanidade”, eis artigo da jornalista Fátima Sudário, que pode ser conferido no O POVO desta segunda-feira. Ela aborda novas lições do Papa Francisco, que chegou para mexer no tradicionalismo e reavivar as mentes deste mundo de tantas contradições. Confira:

Não é de hoje. Herança da meninice, costumo, por vezes, pensar na complexidade de determinadas funções neste mundo. Pela grandiosidade do universo a dar conta. São tamanhos poder e prestígio que imagino tudo girando em torno do macro. Parece não haver espaço para as emoções triviais, nem por isso menos intensas, nem para os prazeres do cotidiano, como a escolha da roupa para vestir, do filme pra assistir, de gastar tempo com os amigos, esses hábitos que nem registramos de tão comuns que são, mas que pontuam as existências.

Uma dessas funções é a do papa. Tanto poder, tanto prestígio, tanto peso histórico e simbólico para conduzir um rebanho cada vez mais diverso e estranho nas suas vivências cristãs e ainda influenciar nos destinos do planeta. Não é fácil. Mas, quando olho o papa Francisco, creio que pode ser diferente. Ele tem cara de gente como a gente. Faz acreditar ser possível comungar a existência de pessoa comum com a de poderoso líder. Dá risadas, gosta de futebol, come de bandejão, toca as pessoas. Se ele padece, não tem receio em mexer na zona conforto da Cúria romana e do mundão católico.

Na semana passada, Francisco transitou lindamente entre a simplicidade e a grandeza. Mexeu num vespeiro caro à doutrina católica, consolou uma jovem angustiada e, amorosamente, fez alerta a pais e mães. No primeiro caso, orientou o perdão formal a mulheres que fizeram aborto e buscam alento. E imprimiu o toque pessoal ao dizer que “conheceu tantas mulheres que carregam em seus corações a cicatriz dessa decisão angustiante e dolorosa”. Para lembrar, o aborto é pecado gravíssimo para a Igreja, punido com a excomunhão.

No outro ato, o papa levou uma adolescente ao encontro de sua autoestima. Em videoconferência com jovens americanos, uma garota de 17 anos chorou ao contar que sofria bulliyng por conta de uma doença de pele e que tinha se refugiado na música. O papa pediu que ela cantasse pra ele. Diante da hesitação, disse pra ela ser corajosa. Francisco ouviu a versão em espanhol de Hugged By You (Abraçada por você). Ela ganhou um sorriso e um agradecimento. E assim, navegando nas sensibilidades, o pontífice elogiou os pais que têm tempo para tudo: trabalho, casa e, sobretudo, para os filhos. “Poderiam ganhar o Nobel”. E ainda recebeu críticas. Pra mim, além de poder e prestígio, tem humanidade, sobretudo.

Fátima Sudário

Jornalista do O POVO

Apesar da crise – Dilma diz que Brasil “está de braços abertos” para receber refugiados

A presidente Dilma Rousseff disse nesta segunda-feira (7), em mensagem gravada para as redes sociais, que, mesmo vivendo momento de dificuldades, o Brasil está “de braços abertos” para receber refugiados. A presidente mencionou o garoto sírio Aylan Kurdi, 3 anos, que se afogou após tentar fazer a travessia por mar para a Turquia com a família. Segundo Dilma, a imagem do menino morto em uma praia “comoveu a todos e deixou um desafio para o mundo”.

“Mesmo em momentos de dificuldade, de crise como estamos passando, teremos nossos braços abertos para acolher os refugiados. Aproveito para reiterar a disposição do governo para receber os que, expulsos de suas pátrias, para aqui queiram vir viver, trabalhar e contribuir para a prosperidade e a paz do Brasil”, declarou a presidenta em mensagem liberada pelo Palácio do Planalto, logo após o desfile de 7 de Setembro. Dilma disse ainda que o Brasil foi formado por povos de diversas origens.

A presidente voltou a dizer que o país irá superar a crise interna que atravessa. “Sei que é minha responsabilidade apresentar caminhos e soluções para fazer a travessia que deve ser feita”, declarou.

(Agência Brasil)

Camilo só retorna da China na quarta-feira

42 2

camlosantana

O governador Camilo Santana (PT) só retorna da China  na próxima quarta-feira, segundo o Palácio da Abolição. Com ele, está o secretário de Assuntos Internacionais do Governo, Antonio Balhmann.

Ali, entre algumas missões, Camilo tenta atrair uma série de investidores com objetivo de reforçar o Complexo Industrial e Portuário do Pecém.

Também há um outro objetivo: Camilo busca um parceiro para apostar no sonho da refinaria de petróleo, que cancelada dos investimentos da Petrobras

Se conseguir, essa viagem terá valido a pena.

Papa Francisco apela a todas as paróquias para acolherem uma família

Papa-Francisco-3-692x360

O papa Francisco apelou a todas as comunidades católicas da Europa para acolherem uma família de refugiados. Ele informou que as primeiras a dar o exemplo serão as duas paróquias do Vaticano.

Ao pedir um “gesto concreto” de preparação para o Jubileu, que começa em dezembro, o papa apelou a todas as paróquias, comunidades religiosas, todos os mosteiros e santuários para que acolham uma família de migrantes.

“Perante a tragédia de dezenas de milhares de refugiados que fogem da morte, vítimas da guerra e da fome, o Evangelho chama-nos e pede para estarmos mais próximos dos mais fracos e abandonados, dando-lhes esperança”, disse o papa Francisco na oração Angelus, perante milhares de fiéis na Praça de São Pedro.

Dirigindo-se aos “irmãos bispos da Europa”, o líder da Igreja Católica apelou a que apoiem a causa nas suas dioceses, dizendo que as paróquias de Roma e do Vaticano acolherão “nos próximos dias” duas famílias de refugiados.

As 28 nações da União Europeia estão bastante divididas sobre o que fazer em relação aos fluxos de migrantes, a maior parte pessoas que abandonaram os seus países para fugir aos conflitos que grassam no Oriente Médio e norte da África.

A Alemanha liderou os esforços para a abertura das fronteiras, anunciando que poderia aceitar até 800.000 refugiados este ano, e apoiando planos para quotas obrigatórias nos países da UE.

A Hungria, juntamente com muitos países do leste que se tornaram novos membros do bloco europeu, opõe-se ao sistema de quotas e insistem que as regras atuais devem ser aplicadas, com os requerentes de asilo a terem de fazer o pedido no primeiro país onde chegam e não no país para onde querem ir.

(Agência Brasil)

G20 admite crescimento lento, mas espera aceleração da economia mundial

O G20 reconheceu nesse sábado (6), em Ancara, na Turquia, que o crescimento da economia mundial foi mais lento do que o esperado nos últimos tempos, mas anunciou que existe por parte de seus membros confiança em uma aceleração na recuperação econômica.

“O crescimento mundial está aquém das nossas expectativas. Comprometemo-nos a tomar medidas para intensificar o crescimento econômico e, por isso, estamos confiantes que a recuperação venha a acelerar”, declararam os ministros das finanças e os presidentes de bancos centrais. Pelo Brasil, participam o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, e o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini.

As discussões dos membros do G20 foram centradas na desaceleração da economia chinesa e a vulnerabilidade de muitas economias emergentes, além da possibilidade de elevação dos juros americanos. Caso isso aconteça, existe o risco de mais elevação no valor do dólar provocada pela migração dos investimentos em busca de melhores rendimentos nos Estados Unidos.

O G20 é formado pelos ministros das finanças e chefes dos bancos centrais das 19 maiores economias do mundo, mais a União Europeia.

(Agência Brasil)

Eita! França registrou 10% de desemprego no primeiro semestre

“A taxa de desemprego na França manteve-se estável no segundo trimestre em cerca de 10%, indicam dados estatísticos divulgados hoje, no momento em que o país continua a lidar com uma economia estagnada. Em relação a igual período do ano passado, a taxa de desemprego na segunda maior economia europeia, depois da economia alemã, aumentou três décimos, segundo a agência EFE.

De acordo com os critérios da Organização Internacional de Trabalho (OIT), no segundo semestre havia 2.852.000 desempregados na França.

Entre abril e junho, a taxa de desemprego diminuiu seis décimos entre os jovens de 15 a 24 anos, chegando a 23,4%. Na faixa etária de 25 a 49 anos, houve decréscimo de dois décimos na taxa de desemprego, que atingiu 9,3%. Houve porém aumento de seis décimos para a população com idade superior a 50 anos. Para essa faixa etária, o desemprego agora equivale a 7%.”

(Agência Brasil)

Camilo Santana acerta voo Fortaleza-Pequim

acal

O governador Camilo Santana (PT) esteve reunido, nesta quarta-feira em Pequim (China), com os presidentes das empresas Hainan Airlines e Azul Linhas Aéreas (também proprietária da TAP). No encontro, foi assinado um termo de cooperação entre as companhias aéreas para voos entre o Ceará – e outros estados – e Pequim via Lisboa, com o objetivo de encurtar o tempo de viagem entre os dois locais.

Atualmente, os voos partindo de Fortaleza fazem duas escalas para chegar a China. Com o acordo, a viagem será realizada com apenas uma escala, que será realizada na capital portuguesa.  “Tivemos um dia muito produtivo.

Nesta mesma reunião com a Hainan, que pertence a um dos maiores grupos de
investidores na área do turismo, a companhia reafirmou o interesse na concessão do aeroporto de Fortaleza”, afirmou Camilo. Ele também apresentou o projeto do Acquario do Ceará “e eles se mostraram impressionados”, disse Camilo Santana, ressaltando que a empresa também atua no ramo de hotelaria.

Encontros

Na primeira agenda do dia em Pequim, o governador e o ministro da Defesa, Jacques Wagner, visitaram a empresa Huawei, terceira maior companhia de smartphone do mundo e que já possui fábrica em São Paulo.

A intenção, segundo eles, é expandir os negócios para outros estados brasileiros. Além dela, a comitiva brasileira na China se reuniu com a CSIC (China Shipbuilding Industry Corporation), que fabrica navios civis e militares e tem interesse de ampliar suas bases industriais para outros países, e com representantes da Academia Chinesa de Tecnologia espacial da China Aerospace Science & Industry Corooration – CAST of CASIC.

Prefeito aproveita Encontro Global na Colômbia para tratar de novos financiamentos

rcccc

O prefeito Roberto Claudio terá encontro, nesta terça-feira, em Medellín (Colômbia), com a a Diretoria Internacional do Banco Latino-Americano de Desenvolvimento (CAF). Ele tratará, especificamente, sobre dois novos financiamentos para a cidade e que deverão ser iniciados em 2016: o Cidades com Futuro e o Provatur.

Roberto Cláudio faz contatos em clima de Encontro Global da CAF para Prefeitos. Ele ainda participará ali de um outro momento do encontro, quando vai falar das ações de cuidado com a primeira infância, trabalho que está sendo coordenado pelo gabinete da primeira-dama Carol Bezerra.

Esse projeto é financiado pelo BID e atende crianças de zero a cinco anos nas áreas mais vulneráveis de Fortaleza, principalmente em bairros das Regionais V e VI.

DETALHE – O Encontro Global 2015 – Cidades para Vida reúne especialistas, gestores e dirigentes de cidades do mundo inteiro e está debatendo, além de segurança, temas como planejamento urbano, meio ambiente, governo, desenvolvimento social, mobilidade, tecnologias e inovações.

(Foto – Divulgação)

Bolsas da China voltam a registrar queda

“As ações chinesas caíram hoje (31), depois de altas significativas na quinta (27) e sexta-feira da semana passa, no âmbito dos esforços governamentais para combater a manipulação dos mercados, segundo a agência de notícias Xinhua. O Índice Composite de Xangai caiu 0,82%, cotado em 3,205.99 pontos.

O principal índice da Bolsa de Shenzhen também fechou no vermelho, ao perder 2,32%, ficando nos 10,549.16 pontos.

Os mercados financeiros chineses voltaram a cair, depois de fortes subidas nos últimos dois dias da semana passada. Antes disso, foram registradas graves quedas, que abalaram os mercados internacionais.”

(Agência Lusa)

Bolsas das ásia operam em alta

“As bolsas da Ásia operam hoje (27) em alta, impulsionadas pelo mercado financeiro de Xangai. A Bolsa de Xangai abriu em alta, após consecutivas perdas ao longo dos últimos dias.

Em Hong Kong, o principal indicador, o Hang Seng, subiu 2,44%, depois de ter arrancado em alta de 3,22%. A Bolsa de Tóquio encerrou os negócios em alta: o principal índice, o Nikkei, atingiu 197,61 pontos, tendo subido 1,08%.

A praça financeira de Xangai manteve a tendência de alta registrada na abertura, negociando em alta de 1,55% no meio da sessão, depois de se valorizar quase 3%. Também abriram em alta os mercados de Jacarta (2,43%), Manila (2,23%), Cingapura (2,05%), Ho Chi Minh (1,59%), Bangcoc (1,56%), Seul (1,34%) e Kuala Lumpur.”

(Agência Lusa)

Brasil e EUA vão trocar informações bancárias de correntistas a partir do próximo mês

“Até o fim de setembro, Brasil e Estados Unidos (EUA) começarão a trocar informações bancárias de correntistas americanos com contas no Brasil e de brasileiros com contas naquele país. O Diário Oficial da União publicou hoje (25) decreto que regulamenta o Ato de Conformidade Fiscal de Contas Estrangeiras (Fatca, na sigla em inglês).

De acordo com a Receita Federal, esse era o último passo para o intercâmbio de dados entrar em vigor. Assinado em setembro do ano passado, o acordo foi ratificado pelo Congresso Nacional em julho deste ano. A troca de informações se restringirá a contribuintes de um país com contas correntes com saldo de pelo menos US$ 50 mil no outro país.

Pelo Fatca, bancos, corretoras e seguradoras terão de encaminhar à Receita Federal o valor de depósitos, dividendos e investimentos de pessoas físicas e empresas americanas no Brasil, que repassarão as informações aos Estados Unidos. As instituições financeiras norte-americanas terão de fazer o mesmo com correntistas brasileiros e informar ao Internal Revenue Service, órgão norte-americano equivalente ao Fisco, que transmitirá os dados à Receita.

As instituições financeiras que se recusarem a repassar os dados dos correntistas terão as remessas dos Estados Unidos, que concentra metade do fluxo financeiro mundial, taxadas em 30% pelo governo norte-americano. A partir do próximo ano, além dos saldos de contas-correntes, os dois países trocarão automaticamente informações sobre rendimentos de aplicações financeiras.

Segundo o Fisco, o Fatca permite que também sejam pedidas, não de forma automática, informações complementares, como imóveis comprados por brasileiros no exterior. A expectativa da Receita Federal é trocar informações com outros países a partir de 2018,. O intercâmbio multilateral depende de os países do G20 (grupo das 20 maiores economias do planeta) ratificarem acordos assinados entre os membros do bloco.”

(Agência Brasil)

Bolsas da Ásia apresentam oscilações nesta terça-feira

“Principais bolsas asiáticas seguem hoje (25) uma tendência mista (queda e alta), apesar de Xangai continuar a registrar forte queda.

A Bolsa de Xangai, que registrou nessa segunda-feira (24) a maior queda diária em mais de oito anos (8,49%) – apresentou desvalorização na abertura da sessão de hoje – 6,41%. Shenzhen, segundo mercado financeiro, também negociava no “vermelho”.

A Bolsa de Tóquio, que abriu com perdas de quase 2% e chegou a cair mais de 4% momentaneamente, acabou se recuperando, fechando, no meio da sessão, em alta de 1,10%.

Hong Kong, apesar de Xangai e da vizinha Shenzhen terem aberto em baixa, assim como Tóquio, abriu em alta. No Sudeste Asiático, a Indonésia liderava os ganhos e o Vietnam as perdas.

Os mercados financeiros da Malásia, das Filipinas e do Vietnam negociavam em baixa na abertura, enquanto os de Cingapura, da Tailândia e Indonésia abriram em alta.”

(Agência Lusa)

Dólar ultrapassa R$ 3,55 e fecha no maior valor em mais de 12 anos

“Em um dia de turbulência nos mercados internacionais, a moeda norte-americana ultrapassou R$ 3,55 e fechou no maior valor em mais de 12 anos. O dólar comercial encerrou esta segunda-feira (24) vendido a R$ 3,553, com alta de R$ 0,056 (1,61%). A cotação fechou no maior valor desde 5 de março de 2003 (R$ 3,555).

Durante toda a sessão, a divisa operou em alta. Na máxima do dia, por volta das 10h40, o dólar chegou a ser vendido a R$ 3,57, mas o ritmo de aumento diminuiu nas horas seguintes. A moeda norte-americana acumula alta de 3,7% em agosto e de 33,62% em 2015.

O mercado financeiro mundial passou por grande inquietação relacionada às incertezas em relação à robustez da economia chinesa e às perspetivas de crescimento da economia mundial. A bolsa de Xangai encerrou a sessão de hoje com perda de 8,49%, a maior queda em oito anos. A bolsa de Shenzhen, segunda praça financeira da China, caiu mais de 7%.

As bolsas europeias, dos Estados Unidos e da América Latina acabaram por ser arrastadas e sofreram também perdas acentuadas, atingindo valores mínimos dos últimos anos. No Brasil, o índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo, atingiu a menor pontuação desde abril de 2009.

A cotação de matérias-primas, principalmente o preço do petróleo, está em queda acentuada. Segundo analistas, a incerteza em torno da China pode levar o Federal Reserve, Banco Central norte-americano, a adiar uma subida das taxas de juros nos Estados Unidos, que poderia ocorrer em setembro.”

(Agência Brasil)

Bolsa de Xangai tem queda de 8%

“A bolsa de Xangai, na China, registrou hoje (24) perdas superiores a 8%, aproximadamente meia hora depois da abertura da sessão, tendência seguida nas praças de Hong Kong e de Tóquio.

A bolsa de Hong Kong, território autônomo que pertence à China, encerrou a sessão de hoje em baixa de 5,17%, a segunda maior queda do ano, arrastada pelas perdas na praça financeira de Xangai. A bolsa de Shenzhen, segunda praça financeira da China, também teve queda de 7,17%.

Em Tóquio, Japão, depois de ter aberto em queda de 1,81%, o Nikkei teve baixa de 3,21% no meio da sessão de hoje. O índice de referência da antiga de Hong Kong, o Hang Seng, recuou hoje 1.158,05 pontos (5,17%). Foi a segunda maior queda do índice no ano.

A desaceleração das bolsas asiáticas continua consolidando a tendência de descida do preço do petróleo que, esta manhã, chegou a 44,28 dólares no mercado de Londres, próximo do mínimo registado em março de 2009.”

(Agência Lusa)

Líderes religiosos debate mudanças climáticas no Rio

“Lideranças nacionais e estrangeiras de 12 comunidades religiosas se reúnem na próxima terça-feira (25), no Rio de Janeiro, para debater mudanças climáticas e seus efeitos sobre a humanidade. Durante o Encontro Internacional Fé no Clima, cada liderança abordará os fundamentos sagrados de sua religião sobre a relação do ser humano com o planeta, bem como a criação e as ações concretas que cada religião adota para a proteção do meio ambiente ou o enfrentamento das mudanças climáticas, disse a coordenadora do projeto, antropóloga Maria Rita Villela, pesquisadora do Instituto de Estudos da Religião (Iser).

De caráter multirreligioso, o encontro resultará na assinatura da Declaração Fé no Clima, por todos os líderes religiosos. A versão final será encaminhada à presidenta Dilma Rousseff e à ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira.

O documento pretende ser uma contribuição informal do segmento religioso brasileiro à 21ª Convenção das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP21), que ocorrerá em dezembro, em Paris, na França. “A gente vai, pelo menos, posicionar esse grupo de religiões, mostrando nosso esforço, e colocar as preocupações centrais em uma linguagem comum, de acesso fácil por todos os cidadãos”, disse Maria Rita. O evento é promovido pelo Iser em parceria com a organização Gestão de Interesse Público.

As diversas contribuições religiosas serão revistas durante o evento Aldeia Sagrada, programado para o período de 1º a 3 de outubro, na sede do Viva Rio, na capital do estado. A aldeia foi criada por uma rede interreligiosa durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento, conhecida mundialmente como Rio92. Seu objetivo, segundo Maria Rita Villela, é “manter acesa a chama do desenvolvimento espiritual com a questão ecológica”. O tema deste ano da Aldeia Sagrada é sobre mudanças climáticas.”

(Agência Braasil)

Casa Branca anuncia morte do número dois do Estado Islâmico

O número dois do grupo extremista Estado Islâmico (EI) foi morto durante um ataque aéreo dos Estados Unidos no norte do Iraque, informou nesta sexta-feira (21) a Casa Branca.

O Conselho Nacional de Segurança identificou o militante morto como Fadhil Ahmad al-Hayali, também conhecido como Haji Mutaz.

As forças de defesa dos Estados Unidos explicaram que Al-Hayali morreu junto com um operacional do grupo, conhecido como Abu Abdullah, na terça-feira (18), durante ataque contra um veículo perto da cidade de Mossul.

A Casa Branca descreveu Al-Hayali como membro do Conselho Governativo do Estado Islâmico e “principal coordenador para o transporte de grandes quantidades de armas, explosivos, veículos e pessoas entre o Iraque e a Síria”.

“Fadhil Ahmad al-Hayali apoiou as operações do grupo em ambos os países e foi responsável pelas operações do Estado Islâmico no Iraque nos últimos dois anos”, afirmou a Casa Branca, acrescentando que, antes de pertencer ao grupo extremista, Al-Hayali fazia parte da facção iraquiana da Al-Qaeda.

(Agência Brasil)

Obama vai fechar prisão de Guantanamo até fim do mandato

“A prisão norte-americana em Guantanamo, Cuba, será fechada até o fim do mandato do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. A informação foi divulgada nessa quinta-feira (20) pelo secretário de Defesa do país, Ashton Carter, em entrevista. Ele confirmou que o governo já estuda a transferência de alguns presos da ilha para unidades militares em território norte-americano. “Guantanamo exige muito investimento e sua manutenção serve de munição para grupos extremistas como o Estado Islâmico”, disse. Há três dias o governo havia anunciado que estava estudando a possibilidade de transferir alguns presos.

Guantanamo foi inaugurada em janeiro de 2002, depois dos atentados de 11 de setembro de 2011, durante o governo de George W. Bush, no contexto da chamada guerra ao terror. O primeiro grupo de prisioneiros enviados à ilha era formado por 20 combatentes do Afeganistão, considerados terroristas pelo governo dos Estados Unidos.

Após a inauguração, a unidade chegou a ter cerca de 680 presos e atualmente abriga 116. O secretário de Defesa disse que a manutenção de Guantanamo é um dos argumentos usados por grupos radicais extremistas, porque a prisão tem pessoas consideradas terroristas, algumas delas vinculadas a organizações como a Al Qaeda e os Talibãs.

Ele confirmou que as prisões militares de Fort Leavenworth, no Kansas, e Navy Brig, em Charleston, na Carolina do Sul, estão sendo avaliadas, mas há outros locais em estudo.

Com relação à possível resistência por parte dos Republicanos no Congresso, Carter disse que o Departamento de Defesa está trabalhando em um plano para esclarecer os motivos da transferência e os benefícios da mudança.”

(Agência Brasil/EBC)

Brasil e Alemanha fecham acordo de cooperação na área de saneamento e gestão de resíduos sólidos

“O ministro das Cidades, Gilberto Kassab, e a ministra do Meio Ambiente, da Proteção da Natureza, Construção e Segurança Nuclear da Alemanha, Barbara Hendricks, assinaram hoje (20) termos de cooperação na área de saneamento, aproveitamento energético e gestão de resíduos sólidos. De acordo o ministro, alguns projetos já estão em andamento, fruto da cooperação já existente entre os dois países.

Kassab destacou que os acordos são muito mais de transferência e troca de conhecimento do que de investimentos de recursos. “Não são recursos expressivos, porque são para estudos. […] Eles [os alemães] são muito mais avançados em tecnologia”, disse. Como exemplo, citou as incorporações nos projetos do Minha Casa, Minha Vida em termos de política de sustentabilidade. Segundo ele, o primeiro projeto de casas com essas incorporações será construído no Rio de Janeiro.

A cooperação técnica Brasil e Alemanha na área de gestão de resíduos sólidos urbanos foi assunto entre os dois ministros. “Buscamos desenvolver capacidade nas diferentes esferas de governo e nos setores, de modo a aproveitar o potencial de redução da emissão de gases de estufa por variadas medidas, entre elas a promoção da adequada gestão municipal de resíduos, o fomento à reutilização, reciclagem e tratamento de diferentes frações, a eficiência energética nos sistemas municipais e a destinação final adequada dos resíduos”, afirmou Kassab.

Durante a reunião, também foi discutido o projeto de aproveitamento energético de biogás no Brasil, o Probiogás, com expressiva cooperação da Alemanha, e a questão da eficiência energética nos sistemas de abastecimento de água, em especial nas cidades.

O ministro das Cidades lembrou o início de um entendimento para gestão do lodo gerado no tratamento de resíduos sanitários, que deve resultar em novo convênio entre Brasil e Alemanha. Também foi criado um grupo de trabalho para identificar políticas públicas eficientes na gestão e planejamento de cidades.

Na questão da mobilidade urbana, ficou definido um aprofundamento na parceria para aprimorar as condições estruturais que possibilitem o aumento da eficiência energética no setor, “apoiando instituições nacionais que visem fazer esse levantamento e, com isso, padronizar e contribuir para redução da emissão de gases de efeito estufa”, acrescentou Kassab.”

(Agência Brasil)

McDonald’s será alvo de denúncias no Senado

“A rede de lanchonetes McDonald’s não vende apenas fast food. Exporta também um modelo empresarial que, se por um lado, resulta em lucros bilionários, por outro, é apontado como mau exemplo de relações trabalhistas e prejuízo para cofres públicos. O alerta será feito hoje (20) pelo diretor de Campanhas Globais do Sindicato Internacional de Trabalhadores em Serviços (Seiu, a sigla em inglês), Scott Courtney, durante audiência pública no Senado.

“Pelo peso que o Brasil tem em termos mundiais, acredito que essa audiência representará o ponto de partida para maior conscientização sobre os problemas dessa rede não só para o Brasil, mas para todo o mundo”, disse Courtney ontem (19), em entrevista exclusiva à Agência Brasil. Nesse sentido, acrescentou, que o Brasil é estratégico não só por ser uma grande economia, mas por ter um modelo a ser seguido em termos de legislação trabalhista. “Com sua posição de destaque, o Brasil certamente nos ajudará a ampliar ainda mais o corpo das nossas campanhas de esclarecimento sobre os problemas trabalhistas que estão por trás do McDonald’s e, dessa forma, encorajar as autoridades a enfrentar essa corporação.”

Courtney participa em Brasília do 1° Congresso Internacional dos Trabalhadores em Redes de Fast Food. O evento reúne, segundo os organizadores, 80 estrangeiros, entre trabalhadores, líderes sindicais e parlamentares de 20 países. Nas trocas de experiências neste e em eventos anteriores, Courtney chegou à conclusão que, por ser líder de mercado, a rede McDonald’s não só “educa mal” as empresas do setor de alimentação, mas também propaga uma flexibilidade negativa nas leis e nas relações trabalhistas de outros países.

“Capitalismo canibal”

“Nossa preocupação é evitar que os Estados Unidos exportem sua forma errada de conduzir as relações trabalhistas para outras países. Diferentemente do Brasil, nos EUA há, por exemplo, a possibilidade de se contabilizar como hora salário apenas os momentos em que há fregueses nos estabelecimentos, o que é feito pelo McDonald’s. É o que chamo de ‘capitalismo canibal’. Isso acaba sendo copiado por outras empresas. O McDonald’s dá o tom para indústrias de vários setores e, com isso, aumenta o risco de piorar a situação de trabalhadores em países cujas leis trabalhistas não são tão avançadas quanto às do Brasil”, disse o norte-americano.

Ele destacou, no entanto, que a briga com o McDonald’s já resultou na melhora da situação de trabalhadores norte-americanos, chegando ao ponto de o assunto ser abordado durante as campanhas presidenciais que elegeram Barack Obama. Na época, o carro-chefe do Seiu foi a mobilização chamada #FightFor15, na qual os funcionários da rede de lanchonetes pediam um pagamento mínimo de US$ 15 por hora trabalhada. “Obama apoiou, em sua primeira eleição presidencial, US$ 9, valor que depois, na reeleição, passou para US$ 15.”

Segundo o sindicalista norte-americano, ao pagar baixos salários, a rede causa prejuízos também aos cofres públicos. ”

(Agência Brasil)