Blog do Eliomar

Categorias para Internacional

Autor do duplo atentado em Boston é condenado à morte

“Um dos autores do duplo atentado ocorrido em 2013 em Boston, Dzhokhar Tsarnaev, de 21 anos, será hoje (24) condenado formalmente à morte por um juiz federal dos Estados Unidos. O ex-estudante universitário muçulmano, de origem chechena, foi condenado por um grupo de jurados no dia 15 de maio deste ano.

Por unanimidade, os jurados consideraram, em 8 de abril, que Dzhokhar Tsarnaev era culpado pelo duplo atentado a bomba, em 15 de abril de 2013, que matou três pessoas e deixou 264 feridas. Nesse dia, duas bombas artesanais explodiram na linha de chegada da popular Maratona de Boston (estado de Massachusetts, Nordeste dos Estados Unidos).

O atentado foi considerado o mais grave dos Estados Unidos desde os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001. Durante o julgamento, o Ministério Público caracterizou o jovem como um terrorista implacável, que agia com sangue frio e que tinha como objetivo “aterrorizar” a América. A defesa apresentou Dzhokhar Tsarnaev como um “rapaz perdido”, que foi influenciado pelo irmão mais velho, coautor do atentado.

O irmão mais velho de Dzhokhar, Tamerlan Tsarnaev, de 26 anos, acabou sendo morto durante uma perseguição policial. A sentença do jovem gerou controvérsia no estado de Massachusetts, que aboliu a pena capital em 1947. Várias pesquisas de opinião mostraram que muitos habitantes do estado eram favoráveis à sentença de prisão perpétua.

No dia 18 deste mês, um amigo dos irmãos Tsarnaev foi condenado a dois anos e meio de prisão por ter mentido aos investigadores da polícia e por ter apagado documentos de um computador. Khairullozhon Matanov, um motorista de táxi de 24 anos, oriundo do Quirguistão, foi o quarto amigo dos irmãos Tsarnaev a ser condenado à prisão.”

(Agência Brasil)

EUA: manifestantes querem que bandeira com símbolo racista seja recolhida

Dias após um jovem branco entrar em uma Igreja Metodista na cidade de Charleston, na Carolina do Sul, nos Estados Unidos, e matar, a tiros, nove pessoas, milhares de manifestantes se reuniram na capital do estado, Columbia, para pedir que a Assembleia Legislativa local recolha a bandeira dos Estados Confederados da América.

Considerada um símbolo da guerra civil norte-americana, a bandeira é tida por muitos como uma representação do racismo sulista. Protegida por uma lei que estabelece que ela não pode ser removida sem a aprovação da Assembleia Legislativa, a bandeira que estampa a “cruz sulista” permanece hasteada diante do edifício público, apesar das bandeiras dos Estados Unidos e da Carolina do Sul terem sido baixadas, em sinal de luto pelas vítimas do ataque de Dylann Roof.

Portando faixas e cartazes e entoando canções e palavras de ordem, a multidão exigia a imediata retirada do estandarte. “Já não podemos mais nos dar ao luxo de deixar esta bandeira aqui como um farol para aqueles que preservam más opiniões”, disse uma das oradoras durante o protesto.

A expectativa dos organizadores é que o ato sirva como um “aquecimento” para o 4 de julho, Dia da Independência dos Estados Unidos, quando esperam um protesto ainda maior. De com eles, mais de 370 mil pessoas já assinaram uma petição online para que a bandeira seja retirada da frente da assembleia.

(Agência Brasil)

Governo da Venezuela qualifica de “manobra midiática” ação de senadores

69 2

O Executivo venezuelano rechaçou, em nota oficial, o que chamou de “manobra midiática” as tentativas de grupos de direita nacional e internacional que tentaram construir à base de mentiras os episódios envolvendo a visita de uma comissão de senadores brasileiros. Segundo a nota, “os senadores chegaram ao país com o único propósito de desestabilizar a democracia venezuelana, gerar confusão e conflito entre os países irmãos [Brasil e Venezuela]”.

Segundo o governo de Nicolás Maduro, entre as mentiras estão a de que o governo teria negado permissão de sobrevoo para a delegação brasileira, antes mesmo dela apresentar formalmente qualquer explicação. A nota também desmente que o governo teria obstruído a estrada principal que liga o aeroporto a cidade de Caracas. A versão do Executivo venezuelano é de que um acidente com uma carreta com produtos inflamáveis teria impedido o trânsito livre de veículos. Também foi rebatida a alegação de que a segurança e a integridade dos senadores estavam sob riscos.

De acordo com o governo, em nenhum momento a segurança e a integridade dos senadores do Brasil foram postas em risco. Na nota, o governo afirma dispor de vídeos e fotografias que mostram a interação dos senadores com os ativistas políticos que se encontravam em campanha eleitoral para as eleições deste ano, no país. A alegação é de que havia um efetivo de segurança com batedores, patrulhas que acompanharam durante todo o tempo o grupo de brasileiros.

Na nota, o governo da Venezuela reitera os seus laços de amizade e cooperação com base no respeito mútuo, na não ingerência nos assuntos internos dos Estados e na autodeterminação dos povos com o Brasil.  As autoridades do país destacam o “compromisso inabalável” em manter esses compromissos “acima de qualquer manobra divisionista” adotado contra a Venezuela.

(Agência Brasil)

Eduardo Cunha defende nova visita de parlamentares à Venezuela

O presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), defendeu na noite dessa sexta-feira (19) uma nova visita de senadores e de deputados à Venezuela, de modo que sejam esclarecidas as reais situações dos líderes de oposição ao governo daquele país.

Cunha se reuniu com o ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, para conversar sobre os incidentes ocorridos na quinta-feira (18), quando senadores brasileiros tentaram visitar o ex-prefeito Leopoldo Lopes, que está preso nas proximidades da capital venezuelana.

“Falei com o ministro Mauro Vieira sobre o episódio, já que enviamos uma comissão de deputados do plenário ao Itamaraty. Ele nos recepcionou e deu todas as explicações sobre a ótica deles.”

O presidente da Câmara explicou que ponderou com o chanceler que, para superação do episódio envolvendo os senadores, é preciso que uma nova comissão de parlamentares visite os opositores ao governo venezuelano. “Há a necessidade e o direito de uma comissão lá comparecer e cumprir regularmente seu objetivo. Acho que o governo brasileiro deveria atuar para que isso ocorresse”, acrescentou.

(Agência Brasil)

Senadores criticam postura do governo Dilma sobre episódio na Venezuela

“Nós fomos levados para uma arapuca previamente armada”. Essa foi a síntese feita pelo presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE), senador Aloysio Nunes (PSDB-SP), sobre a missão “humanitária e democrática” de oito senadores brasileiros à Venezuela. Ao relatar o episódio em Plenário, nessa sexta-feira (19), Aloysio cobrou a responsabilidade do governo brasileiro pela situação de risco físico enfrentada pela comitiva, que se deslocou a Caracas, na quinta-feira (18), para visitar lideranças políticas presas por oposição ao governo Nicolás Maduro.

— A delegação brasileira ficou totalmente desprotegida sem a presença de alguém da embaixada, evidentemente orientada pela própria presidente da República (Dilma Rousseff), que tem simpatia ideológica, de cumplicidade, com o regime ditatorial da Venezuela — criticou Aloysio.

Integrante da comitiva, o senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES) disse que vai apresentar, na quinta-feira (25), requerimentos de convocação do ministro de Relações Exteriores, Mauro Vieira, e do embaixador do Brasil na Venezuela, Rui Pereira, para prestar esclarecimentos sobre a falta de apoio da diplomacia brasileira à visita dos senadores à Venezuela.

Vários senadores manifestaram indignação em Plenário pelo abandono imposto à comitiva brasileira na Venezuela. Membro da delegação, o senador José Medeiros (PPS-MT) refutou a alegação de falta de apoio diplomático pelo fato de não se tratar de uma missão oficial.

— Se não era oficial, o que um avião da FAB (que transportou os senadores) estava fazendo por lá? — indagou Medeiros.

Críticas de aliados à postura do governo brasileiro frente ao episódio, como as feitas pelos senadores Ivo Cassol (PP-RO) e Sérgio Petecão (PSD-AC) – também integrante da comitiva – levaram o presidente da CRE a saudar “o amplo movimento político” que respaldou a atitude do Senado na busca pela preservação da democracia, da liberdade de expressão e dos direitos humanos naquele país.

(Agência Senado)

Primeiro compromisso de Dilma nos EUA é com empresários e investidores

A presidenta da República, Dilma Rousseff, terá uma agenda cheia em sua viagem aos Estados Unidos, no fim de junho. De acordo com o Palácio do Planalto, Dilma vai desembarcar em Nova York, onde, no dia 28, terá um encontro com empresários americanos, brasileiros e investidores. No dia 29, a presidenta discursará em um seminário empresarial e, em seguida, viaja a Washington.

Na capital dos Estados Unidos, a presidenta brasileira participará de um jantar, na Casa Branca, oferecido pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. No dia seguinte, ela almoça no Departamento de Estado. Em Washington, a presidenta ficará hospedada na Blair House, residência oficial de hóspedes do governo norte-americano.

De Washington, Dilma viaja a São Francisco, onde terá compromissos nas universidades de Stanford e Berkeley. Na cidade californiana, a presidenta se reunirá com acadêmicos e com representantes de empresas de tecnologia. Existe a possibilidade de Dilma visitar as instalações da Google, mas o compromisso ainda não foi confirmado pela assessoria do Planalto. A visita de Dilma termina no dia 1º de julho.

(Agência Brasil)

Deputado petista questiona versão dos senadores sobre agressão na Venezuela

152 5

“A versão de que a comitiva de senadores brasileiros foi impedida pelo governo da Venezuela de visitar líderes políticos da oposição foi criticada hoje pelo deputado João Daniel (PT-SE). O petista que também chegou ontem em Caracas, capital do país, disse hoje (19) que um acidente impediu a passagem da comitiva, e não um protesto convocado pelo governo, conforme argumentaram os senadores.

A comitiva formada pelos senadores Ronaldo Caiado (DEM-GO) Aécio Neves (PSDB-M), Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), José Medeiros (PPS-MT), Agripino Maia (DEM-RN), Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), Sérgio Petecão (PSD-AC) e Ricardo Ferraço (PMDB-ES) se dirigiu ao país vizinho com o objetivo de visitar líderes políticos que se opõem ao governo de Nicolás Maduro.

“Cheguei no aeroporto de Caracas e acompanhei e vi um acidente que, infelizmente ocorreu e, nesse acidente, uma carreta de farinha ficou trancando a rodovia por muito tempo durante o dia. E eu saí do aeroporto e, junto com as pessoas que me trouxeram, demoramos quase quatro horas para chegarmos no centro de Caracas. Quando cheguei estava o barulho feito, devido ao episódio que eles criaram, na minha opinião”, disse o petista que também chegou na quinta-feira, em um voo comercial, na capital venezuelana.

Ontem (18), os senadores postaram mensagens em redes sociais dizendo que a van em que foram transportados foi hostilizada por manifestantes ao sair do aeroporto de Caracas. Segundo relato dos senadores, o veículo chegou a ser apedrejado e eles tiveram que retornar ao aeroporto, porque não havia segurança para prosseguirem com a visita.”

(Agência Brasil)

Brasil assina Convenção Interamericana de Direitos dos Idosos

93 1

idososs

“A Organização dos Estados Americanos (OEA), em sua 45ª assembleia geral, em Washington, aprovou e abriu para assinaturas dos países a Convenção Interamericana sobre os Direitos das Pessoas Idosas, informou o Ministério das Relações Exteriores.

De acordo com o Itamaraty, este é o primeiro instrumento internacional juridicamente vinculante voltado para a proteção e a promoção dos direitos das pessoas idosas. “Sua aprovação constitui avanço nos esforços para assegurar, em caráter permanente, os direitos desse grupo populacional. A convenção reconhece as pessoas idosas como sujeitos de direitos, empoderando-as e garantindo a sua plena inclusão, integração e participação na sociedade”, destacou o ministério, em nota.

O Brasil, representado pelo secretário-geral do Ministério das Relações Exteriores, Sérgio França Danese, foi um dos primeiros signatários da convenção.”

(Agência Brasil)

Papa recebe brasileiros do movimento de luta contra a hanseníase. No grupo, três cearenses

175 2

unnamed (8)

Seis brasileiros – entre os quais três cearenses,  que representam o Movimento pela Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Morhan) foram recebidos pelo Papa Francisco, no Vaticano, nesta quarta-feira.

unnamed (7)

jornalista Camila Fernandes integra o grupo, que repassou para o Papa um documento sobre a situação da hanseníase no Brasil. Camila é filha da também militante do movimento, a atriz Karla Karenina (Meirinha).

Houve um pedido de apoio ao Papa Francisco para que seja retirada das traduções bíblicas a expressão “lepra”, substituindo por “Mal de Hansen”.

O Papa Francisco disse que o apelo será acatado.

(Fotos – Facebook)

Um adeus ao crítico radical

moiche postoine

A turma do Movimento Crítica Radical madrugou, nesta terça-feira, no Aeroporto Internacional Pinto Martins. Tudo para embarca um dos seus icones, o professor Moishe Postone (blazer azul), da Universidade de Chicago (EUA).

O professor e filósofo deu palestra e lançou, nessa noite de segunda-feira, na sede da ADIUFC, o livro Tempo, Trabalho e Democracia Social”.

Entre os abraços que ganhou em seu embarque para o eixo Rio/EUA, Rosa da Fonseca e Jorge Paiva, lideranças do Crítica Radical no Estado.

(Foto – Paulo  MOska)

 

Papa lançará enciclica sobre meio ambiente, mas fica chateado com vazamento do conteúdo

50 1

Papa-Francisco-3-692x360

“A primeira encíclica do Papa Francisco sobre as mudanças climáticas foi divulgada nessa segunda-feira (15) pela revista italiana L’Espresso, o que motivou reação negativa do Vaticano. Na versão divulgada do documento, que o Vaticano disse não ser a versão final, Francisco apela à humanidade para que mude o estilo de vida e o consumo de energia, sob pena de graves consequências. A divulgação oficial está marcada para quinta-feira (18).

Entre estes resultados está uma “destruição inédita do ecossistema” até o final deste século que, de acordo com o papa, “vai ter consequências graves para todos”. Ainda segundo o que foi revelado, Francisco defende que as alterações climáticas são um problema provocado principalmente pelo homem.

O jornal britânico The Guardian informou que o Vaticano solicitou aos jornalistas que não divulgassem os detalhes do documento, argumentando que não era a versão final e classificando o vazamento de informação como “um ato de sabotagem contra o Papa”.

(Agência Brasil)

Obama convida primeiro-ministro de Israel para visitar a Casa Branca em julho

“O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, convidou o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, para visitar a Casa Branca no próximo mês de julho, informa hoje (16) o diário Yediot Aharonot.

Fontes norte-americanas citadas pelo jornal indicam que a reunião ocorrerá nos dias 15 e 16 de julho, depois do prazo previsto para que o grupo 5+1 chegue a um acordo com o Irã sobre o programa nuclear e antes que Obama o submeta a votação no Congresso.

Esse acordo tem provocado uma deterioração nas relações entre os dois líderes nos últimos anos. Em um gesto quase sem precedentes, Obama negou-se a receber Netanyahu, alegando que iria interferir nas eleições israelenses e prometeu que o faria depois da votação.”

(Agência Brasil)

Justiça dos Estados Unidos investiga contrato da Nike com a CBF

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos investiga um acordo de patrocínio de US$ 160 milhões entre a empresa de material esportivo Nike e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF). A informação foi publicada neste sábado (13) pelo jornal americano Wall Street Journal. A investigação faz parte do processo que apura indícios de corrução na Fifa, entidade que gerencia o futebol mundial.

De acordo com a reportagem, após a assinatura do contrato, em 1996, a empresa pagou US$ 40 milhões em despesas de marketing que não estavam previstas no acordo inicial. O valor foi depositado em uma conta bancária na Suíça, em nome de uma empresa brasileira de marketing esportivo.

No dia 27 de maio, o Departamento de Justiça indiciou nove executivos da Fifa e cinco parceiros da entidade, sob a acusação de associação criminosa e corrupção. O caso envolve suspeita de pagamento de propina no valor US$ 151 milhões. A partir da acusação, o Ministério da Justiça americano e a polícia da Suíça prenderam sete membros da Fifa.

(Agência Brasil)

Justiça francesa absolve ex-diretor do FMI de crime sexual

“A Justiça francesa absolveu hoje (12) Dominique Strauss-Kahn das acusações de proxenetismo. A decisão põe fim a uma série de escândalos sexuais que destruíram a carreira política do ex-diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI). Proxenetismo é o ato de obter benefícios econômicos da prostituição de outras pessoas.

O antigo político da esquerda francesa, tido como favorito nas eleições presidenciais de 2012, permaneceu calado durante a leitura da sentença, no Tribunal Correcional de Lille, no Norte da França.

No caso, tornado público em 2011, Dominique Strauss-Kahn era acusado de participar de encontros sexuais com prostitutas, organizados em Lille, na Bélgica, e em Washington, onde fica a sede do FMI. Atualmente com 66 anos, Strauss-Kahn nunca negou ter participado dessas orgias, mas afirmou desconhecer que algumas parceiras eram profissionais.

Ao todo, 14 pessoas foram acusadas no caso conhecido como Carlton, em referência ao Hotel Carlton, em Lille, onde trabalhavam alguns dos acusados.

Depois de ter libertado sete protagonistas, incluindo um proprietário de bordéis na Bélgica, e condenado a um ano de prisão, com pena suspensa, um antigo responsável do Hotel Carlton, de Lille, o tribunal considerou que Strauss-Kahn não era o organizador das orgias com prostitutas.”

(Agência Brasil)

Fortaleza quer atrair mais turistas argentinos

elpídio nogueira 130324

O secretário do Turismo de Fortaleza, Elpídio Nogueira, é aguardado, nas próximas horas, de Buenos Aires. Ali, participou de reuniões com 10 operadores de turismo da Argentina, dentro do objetivo de ampliar o número de pacotes turísticos entre Fortaleza e cidades desse País.

A capital cearense só conta com um voo para a Argentina e o secretário Elpídio espera que, em breve, isso possa ser ampliado para mais duas frequências.

Com Elpídio Nogueira, está o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih), regional do Ceará, Darlan Leite.

Feira Internacional de Energias Renováveis oferece almoço para Governo e investidores

Fortaleza é sede da IX Feira Internacional de Energias Renováveis (All About Energy). O encontro, que se estenderá até sexta-feira, acontece no Terminal de Passageiros do Mucuripe.

Ao meio-dia, o evento oferecerá um almoço, na sede da Fiec, para investidores e para os secretários de estado Elcio Batista (Chefe de Gabinete), Alexandre Landim (Casa Civil), Nicole Barbosa (Desenvolvimento Econômico), Inácio Arruda (Secitece), Artur B runo (Meio Ambiente) e André Facó (Infraestrutura), além de representantes do BNDES e Aneel.

Nesse cardápio, perspectivas de negócio no campo das energias renováveis no Ceará.

Os 80 anos dos Alcoólicos Anônimos

Para comemorar os 80 anos de fundação do movimento dos Alcoólicos Anônimos – nasceu no dia 10 de junho de 1935, nos EUA, o AA Ceará vai promover uma reunião de informação aberta ao público nesta quarta-feira, a partir das 19 horas, no Colégio 7 de Setembro (Centro).

O Alcoólicos Anônimos chegou ao Ceará em 1962 e já conta com 420 grupos espalhados pelo Estado. O AA conta com mais de 97 mil grupos locais em 150 países. No Brasil, surgiu em 1945 e conta atualmente com mais de cinco mil grupos.

SERVIÇO

* Escritório Central do AA Ceará – (85) 3231 2437, ou no site www.aaceara.org.br

Barack Obama cobra mais transparência e responsabilidade da Fifa

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, aumentou nesta segunda-feira (8) a lista de autoridades mundiais que recomendam à Federação Internacional de Futebol (Fifa) mais transparência e responsabilidade na condução do esporte. Na Alemanha, onde participa da reunião de líderes do G7 (grupo dos sete países mais industrializados do mundo), Obama defendeu a importância da vigilância do Poder Público sobre o futebol.

“Devemos avaliar que, além de um jogo, o futebol é um enorme negócio, uma fonte de orgulho nacional. As pessoas querem ter certeza de que ele é disputado com integridade.”

Obama reforçou a importância da investigação da Justiça de Nova York, com o apoio do FBI, a Polícia Federal dos Estados Unidos, e do governo da Suíça, que acusam dirigentes esportivos e empresários de cobrar propina nos contratos de marketing, direito de transmissão de jogos organizados pela Fifa e, supostamente, na escolha de países-sede da Copa do Mundo.

Segundo Obama, com a melhora do desempenho da seleção norte-americana, o futebol vem ganhando cada vez mais popularidade nos Estados Unidos. “Por isso, queremos que o esporte seja administrado da forma correta”, declarou Obama.

(Agência Brasil)