Blog do Eliomar

Categorias para Internacional

Paul Cole dará palestra em Fortaleza

plc_uganda-medium

Cole em recente passagem por Uganda (Africa).

Está em Fortaleza Paulo Cole, presidente do ministério CMN – Hombridade (Christian Men’s Network) e pastor titular da igreja Hope Christian City Church em Colleyville, no Texas.

Na condição de consultor de marketing com atuação internacional e premiado produtor de cinema e televisão, ele dará conferência, a partir das 19 horas desta quinta-feira, no auditório da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec). Falará sobre o tema “Hombridade”.

Paul Cole trabalha também  com celebridades e expoentes cristãos há mais de 30 anos. Dos SuperBowls aos eventos para homens em megaestádios, seu trabalho e ministério já o levaram a mais de 50 países.

Cientistas de Cingapura descobrem novo tratamento para demência

“Cientistas da Universidade Tecnológica de Nanyang (NTU), de Cingapura, anunciaram hoje (6) ter descoberto uma nova forma de tratar a demência, que consiste no envio de impulsos elétricos a áreas do cérebro para aumentar o crescimento de novas células. O tratamento, conhecido como estímulo cerebral profundo, é um procedimento terapêutico já usado em algumas partes do mundo para várias situações neurológicas, como tremores ou distonia (espasmos musculares involuntários que produzem movimentos anormais de determinada parte do corpo).

Os cientistas da NTU dizem ter descoberto que esse estímulo pode também ser usado para aumentar o crescimento de células cerebrais, reduzindo os efeitos nocivos das condições relacionadas à demência e melhorando a memória em curto e longo prazo. A investigação mostra que as novas células ou neurônios podem ser formadas por meio do estímulo da parte frontal do cérebro, que está envolvida na retenção da memória, com o recurso a impulsos elétricos.

“O aumento de células cerebrais reduz a ansiedade e a depressão e promove a aprendizagem, impulsionando, em termos globais, a formação e retenção de memória”, informou a universidade em comunicado citado pela agência de notícias Xinhua.

Segundo a NTU, os impulsos foram testados em ratos e os resultados da investigação significam novas oportunidades para o desenvolvimento de soluções inovadoras para o tratamento de pacientes que sofrem de perda de memória por condições relacionadas à demência, como as doenças de Alzheimer e de Parkinson.”

(Agência Lusa)

Cientistas de Cingapura descobrem novo tratamento para demência

Cientistas da Universidade Tecnológica de Nanyang (NTU), de Cingapura, anunciaram nesta segunda-feira (6) ter descoberto uma nova forma de tratar a demência, que consiste no envio de impulsos elétricos a áreas do cérebro para aumentar o crescimento de novas células.

O tratamento, conhecido como estímulo cerebral profundo, é um procedimento terapêutico já usado em algumas partes do mundo para várias situações neurológicas, como tremores ou distonia (espasmos musculares involuntários que produzem movimentos anormais de determinada parte do corpo).

Os cientistas da NTU dizem ter descoberto que esse estímulo pode também ser usado para aumentar o crescimento de células cerebrais, reduzindo os efeitos nocivos das condições relacionadas à demência e melhorando a memória em curto e longo prazo.

A investigação mostra que as novas células ou neurônios podem ser formadas por meio do estímulo da parte frontal do cérebro, que está envolvida na retenção da memória, com o recurso a impulsos elétricos.

(Agência Brasil)

Maioria dos pilotos com depressão esconde doença das empresas

A maioria dos pilotos que sofrem de depressão oculta a doença das companhias e das autoridades aéreas, segundo um estudo divulgado neste domingo (5) pelo jornal alemão Bild. O problema veio à tona após a queda do avião da Germanwings, com 150 pessoas a bordo, no último dia 24, na região dos Alpes franceses.

Segundo o estudo divulgado pelo Bild, o caso de Andreas Lubitz não é único entre os pilotos, que procuram esconder os problemas de saúde dos seus superiores. A análise, do diretor do Departamento de Medicina da Organização Civil Internacional da Aviação, Anthony Evans, datada de novembro de 2013, revela a existência de déficits graves no acompanhamento dos pilotos em matéria de saúde mental.

De acordo com o estudo, cerca de 60% dos pilotos que sofrem algum tipo de depressão decidem continuar a voar sem comunicar aos empregadores. Com base na análise de 1.200 casos de pilotos com depressão, o trabalho de Evans revela que cerca de 15% dos profissionais optam por tratar-se em segredo com medicamentos que conseguem por seus próprios meios, e apenas 25% declaram ao empregador que está fazendo tratamento.

O estudo resulta da observação de casos entre 1997 e 2001, informa o Bild, que destaca ainda a enorme pressão a que são submetidos os pilotos e o fato de um diagnóstico de depressão implicar seu afastamento do serviço.

(Agência Brasil)

Sobrevivente de ataque no Quênia é encontrada dois dias depois escondida em armário

55 1

Uma sobrevivente do atentado à Universidade de Garissa, no Quênia, foi descoberta escondida dentro de um armário do prédio, 50 horas após o ataque, informou nesse sábado (4) a Cruz Vermelha. O massacre, cuja autoria foi reivindicada pelo grupo radical islâmico Al Shebab, deixou 148 mortos na quinta-feira (2), a maioria estudantes.

Neste sábado, o presidente queniano, Uhuru Kenyatta, decretou três dias de luto nacional, com bandeiras a meio mastro.

“Uma sobrevivente foi encontrada dentro da universidade pelas forças de segurança que permanecem no campus universitário”, disse Arnolda Shiundu, responsável pela comunicação da Cruz Vermelha no Quênia.

Segundo Arnolda Shiundu, a sobrevivente “foi levada para o hospital e está sendo examinada pelos médicos”.

De acordo com uma fonte policial em Garissa, a sobrevivente ficou dois dias escondida em um armário. Ela foi descoberta durante a manhã deste sábado.

Em comunicado divulgado pelos islâmicos, o grupo radical critica a presença do Exército queniano na Somália e explica que, durante o ataque à universidade, separaram os muçulmanos dos cristãos para matar apenas integrantes do segundo grupo.

(Agência Brasil)

Diplomacia dos EUA confirma participação de Obama na Cúpula das Américas

O Departamento de Estado norte-americano confirmou neste sábado (4) a participação do presidente Barack Obama na reunião da Cúpula das Américas, marcada para os dias 10 e 11 de abril, na cidade do Panamá. De acordo com a diplomacia dos Estados Unidos, durante o encontro Obama deve interagir com o presidente de Cuba, Raul Castro, embora não esteja programada uma reunião bilateral.

“Ao decidir participar da reunião, o presidente Barack Obama sabia que Cuba tinha sido convidada e que haveria uma interação. Os dirigentes estarão juntos a maior parte do tempo. Haverá, portanto, um intercâmbio com Raul Castro”, declarou a secretária de Estado adjunta para a América Latina, Roberta Jacobson.

Segundo ela, além do encontro bilateral com o presidente do Panamá, Juan Carlos Varela, nenhuma outra reunião está programada. “Portanto, não sei exatamente que tipo de interação ocorrerá”, acrescentou a diplomata.

A Cúpula das Américas, com a presença de 34 chefes de Estado, assume um destaque particular por ocorrer após o anúncio histórico, em 17 de dezembro, da restauração das relações diplomáticas entre Washington e Havana, depois de meio século de tensões herdadas da Guerra Fria.

(Agência Brasil)

União Europeia promete apoio ao Quênia na luta contra o terrorismo

A União Europeia (UE) prometeu nessa sexta-feira (3) apoio ao Quênia na luta contra o terrorismo, após o ataque da quinta-feira (2) dos radicais islâmicos somalis do grupo Shebab contra estudantes da Universidade de Garissa, que causou 147 mortes.

“A UE reitera o seu compromisso em apoiar o governo e o povo quenianos para vencer a ameaça terrorista”, indicou em comunicado a chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, considerando “importante que cada um faça a sua parte”.

Os shebab, que proclamaram lealdade ao Al Qaeda, atacaram na quinta-feira de madrugada o campus da Universidade de Garissa, a cerca de 150 quilômetros da fronteira com a Somália, surpreendendo centenas de estudantes.

Separando muçulmanos de não muçulmanos, deixaram partir os primeiros e mataram ou fizeram reféns os demais.

(Agência Brasil)

Balanço final de ataque no Quênia contabiliza 148 mortos

“As operações das forças de segurança quenianas terminaram na Universidade de Garissa. O balanço oficial do ataque de quinta-feira (2) contabiliza 148 mortos. O ministro do interior do Quênia, Joseph Nkaissery, disse em Nairobi, após regressar de Garissa, que 142 estudantes morreram ao longo de quase 16 horas de ataque e cerco. Além deles, morreram três agentes policiais e três militares, informou o ministro.

O balanço oficial anterior era 147 mortos.”Terminamos as operações depois de termos percorrido toda a universidade. Todos os corpos foram retirados do local e enviados para Nairobi”, declarou Nkaissery. Segundo as autoridades quenianas, a universidade tem 815 estudantes matriculados, oriundos de todas as regiões do país. Grande parte vive na residência universitária, que foi tomada pelos terroristas.

“Os quatro terroristas foram mortos durante a operação para libertar os estudantes reféns”, disse o ministro. Um comando islamita entrou ontem, no início da manhã, na universidade de Garissa, localidade no Leste do Quênia, a cerca de 150 quilômetros da fronteira com a Somália. Eles dispararam ao acaso e se refugiaram em um prédio da residência universitária.

Os islamitas somalianos do grupo Al Shebab reivindicaram a autoria do ataque, o mais mortal no Quênia desde o atentado contra a Embaixada dos Estados Unidos em Nairobi, em 1998, que registrou 213 mortos. O ataque à universidade foi uma represália à presença militar queniana na Somália, onde um corpo expedicionário queniano combate esse movimento desde o final de 2011.”

(Agência Lusa)

Receita já pode investigar mais de 100 clientes do HSBC na Suíça

37 3

O secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, afirmou que o órgão já pode conduzir investigações preliminares sobre mais de 100 nomes identificados na lista de correntistas brasileiros da filial suíça do banco.

Segundo Rachid, 100 dos 342 nomes da lista publicada pela imprensa brasileira no mês de fevereiro, são de contribuintes brasileiros já identificados que não declararam a titularidade de conta no exterior. O diretor da Receita também reconheceu a existência de irregularidades nas movimentações financeiras de correntistas declarados, embora tenha preferido não garantir o número de pessoas nessa situação.

O Secretário Nacional de Justiça, Beto Vasconcelos, afirmou que uma segunda fase das investigações dependerá da disposição de colaboração dos órgãos fiscalizadores da Suíça, onde fica a filial do HSBC que é alvo das investigações. Ele também alertou para a necessidade de se analisar cuidadosamente os nomes envolvidos e apurar minuciosamente as condutas e motivações.

(Agência Senado)

Cristina Kirchner torna públicas informações secretas sobre Guerra das Malvinas

A presidente argentina, Cristina Kirchner, anunciou a abertura das informações secretas da Guerra das Malvinas, ao participar nessa quinta-feira (2), em Ushuaia, da cerimônia oficial do 33º aniversário do conflito. A presidente também anunciou a criação do Arquivo Oral das Memórias das Malvinas.

A abertura será feita por decreto, assinado na quarta-feira (1º), no qual a informação será desclassificada como de segurança. O texto diz: “Suspenda-se a classificação de segurança para toda documentação de caráter não público relacionada com o desenvolvimento da guerra no Atlântico Sul.”

Cristina detalhou que, pelo Decreto 503, a determinação é que se desclassifique “toda a informação que há sobre as Ilhas Malvinas nos arquivos das Forças Armadas”. O Ministério da Defesa terá 30 dias úteis para disponibilizar a documentação para consulta pública.

Em relação à construção do Arquivo Oral, que funcionará no Museu Nacional das Malvinas, na Terra do Fogo, Cistrina disse que contará com testemunhos “de todo aquele que, de alguma forma, participou desse pedaço da história, com a história completa, com os horrores e com os heróis, com os covardes e com os mártires, porque sempre há de tudo.”

A presidente anunciou que nos próximos dias assinará o decreto para criar o arquivo.

(Agência Brasil)

Austrália divulga acidentalmente dados pessoais de líderes do G20

“O Ministério da Imigração da Austrália divulgou acidentalmente os dados pessoais dos líderes do G20 que participaram de reunião de cúpula em Brisbane, em novembro, informou a imprensa local.

Segundo a edição australiana do The Guardian, um funcionário do ministério enviou por erro o número de passaporte, dados e outros detalhes pessoais dos 31 dirigentes desses países aos organizadores da Copa da Ásia.

Entre os líderes cuja informação foi divulgada estão os presidentes dos Estados Unidos, da Rússia e China – Barack Obama, Vladimir Putin e Xi Jinping, respectivamente -, assim como a chanceler alemã, Angela Merkel, e os primeiros-ministros da Índia, do Reino Unido e Japão: Narendra Modi, David Cameron e Shinzo Abe.

O diretor de Serviço do ministério comunicou, em 7 de novembro, o “erro humano” à Comissão Australiana de Privacidade, afirmando que “é improvável que a informação seja de domínio público”.”

(AgêncIa Lusa)

EUA e Cuba vão debater direitos humanos

“Representantes dos Estados Unidos e de Cuba reúnem-se hoje (31) em Washington, no âmbito das negociações para restabelecer as relações diplomáticas entre os dois países. Desta vez, o tema do encontro será direitos humanos, de acordo com informações do governo cubano. Será a quarta reunião entre representantes das chancelarias desde dezembro do ano passado, quando os presidentes Raúl Castro e Barack Obama anunciaram as negociações para restabelecer as relações, interrompidas por 50 anos.

Segundo o governo cubano, o diálogo bilateral sobre direitos humanos foi uma solicitação da ilha.

“Cuba deseja que esse diálogo decorra em ambiente construtivo, sobre bases de reciprocidade, sem constrangimentos nem tratamentos discriminatórios e dentro do respeito da vontade soberana, da independência e da não ingerência nos assuntos internos dos países”, acrescentou Luis Pedroso, representante do Ministério das Relações Exteriores de Cuba, em uma reportagem divulgada nos meios de comunicação oficiais do país.

Até agora, os dois países já fizeram três rodadas de negociação. Em janeiro, em Havana, em fevereiro, em Washington, e a mais recente este mês, na capital cubana. Para os Estados Unidos, os direitos humanos e as liberdades em Cuba estão entre os temas mais delicados. Em fevereiro deste ano, a chefe da delegação norte-americana, a secretária de Estado adjunta para Assuntos do Hemisfério Ocidental, Roberta Jacobson, manifestou preocupação na rede social Twitter quanto ao “silenciamento violento” de dissidentes em Cuba.”

(Agência Lusa)

Montanhista cearense retoma expedição para o Everest

filhorosierr

O montanhista cearense Rosier Alexandre embarcará, nesta segunda-feira, com destino a Kathmandu, capital do Nepal. Serão 40 horas de voo, com chegada prevista para a noite de 1º de abril. Além de mais de 200 itens entre roupas, bastões de trekking, piquetas, capacetes e botas, ele levará Davi (22), o filho mais velho.

Davi acompanhará o pai até o Campo Base, que fica a 5.350m de altitude, de onde partirá rumo ao Everest. Rosier tentou essa expedição ao Everest no ano passado, mas acabou interrompida pela avalanche que vitimou 16 pessoas.

Na chegada em Kathmandu, Rosier vai se reunir com a equipe de montanhistas e com o norte americano Garrett Madison – que esteve seis vezes no cume do Everest nos últimos dez anos. Madison acompanhará a expedição. A equipe de Rosier conta com montanhistas de diferentes nacionalidades: um japonês, um alemão, uma guatemalteca e um norte- americano.

* A caminhada para o Campo Base do Everest deve começar dia 4 de abril e a previsão de chegada será dia 14 de abril.

Revista inglesa diz que brasileiros estão ‘fartos’ de Dilma Rousseff

24 1

dilmarezando

Para a revista inglesa The Economist, que circula neste fim de semana, os brasileiros estão fartos com a presidente Dilma Rousseff, após perceberem que foram vítimas de um “estelionato eleitoral”. A afirmação está no editorial da revista, intitulado “Lidando com Dilma”.

Além de afirmar que a presidente “vendeu mentiras” na campanha à reeleição, a revista também envolve Dilma no escândalo da Petrobras, ao citar que “ela presidiu o conselho da Petrobras de 2003 a 2010, quando os promotores dizem acreditar que mais de 800 milhões de dólares foram roubados em propinas e canalizados para os políticos do PT e aliados”.

O editorial sugere ainda que “muitos políticos brasileiros acham que a presidente é dogmática ou incompetente”.

(com agências)

Acidente do Airbus – Copiloto foi responsável pela queda da aeronave

“O copiloto do Airbus que caiu terça-feira (24) nos Alpes franceses foi o responsável pela queda do avião, iniciando deliberadamente a descida e recusando-se a abrir a porta da cabine ao piloto, revelou hoje (26) o principal investigador.

Em entrevista coletiva, o procurador Brice Robin afirmou que o copiloto estava sozinho no comando do avião no momento da queda, recusou-se a abrir a porta da cabine ao piloto e, voluntariamente, iniciou a descida.

Os investigadores tiraram as conclusões ao analisar as gravações contidas em uma das caixas-pretas. Eles acrescentaram que o copiloto não tinha indicações de ligação com o terrorismo. A queda do avião da companhia alemã Germanwings, de baixo custo, deixou 150 mortos.”

(Agencia Lusa)

Acidentes do Airbus – Caixa-preta é enviada para Paris

“Recuperado entre os destroços do avião, o gravador de voz do cockpit do Airbus da Germanwings, que caiu na terça-feira (25), está danificado e foi enviado a Paris para ser analisado. “A caixa-preta encontrada é o gravador de voz do cockpit”, disse uma fonte à Agência France Press, indicando que o aparelho estava “danificado” e “foi transferido para Paris esta manhã”.

A notícia foi confirmada pelo ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve, que acrescentou que, apesar de danificada, ainda é possível analisá-la.

Em entrevista à emissora RTL, o ministro Cazeneuve disse que será possível reconstituir os dados da caixa que grava as conversas dos pilotos, de modo a esclarecer o motivo da queda da aeronave. A segunda caixa-preta, com os dados do voo, ainda não foi encontrada na área onde o avião caiu, nos Alpes franceses.

Sobre as hipóteses do que teria provocado o acidente, o ministro francês disse que “a hipótese de terrorismo não é privilegiada”. Segundo Cazeneuve, “todas as hipóteses devem ser analisadas”. Ele acrescentou que “há uma concentração de destroços do avião em uma área de 1,5 hectare”.

O governo adiantou que “é certamente uma área importante porque o choque foi significativo, mas demonstra que o avião provavelmente não explodiu” e, portanto, “a hipótese de terrorismo não é privilegiada”.

(Agência Lusa)

Airbus cai nos Alpes franceses com 148 passageiros

“Um Airbus A320, da companhia German Wings, com 148 pessoas a bordo, caiu hoje (24) nos Alpes franceses, na região de Digne, segundo fontes de segurança.

Segundo o portal de notícias La Provence.com, o organismo responsável pela aviação civil na França, confirmou a queda do avião no vale de Haute-Bléone, no maciço de Trois Évêchés.

O voo, que partiu de Barcelona para Dusseldorf, tinha 142 passageiros, dois pilotos e mais quatro tripulantes a bordo.

O La Provence.com informa que veículos do Corpo de Bombeiros se dirigem para a área do acidente.”

(Agêncai Brasil)

Esquema de corrupção nos EUA reabre discussão sobre uso do amianto

“O esquema milionário de corrupção e a indústria de ações de indenização contra fabricantes de produtos com amianto, revelados pelo jornal The New York Times, no início do ano, reabriram algumas discussões nos Estados Unidos e no Brasil. A primeira é como a Justiça pode ser influenciada por dados criados por personalidades com aparente credibilidade. A segunda é sobre a imagem do amianto crisotila, fibra natural usada na fabricação de telhas e caixas d’água.

O jornal The New York Times revelou o esquema de corrupção que envolve políticos, médicos e advogados. Antes de ser descoberto no esquema, o ex-presidente da Assembleia Legislativa de Nova York, Sheldon Silver, fazia parte do grupo mais poderoso do estado. Esse grupo era chamado carinhosamente de “three men in a room” (três homens em uma sala). Os três eram: ele, o governador do estado e o líder da maioria no Senado estadual. Na tal sala, os três homens tomavam as decisões mais importantes do governo estadual. Ele foi preso e afastado do cargo por montar um esquema milionário de corrupção, associado à indústria de ações de indenização contra fabricantes de produtos com amianto.

Silver foi denunciado por coletar mais de US$ 6 milhões em comissões pagas pela banca Weitz & Luxenberg e, principalmente, por destinar verbas de fundos públicos a pesquisas do médico Robert Taub, dentro do esquema de corrupção. Até então, Taub era o mais prestigiado e respeitado pesquisador do mesotelioma — uma doença causada pelo mau uso do amianto. Ele também recebia propinas do escritório de advocacia, negociadas por Silver, segundo o The New York Times.

De acordo com o jornal, o esquema de corrupção foi possível porque o mesotelioma é uma doença muito rara. No máximo, três mil pessoas, em uma população de mais de 316 milhões, dos Estados Unidos, são diagnosticadas com a doença por ano. Ultimamente, esse número entrou em declínio porque os perigos do amianto se tornaram mais conhecidos e algumas regulamentações oficiais, bem como medidas de proteção de trabalhadores, foram adotadas.

Como a doença é muito rara, explica o jornal, o médico não conseguia financiamento para suas pesquisas. Afinal, nenhum laboratório farmacêutico ou instituição de financiamento de pesquisas se interessa em financiar uma pesquisa que pode beneficiar um número relativamente pequeno de pacientes. Não há retorno para os investimentos. Assim, Taub, apaixonado por suas pesquisas, entrou em desespero. Não se pode dizer que ele foi uma presa fácil para o ex-presidente da Assembleia Legislativa de Nova York. Isso porque ele foi o primeiro a mencionar, em um encontro entre os dois, sua extrema necessidade de financiamentos. Silver foi quem encontrou a solução “salvadora” para as pesquisas, mas que o levou à desgraça.

O amianto na Justiça

O uso do amianto é regulado, no Brasil, pela Lei Federal 9.055/95. Há pelo menos sete Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs) questionando leis estaduais, que proíbem o amianto, no Supremo Tribunal Federal. A corte dará a palavra final sobre o assunto.

Dois votos já foram proferidos. Em seu voto, o ministro Marco Aurélio anotou que “se o amianto deve ser proibido em virtude dos riscos que gera à coletividade ante o uso indevido, talvez tenhamos de vedar, com maior razão, as facas afiadas, as armas de fogo, os veículos automotores, tudo que, fora do uso normal, é capaz de trazer danos às pessoas”.

* Do Consultor Jurídico, leia mais aqui.

 

Papa Francisco: “Pena de morte é o fracasso do Estado de Direito”

Papa-Francisco-3-692x360

“O Papa Francisco afirmou hoje (20) que “a pena de morte é o fracasso do Estado de Direito”, em uma carta que entregou ao presidente da Comissão Internacional contra a Pena de Morte, durante audiência no Vaticano. Francisco, que se reuniu com Federico Mayor Zaragoza e uma delegação da comissão, agradeceu no documento “o compromisso por um mundo livre da pena de morte e pela contribuição para o estabelecimento de uma moratória universal das execuções, tendo em vista a abolição da pena capital”.

Na carta, o papa afirma que para o Estado de Direito “a pena de morte representa um fracasso, porque obriga a matar em nome da justiça” e porque “nunca haverá justiça com a morte de um ser humano”. Francisco lembrou que “a pena de morte perde toda a legitimidade devido à seletividade do sistema penal e perante a possibilidade do erro judicial”.

A pena capital é “um recurso frequente de regimes totalitários e grupos de fanáticos, usado para o extermínio de dissidentes políticos, de minorias e de qualquer pessoa considerada perigosa, ou que possa ser percebida como ameaça ao poder ou à consecução dos seus fins”, destacou. “Como nos primeiros séculos, também atualmente a Igreja [Católica] sofre com a aplicação dessa pena aos seus novos mártires”, observou.

Para o papa, quando se aplica a pena de morte “mata-se pessoas não por agressões atuais, mas por crimes cometidos no passado. É aplicada a pessoas cuja capacidade de fazer mal não é atual, mas que já foi neutralizada, e que estão privadas de liberdade”.

“Atualmente, a pena de morte é inadmissível, por muito grave que tenha sido o delito do condenado. É uma ofensa à inviolabilidade da vida e da dignidade da pessoa, que contradiz o desígnio de Deus”.

(Agência Brasil)