Blog do Eliomar

Categorias para Internacional

Americanos vão às urnas nesta terça-feira para renovar o Congresso

36 1

“Milhões de eleitores dos 50 estados, do Distrito de Columbia (o Distrito Federal) e de territórios norte-americanos deverão comparecer às urnas amanhã (4) para as eleições legislativas nacionais. Diferentemente do Brasil, nos Estados Unidos, as eleições para o Congresso Nacional ocorrem a cada dois anos. Isso porque os deputados federais, chamados de representatives (ou representantes, em português) nos Estados Unidos, têm mandato de dois anos. Já os senadores têm mandato de seis anos. A cada dois anos, um terço do Senado americano é renovado.

Nesta terça-feira, serão eleitos 435 deputados representando os 50 estados, além de delegados do Distrito de Columbia e dos territórios (que não têm direito a voto). Já no Senado, serão renovadas 33 das 100 cadeiras (cada estado tem dois senadores na Casa).

O partido democrata controla 53 das 100 cadeiras na atual legislatura, enquanto o partido republicano tem apenas 45. Dois senadores são independentes, ou seja, não são filiados a nenhum partido. Mas, dos 33 senadores que encerrarão o mandato em 2015, 20 são democratas e apenas 13 são republicanos.”

(Agência Brasil)

CDL Fortaleza lançará Missão China 2015

freitas cordeiro

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Fortaleza lançará nesta terça-feira, a partir das 8 horas, em sua sede e em clima de café da manhã, a Missão China 2015. Nesta edição, embalada pelo sucesso da primeira edição registrada em abril deste ano, a entidade pretende oportunizar novas estratégias comerciais e viabilizar possibilidades que vão além do espaço físico de um ponto comercial. A viagem está prevista para o mês de abril de 2015.

O presidente da CDL Fortaleza, Freitas Cordeiro, afirma que essa nova missão será um momento importante de aprendizado sobre novas tendências e soluções inteligentes para o mercado.

Presidente da Argentina é hospitalizada

“A presidenta da Argentina, Cristina Kirchner, foi hospitalizada na noite de domingo (2) em uma clínica de Buenos Aires por “um estado febril infeccioso”, anunciou a Presidência em comunicado. Cristina, 61 anos, “apresenta um estado febril infeccioso, razão pela qual se decidiu pela internação na Clínica Otamendi, de Buenos Aires, para procurar um tratamento”, informa a nota assinada pelos médicos Marcelo Ballesteros e Ricardo Solla.

A presidenta argentina retomou à atividade no dia 21 de outubro, depois de um período de descanso de 48 horas devido a uma faringite.

Em julho, Cristina também fez uma pausa de dois dias por causa de dores na garganta e de uma laringite. Essa pausa acabou por se prolongar por mais de uma semana e a levou a alterar sua agenda e adiar uma viagem ao Paraguai. Há pouco mais de um ano, a chefe de Estado da Argentina foi operada de um hematoma cerebral e ficou sem trabalhar durante seis semanas, mas os resultados dos exames pós-operatórios foram positivos.”

(Agência Brasil)

ONU lança Dia pelo Fim da Impunidade de Crimes contra Jornalistas

A Organização das Nações Unidas (ONU) comemorou nesse domingo (2) o primeiro Dia Internacional pelo Fim da Impunidade dos Crimes contra Jornalistas. Mensagens do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, e da diretora-geral da organização para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), Irina Bokova, foram divulgadas por ocasião da data, além da promoção, nos próximos dias, de um painel de alto nível com seminários, conferências e debates, em diversos países.

Segundo a Unesco, a data foi instituída em dezembro de 2013 e marca o assassinato de dois jornalistas, Gislaine Dupont e Claude Verlon, no Mali, em 2 de novembro do ano passado. Com o objetivo de criar um ambiente seguro para o trabalho dos profissionais dos meios de comunicação em todo o mundo, a ONU tem desenvolvido, nos últimos anos, um plano de ação, com o apoio da comunidade internacional e da sociedade civil.

As Nações Unidas chamam atenção para o número de jornalistas mortos nos últimos 10 anos, que passa dos 700, e para o alto percentual, 90%, de impunidade dos casos de violência envolvendo profissionais da mídia. Em sua mensagem, Ban Ki-monn alerta que 17 jornalistas iraquianos foram executados somente no ano passado.

(Agência Brasil)

Estados Unidos: o que está em jogo nas eleições de terça-feira

As eleições da próxima terça-feira (4) nos Estados Unidos vão definir as linhas da política norte-americana para os próximos dois anos, ao eleger nova composição para a Câmara dos Representantes e um terço do Senado.

Em jogo nas chamadas midterms elections – realizadas no meio do mandato presidencial -, está a renovação de todos os 435 membros da Câmara dos Representantes (Câmara Baixa do Congresso norte-americano) e a eleição de 33 dos 100 lugares no Senado (Câmara Alta).

No mesmo dia, 36 dos 50 estados norte-americanos elegem os seus governadores e diversos cargos locais e estaduais são atribuídos.

O que causa o maior interesse nas eleições de 4 de novembro é a disputa pelo controle do Senado. Os democratas, a força política do presidente Barack Obama, têm neste momento a maioria na Câmara Alta do Congresso, mas a história e o atual clima político indicam que os republicanos têm boas possibilidades de assumir o controle.

Atualmente, os democratas detêm a maioria por cinco lugares (53 senadores e dois independentes que se alinham durante as votações), enquanto os republicanos contam com 45 lugares. Com isso, o Partido Republicano só precisa aumentar a presença em seis lugares para conquistar a maioria.

Os republicanos já detêm o controle da Câmara dos Representantes e é pouco provável que a percam, de acordo com pesquisas recentes e os índices de aprovação do governo Obama.

A poucos dias da eleição, são várias as pesquisas que dão a vitória aos republicanos. O jornal The Washington Post informou que existem 93% de probabilidade de os republicanos passarem a controlar o Senado. A nova composição do Congresso norte-americano assumirá funções a partir de janeiro.

(Agência Brasil)

Ucrânia – Regiões separatistas farão eleição neste domingo

“Os separatistas pró-russos do Leste da Ucrânia farão eleições no próximo domingo (2). Uma votação considerada ilegal por Kiev, pela União Europeia (UE) e Organização das Nações Unidas (ONU) e reconhecida apenas pela Rússia. As eleições, para escolher os líderes e os parlamentos regionais, ocorrem uma semana depois das votações legislativas nacionais vencidas pelos partidos pró-europeus.

O acordo de cessar-fogo assinado em setembro na Bielorrússia previa a convocação de eleições locais nas regiões separatistas de Donetsk e Lugansk para 7 de dezembro, mas, no final de setembro, os dirigentes das duas Repúblicas autoproclamadas não aceitaram quaisquer eleições organizadas por Kiev no território que controlam.

Recusando o estatuto especial que foi concedido por Kiev e reafirmando a independência que proclamaram unilateralmente em abril, os líderes de Donetsk e Lugansk anunciaram a intenção de organizar eleições locais no dia 2 de novembro.

O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, advertiu na terça-feira (28) que as eleições dos separatistas são ilegais ante a Constituição ucraniana e põem em risco o processo de paz, contrariando o espírito e o acordo assinado em Minsk no dia 5 de setembro. A Rússia, no entanto, anunciou que vai reconhecer os resultados das eleições de Donetsk e Lugansk, que considera legítimas.”

(Agência Lusa)

Cine Ceará 2014 – Cineasta argentino será homenageado

daniele

O cineasta argentino Daniel Burman será o grande homenageado durante o 24º Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema, que ocorrerá de 15 a 22 de novembro, no Theatro José de Alencar. O tema do festival é “O novo cinema argentino”. Produtor, roteirista e diretor, Daniel Burman é um dos nomes mais reconhecidos do novo cinema argentino e receberá o Troféu Eusélio Oliveira.

Como diretor, ele ficou conhecido por “O Abraço Partido” (2004), “As Leis de Família” (2006), “Ninho Vazio” (2008) e “Dois Irmãos” (2010). Foi produtor do recente “Tese Sobre um Homicídio” (2013), estrelado por Ricardo Darín, e coprodutor de “Diários de Motocicleta” (2004), dirigido por Walter Salles.

Salão Internacional do Automóvel – Volkswagen sorteará ingressos para o Rock in Rio 2015

katy

Kate Perry – Uma das atrações do evento.

A Volkswagen vai sortear ingressos para o Rock in Rio 2015. Isso, durante o 28º Salão Internacional do Automóvel que ocorrerá entre 30 deste mê e 9 de novembro, no Pavilhão de Exposições Anhembi, em São Paulo. A montadora multinacional  é patrocinadora oficial do evento.

O sorteio dos ingressos ocorrerá durante as apresentações de um musical que mostrará de maneira leve e divertida os atributos dos carros da marca, mesclados com canções que marcaram a história do Rock in Rio. Serão seis apresentações diárias, com duração de aproximadamente 30 minutos, num espaço exclusivo no estande da marca, a Arena “Eu vou de Volkswagen”. Os ingressos serão válidos para o festival que será realizado no Rio de Janeiro, em setembro de 2015, e o melhor: o ganhador poderá escolher em qual dia irá ao festival.

Em 2015, o Rock in Rio completa 30 anos e realizará apresentações no Rio de Janeiro entre 18 e 20 e de 24 a 27 de setembro. A Volkswagen patrocinará, pelo terceiro ano consecutivo, o festival, que já tem confirmados nomes como o da cantora pop Katy Perry, que foi um dos destaques no Rock in Rio 2011, e de John Legend, cantor americano de R&B.

Presidentes de Países da América Latina saúdam vitória de Dilma

“Líderes políticos da América Latina saudaram, hoje (27), a conquista de um segundo mandato pela presidenta Dilma Rousseff. Por meio das redes sociais, mandatários da América do Sul e da América Central felicitaram a candidata petista.

“Grande vitória de inclusão social e da integração regional”, escreveu a presidenta da Argentina, Cristina Kirchner, em sua conta no Twitter. Já o presidente do Equador, Rafael Correa, destacou: “Maravilhoso triunfo de Dilma no Brasil. Nosso gigante segue com o Partido dos Trabalhadores. Parabéns, Dilma, Lula, Brasil”.

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, ressaltou: “Vitória de Dilma no Brasil! Vitória do povo. Vitória de Lula e seu legado. Vitória dos povos da América Latina e do Caribe”. Já o líder de El Salvador, Salvador Sánchez, escreveu: “Dia de festa no Brasil e na América Latina. Nossos povos decidiram seguir construindo seu bem-estar e felicidade”.

O mandatário uruguaio, Tabaré Vásquez, que também disputa eleições em seu país, destacou: “Chegam boas notícias do Brasil, companheiros! Vitória de Dilma”. O governador da província argentina de Entre Rios, Sergio Urribari, escreveu: “Muita alegria pelo triunfo de Dilma. Parabéns a ela, a Lula, ao PT e a todo o Brasil por seguir avançando”.

A embaixadora argentina na Organização dos Estados Americanos, Nilda Garré, considerou a vitória de Dilma “uma notícia muito boa para a continuidade do esforço popular latino-americano”.

(Agência Brasil)

Obama parabeniza Dilma e sinaliza para aumento da colaboração bilateral

“O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, deu hoje (27) os parabéns à presidenta Dilma Rousseff pela reeleição ao cargo e disse que, nos próximos dias, dará passos para aumentar a colaboração bilateral. Em comunicado, o porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, indicou que o Brasil é “um parceiro importante” para os Estados Unidos e adiantou que Obama vai telefonar para Dilma “nos próximos dias para felicitá-la pessoalmente” e conversar sobre o aumento da colaboração entre os dois países.

As relações entre os Estados Unidos e o Brasil foram afetadas com revelações do consultor de informática Edward Snowden, que prestava serviços para a Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos (NSA), sobre escutas às comunicações pessoais de Dilma Rousseff, ministros e empresas brasileiras.

Dilma Rousseff venceu ontem (26) o segundo turno da eleição presidencial, com 51,8% dos votos válidos, na mais acirrada disputa no Brasil desde 1989, quando foi realizada a primeira eleição para presidente após o fim do regime militar.”

(Agência Brasil)

Vitória de Dilma repercute na imprensa européia

“A vitória de Dilma Rousseff repercutiu na imprensa europeia nesta segunda-feira (27). O jornal britânico The Guardian estampa uma foto de militantes petistas comemorando os resultados da eleição presidencial e diz que a década de dominação de partidos políticos de esquerda na América do Sul se mantém com a vitória do PT no Brasil.

O espanhol El País relembra a trajetória de Dilma Rousseff e sua luta contra um câncer em 2009, e chama a petista de “a presidenta com caráter”. O diário enfatiza a pequena margem de diferença entre ela e o candidato adversário, Aécio Neves (PSDB), e diz que “um país dividido será mais difícil de governar”.

O Le Monde, da França, traz uma foto de Dilma Rousseff durante seu primeiro discurso após a divulgação dos resultados e observa que a presidenta reeleita defendeu o diálogo e a união. O jornal enfatiza a divisão do país entre esquerda e direita, diz que o PT teve sucesso na redução das desigualdades sociais existentes no Brasil, mas que, com as mudanças no cenário internacional, não conseguiu sustentar o crescimento econômico.

No exterior, quase 142 mil brasileiros votaram para presidente da República no segundo turno das eleições. A abstenção, assim como no primeiro turno, continuou alta: 59%. O candidato Aécio Neves teve 77% dos votos dos brasileiros que vivem fora do país, enquanto Dilma Rousseff teve 23%.”

(Agência Brasil)

 

Imprensa internacional diz que Dilma “está no fio da navalha”

A presidente Dilma Rousseff (PT) enfrenta neste domingo (26) “uma batalha por sua vida”. O maior problema, no entanto, é o campo de guerra: o fio da navalha. A observação é do jornal inglês Sunday Telegraph, que destaca em suas páginas a eleição no Brasil. Segundo o jornal britânico, a presidente que disputa a reeleição enfrenta ainda a desaceleração da economia e escândalos de corrupção.

Sobre Aécio Neves (PSDB), o jornal afirma que o tucano enfrenta os boatos que cortará programas sociais, caso eleito. Outra desvantagem de Aécio é a tendência da reeleição de chefes de Estado na América Latina.

Para o jornal francês Le Monde, “o desfecho (no Brasil) das eleições deste domingo é imprevisível”. Segundo o jornal, Dilma Rousseff é apontada no meio empresarial pelo retorno da inflação e crise econômica.

O espanhol La Vanguardia destaca em suas páginas que “o Brasil vota com desejo de mudança”. Já o El Periódico ressalta que, nos últimos 10 anos, milhões de brasileiros deixaram a miséria.

(com agências)

Vírus do ebola já matou quase 5 mil pessoas, diz OMS

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que quase a metade das pessoas infectadas por ebola, em oito países, morreram. São 10.141 infectados e 4.922 mortos, segundo o novo balanço divulgado neste sábado (25).

No total de infectados, 4.655 estão na Libéria, 3.896 em Serra Leoa, 1.553 em Guiné, 20 na Nigéria, quatro nos Estados Unidos, um no Senegal, um na Espanha e um no Mali. A Nigéria e o Senegal foram declarados livres do vírus há uma semana.

A OMS indica que, em sete meses de surto, 450 profissionais de saúde foram infectados e 244 morreram.

O atual surto de ebola é o mais extenso e prolongado desde que o vírus foi descoberto, em 1976. No dia 8 de agosto, a OMS decretou estado de emergência de saúde pública de alcance mundial e fez um apelo para que a comunidade internacional se mobilize para combater a epidemia na África.

(Agência Brasil)

Cúpula da União Europeia – Reunião inclui ebola entre os temas

“Os líderes da União Europeia (UE) reúnem-se a partir de hoje (23) em Bruxelas, com novas metas ambientais e energéticas na agenda, bem como a nomeação de um coordenador europeu para o combate à epidemia de ebola. A cúpula começa às 17h30min locais, depois da habitual troca de pontos de vista com o presidente do Parlamento Europeu. O tema sobre o clima e a energia no período de 2020 a 2030 estará na abertura dos trabalhos. O novo quadro prevê objetivos de redução das emissões de gases de efeito estufa em 40% em relação ao nível de 1990, e de pelo menos 27% para as energias renováveis.

Os líderes dos 28 países vão debater também o problema da epidemia do vírus ebola, devendo aprovar a nomeação de um coordenador especial da UE, com a função de assegurar maior coordenação entre a União Europeia, os Estados-Membros e as Nações Unidas.

O encontro termina amanhã (24), com um debate sobre a situação econômica na UE, com a participação do presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi. Em seguida, haverá uma reunião dos líderes da zona do euro sobre o mesmo tema, mas centrado nos países de moeda única. A aprovação da nova Comissão Europeia, liderada por Jean-Claude Juncker – que recebeu nessa quarta-feira (22), em Estrasburgo, o aval do Parlamento Europeu – é uma formalidade a ser cumprida pelo Conselho Europeu.”

(Agência Brasil)

Franceses criam teste para diagnóstico rápido do ebola

Pesquisadores franceses desenvolveram um teste de diagnóstico rápido do ebola. A prova detecta o vírus em menos de 15 minutos, conforme anunciou nesta terça-feira (21) o Comissariado para a Energia Atômica e Energias Alternativas (CEA).

Segundo o CEA, o teste, idêntico ao de gravidez, “poderá ser utilizado, sem necessidade de material específico, a partir de uma gota de sangue, plasma ou urina”. Acrescentou que a verificação permitirá respostas, em menos de 15 minutos, para qualquer paciente que apresente sintomas da doença.

Os atuais testes de diagnóstico do ebola, com base na detecção genética do vírus, levam, em média, pouco mais de duas horas e têm de ser realizados exclusivamente em laboratório.

(Agência Brasil)

Brasil ocupa 18ª posição entre economias verdes numa lista de 60 países avaliados

A quarta edição do Índice Global de Economias Verdes, publicada nesta segunda-feira (20) pela consultoria Dual Citizens, apresenta o Brasil na 18ª posição entre as 60 nações avaliadas pela performance na área de sustentabilidade, atrás da Costa Rica, do Peru e da Colômbia e à frente do Reino Unido, da Holanda e dos Estados Unidos.

O índice, publicado em 2010, utiliza 32 indicadores para medir a performance dos países analisados. Esses indicadores são divididos em quatro dimensões: liderança e mudanças climáticas; setores eficientes; mercados e investimento; e capital natural e ambiental.

No relatório, o Brasil é citado como um país atrativo para investimentos nas áreas de tecnologias limpas e energias renováveis. A consultoria aponta que, com a abundância em recursos naturais e o crescimento de seu poder econômico, o país poderia assumir uma liderança maior na promoção de um crescimento econômico mais sustentável, que permita o desenvolvimento futuro. “Essa liderança será fundamental para o Brasil melhorar seu desempenho no relatório, especialmente na dimensão da gestão de seu capital natural e ambiental, particularmente no que diz respeito a florestas e água”, ressalta o documento.

(Agência Brasil)

Fórum Global de Desenvolvimento reúne líderes na Dinamarca

“Na semana em que o Conselho da União Europeia decide sobre as metas do clima e energia para os países europeus nos próximos dez anos, cerca de 300 líderes de alto nível estão reunidos hoje e amanhã em Copenhague, capital da Dinamarca, para a quarta edição do Fórum Global de Desenvolvimento Sustentável (3GF). O tema este ano é Mudando Padrões de Produção e Consumo por meio de uma Ação Transformadora

Criado em 2011, o fórum conta com a parceria de seis governos: Dinamarca, China, México, Etiópia, Quênia e Catar. Grandes empresas multinacionais, como Hyundai, Samsung e Siemens também são parceiras, além de organizações como a Agência Internacional de Energia (IEA, a sigla em inglês), o Pacto Global das Nações Unidas e a Corporação Financeira Internacional do Banco Mundial (IFC, da sigla em inglês).

Na abertura do evento hoje (20), a primeira-ministra da Dinamarca, Helle Thorning-Schmidt, enfatizou a importância do fórum como um espaço de debate entre governos e iniciativa privada na busca de parcerias e políticas globais que garantam o desenvolvimento sustentável. Ela convocou os líderes presentes a “tomar as decisões certas, que garantam um futuro de oportunidades para as próximas gerações”.

O diretor-geral de Questões Globais do Ministério de Relações Exteriores do México, Roberto Dondisch, lembrou que na 21ª Conferência do Clima (COP 21), a se realizar em dezembro de 2015, em Paris, as nações discutirão os termos de um novo acordo climático global. “A cooperação entre nações desenvolvidas e nações em desenvolvimento, agora, é fundamental para a construção de políticas sustentáveis no futuro. Queremos aprimorar a nossa sinergia agora”, afirmou. Também citando a COP 21, o sub-chefe da Administração Nacional de Energia da China, Liu Qi, destacou a importância da construção de uma economia global de baixo carbono, com a redução da emissão de gases de efeito estufa.”

(Agência Brasil)

Obama pede à população para não ceder à histeria e ao medo do ebola

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu neste sábado (18) à população norte-americana para não ceder à “histeria ou ao medo” por causa do vírus ebola. Obama considerou que o país e o mundo enfrentam uma “doença grave”, mas que “não se pode ceder à histeria ou ao medo, porque isso só torna mais difícil transmitir às pessoas as informações necessárias”. Com mais de 4,5 mil vítimas fatais, a crise provocada pelo vírus tem atingido, sobretudo, os países africanos da Guiné, Libéria e Serra Leoa.

“Temos de ser guiados pela ciência”, comentou o presidente no discurso semanal ao país. Informou que tem enfrentado falsos alarmes, incluindo no Pentágono, onde uma entrada foi fechada depois de uma mulher ter vomitado em um estacionamento. Mais tarde foi divulgado que não havia provas de contágio da mulher.

A posição de Obama surge um dia após o presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim, ter avisado que a batalha contra a doença estava sendo perdida. Segundo Kim, isso se deve à falta de solidariedade internacional nos esforços para conter a epidemia, já que alguns países estão preocupados apenas com as suas fronteiras.

(Agência Brasil)

O Papa Francisco, os homossexuais e os divorciados

Com o título “O Papa dos nossos tempos”, eis o Editoral do O POVO desta quinta-feira. Bom para muitas reflexões. Confira:

A segunda semana dos trabalhos do Sínodo dos Bispos sobre a família trouxe à tona um relatório (Relatio post disceptationem) que aborda temas complexos e polêmicos para a Igreja Católica. Pela primeira vez em sua História, o Vaticano sinaliza de forma concreta uma atitude de abertura em relação aos homossexuais e divorciados.

No que pese o tom de aceitação a comportamentos sociais historicamente não tolerados pelo Vaticano, é importante esclarecer que o documento divulgado é um resumo das intervenções feitas pelos bispos nos trabalhos iniciais da reunião convocada pelo papa Francisco. Esse texto será agora levado para debates mais amiudados e, ao fim do encontro, um documento oficial refletirá a posição oficial do Sínodo. Mesmo preliminar, o fruto das discussões que envolvem cerca de 200 bispos causou alvoroço no mundo. Não é para menos.

O relatório ressalta o “sofrimento” de quem “passou por separações ou divórcios” e aborda a “problemática moral relacionada às uniões homossexuais”. O texto ainda pede atenção aos filhos de casais do mesmo sexo ou divorciados. Segundo o documento, a solução para os diversos problemas pastorais deve ser encontrada através da “inclusão” e da “conciliação”, já que a Igreja precisa estar disposta a acolher “o lado positivo da vida das pessoas, acompanhando-a com respeito e atenção”.

Caso a tendência exposta nesse relatório se confirme, será uma das mais relevantes guinadas nas doutrinas e normas emanadas do Vaticano. A abertura da Igreja será gradual, mas não necessariamente lenta. Uma nota da agência de notícias da Santa Sé explica que “o Sínodo só está preparando um documento final que será discutido em todas as dioceses do mundo para preparar o Sínodo de outubro de 2015. Será este segundo Sínodo o qual apresentará uma série de recomendações ao papa e ele aprovará o que considere melhor para o povo de Deus”.

Esse novo caminho, repleto de humanidade e sentimento cristão, é a orientação do papa Francisco, que, desde já, se consolida como um dos mais importantes líderes religiosos da História. É o papa dos nossos tempos.