Blog do Eliomar

Categorias para Internacional

Raul Castro comemora reaproximação com EUA

88 1

“O presidente cubano, Raúl Castro, disse aos cubanos quarta-feira que a nação concordou em restabelecer as relações com os Estados Unidos, 53 anos depois que os laços diplomáticos foram cortados. Castro falou em um discurso televisionado que coincidiu com uma declaração do presidente americano Barack Obama em Washington, dizendo que, embora profundas diferenças permaneçam entre os dois países, eles devem aprender a viver “de uma maneira civilizada”.

Em seu discurso , Castro agradeceu ao Vaticano e ao governo canadense pela ajuda nas negociações entre os EUA e Cuba.

As ruas em Havana estavam calmas no momento em que as pessoas se reuniram em torno de aparelhos de televisão e professores pararam suas aulas para ouvir a notícia histórica. Mas quando Castro começou a falar, os sinos das igrejas tocaram em comemoração na Universidade de San Geronimo, na Havana Antiga.

“Para o povo cubano, acho que isso é como uma injeção de oxigênio, um desejo que se tornou realidade porque, com isso, superamos nossas diferenças”, disse o cubano Carlos Gonzalez, de 32 anos. “É um avanço que vai abrir o caminho para um futuro melhor para os dois países”, acrescentou. O aposentado de 72 anos Guillermo Delgado classificou o anúncio como “ótimas notícias”.

Castro e seu irmão, Fidel, lideraram a rebelião de 1959 que derrubou a ditadura de Fulgencio Batista. Os EUA inicialmente reconheceram o novo governo, mas as relações foram interrompidas em 1961 após Cuba tomar medidas cada vez mais socialistas e nacionalizar as empresas. 

(AFP)

Comunidade Judaica no Ceará comemora o “Janukah”

316 1

Até o próximo dia 24, a comunidade judaica no Ceará comemora o “Janukah” ou “Festa das Luzes”. Não, não tem nenhuma relação com o Natal e a coincidência de datas se deve ao fato de o calendário judaico ser lunar. O que é comemorado não é a vitória sobre os gregos e sírios, fato registrado no ano 175 A.C., mas o milagre do óleo que deveria durar apenas uma noite, ter mantido a chama acesa por oito noites, no Templo de Jerusalém.

No ano 175 A.C., quando a Judéia (Israel) era dominada pelos gregos, o rei Antíoco IV proibiu a prática do judaísmo, desejando transformar Jerusalém em uma cidade helenizada. O sacerdote judeu Matityahu Hashmonaí e seus filhos lideraram uma rebelião contra as leis gregas. Um dos filhos, Yehuda, organizou um grupo de guerreiros, os Macabeus (que significa “martelo”), também conhecidos pelos historiadores como zelotes.

Apesar de as forças gregas serem superiores, depois de três anos de luta, os Macabeus retomaram o Templo em Jerusalém e retiraram os ídolos gregos. Ali encontraram apenas um pouco de óleo puro de oliva, suficiente para manter o candelabro aceso por um dia. No entanto, o óleo durou oito dias, tempo suficiente para que um novo azeite puro pudesse ser produzido e trazido ao Templo.

EUA e Cuba em clima de aproximação histórica

“Os Estados Unidos e Cuba iniciaram uma aproximação histórica nesta quarta-feira, 17, se encaminhando para retomar os laços diplomáticos e aliviar as cinco décadas de embargo comercial americano contra seu vizinho comunista.

Na sequência de uma troca de prisioneiros, autoridades americanas informaram que o presidente Barack Obama estava pronto para negociar os termos para reabrir a embaixada dos Estados Unidos em Cuba, que está fechada desde 1961.

Obama conversou com seu colega cubano, Raúl Castro, por telefone, e ambos os líderes farão pronunciamentos às 17h00 (15h00 de Brasília), definindo os próximos passos para um degelo de suas relações.

“Está claro que décadas de isolamento dos Estados Unidos de Cuba não conseguiram alcançar o nosso objetivo permanente de promover a ascensão de uma Cuba democrática, próspera e estável”, informou a Casa Branca.”

(Com AFP)

Paquistão amanhece de luto

1131 1

lutto

“O Paquistão acordou hoje (17) de luto, com bandeiras a meio-mastro, escolas fechadas e com o início dos funerais, após o massacre feito pelos talibãs em uma escola de Peshawar, no Noroeste do país, que deixou 141 mortos, a maioria crianças.

Vigílias com velas e orações em mesquitas, em homenagem às vítimas, foram feitas durante a noite em diferentes cidades paquistanesas, enquanto em Peshawar começaram as cerimônias fúnebres, que ocorrem sob fortes medidas de segurança.

Em Peshawar, capital da província de Khyber, próximo a zonas tribais redutos dos talibãs e palco frequente de atentados, todas as escolas e centros educativos fecharam as portas.

Saiba Mais
Governo brasileiro e Unicef condenam ataque a escola no Paquistão
Em Islamabad, todas as instituições governamentais também estavam fechadas, de acordo com meios de comunicação locais.

O governo reúne-se hoje com os principais partidos políticos para discutir a situação após o ataque, qualificado pelo primeiro-ministro Nawaz Sharif como “tragédia nacional”, que levou a três dias de luto.

O líder do partido da oposição Pakistan Tehreek-e-Insaf (PTI), Imran Khan, que liderou protestos e mobilizações nas ruas contra o governo, estará presente no encontro.

O ataque ocorreu ontem (16) de manhã, quando um grupo de rebeldes, vestidos com uniformes do Exército, entrou em uma escola pública militar em Peshawar, iniciando o terror que durou oito horas até as forças de segurança tomarem o controle do complexo educativo.

Segundo testemunhas e fontes oficiais, os atacantes dispararam e lançaram granadas de sala em sala contra professores e estudantes. No total, morreram 132 alunos e nove funcionários da escola. Houve também 122 feridos. Sete talibãs foram mortos dentro da escola.

O mais sangrento ataque terrorista da história do Paquistão foi reivindicado pelo principal comando talibã do país, o Movimento dos Talibãs do Paquistão (TTP).

O movimento declarou ter feito o ataque em represália à operação militar lançada em junho e ainda em curso contra os seus esconderijos e os dos aliados da Al Qaeda no Waziristão do Norte, zona tribal no Noroeste, na fronteira afegã.”

(Agência Lusa)

Polícia turca prende jornalistas em lista de 150 profissionais da imprensa

Vários jornalistas foram detidos neste domingo (14) durante uma operação em curso na Turquia contra o movimento liderado por Fethullah Gules, apontado pelo partido do governo como “Estado paralelo”. Entre os detidos estão Ekrem Dumanli, editor do jornal Zaman, e Hidayer Karac, presidente do grupo de comunicação Samanyolu, ambos com ligações com o movimento de Gulen.

O ex-chefe das operações antiterroristas de Istambul Tufan Erfuder também foi preso. Alguns produtores de séries de televisão também foram detidos e estão sob custódiia da Direção Geral de Segurança na capital. Mais de 500 pessoas fazem manifestação na tarde de hoje em frente ao edifício da Direção Geral de Segurança e exigem a liberação dos detidos.

O vice-primeiro-ministro da Turquia, Numan Kurtulmus, confirmou a operação, afirmando, no entanto, que “não é apropriado fazer comentários neste momento”. A operação está em curso em 13 províncias da Turquia e, segundo a imprensa local, a polícia vai executar 32 mandados de prisão.

As detenções tiveram início dois dias depois de ter sido difundido, por meio da rede social Twitter, uma mensagem que revelava que o governo estava preparando uma operação policial contra 150 jornalistas próximos ao movimento de Gulen. Desde que a mensagem foi difundida, centenas de pessoas começaram a concentrar-se em frente à sede do jornal Zaman.

(Agência Brasil)

Cúpula da ONU sobre alterações climáticas é prorrogada em busca de acordo

As conversações da cúpula da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre alterações climáticas, que ocorre em Lima, foram prolongadas extraordinariamente para este sábado (13) com o objetivo de superar o impasse entre países ricos e em desenvolvimento sobre as quotas de redução das emissões de carbono.

A disputa sobre a partilha de responsabilidades para reduzir os gases com efeito estufa ressurgiu no encontro de 12 dias em Lima, abalando as perspectivas para o ambicioso acordo ambiental. “Estamos quase lá. Nós precisamos apenas de fazer um esforço final” disse o ministro do Meio Ambiente peruano, Manuel Pulgar-Vidal.

Antes da aprovação oficial dos acordos em uma reunião plenária, deve ser esboçado o projeto do documento, que ainda estava em finalização.

O fim das negociações estava previsto para a noite dessa sexta-feira (12), o que obrigou a um esforço suplementar dos diplomatas e funcionários, nas últimas horas, para alcançar um pré-acordo. No entanto, às 3h deste sábado, o secretariado do encontro internacional anunciou um adiamento oficial, dando tempo a um grupo de trabalho encarregado de finalizar o documento.

A 20ª Conferência das Partes (COP-20) sobre Alterações Climáticas, que começou no último dia 1º, visa a preparar novo acordo global que deverá ser assinado na reunião de Paris, marcada para dezembro de 2015 e destinado a substituir o Protocolo de Quioto a partir de 2020.

(Agência Brasil)

Em represália a lei autorial, Google excluirá veiculos de comunicação da Espanha

O Google anunciou que vai excluir veículos de comunicação espanhóis do serviço Google News, a partir do próximo dia 16.

A decisão foi motivada pela aprovação de emendas à Lei de Propriedade Intelectual no País europeu, que instituem, entre outras medidas, cobranças pela exibição de conteúdos protegidos por direitos autorais, como é o caso de jornais e revistas.

(Com O Globo)

Desemprego deve aumentar na América Latina e no Caribe em 2015, diz OIT

As taxas de desemprego na América Latina e no Caribe devem subir no ano que vem, de acordo com o relatório Panorama Laboral 2014, da Organização Internacional do Trabalho (OIT), lançado nessa quinta-feira (11). Um dos motivos é a desaceleração econômica. Segundo o estudo, a queda do desemprego registrada este ano não deve ocorrer em 2015.

A taxa de desemprego urbano no terceiro trimestre de 2014 era 6,2%, devendo fechar o ano com uma taxa de 6,1%, abaixo dos 6,2% de 2013. Em 2015, no entanto, o setor vai sentir os efeitos do arrefecimento da economia. “A maior preocupação é que menos empregos estão sendo criados”, disse a diretora regional da OIT para a América Latina e o Caribe, Elizabeth Tinoco.

Segundo o estudo, a queda no desemprego em 2014 se explica pela saída de pessoas do mercado de trabalho, o que se refletiu na taxa de pessoas em idade economicamente ativa, indicadas como ocupada ou desempregada. Elisabeth explicou que essas pessoas, no entanto, devem voltar a participar dessa estatística em 2015.

“Muitas das pessoas que deixaram o mercado de trabalho temporariamente, em 2014, voltarão a procurar um novo emprego no próximo ano, além dos jovens que irão ingressar no mercado de trabalho. A região precisa criar quase 50 milhões de empregos nos próximos dez anos apenas para compensar o crescimento demográfico”.

Conforme o relatório, a taxa de desemprego poderá chegar a 6,3%. O acréscimo de 0,2% significa mais 500 mil desempregados na América Latina e no Caribe.

(Agência Brasil)

Petrobras – Sobe para seis o número de ações nos EUA contra a estatal

“Cinco novas ações judiciais foram protocoladas por investidores na Justiça americana desde a tarde de terça-feira contra a Petrobras. Com isso, já são seis processos em curso até o momento. Todos possuem os mesmos argumentos: que a Petrobras enganou os investidores ao emitir “material falso” e não informar seus acionistas sobre o esquema de corrupção que se espalhou sobre a empresa desde 2006.

Um dos inúmeros fatos que embasam as ações ocorreu há cerca de duas semanas, quando a presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, afirmou que foi informada pela empresa holandesa SBM que funcionários da estatal haviam recebido propina da companhia. O comunicado foi feito há cerca de 5 meses pela holandesa, sem que a Petrobras tivesse informado seus acionistas sobre o fato. A omissão fere um dos artigos do “Securities and Exchange Act”, lei que regulamenta o mercado de capitais nos Estados Unidos.

A enxurrada de ações começou na segunda-feira, quando o investidor Peter Kaltman deu entrada com o processo no tribunal distrital do sul de Nova York, por meio do escritório Wolf Popper. A ação foi preparada em conjunto com o escritório brasileiro Almeida Law.

Nos últimos dois dias, outros investidores entraram na Justiça por meio dos escritórios Glancy Binkow & Goldberg, Rosen Law Firm, Pomerantz Law Firm, Brower Piven e Khan Swick & Foti (KSF).”

(Veja Online)

China concede Prêmio da Paz a Fidel Castro

79 1

“Um grupo de intelectuais chineses concedeu a Fidel Castro o “Prêmio da Paz”, uma distinção alternativa ao Nobel, pelos esforços do ex-presidente cubano para resolver crises internacionais.

“Castro, quando esteve no poder, não recorreu à força ou à violência para resolver as crises e os conflitos de âmbito internacional, em particular com os Estados Unidos”, disse Liu Zhiqin, um dos organizadores do “Prêmio da Paz Confúcio”.

O pai da revolução cubana, que deixou o poder em 2008, “tem trabalhado de forma incansável para se reunir com dirigentes e organizações estrangeiras e dedicou-se à causa da eliminação das armas nucleares”, acrescentou.

Para a edição de 2014 do Prêmio Confúcio, Fidel Castro foi escolhido juntamente com a presidenta sul-coreana, Park Geun-Hye, o secretário-geral da Organização das Nações Unidas, Ban Ki-moon, e a Organização de Cooperação de Xangai.”

(Agência Brasil)

Petrobras na mira de mais um processo internacional

Mais um escritório dos Estados Unidos foi à Justiça contra a Petrobras. O Rosen Law Firm anunciou que entrou com uma ação coletiva para recuperar perdas de investidores que aplicaram em American Depositary Receitps (ADRs), que representam ações da companhias brasileira e são listados na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE), entre 20 de maio de 2010 e 21 de novembro.

“A Petrobras falhou em divulgar um alto nível de corrupção na empresa, incluindo um multibilionário esquema de corrupção e lavagem de dinheiro”, destaca o comunicado do Rosen Law.

(Site InfoMoney)

EUA confirmam morte de dois reféns durante operação resgate no Iémen

Os Estados Unidos confirmaram neste sábado (6) a morte do repórter fotográfico americano Luke Somers, sequestrado pela rede terrorista Al Qaeda, durante operação de libertação no Iêmen. Na operação morreu também o refém sul-africano Pierre Korkie.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, condenou o “assassinato” de Luke Somers e do professor sul-africano Pierre Korkie. Em comunicado, Obama denunciou o “bárbaro assassinato” e transmitiu condolências às famílias e amigos dos dois reféns, que teriam sido mortos pelos sequestradores durante a operação de resgate feita por forças especiais dos Estados Unidos, em conjunto com autoridades iemenitas.

Obama garantiu que as mortes não vão deter as tentativas do seu governo para libertar os reféns americanos, e prometeu continuar a usar “todos os recursos militares, de informações e diplomáticos” para os resgatas. “Os terroristas que procuram causar danos aos nossos cidadãos vão sentir o longo braço da Justiça americana”,  disse Obama.

Esta semana, Luke Somers apareceu em um vídeo, dizendo que corria perigo de vida e pedindo ajuda. Em outro vídeo, os sequestradores ameaçavam matar o americano de 33 anos, em cativeiro há mais de um ano, depois de ter sido sequestrado em Sanaa, a capital iemenita.

(Agência Brasil)

Pelé grava vídeo tocando violão para tranquilizar seus milhares de fãs pelo mundo

pelele

“Pelé deu mais uma prova de sua ótima recuperação na tarde desta sexta-feira. O ex-atleta de 74 anos publicou um vídeo em sua conta no Facebook, no qual aparece sorrindo, sentado, tocando violão ao lado de suas filhas e da namorada, Márcia Aoki.

Ele agradeceu o apoio que vem recebendo ao longo destas quase duas semanas de internação por problemas renais.

“Eu aproveito esta oportunidade para agradecer a todos vocês, de todo o mundo, que se preocuparam com a minha saúde. Graças a Deus eu estou bem, estou recuperado, aqui com a minha família. Eu sei que tem pessoas de toda parte do mundo que estavam preocupadas comigo”, declarou.

(Veja Online)

Brasil sobe três posições em ranking mundial sobre corrupção

O Brasil ficou em 69º lugar entre os 175 países avaliados pelo Índice de Percepção da Corrupção, divulgado nesta quarta-feira (3) pela organização Transparência Internacional, referência mundial no assunto. No ano passado, o país tinha ficado em 72º lugar entre 177 países. O relatório, elaborado desde 1995, é baseado em dados e pesquisas sobre corrupção, fornecidos por diferentes instituições e analisados por especialistas.

Empatados com o Brasil na 69º colocação, estão mais seis países: Bulgária, Grécia, Itália, Romênia, Senegal e Suazilândia. Em uma escala de 0 a 100, em que zero significa muito corrupto e 100 livre de corrupção, o país alcançou nota 43, um ponto a mais do que no ano passado. Nas Américas, o Brasil ficou atrás de países como o Chile e o Uruguai e à frente da Argentina e da Venezuela. Dentre os países que formam o bloco dos Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), o índice brasileiro ficou atrás apenas do sul-africano (67°) e à frente do indiano (85º), do chinês (100º) e do russo (136º).

Nenhum dos 175 países avaliados atingiu nota 100 e mais de dois terços ficaram abaixo de 50. Mais uma vez, a Dinamarca lidera o ranking como o país com o menor índice de corrupção no setor público e alcançou nota 92. Em segundo lugar, está a Nova Zelândia, com nota 91. Completando a lista dos cinco primeiros colocados estão a Finlândia em terceiro, a Suécia em quarto, e a Noruega e a Suíça, ambos em quinto lugar.

Em último no ranking estão a Coreia do Norte e a Somália, ambos em 174º, com oito pontos. No relatório, China (nota 36), Turquia (nota 45) e Angola (nota 19) são citados como países que tiveram o pior desempenho em 2014. A China e a Angola perderam quatro pontos, enquanto a Turquia perdeu cinco.

(Agência Brasil)

Uruguaios elegem Tabaré Vasquez sucessor de Mujica

Os uruguaios elegeram nesse domingo (30) o sucessor do presidente José Pepe Mujica: no dia 1º de março, o médico socialista Tabaré Vasquez será reconduzido ao cargo, que ocupou de 2005 a 2010. Este vai ser o terceiro governo consecutivo da coligação de partidos de esquerda, Frente Ampla.

No discurso em que festejou a vitória, Tabaré convocou a oposição a um diálogo. “Convoco todos os uruguaios, não para que me sigam, mas para que me guiem e me acompanhem”, disse. Ao mesmo tempo prometeu que seu retorno ao poder não representará “mais do mesmo” porque o país que vai presidir nos próximos cinco anos “não é o mesmo de 2005 nem de 2010”.

Tabaré Vasquez disputou o segundo turno das eleições presidenciais com o candidato do tradicional Partido Nacional (ou Blanco), Luis Lacalle Pou. Ele obteve 53,6% dos votos, enquanto seu adversário ficou com 41,1%. A Frente Ampla ainda assegurou a maioria no Congresso, no primeiro turno das eleições, em outubro passado.

(Agência Brasil)

Brasil e mais 12 países são reconhecidos pela FAO por combate à fome

O Brasil e mais 12 países foram premiados neste domingo (30) pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) pelo progressos obtidos na luta contra a fome, entre eles a redução da proporção de subnutridos e do número absoluto de pessoas com fome. A premiação foi entregue na sede da entidade, em Roma.

A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, recebeu o prêmio em nome do Brasil.  Também tiveram reconhecidos pela FAO seus esforços no combate à fome: Camarões, Etiópia, Gabão, Gâmbia, Irã, Kiribati, Malásia, Mauritânia, Ilhas Maurício, México, Filipinas e Uruguai.

O diretor da organização, José Graziano, elogiou as iniciativas que levaram os 13 países aos progressos recentes no combate à fome, mas lembrou que ainda há muito a fazer para erradicar o problema globalmente.

“Vocês superaram grandes desafios em condições econômicas globais e ambientes políticos difíceis. Vocês demonstraram vontade e mobilizaram os meios”, disse Graziano aos representantes dos países vencedores. “Vocês confirmaram que acabar com a fome e a desnutrição no nosso tempo é um desafio, mas também mostraram que é viável”, acrescentou, de acordo com informações da FAO.

(Agência Brasil)

Agente que matou jovem negro nos Estados Unidos deixa a polícia

O agente policial Darren Wilson, que um júri decidiu não acusar pela morte do jovem negro Michael Brown, em Ferguson, no centro dos Estados Unidos, anunciou neste domingo (30), por meio de uma carta, a sua renúncia ao cargo. No texto, divulgado por um dos seus advogados, Wilson justifica a demissão, com efeitos imediatos, por razões de segurança.

A decisão do júri de não avançar com acusação contra Darren Wilson, de 28 anos, que matou Michael Brown, de 18 anos, no dia 9 de agosto, desencadeou uma onda de protestos em Ferguson, no estado do Missouri, que se estendeu para todo o país.

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos iniciou uma dupla investigação independente no sentido de apurar se houve violação de direitos civis no caso e se a polícia local mantém práticas discriminatórias.

(Agência Brasil)

Tribunal do Egito absolve ex-presidente pela morte de manifestantes

Ex-presidente do Egito, Hosni Mubarak foi absolvido neste sábado (29) das acusações de cumplicidade na morte de manifestantes na revolução que o derrotou em 2011. As acusações foram retiradas pelo Tribunal Penal do Cairo, que também o absolveu de um caso de corrupção. Entretanto, Mubarak permanecerá detido, pois cumpre sentença de três anos por outro caso de corrupção.

Em um primeiro processo, Mubarak foi condenado à prisão perpétua, mas a sentença foi anulada por razões técnicas e o caso novamente julgado. A leitura do acórdão deveria ocorrer em 26 de setembro, mas foi adiada para este sábado pelo Tribunal. O julgamento de Mubarak pelas mortes dos manifestantes começou em 13 de abril de 2013, depois de um tribunal ter anulado a sentença de prisão perpétua.

(Agência Brasil)

Bisneto de Solano López quer canhão de volta e mudança na História do Brasil

332 2

foto canhão paraguai

O embaixador do Paraguai em Londres, Miguel Solano López, 69, bisneto do presidente Solano López (1862-1870), cobra do governo brasileiro o canhão que foi levado como troféu da Guerra do Paraguai (1864 – 1870), que se encontra exposto no Museu Histórico Nacional, no Rio de Janeiro.

“Para que as feridas se cicatrizem no Paraguai”, segundo o embaixador, além da devolução do canhão, o Brasil também precisa alterar nos livros de História o termo “Guerra do Paraguai”.

“Considero a expressão Guerra do Paraguai ofensiva, porque dá a entender que foi o Paraguai que provocou o conflito. Prefiro chamar o conflito de Guerra da Tríplice Aliança (Brasil-Argentina-Uruguai). O paraguaio se sente ofendido até o fundo da alma quando se insiste em dizer que ele foi o culpado e que os aliados foram inocentes. O conflito foi provocado pelo Brasil”, disse o bisneto de Francisco Solano López, em entrevista à Agência Senado.

Enquanto Solano López é lembrado no Paraguai como “El Supremo”, no Brasil ele recebeu o irônico título de “Napoleão das Américas”, diante do desejo da conquista. “Os paraguaios veem o Duque de Caxias com profundo respeito, porque ele era um homem integramente militar. Quando as tropas aliadas tomam Assunção, Caxias considera a guerra terminada. Para dom Pedro II, porém, a guerra só acabaria com a morte de Francisco Solano López. É então que chega o conde d’Eu, que comandou as tropas no último ano da guerra. Foi nesse ano que o Paraguai foi completamente destroçado”.

Para o embaixador, o Uruguai e a Argentina já deram passos importantes em direção à reconciliação. Em Montevidéu, existe uma estátua de Francisco Solano López a cavalo. O presidente argentino Juan Domingo Perón devolveu relíquias ao Paraguai. Recentemente, Cristina Kirchner batizou um regimento do Exército argentino com o nome de Francisco Solano López.

No governo João Figueiredo, o Brasil devolveu ao Paraguai a espada que Solano López segurava na mão no momento de sua morte. “Mas falta entregar o canhão cristão, que, dos troféus de guerra, é o mais caro aos paraguaios. Quando isso ocorrer, não tenho dúvidas de que as cicatrizes no Paraguai se cicatrizarão”.

(com Agência Senado)

Papa Francisco inicia vista de três dias a Turquia

“O Papa Francisco inicia hoje (28) visita de três dias à Turquia, uma viagem com importante significado ecumênico. O programa inclui encontros com as principais lideranças políticas do país e uma visita à Mesquita Azul. A viagem do papa à Turquia, país de 77 milhões de habitantes, com maioria muçulmana, vai permitir o segundo encontro este ano com o patriarca ecuménico Bartolomeu I, o atual primado da Igreja Ortodoxa de Constantinopla. Com ele, Francisco celebrará em Istambul a festa de Santo André, patrono da congregação.

Os dois chefes religiosos já se encontraram em 25 de maio em Jerusalém, durante celebração ecumênica na Igreja do Santo Sepulcro.

O primeiro dia do Papa na Turquia, dirigida desde 2002 pelo Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP, com origem no islamismo político), está reservado a encontros com os principais dirigentes políticos do país. Logo após desembarcar em Ancara, no início da tarde, o chefe da Igreja Católica visitará o mausoléu de Mustafa Kemal Ataturk, fundador da República da Turquia em 1923, manterá encontros com o presidente Recep Tayyip Erdogan e outras autoridades, antes de uma audiência com o primeiro-ministro, Ahmet Davutoglu.

A agenda prevê ainda encontro com o representante do governo para assuntos religiosos, a mais importante autoridade muçulmana da Turquia, e diversos embaixadores.”

(Agência Lusa)