Blog do Eliomar

Categorias para Internacional

Ex-prefeito de Sobral fala em ciclo de estudos da Universidade de Columbia

O ex-prefeito de Sobral, Clodoveu Arruda (PT) fará parte do ciclo de debates da Sala de Assuntos Internacionais da Universidade de Columbia, Nova York (EUA), sendo o palestrante do próximo dia 14.

Na ocasião, ele falará sobre ações de sua gestão – entre 2011 e 2016, nas áreas da saúde e, principalmente, educação, setor no qual obteve índices elevados, segundo o MEC, o que tem servido de referência para o País.

Emir Nogueira – Uma vida dedicada à evangelização

Falar sobre a vida de Emmir Nogueira hoje é associar sua biografia à história da Comunidade Shalom. São caminhos que se cruzaram, se uniram e não se deixaram mais. Como as boas histórias de amor e de fé.

Junto com Moysés Azevedo, Emmir fundou o Shalom há 35 anos e, atualmente, diz que não imaginaria que o percurso fosse levar a um trajeto tão grandioso. “Não sei como Deus fez isso. Acho que foi graça. Quando Deus quer alguma coisa, Deus dá todas as graças”, conta. A vida é toda em prol da Igreja, do outro, da missão. É de dedicação, de força. E de paz – como a tradução do nome “shalom”, em hebraico.

Nesta conversa, que ocorreu no início de outubro, Emmir reflete sobre a Igreja Católica nos dias atuais e detalha sua missão.

*Confira a íntegra da entrevista dada à jornalista Daniela Nogueira, no Página Azuis, do O POVO, aqui.

Reitor da UFC conhece detalhes do projeto da futura sede do Instituto Confúcio

O reitor da Universidade Federal do Ceará, Henry Campos, esteve à frente de visita técnica ao anexo da Seara da Ciência, no Campus do Pici, nesta sexta-feira. Na ocasião, foi apresentado ao projeto arquitetônico das futuras instalações do Instituto Confúcio. A vice-diretora do Instituto, Chen Yo, recém-chegada ao País, integrou a comitiva, e todos puderam conhecer os detalhes do projeto e dos demais ambientes da UFC. A informação é do site dessa universidade.

Segundo o pró-reitor de Relações Internacionais da UFC, José Soares, a vinda do Instituto Confúcio ao Ceará simbolizará um marco na internacionalização e consolidação dos mecanismos de inovação tecnológica. “Vai ser um amálgama cultural e linguístico para as instituições e companhias chinesas. Com a China e o Brasil em colaboração econômica e cultural, a possibilidade para os jovens é enorme. São grandes perspectivas, não somente acadêmicas e científicas, mas também econômicas”, afirma.

O projeto de reforma e adequação do prédio foi apresentado pelo arquiteto Newton Becker, da Superintendência de Infraestrutura e Gestão Ambiental (UFC Infra). Na planta do projeto, estão previstos espaços para sala de aula, biblioteca, coordenação pedagógica, sala de reuniões, gabinete de professores, além de uma proposta de jardim chinês para o pátio da Seara. Em 2016, o arquiteto esteve na China, onde conheceu um programa de paisagismo da Universidade de Pequim, e assim buscou inspiração para desenvolver o trabalho.

Na sequência, alunos do Escritório-Modelo de Design, orientados pelos professores Camila Barros e Roberto Vieira, do Departamento de Arquitetura e Urbanismo, demonstraram o projeto de dois painéis modulares com iluminação LED e ilustrações chinesas. Os desenhos das peças foram baseados na filosofia do yin e yang, no teatro de sombras e no tradicional Festival das Lanternas, realizado todos os anos na China após a primavera. Chen Yo elogiou a criatividade e a pesquisa profunda de ambos os projetos, considerados por ela distintos em relação às demais unidades do Instituto Confúcio espalhadas pelo mundo.

Curso de Mandarim

Em paralelo à reforma, está prevista a realização de cursos de mandarim para março de 2018. Para tanto, os gestores da Universidade têm dialogado com o Governo do Estado do Ceará, a Prefeitura de Fortaleza e a Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC). “Será um curso de Chinês Instrumental, ofertado inicialmente para um público segmentado, de profissionais de trade marketing, relações internacionais e comércio exterior. O objetivo é apoiar projetos de investimentos alinhados com a agenda de desenvolvimento do Estado e a implantação de novas indústrias no Ceará”, explica o reitor.

DETALHE – O Instituto Confúcio, órgão vinculado ao Ministério da Educação chinês, foi criado em 2004 para promover a internacionalização da língua e cultura chinesas. O instituto possui 480 unidades instaladas nos cinco continentes, e, no Brasil, está presente em 10 instituições de ensino superior. Na UFC, o Instituto Confúcio será implantado em parceria com a Universidade de Nankai.

Cearenses trocam experiências em Agroecologia na Suécia

Entre os dias 17 e 28 de novembro de 2017, a arquiteta Tainara Santos e o agrônomo Narciso Mota participaram da Turnê Mudanças Climáticas, Agroecologia e Soberania Alimentar, em Estocolmo e em Uppsala, ambas na Suécia. Os profissionais, e também produtores agroecológicos, foram convidados pela Fundação CEPEMA, em parceria com a Rede Internacional Terra do Futuro (Framtidsjorden).

Entre as atividades realizadas durante a turnê, houve a apresentação da Rede de Agroecologia do Ceará (EcoCeará) para os alunos do 8º e 9º ano da Escola Kristofferskolan, a empresa de consultoria ambiental U&We e para a Zero Mission, empresa de compensação climática e para parceiros de organizações amigas. Houve também um momento para troca de experiências com uma família de fazendeiros orgânicos na cidade de Uppsala.

Além do intercâmbio de saberes e da explanação do projeto Autogestão, Gênero, Soberania Alimentar e Mudanças Climáticas, no qual a EcoCeará nasceu, eles participaram de feiras, expondo os produtos agroecológicos das famílias que fazem parte da Rede de Agroecologia no evento anual NovemberFest, promovido pela associação de pais da escola Kristofferskolan, e da feira brasileira de produtos agroecológicos, promovida pelo Centro Cultural Kristinehovs Malmgård. A turnê foi financiada pela Rede Internacional Terra do Futuro (Framtidsjorden), que tem entre seus eixos de atuação o desenvolvimento sustentável.

(Fotos- Divulgação)

Tragédia com avião da Chapecoense completa um ano

Faltavam dois minutos para as 22h (horário local) do dia 28 de novembro de 2016 quando o voo 2933 da empresa boliviana LaMia caiu no morro El Gordo, a 35 quilômetros do aeroporto de Medellin, na Colômbia. A bordo, estavam 77 passageiros de um voo charter contratado pela Associação Chapecoense de Futebol, o clube de Chapecó (SC). A equipe do interior do estado catarinense acabava de realizar uma façanha: ia disputar a final da Copa Sul Americana contra o Atlético Nacional, de Medellin. A partida seria disputada no dia seguinte, no primeiro jogo pelo título.

A alegria dos jogadores, da comissão técnica, e dos jornalistas a bordo deu lugar ao horror. Na escuridão da noite o avião bateu de barriga no alto do morro, capotou e se despedaçou encosta a baixo, deixando um rastro de destruição.

Quando as equipes dos bombeiros voluntários da cidade de La Unión conseguiram chegar ao local quase uma hora depois, apenas sete pessoas ainda estava vivas. Três eram jogadores do time: o goleiro Jackson Follman, o zagueiro Helio Zampier Neto e o lateral Alan Ruschel. Dos 20 jornalistas, apenas o locutor da Radio Oeste de Chapecó, Rafael Renzi, estava vivo. Os outros dois sobreviventes eram tripulantes: a comissária de bordo Ximena Suárez e o técnico de voo Erwin Tumiri.

Um piloto perdido

Minutos antes da queda, o piloto Miguel Quiroga avisou a torre de controle do aeroporto de Rionegro que estava com problemas elétricos e pediu as coordenadas para um pouso de emergência. O avião estava a menos de cinco minutos da cabeceira da pista, mas no dramático diálogo com a torre ficou gravada a desorientação de Quiroga. Ele parecia não saber ao certo sua posição e não entendia as instruções da controladora Yaneth Molina que, por sua vez, não conseguia ver a aeronave no radar. Quando finalmente Quiroga admitiu que estava sem combustível, a torre perdeu o contato.

Avisada por moradores que ouviram o barulho da queda, a Polícia Nacional da Colômbia acionou o modesto grupamento de bombeiros voluntários de La Unión que, em pouco mais de meia hora, conseguiram chegar ao Cerro El Gordo e iniciaram a busca por sobreviventes.

Um plano de voo errado

Enquanto as equipes de resgate vasculhavam os destroços em busca de sobreviventes, as autoridades aeronáuticas no Brasil, na Colômbia e na Bolívia começavam a procurar respostas para as circunstâncias do acidente. E as primeiras informações vindas da Bolívia, de onde o voo 2933 havia decolado, eram desconcertantes.

O avião tinha saído do aeroporto de Santa Cruz de la Sierra com um plano de voo que, segundo a funcionária da Administração de Aeroportos e Serviços Auxiliares de Navegação Aérea (AASANA), Celia Castedo, “estava errado”. Os valores do tempo de voo até Medellin – 4 horas e 22 minutos – eram exatamente os mesmos valores da autonomia de combustível. Isso não dava a margem de segurança necessária para uma situação inesperada. Celia assegura que avisou o problema ao despachante da LaMia, que morreu no acidente.

Em seu depoimento ela disse que ele ignorou o aviso e o avião decolou. Celia, que pediu abrigo ao governo brasileiro, ainda se defende da acusação de homicídio culposo na Justiça boliviana. E se justifica: “Minha função era apenas checar o preenchimento do plano de voo e avisar sobre alguma irregularidade, mas eu não tinha autoridade para impedir a decolagem”.

Para os investigadores do acidente, o avião não poderia jamais ter levantado voo. E isso deixava uma nova pergunta sem resposta: por que o piloto havia decidido voar diretamente para Medellin, no limite de segurança do combustível, se podia ter feito uma escala para abastecimento?

E uma companhia aérea suspeita

Close do avião no aeroporto da Bolívia, antes do voo que se acidentou indo para a Colômbia
Avião da empresa boliviana Lamia, fretado pela ChapecoenseDivulgação/ Cleberson Silva/ Chapecoense

O Avro RJ85 é um avião equipado com quatro motores que lhe dão uma autonomia de voo de até 3 mil quilômetros, segundo dados da fabricante British Aerospace. Pode transportar com segurança até 112 passageiros e nove tripulantes. O aparelho tinha sido fabricado em 1999 e comprado por uma empresa americana que o vendeu em 2007 para a City Jet, uma companhia irlandesa de linhas regionais.

Em 2013 o avião foi vendido para a LaMia (Línea Aérea Merideña Internacional de Aviación), uma empresa regional fundada em 2010 na Venezuela pelo empresário Ricardo Albacete Vidal. Antes de ingressar no ramo da aviação civil, Albacete teve empresas nos setores metalúrgicos e petrolíferos, e sempre esteve envolvido em politica, chegando a ser senador. Ele convidou o lobista chines Sam Pa, para se associar à LaMia, mas não foi um bom negócio: em 2011 Sam Pa foi preso na China e Albacete dissolveu a empresa.

A LaMia ressurgiu em 2013, com o nome de Línea Aerea Margarita, mas usando o mesmo logotipo e com foco em voos internacionais. Sua estratégia para conquistar o mercado foi agressiva, oferecendo preços até 40% mais baratos do que a concorrência. Assim, a nova empresa acabou atraindo uma clientela muito lucrativa: os times de futebol que viajavam pelo continente durante os campeonatos. Informalmente, a LaMia passou a ser a transportadora preferida da Confederação Sul Americana de Futebol (Conmebol).

Quando o voo 2933 caiu na Colômbia, Albacete negou que o avião fosse da sua LaMia, que teria arrendado seus aviões para a LaMia boliviana. O que ele não mencionou foi que a LaMia boliviana tinha sido criada por ele mesmo, em sociedade com o piloto Miguel Quiroga, que comandava o fatídico voo.

Os jogadores que sobreviveram

Los supervivientes del accidente aéreo del equipo brasile o de fútbol Chapecoense, Helio Zampier Neto (i), Alan Ruschel (d) y Jackson Follmann (c) rezan hoy, martes 9 de mayo de 2017
Sobreviventes do acidente aéreo da Chapecoense, Helio Zampier Neto, Alan Ruschel e Jackson Follman, em oração durante homenagem do município de La Unión (Colômbia) Luis Eduardo Noriega A./EFE

O goleiro Jackson Follman, primeiro sobrevivente a ser resgatado dos escombros, não se lembra exatamente o que aconteceu. Tudo que ele recorda é que estava sentado perto dos três companheiros que sobreviveram com ele, o zagueiro Neto, o lateral Alan e o jornalista Rafael Renzi e todos estavam conversando animadamente. Então as luzes da cabine se apagaram e ele desmaiou.

*Confira na Agência Brasil a íntegra aqui.

Espetáculo Joias do Balé Russo chega aos palcos de Fortaleza

Os cearenses terão a oportunidade rara de ver os melhores bailarinos internacionais, oriundos dos principais teatros do velho mundo, como Bolshoi, Mariinsky e Mikhailovsky. Isso ocorrerá em uma só apresentação sábado que vem (2), às 21 horas, no Teatro RioMar Fortaleza. O espetáculo “Joias do Ballet Russo” conta com um repertório composto por trechos das obras Lago dos Cisnes, Corsário e Quebra-Nozes.

No elenco, que passará pelo Nordeste, cinco dos principais solistas consagrados mundialmente. Entre eles, Alexander Volchkov, um dos expoentes do balé russo atual e membro do elenco principal do Bolshoi há 20 anos, e a bailarina absoluta do Stanislavsky, Natalia Ledovskaya. Completam o time Anastasiia Lomachenkova, Nicolay Koripaev e Ekaterina Didenko.

SERVIÇO

*Teatro RioMar Fortaleza – Rua Desembargador Lauro Nogueira, 1500 Piso L3 – Shopping RioMar Fortaleza – Papicu.

*Ingressos variam de R$ 160 a R$ 200,00, com meia.

(Foto – Divulgação)

 

Sobe para 235 o número de mortos em atentado no Egito

Pelo menos 235 pessoas morreram nesta sexta-feira (24) no ataque terrorista contra uma mesquita sufista no oeste da cidade de Al Arish, no norte da península do Sinai, no nordeste do Egito, segundo a televisão oficial egípcia. As informações são da Agência EFE.

Os agressores colocaram artefatos explosivos de fabricação caseira ao redor da mesquita de Al Rauda, situada no distrito de Bear al Abd, nos arredores de Al Arish, e os detonaram na saída dos fiéis da oração da sexta-feira (24) – dia sagrado para os muçulmanos – informou uma fonte de segurança à Agência EFE, que acrescentou que as pessoas que conseguiram escapar foram baleadas pelos extremistas.

As testemunhas disseram ao jornal oficial egípcio Al Ahram que a mesquita Al Rauda, situada na cidade homônima, na cidade de Bear al Abd, a oeste de Al Arish – capital do Norte do Sinai – pertence à comunidade sufista.

O Ministério de Saúde elevou o alerta no serviço de ambulâncias e em todos os hospitais da província, segundo a agência de notícias “Mena”.A fonte do serviço de segurança informou que as primeiras ambulâncias que chegaram ao local do atentado também foram alvejadas pelos terroristas, mas não ofereceu mais detalhes a respeito.

Os feridos foram transferidos para diferentes hospitais em Al Arish e outros para o Hospital Instituto Nasser, no Cairo, segundo a fonte de segurança. Em comunicado, a Procuradoria Geral do Egito disse que determinou que as procuradorias de Segurança do Estado e de Ismailiya, no norte do país, abram investigações urgentes para esclarecer o ataque.

A Procuradoria Geral também determinou a retirada dos corpos e que os mesmos sejam levados para o centro médico mais próximo, segundo a emissora de televisão egípcia. O presidente egípcio, Abdul Fatah al Sisi, está reunido com o Conselho de Defesa Nacional por causa do atentado em Al Rauda, informou a fonte de segurança.

(Agência Brasil com EFE)

Ataque a mesquita no Egito deixa 85 mortos

Pelo menos 85 pessoas morreram e 80 ficaram feridas num ataque contra uma mesquita na cidade de Al Arish, no norte da península do Sinai, nordeste do Egito. Os atacantes colocaram explosivos artesanais em volta da mesquita e fizeram-nos detonar quando os fiéis saíam da oração de sexta-feira, o dia sagrado dos muçulmanos, segundo fonte dos serviços de segurança. Os atacantes também dispararam sobre os fiéis que fugiam.

A Associated Press conta que vários homens saíram de quatro veículos e dispararam indiscriminadamente.

O Governo do Egito declarou, entretanto, três dias de luto nacional e o presidente Abdel Fattah al Sisi convocou uma reunião de segurança de emergência após o ataque, avança a televisão do Estado.

(Estadão)

Na Europa, mulheres ganham menos do que os homens

A igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres é um dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável para o mundo, a ser alcançado até 2030. No entanto, ainda está longe de ser realidade. A pesquisa Eurobarômetro 2017, faz pela Comissão Europeia e divulgada esta semana, mostrou que ainda há trabalho a fazer em prol da igualdade entre homens e mulheres na Europa.

O Eurobarômetro é uma ampla pesquisa de opinião pública, realizada na União Europeia (UE) desde 1973 e abrange uma grande variedade de temas, como meio ambiente, segurança, direitos humanos e economia, entre outros.

Apesar de muitos países da UE terem melhores indicadores de igualdade de gênero, quando comparados a países pobres e em desenvolvimento, a pesquisa mostrou que temas como a diferença salarial, por exemplo, ainda têm que melhorar.

Diferença salarial

Na Europa, em média, as mulheres continuam a ganhar 16,3% menos do que os homens. Nos últimos anos, as disparidades salariais não diminuíram, em grande parte devido ao fato de as mulheres tenderem a empregar-se menos do que os homens, a trabalhar em setores menos bem pagos, a obter menos promoções, a interromper mais vezes a sua carreira profissional e a exercer mais trabalho não remunerado.

No entanto, 90% dos europeus  que responderam o inquérito afirmaram que é inaceitável que as mulheres recebam um salário inferior ao dos homens e 64% se disseram a favor da transparência salarial como veículo de mudança.

Neste sentido, a Comissão Europeia lançou, esta semana, um  plano de ação para eliminar as disparidades salariais entre homens e mulheres para o período 2018-2019. A execução do plano visa melhorar o respeito pelo princípio da igualdade salarial; reduzir o efeito penalizante dos cuidados familiares; e financiar projetos destinados a melhorar a paridade de gênero nas empresas em todos os níveis de gestão e incentivar os governos e os parceiros sociais a adotarem medidas concretas para melhorar o equilíbrio no processo de tomada de decisão.

Além disso, o plano de ação inclui recomendações de transparência nos pagamentos que, apesar de já existirem, ainda estão ausentes em um terço dos países da UE. Ou seja, tornar efetiva a transparência na divulgação dos salários como forma de incentivar a paridade salarial entre homens e mulheres. A discriminação salarial, apesar de ilegal, continua a contribuir para a desigualdade entre homens e mulheres.

A Comissária responsável pela Justiça, Consumidores e Igualdade de Gênero, V ra Jourová, afirma que as mulheres continuam a estar sub-representadas nos cargos de chefia, tanto na política como nas empresas. “Em média, as mulheres continuam a ganhar 16% menos do que os homens na UE. E a violência contra as mulheres continua a ser um fenômeno generalizado. Esta situação é injusta e inaceitável na sociedade de hoje. As disparidades salariais entre homens e mulheres devem acabar porque a independência econômica das mulheres é a sua melhor proteção contra a violência”.

(Agência Brasil com EFE)

Há mais de 70 milhões de jovens desempregados no mundo, diz OIT

relatório “Tendências Globais de Emprego para a Juventude 2017″, lançado pela Organização Mundial do Trabalho (OIT) alerta para o desemprego juvenil, que atinge 70,9 milhões de jovens no mundo. Para 2018, a estimativa é de que o desemprego entre a população jovem aumente ainda mais, chegando a 71,1 milhões de pessoas.

O documento divulgado ontem (20) mostra que, em 2016, a taxa global de desemprego juvenil ficou em 13%. Para 2017, deve ficar um pouco acima, em 13,1%. Apesar do pequeno aumento, o indicador representa melhora significativa se comparado ao auge da crise, em 2009, quando foram registrados 76,7 milhões de jovens desempregados no mundo.

Se considerarmos apenas a América Latina e o Caribe, a taxa de desemprego juvenil ficou em 19,6% em 2017, o que representa 10,7 milhões de pessoas. Os piores indicadores são observados nos Estados árabes (30%) e no norte da África (28,8%).

De acordo com o relatório, cerca de um quinto dos jovens em todo o mundo não estão empregados, estudando ou em treinamento. Apesar da recuperação econômica, o desemprego permanece alto, e os jovens são mais propensos a estar desempregados do que os adultos ao redor do mundo.

O documento revela que, entre os jovens, os baixos níveis de produtividade e uma grande informalidade continuam a ser desafio. Na medida em que as populações envelhecem, a força de trabalho jovem terá que cada vez mais apoiar as pessoas idosas. Essas condições globais exigem esforços concertados para garantir que jovens, tanto mulheres quanto homens, tenham acesso a empregos decentes.

De acordo com o estudo, a diferença nas taxas de desemprego entre jovens e adultos quase não mudou na última década, ilustrando as enormes desvantagens que a juventude enfrenta no mercado de trabalho.

Atualmente, dois em cada cinco jovens na força de trabalho estão desempregados ou estão trabalhando enquanto continuam na pobreza, uma realidade que afeta sociedades do mundo todo.

Em 2017, 39% dos 160,8 milhões de jovens trabalhadores no mundo emergente e em desenvolvimento vivem em pobreza moderada ou extrema, ou seja, com menos de U$ 3,10 por dia. No entanto, há uma leve tendência de que este indicador melhore em 2018, com 158,5 milhões de jovens no mundo trabalhando e vivendo na pobreza (38,5%).

*Da Agência Brasil, confira mais aqui.

Justiça põe empresas brasileiras em investigação sob supostas propinas no Peru

Um tribunal do Peru declarou válido, nessa segunda-feira (20), o pedido de incorporar, como “terceiro civil responsável”, as empresas brasileiras Camargo Corrêa, Andrade Gutierrez e Queiroz Galvão na investigação sobre a suposta concessão ilícita do trecho 4 da Estrada Interoceânica Sul. A informação é da Agência EFE.
A decisão foi tomada pelo juiz Richard Concepción, do Primeiro Tribunal de Investigação Preparatória Nacional, após avaliar, em audiência pública, a solicitação da Procuradoria do caso Odebrecht e a postura das companhias, informou o Poder Judiciário em comunicado.

A Procuradoria afirmou que as empresas se uniram para formar a Intersur Concessões e, mediante propinas acertadas entre seus diretores, obter a licitação do trecho 4 da Estrada Interoceânica Sul, durante o governo de Alejandro Toledo.

Foi considerado como prova pela Procuradoria a existência de e-mailsapreendidos do diretor da Intersur, Marcos de Moura Wanderley, onde supostamente faz referência às propinas.

Além disso, foi mencionada a existência de depósitos em contas de Josef Maiman, um empresário peruano-israelense considerado testa-de-ferro de Toledo, de uma empresa vinculada às companhias brasileiras.

A defesa das empresas considerou que a Procuradoria não tinha legitimidade para apresentar o pedido e negou a existência dos e-mails com base em uma suposta perícia solicitada pelos investigados, mas os argumentos foram desprezados pelo juiz.

No Peru, o caso Odebrecht está focado em rastrear os US$ 29 milhões que a construtora brasileira admitiu, na Justiça americana, ter pago em propinas para funcionários em troca da concessão de milionárias obras entre os anos de 2005 e 2014.

(Agência Brasil com EFE)

No Chile, disputa presidencial vai para o segundo turno

O empresário Sebastián Piñera, de centro-direita, venceu o primeiro turno das eleições presidenciais do Chile – mas terá que disputar o segundo turno, no dia 19 de dezembro, com o senador socialista Alejandro Guillier, candidato da presidente Michelle Bachelet. O desafio para ambos será conseguir, em um mês, o apoio dos eleitores dos outros seis candidatos que ficaram fora da corrida.

Piñera, de 67 anos, foi presidente do Chile de 2010 a 2014  e esperava assegurar seu segundo mandato na eleição de domingo (19) com a metade mais um dos votos. Ele obteve 37% – menos que os 45% previstos por algumas pesquisas de opinião. Guillier, que promete aprofundar as reformas e conquistas sociais de Bachelet, ficou em segundo lugar com 23% dos votos. Mas a grande surpresa foi o bom desempenho da terceira colocada, Beatriz Sanchez. Candidata da coligação de partidos esquerdistas, formada recentemente, ela obteve 20% dos votos, quase empatando com Guillier.

No discurso de agradecimento Piñera fez um chamado aos eleitores, apelando à desilusão dos simpatizantes da coligação de centro-esquerda, que desde o fim da ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990) elegeu todos os governos, com exceção de um: o do próprio Piñera. Este ano foi o primeiro, em 27 anos de democracia, em que a frente enfrentou uma eleição dividida.

Piñera comparou os resultados desse domingo aos de 2009, quando obteve 44%  no primeiro turno e saiu vitorioso no segundo. Ele se posicionou como o candidato da mudança, que vai tirar o Chile da “estagnação” econômica dos últimos anos. A popularidade de Bachelet foi afetada pela queda do preço do cobre, principal produto de exportação chileno. Ela termina seu segundo mandato em março, tendo promovido reformas tributária e educativa, cobrando mais impostos das grandes empresas e ampliando o acesso dos estudantes chilenos à educação universitária gratuita. Apesar das políticas para reduzir a desigualdade, o governo dela foi marcado pela desaceleração da economia.

O primeiro passo de Piñera foi garantir os votos de José Antonio Kast – o único candidato que, além dele, representa a direita.  Kast, que defende os valores da “familia militar”, ficou em quarto lugar, com 8% dos votos.

(Agência Brasil)

Chile em clima de eleições neste domingo

O Chile está realizando neste domingo (19) a sétima eleição presidencial desde o retorno da democracia, em 1990, e a primeira em que a coalização de centro-esquerda – que elegeu a presidente Michelle Bachelet – enfrenta dividida. A fragmentação favoreceu o empresário bilionário, Sebastián Piñera, de centro-direita, que governou o pais de 2010 a 2014. Dos oito candidatos à sucessão, ele é o favorito nas pesquisas de opinião.

Na ultima pesquisa publicada pelo do instituto Cadem, Piñera teria 45% da intenção de voto – o dobro dos 23% obtidos pelo segundo colocado, o senador Alejandro Guillier, candidato de Bachelet. Além de Guillier, três outros candidatos representam a antiga coalizão de centro-esquerda Concertación (que em português significa pacto), que foi rebatizada de Nova Maioria em 2013. Desde o fim da ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990),  ela elegeu todos os governos, com exceção de um: o do próprio Piñera.

A terceira colocada nas pesquisas de opinião é a jornalista Beatriz Sanchez, com 14% das intenções de voto. Não fosse o racha, ela estaria na mesma coligação de centro-esquerda que Guillier. Mas a queda na popularidade de Bachelet contribuiu para a divisão.

Bachelet, que concluiu seu primeiro mandato em 2010 com um índice de aprovação de 80%, deixará o governo em março e conta atualmente com 32% de popularidade. Uma das razões foi o desempenho da economia, que foi afetada pela queda do preço do cobre, principal produto de exportação chileno.

A presidente – que foi eleita pela revista Forbes como a quarta mulher mais poderosa do mundo – legalizou o casamento gay (num pais onde ser homossexual era crime até 1999) e o aborto (em casos de estupro, risco de morte da mãe e inviabilidade do feto). Ela promoveu uma reforma educativa, para ampliar o acesso gratuito a colégios e universidades, e uma reforma tributária, que aumentou os impostos as grandes empresas.

(Agência Brasil)

Terremoto na fronteira entre Irã e Iraque deixa mais de 211 mortos

Um terremoto de magnitude 7,3 atingiu o Iraque neste domingo (12), na fronteira com o Irã, e deixou mais de 210 mortos – principalmente no Irã-, segundo as mídias estatais locais. A informação é do Portal G1, com a agência AFP.

São ao menos 207 mortos e 1.686 feridos no Irã, segundo o vice-presidente da Organização de Gestião de Crises do país, Behnam Saidi, e 4 mortes confirmadas no Iraque. O vice-ministro de Saúde do Irã, Qasem Yan Babaie, afirmou à agência de noticias IRNA que é muito provável que o número de vítimas siga aumentando.

O terremoto ocorreu às 21h18 (horário local, 16h18 em Brasília) e foi sentido em várias províncias do Irã, mas a mais atingida foi Kermanshah, que anunciou três dias de luto. Além de Kermanshah, as populações de Ghasr Shirin, Sarpul e Azgale foram as mais afetadas.

Mais de 90 das vítimas estavam na cidade de Sarpol-e Zahab, em Kermanshah, a cerca de 15 km da fronteira. O principal hospital da cidade foi gravemente danificado.

O tremor foi sentido na Turquia, em Israel e nos Emirados Árabes Unidos, além da capital iraquiana, Bagdá. O epicentro foi registrado a 22 km da cidade iraquiana de Derbendîxan e a 52 km da cidade iraniana de Sarpol-e Z̄ahāb, segundo o Serviço Geológico dos EUA (USGS).

Justiça britânica decide: motoristas do Uber não são autônomos

Os motoristas da plataforma de transporte Uber no Reino Unido não são trabalhadores autônomos, reiterou nesta sexta-feira (10) uma sentença do Tribunal de Apelações de Londres, que pede que a empresa respeite os direitos de seus funcionários. A informação é da agência EFE.

A companhia americana Uber tinha apelado de uma decisão anterior da Justiça britânica, que no ano passado deu razão a dois trabalhadores, James Farrar e Yaseen Aslam, que reivindicavam, entre outras coisas, férias pagas, descansos remunerados e a concessão de um salário mínimo. A Uber recorreu da sentença e sustentou que os motoristas não eram obrigados a usar o seu aplicativo e que tinham condição de trabalhadores autônomos.

O diretor-geral da Uber no Reino Unido, Tom Elvidge, anunciou hoje que a companhia voltará a recorrer desta nova sentença, o que levará este caso até o Supremo Tribunal britânico e deve abrir outro longo processo. Enquanto isso a plataforma de transporte não tem obrigação de modificar suas condições trabalhistas.

“Quase todos os taxistas e motoristas contratados privadamente foram autônomos durante décadas, muito antes de existir nosso aplicativo. A principal razão pela qual os motoristas usam o Uber é porque avaliam a liberdade dada para escolher quando e como trabalham. Vamos apelar”, declarou Tom Elvidge.

Ele disse que o Tribunal de Apelações acolheu argumentos como o fato de um motorista ter que “aceitar 80% das corridas que lhe são enviadas” quando se registra para usar o aplicativo, mas afirmou que essa medida “nunca” foi aplicável no Reino Unido.

Mudanças

“Durante o ano passado, realizamos várias mudanças no nosso aplicativo para dar aos motoristas mais controle. Também investimos para dar cobertura por doenças e acidentes e seguiremos introduzindo modificações para melhorar”, afirmou Elvidge.

Após conhecer a sentença, um dos litigantes, Yaseem Aslam, celebrou hoje que a Justiça tenha reconhecido “o que milhares de motoristas já sabiam”, que a plataforma de transporte “não só nos explorou, mas também atuou ilegalmente”, argumentou.

“A Uber não pode seguir ignorando a lei do Reino Unido com impunidade e privando as pessoas de seu direito a cobrar o salário mínimo”, acrescentou o outro motorista envolvido neste caso, James Farrar.

O sindicato britânico GMB considerou hoje a decisão judicial representa uma “vitória histórica” para os defensores dos direitos dos trabalhadores “deste novo tipo de economia”, na qual proliferam os empregados auomos.

“A Uber deve agora fazer frente às suas responsabilidades e dar aos seus trabalhadores os direitos que lhes correspondem. O GMB pede à companhia que não perca tempo e nem gaste o dinheiro de todos levando esta causa perdida até o Supremo Tribunal”, opinou a representante legal do sindicato, Maria Ludkin.

(Agência Brasil)

Reino Unido vai dar adeus à União Europeia em março de 2019, confirma Theresa May

A saída do Reino Unido da União Europeia (UE) ocorrerá às 23 horas do dia 29 de março de 2019, informou nesta sexta-feira (10) a primeira-ministra britânica, Theresa May. A data será incluída no projeto de lei sobre o brexit – a saída britânica do bloco europeu -, que será debatido na próxima semana no Parlamento e que, uma vez aprovado, autorizará o desligamento do país da UE.

Em artigo publicado hoje no jornal The Daily Telegraph, a primeira-ministra disse que a decisão de colocar o momento preciso do brexit tem como objetivo demonstrar a determinação do governo de completar esse processo.

“Que ninguém tenha dúvida da nossa determinação ou questione o nosso propósito de que o brexit está ocorrendo”, afirma a primeira-ministra, que ficou enfraquecida após perder a maioria absoluta nas eleições gerais realizadas em junho passado.

“(A data) será (escrita) em preto e branco na capa dessa histórica peça de legislação. O Reino Unido estará saindo da UE no dia 29 de março de 2019, às 23h”, acrescentou.

A legislação, chamada Projeto de Lei sobre a Retirada da UE, já foi lida duas vezes e entrará na próxima semana na fase de comitê, em que são esperadas alterações.

Segundo Theresa May, a maioria da população quer que os políticos se unam para negociar um bom acordo do brexit.

Ela disse ainda que está disposta a escutar propostas dos deputados para melhorar o projeto de lei, mas advertiu sobre qualquer tentativa por deter sua tramitação no Parlamento.

“Não vamos tolerar tentativas, de qualquer lado, de utilizar o processo de emendas a esse projeto de lei como mecanismo para bloquear a vontade democrática do povo britânico, ao tentar desacelerar ou deter nossa saída da UE”, afirmou.

A primeira-ministra ressalta que o projeto legislativo é “fundamental” para conseguir um brexit ordenado.

As negociações entre Londres e Bruxelas estão em sua sexta rodada, sem que tenha ocorrido qualquer progresso nos termos de ruptura, criando grande incerteza para as empresas que vivem no Reino Unido.

(Agência Brasil)

Donald Trump e Putin vão se encontrar no Vietnã

Os presidentes da Rússia, Vladimir Putin, e dos Estados Unidos, Donald Trump, se reunirão amanhã (10)  durante a cúpula de líderes do Fórum de Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (Apec), em Da Nang, no Vietnã, anunciou hoje (9), em Moscou, Yuri Ushakov, assessor do governo russo. Acrescentou que a hora da reunião “ainda não está definida”.

Ontem, o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Ryabkov, disse que a situação na península coreana será um dos assuntos principais das conversas entre Putin e Trump no Vietnã.

“Acredito que a desnuclearização da península coreana e a situação na região será um dos temas centrais na reunião dos líderes dos nossos países”, disse Ryabkov à agência oficial russa RIA Novosti. As informações são da agência de notícias EFE.

No domingo passado, Trump expressou sua intenção de se reunir com Putin para falar com ele da situação na península da Coreia.

“Esperamos nos reunir com Putin, sim. Queremos que ele nos ajude com a Coreia do Norte, e nos reuniremos com outros líderes”, disse o presidente americano.

(Agência Brasil)

Funceme fecha parceria com instituto francês para pesquisas na Região Nordeste

Eduardo Sávio preside a Funceme.

O presidente do Institut de Recherche pour le Développement (IRD), Jean-Paul Moatti, assinou, nesta manhã de terça-feira, em Fortaleza, um acordo de cooperação científica com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). O objetivo é desenvolver atividades franco-brasileiras no Nordeste. O acordo foi firmado durante reunião que acontece no auditório da Funceme.

Entre os objetivos da reunião está a definição das prioridades para o Nordeste para os próximos 50 anos, além da reflexão sobre as ações possíveis no âmbito dos projetos tripartite sobre o semiárido entre a França, o Brasil e países africanos.

Durante o encontro, que vai até se estender até o período da tarde, Jean-Paul Moatti, o presidente da Funceme, Eduardo Sávio Martins, e representantes de órgãos regionais, nacionais e internacionais ministram palestras sobre as ações em andamento no Nordeste. Haverá ainda a apresentação de projetos científicos inéditos.

Atirador do Texas foi integrante da Força Aérea dos EUA

A Polícia do Texas identificou o autor dos disparos na 1ª Igreja Batista de Sutherland Springs,  a 45 quilômetros de San Antonio, no Texas – é Devin Patrick Kelley, 26 anos, um jovem branco que já fez parte da Força Aérea americana. Foi o terceiro tiroteio em uma igreja em três anos.

Kelley morreu durante uma perseguição policial, após ter entrado na igreja na manhã desse domingo (5) e disparado contra as pessoas que estavam reunidas para uma celebração dominical. Ao menos 26 pessoas morreram e mais de 20 ficaram feridas.

As vítimas, segundo o governador do estado, Greg Abbott, tinham entre 5 e 72 anos. Entre os mortos estão Annabelle Pomeroy, filha de 14 anos do pastor Frank Pomeroy.

Crime de ódio

Na noite de ontem, fiéis fizeram uma vigília na igreja. O FBI informou que o crime está sendo tratado como de ódio. A polícia local ainda não confirmou se Kelley foi morto durante a perseguição policial ou se ele teria se matado durante a tentativa de fuga.

Devin Kelley teve a conta pessoal retirada do ar pelo facebook, mas segundo a imprensa local ele tinha várias fotos de armas de fogo e era possível perceber que era um aficcionado por armas. A imprensa também ouviu testemunhas que disseram que ele era um ex-fiel da igreja onde executou o massacre.

De acordo com a polícia local, o carro usado por Kelley tinha munição e outras armas de fogo. Ao entrar na igreja, conforme testemunhas, ele usava uma roupa com colete à prova de balas.

Controle de armas

O presidente Donald Trump voltou a ser criticado por defensores de maior controle de armas no país, porque nas declarações que fez após o tiroteio não mencionou a necessidade de mudanças legislativas.

A Coalizão pelo Fim da Violência das Armas (livre tradução para The Coalition to Stop Gun Violence), uma organização não governamental (ONG) que luta por reformas na legislação americana, divulgou comunicado sobre o  tiroteio com o título “Nós fizemos isso”.

No texto, a organização que luta pelo desarmamento e para vencer a forte cultura das armas no país lembra do ataque em Las Vegas, que deixou 58 mortos e centenas de feridos. “Passamos pela pior tiroteio em massa da história americana moderna há pouco mais de um mês. Os políticos ofereceram seus pensamentos e orações peloTwitter”, diz o texto.

A ONG chamou o discurso de Trump de inadequado e frisou: “Dezenas de pessoas morreram no Texas hoje. Este ciclo exclusivamente americano deve parar. Os americanos são mortos em suas casas de oração e todos os seus funcionários vão oferecer é a oração. Temos que fazer mais”.

Repercussão

Em junho de 2015, o supremacista branco Dylann Roff matou nove pessoas negras que estavam em uma reunião na histórica igreja Emanuel, em Charleston, na Carolina do Sul. Roof, hoje com 23 anos, foi condenado em janeiro deste ano à pena de morte. Ele cometeu o crime com uma arma que havia ganhado recentemente de presente de aniversário.

Pouco depois, o ex-presidente Barack Obama disse que uma de suas maiores frustrações em oito anos de governo era não ter conseguido levar ao Congresso uma legislação pelo controle de armas.

Mas, muito mais que durante sua gestão, os republicanos atualmente são maioria no Congresso com Donald Trump. A Associação Nacional do Rifle (NRA, a sigla em inglês) congrega os fabricantes de arma e mantém poderosa influência no Congresso norte-americano.

Ontem no Twitter, Obama escreveu: “Que Deus também nos conceda todos a sabedoria para perguntar quais os passos concretos que podemos tomar para reduzir a violência e o armamento”.

Até este começo de mês, foram registradas no ano mais de 461 mortes em tiroteios no país em pelo menos 307 incidentes.

(Agência Brasil)

Atirador invade igreja no Texas e deixa mortos e feridos

Pelo menos 27 pessoas morreram e 24 ficaram feridas após um atirador, ainda não identificado, invadir neste domingo uma igreja no estado do Texas, nos Estados Unidos. As informações são da agência de notícias espanhola EFE.

O caso ocorreu em uma igreja batista de Sutherland Springs, a 45 quilômetros ao sudeste de San Antonio. A polícia local informou à emissora KSAT12 que o atirador está morto, mas não especificou como ele foi abatido. O FBI (Polícia Federal norte-americana) já está na área do templo.

Um detetive da polícia local disse à emissora Fox News que já não há uma ameaça ativa na igreja, invadida pelo atirador por volta das 11h30 locais (15h30 em Brasília) durante a celebração de uma missa.

Uma funcionária de um posto de gasolina que fica em frente à igreja disse à CNN que ouviu cerca de 20 tiros em sequência.

Pouco depois de o atirador invadir a igreja, o governador do Texas, Greg Abbott, escreveu uma mensagem no Twitter na qual condena os fatos.

“Nossas orações estão com todos os que foram prejudicados por esse ato malvado. Nosso agradecimento às autoridades por sua resposta”, disse o governador.

(Agência Brasil/Foto – Reuters)