Blog do Eliomar

Categorias para Internacional

Berlusconi é condenado a prestar serviços comunitários

“Um tribunal de Milão condenou hoje (15) o ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi a um ano de serviço comunitário por fraude fiscal, informou a imprensa italiana. Berlusconi, 77 anos, afastado do Senado e proibido de se candidatar por seis anos no âmbito de outro processo judicial, terá também, a partir de agora, seus movimentos limitados: está obrigado a permanecer na Lombardia, região de que Milão é a capital, e necessita de autorização especial para viajar a Roma para trabalho político.

O ex-primeiro-ministro, que se mantém como principal figura do partido oposicionista Forza Italia, lidera a campanha do partido para as eleições europeias de maio.

A imprensa italiana já tinha noticiado que os advogados de Berlusconi pediram ao tribunal que optasse pelo serviço comunitário, a ser feito uma vez por semana em um centro para idosos em Milão, em vez da prisão domiciliar. A lei italiana permite que os condenados com idade igual ou superior a 70 anos que não estejam envolvidos em crimes de sangue sejam poupados da pena de prisão.”

(Agência Brasil com Agência Lusa)

O processo envolve fraude fiscal na compra de direitos televisivos pelo império de comunicação Mediaset, de propriedade de Berlusconi, nos anos 90.

Fortaleza será sede de encontro internacional sobre agricultura irrigada

Fortaleza será sede, a partir de segunda-eira, do II Inovagri International Meeting, evento realizado pelo Instituto de Pesquisa e Inovação na Agricultura Irrigada e Parceiros, com apoio do Banco do Nordeste. No encontro, que ocorrerá no Centro de Eventos do Hotel Oásis Atlântico Imperial até o dia 16, serão apresentadas inovações tecnológicas relacionadas à irrigação e discutidas estratégias de planejamento, gestão e transferências de tecnologias. O público estimado em 1200 pessoas assistirá a mais de 60 palestras de especialistas nacionais e estrangeiros.

Em paralelo ao evento principal, ainda serão realizados o II Brazilian Meeting on Irrigation Engineering, coordenado pelo Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia, Engenharia e Irrigação, e o II Brazilian Symposium on Salinity, do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Salinidade. Entre os temas abordados, estão novas perspectivas de irrigação no mundo, uso racional da água e metodologias para a determinação de coeficientes e necessidades hídricas.

Papa Francisco pede perdão por abusos sexuais de crianças cometidos por padres

94 4

papafrancsco

“O Papa Francisco pediu hoje (11) publicamente perdão pelos abusos sexuais de crianças cometidos por padres, que têm motivado duras críticas à Igreja Católica nos últimos anos. Durante pronunciamento aos membros do Escritório Internacional Católico para a Infância, o papa disse que a Igreja não dará qualquer passo atrás ao abordar o problema e aplicar sanções.

“Eu me sinto compelido a assumir pessoalmente todo o mal cometido por alguns padres, poucos em número, obviamente, não comparáveis ao total de padres e a pedir, pessoalmente, perdão pelos danos que eles causaram por terem abusado sexualmente de crianças”, disse Francisco. “Temos de ser muito fortes. Com as crianças, não se brinca”.

Essa foi a primeira vez que o papa pediu perdão pelos casos de abuso sexual. Francisco já havia criado uma comissão, composta por oito representantes, encarregada de adotar medidas que promovam a proteção de crianças e adolescentes. Faz parte da comissão, a irlandesa Marie Collins, de 66 anos, que foi vítima de abusos sexuais por parte de um religioso quando era criança e se tornou ativista para denunciar estes casos.”

(Agência Lusa/ Brasil)

Novo tremor de terra no Chile

“Um terremoto de magnitude 6,2 na escala Richter abalou ontem à noite a cidade de Iquique, no Norte do Chile. Não foram registrados danos pessoais ou materiais. Segundo o Centro Nacional de Sismologia da Universidade do Chile, o tremor foi sentido às 21h01 dessa quinta-feira (10), com epicentro a 76 quilômetros (km) a sudoeste de Iquique – localizada a 1.857 km de Santiago – e a 38,9 km de profundidade.

O terremoto está incluído nas mais de 600 réplicas que abalaram o extremo Norte do Chile, depois de um sismo de 8,2 ocorrido em 1º de abril, que causou seis mortos e muitos danos materiais. Na noite passada, um tremor de magnitude 6,1 atingiu Manágua, a capital da Nicarágua, ferindo pelo menos 24 pessoas e destruindo parcial ou totalmente 139 casas.”

(Agência Brasil)

Obama promete igualdade salarial entre homens e mulheres

“O presidente norte-americano, Barack Obama, anunciou, nessa terça-feira (8), uma “agenda para a igualdade de oportunidades”, a favor de uma “carreira justa para todos” e que permita às mulheres ganhar o mesmo que os homens no desempenho da mesma função. Ele assinou uma ordem executiva e um memorando para a administração federal, no sentido de não retaliar contra os empregados por reivindicarem salários e não ocultar informação salarial das empregadas aos inspetores do trabalho.

O presidente dos Estados Unidos criticou os republicanos por se oporem a medidas que levam à igualdade salarial. Obama apelou ao Congresso para que aprove uma lei nacional que promova a transparência de salários e permita às mulheres equiparar os seus salários com os dos homens.

Uma mulher recebe 77 cêntimos por dólar ganho por um homem, é algo que não se deve consentir em 2014, especialmente quando a força laboral feminina é aproximadamente metade do total, e as mães são, em muitos casos, o sustento da economia familiar, salientou.”

(Agência Lusa)

Cid Gomes recebe missão do Banco de Desenvolvimento da América Latina

O governador Cid Gomes (Pros) receberá em audiência, nesta tarde de terça-feira, no Palácio da Abolição, uma missão da CAF – Banco de Desenvolvimento da América Latina. Hora de detalhar como está se desenvolvendo contrato de financiamento firmado pelo Estado com essa organização no valor de US$ 160 milhões (sendo US$ 48 milhões de contrapartida do Estado). A verba é aplicada no Programa de Valorização da Infraestrutura Turística do Litoral Oeste – ProinfTur, da Secretaria do Turismo do Estado.

Fazem parte desse projeto, iniciado com recursos do Tesouro Estadual no final de 2012, a duplicação da CE 085 (entre Fortaleza e Paracuru), o Aeroporto Internacional de Jericoacoara (cuja pista está em fase de conclusão), e o saneamento básico nas praias de Taíba (São Gonçalo do Amarante) e Flecheiras (Trairi). Além da duplicação, a rodovia, que é a principal via do Litoral Oeste, vai ter dois trechos recuperados. Um deles dando acesso à Praia do Preá, em Cruz; e o outro, da sede de Barroquinha até Bitupitá.

Aluno do Senai do Ceará é ouro no WorldSkills Américas

Mauri Saraiva

Mauri Saraiva dos Santos, de 20 anos, aluno do Centro de Formação Profissional Waldyr Diogo de Siqueira, unidade do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI/CE) da Barra do Ceará, ganhou medalha de ouro em Eletrônica no WorldSkills Américas, competição interamericana de profissões técnicas realizada em Bogotá, na Colômbia, entre 1º e 6 de abril. Mauri foi um dos 34 competidores que defenderam o Brasil.

A competição, que reuniu 186 jovens, teve, no total, 36 modalidades profissionais, das quais cinco ocorreram de forma demonstrativa. O Brasil alcançou a maior pontuação entre todas as delegações (16.755 pontos), mais de 3.000 pontos à frente da Colômbia, a segunda colocada, com 13.029 pontos. Este somatório leva em conta o desempenho de toda a delegação de cada país.

Os jovens que representam o Brasil passaram por cursos de formação nas escolas do SENAI e do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). O aluno Mauri Saraiva dos Santos competiu na área de eletrônica e fez um treinamento intenso desde dezembro do ano passado no SENAI da Barra do Ceará. Mauri também foi medalha de bronze na modalidade Eletrônica Industrial na última Olimpíada do Conhecimento em 2012.”

(Site da FIEC)

Chile registra novo terremoto

“O terremoto, de magnitude 6,2 na escala Richter, sacudiu, ontem à noite, o Norte do Chile, mas não houve alerta de tsunami. Na terça-feira, a região foi afetada por um sismo de 8,2. De acordo com o Serviço Sismológico da Universidade do Chile, o movimento dessa noite teve o epicentro localizado a 63 quilômetros (km) a sudoeste de Iquique, a 31,8 km de profundidade.

O Gabinete Nacional de Emergência (Onemi) informou que não houve vítimas, danos ou problemas nos serviços básicos após o tremor. De acordo com o Serviço Hidrográfico e Oceanográfico da Marinha (Shoa), o sismo não reúne condições para gerar um tsunami na costa chilena.

Depois do terremoto de 8,2 de terça-feira, foram registrados mais de 264 abalos no Norte do Chile, dos quais cerca de 30 sentidos pela população. Nas regiões de Arica, Parinacota e Tarapacá ainda há milhares de pessoas sem eletricidade ou água potável.”

(Agência Brasil)

Chile cancela alerta sobre tsunami

“A Administração Oceânica e Atmosférica (Noaa) dos Estados Unidos cancelou hoje (2) o alerta de tsunami emitido para o Chile e outros países da costa do Pacífico, apesar de manter um aviso para o Havai. O alerta foi emitido depois de um terremoto de magnitude 8,2 na escala Richter ter sacudido, na noite dessa terça-feira, o Norte do país, deixando cinco mortos, vários feridos graves e destruição em alguns locais.

“Com base nos dados disponíveis, não se espera [a ocorrência de] um grande tsunami no estado do Havai. Contudo, o nível do mar muda e poderão ocorrer fortes correntes ao largo da costa,”, indicou a Noaa em seu portal na internet.

Na sequência do forte abalo sísmico, foi emitido alerta de tsunami para o Chile, Peru e Equador, bem como um aviso para a Colômbia, o Panamá, a Costa Rica, Nicarágua e El Salvador.”

(Agência Brasil)

BNB tem nota de crédito rebaixada pir agência de classificação de risco

“A agência de classificação de risco Standard & Poor’s (S&P) reduziu a nota de crédito em escala global de 13 instituições financeiras brasileiras, em função do rebaixamento da nota soberana do país, anunciada no último dia 24. Na ocasião, a agência anunciou a redução de BBB para BBB-, com perspectiva neutra, o que indica que a classificação não será rebaixada nos próximos meses. As novas notas das instituições financeiras são estáveis.

A agência também informou que colocou em observação com implicações negativas o rating (nota) global de 17 instituições financeiras e a nota em escala nacional de 26 instituições. Essas implicações negativas indicam possibilidade de corte da nota no futuro.

As instituições que tiveram a nota rebaixada foram Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú Unibanco, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Bradesco, Itaú BBA, Citibank, Banco do Nordeste, Banco do Brasil, Santander, Sul América, Sul América Companhia Nacional de Seguros e Allianz Global.”

(Agência Brasil)

Pizzolato à luz do Direito Internacional

Em artigo enviado ao Blog, o professor de Direito Internacional da Unifor, Marcelo Uchôa, acredita que Pizzolato não será extraditado para o Brasil. Confira:

Muitas dúvidas persistem no cenário atual acerca do imbróglio internacional envolvendo Henrique Pizzolato, ex-diretor de marketing do Banco do Brasil, recentemente condenado pelo STF, no caso do mensalão, a 12 anos e 7 meses de prisão, pelos crimes de corrupção passiva, peculato e lavagem de dinheiro.

Pois bem! Pizzolato é um foragido da Justiça nacional no exterior, portanto, fora da jurisdição da polícia brasileira. Dessa maneira, pode ter extradição solicitada pelo Estado brasileiro para cumprir, aqui, a pena objeto de suas condenações.

Mas o fato é que, mesmo o Brasil solicitando pedido de extradição, e supondo que as razões do pedido sejam significativas para justificá-la, não será o mesmo extraditado da Itália para o país. O que difere sua situação da de outros brasileiros é que ele possui dupla cidadania originária. Ou seja, é, ao mesmo tempo, brasileiro e italiano. E, assim como o Brasil não permite extradição de nacionais brasileiros, exceto quando naturalizados e, ainda assim, se o fato motivador da extradição (o crime cometido) for de natureza comum, tiver sido efetivado antes da naturalização ou estiver relacionado com tráfico de entorpecentes e drogas afim, etc (CF/88, Art.5ª, LI), a Itália também não extradita italianos em idêntica situação. Aliás, o próprio tratado de extradição Brasil-Itália, de 17/10/89 (Dec.Exec. 863/93), reitera no art. 6, I, que “quando a pessoa reclamada, no momento do recebimento do pedido, for nacional do Estado requerido, este não será obrigado a entregá-la”.

Dessa maneira, Pizzolato só será eventualmente extraditado para o Brasil se for preso fora do território italiano. Nessa hipótese, ainda que a Itália requeresse sua extradição para lá, valeria o pedido brasileiro, porque é o país com o qual a nacionalidade de Pizzolato mais esteve ligada vínculos até então (Art.5º da Convenção de Haia sobre Conflitos de Nacionalidade, de 12/04/30, Dec.Exec. 21.798/32). Foi o que aconteceu, por exemplo, no caso do ex banqueiro Salvatore Cacciola, que só foi extraditado para o Brasil, porque resolveu sair da Itália, sendo preso, doravante, no Principado de Mônaco e, de lá, extraditado.

Em nota aberta encaminhada à imprensa, Henrique Pizzolato manifestou interesse de recorrer à Justiça italiana para demonstrar, em tribunal livre “das imposições da mídia empresarial” sua inocência. Supondo-se que busque mesmo tal medida, não dever ser algo simples de acontecer, porque significa iniciar um julgamento do zero, sujeito a todas as instâncias recursais, já que não terá processo julgado diretamente na Corte Superior, semelhantemente ao que aconteceu no Brasil, quando foi julgado, por conexão com processos de foro privilegiado, diretamente no STF e não no juízo monocrático. De toda forma, não havendo impedimento no ordenamento jurídico italiano, a hipótese, pode, sim, se materializar. Até mesmo porque, o supra citado tratado de extradição Brasil-Itália, no mesmo art. 6, I, que veda a extradição de nacionais, prevê que “Neste caso, não sendo concedida a extradição, a Parte requerida, a pedido da Parte requerente, submeterá o caso às suas autoridades competentes para eventual instauração de procedimento penal”. Agora, se isso vai acontecer, é ver para crer.

Há divagações também sobre uma suposta possibilidade de troca de Pizzolato por Cesare Battisti, ex-integrante dos Proletários Armados pelo Comunismo, nas décadas de 70/80, condenado à revelia e delação premiada na Itália, à pena de prisão perpétua, por crimes de terrorismo, atualmente refugiado no Brasil.

Sobre isso, há duas questões a esclarecer: 1ª) não há previsão de negociação do tipo, nem nas leis internas italianas, tampouco no tratado de extradição Brasil-Itália, portanto, é impossível, por esse prisma, a troca de um condenado pelo outro; 2ª) apesar de Battisti ter tido extradição consentida pelo STF, mas não determinada pela Presidência da República, a quem compete responder pelas relações com os Estados estrangeiros (inciso VII, art.84, da CF/88), o mesmo está amparado pela condição de refugiado no país, de tal maneira, que também por esse prisma a troca resta impossível.

Concluindo, na condição de italiano, Pizzolato está a salvo da jurisdição criminal brasileira, desde que permaneça na Itália até a prescrição de sua pena, cerca de 20 anos. Bom seria, contudo, que na Itália fosse submetido a um novo julgamento. Seria uma ótima maneira de demonstrar se o julgamento do mensalão no STF teve ou não nuances de julgamento de exceção, consoante apregoado pelos condenados.

Brasil defende solução diplomática que respeite o povo e a vontade da Ucrânia

O ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo Machado, disse nesta quarta-feira (19), em Paris, que o Brasil lamenta qualquer tipo de violência e defende uma solução negocial para a crise da Crimeia que respeite o povo e a vontade dos ucranianos. “A Ucrânia é um país amigo do Brasil, estamos seguindo com muita atenção e apoiamos todos os esforços do secretário-geral das Nações Unidas [Ban Ki-moon] para negociar o problema”.

Ao lado do ministro dos Negócios Estrangeiros da França, Laurent Fabius, Figueiredo Machado disse que os ucranianos devem conversar entre si para resolver a situação e que os demais países envolvidos devem agir com moderação. O ministro está na França para debater temas da agenda bilateral entre os dois países, com destaque para as áreas de defesa, ciência, tecnologia e inovação e educação.

Segundo o ministro francês, Brasil e França têm o mesmo posicionamento em relação à situação na Ucrânia e a expectativa é que possa haver um diálogo entre Rússia, Ucrânia e os demais envolvidos.

(Agência Brasil)

Ucrânia: 96,6% votaram a favor da reunificação da Crimeia com a Rússia

Um total de 96,6% dos eleitores da Crimeia votou a favor da reunificação com a Rússia no referendo desse domingo (16), informou nesta segunda-feira (17) o presidente da Comissão Eleitoral da Crimeia, Mikhailo Malychev. “Esses dados já não variam”, disse Mikhailo Malychev, que estimou em 82,71% a participação na consulta feita na península banhada pelo Mar Negro.

“Resultados definitivos do referendo em 96,6 a favor!”, escreveu, por sua vez, o primeiro-ministro pró-Rússia da Crimeia, Serguii Axionov, em sua conta no Twitter. Em sessão extraordinária, o Parlamento da Crimeia vai aprovar hoje os resultados do referendo e, em seguida, pedir ao presidente russo, Vladimir Putin, que aceite a República Ucraniana na Federação Russa.

O referendo, que incluiu duas perguntas – “Aprova a reunificação da Crimeia com a Rússia como membro da Federação Russa?” e “Aprova a restauração da Constituição da Crimeia de 1992 e o Estatuto da Crimeia como parte da Ucrânia?” – é considerado ilegal pelas novas autoridades de Kiev e pela maioria da comunidade internacional. Só Moscou defende que se trata de uma consulta “legítima”.

As autoridades autônomas da Crimeia convocaram o referendo de domingo na sequência da deposição do presidente ucraniano pró-Rússia, Viktor Ianukóvitch, em fevereiro, após três meses de violentos protestos em Kiev, liderados pelas forças da oposição.

Depois da queda de Ianukóvitch, forças apoiadas pela Rússia assumiram o controle da península do Sul da Ucrânia, transformada no foco do mais grave conflito entre Leste e Ocidente desde o fim da Guerra Fria.

Seis décadas após a decisão unilateral do então dirigente soviético Nikita Khrushchev, de anexar essa região tradicionalmente russa à Ucrânia, as respostas às duas questões colocadas aos eleitores da Crimeia no referendo poderão definir por muito tempo as relações entre a Rússia e o Ocidente.

Em um território habitado majoritariamente por 58,32% de russos, 24,32% de ucranianos (ambos de religião ortodoxa) e 12,1% de tártaros da Crimeia (muçulmanos), previa-se que o desfecho da consulta não fosse surpreendente, depois de uma sondagem recente ter previsto um “sim” esmagador à união com a Rússia.

(Agência Brasil)

Com fim de referendo na Crimeia, UE e EUA dizem que não reconhecerão resultado

Terminaram na tarde deste domingo (16) as votações do referendo na Crimeia, ao Sul da Ucrânia, no qual os eleitores da região responderam se aprovam a reunificação do território como membro da Federação da Rússia e se aprovam a restauração da Constituição da Crimeia de 1992 e o estatuto do território como parte da Ucrânia. De acordo com o governo da região, o comparecimento às urnas superou os 70% previstos antes do início das votações.

Cerca de 1,5 milhão de eleitores puderam participar da consulta, que se iniciou às 8h (3h em Brasília) e se encerrou às 20h (15h em Brasília) em 1,2 mil locais de votação. A crise diplomática envolvendo a península com 2 milhões de habitantes é considerada a mais grave da região desde o fim da Guerra Fria, no início da década de 1990. Entre os habitantes da Crimeia, 58,32% são russos, 24,32% são ucranianos e 12,1% tártaros da própria península, o que indica um favoritismo à vitória da reunificação à Rússia.

Os presidentes do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, e da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, reforçaram neste domingo, em declaração conjunta, que os 28 países que compõem a União Europeia consideram que o referendo contraria a Constituição da Ucrânia e princípios do direito internacional. “O referendo é ilegal e ilegítimo e seu resultado não será reconhecido”, declararam Van Rompuy e Durão Barroso.

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, também ressaltou neste domingo que os Estados Unidos não reconhecerão o resultado do referendo, o qual consideram ilegal. Ele também apelou à Rússia para que retire as forças militares da região e apoie as reformas constitucionais propostas pela Ucrânia.

(Agência Brasil)

Ministro diz que quase metade dos eleitores da Crimeia já foi às urnas

A Crimeia decide neste domingo (16), em referendo, se volta a submeter seu território, localizado ao Sul da Ucrânia, à Rússia. Por volta das 12h30 (7h30 em Brasília), o primeiro-ministro da Crimeia, Sergei Aksyonov, disse que quase metade dos cerca de 1,5 milhão de eleitores já havia ido às urnas.

As autoridades locais esperam que aproximadamente 70% dos eleitores participem da consulta. Há cerca de 1,2 mil locais para a votação, que se iniciou às 8h (3h em Brasília) e vai até as 20h (15h em Brasília). Pelas regras da Crimeia, o resultado será válido se a participação ultrapassar os 50%.

O referendo é reconhecido como legítimo apenas pela Rússia. Uma minoria tártara, que representa cerca de 12% da população da Crimeia, decidiu boicotar a consulta, que também é contestada pelo Ocidente, que ameaça sanções duras à Rússia a partir desta segunda-feira (17).

Na votação de hoje, os eleitores respondem a duas perguntas: se aprovam a reunificação da Crimeia como membro da Federação da Rússia e se aprovam a restauração da Constituição da Crimeia de 1992 e o estatuto do território como parte da Ucrânia.

A crise diplomática envolvendo a península com 2 milhões de habitantes é considerada a mais grave da região desde o fim da Guerra Fria, no início da década de 1990. Entre os habitantes da Crimeia, 58,32% são russos, 24,32% são ucranianos e 12,1% tártaros da própria península.

(Agência Brasil)

EUA: invasão russa do Sul da Ucrânia seria uma “escalada escandalosa”

A embaixadora dos Estados Unidos (EUA) nas Nações Unidas (ONU), Samantha Power, disse nesse sábado (15) que a invasão do Sul da Ucrânia por tropas russas, a confirmar-se, seria uma “escalada escandalosa”. Ela conversou sobre o assunto com jornalistas sobre o assunto neste sábado após a reunião do Conselho de Segurança da ONU.

A Ucrânia acusou a Rússia de ter invadido militarmente o seu território com 80 soldados, helicópteros e veículos blindados, em uma aldeia situada no outro lado da fronteira administrativa entre a Península da Crimeia e a Ucrânia continental. O ministério ucraniano dos Negócios Estrangeiros pediu “a retirada imediata” destas forças e ameaçou responder “com todos os meios para parar a invasão militar” russa.

“Devemos estudar” essas informações, disse a representante dos EUA, após a votação do Conselho de Segurança da ONU sobre uma proposta de resolução denunciando o referendo sobre o destino da Crimeia, previsto para domingo. A Rússia vetou esta resolução e a China absteve-se. “Se a Rússia ainda agravou o que fez na Crimeia atravessando a fronteira no Sul do país, será uma escalada escandalosa”, declarou a embaixadora.

Ela destacou que Washington considera que “a Rússia devia responder pelas suas ações” e poderia ser submetida “a um isolamento diplomático e econômico”, uma alusão à ameaça de sanções sugeridas pelos Estados Unidos, na crise ucraniana.

Perguntado sobre as informações provenientes de Kiev, o embaixador britânico, Mark Lyall Grant, demonstrou preocupação. “Se as informações forem exatas, seria uma escalada perigosa”, disse.

(Agência Brasil)

ONU alerta: Drogas movimentam US$ 320 bilhões por ano no mundo

“A Organização das Nações Unidas (ONU) alertou hoje (14) que as drogas constituem ameaça internacional que movimenta, pelo menos, US$ 320 bilhões (cerca de R$ 756 bilhões) por ano e que o mercado se manteve estável nos últimos cinco anos.

“O tráfico de drogas é um negócio multimilionário que alimenta as redes criminais em um nível que ainda hoje não conseguimos perceber bem. As drogas ilegais geram cerca de US$ 320 bilhões anuais, e esse é um valor calculado por baixo”, informou nesta quinta-feira o secretário-geral adjunto da ONU, Jan Eliasson.

Está sendo aberta hoje a reunião da Comissão de Narcóticos das Nações Unidas, que reúne mais de 120 países para debater o problema mundial das drogas. Segundo Eliasson, o tráfico de drogas mina o primado da lei e gera corrupção, o que, por sua vez, tem impacto negativo sobre o desenvolvimento.”

(Agência Brasil com Agência Lusa)

Governo francês quer impor sanções contra a Rússia ainda nesta semana

“O ministro francês dos Negócios Estrangeiros, Laurent Fabius, disse hoje (11) que sanções contra a Rússia podem ser impostas ainda esta semana se Moscou não responder às propostas do Ocidente para resolver a crise na Ucrânia. “Nós enviamos, por intermédio de John Kerry [secretário de Estado norte-americano], uma proposta aos russos”, disse o chefe da diplomacia francesa à Rádio France-Inter, indicando que ainda não chegou uma resposta.

“Eles ainda não responderam. Se responderem afirmativamente, John Kerry irá a Moscou e, a essa altura, as sanções não serão imediatas. Se ele não responder ou responder negativamente, haverá uma série de sanções que poderão ser aplicadas durante esta semana”, acrescentou.

Nessa segunda-feira (10), o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguei Lavrov, declarou que a Rússia rejeita o princípio do fato consumado que os ocidentais querem impor sobre a Ucrânia e vai apresentar propostas próprias para solucionar a crise.”

(Agência Brasil)

Dilma se reúne com Bachelet, que volta à Presidência do Chile

A presidenta Dilma Rousseff se encontra na manhã desta terça-feira (11) com a presidenta eleita do Chile, Michelle Bachelet, que assume novamente o governo. A reunião está marcada para as 9h40, horário local (uma hora a menos do que no Brasil), no Palácio Presidencial Cerro Castilho, que fica em Viña del Mar, cidade litorânea do Chile.

Após a conversa, Bachelet vai receber mais uma vez o mandato presidencial, depois de governar o país de 2006 a 2010 e ser sucedida por Sebastián Piñera. A cerimônia ocorre no Congresso Nacional chileno, que fica em Valparaíso, próximo de Viña del Mar e a 120 quilômetros da capital, Santiago.

Tendo como principal desafio reformar o sistema educacional e a Constituição herdada da ditadura de Augusto Pinochet, Michelle Bachelet terá que negociar com outros partidos, além de sua coalizão, para cumprir as promessas.

Do ponto de vista internacional, a expectativa do governo brasileiro é que o novo mandato aproxime o Chile dos vizinhos sul-americanos. De acordo com o embaixador Américo Simões, subsecretário-geral do Itamaraty para a América do Sul, Central e do Caribe, a expectativa do Brasil é aprofundar parcerias nas áreas de energia, educação, infraestrutura e direitos humanos.

Após a cerimônia de posse, os chefes de Estado retornam a Viña del Mar para cumprimentar Bachelet e participar de almoço oferecido pela chilena, marcado para as 14h. Dilma ainda participa de fotografia oficial com os demais chefes de Estado e de governo, no Palácio Presidencial Cerro Castilho, de onde se desloca para embarcar de volta ao Brasil. Ela tem chegada prevista para o fim da noite.

A presidenta volta, mas o chanceler Luiz Alberto Figueiredo fica no Chile para discutir, quarta-feira (12), a situação da Venezuela com ministros das Relações Exteriores de países da União de Nações Sul-Americanas (Unasul).

(Agência Brasil)