Blog do Eliomar

Categorias para Jornalismo

UOL, Folha e SBT entrevistam Ciro Gomes na manhã desta segunda-feira

O pré-candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, será entrevistado na manhã desta segunda-feira (21), a partir das 10 horas, pelo site Universo Online (UOL), em parceria com a Folha de S.Paulo e com o Sistema Brasileiro de Televisão (SBT).

Com uma hora de duração, a entrevista será feita pelos jornalistas Diogo Pinheiro (UOL), Fernando Canzian (Folha) e Carlos Nascimento (SBT).

(Foto: Arquivo)

Adpec lança Prêmio de Jornalismo em prol da cidadania

A Associação dos Defensores Públicos do Estado do Ceará (Adpec) lançou a segunda edição do Prêmio Nacional de Jornalismo, com inscrições em outubro, com o tema “Onde existem pessoas, nós enxergamos cidadãos”, que tem como propósito a promoção da cidadania, por meio do registro de nascimento.

Segundo a presidente da Adpec, Carol Gondim, há um grande de pessoas sem o registro de nascimento.

Paulo César Norões assume a presidência da Acert

A nova diretoria da Associação Cearense de Emissoras de Rádio e Televisão (Acert) tomará posse nesta sexta-feira, às 19 horas, durante solenidade no auditório da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec).

Assumirá o comando da entidade o jornalista Paulo César Norões, também colunista do Diário do Nordeste.

DETALHE – Paulo assume uma posição que foi ocupada, por vários mandatos, por seu pai, o falecido jornalista Edilmar Norões.

(Foto – Divulgação)

Alunos do Jornalismo da Uni7 visitam O POVO

Os alunos do 1º e 2º semestre do Curso de Jornalismo da Uni7 visitaram o Grupo de Comunicação O POVO nesta quarta-eira. Sob a coordenação da professora Ana Márcia Diógenes – disciplina de Introdução ao Jornalismo, a turma conheceu a redação, como os profissionais estão atuando com suas pautas e, principalmente, veio ao Blog do Eliomar.

(Foto – Paulo MOska)

ACI abre exposição “Casa do Jornalista” no CCBNB

A Associação Cearense de Imprensa (CI) vai abrir, às 19 horas desta quarta-feira, no Centro Cultural Banco do Nordeste (CCBNB), a exposição “Casa do jornalista: fragmentos de uma imprensa citadina”. As visitações são gratuitas e prosseguirão até 30 de junho.

Com curadoria do jornalista e historiador Nilton Melo Almeida e da crítica de arte Jacqueline Medeiros, a exposição mostra extratos do acervo da ACI – hoje com 92 anos, fazendo conexões com fases da história da imprensa cearense e brasileira e com outros acervos e arquivos particulares.

A mostra será composta, por exemplo, por objetos, fotografias e fichas de filiação à Instituição como elementos iconográficos que apresentam redatores, repórteres, editores, locutores, colaboradores, linotipistas, revisores, impressores, gazeteiros, locutores e fotógrafos, que trabalharam ou ainda exercem atividade na imprensa cearense. Há registros de simples trabalhadores assalariados a intelectuais, religiosos, jornalistas de renome na cidade e a personalidades do mundo oficial.

(Foto – Arquivo)

Camilo fará balanço na TV Cidade

O governador Camilo Santana vai dar entrevista, a partir das 19 horas desta quarta-feira, para o Jornal da Cidade, da TV Cidade de Fortaleza (Rede Record).

Hora de apresentar um balanço sobre uma série de ações empreendidas nos últimos meses em áreas como saúde, educação, turismo e, principalmente, segurança pública.

Ele vai falar da ampliação das escolas profissionalizantes, algumas delas agora em tempo integral, detalhará como vem investindo em segurança e deverá expor perspectivas da economia cearense pós-hub da Air France-KLM-Gol.

(Foto – Divulgação)

Vem aí a VII Semana de Jornalismo da UFC

Vem aí a VII Semana de Jornalismo da Universidade Federal do Ceará. De 7 a 10 deste mês, no Centro de Humanidades II, Campus do Benfica, tendo como tema central “Jornalismo Político: distorções e desafios”. O evento é organizada pelo Programa de Educação Tutorial dos Cursos de Comunicação (PetCom).

A Semana contará com debates envolvendo análises de coberturas jornalísticas, recursos de manipulação de notícias, perspectivas para o jornalismo no cenário eleitoral, além de exposições fotojornalísticas e oficinas. Buscando destacar a maneira pela qual os comunicadores podem superar os dilemas éticos e ideológicos em suas práticas diárias nesta área específica do jornalismo, foram convidados especialistas de diversas áreas e profissionais do ramo.

A mesa de abertura, “Golpe ou impeachment? Análise das coberturas jornalísticas da deposição da presidente Dilma Rousseff”, acontecerá no dia 7 de maio, das 16 às 18 horas, no auditório José Albano, no Centro de Humanidades I. A exposição dos temas fica por conta da professora Adelaide Pereira, do curso de História da UFC, e do professor Valmir Lopes, do curso de Ciências Sociais da UFC, com mediação da professora Cida de Sousa, do curso de Jornalismo.

SERVIÇO

*Programação completa e inscrições na página oficial do evento (https://www.facebook.com/SemanaDeJornalismoUfc/).

Ato ecumênico lembra 10 anos da partida de Demócrito Dummar

Celebrar o renascimento. Esse foi o propósito do ato ecumênico em homenagem à Demócrito Dummar, na noite de ontem, na sede do O POVO.

A celebração relembrou dez anos da partida do presidente do Grupo de Comunicação O POVO e foi conduzida pelo frei Wilter Malveira, pelo pastor Silas Munguba Júnior e por Mirtes de Almeida, representante da doutrina espírita. Ao lado de familiares, amigos e colaboradores, a mensagem pregada foi de ressurreição, luz e, principalmente, amor.

(Foto – Matheus Dantas)

TV C fecha acordo e amplia sinal para o interior e pontos do Nordeste

A TV Ceará fechou parceria com a empresa de telecomunicações Brisanet. O objetivo, segundo o presidente da emissora, jornalista Adriano Muniz, é aumentar a cobertura do sinal no interior do Estado e em cidades do Nordeste.

Com esse acordo, o sinal será estendido para mais 38 cidades do Estado. Ao todo, mais 61 municípios, nos estados do Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco e Paraíba receberão o sinal da TVC, através da parceria com a Brisanet.

Atualmente, o sinal da TVC chega a 29 cidades do Estado, através da TV aberta. “O nosso objetivo é levar tudo o que é produzido aqui, os nossos conteúdos, a nossa tradição e a programação da TV Cultura e da TV Brasil para a maior quantidade de pessoas possíveis”, adianta Adriano Muniz.

(Foto – TVC)

Demócrito Dummar

Editorial do O POVO desta quarta-feira (25) ressalta a trajetória do jornalista Demócrito Dummar à frente do Grupo de Comunicação O POVO. Confira:

Hoje, é preciso falar de saudades. De alguém que nos deixou, há exatos dez anos, nesta doída data, sem dizer adeus. Falamos de Demócrito Dummar, o último presidente do Grupo de Comunicação O POVO a se juntar ao time de dirigentes que o precederam e já haviam transposto a dimensão espaço-temporal da vida terrena, encabeçados pelo fundador Demócrito Rocha, seu avô materno.

Este ao lançar O POVO, em 1928, idealizou-o para ser catalizador e mensageiro dos novos tempos, então em ebulição nas entranhas de uma ordem sociopolítica incivilizada e carcomida pelo mandonismo oligárquico. E sua leitura estava correta, pois, dois anos depois, explodia a Revolução de 1930, responsável pelo encontro do Brasil com a modernidade.

Essa capacidade prospectiva e esse espírito combativo tornaram-se as balizas que iriam permitir ao jornal atravessar as contradições históricas de um país em busca de um destino aparentemente ao alcance da mão, mas de concretização sempre fugidia. Duas ditaduras, entremeadas por um período de 19 anos de democracia não plenamente pluralista interpuseram-se naquele caminho que antes parecera claro ao fundador e nublaram a paisagem idealizada.

Coube a Demócrito Dummar encarnar, na etapa histórica que lhe correspondeu (1985 a 2008), o reavivamento dos ideais originários, inconformistas e inovadores do fundador. Quando ele assumiu o comando do jornal, chegava ao fim a mais recente ditadura civil militar. Demorara mais de duas décadas. A reconstrução democrática exigia alguém de mente aberta, arguta, criativa e de grande capacidade de diálogo para liderar O POVO. Com a leitura correta da conjuntura, teve consciência de que o jornal tinha de solidificar um compromisso inarredável com a democracia e ajudá-la a consolidar-se para evitar a volta a um passado de relativismo institucional e golpes de estado.

Conscientizara-se de que a sociedade tinha de aprender novamente a debater, depois de décadas de censura. Abriu as páginas de Opinião para todas as correntes ideológicas, da direita à esquerda; do pensamento conservador ao libertário e a todas expressões religiosas (fomentando o ecumenismo cristão e o encontro inter-religioso). Ao mesmo tempo, animou as artes em todas as suas expressões.

Fez uma aposta na revolução da informação e na sociedade do conhecimento, ensejando a exploração das várias plataformas de comunicação. Foi, sobretudo, um ser dialogal, solidário, fraterno e escrupuloso na defesa da pluralidade e na escuta do outro. Seu exemplo persiste como referência segura e luminosa, nestes tempos novamente nublados.

Fortaleza 292 Anos – Medalha Iracema para Adísia Sá, Fagner e Liberal de Castro

Nesta sexta-feira, às 9 horas, no Paço Municipal, Adísia Sá, professora, jornalista e ex-ombudsman do O POVO, o cantor e compositor Raimundo Fagner e o arquiteto Liberal de Castro receberão a Medalha Iracema.

Trata-se da mais alta comenda da Prefeitura de Fortaleza.

O ato faz parte das comemorações dos 292 anos da cidade e será comandado pelo prefeito Roberto Cláudio (PDT).

(Foto – Rodrigo Carvalho)

 

Fake news e democracia

Com o título “Fake news e democracia”, eis o Editorial do O POVO desta quinta-feira:

O depoimento de Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, ao Congresso dos Estados Unidos, sobre o escândalo do uso de dados cadastrais de milhões de usuários, sem o consentimento destes (através da identificação de seus perfis ideológicos para manipular a opinião coletiva na direção pretendida por determinados grupos de interesses), resultou, como ele já havia assinalado, em um pedido de desculpas não-convincente. O resultado dependerá da correlação de forças entre os segmentos que empalmam o poder decisório – grupos econômicos e políticos – na luta pela hegemonia opinativa.

A empresa britânica Cambridge Analytica utilizou-se de testes de personalidade e curtidas no Facebook para coletar dados de usuários, em 2014. Com essas informações nas mãos pôde desenhar o perfil psicológico completo de 87 milhões de usuários, tanto na própria Inglaterra, como nos Estados Unidos. Com isso, teria sido possível influenciar dois eventos decisórios massivos nas duas comunidades: o Brexit (plebiscito sobre saída da Grã-Bretanha da União Europeia) e a eleição de Donald Trump. Os recursos empregados para obter os resultados pretendidos fizeram largo uso de fake news, difusão de ódio e divisionismo nas respectivas sociedades.

Esse fenômeno de manipulação da informação estendeu-se como uma praga nas redes sociais e, mesmo em meios convencionais de difusão, infiltrando-se por todos os poros da sociedade. Desde logo, aparece como um grande perigo para a democracia, tanto pelo poder de manipular as consciências, provocando resultados contrários aos próprios interesses da sociedade, quanto na reação igualmente manipuladora dos que querem usar o poder do Estado para censurar a liberdade de expressão.

Uma forma prática de obter o primeiro resultado é a tentativa de padronizar o uso da rede, segundo o filtro ideológico do próprio Facebook. O segundo modo é estabelecer uma legislação confusa que termine atuando como uma censura prévia. Isto é, em nome do combate às fake news considere como suspeito o que não se encaixar na versão hegemônica, ainda que legítimo.

Não há dúvidas de que tratar desse problema é um desafio dos maiores, de tantos que já se apresentaram à democracia. Uma solução menos sujeita a equívocos, provavelmente, será aquela que distribua esse monitoramento por toda a sociedade. É preciso apostar em instâncias públicas (não estatais) de controle nas quais prevaleça a representação efetiva da sociedade e não do Estado ou dos interesses privados corporativos. Democratizar a informação é a única forma de preservar a democracia, na sociedade contemporânea.

Câmara Municipal realiza sessão solene pelo Dia do Jornalista

A Câmara Municipal de Fortaleza realizou na noite dessa segunda-feira (9) uma sessão solene em homenagem ao Dia do Jornalista. A solenidade foi proposta pelo requerimento 4511/2017 de autoria do vereador Evaldo Costa (PRB), aprovado por unanimidade pela Casa Legislativa. A sessão foi presidida pelo vereador Evaldo Costa, no ato representando o presidente da CMFor, Salmito Filho (PDT).

A Mesa Solene foi composta pelos jornalistas Salomão de Castro, presidente da Associação Cearense de Imprensa (ACI); Ana Márcia Diógenes, homenageada da noite; Liduína Saraiva, homenageada; Marcos André Borges, homenageado; Samanta Marques, homenageada; João Marcelo Lima Pedrosa, representando in memoriam o jornalista Landry Pedrosa.

Em sua saudação aos presentes, Evaldo Costa disse que faz uma justa homenagem. “A Associação Brasileira de Imprensa escolheu o dia 7 de abril, em homenagem ao jornalista Libero Badaró, fundador do jornal Observador Constitucional, em oposição ao Poder Imperial. Ele foi vítima da covardia e truculência dos seus adversários, vindo a morrer em 1830. Nos primórdios do jornalismo no Brasil, já mostrava-se os riscos, obstáculos e desafios da atividade. Badaró foi mártir e uma frase define seu caráter: morre um liberal, mas nunca a liberdade”.

O vereador observou que hoje a profissão cumpre função de formação nos novos quadros nas universidades, gerando novo mercado de emprego. “Por tudo isso, estamos aqui nessa noite homenageando profissionais, que tem como princípio norteador a responsabilidade social. Esse também é um momento para refletir sobre esse segmento. Viver da comunicação, é se alimentar da paixão, da coragem e porque não, da rebeldia”.

(Com Agência Câmara)

Câmara Municipal realiza sessão pelo Dia do Jornalista

Nesta segunda-feira, a partir das 19 horas, a Câmara Municipal de Fortaleza realizará sessão para marcar o Dia do Jornalista. Durante o ato, haverá uma homenagem à memória do jornalista Landru Pedrosa. O requerimento é do vereador Evaldo Costa.

Ainda na sessão, homenagens a profissionais da mídia em  vários setores: Ana Márcia Diógenes, ex-editora do O POVO; Marcos André Borges, controlador da VSM Comunicação; Samantha Maques. Liduina Saraiva e Tom Barros.

Governo do Ceará divulga nota defendendo a liberdade de expressão

Em nota, o Governo do Ceará expressa a necessidade, no atual momento político do País, do respeito à liberdade de expressão. A nota coincide com uma série de ataques a profissionais de imprensa e a prédios de empresas de comunicação como a que ocorreu, no fim de semana, no Sistema Verdes Mares. Confira:

Nota Oficial

O Governo do Ceará é sensível ao momento político emocionado que estamos vivendo. Reconhecemos os desafios deste instante histórico e compartilhamos a angústia de todas as parcelas da população. Cumprindo seu papel, estamos atentos aos anseios e sentimentos do povo.

Em face dos acontecimentos contra a liberdade de imprensa, o Governo do Ceará vem a público reforçar sua defesa veemente do respeito à liberdade de expressão. As manifestações públicas pacíficas são essenciais para o fortalecimento da democracia, bem como a liberdade de imprensa e de opinião. Por isso, o Estado não compactua e repudia qualquer forma de violência.

O momento difícil pelo qual passa o Brasil não será resolvido com demonstrações de intolerância e ódio, de nenhum lado.

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Ceará
Gabinete do Governador.