Blog do Eliomar

Categorias para Jornalismo

Repórter do Blog e um bate-papo com futuros jornalistas

Nesta segunda-feira, começamos a rotina na redação do O POVO conversando com mais uma turma do projeto Novos talentos. Alunos de Jornalismo de faculdades locais que, num bate-papo descontraído, querem conhecer os bastidores de quem trabalha há 34 anos nessa profissão.

Foram várias as perguntas, com interesse especial pelo lidar com fontes principalmente nestes tempos de campanha eleitoral. Foi prazerosa a troca de energia e aprendizado.

Seminário da UFC discute o fazer jornalistico com nomes de peso da comunicação

Ana Naddaf, diretora-executiva de redação do O POVO, entre convidados.

O Campus do Benfica da Universidade Federal do Ceará (UFC) será sede, no período de 19 a 21 deste mês de setembro, do II Práxisjor – Seminário Internacional Pensar e Fazer Jornalismo. Com o tema “Identidade(s) Jornalística(s)”, o evento debaterá, com a participação de profissionais e pesquisadores do setor, a importância de se discutir o Jornalismo como uma mediação central nas sociedades democráticas. Na programação, conferências, mesas temáticas, mini-cursos e apresentação de trabalhos acadêmicos.

O seminário vai reunir grandes nomes da comunicação nacional, como o jornalista Sérgio Spagnuolo (Volt Data Lab-SP), fundador e editor da agência de jornalismo de dados Volt Data Lab, além de mestre em Relações Internacionais e Direitos Humanos pela PUC-SP e colaborador do site de checagem Aos Fatos; a jornalista Juliana Teixeira, doutora em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela Universidade Federal da Bahia e professora do Departamento de Comunicação Social e do Programa de Pós-graduação em Comunicação Social da Universidade Federal do Piauí; e o jornalista Samuel Lima, um dos coordenadores do Observatório da Ética Jornalística (objETHOS), da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Também marcarão presença nomes locais como a jornalista Ana Naddaf, diretora-executiva da redação do jornal O POVO.

Organizado pelo Grupo de Pesquisa em Práticas Jornalísticas (PráxisJor), vinculado ao Curso de Jornalismo e ao Programa de Pós-graduação em Comunicação (PPGCOM) da UFC, o seminário ocorre em parceria com outras sete instituições acadêmicas do País.

Inscrições

As inscrições para participar do II Práxisjor podem ser feitas no site oficial do evento (https://praxisjor.wixsite.com/ufc2018). A taxa é de R$ 70 para estudantes de graduação e recém-graduados (até um ano), R$ 100 para Mestrandos e doutorandos e R$ 140 para profissionais, mestres, doutores e pesquisadores. Há ainda a modalidade Inscrição Popular, voltada para estudantes de graduação que queiram participar das conferências e mesas-redondas, agendadas ao longo dos três dias de evento. Essa modalidade de inscrição terá o valor simbólico de R$ 30 e dará direito a emissão de certificado de participação.

Os estudantes interessados devem se inscrever no formulário no site e efetuar o pagamento através de depósito bancário.

A emissão de certificado está sujeita ao preenchimento do formulário e à participação em, no mínimo, 75% das atividades (haverá lista de presença nos locais).

SERVIÇO

*Campus do Benfica da UFC – Avenida da Universidade.

*Mais informações: bit.ly/praxisjor

(Foto – Caderno Pause/O POVO)

Oswald Barroso lança o primeiro volume de suas memórias

505 3

O jornalista, escritor e teatrólogo Oswald Barroso, lança, nesta quinta-feira, às 17 horas, no Theatro José de Alencar, o livro “Menino Amarelo – as desventuras de um rei desencaminhado”. Segundo o autor, o primeiro volume de suas memórias ficcionais que constarão de cinco volumes.

Neste primeiro volume, Oswald trata de sua infância e pré-adolescência, contando história da família dos seus pais e sua vida que se confunde com Fortaleza. “Fizemos até um percurso urbano, mostrando os locais onde a ação do livro acontece nesta cidade”, destaca o escritor.

O livro é uma parceria com o artista plástico e carnavalesco Descarte Gadelha, que fez as 90 ilustrações.

SERVIÇO

*Theatro José de Alencar – Centro.

*Preço – R$ 30

(Foto – Paulo MOska)

CRA-CE homenageia administradores nos seus 53 anos. No grupo, repórter deste Blog

O Conselho Regional de Administração comemorou, na noite dessa terça-feira (11), durante sessão solene na Assembleia Legislativa do Ceará, os 53 anos de criação da profissão de administrador.

A presidente do CRA-CE em exercício, Rita Silveira, homenageou os administradores Lauro Chaves Filho, Sérgio Bezerra, Josué Sucupira Barreto, Vicente de Paula Pereira, Sávia Maria de Queiroz, Vladmir Spinelli e Ananias Josino Loob (in memorian).

Pela área da imprensa, o jornalista Eliomar de Lima, este repórter do Blog, colunista do O POVO e também repórter da Rádio O POVO/CBN, foi homenageado pela entidade.

Minha irmã, Nádia Martins, Socorro França e minha mãe, Nadir.

Querido João Soares, do Shopping Benfica.

Também ocorreu solenidade, no último dia 3, na Câmara Municipal de Fortaleza, onde foram homenageados os administradores Agenor Cordeiro Studart Gurgel, César Cláudio Rabelo Cavalcante, Cora Franklina do Carmo Furtado, Danielle Batista Coimbra, Eleazar de Castro Robeiro, Stênio Rocha Carvalho Lima e José Caminha de Oliveira (in memorian), além da tecnóloga Suiane Freire Bezerra Sampaio e o jornalista do O POVO Jocélio Leal.

VAMOS NÓS – Agradecimentos ao conselheiro Rogério Cristino. Também presenças como a do meu irmão, José Edson e sua Vandira, e o abraço dos jornalistas Inês Aparecida, Luciano Luque e Carmen Inês. Além do abraço do ex-governador Gonzaga Mota e dos queridos Joelyton e Débora Figueiredo.

(Fotos: Paulo MOska)

Coluna Muito Prazer, de Ivonilo Praciano, comemora 13 anos

O aniversário da Coluna Muito Prazer, do jornalista Ivonilo Praciano no O POVO, foi comemorado nessa noite de segunda-feira, no restaurante Cantina Di Napoli.

A festa teve um  menu assinado pelo chef Andrea Antonucci (foto) e apresentação dos músicos David Simplício e Clementino Moura Filho.

Nossos parabéns a este camarada fora de série. Em todos os sentidos.

Túlio Gadêlha, namorado de Fátima Bernardes, busca doações no Rio para sua campanha

Túlio Gadêlha, namorado da global Fátima Bernardes e candidato em Pernambuco a uma vaga na Câmara pelo PDT, escolheu uma churrascaria do Rio para jantar de arrecadação de fundos destinados à sua campanha.

Segundo a Coluna Painel, da Folha de S.Paulo, o jantar vai acontecer nesta segunda (3). Uma doação mínima de R$ 150 garante lugar à mesa.

A jornalista Fátima Bernardes, distribuiu o convite a amigos e chamou todos para conhecer as ideias de Gadêlha.

(Foto – Instagram de Túlio)

Faculdade oferece curso de pós-graduação na área de TV e mídias eletrônicas

Que tal fazer um curso de especialização em Jornalismo para TV e mídias eletrônicas? A Faculdade Ratio está com inscrições abertas para curso do gênero. “O curso pretende suprir uma carência de formação, pois existe uma transversalidade no Jornalismo que não é aproveitada na graduação. Por isso, a pós-graduação contempla disciplinas como empreendedorismo, técnicas teatrais, voz e oratória”, explica Mirelle Costa, jornalista e coordenadora da Pós-Graduação.

A maioria dos professores possui mestrado e experiência prática nas mais variadas áreas, como marketing, coaching, psicologia, além do jornalismo. O curso visa alcançar um público ligado à comunicação, sendo destinado a jornalistas que trabalhem em TV, assessoria de imprensa, monitoramento de redes sociais, marketing e até profissionais da área de eventos.

DETALHE – Jornalistas sindicalizados não pagam a matrícula, que custa R$ 255 ,00. A mensalidade custa R$ 300,00.

Jornalista Fernando Maia será agraciado com a Medalha Boticário Ferreira

O jornalista Fernando Maia, colunista de Política do O Estado e que tem programa na Rádio Assunção AM, além de uma carreira profissional com mais de 40 anos de batente, vai receber a Medalha Boticário Ferreira.

Trata-se da mais alta comenda da Câmara Municipal de Fortaleza. A sessão solene ocorrerá nessa Casa a partir das 19 horas desta segunda-feira.

Fernando, com quem trabalhamos na Rádio Uirapuru e no O POVO, merece a homenagem. É um profissional que, diariamente, circula pelos bastidores dos Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário.

(Foto – Divulgação)

Repórter do Blog no “Debates do POVO”

184 3

Repórter do POVO, Plínio, Italo Coriolano e Thiago Paiva nos estúdios da emissora.

Participamos, nesta sexta-feira, do programa Debates do POVO, da Rádio O POVO/CBN, atendendo a um convite do jornalista Plínio Bortolotti, mediador. Ao lado dos jornalistas Ítalo Coriolano e Thiago Paiva, ambos companheiros aqui do O POVO, comentamos o cenário eleitoral e, também, a influência que fatos como a execução de três PMs terão junto ao eleitorado.

A certeza: Segurança pública virou a pauta.

Agradecemos as várias mensagens de incentivo.

Morre Otavio Frias Filho, diretor de redação da Folha de S.Paulo

428 3

Morreu, nesta terça-feira, em São Paulo, Otavio Frias Filho (61), diretor de redação da “Folha de S.Paulo”. Otavio estava internado no Hospital Sírio Libanês, no Centro da capital, e lutava contra um tumor no pâncreas desde 2017. O velório será no Cemitério Horto da Paz, em Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo, e a cerimônia de cremação às 13h30min, no mesmo local.

Casado com Fernanda Diamant, editora da revista “Quatro Cinco Um”, deixa duas filhas, Miranda e Emília, e os irmãos Luiz, Maria Cristina e Maria Helena.

Filho de Dagmar Frias de Oliveira e de Octavio Frias de Oliveira, empresário que comprou em 1962 a “Folha de S.Paulo”, Frias Filho nasceu em São Paulo no dia 7 de junho de 1957.

Entre 1975 e 1983, estudou Direito e Ciências Sociais na Universidade de São Paulo (USP). Enquanto isso, na “Folha”, assessorava o então diretor de redação, Cláudio Abramo, e seu pai, publisher do jornal.

(Com Portal G1/Foto – Lucas Lacaz Ruiz, do Futura Press)

Donald Trump e a liberdade de imprensa

Com o título “Trump e liberdade de imprensa”, eis o Editorial do O POVO:

A opinião pública internacional foi surpreendida com a notícia de que a liberdade de imprensa estaria enfrentando dificuldades nos Estados Unidos. Ontem, mais de 300 jornais estadunidenses dedicaram seus editoriais ao problema, num movimento articulado de protesto contra as declarações do presidente Donald Trump, em seu Twitter, que classificara a mídia de perfil crítico a seu governo como “inimiga do povo norte-americano”.

Não é a primeira vez que o dirigente americano expressa tais conceitos, mas, é inusitado que o país considerado a pátria por excelência das liberdades democráticas e cuja primeira emenda à Constituição traz uma garantia explícita de irremovibilidade e de irreformabilidade da liberdade de imprensa e de expressão se veja na contingência de denunciar ameaças a esse respeito, como qualquer republiqueta autoritária. Pior: uma ameaça partindo do próprio chefe da Nação.

A resposta dos jornais foi a criação de uma frente comum para desarmar a hostil retórica de Trump, liderada pelo histórico diário “The Boston Globe”. Nela se juntaram outros veículos, como “The New York Times”, “The Washington Post”, “The Houston Chronicle”, “Minneapolis Star Tribune”, “Miami Herald” e “Denver Post”, dentre outros, até alcançar três centenas deles. A indignação dos jornais é tanto pelo fato de serem agredidos pela acusação de fake news, por fazerem um jornalismo crítico à administração federal (o que teria irritado o presidente), como pelo clima de hostilidade criado contra jornalistas.

Isso não isenta eventuais irresponsabilidades de algum veículo ou profissional. A democracia, no entanto, tem meios para corrigi-los. É o que explicou o editorial do Dallas Morning News: “Se o presidente vir uma informação errônea, tem o direito e o dever de denunciá-la e mostrar os dados. Não vamos fingir que todas as histórias que apareceram em todos os meios que cobrem o presidente foram impecáveis. Mas tampouco vamos fingir que não está em jogo aqui uma questão mais ampla, que afeta a liberdade da imprensa de questionar as coisas e que afeta os próprios fundamentos da nossa República”

Várias organizações internacionais, como a ONU e a Comissão Interamericana de Direitos Humanos(CIDH) alertaram para o perigo que tais críticas representam para o trabalho de jornalistas, não só locais, mas de todo mundo. Na verdade, a democracia exige que todos seus agentes tenham a compreensão de que a diferença de pontos de vista faz parte de sua essência, mas as contradições não podem sacrificar ou desacreditar os instrumentos institucionais que as regem para não se transformar em um trágico haraquiri.

(Foto – Rede ABC)

Com dívida de R$ 1,6 bilhão, Grupo Abril pede recuperação judicial

O Grupo Abril pediu recuperação judicial. O pedido foi protocolado na Justiça de São Paulo e, depois de homologado, será apresentado aos credores em até 60 dias. De acordo com nota divulgada pela editora, a dívida apresentada no pedido de recuperação é de R$ 1,6 bilhão. A proposta apresentada pela empresa é que fique com as dívidas paradas durante 180 dias, para que sejam renegociadas com os credores.

No dia 6 de agosto, a Abril anunciou o fechamento de diversas revistas e a demissão de cerca de 600 pessoas. Semanas antes, foi anunciada a saída de Giancarlo Civita da direção da empresa, que seria assumida pela consultoria financeira Alvarez e Marsal, dos Estados Unidos.

De acordo com o balanço de 2017 da Abril, a empresa fechou o ano com prejuízo operacional de R$ 368,3 milhões. O que mais pesou no prejuízo foi o pagamento das indenizações trabalhistas, que custaram R$ 23 milhões, e a baixa do ágio da marca Casa Cor, que custou R$ 45 milhões. O pagamento de dívidas tributárias para entrar no Pert, programa de refinanciamento fiscal do governo federal, levou da Abril R$ 63 milhões.

No comunicado sobre o pedido de recuperação judicial, a Abril culpa dois fatores: “A ruptura tecnológica que atinge mundialmente as atividades de comunicação” e “os impactos da mais profunda crise no Brasil, cuja marca mais evidente foi uma perda acumulada de 10% no PIB per capita, causando a perda de milhares de empregos e dificuldades para inúmeras empresas”.

(Consultor Jurídico)

Jocélio Leal ganhará homenagem do Conselho Regional de Economia

Jocélio Leal, editor-chefe de Negócios e Economia do O POVO, está entre homenageados desta quita-feira, às 19 horas, na Assembleia Legislativa. Dentro da sessão que vai comemorar o Dia do Economista.

Segundo o presidente do Conselho Regional de Economia, haverá também uma homenagem especial: à memória de Cláudio Ferreira Lima, que foi secretário do Planejamento da Era Tasso, técnico de ponta do Banco do Nordeste, secretário-adjunto da Agência de Desenvolvimento Econômico do Ceará (Governo Camilo), além de consultor da Federação das Indústrias do Ceará.

(Foto – Tapis Touge)

Morre em São paulo o jornalista Cláudio Abramo

Morreu em São Paulo, às 20h40min deste domingo (12), Claudio Abramo, um dos criadores da ONG Transparência Brasil. Ele tinha 72 anos, lutava há dois anos contra um câncer no intestino e estava internado no Hospital Samaritano, em São Paulo. A informação é do Potal G1.

Abramo era vice-presidente do Conselho Deliberativo da Transparência Brasil, que combate a corrupção. Ele também foi diretor-executivo da entidade por quase 15 anos (2001-2015).

Além de jornalista, ele era bacharel em matemática pela USP e mestre em filosofia da ciência pela Unicamp. Foi editor de economia do jornal “Folha de S.Paulo” e editor-executivo da “Gazeta Mercantil”.

Abramo era uma das principais referências no combate à corrupção e integridade das instituições públicas do país, tendo colaborado frequentemente como autor de artigos em publicações especializadas sobre corrupção e seu enfrentamento. O jornalista foi um dos principais articuladores da Lei de Acesso à Informação, aprovada em 2011.

Nos últimos anos, vinha se dedicando à ONG Dados.org, criada pelo jornalista, e que trabalhava com transparência e dados do setor público.

(Foto – Alice Vergueiro, Abraji)

Jornalista do O POVO fará curso na Estônia

jornalista Émerson Maranhão, editor de Conteúdo Audiovisual do O POVO, embarca nesta sexta-feira, 3, para Tallin, capital da Estônia.

Ele é o único brasileiro selecionado para o curso “Narrativas através da mídia: Storytelling em Transmídia e Engajamento do Público”, ministrado na Baltic Film, Media, Arts and Communication School, da Universidade de Tallinn, uma das maiores referências mundiais em estudos transmidiáticos.

Além de Émerson Maranhão, integram a turma mais seis jornalistas provenientes da Colômbia, Myanmar, Kosovo, Quênia e Tailândia.

(Foto – Uni7)

Letreiro da fachada do prédio da ACI é furtado

345 1

Depois do furto registrado no letreiro que dá nome ao prédio da Associação Comercial do Ceará, situado no Centro de Fortaleza, eis mais um caso do gênero.

Neste fim de semana, levaram o bronze do letreiro do prédio da Associação Cearense de Imprensa, também situada no Centro e a poucas quadras da sede da Associação Comercial, mais precisamente no trecho da Praça do Ferreira.

O presidente da ACI, jornalista Salomão de Castro, lamentou para o Blog, nesta segunda-feira, o clima de insegurança nessa área da cidade. Ele disse que vai reunir a diretoria da entidade para cobrar providências à Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social.

VAMOS NÓS – Além do rombo da fiação, agora são os letreiros dos prédios o novo alvo de uma malandragem que busca o cobre. Lamentável. Que as tais câmeras de segurança instaladas no local decifrem esse caso.

(Foto – WhatsApp)

Aceji empossa nova diretoria para triênio 2018/2021

A Associação Cearense de Jornalistas do Interior (Aceji) empossará, às 9h30min do próximo sábado, 4, em sua sede, sua nova diretoria, eleita no último congresso da categoria, em São Gonçalo do Amarante (Região Metropolitana de Fortaleza), para o triênio 2018/2021. O jornalista João Ferreira foi reconduzido para mais um mandato à frente da entidade.

“Essa nova diretoria tem o objetivo de contribuir para a melhoria do nível das informações geradas no interior”, diz Ferreira. A entidade, que atualmente, além de jornalistas e radialistas, congrega blogueiros e profissionais da web (rádio, jornal e TV) busca valorizar o trabalho dos seus profissionais e contribuir para o desenvolvimento das comunidades interioranas.

Nova diretoria

Presidente: João Ferreira do Nascimento; 1º Vice-Presidente: Walter Pinto Bardawil; 2º Vice-Presidente: José Alfredo Emídio da Costa.

Secretaria: 1° José Odmar de Lima; 2º Luiz Carlos Moreira Farias; 3º Silvia Helena Medeiros Braun.

Tesouraria: 1º Joaquim Bizerra de Araújo; 2º Manoel Evaldo Lopes de Oliveira; 3º Tomé Luiz da Rocha Gomes.