Blog do Eliomar

Categorias para Literatura de cordel

Tião Simpatia será imortal da Academia Brasileira de Literatura de Cordel

Tião Simpatia, poeta e músico cearense, será empossado na Academia Brasileira de Literatura de Cordel (ABLC) no próximo dia 18 de abril. O ato ocorrerá às 18h30min, no auditório da Academia Cearense de Letras (Palácio da Luz).

Ele foi eleito por unanimidade e ocupará a cadeira nº 10, cujo patrono é Catulo da Paixão Cearense.

Perfil

O poeta Tião Simpatia foi alfabetizado aos 15 anos de idade por meio da Literatura de Cordel na Zona Rural de Granja. Concluiu seus estudos em Camocim, mudando-se para Fortaleza em 2006, onde reside atualmente.

Com 24 anos de estrada, mesclando música, cordel e cidadania, o artista tem vários CDs lançados e dois DVDs, além de vários cordéis, dentre eles o mais conhecido “A Lei Maria da Penha em Cordel ”, traduzido para o inglês, espanhol e braile.

(Foto – Divulgação)

 

Cantoria nordestina de luto com a morte de “Louro Branco”

O mundo do cordel está de luto.

Vítima de complicações cardíacas, morreu, em Caruaru (PE), na última quinta-feira, o repentista cearense Francisco Maia de Queiroz (74), o “Louro Branco”. Ele era conhecido por sua verve irônica e espirituosa na abordagem de assuntos dos mais variados do cotidiano do homem nordestino. Estava na lista dos principais cantadores do Nordeste, tendo conquistado diversos prêmios, inclusive o de melhor cantador do país.

O repentista, que morava na cidade pernambucana desde 1991, nasceu no dia 2 de setembro de 1943 na Vila Feiticeiro, no município de Jaguaribe, e trabalhou como pescador, agricultor e vendedor ambulante. Começou a cantar aos 12 anos de e morou em várias cidades nordestinas.

O artista popular nordestino levou sua poesia e arte no improviso para 20 estados brasileiros, participou de mais de 400 festivais com todos os maiores cantadores do Nordeste e prestou grande contribuição para a cultura popular. Ao longo de sua carreira, foi autor de mais de 700 composições e escreveu dois livros: “A natureza falando” e “Da casca até o miolo”.

“Louro Branco” chegou a participar de longa do cineasta Rosemberg Cariry fazendo o papel de Cego Aderaldo.

Confira poema “O Casamento dos Velhos”, de Louro Branco:

Tem certas coisas no mundo
Que eu morro e num acredito
Mas essa eu conto de certo
Dum casamento bonito
De um viúvo e uma viúva
Bodoquinha Papaúva
E Tributino Sibito

O véio de oitenta ano
Virado num estopô
A véia setenta e nove
Maluca por um amor
Os dois atrás de esquentar
Começaram a namorar
Porque um doido ajeitou

Um dia o véio comprou
Um corpete pra bodoquinha
Quando a véia foi vestir
Nem deu certo, coitadinha
De raiva quase se lasca
Que o corpete tinha as casca
Mas os miolo num tinha

No dia três de abril
Vêi o tocador Zé Bento
Mataram trinta preá
Selaram oitenta jumento
Tributino e Bodoquinha
Sairam de manhazinha
Pra cuidar do casamento

O veião saiu vexado
Foi se arranchar na cidade
Mandaram chamar depressa
Naquela oportunidade
O veião chegou de choto
Inda deu catorze arroto
Que quase embebeda o padre

O padre ai perguntô:
Seu Tributino, o que pensa,
Quer receber Bodoquinha
Sua esposa, pela crença?
O veião dixe: eu aceito
Tô tão vexado dum jeito
Chega tô sem paciência

E preguntô a Bodoquinha:
Se aceitar esclareça
A véia lhe arrespondeu
Dando um jeitim na cabeça
Aceito de coração
Tô cum tanta precisão
Tô doida que já anoiteça

Casaram, foram pra casa
Comeram de fazer medo
Conversaram duas horas
Uns assuntos duns segredo
E Bodoquinha dixe: agora,
Meu pessoá, vão embora
Que eu quero drumi mais cedo

O véi vestiu um pijama
Ficou vê uma raposa
A véia de camisola
Dixe: óia aqui sua esposa
Cuma é, vai ou num vai?
O veião dixe: ai, ai, ai
Já tá me dando umas coisa

A véia dixe me arroche
Cuma se novo nóis fosse
O véio dixe: ê minha véia
Acabou-se o que era doce
A véia dixe: é assim?
Então se vai dar certim
Que aqui também apagou-se

Inda tomaram uns remédio
Mas num deu jeito ao enguiço
De noite a véia dizia:
Mas meu véi, que diabo é isso?
Vamo vendê essa cama
Nóis sempre demo na lama
Ninguém precisa mais disso

A véia dixe: isso é triste
Mas esse assunto eu esbarro
Eu já bati o motor
Meu véi estrompou o carro
Ê, meu veião Tributino
Nóis dois só tem um menino
Se a gente fizer de barro.

A verve de “Louro Branco” com Valdir Teles:

(Com colaboração do cartunista, produtor cultual e também cordelista Klevysson Viana)

Um Cordel sobre Reforma Política

A Reforma Política virou mote de Creuzo Geovani, ex-diretor do BEC, que é um craque na rima popular. Eis os versos que abaixo reproduzimos e que nos chegou por meio de Wilton Daher, ex-superintendente estadual do banco do Brasil. Confira:

REFORMA POLÍTICA

Meu caro doutor Wilton,
Exemplo em erudição,
“Essa reforma política
É mais uma enganação
Onde o povo brasileiro
Vai seguir prisioneiro
Do golpe do distritão.

Nao tem reforma política
Que conserte o coração
De quem chegar ao Congresso
Pensando em corrupção,
Tendo por meta primeira
Ser parte da roubalheira
Nos moldes do mensalão

Reformas improvisadas
Trazem fedor de latrinas
Pois vêm de mentes doentes
Viciadas nas propinas,
Que só têm um pensamento:
Roubar sem comedimento
Pra gastar com concubinas.

Nao tem reforma que cale
Línguas de bajuladores
Que lotam nosso Congresso
A procura de favores;
E doidinhos por recursos
Fazem seus longos discursos
Num ritual de louvores .

Pensando em seus interesses
Os velhacos congressistas
Defendem qualquer reforma
Que traga novas conquistas
Para os seus familiares
Verdadeiros titulares
Dos roubos desses fascistas

Nao há remédio que cure
Um caráter mal formado
Nem a reforma política
Nos dará melhor Estado
Se a nossa população
Eleger qualquer ladrão
Nos tribunais condenado!

Reforma sem redução
De gastos parlamentares
É obra de ficção
Para enganar populares;
É discurso de ladrões
Enganando multidões
Nas bebedeiras dos bares.

Uma reforma sincera
Traz redução de partidos
E o total de congressistas
Também é diminuído
Mostrando para a nação
Que o número de ladrão
De fato foi reduzido.

Com o fundo partidário
Está formada a lambança
Vai garantir aos partidos
Gastar sem fazer mudança
Pondo nas mãos assassinas
Do mercado de propinas
O dinheiro pra gastança

Profissionais políticos
De conduta desordeira
Jamais irão produzir
A reforma verdadeira,
Um modelo competente
Que eleja gente decente
Sem gosto por roubalheira.

Com Igreja tolerante
Gostando de ostentação
E os escândalos matando
Resquícios de oposição,
Pode jogar na latrina
A reforma sem doutrina
Pois não tem sustentação!

Sem as revoltas das massas
Qualquer classe dominante
Será capaz de manter
Os seus ladrões governantes,
Portanto só há saída
Sem reforma protegida
Por tribunais de farsantes!

Maquiavel professou
Há mais de quinhentos anos
Que doutos bajuladores
São como peste de insanos
Que de janeiro a janeiro
Topam tudo por dinheiro
Tudo por baixo dos panos!”

*Creuzo Geovani.

Lei Maria da Penha vira cordel na Bienal do Livro

O poeta popular Tião Simpatia promove uma noite de autógrafos, nesta sexta-feira (21), a partir das 20h30min, na XII Bienal Internacional do Livro do Ceará, no Centro de Eventos, durante o lançamento do livro “A Lei Maria da Penha em Cordel”.

Durante o lançamento, a própria farmacêutica Maria da Penha participará do debate “Violência contra a Mulher”.

Bienal do Livro do Ceará homenageia mestres da cultura popular

Cordelistas, repentistas e outros mestres da cultura saíram em cortejo pelos estandes da 12ª Bienal Internacional do Livro do Ceará, no Centro de Eventos, em Fortaleza, apresentando carisma e sagacidade em versos. O pandeiro, o chocalho, o tambor, a viola caipira e a rabeca davam pano de fundo para a apresentação deles, que atraia pessoas ao longo do percurso.

“Cada pessoa é um livro/Merece reflexão/O mundo, a biblioteca/Com enorme dimensão/É oportuna essa frase/Porque serve como base/E tema desta edição”, canta o cordel escrito pelo violeiro e poeta cearense Geraldo Amâncio especialmente para o evento. A publicação foi distribuída entre os visitantes da feira.

O escritor Lira Neto, contou que, quando foi chamado para fazer a curadoria do evento, pensou em valorizar, na programação, “os acervos vivos, o saber coletivo”. “Nesta bienal, nós estamos colocando a dita cultura dos livros em pé de igualdade com as oralidades, com a cultura popular”, destacou.

Esta edição da Bienal reúne expositores de todo o Brasil e deve atrair cerca de 50 mil pessoas por dia. A programação se estende até o dia 23 de abril.

(Agência Brasil)

Poeta Braúlio Bessa lançará em Fortaleza seu primeiro livro

Poeta, palestrante, declamador, o escritor Bráulio Bessa (31) lançará seu primeiro livro – “Poesia com Rapadura”, na próxima semana: no dia 10, no Espaço Manhattan; e dia 11, na Livraria Leitura, ambos no Shopping Rio Mar Fortaleza. Inspirado na poesia de Patativa do Assaré, Bráulio traz nesse primeiro livro pensamentos em forma de poesias que o tornaram reconhecido nacionalmente.

Com prefácio do conterrâneo poeta, escritor e historiador Nicodemos Napoleão e orelha da jornalista Fátima Bernardes, “Poesia com Rapadura” (Editora CENE, 152 págs, R$ 39,90), vai levar o leitor para um dos sentimentos mais preciosos do autor, a sua cumplicidade com a poesia nordestina, falando dos dramas dos dias atuais, como a violência e o preconceito, até temas caros ao cancioneiro sertanejo, como a fé e o amor.

O título do livro é o mesmo do quadro onde o poeta apresenta seus textos no programa matinal da TV Globo Encontro com Fátima Bernardes, atualmente um dos maiores sucessos de audiência da emissora, onde além de declamar cordéis e poesias, também participa de bate-papo com os convidados, artistas, personalidades, anônimos, sempre dando uma visão bem-humorada, artística e nordestina dos acontecimentos e temas.

(Foto – Divulgação)

Klévisson Viana lançará CD em homenagem a Ariano Suassuna

Siara

Klévisson Viana, cartunista e produtor cultural, lançará, em junho próximo, um CD recheado de poesias e cordéis em homenagem a Ariano Suassuna.

Segundo diz, resultado de uma parceria com os cordelistas baianos Gereba e Bule Bule que, aliás, brilharam durante apresentação, no fim de semana, na Caixa Cultural.

O lançamento do CD em homenagem ao falecido paraibano autor do “Auto da Compadecida”, ocorrerá na Bahia e em Fortaleza, segundo Klévisson.

Sesc apresenta cordel sobre Paulo Freire

O Sesc vai apresentar na próxima quinta-feira, através do Projeto Sesc Cordel, o evento “Paulo Freire”, do poeta Jorge Furtado. A programação acontecerá às 11h30min, no Mercado Central de Fortaleza. A obra conta a história do brasileiro considerado um dos pensadores mais notáveis na história da pedagogia mundial.

Em sua carreira, Paulo Freire se destacou por seu trabalho na área da educação popular, voltada tanto para a escolarização como para a formação da consciência política. Ganhou 41 títulos de Doutor Honoris Causa de universidades como Harvard, Cambridge e Oxford.

DETALHE – O projeto Sesc Cordel tem como objetivo contribuir para a criação, desenvolvimento e valorização da literatura de cordel no Ceará.

SERVIÇO

*Mercado Central – Avenida Alberto Nepomuceno, 199 – Centro.

*Informações – (85) 3252.2215.

*Acesso gratuito.

Ceará participa do III Encontro de Cordelistas Nordestinos em Brasília

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=OvOK5QpJbu8[/youtube]

O Ceará vai participar do VI Encontro dos Cordelistas Nordestinos em Brasília. A abertura do evento ocorrerá nesta tarde de terça-feira.

Um grupo de cordelistas já embarcou para esse evento, que se estenderá até sexta-feira, com discussões sobre o cordel, lançamento de trabalhos e, claro, muito repente.

O cordelista Arievaldo Viana falou com o Blog antes de embarcar na rota desse encontro dos cordelistas nordestinos.

Nem tudo é Copa – Fortaleza terá feira de cordéis

klevisson

Nem tudo é Copa!

No próximo domingo, das 19 às 21 horas, a partir das 17 horas, no Espaço Rogaciano Leite Filho (Dragão do Mar), tem Feira de Cordéis. Klevisson Viana e Paulo de Tarso – “O Poeta de Tauá” darão uma canja nas declamações.

Para turistas que visitam Fortaleza, eis aí uma boa chance de conferir um pouco das nossas raízes.

Escola da rede municipal lança livro de cordel sobre segurança no trânsito

80 1

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=u7CinRo1o6Q&feature=c4-overview&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

O cordelista Gerardo Carvalho, o “Pardal”, lançará nesta quarta-feira, às 16 horas, na Escola Municipal Madre Teresa de Calcutá, o livro Cultura de Segurança no Trânsito.

Na publicação, 11 cordéis do autor com textos sobre segurança no trânsito. Pardal conversou com o Blog sobre essa us nova investida literária.

 

Bienal do Livro – UFC participa com lançamentos

25 1

“As Edições UFC estão presentes, a partir desta quinta-feira e até dia 18, na X Bienal Internacional do Livro do Ceará, no Centro de Eventos, com estande próprio (o de número 71) com 40 m2, no bloco destinado a todas as editoras universitárias. Antônio Cláudio Lima Guimarães, diretor da Editora da Universidade Federal do Ceará, informa que cinco livros serão lançados durante o evento, em parceria com a Câmara Cearense do Livro (CCL). Confira a seguir as datas dos lançamentos que serão realizados no estande 120, da CCL.

Educação e Formação para o Trabalho no Brasil – organizado por Antonia de Abreu Sousa, Elenilce Gomes de Oliveira, Enéas Arrais Neto e Maryland Bessa, será lançado dia 13, às 19 horas. Oferece ao leitor um panorama das transformações ocorridas no mundo do trabalho a partir dos anos de 1990.

Construindo a Memória da Literatura Cearense: homenagem a Sânzio de Azevedo – organizado por Elisabete Sampaio Alencar, Isabel Gouveia Ferreira Lima e Terezinha Alves Melo e coordenado por Neuma Cavalcante, deverá ser lançado dia 14, às 19 horas. O texto foi escrito como tentativa de trazer ao presente os efeitos do vivido, como diz Roland Barthes, experimentados nas aulas de Sânzio de Azevedo.

Cabo Verde: análise socioambiental e perspectivas para o desenvolvimento sustentável em áreas semiáridas – traz uma análise socioambiental das áreas degradadas em Cabo Verde, especialmente da Ilha de Santiago, que possui similaridade com o semiárido do Nordeste brasileiro. São organizadores os professores Vládia Pinto Vidal de Oliveira, Isildo Gonçalves Gomes, Isaurinda Baptista e Laudemira Silva Rabelo. Dia 15, às 17 horas.

O quebra-nozes de Machado de Assis: crítica e nacionalismo – de Eduardo Luz, é um extenso, bem informado e inteligente panorama histórico-literário sobre a crítica e o nacionalismo em Machado de Assis. O autor publicou anteriormente “Manual de Bruxaria: introdução à obra crítica de Machado de Assis”. Dia 16, às 19 horas.

Desafios na assistência à saúde da mulher e temas emergentes – organizado pelas professoras Raimunda Magalhães da Silva, Escolástica Rejane Ferreira Moura Ramalho e Ana Fátima Carvalho Fernandes, reúne estudos que agregam contribuições às áreas de prevenção da gravidez, assistência ao planejamento familiar, pré-natal, parto e puerpério e câncer de mama. Dia 17, às 17 horas.

(Site da UFC)

ACI terá estande na Bienal do Livro do Ceará

A Associação Cearense de Imprensa (ACI) está com estande na X Bienal Internacional do Livro, que será aberta nesta noite de quinta-feira no Centro de Eventos de Fortaleza. No estande, livros de vários autores cearenses filiados à ACI. No espaço, haverá o encontro “Dois Dedos de Prosa”, uma conversa com personalidades da comunicação e da literatura, entre eles Ronaldo Salgado, Demitri Túlio, Tarcísio Matos, Ângela Barros Leal, Wilson Noca, J. Gusmão Bastos, Adelaide Gonçalves, Thiago de Gois,Gilmar de Carvalho, entre outros.

Durante a Bienal, será lançado o manifesto em apoio a implantação do Museu da Imprensa do Ceará, uma proposta da Associação Cearense de Imprensa. A solenidade acontecerá no dia 13, às 17 horas,  com a leitura do manifesto e a coleta de assinaturas em apoio a criação do equipamento.

Segundo o presidente da ACI, Nilton Almeida, “o Museu da Imprensa do Ceará constitui uma ação cultural de caráter permanente, com o objetivo de preservar, exibir e valorizar a memória da imprensa cearense, tendo como local de execução, preferencialmente, o município de Fortaleza”.

 

Secult lançará Bienal Internacional do Livro

O governador Cid Gomes (PSB) lança, às 19 horas desta terça-feira, no Palácio da Abolição, a Bienal Internacional do Livro do Ceará.

No ato, o secretário estadual da Cultura, Francisco Pinheiro, divulgará toda a programação do evento que promete mobilizar escritores e leitores.

A presença de autores nacionais também consta do programa.

Presidente da Assembleia vai virar "imortal"

23 3

Da Assessoria de Comunicação Social do Poder Legislativo, recebemos a seguinte nota:

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, Roberto Cláudio (PSB), recebe, nesta quarta-feira (04), o título de membro honorífico da Academia Cearense de Literatura e Jornalismo.

A homenagem será realizada durante a instalação da entidade, às 20 horas, na sede da Associação Cearense de Imprensa (ACI) – rua Floriano Peixoto, 735, Centro. Na ocasião, tomarão posse os 34 fundadores da Academia.

VAMOS NÓS – Desculpem-me a ignorância, mas, com todo respeito, nunca ouvi falar dessa academia.

Poeta cearense dá consultoria sobre cordel para Rede Brasil

35 1

Temg ente desse trio dando consultoria à Rede Brasil no que diz respeito  literatura de cordel. É o jornalista e poeta Arievaldo Viana que, nessa foto, está entre o irmão e poeta Klévysson Viana e o também poeta Rouxinol.

Arievaldo vem colaborando para programas especiais que serão veiculados no programa Salto para o Futuro, com veiculação nacional.