Blog do Eliomar

Categorias para Literatura infantil

Bazar de Livros da Editora Dummar prossegue até sábado

O Espaço O POVO de Cultura & Arte é sede, até o próximo sábado, 11, do Bazar de Livros da Editora Dummar. São cinco dias de intensa programação gratuita, com diversas atividades, oficinas, palestras e minicursos, além de descontos nos livros da Editora Dummar.

“Durante a realização do Bazar, todos os livros catalogados terão descontos de até 85%”, informa Regina Ribeiro, editora-executiva da Fundação Demócrito Rocha (FDR).

Com temas diversificados e participação de nomes da literatura cearense atual, os participantes das oficinas e minicursos receberão certificado de participação da FDR.

Programação

*Terça-feira, 7

Ateliê de Escrita de textos infantojuvenis, com a escritora Marília Lovatel.

Quando: 14 às 17 horas

Minicurso de Educação Biocêntrica, com a psicopedagoga Ruth Cavalcante.

Quando: 19 às 21 horas

*Quarta-feira, 8

Oficina de Bordado e Literatura, com Lourdes Bernardo.

Quando: 9 às 11 horas

Ateliê de Escritor: Como contar um conto, com o escritor Mateus Lins.

Quando: 14 às 17 horas

Panorama do Cinema produzido no Ceará: um diálogo com a filmografia brasileira, com Émerson Maranhão.

Quando: a partir de 19 horas

*Quinta-feira, 9

Oficina de Bordado e Literatura, com Lourdes Bernardo.

Quando: 9 às 11 horas

Oficina de fotografia para Instagram, com a fotógrafa Camila de Almeida.

Quando: 15 às 16h30min

Concerto de Poesia e bate-papo com o grupo Verso de Boca.

Quando: a partir de 19 horas

*Sexta-feira, 10

Uma proposta de publicação coletiva: como produzir um livro artesanal, com a designer Bianca Ziegler.

Quando: 14 às 17 horas

Roda de conversa: Do encontro ao desencontro: editoras independentes, artesania e novos autores, com Rafael Caneca, Sandy, Manu, Madjer e Isabel Costa.

Quando: a partir de 17h30min

Lançamento do livro “Paginário”, com a escritora Anna K.

Quando: a partir de 19 horas

*Sábado, 11

Literatura, feminismo e subversão. A partir da obra das autoras Virginia Woolf, Simone de Beauvoir e Hilda Hilst, com a escritora Juliana Diniz.

Quando: 9 às 12 horas

(Com O POVO Online/Foto – Iana Soares)

Quem não sabe esperar pela hora do almoço, pode virar refeição

Em homenagem aos 324 anos da morte do fabulista francês La Fontaine, o jornalista Nicolau Araújo envia fábula inédita. Confira:

A raposa já havia se fingido de morta, de arbusto e até de um delicioso queijo, mas nada de conseguir almoçar o veloz ratinho do deserto.

Porém, a esperta raposa sempre observava a paciente cobra todos os dias a cuidar de uma pequena horta de alface e tomate.

– Amiga cobra, por que você cuida dessa plantação se você não a come? Intrigou-se a raposa.

– É para quando eu pegar o ratinho. Quero um tempero bem especial. Alegou a cobra.

A raposa então riu bastante e disse:

– Como pegarás um rato tão veloz, se eu que sou mais ágil e esperta que você ainda não consegui?!

– Com paciência, amiga raposa. Um dia o ratinho envelhecerá e não será mais tão rápido. Então estarei preparada. Afirmou a cobra.

A raposa deu outra gargalhada e disse que a cobra morreria de fome, antes de o ratinho envelhecer. Muito astuta, comeu na horta da cobra para não morrer de fome. O que ela não sabia, é que a cobra também havia plantado algumas ervas venenosas, pois imaginara que algum bicho poderia querer se aproveitar do seu trabalho.

A paciente cobra então almoçou a esperta raposa, mas nunca também desistiu do plano de esperar o ratinho envelhecer.

Nicolau Araújo

Jornalista

Tem cearense na Feira do Livro Infantil de Bologna

A Feira do Livro Infantil de Bologna, na Itália, que se encerrará nesta quinta-feira, conta com estande de uma editora cearense: a Imeph, que vem consolidando sua atuação de promoção da literatura cearense e nordestina nos maiores eventos literários do país e do mundo.

No estande da editora, marcaram presença a premiada ilustradora Taliza Nozomi, residente em Bruxelas (Bélgica), uma das autoras do livro “Uma Escada para o Céu”, Camila Inojosa @camillinhainojosa, autora do livro “Lápis Mágico”, o premiado André Neves e a autora Fernanda Oliveira, do livro “Livrorescer”, com mais de 25 livros já publicados por grandes editoras brasileiras como a Melhoramentos e a Girassol.

Nessa feira de Bologna estão expostos cerca de 80 livros portugueses. Desde segunda-feira, quando o evento começou, acontecem conferências, debates e apresentações de livros.

(Foto – Divulgação)

Maurício de Souza lança em Fortaleza livro da Mônica com Menino Maluquinho

Dois dos personagens infantis mais conhecidos do Brasil, a Mônica e o Menino Maluquinho, estão juntos na aventura “Mônica e o Menino Maluquinho na Montanha Mágica”, livro de autoria de Manuel Filho.

O lançamento em Fortaleza foi feito na manhã deste sábado (9), Cineteatro São Luiz, no Centro, pelo quadrinista e empresário paulista Maurício de Souza.

(Foto: Reprodução)

Livro infantil incentiva meninas negras a amarem seu cabelo crespo

Praticamente nenhuma obra da escritora, professora e intelectual afro-americana bell hooks (ela escreve mesmo com letra minúscula) foi traduzida e publicada no Brasil. De sua produção teórica, “Ensinando a Transgredir” é o único reeditado recentemente, em 2017.

Uma nova porta de entrada para seus escritos foi lançada em março de 2018 pelo Boitatá, selo infantil da editora Boitempo.

O livro infantil “Meu Crespo é de Rainha”, publicado pela primeira vez nos EUA em 1999, é um poema de hooks que enaltece o cabelo natural e os penteados de meninas negras. A obra conta com ilustrações do também americano Chris Raschka.

Nascida Gloria Jean Watkins, hooks adotou como pseudônimo o nome de sua bisavó materna, escrito sempre em minúsculas – transgressão gramatical que indica, segundo ela, que o essencial é o conteúdo de seus livros, e não quem os escreveu.

O feminismo, a intersecção entre raça e gênero, a pedagogia engajada e a representatividade na política são alguns dos temas de seus livros e artigos.

A questão da autoestima

Na quarta capa do livro, a empresária e influenciadora digital Ana Paula Xongani escreve que, com ele em mãos, crianças negras teriam “mais ferramentas para reverter o processo histórico de invisibilidade” a que estão submetidas.

Em entrevista ao Nexo, Xongani explica que o processo a que se refere é “o apartamento da beleza negra” do conceito geral de beleza.

“A gente sabe que as crianças negras não se veem representadas na mídia, nos livros, nos livros didáticos. Elas não estão ocupando esse lugar do belo, do carinhoso, do bonito. É esse o processo de invisibilidade. Ser uma criança negra no Brasil significa crescer sem se ver”, disse.

“É importante que a gente veja pessoas parecidas com a gente para construir a nossa autoimagem”, diz Xongani. “É um processo de invisibilidade imagética principalmente, mas que constrói todo o imaginário social.”

Para ela, imaginar que uma ativista com trabalhos tão contundentes como os de hooks também se dedicou a um livro infantil dá a real dimensão da importância de se pensar o processo de construção da autoestima da população negra desde a infância.

(Foto – Reprodução cedida pela Editora)

*Confira mais aqui.

Natal – Servir a Deus

Em um conto sobre o menino Jesus, o jornalista Nicolau Araújo manda artigo para o Blog. Ele aponta qual o verdadeiro presente de Natal que podemos oferecer a Deus. Confira:

Há mais de dois mil anos, às margens do rio Jordão, um rico comerciante caminhava angustiado, pois não sabia como poderia servir a Deus.

Pensou que, talvez, Deus gostaria se toda a sua fortuna fosse transformada em pães para alimentar os pobres. Mas logo deduziu que, no dia seguinte, os pobres estariam novamente com fome e ele não mais teria dinheiro para comprar mais pães.

Então idealizou a construção de milhares de casas. Mas logo concluiu que não teria tamanha fortuna para isso.

No auge da sua angústia, o comerciante ouviu a voz de uma criança às suas costas:

– Tenho sede.

Por alguns segundos, o homem ficou paralisado diante da luz que irradiava em volta da criança.

– Tenho sede! Insistiu a criança.

O comerciante, então, caminhou até o rio e levou água em suas mãos.

A criança reclamou:

– A quantidade de água que pegaste para a minha sede, não é mais a quantidade que me ofereces, pois muito fora desperdiçado no caminho por entre os seus dedos.

O homem então olhou em volta e notou uma cabaça. E retornou do rio com a água.

A criança novamente reclamou:

– A água pura que colheste do rio, não é a que me ofereces agora, pois há impurezas na cabaça.

O comerciante então voltou a angustiar-se, ao não saber como proceder. A criança então falou:

– Servir a Deus é manter-se forte e puro para quando Ele de ti precisar para matar a sede do Seu rebanho.

Exposição sobre Alice no País das Maravilhas vai até domingo no Iguatemi

A mostra interativa dedicada à história de Alice, do clássico Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll, segue em cartaz no Shopping Iguatemi, em Fortaleza, ao longo desta semana do Dia das Crianças.

A exposição, que foi projetada para ser vivenciada e não somente assistida, vai até domingo próximo. Os mais de 150 anos de Alice são exibidos em 12 ambientes diferentes que misturam o clássico com experiências tecnológicas, prometendo encantar todas as gerações.

SERVIÇO

*Com classificação livre, o espaço fica aberto de segunda a domingo, das 11 às 21 horas. Os ingressos custam R$ 25,00 (valor inteiro) e podem ser adquiridos na bilheteria localizada no Shopping Iguatemi ou por meio do site www.ingressorapido.com.br.

*Parte da arrecadação será destinada aos projetos sociais da ONG Orientavida.

(Foto – Divulgação)

“Diário de Larissa Manoela” é o livro mais vendido no Brasil

Sem-título

“Lançado há pouco mais de um mês, o livro ‘O Diário de Larissa Manoela’, da editora HarperCollins Brasil, da jovem atriz que brilha na novelinha “Cúmplices de um resgate”, do SBT, atingiu a marca de 50 mil exemplares vendidos.

Desde o lançamento, o livro está em primeiro lugar na categoria infanto-juvenil em todas as listas de mais vendidos do mercado editorial.

Na última semana, alcançou a liderança geral de todas as categorias. É o livro mais vendido do Brasil, desde então.”

(Veja Online)

Tudo pronto para a VII Feira do Livro Infantil de Fortaleza

Tudo pronto para a VII Feira do Livro Infantil de Fortaleza. Começará nesta quarta-feira e se estenderá até o próximo sábado, com expositores do Nordeste e de outras regiões brasileiras, no Centro Dragão do Mar. O evento traz no total 30 editoras, que representam uma centena de escritores e ilustradores, além de diversas atividades voltadas para o estímulo à leitura para os visitantes. A realização é da Casa da Prosa e conta com o patrocínio das empresas da Enel no Ceará – Endesa Fortaleza e Coelce.

A expectativa dos organizadores é atrair cerca de 20 mil pessoas, entre expositores, artistas, parceiros, escolas públicas e particulares, organizações não governamentais, e população em geral. Com foco no público infantil, a feira mobiliza crianças e adolescentes de todo o Estado, contando com a participação de outros municípios além de Fortaleza, tais como Quixeré, Guaramiranga, Hidrolândia, Maracanaú e Caucaia.

Na programação, recitais poéticos, oficinas literárias, contações de histórias, lançamentos de livros e bate papo com autores. Dentre os destaques estão a escritora e contadora de histórias Rosana Mont’Alverne (MG), que nesta quarta-feira, às 20 horas abrirá a FLIF, Chicó do Céu (MG), Rômulo Bourbon (SP), Daniel Brandão (CE), Paiva Neves (CE), Isa Magalhães (CE) e Lenice Gomes (PE). O cantor Paulinho Moska (RJ) fará o show de encerramento.