Blog do Eliomar

Categorias para Literatura/Filmes

Livro resgata brincadeiras tradicionais do Cariri

Letícia Graciano Nunes percorreu os quintais da Região do Cariri mapeando as brincadeiras mais características.  O resultado é o livro Quintais do Cariri – Pequeno Registro do Brincar, lançamento do Selo Editorial Aliás, que está disponível gratuitamente na Amazon.

O livro é um registro singular dos nossos costumes, das nossas infâncias e das nossas formas de brincar. Letícia andou por Crato, Juazeiro do Norte e Potengi fotografando e conversando com pessoas adultas e crianças que se dedicam a brincadeira. ‘Quintais do Cariri – pequeno registro do brincar’ traz desenhos feitos em lápis de cor, giz de cera, explicações de como se brinca e até partituras para se cantar/tocar as canções que outrora embalavam as brincadeiras.

O livro foi agraciado com edital Mais Infância, apoiado pela Secretaria de Cultura do Estado do Ceará, Lei 13.811, de 16 de agosto de 2006, que permitiu sua materialização.

(Do Blog Leituras da Bel)

Primeira mulher – Ângela Gutiérrez assume a Academia Cearense de Letras

A escritora e professora Ângela Maria Rossas Mota de Gutiérrez tomou posse como a primeira mulher à frente da Academia Cearense de Letras, na noite desta quarta-feira (30), em cerimônia prestigiada por intelectuais, políticos, empresários, juristas, conselheiros e demais setores da sociedade. Ela cumprirá mandato de dois anos.

Ângela Gutiérrez disse que, além de abrir portas para que outras mulheres ingressem na Academia, também irá proporcionar iniciativas para incluir autores negros, indígenas e da população LGBT.

Ela é autora de títulos “O mundo de Flora”, “Vargas Losa e o romance possível da América Latina”, “Canção de menina”, “Avis Rara”, “Luzes de Paris e o Fogo de Canudos”, “Os sinos de encarnação” e “O silêncio da penteadeira”.

(Foto: Paulo MOska)

Academia Cearense de Letras terá uma mulher, pela primeira vez, como presidente

A escritora e professora universitária Ângela Gutierrez tomará posse, às 19 horas desta quarta-feira, como presidente da Academia Cearense de Letras (ACL).

A entidade, que deverá completar 125 anos de fundação, nunca registrou uma mulher sob seu comando. Ângela ocupa, há 21 anos, a cadeira 18 da ACL.

Ela entra no lugar de Ubiratan Aguiar e promete dar continuidade às obras de reforma na entidade e buscar ampliar as relações da academia com a sociedade.

*Mais sobre Ângela Gutierrez no O POVO aqui.

(Foto – André Salgado)

Ensinou a pensar – Ciro destaca atuação de padre Osvaldo na formação da juventude sobralense

O livro “Padre Osvaldo – Coletânea de Sermões” teve lançamento na noite dessa quarta-feira (16), no Theatro São João, em Sobral, na Região do Ceará, a 222 quilômetros de Fortaleza.

O ex-governador do Estado e ex-ministro Ciro Gomes destacou a importância de padre Osvaldo na formação do jovem sobralense. “Nos ensinou Português, mas, fundamentalmente, a pensar”, ressaltou.

Além de Ciro, padre Osvaldo também foi professor de Cid Gomes, Ivo Gomes e ainda do ex-prefeito Veveu Arruda e da vice-governadora Izolda Cela.

Aberta inscrição para prêmio de literatura que busca novos escritores

A partir desta quarta-feira (9), o Prêmio Sesc de Literatura abre inscrições para a sua edição de 2019. A iniciativa é voltada para autores estreantes de romances ou contos inéditos. Os vencedores terão suas obras publicadas e distribuídas pela editora Record, com tiragem inicial de 2 mil exemplares.

Organizado pelo Serviço Social do Comércio (Sesc), o prêmio foi criado em 2003 e se tornou conhecido no circuito literário por ser destinado exclusivamente a novos escritores, abrindo a eles as portas do mercado editorial.

As inscrições são gratuitas e poderão ser realizadas pela internet até o dia 14 de fevereiro. As obras são avaliadas pela sua qualidade para edição e circulação nacional.

A escolha dos vencedores se dá por meio de um processo em que os avaliadores não têm condições de saber quem são os autores. Os livros inscritos são protegidos por pseudônimos.

Na última edição, realizada em 2018, o vencedor na categoria Romance foi Entre as mãos, da carioca Juliana Leite, e na categoria Conto levou As Coisas, do gaúcho Tobias Carvalho.

(Agência Brasil)

Uma mulher vai assumir, pela primeira vez, a presidência da Academia Cearense de Letras

364 1

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta terça-feira:

A escritora Ângela Gutierrez será a primeira mulher a presidir a Academia Cearense de Letras. Eleita por unanimidade, vai assumir, em janeiro próximo, o comando da entidade que, em sua área, é a mais antiga do País.

Licenciada em Letras e mestre em educação pela Universidade Federal do Ceará, também é doutora em Letras (Licenciatura Comparada) e pós-doutora em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais, com o projeto ‘O retrato de conselheiro: as múltiplas faces do Beato de Belo Monte’. Ocupa a cadeira nº 18 da Academia Cearense de Letras desde 1997. Como escritora, iniciou a carreira com o livro O mundo de Flora, depois publicou Vargas Llosa e o romance possível da América Latina, Canção de menina, Avis Rara, Luzes de Paris e o Fogo de Canudos, Os sinos de encarnação e O silêncio da penteadeira. Também possui outras obras em parceria: Iracema, lenda do Ceará, com Sânzio Azevedo.

Ela entrará no lugar de Ubiratan Aguiar.

Uma conquista da mulher, bem tarde, que nos lembra, no entanto, Rachel Queiroz, que conquistou assento na ABL.

(Foto – André Salgado)