Blog do Eliomar

Categorias para Literatura/Filmes

Grupo Tapioca Amiga fará encontro nesta quarta-feira

Nesta quarta-feira, às 16 horas, haverá mais um encontro da turma do Tapioca Amiga. Trata-se de um grupo de intelectuais, empresários, políticos e profissionais liberais que, uma vez por mês, se encontram no apartamento do professor e poeta Juarez Leitão.

Esse grupo discute questões locais e nacionais e congrega até mesmo dirigentes de entidades da sociedade civil como o presidente da Academia Cearense de Letras, Ubiratan Aguiar, e Lúcio Alcântara, que preside o Instituto do Ceará.

Na lista dos que participam desse encontro, estão os escritores Dimas Macedo, Batista Lima e César Barreto; ex-parlamentares como Iranildo Pereira, Antônio dos Santos, Manuel Veras, Antônio Cambraia e Gonzaga Mota; empresários como Carlos Castelo, João Soares e Ednilo Soárez (estes dois imortal da ACL).

Família de Mozart Soriano Aderaldo relança “A Praça”

Neste sábado (22), no centenário de nascimento do escritor Mozart Soriano Aderaldo, a família vai homenagear sua memória com o laçamento da terceira edição de seu livro “A Praça”.

A publicação conta a história da Praça do Ferreira e suas principais característica que influenciaram a então jovem cidade de Fortaleza.

O lançamento ocorrerá às 19 horas, no hall do Cineteatro São Luiz (Centro), dentro da programação da XII Bienal Internacional do Livro do Ceará que se encerra neste domingo, no Centro de Eventos.

Valber Benevides incluirá caricaturas de Falcão, Ednardo e Belchior no famoso painel do Cais Bar

Um acrílico sobre lona de 5,5m por 1,5 m.

O cartunista Valber Benevides expõe, na XII Bienal Internacional do Livro do Ceará, no Centro de Eventos, o painel original do antigo Cais Bar, que reunia a boemia fortalezense na Praia de Iracema.

Ali, se concentravam intelectuais, artistas, gente da imprensa e empresários em conversas sobre questões de Fortaleza. Tudo em clima de boa bebida e boa comida.

Bem, nesta quinta-feira, às 16 horas, Valber incluirá no painel de sua autoria, hoje patrimônio do Governo do Estado, as caricaturas de Falcão, Ednardo e Belchior.

 

Primeira-dama estadual prestigia lançamento do projeto “Eu sou cidadão: amigo da leitura”

A primeira-dama do Ceará, Onélia Leite, e o secretário da Cultura do Estado, Fabiano Piúba, participaram, nesta manhã de quarta-feira, dentro da XII Bienal Internacional do Livro do Ceará, do lançamento do programa “Eu sou cidadão: amigo da Leitura”.

A promoção, da Associação para o Desenvolvimento dos Municípios do Estado do Ceará (APDM/CE), reuniu cerca de 1500 pessoas – entre estudantes, educadores e sociedade civil – contando ainda com a presença de Idelson Junior, representante da Secretaria de Educação do Estado; Rosa Almeida, presidente da APDM-CE; Mazé Torquato, primeira- dama de Russas; e Antônio Oliveira, procurador do Ministério Público do Trabalho e coordenador do Programa de Educação contra a Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (Peteca). O objetivo é incentivar programas de leitura nas escolas do Interior cearense.

DETALHE – A XII Bienal Internacional do Livro do Ceará acontecerá até domingo, 23, no Centro de Eventos do Ceará, com programação gratuita.

(Foto – Divulgação)

Programa da Bienal – Escritora vai conversar com moradores de rua da Praça do Ferreira

A programação da Bienal Fora da Bienal, que integra as atividades da XII Bienal Internacional do Livro do Ceará, prosseguirá nesta quarta-feira. A escritora, bailarina e contadora de histórias Kiusam de Oliveira, de Santo André (SP), estará às 19h30min, na Praça do Ferreira, para dialogar com os moradores de rua do Centro de Fortaleza.

Professora universitária no Espírito Santo, doutora em Educação, mestre em Psicologia e especialista em temas étnico-raciais, Kiusam de Oliveira tem quatro livros lançados, com destaque para o tema direitos humanos, para o movimento negro e para o combate ao preconceito. A autora é também contadora de histórias e professora de danças afro-brasileiras.

O diálogo com os muitos moradores de rua na Praça do Ferreira promete ser um momento marcante para todos, como vem acontecendo nas diversas ações da Bienal Fora da Bienal, que já incluíram presença do ator e escritor Gero Camilo na Unidade Prisional Irmã Imelda, em Aquiraz; do escritor Valter Hugo Mãe na comunidade dos índios Anacé, em Caucaia, e dos escritores Tino Freitas e Benita Prieto no Instituto Tony Italo, em Itaitinga.

Artur Bruno vai autografar dois livros na XII Bienal do Ceará

O prefeito Roberto Cláudio e Artur Bruno.

O secretário estadual do Meio Ambiente, Artur Bruno, estará na XII Bienal Internacional do Livro do Ceará, nesta quinta. Ele vai autografar duas obras.

Às 18h40min, na Casa Vida e Arte, “Fortaleza, uma breve história”, da Fundação Demócrito Rocha, escrito em parceria com o historiador Airton de Farias.

Às 19h30min, no estande 73, da Câmara Cearense do Livro, é a vez de “Atualidades do Brasil e do Mundo”, editado pelo Armazém da Cultura, em parceria com o historiador Manoel Sousa e o jornalista Daniel Sampaio.

(Foto – Divulgação)

Ceará Sporting tem estande montado na XII Bienal

O Ceará Sporting Club está com estande na XII Bienal Internacional do Livro do Ceará, que acontece no Centro de Eventos. Às 19h30min desta terça-feira, os jogadores Ricardinho, meia, e João Marcos, volante, estarão recepcionando a torcida.

Esta é a primeira vez que a Bienal do Livro, que acontecerá até domingo, conta com o estande de um clube de futebol. A ordem é resgatar a história do Vovô e mostrar aos torcedores a importância da cultura futebolística.

Algumas das obras disponíveis:

Livro do Centenário, da Fundação Demócrito Rocha
Assim Se Construiu o Campeão – Volume I (1914 a 1978), de Pedro Mapurunga
Futebol Cearense: A História, de Alberto Damasceno
Futebol e Ditadura: A História de Nando, O Primeiro Jogador Anistiado do Brasil, do Centro Cultura Ceará Sporting Club
Exemplares das Revistas 1914

SERVIÇO

*Centro de Eventos do Ceará – Avenida Washington Soares, 999 – Edson Queiroz). Entrada gratuita.

Bienal do Livro tem campanha para arrecadação de livros para bibliotecas da Edisca e de unidades prisionais

A XII BIenal Internacional do Livro do Ceará, que começou na sexta-feira (14), está com uma campanha aberta para doação de livros, destinados a bibliotecas da Edisca de unidades prisionais do Estado do Ceará, que estimulam a leitura.

As doações podem ser feitas durante todo o horário de funcionamento da Bienal, das 9h às 22h, todos os dias, até o domingo (23). A entrega dos livros é fácil e prática, bastando dirigir-se até a recepção do Centro de Eventos, logo após a entrada principal da Bienal, identificada com pórtico e banners. São solicitados livros de literatura, não sendo recomendados livros didáticos nem técnicos, conforme destaca a coordenadora geral da Bienal, Mileide Flores.

“Essa campanha é uma importante ação de responsabilidade social da Bienal e de seu público. É uma proposta de estímulo à generosidade de cada um, tendo em vista que a Bienal tem entrada franca em todas as atividades e não há, por assim dizer, uma ‘recompensa’ ou contrapartida material a quem doar livro. A grande recompensa é a certeza de saber que contribuiu com a formação humana e literária de outra pessoa, colocando o livro pra circular, pra transformar mais leitores, que é o grande objetivo”, ressalta Mileide Flores.

“O livro que foi motivo de inspiração para você, que ajudou você a se transformar em uma pessoa melhor e de olhar mais amplo para o mundo, pode ajudar outra pessoa nesse mesmo processo. Vale trazer de casa livros para doação, ou adquirir na Bienal e doar”, completa a organizadora.

(Governo do Ceará / Secult)

Madrugada de Gentilezas – Escritora cearense faz lançamento na Bienal do Livro

A escritora cearense e nutricionista Nice Arruda faz o lançamento da obra “Madrugada de Gentilezas”, nesta segunda-feira (17), das 15 horas às 17 horas, na XII Bienal Internacional do Livro do Ceará, no Centro de Eventos.

A obra retrata o ontem revisitado, o discurso do amor, as ausências inesquecíveis, o apego às memórias familiares, a leveza das palavras e a vida profissional.

A escritora também é autora do livro “Quase Tudo de Mim”, que se constitui de momentos de superações, de acreditar que tudo é possível quando queremos e agimos com determinação, meta e indispensável persistência.

Bienal do Ceará lança livro da jornalista Ana Márcia Diógenes

A jornalista Ana Márcia Diógenes, ex-representante do Unicef para o Ceará, Piauí e Rio Grande do Norte, lança na quarta-feira (21), na Bienal Internacional do Livro do Ceará, no Centro de Eventos, a obra “de esfulepante a felicitante: uma questão de gentileza”, que integra o projeto Eu sou Cidadão, uma realização da Associação para o Desenvolvimento dos Municípios do Estado do Ceará (APDMCE), em parceria com a Fundação Demócrito Rocha.

Bienal do Livro do Ceará homenageia mestres da cultura popular

Cordelistas, repentistas e outros mestres da cultura saíram em cortejo pelos estandes da 12ª Bienal Internacional do Livro do Ceará, no Centro de Eventos, em Fortaleza, apresentando carisma e sagacidade em versos. O pandeiro, o chocalho, o tambor, a viola caipira e a rabeca davam pano de fundo para a apresentação deles, que atraia pessoas ao longo do percurso.

“Cada pessoa é um livro/Merece reflexão/O mundo, a biblioteca/Com enorme dimensão/É oportuna essa frase/Porque serve como base/E tema desta edição”, canta o cordel escrito pelo violeiro e poeta cearense Geraldo Amâncio especialmente para o evento. A publicação foi distribuída entre os visitantes da feira.

O escritor Lira Neto, contou que, quando foi chamado para fazer a curadoria do evento, pensou em valorizar, na programação, “os acervos vivos, o saber coletivo”. “Nesta bienal, nós estamos colocando a dita cultura dos livros em pé de igualdade com as oralidades, com a cultura popular”, destacou.

Esta edição da Bienal reúne expositores de todo o Brasil e deve atrair cerca de 50 mil pessoas por dia. A programação se estende até o dia 23 de abril.

(Agência Brasil)

Tudo pronto para a XII Bienal Internacional do Livro do Ceará

A XII Bienal Internacional do Livro do Ceará será aberta, às 18h30min desta sexta-feira, no Auditório Mestres e Mestras da Cultura do Ceará, no Centro de Eventos. O ato será marcado com cortejo de artistas e homenagem ao mestre Bule Bule, ao poeta e repentista Geraldo Amâncio e ao poeta popular Leandro Gomes de Barros (in memoriam), além do espetáculo de dança “Religare”, da Edisca.

A  Bienal é uma realização da Secretaria da Cultura do Estado, em parceria com o Instituto Dragão do Mar, e apresentada pelo Ministério da Cultura e pelo Bradesco.

A programação vai até o domingo no Centro de Eventos e em múltiplos espaços de Fortaleza, com entrada franca em todas as atividades – inclusive na solenidade de abertura. Serão 10 dias de programação, 125 horas de atividades, com mais de 160 escritores, 300 convidados, 350 editoras e 110 estandes.

As pessoas, os livros e a Bienal

Com o título “As pessoas, os livros e a Bienal”, eis artigo do secretário da Cultura do Ceará, Fabiano Piúba dos Santos, que está no O POVO . Ele destaca a abertura, nesta noite de sexta-feira, no Centro de Eventos, da XII Bienal Internacional do Livro do Ceará. Confira: 

Cada pessoa um livro; o mundo a biblioteca”. Somos seres compostos de histórias, imaginação, sentimentos, pensamentos, saberes. Cada um de nós é um livro. Juntos compomos uma biblioteca viva, um acervo humano. Tal qual um mote de cordel, apresentamos a XII Bienal Internacional do Livro do Ceará, de 14 a 23 de abril no Centro de Eventos. Com esse tema na cabeça de Mileide Flores, convidamos Lira Neto, Cleudene Aragão e Kelsen Bravos como curadores, preparando, com os coordenadores de espaços, uma bela e vasta programação.

Os ambientes da Bienal foram pensados para que todas as pessoas possam se encontrar com o universo cultural e educativo do livro e da leitura. São como travessias intergeracionais possíveis entre escritores e leitores nas vindas das crianças com seus pais, professores e avós para programação infantil; dos adolescentes para uma interação criativa no espaço Juventude Fantástica; dos leitores adultos que terão a oportunidade de debater as obras de romancistas, poetas, contistas, cientistas e acadêmicos; dos educadores no Salão do Professor; dos poetas e cantadores na Praça do Cordel; dos Mestres e Mestras da Cultura do Ceará que compartilharão suas artes e ofícios em rodas de saberes; além dos encontros realizados para bibliotecários, agentes de leitura, editores de periódicos literários, ilustradores e gestores de políticas de livro e leitura.

O Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura, trabalhou com afinco para oferecer aos cearenses e visitantes uma Bienal voltada para as pessoas. Serão dez dias lindos e envolventes para democratização do acesso ao livro, promoção da leitura e formação de leitores, valorização dos escritores e escritoras e fomento da economia do livro no Brasil. Nossa Bienal é um ambiente de políticas públicas de livro, leitura, literatura e bibliotecas em suas dimensões culturais, educativas, sociais e econômicas.

O acesso é gratuito em todas as atividades. Serão 160 escritores, 300 convidados, 350 editoras, 80 mil títulos expostos, 110 estandes, gerando em torno de 2 mil empregos diretos e indiretos com uma movimentação financeira estimada em R$ 6 milhões, em 13.500m² do Centro de Eventos, que espera que todos nós ocupemos com nossas experiências leitoras e histórias de vidas a XII Bienal Internacional do Livro do Ceará.

*Fabiano Piúba dos Santos,

Secretário da Cultura do Ceará.

XII Bienal Internacional do Livro do Ceará abrirá vez para funcionários do BNB

O Centro Cultural Banco do Nordeste Fortaleza terá estande na XII Bienal Internacional do Livro do Ceará, que será aberta oficialmente às 19 horas desta sexta-feira e se estenderá até o dia 23 deste mês, no Centro de Eventos. Já o espaço do CCBNB receberá, sempre às 19 horas, sete escritores, todos funcionários do Banco do Nordeste ativos ou aposentados, para o programa “Bate-papo com o autor”.

Os escritores serão entrevistados pelo professor de literatura Thalles Azigon e falarão sobre suas obras, carreiras literárias, e processos de criação. Os autores convidados são Jansen Viana, Jeane Ramos, Jorge Pieiro, Nilton Melo Almeida, Mário Nogueira, Simone Pessoa e Thiago de Góes.

O CCBNB-Fortaleza prepara série de outras atividades, como exibição de vídeos, contação de histórias, leitura dramática, cordel e embolada, recital de poesias e exposição de caricaturistas. Diariamente, o estande do Centro Cultural Banco do Nordeste também apresentará três vídeos com programas especiais desenvolvidos no equipamento ou patrocinados.

Durante toda a Bienal, 168 escritores participarão da programação, além de 350 editoras em 110 estandes..

Confira a programação do “Bate-papo com o autor”:

15/04 – Jeane Ramos (Autora de Beija-flor)
17/04 – Mário Nogueira (Autor de Galope Noturno)
18/04 – Jansen Viana (Autor de Cortabunda: o maníaco do Zé Walter)
19/04 – Simone Pessoa (Autora de O Pequeno Hércules e Outras Fábulas Contemporâneas
20/04 – Thiago de Góes (Autor de Cavalo Negro e outras histórias fabulosas)
21/04 – Nilton Melo Almeida (Autor de Judeus no Ceará – Séculos XIX e XX)
22/04 – Jorge Pieiro (Autor de A Menina do Picolé Azul)

Ana Karla Dubiela lança livro no Rio e ganha mimos de Affonso Romano de Sant’Anna

235 1

Ana Karla e Affonso Romano de Sant’Anna, que a recebeu em sua casa, no Rio.

A jornalista e escritora cearense Ana Karla Dubiela lançou, nesta semana, no Rio de Janeiro, seu mais recente livro: “As Cidades de Rubem Braga e W. Benjamin – Flanando entre Rio, Cachoeira e Paris”.

Foi na Livraria Travessa, onde reuniu muitos admiradores e amigos escritores como o poeta e cronista Affonso Romano de Sant’Anna.

Agora é lançar o livro na XII Bienal Internacional do Livro do Ceará dia 19 próximo, a partir das 19 horas, no Centro de Eventos.

(Foto – Divulgação)