Blog do Eliomar

Categorias para Natal

“Temos prosperidade, agora queremos paz”, diz Trump

Na véspera do Natal, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, recebeu pedidos de crianças, perguntou o que elas mais queriam do Papai Noel e revelou o que estava em sua própria lista de desejos. Um garoto queria blocos de construção. Outro pediu que sua avó saísse do hospital. Já Trump, que enviou uma série de tweets combativos desde que chegou em sua casa de férias na Flórida, disse que quer “paz para o país”.

“Temos prosperidade, agora queremos paz”, disse Trump a uma criança chamada Ryan, que pediu que o Comando de Defesa do Espaço Aéreo Norte-Americano (Norad) cheque o progresso do Papai Noel. A cada ano, na véspera do Natal, o Norad pretende rastrear o voo do Papai Noel e seu trenó puxado por renas, uma tradição desde 1955, quando uma loja de departamentos imprimiu errado um número de telefone, gerando milhares de ligações a um coronel da Norad, que entrou na brincadeira.

Sentado em uma cadeira dourada ao lado da primeira-dama Melania, em uma sala ornamentada e elegante, o presidente conversou de maneira entusiasmada com jovens e seus pais. Jornalistas na sala conseguiam ouvir apenas o lado do presidente na conversa.

Em um estilo impetuoso, que é sua marca registrada, desenvolvida durante uma carreira no mundo imobiliário de Nova York, Trump previu que as crianças teriam o melhor Natal que já tiveram. “Eu vou fazer uma previsão: o Papai Noel vai te tratar bem. Muito bem. Da melhor maneira que ele já te tratou”, ele disse a uma criança do Mississippi, fazendo um convite para que esta fosse algum dia ao Salão Oval, na Casa Branca, sede do governo dos Estados Unidos.

Casper de Arlington, na Virginia, foi a criança que falou depois que Trump revelou seu desejo. “Blocos de construção! Eu sempre gostei disso também”, exclamou o presidente. “Eu prevejo que o Papai Noel te trará blocos de construção, tantos que você nem será capaz de usar todos eles”, disse Trump. Já Ryan disse ao presidente que queria que sua avó saísse do hospital. “Isso é ótimo. É melhor que pedir por um brinquedo ou algo”, disse Trump.

(Agência Brasil)

Drummond mostra como deveria ser o verdadeiro espírito natalino

Na crônica “Este Natal”, o poeta, contista a cronista Carlos Drummond de Andrade retrata o espírito natalino do brasileiro. Confira:

— Este Natal anda muito perigoso — concluiu João Brandão, ao ver dois PM travarem pelos braços o robusto Papai Noel, que tentava fugir, e o conduzirem a trancos e barrancos para o Distrito. Se até Papai Noel é considerado fora-da-lei, que não acontecerá com a gente?

Logo lhe explicaram que aquele era um falso velhinho, conspurcador das vestes amáveis. Em vez de dar presentes, tomava­os das lojas onde a multidão se comprime, e os vendedores, afobados com a clientela, não podem prestar atenção a tais manobras. Fora apanhado em flagrante, ao furtar um rádio transistor, e teria de despir a fantasia.

— De qualquer maneira, este Natal é fogo — voltou a ponderar Brandão, pois se os ladrões se disfarçam em Papai Noel, que garantia tem a gente diante de um bispo, de um almirante, de um astronauta? Pode ser de verdade, pode ser de mentira; acabou-se a confiança no próximo.

De resto, é isso mesmo que o jornal recomenda: “Nesta época do Natal, o melhor é desconfiar sempre”.Talvez do próprio Menino Jesus, que, na sua inocência cerâmica, se for de tamanho natural, poderá esconder não sei que mecanismo pérfido, pronto a subtrair tua carteira ou teu anel, na hora em que te curvares sobre o presépio para beijar o divino infante.

O gerente de uma loja de brinquedos queixou-se a João que o movimento está fraco, menos por falta de dinheiro que por medo de punguistas e vigaristas. Alertados pela imprensa, os cautelosos preferem não se arriscar a duas eventualidades: serem furtados ou serem suspeitados como afanadores, pois o vende­dor precisa desconfiar do comprador: se ele, por exemplo, já traz um pacote, toda cautela é pouca. Vai ver, o pacote tem fundo falso, e destina-se a recolher objetos ao alcance da mão rápida.

O punguista é a delicadeza em pessoa, adverte-nos a polícia. Assim, temos de desconfiar de todo desconhecido que se mostre cortês; se ele levar a requintes sua gentileza, o melhor é chamar o Cosme e depois verificar, na delegacia, se se trata de embaixador aposentado, da era de Ataulfo de Paiva e D. Laurinda Santos Lobo, ou de reles lalau.

Triste é desconfiar da saborosa moça que deseja experimentar um vestido, experimenta, e sai com ele sem pagar, deixando o antigo, ou nem esse. Acontece — informa um detetive, que nos inocula a suspeita prévia em desfavor de todas as moças agradáveis do Rio de Janeiro. O Natal de pé atrás, que nos ensina o desamor.

E mais. Não aceite o oferecimento do sujeito sentado no ônibus, que pretende guardar sobre os joelhos o seu embrulho.

Quem use botas, seja ou não Papai Noel, olho nele: é esconderijo de objetos surrupiados. Sua carteira, meu caro senhor, deve ser presa a um alfinete de fralda, no bolso mais íntimo do paletó; e se, ainda assim, sentir-se ameaçado pelo vizinho de olhar suspeito, cerre o bolso com fita durex e passe uma tela de arame fino e eletrificado em redor do peito. Enterrar o dinheiro no fundo do quintal não adianta, primeiro porque não há quintal, e, se houvesse, dos terraços dos edifícios em redor, munidos de binóculos, ladrões implacáveis sorririam da pobre astúcia.

Eis os conselhos que nos dão pelo Natal, para que o atravessemos a salvo. Francamente, o melhor seria suprimir o Natal e, com ele, os especialistas em furto natalino. Ou — idéia de João Brandão, o sempre inventivo — comemorá-lo em épocas incertas, sem aviso prévio, no maior silêncio, em grupos pequenos de parentes, amigos e amores, unidos na paz e na confiança de Deus.

Pessoas em situação de rua ceiam com voluntários na Praça do Ferreira

23 1

A tradição de se reunir com a família para a ceia de natalina, há 25 anos, não faz parte dos dezembros de Rogério Pinto Nascimento, 42. Em situação de rua desde 2015, o homem de riso frouxo lembra com saudade das vésperas de Natal que passou com familiares, tempos atrás, no bairro Tancredo Neves. Porém, na noite desse domingo, 24, Rogério voltou a experimentar um momento de comunhão.

Ao lado de amigos que têm a rua como moradia, ele ceou com cerca de 500 voluntários, que participaram da 4ª edição do projeto Ceia Natal, no Centro, promovido pela Igreja Batista Central (IBC). “É uma atitude muito linda. Muita gente que está aqui hoje abriu mão de estar com as suas famílias para cear com a gente. Eles dizem que é uma forma de demonstrar amor por nós e também a Deus. E eu acredito”, agradece Rogério.

A refeição foi servida e uma mesa farta, ladeada pela Coluna da Hora, em plena Praça do Ferreira. Contudo, não somente o jantar foi ofertado. Além de atividades recreativas para as crianças e da apresentação de músicos, foram ofertadas oportunidades de recomeço. Em conversas com os voluntários, que também sentaram à mesa e cearam junto com os moradores, vagas em abrigos e clínicas de recuperação para dependentes químicos foram oferecidas aqueles que desejassem.

Nos últimos três anos, cerca de 30 pessoas foram retiradas das ruas. Era a oportunidade que o técnico de som Flávio da Silva buscava. Há cinco anos na rua, saído da Barra do Ceará, ele diz que ainda trabalha, mas não tem dinheiro suficiente para manter uma moradia. “Passei alguns anos presos, por conta de algumas besteiras que fiz, mas não me envolvo mais. Hoje eu trabalho e pretendo sair dessa situação em janeiro. Por enquanto, minha família é essa aqui”, disse, apontando para outros moradores de rua.

Não foram somente os fiéis da IBC que participaram como voluntários da ceia. Muitas pessoas de fora da igreja, e até de outras religiões, souberam do evento, se prontificaram e foram acolhidos para servir. É o caso da estudante de engenharia Bruna Guilherme, 24, que se define como uma “cristã” ou “católica pouco praticante”. Ao lado da mãe e do namorado, ela soube da iniciativa por meio de uma amiga e resolveu participar.

O projeto Ceia Natal, de 2017, havia sido planejado há cerca de cinco meses, quando a permissão à Prefeitura de Fortaleza para a utilização do espaço, e o apoio da Polícia Militar, foram solicitados. Já a preparação dos alimentos começou ainda pela manhã, quando os voluntários, divididos em grupos, se revezaram na cozinha da sede da IBC, no bairro Ancuri.

No total, foi preparada quase meia tonelada de alimentos arrecadados em campanha na igreja e através das redes sociais. A comida foi posta à mesa por volta das 20 horas. A ceia se estendeu até às 22h30min, supervisionada por policiais e guardas municipais.

(O POVO Online)

Natal – Servir a Deus

Em um conto sobre o menino Jesus, o jornalista Nicolau Araújo manda artigo para o Blog. Ele aponta qual o verdadeiro presente de Natal que podemos oferecer a Deus. Confira:

Há mais de dois mil anos, às margens do rio Jordão, um rico comerciante caminhava angustiado, pois não sabia como poderia servir a Deus.

Pensou que, talvez, Deus gostaria se toda a sua fortuna fosse transformada em pães para alimentar os pobres. Mas logo deduziu que, no dia seguinte, os pobres estariam novamente com fome e ele não mais teria dinheiro para comprar mais pães.

Então idealizou a construção de milhares de casas. Mas logo concluiu que não teria tamanha fortuna para isso.

No auge da sua angústia, o comerciante ouviu a voz de uma criança às suas costas:

– Tenho sede.

Por alguns segundos, o homem ficou paralisado diante da luz que irradiava em volta da criança.

– Tenho sede! Insistiu a criança.

O comerciante, então, caminhou até o rio e levou água em suas mãos.

A criança reclamou:

– A quantidade de água que pegaste para a minha sede, não é mais a quantidade que me ofereces, pois muito fora desperdiçado no caminho por entre os seus dedos.

O homem então olhou em volta e notou uma cabaça. E retornou do rio com a água.

A criança novamente reclamou:

– A água pura que colheste do rio, não é a que me ofereces agora, pois há impurezas na cabaça.

O comerciante então voltou a angustiar-se, ao não saber como proceder. A criança então falou:

– Servir a Deus é manter-se forte e puro para quando Ele de ti precisar para matar a sede do Seu rebanho.

Roberto Cláudio visita famílias em hospitais

148 2

Nesta véspera de Natal, na manhã deste domingo (24), o prefeito Roberto Cláudio e a primeira-dama Carol Bezerra visitaram pacientes do Hospital Infantil de Fortaleza Dra. Lúcia de Fátima, enquanto equipes da Secretaria da Saúde visitavam o Hospital Gonzaguinha do José Walter.

Durante a visita, eles compartilharam mensagens natalinas e deram presentes para pacientes que estão internados.

Durante a visita da família do prefeito Roberto Claudio, os corredores do hospital, localizado no bairro Parangaba, foram tomados pelas músicas natalinas entoadas pelo Coral Natal de Luz, formado por crianças da Associação Nossa Casa Mãe África (ANCMA).

A primeira-dama Carol Bezerra destacou a importância da visita para sua família. “Estamos felizes em participar desta confraternização. Hoje é um dia de doação. Natal significa deixarmos de lado o egoísmo e nos confraternizarmos com aqueles que mais precisam de solidariedade”.

O mesmo cenário de solidariedade e emoção marcou a visita a ala da maternidade do Hospital Gonzaguinha do José Walter. A entrega de presentes às mães dos recém-nascidos foi acompanhada pelo Coral da Etufor (Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza).

(Fotos – Divulgação)

Passageiros lotam aeroportos na antevéspera de Natal

Maior concentração de passageiros nos aeroportos brasileiros deve ser registrada nos próximos dias por causa das festividades de final de ano. A empresa responsável pelo Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, o mais movimentado do país, espera receber para o Natal, entre 22 e 26 de dezembro mais de 584 mil passageiros, aumento de 11% em relação ao mesmo período de 2016.

No período do Ano Novo, entre 29 de dezembro e 2 de janeiro de 2018, o movimento deve chegar em 593 mil passageiros. O volume é 14% maior que o registrado em 2016 nos mesmos dias. “Muitas ações durante o ano impulsionaram a alta na movimentação para o final de 2017. O GRU Airport anunciou novas rotas e, agora em dezembro, trabalha com mais uma operação para Roma, um segundo voo da Aeroméxico, além dos habituais reforços de alta temporada para os destinos de turismo dentro do Brasil – em especial, para o Nordeste”, justificou o presidente do GRU Airport, Gustavo Figueiredo.

Para quem já está de malas prontas para viajar, a recomendação é fazer o check in com antecedência pela internet e chegar com pelo menos 1h30 antes para voos nacionais e 2h para internacionais.

(Agência Brasil)

Feliz Natal – Instituto Mão Amiga recebe até sábado doações

A campanha “Doe com Amor”, do Instituto Mão Amiga (Bairro Jóquei Clube), em Fortaleza, arrecada, até sábado (23), doações para seus projetos sociais. Um estande nesse sentido está montando no Piso L1, próximo ao Supermercado São Luis, no Shopping RioMar Kennedy.

A entidade, há 15 anos atuando no atendimento pedagógico e de neurorreabilitação e promoção da inclusão de crianças com deficiência, precisa de todo apoio.

SERVIÇO

*Mais informações no Facebook da entidade (facebook.com/maoamigainstituto) e pelos números (85) 3290-0815/3099-3131.

(Foto – Arquivo)

Veja o que vai funcionar no período do Natal em Fortaleza

Papai Noel vai trabalhar dobrado.

A menos de uma semana para o Natal, lojas, shoppings e cinemas estão com os horários definidos para a data. Nos dias que antecedem o feriado, os locais devem ampliar o período de funcionamento buscando atrair clientes que deixaram para comprar presentes na última hora.

O POVO Online fez uma lista dos serviços e comércios que abrem e que fecham em Fortaleza no fim do ano.

Shoppings

RioMar Fortaleza e RioMar Kennedy
Dias 21, 22 e 23 de dezembro
Horário: das 9 horas às 23 horas
Dias 24 e 31 de dezembro
Horário: das 9 horas às 18 horas.
Dias 25 de dezembro e 1º de janeiro
Lojas, quiosques e serviços públicos fechados.
Cinema: seguirá os horários das sessões disponíveis no site da Cinepólis
Operações de lazer e alimentação: facultativas das 10h30min às 22 horas.

Shopping Parangaba 
Dias 21, 22 e 23 de dezembro
Horário: das 9 horas às 23 horas
Dia 24 de dezembro
Horário: das 10 horas às 18 horas
Dia 25 de dezembro
Horário: lojas e quiosques estarão fechados
Cinema: funcionará de acordo com os horários das sessões
Praça de alimentação e lazer: ponto facultativo

Shopping Aldeota
De 21, 22 e 23 de dezembro
Lojas e a praça de alimentação
Horário: das 9 horas às 22 horas
Pão de Açúcar
Horário: das 7 hiras às 22 horas
Cinema
Horário: das 13h30min às 21 horas
Dia 24
Lojas e praça de alimentação
Horário: das 9 horas às 18 horas
Pão de Açúcar
Horário: das 7 horas às 18h
Cinema
Horário: das 13h30min às 17 horas

Dragão do Mar
Funcionamento de 20 a 26 de dezembro
De segunda a quinta: das 8 horas às 22 horas
de sexta a domingo e feriados: das 8 horas às 23 horas
Bilheteria
De terça a domingo: a partir das 14h
Cinema do Dragão
De terça a domingo: das 14 horas às 22 horas
Museus
De terça a sexta: das 9 horas às 19 horas (acesso até as 18h30)
sábado, domingo e feriados: das 14 horas às 21 horas (acesso até as 20h30)
Multigaleria
De terça a domingo: das 14 horas às 21 horas (acesso até as 20h30)

Comércio
Dia 24 de dezembro
Horário: de 8 horas às 19 horas
Dia 25 de dezembro
Horário: a ser definido junto à Câmara de Dirigentes Lojistas de Fortaleza (CDL)

Supermercados
Dia 24 de dezembro
Lojas irão abrir normalmente
Dia 25 de dezembro
Lojas estarão fechadas

Pão de Açúcar
Dias 24 e 31 de dezembro
Horário: até às 18 horas.
Dias 25 de dezembro e 1º de janeiro de 2018
Lojas estarão fechadas

Extra
Dias 24 e 31 de dezembro
Horário: até as 19 horas
Dias 25 de dezembro e 1º de janeiro de 2018
Lojas estarão fechadas

Postos de combustíveis
Dias 24 e 25 de dezembro
Horário: de 6 horas às 22 horas

Bancos
Dia 25 de dezembro
Bancos estarão fechados em virtude do Natal
Dia 29 de dezembro
As agências fecham as portas, tendo funcionamento exclusivamente interno
Dia 1º de janeiro
Não haverá atendimento

Cagece
Dia 25 de dezembro
Funcionará em regime de plantão para atendimento de manutenção das redes de água e esgoto. Lojas de atendimento estarão fechadas

(O POVO Online)

Instituto Penal Feminino terá Natal Solidário

O Núcleo Fortaleza do Mulheres do Brasil vai realizar nesta sexta-feira (22), a partir das 10 horas, o Natal Solidário no Instituto Penal Auri Moura Costa. A ação, apoiada pela Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado e Vice-Governadoria, contará com a entrega de kits de higiene às 946 detentas. Haverá lanche a ser partilhado nas vivências/celas.

Também haverá uma celebração natalina, em que estarão presentes as detentas que participaram do processo de Coaching por um Ceará Pacífico e integrantes do Mulheres do Brasil, lideradas por Ana Maria Studart e Annette de Castro.

(Foto – Evilázio Bezerra)

Paróquia Nossa Senhora da Glória promove o Grande Concerto de Natal

48 1

A Paróquia Nossa Senhora da Glória (Cidade dos Funcionários) promoverá nesta quinta-feira, a partir das 20 horas, o Grande Concerto de Natal. Antes, haverá a missa das 18h30min, na Igreja Matriz.

O Concerto vai contar com mais de 100 vozes de corais renomados do Ceará, sob a regência da maestrina Jacqueline Sidney e dos maestros Gonzaga Leite e Luís Carlos Prata.

“Em Cristo somos todos irmãos” (Mt 23,8) é o tema do Concerto, que contará com a participação dos corais do BNB Clube, Unifor, Moenda de Canto, Vozes do Sintufce, Sétima Voz e Vozes da Justiça.

SERVIÇO

*Paróquia Nossa Senhora da Glória – Avenida Oliveira Paiva, 905 – Cidade dos Funcionários)

*Mais informações – (85) 3279.4500.

Associação promove ceia de Natal para moradores em situação de rua na Beira Mar

A Associação dos Amigos do Evangelho da Beira Mar promoverá, nesta sexta-feira (22), a partir das 19 horas, em frente ao Náutico Atlético Cearense, uma ceia de Natal para pessoas em situação de rua e comunidades carentes da área.

Na ocasião, haverá ainda a distribuição de produtos de higiene pessoal e momentos de reflexão e orações.

SERVIÇO

*Quem quiser se engajar e ajudar ou fazer doações, procurar Karine – (85) 98612 3451.

Sindiônibus entrega, em clima natalino, 200 kg de alimentos para Orfanato Cristo Rei

Mais de 200 quilos de alimentos foram arrecadados na campanha “Faça a Diferença com Solidariedade” e entregues ao Orfanato Cristo Rei, na noite da última segunda-feira.

A iniciativa do Sindiônibus e do Criarht (grupo de profissionais de RH das empresas de ônibus) contou com o apoio do ônibus iluminado da Empresa Vitória.

Na ocasião, as crianças do abrigo aproveitaram para dar um passeio no ônibus todo decorado e dirigido por um motorista bem especial: o Papai Noel.

(Foto – Divulgação)

SPB Brasil e CNDL estimam que 11,5 milhões de consumidores vão às compras neste Natal

Muitos consumidores brasileiros devem deixar as compras de Natal para a última hora. É o que revela uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) em todo o país. Os números estimam que 11,5 milhões de pessoas irão comprar os presentes apenas uma semana antes do Natal, o que corresponde a 9% de consumidores que têm a intenção de presentear alguém neste fim de ano.

A pesquisa mostra que a maioria (41%) tinha a intenção de comprar os presentes na primeira quinzena de dezembro e 24% durante novembro. Já entre os que vão comprar uma semana antes do Natal, a principal justificativa para 52% é que preferem esse período para ver se conseguem alguma promoção boa e, dessa forma, conseguir economizar. Já 15% afirmam que só recebem o pagamento perto do Natal e 10% devido à falta de tempo. Outros 9% estão esperando a parcela do 13º salário.

“Deixar as compras natalinas para a última hora nem sempre é uma escolha acertada para quem pretende economizar, principalmente”, afirma a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti. “Se o consumidor deixa para comprar muito em cima da hora, acaba não tendo tempo para pesquisar preços ou encontrar opções de produtos mais baratas e, consequentemente, fica mais exposto à gastos maiores, que podem comprometer o orçamento”, explica.

A economista aconselha: “O ideal é fazer uma lista de todos os presenteados, definir o quanto se pode gastar e levar o dinheiro contado. Dessa forma, não há perigo de exceder o valor previsto com a compra de outros presentes por impulso”.