Blog do Eliomar

Categorias para Natal

FCDL aposta num incremento de 8% nas vendas natalinas

O comércio trabalha com a expectativa de ter aumento nas vendas, por conta do Natal, na faixa dos 8%.É o que estima o presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL), Freitas Cordeiro.

“Há, no entanto, setores como supermercados apostando mais alto”, diz. ele, confiante de que o comércio experimentará boas vendas porque o cearense, mesmo com clima de crise, nunca deixa de comprar até uma lembrancinha.

Freitas adianta que setores como perfumaria, confecções, sapatos e acessórios e eletroeletrônicos e eletrodomésticos experimentarão aquecimento.

Na pesquisa feita pelos institutos ligados às federações do comércio, há uma previsão de que o consumidor está disposto a gastar até R$ 1110,00 com presentes durante o Natal

(Foto – Tatiana Fortes)

Terminais de ônibus terão show de corais natalinos

“Atendendo a uma sugestão sua, caro Eliomar de Lima, informamos que, logo após o dia 23, data do lançamento do Natal de Luz na Praça do Ferreira, haverá apresentação de corais natalinos também nos terminais de ônibus”, avisa o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Fortaleza, Assis Cavalcante.

Esse ciclo de corais vai ser coordenado pelo querido maestro Poty Fontenele, nome que dispensa comentários.

Um ótimo começo para democratizarmos os eventos natalinos nesta Capital de tantos contrastes. Que em 2019, a CDL pense também em buscar o apoio de parceiros para termos praças da cidade decoradas.

(Foto – Paulo MOska)

Shopping RioMar Papicu reúne imprensa e apresenta a “Casa do Papai Noel”

O Shopping RioMar Papicu realizou, neste fim de sexta-feira, o lançamento de sua decoração de Natal.

Na ocasião, houve ceia com jornalistas convidados, apresentação de show e o anúncio da chegada do Papai Noel, marcada para a tarde deste domingo.

Neste ano, a decoração aborda o tema Casa do Papai Noel.

(Foto e Vídeo – Paulo MOska)

110 milhões de consumidores devem ir às compras natalinas, diz pesquisa da CNDL/SPC Brasil

Tô, te esperando!

Apesar da lenta recuperação da economia no país e do ambiente de incertezas, a maior parte dos brasileiros pecer as vendas do varejo em 2018. É o que revela pesquisa realizada em todas as capitais pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). As projeções permanecem no mesmo patamar do último ano e indicam uma injeção de aproximadamente R$ 53,5 bilhões na economia.

Além disso, espera-se que mais de 110,1 milhões de consumidores presenteiem alguém no Natal de 2018. Em termos percentuais, 72% dos brasileiros planejam comprar presentes para terceiros no Natal deste ano, número que se mantém elevado principalmente nas classes A e B (83%). Apenas 9% disseram que não vão presentear — 26% porque não gostam ou não têm o costume, 23% por estarem desempregados e 17% por não ter dinheiro — enquanto 19% ainda não se decidiram.

Na avaliação do presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Junior, a injeção desse volume de recursos na economia reforça o porquê a data é a mais aguardada do ano para consumidores e comerciantes. “Embora o cenário econômico atual não esteja tão favorável, a expectativa positiva para o Natal dá indícios sobre a disposição dos brasileiros em consumir”, afirma Pellizzaro Junior.

Consumidor pretende comprar entre quatro e cinco presentes; ticket médio será de R$ 116 por item. Considerando os que realizaram compras no ano passado, 27% planejam gastar mais

Em média, os consumidores ouvidos na pesquisa devem comprar entre quatro e cinco presentes. O valor médio com cada item será de R$ 115,90, sendo maior entre os homens (R$ 136,51). O levantamento também revela que o número dos que pretendem desembolsar entre R$ 101 e R$ 200 com presentes cresceu na comparação com 2017, passando de 10% para 16%. Esse percentual chega a mais de um terço (33%) na faixa acima de 55 anos. Há, contudo, uma parcela considerável de consumidores (33%) que ainda não decidiu qual ao valor a ser desembolsado.

Outro dado que sugere uma disposição maior de consumo para o Natal é que quase um terço (27%) dos entrevistados que compraram presentes em 2017 irá gastar um valor superior este ano — alta de oito pontos percentuais na comparação com o último Natal. Outros 30% planejam gastar a mesma quantia e 22% menos. Considerando os que vão gastar mais no Natal de 2018, 29% afirmam que vão adquirir um presente melhor, enquanto 25% reclamam do aumento dos preços, principalmente as classes A e B (41%). Há ainda, 22% de pessoas que economizaram ao longo do ano para poder gastar mais com os presentes natalinos, em especial as mulheres (33%).

Entre os que irão diminuir os gastos, a principal razão deve-se à situação financeira ruim e ao orçamento apertado (34%). Outros 30% afirmaram que querem economizar, enquanto 14% possuem outras prioridades de compra, como a casa própria ou um automóvel e 12% estão desempregados.

85% dos consumidores vão pesquisar preços antes de comprar presentes; lojas de departamento e internet são principais locais de compra

Shopping Benfica – Papai Noel chega no dia 17 de novembro

O Natal de 2017 foi sucesso.

A chegada do Papai Noel no Shopping Benfica ocorrerá no próximo dia 17, com inauguração do Bosque Encantado A festa terá início às 17 horas, na entrada principal (Avenida Carapinima), com o show “A Magia de Natal”. Em seguida, em uma parada, animada ao vivo pela banda de música do Corpo de Bombeiros, personagens de bosque, como duendes e fadas e crianças, acompanharão a vinda do Papai Noel ao shopping.

As cores preponderantes da decoração vão ser o branco e o vermelho. Na fachada principal, a árvore de Natal aparecerá com 15 metros de altura, informa a assessoria de imprensa desse polo de compras.

O cenário da Árvore do Bem ganha roupagem especial, também inserido no Bosque Encantado do Papai Noel. A árvore terá movimentos animatrônicos, inclusive com fala, e receberá os cartõezinhos com os sonhos de mais de 2 mil crianças carentes, de instituições filantrópicas da cidade. Cada uma deixará um cartãozinho com seu pedido para os clientes, que desejarem, atenderem.

O projeto não se limita ao Natal. “O que desejamos é estreitar os laços entre a pessoa que doa (padrinho) e que ela se torne presente na vida dessas crianças”, pontua a superintendente Marcirlene Pinheiro.

Programação

*Chegada do Papai Noel: 17/11, programação inicia às 17h

*Visita ao Papai Noel:

Segunda a sexta-feira, das 17:30 horas às 21:30 horas

Sábados, das 15:00 horas às 21:30 horas

Domingos, das 14:00 horas às 20:00 horas

Dia 24/12, 10:00 horas às 15:00 horas

*Projeto Árvore do Bem

Apadrinhamento: piso térreo, de 17/11 a 11/12.

Papai Noel entregará os presentes às crianças, no Shopping Benfica, dias 19 e 20/12

*Apresentações de corais de natal

Sextas e sábado de novembro e dezembro, a partir do dia 17/11

Praça de alimentação, às 19h

Promoção Natal Contiggo é Bem Melhor Shopping Benfica

Período de participação: 17/11/18 a 02/01/2019

Sorteio: 03/01/2019

SERVIÇO

*Mais informações – 3243-1000.

(Foto – Divulgação)

Papai Noel chega ao North Shopping neste sábado

O Papai Noel chegará ao North Shopping (Bairro São Gerardo) neste sábado, a partir da 16 horas, em frente ao estacionamento E-8. Nesta edição, este polo de compras optou por uma decoração tendo como mote “O Circo”.

A visitação ao Bom Velhinho ocorrerá diariamente, até o próximo dia 25 de dezembro, sempre das 15 às 21 horas de segunda a sábado e das 14 às 20 horas no domingo.

DETALHE – O Papai Noel do Shopping Via Sul (Bairro Sapiranga) chegará dia 17, a partir das 17h30min, com o tema da decoração “Vila do Natal”.

DETALHE 2 – O Papai Noel do North Shopping Jóquei  chegará dia 18 próximo, a partir da 15 horas. O tema da decoração é “Um Doce de Natal”.

Jardins Open Mall – Decoração natalina com show de luzes

O clima de Natal já está no ar nos Jardins Open Mall que, a partir das 18 horas desta quinta-feira, vai inaugurar sua decoração, com show de cores e iluminação, informa a assessoria de imprensa desse polo de compras situado na avenida Desembargador Moreira, 1011, no bairro Aldeota, em Fortaleza.

Todo ambiente do Jardins Open Mall estará pronto para receber as pessoas até o final de dezembro não apenas com luzes, brilho e decoração, mas com um espaço preparado para afetos e encontros como a AUÊ Feira Criativa e as apresentações artístico-musicais do Instituto Beatriz e Lauro Fiúza, além da visita do Papai Noel.

“Nosso Natal é planejado durante seis meses e sua montagem envolve cerca de 30 pessoas dedicadas e embelezar ainda mais o espaço do Jardins Open Mall, caracterizado por seus corredores arborizados e pela ambientação aconchegante. O acender das luzes da decoração natalina já virou tradição na cidade e é com muito carinho que transformamos o shopping, nesta época tão festiva, em um cartão-postal de boas vindas aos turistas e em um presente para os moradores da cidade”, explica Tatiana Gurgel, gerente de Marketing do empreendimento.

Programação

Na programação natalina, a partir desta quinta-feira, haverá a apresentação de instrumentistas passeando pelas alamedas do shopping tocando clássicos do período e também as melhores interpretações de jazz. A Street Band, dirigida pelo Maestro Poty Fontenele, e o Hermano Faltz Quintet abrilhantarão a noite de inauguração da decoração natalina com música de qualidade.

Já nos dias 23,24 e 25 de novembro será a vez da AUÊ Feira Criativa montar sua estrutura no Jardins Open Mall. A ideia é oferecer aos visitantes presentes originais e alguns produtos feitos por artesãos e empreendedores cearenses especialmente para esta edição, colaborando para unir todos em um ambiente agradável e tranquilo para compras e lazer.

No dia 8 de dezembro, o shopping receberá a tão esperada visita do Papai Noel, encantando crianças e adultos com as boas energias que só o Natal tem. O Bom Velhinho será recepcionado ao som das vozes das crianças do Coral Vozes de Iracema, mantido pelo Instituto Beatriz e Lauro Fiúza.

(Foto – Divulgação)

Comércio cearense espera incremento de 10% nas vendas durante o Natal

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta terça-feira:

O comércio cearense espera um incremento nas vendas, por conta do Natal, da ordem de 10%.

É o que informa o vice-presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado e vice da Câmara de Dirigentes Lojistas de Fortaleza, Honório Pinheiro. Ele afirma que não está sendo otimista em demasia, apegando-se ao fato de que “faz parte da tradição da clientela presentear nessa época” e promover uma série de confraternizações que asseguram a venda de produtos variados que vão dos eletroeletrônicos, eletrodomésticos, roupas, calçados e também “lembrancinhas das mais variadas”.

Honório destaca que o comércio aposta em campanha maciça de publicidade e em promoções. A Federação do Comércio do Estado deve, nos próximos dias, divulgar pesquisa sobre as expectativas do consumidor quanto ao período natalino.

Aliás, bom lembrar que o Natal para esse segmento já começou. É só passar o Dia de Finados que até Papai Noel já aparece cruzando os céus e aterrissando nos shoppings do Estado.

(Foto – Ilustrativa)

Campanha natal de luz terá três atrações especiais

Da Coluna Eliomar de Lima, no O POVO deste sábado (3):

Uma atração nacional está sendo fechada, nas próximas horas, para o XXII Ceará Natal de Luz 2018. A campanha, que objetiva incrementar vendas e reforçar o espírito de solidariedade da época, será aberta no próximo dia 23, a partir das 18 horas, na Praça do Ferreira.

Toda a programação será divulgada terça-feira, em clima de café da manhã, na sede da CDL, pelo presidente dessa entidade, Assis Cavalcante.

Ele adianta: além do tema já definido – “Somos Luz. Somos da Paz”, a ação contará com atrações de peso nacional também na Praça Portugal (Bairro Aldeota) e no Cineteatro São Luiz, bem como decoração à vontade nas ruas do Centro, em parceria com a Prefeitura e o Governo do Estado. Haverá também distribuição de mudas, chegada festiva do Papai Noel e, claro, o coral infantil, com apresentações em sacada de prédio histórico da Praça do Ferreira.

Pena, no entanto, que essa campanha, com decoração festiva e tudo, continue sem bater à porta de muitas praças dos bairros da cidade. Nesse ponto, a parceria nunca saiu do papel.

“Ceará Natal de Luz” será lançado na próxima terça-feira

O Ceará Natal de Luz 2018, com lema “Somos luz. Somos da paz”, será lançado na próxima terça-feira, às 8 horas, em clima de café da manhã. Mais precisamente na sede da CDL de Fortaleza.

À frente do evento, com anúncio de todos os detalhes da campanha, o presidente da CDL, Assis Cavalcante, que, inclusive, está otimista quanto às vendas durante o Natal.

Assis Cavalcante não arrisca percentuais, mas destaca que, mesmo em épocas de arrocho, o consumidor nunca deixa a data passar em branco. Nem que compre uma “lembrancinha”.

(Foto  Paulo MOska)

Supermercados esperam incremento de 10% na venda de produtos natalinos

Um levantamento feito pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras) junto a 102 empresas do setor indicam melhora na estimativa de vendas de produtos natalinos em 2018, na comparação com o ano anterior. Os dados do Departamento de Economia da Abras indicam que as vendas desses produtos do devem crescer 10,27% neste ano, ante uma projeção de 8,34%, em 2017. As consultas foram feitas entre 4 de setembro e 5 de outubro.

Na avaliação do presidente da Abras, João Sanzovo Neto, os empresários estão mais otimistas quanto à possibilidade de aumento do consumo nessa época, com base na leve recuperação do emprego e do poder aquisitivo diante de uma inflação mais controlada.

A maioria dos supermercadistas (66%), no entanto, manteve o mesmo nível de encomendas do ano passado. Apenas 18% apostaram em vendas superiores às de 2017. Pela projeção, entre os itens que deverão ser mais procurados estão o vinho importado e o panetone, seguidos de refrigerante, carne bovina, cerveja e frango congelado. Para promover o escoamento dos produtos, várias lojas trabalham com estratégias como degustação, promoção e brindes.

Ainda de acordo com as expectativas, as frutas nacionais deverão ter uma saída 11,38% maior do que no Natal do ano anterior e também acima do estimado em relação às frutas secas (9,7%). No segmento de carnes, espera-se alta de 11,91%. Já para pescados, as vendas de peixes frescos devem aumentar 11,25%; de pescado congelado, 9,1%; e do bacalhau 8,85%.

O setor também acredita que, em 2018, a procura por produtos importados deve ter um incremento de 6,92%, ante uma estimativa de 5,83%, no ano passado. Como o dólar em alta, principalmente, no período pré-eleitoral, as projeções indicam preços mais elevados para itens importados. Na média, o consumidor deverá pagar 10% mais por esses produtos.

Fora da lista de alimentos, as previsões mostram alta de 10% nos eletrônicos e de 8,27% nos brinquedos.

De acordo com a sondagem da Abras, houve aumento na proporção de empresários com intenção de contratar empregados temporários nas funções de operador de caixa, repositor, empacotador e entregador. Do total entrevistado, 33% disseram que vão ampliar esses postos de trabalho ante 23%, em 2017. A estimativa é de que sejam abertas entre 11 mil e 14 mil vagas.

(Agência Brasil)

Papai Noel já desembarca no Shopping Iguatemi no dia 4 de novembro

Mal outubro chega ao fim e já aparece informação dando conta da chegada do Papai Noel. Pois é, o Shopping Iguatemi anuncia que seu bom velhinho ali desembarca logo no próximo dia 4 de novembro.

A programação natalina, inclusive, será aberta na data com espetáculo pirotécnico e uma atração musical no palco que será montado no estacionamento do shopping. Nesta edição, o tema será “Natal Medieval do Papai Noel”.

Tudo começa às 18 horas, com o espetáculo “O Quebra-Nozes – O Musical”. Em seguida, a grande atração da noite. O Papai Noel virá do céu e desembarcará de helicóptero no Estacionamento Laranja do Iguatemi para a alegria de um público esperado em 25 mil pessoas.

“Natal Medieval do Papai Noel”

Desenvolvida exclusivamente para o Shopping Iguatemi Fortaleza, a decoração do “Natal Medieval do Papai Noel” tem assinatura de Cecília Dale, marca paulista referência no país em decoração natalina e convida crianças e adultos a se aventurar no universo de castelos, reis, rainhas, magos cavaleiros, arqueiros, princesas e dragões. Para entrar no clima, o cantinho de visitação do Noel terá uma linda torre medieval.

No grande Castelo, é possível avistar o trono do rei e da rainha, bem como assentos reais, uma parede com as fantasias do cavaleiro e da princesa com roupa comprida e sua linda coroa. As crianças que estiveram por trás das paredes poderão ainda tirar fotos como se fossem habitantes do castelo.

No teto e paredes, há bandeiras que mostram toda a tradição e descendência das famílias dos Reis da época. Dentro do castelo, outras surpresas também aguardam os visitantes, como uma passagem secreta dentro de uma das paredes laterais da grande lareira. Passando por essa abertura as crianças encontram um delicioso brinquedão que os leva a uma saída secundária. Do outro lado do castelo, encontra-se uma pista de cavalinhos que estão prontos para correr em suas pistas , levando nas selas seus cavaleiros e amazonas.

Guardando os jardins do castelo está Smokey, o querido dragão vermelho que adora brincar com as crianças. Ele se mexe, bate as asas, mexe suas orelhas, solta fumaça pela boca e tem um grunhido muito característico, mas não sai do seu lago particular. Tudo isso pode ser acionado pelas crianças que esperam a sua vez na fila para cavalgar nas suas montarias.

A decoração tem duas grandes árvores internas, uma com 7,5m de altura, outra com 10m de altura colocada próxima ao castelo. Na área externa do shopping, uma árvore gigante com 20m de altura e uma brilhante estrela dourada na ponta promete encantar a todos. Além do Castelo, os visitantes vão se divertir em atrações como cavalo com carroça, brinquedo com escorregador, espaço para contação de estórias, arcos com flechas para acertar o alvo, dentre outros.

*Mais sobre compras natalinas no O POVO aqui.

Indústria do panetone estima ampliar vendas mesmo com farinha cara

Um dos produtos mais consumidos no período de festas natalinas, o panetone deve chegar às prateleiras dos supermercados a preços mais salgados sob o efeito da pressão cambial sobre a principal matéria-prima, o trigo. Independentemente, disso, no entanto, os empresários do setor acreditam que a demanda interna continuará aquecida e acenam para a possibilidade de um aumento nas vendas entre 7% a 8%.

A estimativa foi apresentada hoje (18) pelo presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados (Abimapi), Claudio Zanão, durante a abertura da primeira edição do Salão do Panetone 2018, em um hotel da região da Avenida Paulista.

“Infelizmente, o trigo disparou em relação ao dólar, a farinha de trigo e, consequentemente, os preços vão subir, mas esperamos um crescimento entre 7% a 8%, o que ainda será muito bom”, disse o executivo. Caso essa projeção se confirme, significará uma desaceleração em relação a 2017, quando houve uma expansão de 13% (entre novembro do ano passado e janeiro deste ano),resultado classificado por Zanão como “excepcional”.

Hábito de consumo

No evento, foram apresentados dados de uma pesquisa sobre hábitos de consumo do produto, feita pela consultoria Kantar WorldPanel.

A pesquisa identificou que, a apesar de os fabricantes inovarem na diversidade de sabores, a preferência nacional ainda é pelas receitas tradicionais, que levam as frutas cristalizadas ou gotas de chocolate. Estas versões alcançaram 78,2% das vendas. Já os panetones com recheios representaram 17,4% e os sem fruta, 4,4%.

A grande procura ficou concentrada no mês de dezembro. Em 21,4% das casas pesquisadas, os moradores indicaram terem sido presenteados com esse produto.

O levantamento indicou ainda que, de novembro de 2017 a janeiro deste ano, quando foi identificada alta de 13%, 29 milhões de famílias compraram panetone, consumindo o equivalente a 39 mil toneladas, o que rendeu ao setor um faturamento de R$ 600 milhões.

A Grande São Paulo consumiu 22% da comercialização nacional. No Norte e Nordeste, as compras somaram 18% dos negócios no país, seguida da região Sul (16%), Interior de São Paulo (15%), Leste e interior do Rio de Janeiro (13%), Grande Rio de Janeiro (9%) e Centro-Oeste (8%).

(Agência Brasil)

“Temos prosperidade, agora queremos paz”, diz Trump

Na véspera do Natal, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, recebeu pedidos de crianças, perguntou o que elas mais queriam do Papai Noel e revelou o que estava em sua própria lista de desejos. Um garoto queria blocos de construção. Outro pediu que sua avó saísse do hospital. Já Trump, que enviou uma série de tweets combativos desde que chegou em sua casa de férias na Flórida, disse que quer “paz para o país”.

“Temos prosperidade, agora queremos paz”, disse Trump a uma criança chamada Ryan, que pediu que o Comando de Defesa do Espaço Aéreo Norte-Americano (Norad) cheque o progresso do Papai Noel. A cada ano, na véspera do Natal, o Norad pretende rastrear o voo do Papai Noel e seu trenó puxado por renas, uma tradição desde 1955, quando uma loja de departamentos imprimiu errado um número de telefone, gerando milhares de ligações a um coronel da Norad, que entrou na brincadeira.

Sentado em uma cadeira dourada ao lado da primeira-dama Melania, em uma sala ornamentada e elegante, o presidente conversou de maneira entusiasmada com jovens e seus pais. Jornalistas na sala conseguiam ouvir apenas o lado do presidente na conversa.

Em um estilo impetuoso, que é sua marca registrada, desenvolvida durante uma carreira no mundo imobiliário de Nova York, Trump previu que as crianças teriam o melhor Natal que já tiveram. “Eu vou fazer uma previsão: o Papai Noel vai te tratar bem. Muito bem. Da melhor maneira que ele já te tratou”, ele disse a uma criança do Mississippi, fazendo um convite para que esta fosse algum dia ao Salão Oval, na Casa Branca, sede do governo dos Estados Unidos.

Casper de Arlington, na Virginia, foi a criança que falou depois que Trump revelou seu desejo. “Blocos de construção! Eu sempre gostei disso também”, exclamou o presidente. “Eu prevejo que o Papai Noel te trará blocos de construção, tantos que você nem será capaz de usar todos eles”, disse Trump. Já Ryan disse ao presidente que queria que sua avó saísse do hospital. “Isso é ótimo. É melhor que pedir por um brinquedo ou algo”, disse Trump.

(Agência Brasil)

Drummond mostra como deveria ser o verdadeiro espírito natalino

Na crônica “Este Natal”, o poeta, contista a cronista Carlos Drummond de Andrade retrata o espírito natalino do brasileiro. Confira:

— Este Natal anda muito perigoso — concluiu João Brandão, ao ver dois PM travarem pelos braços o robusto Papai Noel, que tentava fugir, e o conduzirem a trancos e barrancos para o Distrito. Se até Papai Noel é considerado fora-da-lei, que não acontecerá com a gente?

Logo lhe explicaram que aquele era um falso velhinho, conspurcador das vestes amáveis. Em vez de dar presentes, tomava­os das lojas onde a multidão se comprime, e os vendedores, afobados com a clientela, não podem prestar atenção a tais manobras. Fora apanhado em flagrante, ao furtar um rádio transistor, e teria de despir a fantasia.

— De qualquer maneira, este Natal é fogo — voltou a ponderar Brandão, pois se os ladrões se disfarçam em Papai Noel, que garantia tem a gente diante de um bispo, de um almirante, de um astronauta? Pode ser de verdade, pode ser de mentira; acabou-se a confiança no próximo.

De resto, é isso mesmo que o jornal recomenda: “Nesta época do Natal, o melhor é desconfiar sempre”.Talvez do próprio Menino Jesus, que, na sua inocência cerâmica, se for de tamanho natural, poderá esconder não sei que mecanismo pérfido, pronto a subtrair tua carteira ou teu anel, na hora em que te curvares sobre o presépio para beijar o divino infante.

O gerente de uma loja de brinquedos queixou-se a João que o movimento está fraco, menos por falta de dinheiro que por medo de punguistas e vigaristas. Alertados pela imprensa, os cautelosos preferem não se arriscar a duas eventualidades: serem furtados ou serem suspeitados como afanadores, pois o vende­dor precisa desconfiar do comprador: se ele, por exemplo, já traz um pacote, toda cautela é pouca. Vai ver, o pacote tem fundo falso, e destina-se a recolher objetos ao alcance da mão rápida.

O punguista é a delicadeza em pessoa, adverte-nos a polícia. Assim, temos de desconfiar de todo desconhecido que se mostre cortês; se ele levar a requintes sua gentileza, o melhor é chamar o Cosme e depois verificar, na delegacia, se se trata de embaixador aposentado, da era de Ataulfo de Paiva e D. Laurinda Santos Lobo, ou de reles lalau.

Triste é desconfiar da saborosa moça que deseja experimentar um vestido, experimenta, e sai com ele sem pagar, deixando o antigo, ou nem esse. Acontece — informa um detetive, que nos inocula a suspeita prévia em desfavor de todas as moças agradáveis do Rio de Janeiro. O Natal de pé atrás, que nos ensina o desamor.

E mais. Não aceite o oferecimento do sujeito sentado no ônibus, que pretende guardar sobre os joelhos o seu embrulho.

Quem use botas, seja ou não Papai Noel, olho nele: é esconderijo de objetos surrupiados. Sua carteira, meu caro senhor, deve ser presa a um alfinete de fralda, no bolso mais íntimo do paletó; e se, ainda assim, sentir-se ameaçado pelo vizinho de olhar suspeito, cerre o bolso com fita durex e passe uma tela de arame fino e eletrificado em redor do peito. Enterrar o dinheiro no fundo do quintal não adianta, primeiro porque não há quintal, e, se houvesse, dos terraços dos edifícios em redor, munidos de binóculos, ladrões implacáveis sorririam da pobre astúcia.

Eis os conselhos que nos dão pelo Natal, para que o atravessemos a salvo. Francamente, o melhor seria suprimir o Natal e, com ele, os especialistas em furto natalino. Ou — idéia de João Brandão, o sempre inventivo — comemorá-lo em épocas incertas, sem aviso prévio, no maior silêncio, em grupos pequenos de parentes, amigos e amores, unidos na paz e na confiança de Deus.

Pessoas em situação de rua ceiam com voluntários na Praça do Ferreira

145 1

A tradição de se reunir com a família para a ceia de natalina, há 25 anos, não faz parte dos dezembros de Rogério Pinto Nascimento, 42. Em situação de rua desde 2015, o homem de riso frouxo lembra com saudade das vésperas de Natal que passou com familiares, tempos atrás, no bairro Tancredo Neves. Porém, na noite desse domingo, 24, Rogério voltou a experimentar um momento de comunhão.

Ao lado de amigos que têm a rua como moradia, ele ceou com cerca de 500 voluntários, que participaram da 4ª edição do projeto Ceia Natal, no Centro, promovido pela Igreja Batista Central (IBC). “É uma atitude muito linda. Muita gente que está aqui hoje abriu mão de estar com as suas famílias para cear com a gente. Eles dizem que é uma forma de demonstrar amor por nós e também a Deus. E eu acredito”, agradece Rogério.

A refeição foi servida e uma mesa farta, ladeada pela Coluna da Hora, em plena Praça do Ferreira. Contudo, não somente o jantar foi ofertado. Além de atividades recreativas para as crianças e da apresentação de músicos, foram ofertadas oportunidades de recomeço. Em conversas com os voluntários, que também sentaram à mesa e cearam junto com os moradores, vagas em abrigos e clínicas de recuperação para dependentes químicos foram oferecidas aqueles que desejassem.

Nos últimos três anos, cerca de 30 pessoas foram retiradas das ruas. Era a oportunidade que o técnico de som Flávio da Silva buscava. Há cinco anos na rua, saído da Barra do Ceará, ele diz que ainda trabalha, mas não tem dinheiro suficiente para manter uma moradia. “Passei alguns anos presos, por conta de algumas besteiras que fiz, mas não me envolvo mais. Hoje eu trabalho e pretendo sair dessa situação em janeiro. Por enquanto, minha família é essa aqui”, disse, apontando para outros moradores de rua.

Não foram somente os fiéis da IBC que participaram como voluntários da ceia. Muitas pessoas de fora da igreja, e até de outras religiões, souberam do evento, se prontificaram e foram acolhidos para servir. É o caso da estudante de engenharia Bruna Guilherme, 24, que se define como uma “cristã” ou “católica pouco praticante”. Ao lado da mãe e do namorado, ela soube da iniciativa por meio de uma amiga e resolveu participar.

O projeto Ceia Natal, de 2017, havia sido planejado há cerca de cinco meses, quando a permissão à Prefeitura de Fortaleza para a utilização do espaço, e o apoio da Polícia Militar, foram solicitados. Já a preparação dos alimentos começou ainda pela manhã, quando os voluntários, divididos em grupos, se revezaram na cozinha da sede da IBC, no bairro Ancuri.

No total, foi preparada quase meia tonelada de alimentos arrecadados em campanha na igreja e através das redes sociais. A comida foi posta à mesa por volta das 20 horas. A ceia se estendeu até às 22h30min, supervisionada por policiais e guardas municipais.

(O POVO Online)