Blog do Eliomar

Categorias para Política

Presidente do PSD/CE reforça campanha no Vale do Jaguaribe

dommm

O deputado federal Domingos Neto, presidente estadual do PSD, fez campanha nesta quinta-feira no Vale do Jaguaribe.

Em Alto Santo. ele se reuniu com os candidatos a prefeito Adelmo Aquino (SD) – que tem como vice Genileuda (PSD), com Eudes (PSD), candidato em Potiretama.

Durante o encontro, Domingos Neto reiterou o apoio às duas candidaturas e a construção de parcerias junto ao Governo do Estado e à União. Prometeu ser canal de articulação para atrair benefícios para os dois municípios.

(Foto – Divulgação)

Eleições 2016 – Eunício Oliveira reforça presença no Interior cearense

eunicioom

O senador Eunício Oliveira (PMDB) reforçou presença no Interior do Estado nesta arrancada final de campanha. ele diz que já visitou 34 cidades e que já participou de comícios tanto para candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereadores do PMDB como para os aliados.

Nesta quinta-feira, o senador estará em dois comícios: em Acaraú, onde o PMDB tem como candidato à Prefeitura o conhecido “Pedim do Cleto”, que já foi prefeito, e em Camocim, onde o partido disputa com Euvaldete Ferro. Nesta noite desta quarta-feira, Eunício esteve em Fortim e Aracati.

(Foto – Divulgação)

São Gonçalo do Amarante vai realizar o Dia D da Vacinação

vacina-criança

O município de São Gonçalo do Amarante (Região Metropolitana de Fortaleza) vai realizar no próximo sábado (24) o Dia D de Vacinação. O município estará com todos os seus postos de saúde engajados  na campanha nacional de mobilização para atualização das cadernetas de vacina. Aproveitando a oportunidade da visita ao posto, a Secretaria de Saúde do Município também reforçará o atendimento odontológico de crianças e adolescentes, que farão avaliação da saúde bucal e terão orientações sobre métodos adequados de escovação, informa a assessoria de imprensa da Prefeitura.

As doses estarão disponíveis nos postos de saúde do município até 30 de setembro. A maior preocupação é com a atualização da vacina contra poliomielite, uma vez que a campanha nacional de imunização contra a doença, geralmente realizada em agosto, pelo Ministério da Saúde, foi adiada para setembro, devido a realização das Olimpíadas no Rio. Devem ser vacinadas crianças entre 6 meses e 5 anos de idade que ainda não tenham completado o esquema de prevenção da doença, que é de três doses da vacina injetável e mais duas doses de reforço em versão oral.

Outro público que também é alvo de mobilização nesta campanha de atualização das cadernetas de vacinação são os adolescentes. Isso porque, diferentemente das crianças pequenas que são levadas às unidades de saúde pelas mães, adolescentes e jovens são mais resistente em buscar serviços de saúde. Esta é a primeira vez que o SUS disponibiliza doses de todas as vacinas. São 14 tipos, que poderão ser encontradas gratuitamente nos postos de saúde do município: Hepatite A, VIP, Meningocócica C, Rotavírus, HPV, Pneumo 10, Febre Amarela, Varicela, Pentavalente, Tetraviral, Dupla Adulto, DTP, Tríplice Viral, VOP (Poliomielite).

Atualização das dosagens, segundo o Ministério da Saúde

HPV

Como era: 2 doses para meninas de 9 a 13 anos com intervalo de 6 meses; 3ª dose 5 anos depois.

Como fica: 2 doses com intervalo de 6 meses para meninas de 9 a 14 anos.

Poliomielite

Como era: injeção aos 2 e 4 meses e gotinha aos 6 meses. 2 doses de reforço aos 15 meses e aos 4 anos (ambas de gotinha).

Como fica: muda somente que a 3ª dose passa ser a injetável.

Pneumocócica 10V

Como era: 3 doses (2, 4 e 6 meses de idade) e reforço entre 12 e 15 meses.

Como fica: 2 doses – aos 2 e 4 meses e um reforço aos 12 meses.

Meningocócica C

Como era: 2 doses, aos 3 e 5 meses de idade, com reforço aos 15 meses.

Como fica:2 doses, aos 3 e 5 meses de idade, com reforço aos 12 meses.

Sérgio Moro boqueia preventivamente os bens de Guido Mantega e demais investigados

“O juiz federal Sérgio Moro decidiu hoje (22) bloquear preventivamente as contas bancárias e de investimentos pertencentes a oito investigados na 34ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada nesta manhã. Com a decisão, o bloqueio preventivo de R$ 10 milhões atinge o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega e os demais acusados.

O objetivo da medida, solicitada pelo Ministério Público Federal (MPF) é garantir o ressarcimento aos cofres públicos em caso de condenação, mas não significa que os investigados tenham os valores depositados.

A prisão de Mantega e dos demais investigados foi autorizada por Moro. De acordo com a ação do MPF, baseado em depoimento do empresário Eike Batista, ex-presidente do Conselho de Administração da petroleira OSX, em novembro de 2012, Guido Mantega, que à época era presidente do Conselho de Administração da Petrobras, teria pedido R$ 5 milhões de doação para o PT.

Para operacionalizar o repasse, Eike Batista firmou contrato falso com empresa ligada a publicitários já denunciados na Operação Lava Jato por disponibilizarem seus serviços para a lavagem de dinheiro oriundo de crimes. Após uma primeira tentativa frustrada de repasse em dezembro de 2012, em abril de 2013 constatou-se a transferência de US$ 2,350 milhões, no exterior, entre contas de Eike Batista e dos publicitários.

Além do ex-ministro, os presos temporários nessa operação foram: Luis Eduardo Neto, Rubem Maciel da Costa Val, Danilo Sousa Baptista, Luis Eduardo Guimarães Carneiro, Luis Claudio Machado Ribeiro e Francisco Corrales Kindelan. O oitavo investigado é Julio Cesar Oliveira Silva, que também tinha mandado de prisão decretado, porém está na Espanha e não há indicativo de que retorne ao Brasil.

No final da manhã, Moro revogou a prisão e garantiu que nem ele, nem as autoridades policiais ou os procuradores da República que participam da força-tarefa da Lava Jato sabiam que a esposa de Mantega estava internada no Hospital Albert Einstein para se submeter a uma cirurgia, “devido a uma doença grave”.

(Agência Brasil)

Secretaria do Turismo e o Espigão da Beira Mar

Da Secretaria Municipal de Turismo, recebemos a seguinte nota e que diz respeito às obras do Espigão da Beira Mar. Confira:

Caro Eliomar de Lima,

Sobre a publicação que cita que a Prefeitura de Fortaleza “mandou corrigir” problemas em obra na Beira Mar, após alerta de leitor do Blog , a Secretaria Municipal de Turismo esclarece: a obra ainda não foi concluída e, portanto, qualquer reparo durante sua execução, faz parte do cronograma inicial.

A escada que estava no local já era de caráter provisório, porém está sendo substituída devido aos transtornos causados pela maré alta, na última semana.

A próxima etapa da obra da Beira Mar vai contemplar o aterro hidráulico, entre os espigões da Rui Barbosa e Desembargador Moreira, com a engorda da faixa de praia com uma largura média de 80 metros, o que deverá cessar problemas causados pelas fortes ondas.

A Prefeitura aguarda liberação dos recursos, em matéria enviada ao Senado. O investimento foi captado pela Prefeitura de Fortaleza, através da CAF. Enquanto aguarda a liberação, o prefeito Roberto Cláudio deu início às três frentes de obras em andamento (conclusão do Espigão da Desembargador Moreira, calçadão no trecho Teresa Hinko e trecho que segue até o Mercado dos Peixes), com recursos próprios da Prefeitura.

As obras estão sendo executadas pela Secretaria Municipal de Turismo de Fortaleza, com previsão de entrega ainda este mês.

  • Secretaria Municipal do Turismo.

Para senadores do PT, prisão de Mantega foi “arbitrária”

Gleisi-Hoffman-ministra_beto-barata-ae_02062011-600

“Senadores petistas consideram que a revogação da prisão temporária do ex-ministro da Fazenda Guido Mantega pelo juiz federal Sérgio Moro no início da tarde mostra que a detenção foi “arbitrária”. Mantega foi preso no início da manhã de hoje (22) na 34ª fase da Operação Lava Jato da Polícia Federal, chamada de Arquivo X.

Ao justificar a decisão de mandar soltar o ex-ministro, Moro afirmou que, diante do quadro de saúde da esposa de Mantega, e como as buscas e apreensões de documentos nos endereços residenciais e comerciais dos investigados já foram feitas, não há mais a necessidade de manter o ex-ministro detido, já que ele não pode mais interferir na coleta de provas.

Pelo Twitter, o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), classificou a atitude de Moro de lamentável. “Prende-se um cidadão no hospital, ao lado da mulher com câncer, que ia se submeter a uma cirurgia. Depois, manda-se soltar. Que vergonha! Ficam absolutamente claros o abuso e o autoritarismo que o próprio autor [juiz Sérgio Moro] reconhece com a revogação do ato. Lamentável!”, escreveu o senador em sua conta na rede social.

Para a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), Moro recuou diante da repercussão negativa da prisão de Mantega em um hospital na capital paulista, onde estava para acompanhar uma cirurgia de sua mulher, que está em tratamento contra um câncer.

“Depois de críticas e protestos a mais uma arbitrariedade, Moro recua e revoga a prisão de Mantega, justificando acompanhamento à cirurgia da mulher. A ordem pública não corre mais risco!”, disse Gleisi em sua página no Facebook.

O líder da oposição no Senado, Lindbergh Farias (PT-RJ), prestou solidariedade ao ex-ministro, também por meio de uma rede social. “A prova do absurdo: a pressão e a denúncia da arbitrariedade garantiram um recuo na esdrúxula prisão do ex-ministro Guido Mantega. Ele estava no hospital para acompanhar a cirurgia da esposa, que sofre de câncer. O showzinho midiático da força-tarefa [da Operação Jato] teve apenas o objetivo de aquecer a pauta da mídia empresarial e criminalizar o PT”, afirmou o petista.

Mais cedo, o líder do DEM no Senado, Ronaldo Caiado (GO), disse que sempre foi senso comum que Mantega apenas cumpria “os mandos e desmandos” que a ex-presidenta Dilma Rousseff ditava para a política econômica. “Faltava autonomia ao ministro para comandar sua própria pasta. Por que imaginar que sua participação no petrolão seguiu critério diferente? Mantega sempre agiu sob ordens diretas do Palácio do Planalto”, disse o senador em uma rede social.”

(Agência Brasil)

Ciro admite “sequestrar” Lula para evitar sua prisao

224 3

foto ciro gomes

O ex-ministro Ciro Gomes (PDT), que foi titular da Integração Nacional no primeiro governo de Lula, já avisou que se houver indícios de que seu ex-chefe será preso injustamente, ele irá “sequestrar” o petista e colocá-lo em uma embaixada, onde ficará fora do alcance da Justiça brasileira.

Ciro – que recentemente disse que “será candidato a presidente em 2018 se o Lula não for” – diz que formaria um grupo de defesa do líder do PT. Segundo o ex-ministro, juristas avaliariam quando seria hora de agir para proteger Lula.

“Eu quero me voluntariar para formar um grupo, com juristas nos assessorando, que se a gente entender que o Lula pode ser vítima de uma prisão arbitrária, a gente vai lá e sequestra ele e entrega ele numa embaixada. Isso eu topo fazer”, declarou Ciro Gomes.

Será que vai repetir tal discuso a partir das 23 horas desta quinta-feira, quando for entrevistado ao vivo pelo jornalista Mário Sérgio Conti, no programa Diálogos, da GloboNews? Vamos aguardar.

(Também com Agências)

Juiz Sergio Moro revoga prisão de Guido Mantega

sergio-moro17

“Horas depois da prisão do ex-ministro da Fazenda Guido Mantega (PT) na manhã desta quinta-feira (22) pela PF (Polícia Federal) durante a 34ª fase da Operação Lava Jato, o juiz Sergio Moro revogou o pedido de prisão.

Em seu despacho, Moro diz considerar que Mantega não oferece riscos para a “colheita das provas” procuradas pela Operação e também considerou o fato de que Mantega acompanhava sua mulher que sofre de câncer e estava no hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde ela seria submetida a uma cirurgia. Mantega foi preso pela PF na saída do hospital. “Considerando os fatos de que as buscas nos endereços dos investigados já se iniciaram e que o ex-Ministro acompanhava o cônjuge no hospital e, se liberado, deve assim continuar, reputo, no momento, esvaziados os riscos de interferência da colheita das provas nesse momento”, disse Moro em seu despacho.

Mantega estava em um hospital no momento da detenção e foi alvo de um mandado de prisão temporária assinado por Moro.

Segundo as investigações, em 2012, o então ministro Mantega atuou diretamente junto ao empresário Eike Batista, à época dono da empresa OSX que havia sido contratada pela Petrobras, para negociar o repasse de recursos para pagamentos de dívidas de campanha de partidos políticos aliados do governo relativas às eleições de 2010. Em depoimento, Eike declarou que recebeu pedido do ex-ministro para que fizesse um pagamento de R$ 5 milhões para o PT.

Mantega comandou o ministério entre 2006 e 2014, nos governos dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff. Ele também foi presidente do Conselho de Administração da Petrobras. A prisão temporária é decretada em casos específicos e prorrogável por igual período caso comprovada sua necessidade.

(Porta Uol)

Greve na Uece – Uma autocrítica

238 2

Com o título “Greve na Uece  Uma autocrítica”, eis artigo do professor Francisco Artur Pinheiro Alves, do curso de História da Instituição. Ele lança um apelo à categoria para que reveja cenário onde uma minoria decidiu pela greve, sob postura acomodada dos alunos. Confira:

Como professor da Uece, posso manifestar-me fazendo uma autocrítica do movimento paredista que estamos vivenciando. Estou angustiado em perceber que os nossos alunos, dos cursos de graduação, estão sem aula há mais de quatro meses, vítimas de uma greve que não vislumbra resultados compatíveis com o prejuízo que está lhes causando diretamente. Destaco os alunos da graduação porque os cursos de pós-graduação, extensão e os setores administrativos estão funcionando normalmente. Se você for à Uece, percebe que tudo está funcionando, só não está havendo aula para a graduação.

O que é espantoso é que os alunos que estão prejudicados não se manifestam. O mesmo acontece com a maioria dos professores. As assembleias que decidem a greve não chegam a ter 20% da categoria; é a minoria quem decide. E fica por isso mesmo. Eu defendo um plebiscito após a deflagração da greve para referendar a decisão da assembleia. Como pode apenas 20% da categoria ter o poder de deflagrar e de continuar uma greve? 80% estão sendo omissos, abstendo-se. Será que isso é bom? É correto? É educativo? É exemplar para nós, educadores?

De outra parte, quero destacar a omissão da Reitoria. Não se percebe um movimento efetivo da reitoria visando ao fim da greve. Ela se mantém comodamente, no berço esplêndido do seu gabinete, manifestando-se vez por outra, por meio de notas vazias no site da instituição.
Portanto, como não conseguimos o aumento almejado junto ao governo, que alega o problema da baixa arrecadação, em face da crise econômica, devemos aceitar a sua promessa de atendimento de outras reivindicações (como a nomeação dos professores concursados, após o fim do movimento) e pararmos, imediatamente, esta greve. Não podemos mais continuá-la, pois a mesma está trazendo prejuízos irreparáveis aos nossos alunos da graduação. Por tudo isso, a saída que nos resta é voltarmos ao trabalho.

*Francisco Artur Pinheiro Alves

artur.pinheiro@uece.br
Professor de História da Universidade Estadual do Ceará (Uece).

Presidente da Infraero passou “voando” por Fortaleza?

fortaleza_aerea_aeroportopintomartins-5714

Obra do Pinto Martins – Símbolo do descaso oficial

O presidente da Infraero, Antônio Claret de Oliveira, visitou a base de Fortaleza, nesta semana, e expôs metas de sua gestão.

Aqui, manteve contato com o corpo de servidores que vivem a apreensão por conta do pacote de concessões respaldado pelo governo federal e que inclui o aeroporto entre as jóias dessa coroa.

Antonio Claret fez escala rápida pela Capital cearense e, não se sabe se esteve na obra inacabada do novo terminal de passageiros do Pinto Martins. Essa obra era para ter operado na Copa de 2014.

VAMOS NÓS – A imprensa lamenta que o presidente da Infraero tenha estado em Fortaleza e nada de contato com a mídia tenha sido acertado. Cochilo da assessoria?

Lula questiona forma da prisão de Guido Mantega

332 1

facebooklu

O ex-presidente Lula deixou Fortaleza no fim da manhã desta quinta-feira, pelo antigo terminal de passageiros do Aeroporto Internacional Pinto Martins. Aqui, ele participou, nessa noite de quarta-feira, na Praça do Ferreira, pró-candidatura de Luizianne Lins (PT) à Prefeitura de Fortaleza.

Antes do embarque, em jatinho fretado com destino a Natal (RN), Lula deu entrevista para o jornalista Luiz Viana, da Rádio O POVO/CBN. Ele lamentou a prisão pela PF do ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega, o que ocorreu na manhã desta quinta-feira, em São Paulo, dentro das 34ª fase da Operação Lava Jato.

Lula disse que gostaria de saber os motivos dessa prisão, mas aproveitou para questionar a possibilidade de que Guido tenha sido preso no âmbito de um hospital, no caso o Albert Einstein, onde acompanhava sua mulher para uma cirurgia. “Isso joga qualquer tese de humanitarismo no lixo!”, disparou, preferindo não acreditar que isso tenha ocorrido dessa forma.

Na avaliação de Lula seria absurdo, porque Guido é pessoa conhecida e tem residência fixa. Se isso tiver ocorrido, segundo Lula, estaria sendo jogado no lixo o respeito aos direitos do cidadão. Guido é acusado de favorecimento a empresas em favor de doações para o PT.

A Polícia Federal, em entrevista nesta manhã de quinta-feira ainda, negou tal procedimento.

Lula, em tom de desabafo, chegou a recomendar: que as pessoas não sejam julgadas pelas manchetes de jornais.

(Foto – Facebook José Guimarães)

Heitor pede em vídeo doações para a campanha

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=kQCpFoVIqu4[/embedyt]

O candidato a prefeito de Fortaleza pelo PSB, deputado estadual Heitor Férrer, disponibilizou, em sua página no Facebook, vídeo onde pede o apoio financeiro do eleitorado para sua campanha.

Heitor, inclusive, ensina como fazer a doação.

Nesta campanha, está proibida a doação de empresas. prática que, nos pleitos passados, reinava à vontade.

Camilo receberá em audiência o governador do RN

foto camilo santana governador

O governador Camilo Santana (PT) receberá às 14 horas desta quinta-feira, no Palácio da Abolição, o governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD).

Entre os assuntos, parcerias na luta contra o crime organizado que agiu no Ceará recentemente e atingiu, nas últimas semanas, o estado vizinho.

Camilo trabalha com os governadores para que o Ministério da Justiça adote medida que viabilize o bloqueio de celulares nos presídios. Há lei estadual, mas essa é alvo de questionamento no Supremo Tribunal Federal pelas operadoras de telefonia.

Há também uma pauta no plano econômico que é a mobilização dos estados nordestinos por igual tratamento, da União, no item renegociação de dívidas.

Alerta do Blog faz Prefeitura mandar corrigir problemas em obra na Beira-Mar

tadasi

Alerta feito neste Blog pelo leitor Tadashi Enomoto, acerca de riscos na encosta de obra no Espigão da Beira-Mar, teve efeito.

A Prefeitura de Fortaleza convocou e determinou que a construtora responsável acelerasse a complementação do projeto.

tadsi-2

No local, além dos caminhões, que já desembarcam material, foi colocada uma proteção.

Ciro falará na GloboNews sobre cenários do País

ciro-e-mechel-550x300

O ex-ministro Ciro Gomes vai participar, a partir das 23 horas desta quinta-feira, do programa “Diálogos”, da GloboNews, que tem na apresentação o jornalista Mário Sérgio Conti.

Hora de Ciro abordar o cenário político e econômico do País, na visão de quem já está como pré-candidato a presidente da República em 2018.

Alguém tem dúvida de que um dos alvos prioritários de Ciro será o governo Temer?

Lula deixará Fortaleza com destino a Natal

foto-lula-160921-pca-ferreira

Lula – Comício ontem à noite, na Praça do Ferreira.

O ex-presidente Lula só deixa Fortaleza por volta das 10h30min, quando, no antigo terminal de passageiros do Aeroporto Internacional Pinto Martins, pegará o jatinho com destino à Capital potiguar.

Ali, Lula vai participar de um comício em Ponta Negra e, claro, prosseguir a pregação de que virou alvo de perseguição política da Operação Lava Jato.

Lula tomou café da manhã no hotel onde está hospedado com algumas lideranças petistas do Estado. Entre elas, o deputado federal José Nobre Guimarães, e o presidente estadual do PT, Francisco de Assis Diniz. Também Rui Falcão, presidente nacional petista, Valter Freitas (CUT Nacional), Márcio Macedo, secretário de finanças do PT nacional, e Paulo Frateschini, do Instituto Lula.

De olho na tevê, todos souberam da prisão do ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega (Governos Lula e Dilma), na 34ª fase da Lava Jato.

Guido Mantega é preso na 34ª fase da Lava Jato

313 1

guido_mantega30

ATUALIZAÇÃO – 7h43min)

A Polícia Federal deflagrou, nesta manhã de quinta-feira, a 34ª fase da Operação Lava Jato. Entre os alvos da ação está o ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega (Governos Lula e Dilma).

Ele não estava em casa, pois, segundo um filho menor, acompanha a cirurgia de sua mulher no Hospital Albet Einstein.

Guido, segundo a Folha e Estadão, acabou sendo preso no hospital depois de concluída a cirurgia de sua mulher.

(Com Agências)

Sebrae lançará Guia do Candidato Empreendedor

Joaquim-Cartaxo1

Da Coluna Vertical, do O POVO desta quinta-feira:

Com o objetivo de fortalecer pequenos negócios, o Sebrae Nacional editou o Guia do Candidato Empreendedor. O documento, segundo o titular do Sebrae/CE, Joaquim Cartaxo, traz todas as informações sobre a Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas e propostas voltadas para a micro e pequena empresa.

É contribuição para a administração dos futuros prefeitos principalmente, segundo Cartaxo, oferecendo também todo o suporte para prática bem sucedida, em muitas cidades: o Programa Compras Governamentais, onde pequenos e micro participam de licitações nessa esfera.

No Ceará, o Guia será lançado na próxima segunda-feira, às 9 horas, no Palácio da Microempresa. Eis agenda para os senhores candidatos.

Filho de Bolsonaro visita PMs presos por chacina no Curió

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSC-SP), filho de Jair Bolsonaro, visitou nessa quarta-feira (21), no 5º Batalhão, no Centro, policiais militares presos sob acusação de participar da chacina do Curió, região da Grande Messejana, que deixou 11 mortos em novembro do ano passado. De acordo com o parlamentar, que também é policial federal, os PMs foram detidos sem provas.

“O que eles estão sofrendo ali é uma acusação genérica, que não serve para nenhum vagabundo. […] Quem estava ali no dia e passou perto do local dos fatos está sendo condenado. Não fizeram exame de balística nas armas deles. Não tem testemunhas reconhecendo eles”, argumentou.

Eduardo admite que não acompanhou o caso da chacina desde o começo, e que a visita aos PMs não estava programada. Ele criticou a conduta do governo do Estado e o fato de o Ministério Público, que denunciou os policiais, aprovar a prisão preventiva dos acusados.

“Fiquei sabendo dos detalhes melhor agora depois de visitá-los na prisão. Se cada policial ali tivesse dado um tiro essa chacina teria tido três vezes mais o número de tiros. Essas pessoas morreram com bem menos que 44 tiros, que é número de policiais presos”, disse.

O processo de investigação da série de assassinatos na Messejana corre em segredo de Justiça. Em 30 de agosto, três juízes autorizaram os mandados de prisão para 43 praças e um oficial, que permanecem detidos.

(O POVO)