Blog do Eliomar

Categorias para Política

Vitor Valim não disputará nada nestas eleições

1260 1

showthumb

João Albuquerque, Luciana Ribeiro e Valim.

O deputado federal Vitor Valim (PMDB) não será candidato a nada neste ano. Vai continuar com suas atividades em Brasília. Ele, aliás, já havia dito isso várias vezes, mas, pelo visto, a turma do PMDB achou que seria conversa fiada.

No site CNEWS, da TV Cidade, eis Valim permanecerá à frente do programa Cidade 190, só que agora contando com um novo companheiro: João Albuquerque. Ele entrou no lugar de Evaldo Costa, que se afastou da atração para disputar cadeira de vereador de Fortaleza pelo PRB. Com Valim também a garota-propaganda Luciana Ribeiro.

Falando ainda em TV Cidade, o radialista Águia Dourada também se afastou da telinha. Está como regra três do PRB para disputar vaga de vereador ou sair como vice do deputado federal Ronaldo Martins. Isso se Ronaldo entrar mesmo na disputa pela Prefeitura de Fortaleza.

DETALHE – O programa Cidade 190 é exibido na TV Cidade Fortaleza de segunda a sexta-feira, ao meio-dia.

Renan Calheiros tira da gaveta projeto que pune abuso de autoridade

renancal

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), anuncia que tirou da gaveta o anteprojeto de lei que trata do abuso de autoridade. Segundo a proposta, o abuso acontece quando a autoridade praticar, omitir ou retardar ato, no exercício da função pública, para prejudicar, embaraçar ou prejudicar os direitos fundamentais do cidadão garantidos na Constituição, como, por exemplo, a liberdade individual, a integridade física e moral, a intimidade, a vida privada e a inviolabilidade da casa.

O texto foi apresentado em 2009 e estava parado em uma comissão especial de regulamentação da Constituição no Senado. Calheiros afirmou que pretende colocar o projeto para votação antes do recesso parlamentar, que deve acontecer a partir do dia 13 de julho.

A pena para quem praticar o crime de abuso de autoridade, de acordo com a proposta, é de 4 a 8 anos de prisão e multa equivalente a 24 meses de salário. Na prática, caso o projeto seja aprovado, delegados, promotores, membros do Ministério Público, juízes, desembargadores e ministros de tribunais superiores que prejudicaram o cidadão indevidamente passam a responder pessoalmente pelo desvio. A lei atualmente em vigência sobre abuso de poder é de dezembro de 1965.

O texto prevê ainda o enquadramento como abuso de casos como a ridicularização de inocentes, vulgarização e quebra de sigilo, ordem ou execução de medida privativa da liberdade individual sem as formalidades legais, entre outros pontos. Também será considerado abuso de autoridade fazer afirmação falsa em ato praticado em investigação policial ou administrativa, inquérito civil, ação civil pública, ação de improbidade administrativa ou ação penal pública.

Questionado por jornalistas se o desarquivamento tem relação com a operação “lava jato”, o senador negou a relação. “Não adianta. Ninguém vai interferir na ‘lava jato’. A operação está andando e já tem muita gente presa”, disse. O presidente do Senado é investigado pela operação que apura desvios de verbas da Petrobras e fraudes de contratos.

(Com Agências)

Seminário debate Cultura do Medo

Aberto nesta manhã de sexta-feira, na Universidade do Parlamento Cearense (Unipace), o II Seminário Prevenção de Homicídios na Adolescência: discutindo a cultura do medo, o custo da violência e a impunidade.” O evento é uma das atividades desenvolvidas pelo Comitê Cearense pela Prevenção de Homicídios na Adolescência e objetiva avaliar e compreender as causas que levam adolescentes a serem vítimas ou atores de homicídios no Estado – o segundo do Brasil em homicídios de jovens, sendo Fortaleza a primeira dentre as capitais.

Ao longo do dia, pesquisadores renomados abordarão o tema da violência sobre diferentes perspectivas. Neste momento, o debate acontece sobre Cultura do Medo e Violência.

Confira  a programação

11h – Discutindo a cultura do medo e da violência
Michel Misse – Doutor em Sociologia, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro; pesquisador da área da violência, com diversos estudos publicados sobre o tema, além de fundador e atual diretor do Núcleo de Estudos em Cidadania, Conflito e Violência Urbana da UFRJ.

12:30h – intervalo para almoço

14h – Custos Econômicos e Sociais dos Homicídios – discutindo políticas Públicas e enfrentamento à impunidade
Daniel Cerqueira – Doutor em Economia pela PUC-Rio e técnico do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Flávia Soares – Mestre em Direito Constitucional, Promotora de Justiça e coordenadora do Centro de Apoio Operacional Criminal de Controle Externo da Atividade Policial e Segurança Pública do Ministério Público do Estado do Ceará.
Guilherme Pacífico da Silva (Subsecretário de Segurança do Espírito Santo) e Gabriela Macedo Lacerda Riegert (Secretaria de Estado Extraordinária de Ações Estratégicas do Espírito Santo) – Políticas sociais e de segurança pública na prevenção do homicídios na adolescência

16h – Mesa de debate com os convidados (Mediação UNICEF)

SERVIÇO

O Seminário acontece até as 17 horas, no auditório da Unipace (Rua Barbosa de Freitas, 2674, 6º andar).

IPM é alvo de protestos nesta manhã de sexta-feira

ipmmm

Um grupo de servidores municipais liderados pelo Sindifort, o sindicato da categoria, faz protesto, nesta manhã de sexta-feira, na sede do Instituto de Previdência do Município (IPM).

O objetivo é denunciar o que passam os servidores que procuram atendimento de saúde por meio do IPM. Vários servidores dizem que sofrem com problemas nos serviços de assistência à saúde, a partir da adoção de sistema gerido pela empresa Haptech.

Houve restrição do número de consultas e a não autorização de exames e procedimentos cirúrgicos fundamentais para diagnóstico e tratamento de doenças chega como outra queixa da categoria.

O presidente do IPM, Paulo Pinho, no entanto, está em São Paulo. Participa ali de um seminário sobre sustentabildie do Sistema Previdenciário.

Partido da Mulher perde tempo de TV e acesso a fundo partidário

patrícia aguiar

No Ceará, o PMB é comandado pela prefeita de Tauá, Patrícia Aguiar.

“Por ter perdido 19 de seus 20 deputados federais durante a janela de transferência, o Partido da Mulher Brasileira (PMB) perdeu tempo de televisão e acesso a verbas do Fundo Partidário. A decisão foi tomada pela ministra Maria Thereza de Assis Moura, do Tribunal Superior Eleitoral, em uma ação do Ministério Público Eleitoral.

Tanto o tempo de propaganda gratuita na televisão quando as verbas do fundo partidário são divididas com dois critérios: uma pequena parte é dividida entre todos os partidos e a maior parcela é repartida levando em consideração o tamanho da bancada da sigla na Câmara. No momento de sua criação, o PMB angariou 20 deputados federais. Porém, a bancada foi se esvaziando e, atualmente, conta com apenas um deputado.

Foi essa mudança na composição da bancada que motivou a ação do MPE. “A drástica modificação da representação parlamentar deve ser considerada para efeito de acesso ao fundo partidário e ao tempo de propaganda no rádio e na televisão, sob pena de tredestinação indevida desses importantes instrumentos de funcionamento dos partidos políticos”, afirmaram os procuradores.

Na decisão, a ministra do TSE ressaltou que mesmo após a migração, a representatividade fica com o partido pelo qual o deputado se elegeu. Porém, no caso em análise, constatou-se “abuso inconstitucional”.

(Site Consultor Jurídico)

Jair Bolsonaro agenda visita a Fortaleza

foto jair bolsonaro

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC/RJ) visitará Fortaleza no próximo dia 7. Aqui, cumprirá uma agenda particular, mas, como é pré-candidato a presidente 2018, deverá também participar de alguns atos políticos.

Um grupo de jovens simpáticos a Bolsonaro 2018 promete fazer recepção calorosa para o parlamentar, quando do seu desembarque no Aeroporto Internacional Pinto Martins.

Jair Bolsonaro é réu no Supremo Tribunal Federal (STF), que aceitou, no último dia 21, denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) e queixa-crime da deputada Maria do Rosário (PT-RS) contra o parlamentar por incitação ao crime de estupro.

No dia 9 de dezembro de 2014, em discurso no plenário da Câmara, Bolsonaro disse que só não estupraria a deputada Maria do Rosário porque ela não merecia. No dia seguinte, o parlamentar repetiu a declaração em entrevista ao jornal Zero Hora.

Secultfor disponibiliza R$ 3,8 milhões para projetos, com 20% no apoio de artistas novatos

foto magela lima

Da Coluna Vertical, no O POVO desta sexta-feira (1º):

Será lançado nesta sexta-feira (1º) o Edital das Artes da Secretaria da Cultura de Fortaleza. Esse canal oficial promete assegurar recursos para projetos em vários setores como fotografia, dança, música, cinema, exposições e teatro.

Segundo Magela Lima, titular da pasta, estarão disponibilizados R$ 3,8 milhões. “Nesta edição, temos uma novidade: garantimos 20% dos recursos para apoiar ações de artistas novatos”, acrescenta o secretário.

As inscrições dos projetos terão início a partir da segunda-feira (4) e se estenderão até 3 de agosto, de forma presencial e na sede da Secultfor. O meio artístico torce para que as liberações não sofram os velhos atrasos.

Operação Lava Jato – Empresa JBS entre os alvos

A Polícia Federal realiza, nesta manhã de sexta-feira (1), mais uma etapa da Operação Lava Jato. Dessa vez, em São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco e Distrito Federal, informa a BandNews TV.

O doleiro Lúcio Bolonha Funaro foi preso em São Paulo e, de acordo com investigadores da Lava Jato, ele é ligado a Eduardo Cunha, presidente afastado da Câmara dos Deputados.

Essa operação da Lava Jato é baseada em delação de Fábio Cleto, ex-vice-presidente da Caixa, indicado por Eduardo Cunha.

Na negociação para uma delação premiada, Cleto confirmou a existência de pagamentos de propina ao presidente afastado da Câmara em troca da liberação de verbas do fundo de investimentos do FGTS.

De acordo com a BandNews TV, carros da Polícia Federal foram vistos na sede da empresa JBS, na manhã desta sexta, em São Paulo. Segundo a Folha de S.Paulo, a empresa é um dos alvos da operação de hoje.

Em Recife, no Rio de Janeiro e em Brasília, os mandados são de busca e apreensão.

STF manda para Moro investigação sobre Delcídio na Lava Jato

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki enviou nessa quinta-feira (30) ao juiz Sérgio Moro inquérito no qual o ex-senador Delcídio do Amaral é investigado na Operação Lava Jato pelo suposto recebimento de propina no esquema de corrupção na Petrobras, oriunda da compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos.

O ministro atendeu pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) em função da cassação do mandato de Delcídio pelo plenário do Senado, em maio. Com a perda do foro privilegiado, a PGR entendeu que a investigação deve ser remetida para a 13ª Vara Federal em Curitiba, comandada pelo juiz Moro.

(Agência Brasil)

Temer sanciona Lei das Estatais com dez vetos

foto tasso senado plenário

O presidente da República interino, Michel Temer, sancionou na noite dessa quinta-feira (30), com dez vetos, a chamada Lei de Responsabilidade das Estatais, que estabelece regras para a nomeação de dirigentes e integrantes do conselho de administração de empresas estatais. O texto será publicado nesta sexta-feira (1º) no Diário Oficial da União.

Apesar dos vetos, Temer manteve pontos considerados polêmicos, como o que proíbe que pessoas com atuação partidária ou que estejam em cargos políticos ocupem postos de direção das estatais. A restrição limita indicações políticas para o comando das estatais e foi alvo de impasse durante a tramitação da proposta no Congresso.

Entre os itens vetados, está um trecho do Artigo 13 da lei, que proíbe a acumulação de cargos de diretor ou de diretor presidente e de membro do conselho de administração pela mesma pessoa, mesmo que interinamente.

Temer também vetou o caput do Artigo 21, que previa que o conselho de administração responderia solidariamente, na medida de suas obrigações e competências, pela efetiva implementação de suas deliberações.

Também foi vetado o trecho do Artigo 34, que estabelecia que “na hipótese de adoção de procedimento sigiloso, depois de adjudicado o objeto, a informação do valor estimado será obrigatoriamente divulgada pela empresa pública ou sociedade de economia mista e fornecida a qualquer interessado”.

(Agência Brasil)

DETALHE – O relator do projeto foi o senador cearense Tasso Jereissati (PSDB), que incluiu dispositivo que considera a experiência de profissional liberal no rol das exigências para investidura em cargo de gestão nas empresas. O dispositivo moraliza a direção das estatais, contra nomeações de políticos e sindicalistas.

Eduardo Cardozo confia na absolvição de Dilma no Senado

“O advogado da presidenta da República afastada Dilma Rousseff, José Eduardo Cardozo, disse hoje (30) que confia na absolvição dela no processo de impeachment. Para ele, as provas e o parecer da perícia não deixam dúvidas da inocência de Dilma. “Acho que vamos ganhar no Senado”, disse Cardozo em entrevista coletiva a jornalistas no Palácio da Alvorada.

Para Cardozo, a conclusão da perícia pedida pela defesa derruba as acusações sobre Dilma. “Não temos denúncias sérias. Portanto, em condições jurídicas normais, é caso de absolvição sumária. Portanto um golpe ficará confirmado se [a condenação] acontecer”.

Cardozo leu trechos do parecer dos peritos. Nele, está expresso que, no que diz respeito aos decretos de crédito suplementar, “não houve alerta de incompatibilidade com a meta fiscal”. Já em relação a operações relativas ao Plano Safra, o parecer diz que não houve ato que tenha contribuído “direta ou indiretamente para que ocorressem os atrasos nos pagamentos”.

Além das conclusões da perícia, Cardozo citou uma entrevista da senadora Rose de Freitas (PMDB-ES) à Rádio Itatiaia. A senadora disse que Dilma não está afastada por conta das operações de crédito e os decretos, e sim porque “o país está parado”.

“Porque o governo saiu? Na minha tese, não teve esse negócio de pedalada. Eu estudo isso, faço parte da Comissão de Orçamento. O que teve foi um país paralisado, sem direção e sem base nenhuma para administrar”, disse a senadora. Essa declaração da senadora, hoje líder do governo no Congresso, foi anexada pela defesa ao processo de impeachment.

Cardoso disse confiar nos senadores, apesar de admitir que se trata de um julgamento “jurídico-político”. “Mas eu acho que a grande maioria dos senadores são pessoas que tem a razoabilidade como parâmetro da ação política. É a esses que estamos mostrando, e também ao povo brasileiro, que elegeu Dilma”. Cardozo não afasta a possibilidade de recorrer ao Supremo Tribunal Federal, caso o impeachment seja aprovado no Senado, mas ele evitou a todo momento afirmar que vai fazê-lo ou mesmo se precisará fazê-lo. “Ainda confio no Senado”.

(Agência Brasil)

Operação Lava Jato virá tema de livro que será lançado em Fortaleza

crimes-cartel

A Fundação Instituto Claudio Campos promoverá, às 19 horas desta sexta-feira, no Estoril, o lançamento do livro “Os Crimes do Cartel do Bilhão Contra o Brasil: o esquema que assaltou a Petrobrás”.

A obra de Carlos Lopes descreve a partir da documentação obtida pela Operação Lava Jato, o modo de operação e as relações de corrupção entre as empreiteiras do Clube do Bilhão que saquearam a Petrobrás. O lançamento oficial do livro já passou pelas cidades de São Paulo, Recife e Salvador.

Carlos Lopes é diretor de redação do Jornal Hora do Povo, que circula nacionalmente. A obra é uma publicação da Fundação Instituto Claudio Campos em parceria com a editora Alfa Ômega.

Túnel da avenida Engenheiro Santana Júnior será liberado nesta sexta-feira

Eis aí o túnel da Avenida Engenheiro Santana Júnior – sobre a avenida Padre Antonio Tomás, que será liberado, nos dois sentidos, nesta sexta-feiram pelo prefeito Roberto Cláudio.

tunelee
Com 210 metros de extensão e 23 de largura, o novo túnel possui pista em concreto com três faixas em ambos os sentidos da via. A obra realizada pela Prefeitura de Fortaleza inclui novos postes de iluminação e paisagismo, com o plantio de palmeiras, arbustos e gamado.
De acordo com a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf), a alça de acesso à Cidade 2000, os acabamentos no entorno e os serviços complementares da obra, como a pavimentação da passagem de nível da Avenida Padre Antônio Tomás sobre o túnel da Avenida Engenheiro Santana Jr. (laje superior), possuem entrega prevista para setembro deste ano.
Iniciadas em junho de 2015, as intervenções fazem parte da etapa final de implantação de 17,4 quilômetros do corredor expresso de ônibus Antônio Bezerra/Papicu.

tunell2

Coletivos
Em virtude da liberação do túnel da Avenida Engenheiro Santana Júnior, as linhas de ônibus que trafegam em ambos os sentidos retornam ao itinerário normal pela própria avenida. São elas: As linhas (028) Antônio Bezerra/Papicu, (031) Avenida Borges de Melo I e (098) Expresso/Antônio Bezerra/Papicu, quando trafegarem na Avenida Padre Antônio Tomás no sentido Papicu, devem seguir pela Via Expressa, Rua Carolina Sucupira, Engenheiro Santana Júnior, retorna na Avenida Antônio Sales, voltam para a Avenida Engenheiro Santana Júnior e segue itinerário vigente. A linha (816) Edson Queiroz/Centro quando trafegar em direção à Cidade 2000, vem pela Avenida Padre Antônio Tomás, segue pela Via Expressa, Rua Carolina Sucupira, Avenida Eng. Santana Júnior e segue itinerário normal.

(Fotos – Leitor do Blog)

Rodrigo Janot defende no STF ato de Cunha que deflagrou o impeachment de Dilma

Rodrigo_Janot (1)

“O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, defendeu hoje (30), no Supremo Tribunal Federal (STF), a legalidade ao ato do presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que deflagrou o processo de impeachment da presidenta afastada Dilma Rousseff. A conclusão está na manifestação enviada à Corte para embasar o julgamento do mérito de ações que contestam a legalidade do impeachment. Em abril, o Supremo negou cinco liminares para barrar o impedimento de Dilma.

Em uma das ações, o ex-advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, alegou que a Comissão Especial do Impeachment violou o direito de defesa de Dilma ao permitir que os juristas Janaína Paschoal e Helio Bicudo pudessem se manifestar em uma das sessões, além de inserir na denúncia os termos de delação do senador cassado Delcídio do Amaral, fato que não foi objeto da denúncia original recebida por Eduardo Cunha.

Ao analisar a questão, Janot entendeu que os atos praticados na Câmara dos Deputados durante o processo de impeachment têm fundamentos jurídicos mínimos para justificar a deflagração do impedimento.

“O que se verifica é tentativa da impetrante de emprestar aos axiomas constitucionais óptica própria, com o fim de retardar – ou mesmo impedir – a marcha do procedimento, sem, no entanto, demonstrar, da forma exigida na via mandamental, as alegadas violações do princípio mencionado e a seus corolários”, argumentou Janot.

Atualmente, o processo de impeachment está em tramitação no Senado. De acordo com o presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), o julgamento final do processo de impedimento da presidenta afastada Dilma Rousseff deve ocorrer a partir do dia 22 de agosto.”

(Agência Brasil)

PSDB quer acabar com obrigatoriedade da contribuição sindical

229 1

“O PSDB vai trabalhar para aprovar, na Câmara dos Deputados, um projeto do deputado Paulo Martins que acaba com a obrigatoriedade do imposto sindical.

Segundo o deputado, cabe ao trabalhador decidir se quer ou não contribuir, visto que nem sempre os sindicatos e as centrais estão de acordo com as convicções de quem acaba dando seu próprio salário para financiar manifestações políticas.”

(Veja Online)

Operação Tabela Periódica teve desdobramento em Fortaleza

ruiiass

Rui deixou a Queiroz Galvão em janeiro deste ano.

Teve desdobramento em Fortaleza a Operação Lava Jato que apura fraudes na construção das ferrovias Norte-Sul e Integração Leste-Oeste. Isso por meio da Operação “Tabela Periódica” deflagrada nesta quinta-feira, 30, pela PF, sob coordenação do Ministério Público Federal em Goiás (MPF-GO).

No Ceará, foi alvo de condução coercitiva o empresário Rui Novais Dias, que era da Queiroz Galvão até janeiro deste ano. O objetivo foi recolher provas do envolvimento de empreiteiras nas práticas de cartel, fraude em licitações e repasses de propinas a ex-diretores da estatal Valec, que gerenciava contratos de construção de ferrovias. Segundo MPF-GO, prejuízos chegariam a R$ 631,5 milhões somente em Goiás.

Foram cumpridos pela PF 44 mandados de busca e apreensão e 14 mandados de condução coercitiva em nove estados. Ainda de acordo com o órgão, a ação é nova etapa de outra operação, a “O Recebedor”, e foi possível graças a acordo de leniência firmado entre a empreiteira Camargo Corrêa e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE). No acordo, empreiteiros devolveram R$ 75 milhões e confessaram a prática de cartel, repassando até provas dos desvios.

Ainda de acordo com o MPF-GO, existem indícios de conluio de empresas para pelo menos quatro grandes licitações, como trechos Anápolis-Porangatu (GO) da Ferrovia Norte-Sul. Outros cinco lotes também estão sob suspeita. Investigação apura que conduta pode ocorrer desde o ano 2000, tendo durado até 2010.

A operação foi batizada “Tabela Periódica” em referência ao nome que alguns dos próprios investigados deram a uma planilha de controle feita para detalhar o mapa do cartel. No documento, com formato de tabela periódica, eram explicitados dados como relação de licitações, divisão combinada dos lotes, nome das empreiteiras contempladas, entre outros.

Com mobilização de quase 200 policiais federais, a investigação apura ainda superfaturamento, sobrepreço, corrupção e lavagem de dinheiro. Também participaram da ação o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

A reportagem tentou contato com Rui Dias, mas não obteve retorno ainda;

(Com POVO Online)

Sindifort fará ato de protesto contra serviços do IPM

ipm

Os servidores que procuram atendimento de saúde por meio do Instituto de Previdência do Município (IPM) reclamam  da precariedade. Por conta disso,  o Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos de Fortaleza (Sindifort) promoverá, a  partir das 6h30min desta sexta-feira, o ato “Saúde não é mercadoria – Todos pelo direito ao IPM”, em frente a sede do órgão.

Desde o início de 2016 que a categoria reclama de dificuldades, resultantes da adoção de sistema gerido pela empresa Haptech, o que teria prejudicado a autonomia do IPM. Os servidores denunciam a restrição dos números de consultas, a não autorização de exames e procedimentos cirúrgicos fundamentais para diagnóstico e tratamento de doenças.

O Sindifort informa já ter conseguido várias decisões judiciais obrigando o IPM-Saúde a garantir a realização de procedimentos médicos e cirúrgicos.

Já o presidente do IPM, Paulo Pinho, viajou para São Paulo, onde participará de seminário sobre Sustentabilidade do Sistema Previdenciário.

Foto oficial de Dilma autografada – Um dos mimos para quem entrar na “vaquinha”

fotidls

“Em projetos de financiamento coletivo, normalmente, são oferecidas recompensas que variam de acordo com a generosidade do colaborador.
A lógica, no entanto, não foi usada por Dilma Rousseff em sua vaquinha virtual para custear o fretamento de jatinhos.

Quem doar 10, 20, 30, 50, 100, 200, 500, 1 000 ou 5 000 reais vai ganhar as mesmas “recompensas”: uma citação do nome no site informando que fez uma doação, um vídeo de agradecimento (que será genérico) e uma espetacular foto oficial autografada em versão digital (nada mais que a foto de Dilma com uma assinatura digitalizada em cima, enviada por e-mail).

Deputados aliados brincaram dizendo que Dilma podia, pelo menos, oferecer uma visita guiada por ela ao Palácio da Alvorada para quem colocasse a mão no bolso e doasse os 5 000 reais ou mais.”

(Coluna Radar, da Veja Online)

Vou de ônibus!!

361 1

Com o título “Redução do tempo de viagem é o maior benefício”, eis artigo do presidente do Sindiônibus, Dimas Barreira. Ele fala dos avanços no setor do transporte público e apregoa: “defendemos que essa política continue e se amplie, sem retrocessos”. Confira:

Dispensando obviedades sobre a superlotação da nossa cidade, preciso falar novamente na prioridade ao coletivo.

O visionário urbanista Jaime Lerner, célebre ex-prefeito de Curitiba, questionado por sempre apontar ônibus como solução respondeu: “Digo sempre a mesma coisa porque é sempre a mesma coisa”. Notabilizou-se como um dos melhores prefeitos da história do país.

Ônibus é a principal solução urbana mundial. Londres, exemplo de oferta de trilhos, leva 55% dos passageiros por ônibus. É a solução viável em termos de custo e flexibilidade, mas, está muito claro que só funciona se circular. Lento fica ineficiente, encarece e lota mais, expelindo gente para meios individuais e prejudicando a cidade. Ciclo vicioso que vinha aniquilando o transporte brasileiro e Fortaleza está na vanguarda da nova onda deste enfrentamento.

Décadas atrasado, o Brasil acordou e agora precisa lidar com a falta de providência. Aqui, devemos encerrar 2016 com 130 km de faixas exclusivas e obras estruturais e a reordenação completa da ocupação das vias garantem mais fluidez e segurança a pedestres e ciclistas, privilegiando meios amplamente sustentáveis.

Nenhum benefício ou atributo de conforto agrada a um passageiro que se vê a cada dia aumentando o tempo perdido. Sem a prioridade, o resto é perfumaria. Com ela, são benefícios reais. Fortaleza tem um sistema de transporte referencial no Brasil por sua eficiência, interrompeu o declínio acentuado da velocidade comercial que corroía essa eficiência e já nos deixaria hoje em situação caótica, inadministrável, sem os atuais 98 km de prioridade de tráfego nos pontos nevrálgicos da rede.

Há vários casos de passageiros que festejam reduzir mais que metade do tempo nos mesmos corredores que já começavam a obrigar usuários a descer dos ônibus emperrados para chegar a pé. Há também a diminuição da sensação de lotação e a viabilização do retorno das linhas expresso, que atendem boa parte da população sem paradas até sair dos corredores.

O Bilhete Único complementa, possibilitando usar a rede da maneira mais inteligente e conveniente a cada um, permitindo impor suas preferências pessoais sobre tempo, transbordos, manter-se sentado ou chegar mais rápido. Já são cerca de 100 mil integrações diariamente.

Novas tecnologias, especialmente utilizando smartphones, estão sendo incorporadas para ajudar a explorar a rede com mais racionalidade.
Pela viabilidade da nossa cidade, defendemos que essa política continue e se amplie, sem retrocessos.

*Dimas Barreira,

Presidente do Sindiônibus.