Blog do Eliomar

Categorias para Política

Camilo comparece à convenção do MDB e reafirma apoio a Eunício

244 1

“Encontrei no senador Eunício Oliveira as portas abertas para construir as parcerias para o Estado do Ceará (…) E hoje eu estou aqui, Eunício, para dizer a todo o povo do Ceará que você é meu candidato ao Senado”.

A declaração é do governador Camilo Santana (PT), na manhã deste sábado (4), na AABB, no bairro Dionísio Torres, durante a convenção do MDB.

Segundo o governador, que não havia assegurado presença na convenção, disse que o apoio é um exemplo de maturidade política e que o ex-governador Cid Gomes mandou recado que também está apoiando o emedebista.

Já o senador Eunício Oliveira se disse emocionado com o apoio e confirmou presença na convenção do PT/PDT, neste domingo (5), no ginásio da faculdade Ari de Sá, no Centro.

(Foto: Divulgação / Célio Silva)

Doze partidos fazem convenções neste fim de semana

Em meio a dificuldades para definição de vices e composição de alianças, no último fim de semana para a realização de convenções partidárias, conforme determinação da Justiça Eleitoral, 12 siglas farão seus encontros nacionais. No sábado (4), em Brasília, o PSDB e a Rede Sustentabilidade, vão oficializar respectivamente, Geraldo Alckmin, ex-governador de São Paulo, e Marina Silva como candidatos à Presidência da República.

Também na capital federal, mas sem candidatura própria, PPS e PR vão declarar apoio em suas convenções à candidatura tucana. Já em São Paulo, em meio a muita polêmica, a expectativa é de que o PT confirme neste sábado o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na disputa para o que seria seu terceiro mandato como chefe do Executivo. Condenado em segunda instância pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), no caso do triplex de Guarujá, Lula está preso desde 7 de abril na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba. Pelas redes sociais, a militância petista já foi convocada para o encontro.

Outro partido a realizar sua convenção nacional em São Paulo é o Novo, que aposta no empresário, estreante em disputa por cargos eletivos, João Amôedo, para a corrida presidencial. Já no interior do estado, na cidade de Barrinha, a convenção nacional do Patriota deve oficializar o deputado federal Cabo Daciolo (RJ) como nome da legenda para a Presidência da República.

Em Curitiba, o Podemos também faz sua convenção nacional para confirmar o senador Álvaro Dias (PR) na disputa pelo Planalto.

DOMINGO

No domingo, ainda sem definição se irá apoiar alguma candidatura nacional, o PSB faz sua convenção em Brasília. Em São Paulo , o PPL deve confirmar a candidatura de João Vicente Goulart, filho do ex-presidente da República, João Goulart. E o PRTB deve oficializar Levy Fidélix, que, pela terceira vez, vai tentar conquistar a vaga de Presidente da República.

No Rio de Janeiro, o PTC fará sua convenção nacional, quando deve anunciar apoio à chapa de Álvaro Dias.

(Agência Brasil)

General Theophilo diz que seu governo não será balcão de negócios

“O meu governo não será balcão de negócios. O meu governo vai acabar com as oligarquias. Não vai tolerar retrocesso”. A afirmação foi feita pelo General Theophilo (PSDB), candidato ao Governo do Ceará, nessa sexta-feira (3), em Nova Russas, no sertão cearense, a 316 quilômetros de Fortaleza, onde esteve reunido com lideranças.

Com agenda na Serra da Ibiapaba, ele ainda visitou os municípios de Ipu, Ipueiras e Guaraciaba do Norte, acompanhado dos candidatos ao Senado, Doutora Mayra e Eduardo Girão, e do presidente estadual do PROS, deputado estadual Capitão Wagner.

“Vamos, com certeza, enfrentar esses 24 partidos que estão aí nesse balcão de negócios, no toma-lá-dá-cá, na velha política das oligarquias. Nós vamos quebrar com isso confiantes no povo do Ceará pela receptividade que nós estamos tendo nas caminhadas pelo Interior”, disse o General.

O candidato disse mais: “Queremos resgatar o orgulho de ser cearense. Hoje você tem vergonha de convidar uma pessoa para visitar Fortaleza porque você tem que dizer pra ela sair sem um colar, sem um brinco, sem uma pulseira, porque senão vai ser assaltada. Quero restabelecer a autoridade começando pelos presídios que foram transformados em holding do crime organizado. Quero melhorar a guarda penitenciária, fazer um treinamento específico. E tirar o oxigênio das facções que é a droga. Precisamos investir em inteligência para que, antes que o crime aconteça, o governo saiba quem são os líderes, por onde estão entrando as drogas, as armas, munição. Está faltando tecnologia e fiscalização de portos e aeroportos”.

General Theophilo e comitiva encerram neste sábado (4), em Ipu, a visita à Serra da Ibiapaba. À tarde, a partir das 17 horas, estarão na cidade de Caucaia para apresentar oficialmente a candidata a vice-governadora, a professora universitária e vereadora Emilia Pessoa.

(Foto: Divulgação)

O funcionamento da aliança informal

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (4), pelo jornalista Érico Firmo:

Como, na prática, irá funcionar a aliança informal de Eunício com Camilo? O jornalista Rubens Rodrigues indagou ontem ao governador, que não respondeu.

Uma mostra será dada neste fim de semana. Camilo irá à convenção de Eunício? Se não for, será um baque e tanto para o emedebista. Cid não deverá ir. Mas, no domingo, Eunício irá à convenção de Camilo? Tudo indica que sim. Se a porta for fechada para ele, será um constrangimento maior ainda para o presidente do Senado. Será que veremos Cid e Eunício no mesmo palanque?

Outra questão é se Ciro estará na convenção de Camilo. O candidato pedetista a presidente vive estranhamento com o PT. E o partido do governador terá lançado seu próprio candidato a presidente na véspera. Enfim, será que veremos Ciro e Eunício no mesmo palanque?

(Foto: Arquivo)

Convenção do MDB terá Camilo, RC e Cid

213 2

Da Coluna Eliomar de Lima, no O POVO deste sábado (4):

A convenção do MDB hoje, a partir das 9 horas, no Clube AABB (Bairro Dionísio Torres), promete ser uma prévia da festa que os neoparceiros políticos Eunício Oliveira e Camilo Santana esperam fazer no domingo, por ocasião da convenção do PT e PDT, no Ginásio da Faculdade Ari de Sá.

Haverá caravanas do Interior e interação dos 24 partidos que engrossarão a luta pro-manutenção de poder do atual detentor do Palácio da Abolição.

Segundo o presidente estadual do MDB, Gaudêncio Lucena, o governador, prefeitos como Roberto Cláudio, o ex-governador Cid Gomes e parlamentares estaduais e federais , além de vereadores e lideranças comunitárias participarão do ato emedebista.

O objetivo é mostrar força e destacar a necessidade da reeleição de um governador que, de acordo como MDB, reabriu o diálogo e soube amadurecer uma parceria administrativa em parceria política. Nesse cenário festivo, uma ausência é certa: de Ciro Gomes, candidato a presidente pelo PDT. Ele não engole esse acordo.

Toffoli rejeita pedido de Lula para tirar Moro de processo do sítio

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli decidiu nessa sexta-feira (3) não analisar pedido feito pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que a ação penal sobre o sítio em Atibaia (SP) seja retirada da relatoria do juiz federal Sergio Moro, da 13ª Vara Federal em Curitiba.

Na decisão, os advogados pediram que o ministro reconsiderasse sua decisão que negou o mesmo pedido no dia 3 de maio. Ao analisar novamente a questão, Toffoli entendeu que a defesa perdeu prazo de 15 dias para questionar a liminar.

Antes da decisão do ministro, a procuradora-geral da República (PGR), Raquel Dodge, enviou parecer ao Supremo para defender a competência de Moro para julgar o caso.

Segundo a procuradora, o caso deve continuar sob o comando do Moro por se tratar das suspeitas de que as benfeitorias feitas na propriedade foram financiadas pelas empreiteiras OAS e Odebrecht com recursos desviados da Petrobras. Para a procuradora, as suspeitas estão inseridas nas investigações da Operação Lava Jato.

Segundo os investigadores, as reformas no sítio começaram após a compra da propriedade pelos empresários Fernando Bittar e Jonas Suassuna, amigos de Lula, quando “foram elaborados os primeiros desenhos arquitetônicos para acomodar as necessidades da família do ex-presidente”.

Obras no sítio
No laudo elaborado pela Polícia Federal, em 2016, os peritos citam as obras que foram realizadas, entre elas a de uma cozinha avaliada em R$ 252 mil. A estimativa é de que tenha sido gasto um valor de cerca de R$ 1,7 milhão, somando a compra do sítio (R$ 1,1 milhão) e a reforma (R$ 544,8 mil).

A defesa de Lula sustenta que a propriedade era frequentada pela família do ex-presidente, mas ele não é proprietário do sítio.

Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba desde o dia 7 de abril, por determinação do juiz Sérgio Moro, que ordenou a execução provisória da pena de 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro em outro processo, o caso do tríplex em Guarujá (SP). A prisão foi executada com base na decisão do STF que autorizou prisões após o fim dos recursos na segunda instância da Justiça.

(Agência Brasil)

Ciro diz em artigo que não é inimigo do PT

Com o título “Muita calma nessa hora”, eis artigo que o candidato a presidente da República pelo PDT, Ciro Gomes, disponibilizou, nesta sexta-feira, em sua página no Facebook. Ele diz não ter sido informado de acordo do PT com o PSB, afastando socialistas de um possível apoio à sua postulação e deixa claro não ser inimigo dos petistas. Confira: 

A política pode ser um jogo muito cruel e, por isso, desperta muitas paixões e ódios. É ela quem revela os extremos da alma humana: a extrema nobreza e, nestes tempos estranhos que vivemos no Brasil, mais ainda, a extrema indignidade.

Escrevo no início da tarde desta sexta-feira, dia 03 de agosto do corrente e crítico ano de 2018. Os fatos estão correndo de forma tão frenética e surpreendente que preciso datar e dizer a hora. Até o presente momento ninguém do PSB me informou que decisão tomaram ou tomarão acerca de sua posição na sucessão presidencial.

Diz a grande imprensa, com certa euforia, que o PSB teria acertado um acordo com a cúpula do PT. Não, como seria natural, para apoiar o candidato do PT, mas para me isolar na luta, tirando-me segundos de tempo de TV. Em troca, a burocracia do PT cortaria o pescoço de sua jovem candidata a governadora de Pernambuco, Marília Arraes, e o PSB faria o mesmo com o seu candidato a governador em Minas Gerais, Marcio Lacerda.

Minha palavra agora é para a militância da minha candidatura e para os brasileiros e brasileiras, todos e todas que tem simpatia pela questão nacional, se preocupam com a injustiça de nossa sociedade profundamente desigual e todas as expressões de preconceito e violência que humilham amplas maiorias de nosso povo, mas especialmente as mulheres, os negros e os pobres.

Minha palavra se dirige aos progressistas, todos e todas. Aos que trabalham, por primeiro, e a quem produz.

Muita calma nesta hora!

A violência e o grosseiro equívoco desta atitude da cúpula do PT não devem nos retirar a atenção do que realmente interessa: estas eleições são a última chance, como País, de salvarmos o Brasil da legitimação, pelo voto, desta agenda antipobre, antinacional e antidecência que nos governa desde que o golpe usurpou o poder através de Michel Temer e sua gangue.

Me comprometi, já em meus primeiros movimentos nesta caminhada, a montar um Projeto Nacional de Desenvolvimento. Já há duras consequências de minha posição e, é claro, os grandes interesses da cobiça internacional, mancomunada com o baronato escravista que nos domina, estão atuando. Não sejamos ingênuos nem muito menos paranoicos. É coisa prática. Alguns exemplos:

1. Desapropriarei, com as devidas indenizações, os campos de petróleo entregues a preço de banana a multinacionais e a estatais (!) estrangeiras a partir da revogação da Lei de Partilha pelos golpistas;

2. Desfarei, se consumada, a criminosa entrega da EMBRAER aos norte-americanos, conforme consequência de carta que enviei à BOEING e à EMBRAER pedindo que aguardassem a decisão popular que se aproxima;

3. Revogarei as aberrações impostas pela selvagem Reforma Trabalhista (fui vaiado por isso na Confederação Nacional da Indústria, cujo presidente fez muitos elogios a Jair Bolsonaro);

4. Revogarei a Emenda Constitucional 95, a chamada PEC da morte, que congela os investimentos em saúde, educação, segurança, ciência e tecnologia, cultura e infraestrutura POR 20 ANOS!

5. Desfarei o cartel dos bancos que, nos últimos 15 anos, concentraram, em apenas 5 deles, 85% de todas as operações financeiras do País, impondo ao nosso povo e à nossa economia a maior taxa de juros do mundo!

6. Suspenderei ou reverterei, se necessário, a privatização da Eletrobras, que transferiria para o capital estrangeiro o controle do REGIME DE ÁGUAS em nosso país;

São apenas um dos poucos exemplos do que está de verdade em jogo nesta hora terrivelmente ameaçadora de nosso próprio futuro como Nação. É ao redor deste conjunto de valores que devemos exercitar a nossa militância.

Compreendamos com humildade e paciência o péssimo momento que a burocracia do PT está vivendo. Já não é mais política, é religião, culto à personalidade, pragmatismo da cúpula de uma organização que parece não querer aprender mais nada. Calma! Falemos com o povo, acreditemos nele, compreendamos a justa gratidão que imensos contingentes de nossa população têm com Lula. Ele foi um presidente bom para muita gente.

Não aceitemos a armadilha de nos empurrarem para o conservadorismo ou para a violação de nossos valores, muito menos por alguns – ainda que preciosos – segundos de propaganda na TV. Em nenhuma hipótese é o PT o nosso inimigo.

A cúpula do PT terá de se haver perante a história com as consequências de seus atos de agora. Lamentemos, mas nossas baterias devem permanecer apontadas contra a reação nazi-fascista ou o neoliberalismo entreguista da turma TEMER, PSDB, PMDB. Estes são os inimigos da Pátria, estes os traidores da Nação, estes os comandantes da roubalheira de alto coturno que parte deslumbrada da cúpula petista quis imitar para dar no que deu. É contra estes que devemos manter nossa luta, nossas energias e nossos entusiasmo. É a favor de uma corrente encantadora de mudanças, que devolva a esperança perdida por nosso povo, que devemos nos emocionar.

A viagem lisérgica da burocracia do PT tem data para acabar: pretendem enganar a boa gente que adora o Lula, com muitas razões, volto a repetir, de que ele será candidato. Se fosse, muito provavelmente como fiz ao longo dos últimos 16 anos, sem faltar nenhum dia, estaríamos juntos. Aliás, uma pitadinha de ironia do destino: fui convidado a sair do PSB, onde mantenho grande carinho, respeito e camaradagem, porque discordei de meu saudoso amigo Eduardo Campos para ser correto com o PT…

Não deixarão Lula ser candidato. Até as pedras do caminho sabem disso. Pior, a burocracia do PT também sabe muito bem disso. Ou seja, é para bailar à beira do abismo que os burocratas do PT convidam a Nação Brasileira.

Então fiquemos assim. Se for verdade que Lula será candidato, conversemos; se não for, por favor, Brasil: muita calma nessa hora! Nosso país não aguentará outra aposta no escuro.

*Ciro Gomes,

Candidato a Presidente do Brasil pelo PDT.

Marta Suplicy descarta ser vice de Meirelles e avisa que vai deixar o MDB

A senadora Marta Suplicy informou nesta sexta-feira, 3, à direção nacional do MDB que não será vice na chapa do ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, candidato do partido ao Planalto, nem se candidatará à reeleição ao Senado. Ela disse, ainda, que deixará o partido.

O MDB havia dado um prazo para a senadora informar a sua decisão até este sábado, 4.

Na ”Carta aos Paulistas”, Marta justifica que tomou esta decisão para seguir ”encarando a realidade de frente, para poder seguir com coerência, ousadia e coragem”. Em outro trecho, diz que os partidos políticos ”encontram-se fragilizados, acuados e sem norte político” e ”não mais conseguem dar respostas à crise de credibilidade que se abateu sobre eles e nem tampouco estão empenhados na mudança de posturas que os levaram à mais grave crise de suas histórias”.

Marta também agradece aos 8,3 milhões de paulistas que, segundo a senadora, a deram a oportunidade de ”nos últimos 8 anos, trabalhar como senadora defendendo as bandeiras que me levaram à vida pública: o combate às desigualdades e às injustiças sociais, a militância pelos direitos de cidadania das mulheres e da população LGBTI e pela igualdade de oportunidades para todos”.

(Veja/Foto – Paulo MOska)

Camilo diz que aliança com Eunício foi decisão democrática

O encontro do secretariado de RC e Camilo avaliou projetos.

Às vésperas de ser oficializado candidato, o governador Camilo Santana (PT) participou de reunião com o prefeito Roberto Cláudio (PDT) e o secretariado municipal, na manhã desta sexta-feira, 3, n Gran Mareira Hotel. A dois meses das eleições 2018, Camilo respondeu ao PT nacional sobre a aliança com Eunício Oliveira (MDB).

No último dia 31, a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, disse que o Diretório Nacional do partido irá analisar recurso contra a decisão da legenda no Estado de não indicar nome ao Senado Federal nas eleições deste ano. Ela afirmou que o governador terá de responder sobre o acerto com o MDB. No sábado passado, 28 de julho, o partido no Ceará decidiu não ter candidato a senador.

A estratégia foi articulada pelo governador para facilitar a reeleição do senador Eunício Oliveira (MDB-CE). Ao ser questionado, Camilo não respondeu como funcionaria a aliança informal no Estado. Respirou fundo e falou apenas que “o PT decidiu, aqui no Ceará, democraticamente”.

Para a campanha pela reeleição, ele forma chapa com a vice-governadora Izolda Cela (PDT) e o ex-governador Cid Gomes (PDT), candidato ao Senado. “Izolda é uma mulher extraordinária que tem dado grande contribuição, além de representar as mulheres cearenses”, elogia.

“É uma mulher que teve papel fundamental para a educação cearense no combate à violência no Ceará”, continua. “E ex-governador Cid é um grande homem público, foi um grande governador”. Já o prefeito Roberto Cláudio classificou a chapa como “uma das melhores, com homens e mulher públicos valorosíssimos”.

São duas vagas para o Senado, mas a chapa lançou apenas um nome. O outro nome é Eunício, que tem apoio declarado de Camilo, embora esteja fora da coligação oficial.

(O POVO Online – Repórter Rubens Rodrigues/Foto – Leitor do Blog)

Ministro da Justiça cumprirá agenda em Fortaleza

O ministro da Justiça, Torquato Jardim, cumprirá agenda em Fortaleza na próxima segunda-feira, Ele vem dar palestra na sétima reunião da seccional do Centro de Estudos das Sociedades de Advogados (CESA). O encontro vai reunir a categoria no Hotel Gran Marquise, a partir das 12 horas.

O presidente nacional do CESA, Carlos José Santos da Silva, prestigiará o ato, ao lado do presidente da OAB Ceará, Marcelo Mota, e do presidente da seccional Ceará do CESA, Tiago Asfor.

(Foto – Site Hoje.com)

III Fórum sobre Segurança Viária traz arquiteta neozelandesa que abordará a “Cidade para as Pessoas”

A Prefeitura de Fortaleza e a Universidade de Fortaleza promoverão, na próxima segunda-feira (6),  o III Fórum do Observatório de Segurança Viária, com o tema “Cidades para Pessoas”. O encontro ocorrerá no Auditório A1 do Campus da Unifor, das 14 às
16h30min. O objetivo é ampliar discussões sobre a quebra do paradigma da mobilidade urbana focada no automóvel individual.

O fórum terá como convidada Skye Duncan, urbanista neozelandesa e diretora da Iniciativa Global de Desenho para Cidades’ da National Association of City Transportation Officials (Nacto, EUA). Ela lidera um programa financiado pela Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global.

Com mais de 15 anos de experiência em Arquitetura, desenho urbano e planejamento, Skye atuou no Departamento de Planejamento Urbano da cidade de Nova York, nos EUA, onde desenvolveu projetos em todos os cinco distritos da cidade envolvendo ruas, espaços públicos, residências e edifícios institucionais, além de colaborar com agências e organizações nas políticas da cidade para tornar Nova York uma cidade mais sustentável e habitável.

(Foto – Otago Dayle Times – Gerard O’Brien)

Lava Jato é mote de estudo em Sorbonne

A Operação Lava-Jato virou caso de estudo no Instituto Europeu de Administração de Empresas (Insaead), escola de gestão de negócios pertencente à renomada universidade francesa Sorbonne. A informação é da Veja Online.

Escrito pelo professor Felipe Monteiro, o estudo intitulado “Fazendo negócios no Brasil após a Lava-Jato” destrincha os impactos das ações anticorrupção em empresas e no sistema político do país.

Quem começou a greve por Lula, poderá terminar por ele

Com o título “Quem começou a greve por Lula, poderá terminar por ele”, eis artigo de Guálter George, editor de Política do O POVO, que pode ser conferido no O POVO desta sexta-feira. Ele comenta a greve de fome pró-Lula. Confira:

Preso em Curitiba, de onde mantém contatos permanentes com advogados, aliados, amigos e religiosos, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva poderia encontrar um jeito de fazer chegar um recado seu às seis pessoas que se anunciam em greve de fome, desde a última terça-feira, como protesto pela situação difícil que ele enfrenta, condenado a 12 anos e 1 mês em sentença do juiz federal Sergio Moro. O que dizem é que só voltam a se alimentar depois de ver livre o líder petista, que tem uma chance de sair maior do episódio usando de sua influência para demovê-los, já, da infeliz forma que encontraram de lhe demonstrar solidariedade.

Um gesto político, tanto quanto despropositado. No momento em que a justiça ceder a esse tipo de argumentação, convenhamos, abrirá um perigoso precedente para que todo aquele que tiver alguém próximo recolhido à prisão, mesmo que fruto de um processo razoavelmente respeitador dos trâmites institucionais, com toda aquela história de rito processual, amplo direito à defesa, recursos judiciais etc, se motive para pressionar por sua liberação. Este é um exemplo do que está em jogo e da inviabilidade do que está sendo radicalmente pleiteado como gesto de apoio a um político que os “grevistas” admiram e defendem. Um direito deles, neste ponto.

Uma coisa é questionar a sentença e a postura da justiça no caso, podendo-se concordar (e eu concordo) com uma parte das dúvidas que têm sido levantadas acerca de alguns aspectos do processo que levou à condenação do Lula, mas, exigir que ela seja revista apenas como resultado de um protesto do gênero seria algo, até, temerário.

Não há como imaginar que esse movimento leve a qualquer resultado concreto, a partir, pelo menos, da pauta ousada apresentada pelos envolvidos.

Claro que é muito mais lógico supor que Lula não teve qualquer influência direta na decisão do grupo de iniciar o protesto, embora, sem dúvida, ele disponha de força suficiente para encerrá-lo, em nome da boa saúde das pessoas que dele participam. Todas, pelo que se sabe, ativistas ligados a movimentos populares, incluindo-se um religioso, e que certamente aquiesceriam a um apelo seu no sentido de acabar com a história, o mais urgentemente possível, em nome da razoabilidade. Repito, a iniciativa não apresenta pé e nem cabeça, é totalmente despropositada.

A mobilização não faz sentido sequer em relação à sua finalidade. Será uma ação naturalmente desmoralizada pela inexistência de meios objetivos para se atender à exigência dos grevistas e, no limite, caso funcione no sentido extremo que expõe, tem potencial para deixar mal o próprio petista. Já imaginou o que representaria, para o Lula mesmo, uma morte decorrente de um protesto do tipo? Feito em nome dele?

*Guálter George

gualter@opovo.com.br

Jornalista do O POVO.

PPS, PRTB, PPL e Patriotas vão homologar apoio à reeleição de Camilo e a candidatura de Cid para o Senado

169 1

O PPS, PPL, PRTB e Patriotas realizarão, a partir as 9 horas deste sábado, convenção no Bar Pirata. Segundo o presidente estadual do PPS, Alexandre Pereira, ficaram acertados alguns detalhes que serão oficializados durante o encontro.

  1. Para federal, PPS, PPL, PRTB e Patriotas sairão juntos com a perspectiva de eleger ate dois federais. Já para a Assembleia, o Patriotas sairá sozinho, enquanto PPS, PPL e PRTB marcharão unidos. A meta é que cada bloco eleja até três deputados estaduais;
  2. PPS, PPL, PRTB e Patriotas juntos somam 11 vereadores em Fortaleza e quatro deputados estaduais, dentre eles o líder do PPS na Assembleia Legislativa, Tomaz Holanda, que disputará uma vaga da Câmara Federal.

Ainda segundo Alexandre Pereira, estes partidos deverão aprovar indicativo de apoio à reeleição do governador Camilo Santana e à pré-candidatura do ex-governador Cid Gomes (PDT). Quanto aos apoios a presidente e ao 2º voto para senador, Pereira informa que as decisões ficarão a cargo das respectivas executivas estaduais que aguardam as definições nacionais e locais para deliberar.

(Foto – Divulgação)

PSD faz convenção e endossa apoio à reeleição de Camilo Santana e aval para Cid e Eunício

Erika Amorim entre apostas do PSD para a Assembleia Legislativa.

O PSD realizou, nesta manhã de sexta-feira, no auditório do Shopping Avenida, sua convenção estadual. O partido, comandado pelo deputado federal Domingos Neto e por Domingos Filho, que foi presidente do extinto Tribunal de Conas dos Municípios, garantiu apoio à reeleição do governador Camilo Santana (PT). Também decidiu pelo apoio a Cid Gomes (PDT) e Eunício Oliveira (MDB) para o Senado.

Eunício, inclusive, prestigiou o encontro do PSD e até chegou a bradar “Lula livre!”, reiterando que se o petista tiver condições legais de disputar a presidência da República, terá seu apoio. O brado de Eunício soou como uma espécie de resposta irônica a farpas constantes contra sua pessoa e que partem do candidato a presidente pelo PDT, Ciro Gomes. Nos últimos dias, Ciro perdeu o apoio do Centrão e viu o PT atrair o PSB que ele costurava para sua base.

No ato, destaque para a primeira-dama de Caucaia, Erika Amorim, que disputará cadeira de deputada estadual fazendo dobradinha com Domingos Neto.

Erika estava como secretária municipal de Governo e Articulação Política e era também articuladora do Selo Unicef, que mobiliza diversas pastas com objetivo de levar Caucaia a ganhar a certificação internacional de gestão que reduz desigualdades e garante direitos de crianças e adolescentes.

(Foto – PSD)

Açude Castanhão – A necessidade ser um novo plano estadual de recursos hídricos

Com o título “A verdade tarda, mas não falha”, eis artigo de Cássio Borges, engenheiro civil, abordando o caso da construção da barragem do Castanhão.  Ele diz que os detalhes desta “longa discussão” constam no seu livro “A Face Oculta da Barragem do Castanhão – Em Defesa da Engenharia Nacional”. O artigo evidencia a necessidade de ser elaborado um novo Plano Estadual de Recursos Hídrico considerando a vazão regularizada do Açude Castanhão como sendo de 10 m³/s, em vez de 30 m³/s. Confira:

No último dia 23 de junho, na condição de sócio efetivo da Academia Cearense de Engenharia, ocupando a Cadeira 32, cujo Patrono é o saudoso Professor Theophilo Benedicto Ottoni Netto, cearense, nascido na cidade de Orós, participei de uma reunião plenária daquele sodalício, na qual foi expositor o engenheiro Alexandre Fontenele, do Ministério da Integração Nacional, que fez uma interessante exposição sobre o andamento das obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco-PISF.

Também, participei, nos dias 20 e21 daquele mês, na sede da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) do 2º Seminário ÁGUA INNOVATION no qual ouvi palestras sobre temas relacionados às soluções para a problemática hídrica do nosso estado. É claro e evidente, e já venho dizendo isto há décadas, que não se pode pensar em fazer gestão dos recursos hídricos se não tivermos, plena, total e absoluta convicção da real disponibilidade de água do nosso estado, onde o Açude Castanhão é a sua principal fonte de abastecimento para fins agrícolas, industriais, humanos e animais.

Os idealizadores daquele reservatório diziam, em 1985, que a sua vazão regularizada era de 30 m³/s e já naquele longínquo ano, mostrei vários erros de engenharia envolvendo aquela obra que me desautorizava confirmar aquele valor como sendo a característica hídrica principal daquele empreendimento. Uma discussão que durou quatorze anos até quando foi decidida a sua construção em 2002.

Da reunião na Academia Cearense de Engenharia, após a exposição sobre o Projeto de Integração do Rio São Francisco, além de parabenizar o expositor, eu disse que, pelo visto, realmente “se trata de uma obra faraônica, mas não se deve lamentar os gastos até agora ali investidos, pois o principal que agora interessa, é que ele seja concluído e comece a funcionar o mais breve possível”.

Dois assuntos, ainda, me chamaram a atenção. Primeiro, é que foi dito que a CODEVASF “está provisoriamente como a operadora oficial deste projeto” e, segundo, que ainda não está definida a estrutura institucional que vai ser responsável pela gestão deste complexo empreendimento. A surpresa foi a citação do DNOCS pelo Secretário de Recursos Hídricos do estado do Ceará, engenheiro Francisco José Coelho Teixeira o que me fez ficar na expectativa de que aquele Departamento ainda consta nos planos do Ministério da Integração Nacional. Também, que ele ainda vai permanecer atuando na área por bastante tempo…

O que não deu para entender, foi a informação de que aquele Ministério contratou uma empresa privada para manter a conservação das estruturas do projeto já concluídas, cabendo ao DNOCS fazer a manutenção e a conservação das 12 grandes barragens de sua propriedade na região. No meu entendimento, este trabalho já deveria estar sendo feito, ou pela CODEVASF, ou pelo DNOCS, este que possui uma estrutura física, técnica, administrativa e operacional bastante flexível, além de profundo conhecimento da área onde o projeto está sendo implantado. O próprio Ministério ser responsável por este trabalho é uma “aberração”, conforme me confidenciou um Confrade daquela Academia.

A principal conclusão que tirei deste seminário, realizado na sede da FIEC, foi verificar que, finalmente, a vazão regularizada do Açude Castanhão está sendo reconhecida como sendo de 10 m³/s, em vez de 30 m³/s, conforme questionamentos que venho fazendo desde o ano de 1985, quando a referida obra surgiu no cenário cearense, proposta pelo extinto Departamento Nacional de Obras e Saneamento-DNOS que tinha sua sede no Rio de Janeiro.

Este erro, entre outros, inclusive, o de cartografia da bacia hidráulica, que perdurou durante todo este tempo, portanto 33 anos, decorreu do fato de os projetistas, à época, terem considerado o índice evaporimétrico como sendo de 1.700 milímetros, em vez de 2.500 citados nos estudos hidrológicos elaborados pelo saudoso professor Theophilo Ottoni em parecer solicitado pela SEMACE-Superintendência Estadual do Meio Ambiente, em outubro de 1992.

No referido seminário ainda foi possível destacar no slide da apresentação da CODEVASF sobre Projeto de Integração do Rio São Francisco-PISF que o volume de acumulação do Açude Castanhão é, na realidade, de 4,452 bilhões de m³ e não 6,7 bilhões, como é comumente mencionado e citado em publicações. É um erro incluir como “volume útil regularizável” os 2,3 bilhões de m³ destinados para controle de enchente do Baixo Jaguaribe. Tudo isto redefine todo o conceito técnico/científico (e operacional) que se tinha desse reservatório.

Na mesma lâmina da apresentação da CODEVASF, observa-se a indicação de 10, ou 11m³/s, como sendo a vazão regularizada do Açude Castanhão, legitimando a informação anterior que eu tinha de uma declaração do engenheiro Hypérides Macedo, como Secretário de Infraestrutura Hídrica do Ministério da Integração Nacional, em palestra no Senado Federal , no dia 10/06/2014.

É lamentável que se tenha desprezado o excelente planejamento do DNOCS-Departamento Nacional de Obras Contra as Secas para o vale do Rio Jaguaribe, num total desrespeito à tradição e ao conceito deste Órgão, em toda a região nordestina. Aos poucos, os erros estão sendo reconhecidos, os quais foram cometidos por falta de conhecimento da Ciência Hidrológica e da realidade do nosso semiárido por parte da Instituição que o concebeu, como acima disse, o extinto DNOS.

Em outubro do ano anterior, participei de um seminário, em nível nacional, na cidade de Itajubá (MG), no qual também esteve presente a elite dos técnicos que lidam, atualmente, com a questão dos recursos hídricos no nosso País, como a Agência Nacional de Águas-ANA, a CODEVASF, o DNOCS, Universidades e outras entidades do gênero. Uma das conclusões daquele encontro foi a seguinte: “Nas regiões do semiárido brasileiro, que o DNOCS passe a ter a relevância que teve no passado na gestão dos recursos hídricos”.

*Cássio Borges

Engenheiro civil pela Escola Politécnica de Pernambuco e pós-graduado em Recursos Hídricos na Escola Nacional de Engenharia e Pontifícia Universidade Católica-PUC, ambas do Rio de Janeiro.

Caravana da Oposição percorre a Região da Ibiapaba

141 2

Uma comitiva da oposição, tendo à frente os candidatos general Guilherme Theophilo (Governo), Mayra Pinheiro e Luís Eduardo Girão (Senado), Capitão Wagner (Câmara dos Deputados) e Fernando Torres (Assembleia Legislativa), circula pela região da Ibiapaba.

O grupo passou pela cidade de Ipu, onde confere a tradicional Feira Livre Shopping Chão. Os candidatos mantém contato com as emissoras de rádio dessa banda do Estado.

Já neste sábado, a comitiva cumprirá agenda na cidade de Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza). Fernando Torres não prosseguirá com o grupo.

(Foto – Facebook Fernandão)