Blog do Eliomar

Categorias para Política

CPI da Petrobras – Pedido de acareação entre Cunha e Júlio Camargo é protocolado

“O pedido de acareação que pode colocar, frente a frente, o presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e o ex-consultor da Toyo Setal Júlio Camargo foi protocolado hoje (20) na secretaria da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras. O colegiado pode decidir a qualquer momento se acata ou não o requerimento da deputada federal Eliziane Gama (PPS-MA) já que, pelo Regimento Interno da Casa, a CPI pode funcionar normalmente durante o recesso parlamentar que só termina em 1o de agosto.

De acordo com assessores, o presidente da CPI Hugo Motta (PMDB-PB) pode convocar sessão para votar o requerimento mas, para a votação ocorrer, é necessária a presença de quorum mínimo de 14 deputados. Para evitar desgastes com risco de reunião esvaziada, a medida depende de levantamento para identificar quantos dos 27 parlamentares que integram o colegiado estariam dispostos a se reunir ainda em julho.

Um dos delatores do esquema de corrupção na estatal, Júlio Camargo disse, na última semana, que Cunha pediu US$ 5 milhões para viabilizar contrato de navios-sonda da Petrobras e exigiu pagamento de propina ao lobista Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano. O depoimento à Justiça Federal do Paraná agravou as relações de Cunha com o Planalto.

O parlamentar negou as informações prestadas por Júlio Camargo de que não tinha feito a denúncia nos depoimentos anteriores e disse que o empresário foi pressionado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que, segundo ele, “atua à serviço do governo” em troca de sua recondução ao cargo. O mandato de Janot na Procuradoria-Geral da República acaba em 17 de setembro e ele pode ser reconduzido ao cargo pela presidenta Dilma Rousseff por mais dois anos, mas precisa passar por nova sabatina no Senado.”

(Agência Brasil)

Camilo lançará pacote para construção de centros de educação infantil

Camilo Santana(1)

O governador Camilo Santana (PT), tendo ao lado o secretário estadual  da Educação, Maurício Holanda, lançará, às 15 horas desta segunda-feira, no Palácio da Abolição, um pacote de investimentos voltado para a construção de Centros de Educação Infantil.

A iniciativa faz parte do Programa de Ampliação da Oferta Municipal de Educação Infantil.

O ato contará ainda com a presença da vice-governadora Izolda Cela e da primeira-dama do Estado, Onélia Leite, segundo a assessoria de imprensa do Abolição.

Cássio Borges falará sobre Gestão das Águas no Instituto do Ceará

cassioborges

Ex-diretor regional do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), o engenheiro Cássio Borges dará palestra, nesta segunda-feira, para membros do Instituto do Ceará.

A partir das 15 horas, ele falará sobre “Gestão dos Recursos Hídricos do Ceará”.

Bom destacar: Cássio Borges é defensor ardoroso da revitalização do Dnocs, tema que, pelo visto, mergulhou mesmo nestes tempos de Governo Dilma.

Renan Calheiros: Próximos meses serão nebulosos

renan calheiros

“O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), acredita que o Legislativo, que até o dia 31 de julho está em recesso branco, terá um segundo semestre difícil, concentrando agendas sensíveis. Entre os temas delicados, Renan citou as dificuldades na economia, a análise de vetos presidenciais, as comissões parlamentares de inquéritos (CPIs), o projeto de Lei de Responsabilidade das Estatais. “Não diria que será um agosto ou setembro negro, mas serão meses nebulosos, com a concentração de uma agenda muito pesada. Cabe a todos nós resolvê-la”.

Em pronunciamento veiculado pela TV Senado na noite da última sexta-feira (17), Renan avaliou que a maioria do Congresso é contrária à aprovação de novos tributos ou ao aumento de impostos e disse que a sociedade já está no limite de sua contribuição com impostos, tarifaços, inflação e juros. Para atingir as medidas necessárias para o ajuste fiscal, Renan voltou a pedir que o governo enxugue a máquina.“É preciso cortar, cortar ministérios, cortar cargos comissionados, enxugar a máquina pública e ultrapassar, de uma vez por todas, a prática superada da ‘boquinha e do apadrinhamento”, disse.

Sobre o desempenho do vice-presidente da República, Michel Temer, no comando da articulação política do governo, o presidente do Senado disse que Temer tem as virtudes da paciência e da perseverança. “É um homem prudente, da conciliação, do diálogo, que está sendo importante para este momento de instabilidade do país”, reconheceu.

Ainda durante o pronunciamento, o presidente do Senado voltou a se defender das acusações de recebimento de propina que estão sendo investigadas pela Operação Lava Jato. Disse que não há fato novo envolvendo o seu nome e que a acusação que lhe é feita é “um disco arranhado, um ventilador repetitivo”. O senador acrescentou que prestará esclarecimentos todas as vezes que a Justiça solicitar.”

(Agência Brasil)

Delegados da Polícia Civil do Ceará brigam por inclusão nas carreiras jurídicas do Estado

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=nb6jEd4IRU8[/youtube]

A Associação dos Delegados da Polícia Civil do Ceará (Adepol) não dá férias numa luta antiga: ser incluída como categoria nas carreiras jurídicas do Estado. O presidente da entidade, delegado Milton Castelo, explica que essa reivindicação é antiga e que os delegados buscam tal benefício desde a gestão passada.

Milton Castelo adiantou para o Blog que já houve uma reunião com o governador Camilo Santana sobre o assunto.

A categoria está otimista.

Luizianne se diz preocupada com rompimento Cunha-Dilma e reclama de setores da imprensa

174 3

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=DdRn41duhEQ[/youtube]

A ex-prefeita de Fortaleza e hoje deputada federal Luizianne Lins (PT) foi a entrevistada desta segunda-feira, do programa Debates do POVO, da Rádio O POVO/CBN. Na atração, comandada pelo jornalista Ruy Lima e com a participação do também jornalista Ítalo Coriolano, Luizianne falou sobre política local e nacional e respondeu perguntas dos ouvintes.

Luizianne mostrou muita preocupação com o momento político nacional e falou sobre o rompimento do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB/RJ), com o Governo Dilma. Ela avaliou Cunha como alguém que não aceita perder e chegou a compará-lo a um menino que, quando está perdendo o jogo, leva a bola pra casa. “Só que Eduardo Cunha cresceu!”, risos.

Ela avaliou também que se a relação Cunha e Governo Dilma estava ruim, agora é que vai piorar. Luizianne criticou ainda setores da imprensa que, ao invés de informar a população sobre fatos que ocorrem, acabam desinformando. Para ela, o que acaba resultando desse quadro um cenário de desesperança, desilusão e criminalização na política onde todo mundo é igual.

Promotor de justiça quer revisão do Estatuto da Criança e do Adolescente

244 6

Com o título”ECA – Uma ilusão amarga”, eis artigo do promotor de justiça Walter Filho. Ele aborda os 25 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e apregoa mudanças na legislação, sem medo de ser chamado de “retrógrado e conservador”. Confira:

Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) completou 25 anos de existência e, mais uma vez, recebeu de setores da imprensa enorme destaque, sendo alçado ao patamar das normas imutáveis. Quem fala em mudanças nesta legislação é taxado de retrógrado e conservador – sou um deles.

Os delitos perpetrados por menores cresceram assustadoramente no Brasil sob a égide do Estatuto. A sua fraqueza na punição de crimes gravíssimos (homicídios) é um escarro no rosto das famílias enlutadas e um vitupério contra os mortos. Nos crimes hediondos, a punição deve ser rigorosa (cadeia), seja qual for a idade do transgressor.

Os delinquentes que estupraram quatro jovens no estado do Piauí, e mataram uma delas, receberam uma simples medida de internação pelo prazo de três anos – há quem diga que isto é punição, mesmo diante de tamanha vileza. Somente no Brasil este tipo de coisa é possível, uma vez que aqui as crueldades inomináveis são justificadas com argumentos de que eles são vítimas da sociedade excludente e, assim, devem ficar gozando da impunidade que a lei lhes garante. Um dos adolescentes internado, de 17 anos, foi espancado até a morte pelos comparsas na última quinta-feira.

O resultado da leniência do ECA ao longo dos anos fez florescer gangues de jovens brutais que espalham terror nas nossas cidades. Qualquer gesto legítimo e legal de defesa do cidadão é solapado impiedosamente pelos defensores da legislação menorista.

Diante do desejo da maioria esmagadora da população que não aguenta mais ver tanta impunidade juvenil, a Câmara Federal deu o primeiro passo para desmistificar a ideia de que menores não podem ser punidos. As alterações aprovadas, no entanto, são brandas demais diante da barbárie que nos é imposta pela sanha assassina dos “meninos inimputáveis”.

É tempo de todos saírem na defesa de suas vidas, pois o silêncio dos bons fortalece o braço criminoso destes desalmados matadores. A lei deve expressar a vontade da maioria – é hora de endurecer a liberdade.

* Walter Filho

walterfilhop@gmail.com

Promotor de Justiça

Líder do prefeito quer ciclofaixa interligando a Rede CUCA

evaldooli

Evaldo é também ciclista de carteirinha.

O líder do prefeito na Câmara Municipal, Evaldo Lima (PCdoB), antes do recesso, deu entrada num projeto de indicação criando uma ciclofaixa interligando todas as unidades da Rede CUCA pela avenida Perimetral.

Em seu projeto, ele até batiza de “Ciclofaixa da Juventude” essa sua proposta.

EUA e Cuba reabrem embaixadas nesta segunda-feira

“Os Estados Unidos e Cuba reabrem hoje embaixadas em Havana e Washington, reatando relações diplomáticas sete meses após o início de histórico processo de reaproximação, após de 54 anos de distanciamento.

O restabelecimento oficial das relações diplomáticas entre os dois países, após mais de meio século de tensões herdadas da Guerra Fria, marca o fim da primeira fase desse processo iniciado a 17 de dezembro de 2014. O presidente cubano, Raúl Castro, insiste em só normalizar as relações quando o presidente norte-americano, Barack Obama, utilizar os seus “poderes executivos” para pôr fim ao embargo imposto à ilha em 1962.

Além disso, o chefe de Estado cubano exige também que os Estados Unidos devolvam o território “ilegalmente ocupado” da base naval de Guantanamo.

Outra das exigências de Havana para a normalização de relações com Washington é que acabe com as “transmissões de rádio e televisão ilegais”, elimine programas para promover a “subversão e a desestabilização internas” e compense o país “pelos danos humanos e económicos” que as políticas norte-americanas causaram.

As relações diplomáticas entre os dois países estavam suspensas desde 1961, após uma decisão do presidente norte-americano John F. Kennedy, em resposta a uma aproximação dos revolucionários cubanos à ex-União Soviética e ao confisco de bens norte-americanos.”

(Agência Brasil)

Operação Lava Jato – Contas no Exterior são rastreadas em busca de provas contra Cunha

Eduardo-Cunha1

“A força-tarefa da Operação Lava Jato rastreia documentos sobre contas secretas que seriam mantidas no exterior pelo ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró e pelo lobista Fernando Falcão Soares, o Fernando Baiano – apontados como “braços” do PMDB no esquema de corrupção na estatal -, para tentar comprovar as informações prestadas pelo lobista Julio Camargo em depoimento no qual incluiu o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), no esquema de corrupção da estatal.

Na quinta-feira, Camargo, um dos delatores da Lava Jato, declarou à Justiça Federal que em 2011 Cunha exigiu dele 5 milhões de dólares de propina para a manutenção de dois contratos de navios-sonda assinados pela coreana Samsung em parceria com a japonesa Mitsui. Foi a primeira vez que Camargo, que aderiu à colaboração premiada em outubro de 2014, citou Cunha como destinatário de propina. Como possui foro privilegiado, o presidente da Câmara é alvo de inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) que apura crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

O juiz federal Sérgio Moro, que conduz os processos da Lava Jato na primeira instância, em Curitiba, anexou extratos bancários com movimentações das contas aos autos da ação penal em que Cunha foi citado por Camargo. Os documentos foram enviados por autoridades da Suíça.

O lobista disse no depoimento que Fernando Baiano lhe relatou na época que estava sendo pressionado pelo deputado a pagar 10 milhões de dólares “atrasados” de um total de 30 milhões de dólares de propina – dos quais 5 milhões seriam para o peemedebista. Camargo afirmou que depositou recursos em contas no exterior tendo como beneficiário Fernando Baiano após se encontrar pessoalmente com Cunha no Rio em 2011.”

(Veja Online)

José Guimarães – Lula apontado como lobbista de empreiteira “é conversa pra boi dormir”

122 1

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=s8S_qyaxF44[/youtube]

O líder do Governo na Câmara, José Nobre Guimarães (PT), disse, nesta segunda-feira, não saber as razões da saída de Ivo Gomes da pasta estadual das Cidades. Mas disse que vê com naturalidade. “Não sei quais as razões. O importante é a secretaria continuar tocando os projetos””, acentuou Guimarães.

O parlamentar preferiu comentar mais o cenário nacional e divulgar uma agenda positiva que a presidente Dilma Rousseff deverá tocar a partir de agosto. Informou que vem aí o Programa Minha Casa, Minha Vida 3.

Sobre as denúncias de fim de semana do o Globo e Época contra Lula, apontando o ex-presidente como lobbista, com dinheiro do BNDEDS, em favor construtoras em países africanos, José Guimarães preferiu afirmar que isso tudo “é conversa pra boi dormir”.

Camilo Santana lamenta saída de Ivo do governo: “Vamos continuar seguindo”

CAMILO-SANTANA-1

O governador Camilo Santana (PT) disse nesse domingo (20) que lamenta a saída de Ivo Gomes (Pros) da Secretaria das Cidades, ocorrida na quinta-feira (16). Esta é a primeira vez que Camilo se pronuncia sobre o assunto publicamente.

“Essa foi uma decisão pessoal do Ivo Gomes. Ele é um grande amigo, companheiro e uma pessoa extraordinária. Um secretário que vinha fazendo um grande trabalho. O que eu tenho a dizer é só lamentar, mas vamos continuar seguindo”, disse o governador, em visita ao município de Assaré, no Cariri.

Em nota, o irmão caçula dos ex-governadores Cid e Ciro Gomes, informou que entregava o cargo em uma última tentativa de garantir o salário dos terceirizados do Metrofor, sob sua responsabilidade desde abril. No entanto, de acordo com o amigo e prefeito de Sobral, Clodoveu Arruda (PT), Ivo escreveu uma carta ao governador, alegando que a retirada tinha motivações de “ordem pessoal”. “Ele agradeceu a oportunidade e disse que tinha razões pessoais para deixar a pasta”, conta Clodoveu.

“A máquina continua rodando. Não vejo problema de continuidade nisso”, diz o líder do governo na Assembleia, Evandro Leitão (PDT), sobre a possibilidade de racha entre o governo e o grupo dos Ferreira Gomes.

A greve que supostamente teria levado Ivo a deixar o cargo foi resolvida no mesmo dia de sua resignação. Resultado de um encontro de pouco mais de uma hora no Palácio da Abolição, a Casa Civil concordou em fazer os depósitos às empresas terceirizadas para que os trabalhadores fossem pagos.

Menos um

Após mudanças nas pastas de Segurança Pública, Esportes, Relações Institucionais e Controladoria e Ouvidoria, a última perda talvez tenha sido uma das mais significativas.

Ex-chefe de gabinete do governo Cid Gomes (Pros), Ivo era um dos últimos elos da gestão anterior com a atual. A exoneração ainda não foi assinada por Camilo ou publicada no Diário Oficial do Estado. Segundo a assessoria da Casa Civil, o adjunto Quintino Vieira responde temporariamente pela pasta. O ex-superintendente do DER é ligado ao grupo dos Ferreira Gomes.

Com a volta do deputado estadual Ivo Gomes ao Legislativo, o suplente Sineval Roque (Pros) deixará a Assembleia.

(O POVO/TV Assaré)

Bancos da Grécia voltam a funcionar

Os bancos da Grécia reabriram nesta segunda-feira (20),  após três semanas de fechamento imposto pelo governo para evitar o agravamento da crise no sistema financeiro.

No entanto, os controles de capitais, em vigor desde 29 de junho, mantêm-se, apesar de o limite diário de 60 euros nas retiradas ter sido flexibilizado para até 420 euros por semana.

(Agência Brasil)

Cunha teria despachado pedido de impeachment da presidente Dilma

Horas após ter anunciado o rompimento com o governo Dilma Rousseff, o presidente da Câmara Federal, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), teria despachado um dos pedidos de impeachment da presidente, de autoria do deputado Jair Bolsonaro, que já havia sido apresentado, mas precisavam ser atualizado para tramitar no Congresso Nacional.

Cunha também postou em sua página do Facebook uma foto com os integrantes do Movimento Brasil Livre (MBL), que também pediu o impeachment de Dilma. O movimento aponta a utilização indevida das manobras fiscais, no primeiro mandato da presidente, para fechar as contas públicas.

(com agências)

Instituto Lula diz que jornal ‘mente e omite’ informações sobre ‘lobby’

O Instituto Lula divulgou nota à imprensa classificando como mentirosa e omissa a manchete da edição deste domingo (19) do jornal O Globo sobre o suposto lobby do ex-presidente Lula em favor da Odebrecht no exterior.

Segundo o Instituto Lula, que repassou à imprensa a íntegra dos e-mails trocados com a reportagem de O Globo para demonstrar a tese da nota, a reportagem seria mais uma do jornal “que não diz nada”. Para a entidade, os telegramas nada provam e foram usados apenas “para criar um factoide”. “[…] entendemos que a necessidade de criminalizar as atividades de Lula vão [sic] além da normalidade e das boas práticas jornalísticas”, reclama o Instituto.

Em um dos e-mails trocados entre a reportagem de O Globo e o Instituto Lula, o emissário deste faz a seguinte reclamação, a respeito de outra matéria, do mesmo jornal, sobre suposta omissão de documentos, por parte do Itamaraty, que em tese demonstravam a relação entre Lula e a Odebrecht. A entidade reclama da suposta omissão, por parte do jornal, em relação à publicidade dada pelo Itamaraty de documentos demonstrando “a atuação positiva do ex-presidente Lula”.

“Gostaríamos de complementar dizendo que O Globo fez um grande fuzuê, com manchete de primeira página sobre os documentos do Itamaraty durante a presidência de Lula, mas depois, quando os documentos se tornaram públicos e revelaram a atuação positiva do ex-presidente Lula, não localizamos nenhuma matéria do jornal sobre o assunto, o que talvez tenha causado estranhamento aos seus leitores, que talvez achem que os documentos não foram publicizados [sic]. Por isso segue matéria que fizemos sobre os documentos ignorados pelo jornal”, diz a mensagem.

Confira a nota do Instituto Lula:

Em mais uma matéria que não diz nada, o jornal O Globo, não se atenta aos fatos e faz distorções para prejudicar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Reproduzimos abaixo a troca de e-mails entre o jornalista e o assessor de imprensa do Instituto Lula, na qual fica clara a intenção de usar documentos que não revelam nada de novo, para criar um factoide. As mensagens trocadas entre repórter e assessor, em circunstâncias normais, deveriam ser apresentadas aos leitores do jornal na matéria, mas entendemos que a necessidade de criminalizar as atividades de Lula, vão além da normalidade e das boas práticas jornalísticas”.

(Congresso em Foco)

Instituto Agropolos – Transparência de menos, uso político demais

foto heitor ferrer

Ampliado nos últimos governos cearenses, o Instituto Agropolos concentra hoje R$ 321,1 milhões em contratos já firmados com o Estado. O órgão, no entanto, vê questionadas sua forte ligação com políticos, transparência limitada e função em duplicidade com pastas e órgãos públicos. Concebida para tocar o desenvolvimento regional, a Organização Social (OS) acabou tomando feições de “trampolim” para políticos no interior.

Criado em 2002, o Agropolos passou a centralizar ações fundiárias e de agricultura familiar em 2008, ao final da 1ª gestão Cid Gomes. Em sua página oficial, a “missão” do instituto parece copiada do site de órgãos com orçamento e servidores próprios, como a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ematerce). Como OS, o Agropolos tem o diferencial de poder comprar e contratar mais rapidamente, sem esbarrar na exigência de amplas licitações ou concursos públicos.

O órgão se destaca pelo grande número de políticos egressos de suas fileiras. Nos últimos anos, pelo menos cinco ex-dirigentes da OS saíram do instituto para disputar ou apoiar candidaturas ou assumir cargo no Estado.

Entre a direção atual, também é vasta a presença (ver quadro) de candidatos e militantes políticos – sempre de partidos aliados e a maioria ligados ao PT, que tem indicação da SDA. Na campanha passada, vários dos dirigentes participaram de campanhas.

O volume de recursos também chama atenção. Apenas desde o ano passado, foram mais de R$ 101,2 milhões em novos contratos sem licitação. A Ematerce, por outro lado, perdeu espaço e teve corte de 450 técnicos. “O Agropolos tem um papel importante na execução de programas. A Ematerce tem uma grande deficiência de pessoal, está há não sei quantos anos sem concurso”, diz o titular da SDA, o ex-deputado Dedé Teixeira (PT).

Existem hoje pelo menos 17 requerimentos do deputado Heitor Férrer (PDT) pedindo investigação dos contratos do Estado com a OS. Na última semana, foi apresentado parecer do procurador Gleydson Alexandre, do Ministério Público de Contas do Tribunal de Contas do Estado (TCE), também cobrando análise dos pagamentos.

No documento, o MP aponta evidências de “graves irregularidades”, como terceirização de atividade-fim – em contratações sem concurso público –, “utilização irregular do contrato de gestão na aquisição de serviços e materiais; insuficiência de controle na execução do contrato”.

O MP aponta ainda ausência das “devidas motivação e justificativa” do valor dos serviços contratados. Existem pelo menos outros três processos no TCE apontando irregularidades na OS.

Em dezembro do ano passado, contas do ex-vice-governador Francisco Pinheiro (PT) pela gestão de 2008 foram julgadas irregulares pelo TCE. Na época, o petista teria firmado “contratos verbais” com o instituto, sem formalização ou publicação no Diário Oficial, com despesas de cerca de R$ 132,5 mil. Acórdão foi publicado em janeiro e ainda não possui recurso apresentado na Corte.

Numa série de requerimentos apresentados na AL, Heitor Férrer (PDT) afirma existir um “estado paralelo” no Agropolos. “Tudo leva a crer que Instituto Agropolos foi criado para executar atividades já exercidas por outras entidades da Administração Pública Estadual, não na forma de cooperação e divisão de trabalho, mas em duplicidade e competição o que se questiona a sua necessidade”, diz.

O parlamentar também se baseia na lei estadual nº 12.781, de 1997, para questionar contratos com o Agropolos. Segundo Férrer, “um ente privado, mas dependente do Estado, exercendo atividades de Estado” fere os requisitos da lei. Reclamando não ter recebido resposta para a maioria de seus pedidos, ele afirma que manutenção dos contratos pode ser uma “irracionalidade”.

(O POVO)

Quixadá tem 3,2 mil cartões bloqueados do Bolsa Família

Cerca de 3,2 mil famílias de Quixadá estão com o cartão do Bolsa Família bloqueado para averiguação do Governo Federal. Segundo a secretária de Desenvolvimento Social (SDS) da Prefeitura de Quixadá, Vera Aragão, a suspensão seria por falta de recadastramento ou para conferência dos dados no cadastro.

Para evitar que quase meio milhão de reais deixe de circular no comércio de Quixadá, a Prefeitura realiza uma campanha para que as famílias que tiveram o benefício suspenso regularizem a situação. A administração municipal também realiza o serviço de amparo às residências mais carentes, diante da necessidade do transporte.

Apesar do corte de 3,2 mil benefícios, a cidade ainda conta com 11.359 cartões ativos do Bolsa Família, o que representa R$ 1,72 milhão na economia local. O número de beneficiários é pouco mais de 5% do que prevê o Governo Federal, em relação ao número de famílias carentes em Quixadá.

Saída de Ivo Gomes do governo segue como enigma

Da Coluna Fábio campos, no O POVO deste domingo (19):

A saída do político Ivo Gomes da Secretaria das Cidades abriu a larga e criativa janela das especulações. Ninguém consegue decifrar as reais motivações do ato. Ficou tudo ainda mais indecifrável com a reportagem do O POVO de sexta-feira mostrando que o motivo alegado (falta de pagamento de vigias terceirizados do Metrofor) havia sido resolvido meia hora antes da saída do irmão mais novo de Ciro e Cid Gomes.

Como político profissional não dá ponto sem nó, cabe esperar a sequência dos acontecimentos. O exercício parlamentar de Ivo Gomes na Assembleia pode explicar a decisão de deixar o Governo. Se o mandato se dedicar a fazer a defesa da gestão de Camilo Santana, a leitura será uma. Caso se torne um mandato indiferente ou crítico à gestão, a leitura será outra e com grandes repercussões no cenário político do Ceará.