Blog do Eliomar

Categorias para Política

Merval Pereira falará na FIEC sobre rumos do Brasil sob o aspecto político

merval-pereira-2010-size-598

O jornalista Merval Pereira dará palestra às 18h30min do próximo dia 23, no auditório da Federação das Indústrias do Ceará (FIEC). Ele falará sobre os rumos do Brasil sob o aspecto político. Merval é o convidado da quinta edição do Fórum Ideias em Debate.

Colunista do jornal O Globo e comentarista da Rádio CBN e Globo News, Merval é também membro da Academia Brasileira de Letras e da Academia Brasileira de Filosofia. Fez parte do primeiro conselho editorial do jornal Valor Econômico e foi editor-executivo do Jornal do Brasil.

É autor dos livros “Mensalão – o dia a dia do maior julgamento da história da política do Brasil (2013)” e o “Lulismo no Poder (2010)”. Em 2009, recebeu o Prêmio Maria Moors Cabot, da Universidade de Columbia de excelência jornalística.

Deputado cobra pelo menos sensação de segurança no Interior

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=8-tHL31nDLY[/youtube]

O deputado estadual Danniel Oliveira (PMDB) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa, nesta quinta-feira, para cobrar do governo estadual mais polícia para o Interior. Segundo o peemedebista, essa medida é fundamental para dar tranquilidade à população e fazer frente à onde de ataques a bancos.

O parlamentar que, pelo menos, uma sensação de segurança em vários municípios.

Entrevista ao jornalista Marcos Lima

Sindicato dos Bancários de São Paulo entre controladores de editora acusada de lavar propina

“A Editora Gráfica Atitude, apontada pelo juiz Sérgio Moro como uma das lavanderias de propina de João Vaccari Neto, tem entre seus controladores o Sindicato dos Bancários de São Paulo, representado na gráfica pelo ex-deputado estadual paulista Luiz Cláudio Marcolino.

Marcolino, que presidiu o sindicato entre 2004 e 2010, candidatou-se a deputado federal em 2014, conseguiu 78 626 votos e não se elegeu. Apesar da votação modesta, a campanha dele à Câmara arrecadou 2,5 milhões de reais, dos quais 580 750 de empreiteiras encrencadas na Lava-Jato: 95 000 reais da Queiroz Galvão, 127 750 reais da Andrade Gutierrez e 360 000 reais da UTC.

Do dinheiro arrecadado por Luiz Cláudio Marcolino, 668 269 reais foram repassados a outras candidaturas. A campanha de Dilma Rousseff, por exemplo, levou 66 900 reais do sindicalista.”

(Coluna Radar, da Veja Online)

Adepol/CE luta por inclusão de delegado nas carreiras jurídicas do Estado

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=yHJKUIvRp8Y[/youtube]

A Associação dos Delegados de Polícia Civil do ceará (Adepol) luta para incluir seus filiados nas chamadas carreiras jurídicas do Estado.

O presidente da entidade, delegado Milton Castelo, informa que a luta vem sendo travada desde a gestão de Cid Gomes e que a categoria está na expectativa agora de que, na Era Camilo Santana, que apregoa diálogo, a matéria possa ser discutida e enviada para o legislativo estadual.

José Pimentel – Fortaleza do lixo, sem creches e com educação de má qualidade

211 2

Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ): senador José Pimentel (PT-CE) durante discussão sobre propostas relativas à reforma política

O senador José Pimentel (PT) anda lamentando que a cidade de Fortaleza comemore 289 anos com a limpeza pública precária na periferia, sem creches para a população e com a educação pública de qualidade questionável.

Ele comunga com a tese de que seu partido precisa apresentar uma opção, em 2016, ao modelo do prefeito Roberto Cláiudio (Pros), que apoiou, na disputa para o Governo, o petista Camilo Santana.

Pimentel, com essa postura, reforça o discurso do vereador petista Acrísio Sena que, neste Blog, disse: o PT não pode ser coadjuvante e deve participar do processo sucessório apresentando um nome. Acrísio lembra que a disputa em Fortaleza sempre ocorre em segundo turno.

 

 

SEM SAUDADES DO CID

Do líder do Governo na Câmara, José Guimarães (PT), sobre os 100 primeiros dias da gestão Camilo Santana: “Foram 100 dias vitoriosos, com avanços na segurança, na saúde e com ações concretas contra a seca.”

MEIA PORTA

A taxa de ocupação da rede hoteleira cearense está hoje em 58%, segundo o presidente do sindicato da categoria, Manuel Linhares. Ano passado, a primeira quinzena de abril registrava 70%.

Camilo tem até o dia 30 deste mês para enviar mensagem das promoções da PM

O primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, Sérgio Aguiar (Pros), informa: “O governador Camilo Santana (PT) tem até o próximo dia 30, como prometeu, para enviar à Casa a mensagem sobre promoções dos policiais militares”.

A categoria aguarda ansiosamente por essa mensagem, o que garantiria a correção de injustiças no plano das promoções há décadas estagnadas na Corporação.

A revisão desse caso é uma das principais reivindicações da tropa feita ao governador Camilo Santana. A tramitação da mensagem promete ser rápida.

 

Fecomércio – O PT é contra terceirização,mas adota a prática em suas administrações”

gatao

“O PT é contra terceirizações, mas adota a prática em suas administrações!”, cutuca o presidente da Federação do Comércio do Ceará (Fecomérico), Luiz Gastão, que estava ontem, em Brasília, no lobby do empresariado pró-aprovação da matéria.

Luiz Gastão considera fundamental a aprovação da matéria, que, inclusive, estará em discussão, nesta quinta-feira, durante encontro do empresariado do comércio, em Maceió (AL).

Na próxima semana, a Câmara dos Deputados retomará a votação dos destaque do PL 4330 que, entre algumas medidas, já barrou terceirização nas atividades fim de Estado.

Por que não taxar as grandes fortunas?

179 1

Com o título “Grandes fortunas X Terceirizações”, eis artigo do desembargador federal do TRT do Ceará e professor da UFC, Emmanuel Furtado. Para ele, é “falácia” dizer que o projeto 4330 quer só regulamentar o trabalho terceirizado, quando taxar grandes fortunas poderia ser uma medida eficaz no plano do ajuste fiscal. Confira: 

Estabelece a Constituição Federal, apoiada no princípio da capacidade contributiva (cada um deve pagar os tributos de acordo com sua capacidade econômica – art. 145, §1º), que à União compete instituir impostos, dentre outros, sobre grandes fortunas, nos termos de lei complementar (inciso VII do art. 153). Ora, sabe-se que o Brasil detém o patamar lamentável de uma das piores distribuições de renda do mundo. Maioria esmagadora das fortunas está nas mãos de percentual mínimo de pessoas.

Com o objetivo de minorar tal discrepância, estabeleceu o constituinte que os detentores de grandes fortunas hão de ser mais pesadamente tributados, de acordo com o que o legislador complementar (infraconstitucional) estabelecer. Ocorre que, apesar de a Constituição datar de 5/10/1988, de lá para cá não houve ânimo por parte do Congresso para a edição da referida norma, o que torna sem efeito o texto constitucional que prevê a taxação de grandes fortunas. De outra banda, assistimos estupefactos ao frenesi com que está sendo votado o projeto de lei da terceirização.

Há, pois, notório descompasso no apetite congressual de solapar a classe trabalhadora e a inapetência para tributar os grandes detentores da riqueza. A Constituição Italiana traz em seu primeiro artigo a valorização e preservação ampla do trabalho humano. Nossa Constituição, igualmente, deu extrema importância à labuta do homem, daí intuir-se que toda e qualquer norma que vá de encontro aos primados do trabalho fere a lei maior do país.

Salários diminuídos, entrave para ascensão funcional, dentre outras nefastas situações são decorrências diretas do chamado trabalho terceirizado. Argumentar que a lei está apenas regulamentando o que já existe na prática é falácia, pois o leque ora ofertado é bem maior do que já ocorre. O quadro que se vê é de um parlamento preservando as grandes fortunas e golpeando a classe trabalhadora. Será o justo?

* Emmanuel Furtado

etfurtado@uol.com.br

Desembargador do TRT e professor da UFC.

Dilma divulga mensagem destacando que Exército tem a confiança do povo brasileiro

“Na mensagem em comemoração ao Dia do Exército, lembrado no domingo (19), a presidenta Dilma Rousseff disse hoje (16) que a instituição “tem a confiança dos brasileiros” e destacou a parceria com a Força Armada em obras e ações coordenadas de segurança pública.

“O Exército de hoje tem a confiança dos brasileiros. Conquistou essa confiança e o orgulho de nossa população com sua presença parceira em ações importantes, como o atendimento a cidadãos vítimas de calamidades, a coordenação da distribuição de água no Semiárido nordestino, a execução de obras em variadas regiões de nosso território e em operações de garantia da lei e da ordem, executadas sempre segundo os preceitos constitucionais”, diz a mensagem da presidenta lida por uma oficial durante a cerimônia.

“Pronto a servir à nossa sociedade, com braço forte e mão amiga, e capaz de contribuir para missões de paz nos quatro cantos do mundo, o Exército Brasileiro executa com profissionalismo e seriedade, nos limites de suas funções constitucionais, sua missão precípua de defender a pátria”, acrescentou.

Dilma participou da entrega da Comenda da Ordem do Mérito Militar a 265 agraciados, entre eles, os ministros da Defesa, Jaques Wagner, e o das Relações Exteriores, Mauro Vieira. Na lista de autoridades condecoradas também estão o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ); o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, além de deputados, senadores e ministros do Tribunal de Contas da União, do Superior Tribunal de Justiça e do Tribunal Superior do Trabalho. A Ordem do Mérito Militar é a mais elevada distinção do Exército Brasileiro.

Na mensagem, a presidenta destacou o histórico do Exército, desde a Batalha dos Guararapes, e disse que, apesar de manter seus valores tradicionais, a instituição “entende a necessidade de modernizar-se”. Dilma também lembrou duas datas que o Exército comemorará este ano: os 150 anos de nascimento do Marechal Rondon e os 70 anos da rendição das tropas alemãs, que marcou a vitória dos aliados na 2º Guerra Mundial, com participação da Força Expedicionária Brasileira.”

(Agência Brasil)

Roberto Cláudio – “Cid é a minha maior referência na política!”

378 2

rcbbb

Da Coluna Confidencial, do Alan Neto, no O POVO desta quinta-eira, trechos da entrevista que o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (Pros), concedeu ao programa Trem Bala, da TV O POVO, nessa quarta-feira. O Alan comanda essa atração e RC aproveitou para responder cascas de banana no plano político. Confira:

* Roberto Cláudio foi imprensado contra a parede: “E se você encontrasse Luizianne por acaso, falaria com ela ou lhe daria um muxoxo?” Resposta:”Como sou um homem educado, lhe estenderia a mão”.

*O que Luizianne fez que você não faria?” Resposta:”Perder tempo armando brigas, soltando factoides, o povo não é besta”.

*Que candidato gostaria de enfrentar em 2016?”. Resposta:”Ninguém é candidato de si mesmo. Se for para o bem do partido posso ser candidato à reeleição”.

* Você acha que Cid o apoiará mais uma vez?” Resposta: “O Cid foi um extraordinário parceiro. Se for candidato estará sim conosco andando pela cidade. Ele é a minha maior referência na política”.

Servidores do IPEM denunciam corte nas diárias de viagem

267 1

ipemm

Servidores do Instituto de Pesos e Medidas (IPEM) ameaçam paralisar atividades. A categoria, com grupo na Câmara Municipal nesta manhã de quinta-feira, denuncia corte nas diárias de viagem feitos pelo prefeito Roberto Cláudio (Pros) e pede a mediação da Casa junto ao Executivo.

Embora com orçamento próprio e ligado ao Inmetro, o IPEM viaja a serviço por todo o Estado e as diárias são da responsabilidade do município, que recebe repasses federais para essa finalidade.

As diárias eram pagas no valor de R$ 180,00 e não sofreram reajuste nem em 2014 nem em 2015 e agora o valor caiu para R$ 110,00. Isso, porque a Prefeitura deveria ter reajustado pelo INPC, o que não foi feito.

Sem as viagens do pessoal do IPEM, ficarão sem fiscalização da bomba de gasolina e até preservativo.

(Foto – Sindifort)

Arenas estão dando prejuízo. E o Castelão?

arenacastelao

Depois da realização da Copa do Mundo, algumas arenas administradas em regime de Parceria Público-Privadas (PPPs) começam a apresentar problemas. O caso mais recente é o da Arena Pernambuco, mantida pela Odebrecht Participações, cujo contrato pode ser rescindido pelo governo pernambucano. Com dois anos de operação, o empreendimento encerrou com prejuízo de R$ 29,7 milhões em 2013 e de R$ 24,4 milhões em 2014, sobrecarregando o Tesouro do estado que, por imposição contratual, precisa cobrir o déficit de caixa da Arena, caso ela não atinja o faturamento anual de R$ 110 milhões.

Segundo o site Brasil Econômico, das 12 cidades sede, apenas cinco lançaram mão de PPPs para fazer a gestão das arenas de futebol da Copa do Mundo. Além da Arena Pernambuco, foram formados consórcios para administrar a Arena das Dunas (RN), o Mineirão (MG), o Castelão (CE) e a Arena Fonte Nova (BA). “Todas foram concessões administrativas em que os governos pagam pela operação dos estádios reformados ou construídos pela iniciativa privada. Cada um tem um modelo de aferição de eficiência de resultado”, conta.

VAMOS NÓS – Como vai o caixa da Arena Castelão?

Movimento “Fora Cunha!” chega ao Ceará

249 6

carreira-do-deputado-eduardo-cunha-e-marcada-por-escandalos

Vem aí o movimento “Fora Cunha!”

A partir das 16 horas desta quinta-feira, no auditório da Câmara Municipal, entidades como a CUT, Levante e grupos estudantis darão uma entrevista coletiva para explicar os porquês dessa articulação, que questiona o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB/RJ).

O Ceará vai aderir assim ao “Fora Cunha!”, que já tem mobilizações em São Paulo, Minas e Rio de Janeiro.

“Neste fim de semana, haverá passeata para marcar o início da campanha em Fortaleza”, informa Rodrigo Cardoso, estudante do curso de Direito da Unifor e um dos articuladores. O grupo questiona posturas conservadoras e de oposição à classe trabalhadora adotadas por Eduardo Cunha. A última foi tentar aprovar, sem debate, o projeto de lei 4330, das terceirizações.

Com 34 denúncias, Lula é o presidente que mais sofreu pedidos de impeachment

esar das solicitações contra Dilma, a presidente não supera seu mentor, Lula, em número de pedidos por impeachment. O ex-presidente foi alvo de 34 denúncias entre 2003 e 2010.

O presidente mais alvejado por parlamentares que pediam seu impedimento, contudo, é FHC. O tucano foi alvo de 17 denúncias entre 1997 e 2002, das quais onze partiram de deputados.

O troféu de brasileiro mais insatisfeito da redemocratização já pode ser entregue com honras a um sujeito chamado Célio Evangelista Ferreira, autor de um pedido de impeachment contra Dilma, três contra Lula e um contra FHC. Célio é um fervoroso defensor do que chama de “intervenção militar constitucional”.

(Coluna Radar, da Veja Online)

Henrique Alves assume nesta quinta-feira a pasta do Turismo

henriquealvess

Henrique Eduardo Alves (PMDB/RN) assumirá, nesta quinta-feira, em Brasília, o cargo de ministro do Turismo. Ele entra no lugar de Vinícius Lages, que deverá ser aproveitado em outro cargo no Governo.

A nomeação já tinha sido confirmada pelo vice-presidente Michel Temer na terça-feira (14), mas ontem a presidente Dilma Rousseff sacramentou mais um ganho de espaço político para um peemedebista.

Henrique Alves foi presidente da Câmara até o ano passado, quando deixou de concorrer à reeleição como deputado para tentar o governo do Rio Grande do Norte onde acabou sendo derrotado.

Roylaties do Pré-Sal – Redistribuição deve render R$ 400 milhões para o Ceará

Do Site do Governo do Ceará:

Camilo Santana  (PT) e demais governadores do Nordeste mantiveram reunião, nessa quarta-feira, em Brasília,  com a ministra e vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia. A pauta central do encontro foi a validação da lei de redistribuição dos royalties do pré-sal entre os estados brasileiros.

Com o novo modelo, em que a divisão é feita entre estados produtores e não produtores, o Ceará receberia reforço da ordem de R$ 400 milhões em suas contas públicas. ” A redistribuição dos royalties é de suma importância porque é feita de maneira mais equitativa entre estados produtores e não produtores. Para o Ceará, um reforço da ordem de R$ 400 milhões é fundamental˜, avalia Camilo.

Esta informação foi apresentada pelo governador do Ceará durante o encontro realizado na sede do Tribunal em Brasília. O novo modelo é o resultado da aprovação de lei pelo Congresso Nacional que prevê  as bases de distribuição dos royalties do petróleo e do pré-sal, entre a União, Estados e Municípios. Anteriormente, esta partilha era concentrada na  União e no Rio de Janeiro, além de uma pequena parcela para o Espírito Santo, considerados estados produtores. A mudança aprovada na lei prevê mais equilíbrio no repasse dos recursos.

Considerando que haveria prejuízos para sua arrecadação, o estado do Rio de Janeiro obteve liminar na Justiça, alegando inconstitucionalidade e conseguindo a suspensão dos efeitos da lei aprovada. No STF, a liminar foi mantida pela  ministra Cármen Lúcia. A reivindicação dos governadores é a inclusão da matéria na pauta do STF para votação. “O presidente do STF, o ministro Lewandowski, deve colocar a matéria em pauta. Nosso encontro com a ministra  é uma oportunidade para levarmos as nossas ponderações a ela, para que o modelo determinado pela lei possa ser validado”, afirma o governador do Ceará.”