Blog do Eliomar

Categorias para Política

Prefeitura de Granja deve dar aumento de 13,01% para os professores

151 1

Tarcísio Souza (Granja) – O prefeito de Granja, Romeu Aldigueri (Pros), enviou na última quarta-feira (28/01) para Câmara Municipal, um projeto de lei, em regime de urgência, que concede um aumento de 13,01% no salário dos educadores da Rede Municipal de Educação. O reajuste será dado para todas as categorias de professor, ou seja, magistrados do Infantil e da Educação Básica I e II.

Romeu explicou sobre a importância de valorizar o Educador de Granja: “Nesses dois últimos anos, o nosso município vem avançando bastante na área educacional e com capacitação e valorização dos professores, vamos buscar uma educação melhor para todos, por isso, qualquer investimento em educação, nós consideramos extremamente importantes”, reforçou o prefeito.

A Prefeitura informa ainda que já chamou e convocou todos os 308 professores classificados e classificáveis no Concurso Público realizado em 2014.

Vereadora Cristina Brasil toma posse na Câmara de Fortaleza

Salmito com cristina brasil

Empossada desde o início de janeiro, a vereadora Cristina Brasil (PTdoB) tomou assento oficial nesta quinta-feira, em solenidade na presidência da Câmara Municipal de Fortaleza. Ela ficará até o fim de abril, em substituição ao vereador John Monteiro, do mesmo partido.

O presidente estadual do PTdoB, Haroldo Abreu, disse que o partido possui uma política de valorização dos suplentes. Já a vereadora prometeu trabalhar pela Saúde, área em que mais atua como profissional. Ela é fisioterapeuta.

O presidente do Legislativo Municipal, vereador Salmito Filho (PROS), afirmou que a Câmara dará apoio a debates propositivos para Fortaleza. “Temos uma das Câmaras mais transparentes do Brasil, em que o voto é aberto, as convocações extraordinárias não são pagas e não há o 14º, 15º e 16º salário para vereador”, destacou.

(Foto – Divulgação)

Senador Eunício Oliveira critica cancelamento da refinaria premium e cobra responsabilidades

117 1

foto eunício e cid

Eunício e Cid – até bem pouco tempo, amigos para sempre.

O senador Eunício Oliveira (PMDB) divulgou nota, nesta quinta-feira, sobre o cancelamento da refinaria de petróleo do Ceará. Para ele, a decisão da Petrobras foi lamentável e decepciona o povo cearense. Disse o líder peemedebista:

“É uma vergonha que um investimento tão importante tenha sido tão mal planejado e gerenciado e encerre de maneira decepcionante o sonho da refinaria no Ceará. Muito suor e muito dinheiro, R$ 657 milhões dos cearenses, foram utilizados em uma refinaria que virou pó. Sonho que foi vendido inclusive, como moeda política nas eleições de 2014 aqui no Estado. Avalio que todos os autores dessas façanhas devem vir a público dar as devidas explicações e sejam responsabilizados”.

Senador Eunício Oliveira.

VAMOS NÓS – Eunício só não diz nessa nota que sempre esteve na base aliada de Dilma e do ex-governador Cid Gomes (Pros). Há uma contradição tremenda na postura de quem, recentemente, era da casa do Palácio da Abolição.

(Foto – Álbum da História)

“Blocão da Oposição” implode e perde o PMDB

133 1

Implodiu, nesta tarde de quinta-feira, toda a articulação em torno da formação de um “Blocão de Oposição” ao Governo Camilo Santana, na Assembleia Legislativa. Onze parlamentares se reuniram, durante almoço no Restaurante Boi Negro, em Fortaleza, para definir estratégias e participação na futura mesa diretora da Casa, a ser eleita domingo próximo.

Durante o encontro, os seis parlamentares do PMDB decidiram fazer uma reunião em separado e votar pela adesão ou não ao “Blocão”. O placar anunciado para demais colegas foi de 4 a 2. Ou seja, o PMDB resolveu marchar sozinho, sem se engajar a esse agrupamento oposicionista.

Alguns parlamentares engajados ao movimento se disseram surpresos com a postura do PMDB, que, assim, enfraquece o “Blocão”. Houve quem comentasse que, nesse cenário, o Palácio da Abolição teria feito valer sua influência.

Zezinho Albuquerque – A luta pela refinaria continua

zeziin

Em entrevista coletiva, nesta manhã desta quinta-feira, em seu gabinete, o presidente da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque (Pros), garantiu: “Vou continuar trabalhando no sentido de cobrar a construção da Refinaria Premium II no Ceará”.

Zezinho explicou que a refinaria “foi um compromisso firmado pelo ex-presidente Lula e ratificado pela presidente Dilma Rousseff com o povo cearense, e precisa ser cumprido”. O cancelamento do empreendimento, por parte da Petrobras foi anunciado ontem, por ocasião da divulgação do balanço financeiro do terceiro trimestre de 2014 da empresa.

Para o presidente da AL, essa desistência foi “uma grande descortesia da Petrobras para com o povo cearense”. Ele lembrou que a AL encabeçou uma extensa campanha para mostrar à população o que o projeto representava economicamente para o Estado.

DETALHE – Zezinho reagiu a uma provocação deste Blog e da Coluna Vertical, já que a Casa gastou tempo e dinheiro com caravanas indo ao Interior pedir apoio ao projeto.

(Foto – Divulgação)

 

Rede Bobo apresenta – “Manchas da traição”

272 6

A promessa feita pelos governantes de que o Ceará teria, finalmente, a concretização de um sonho de mais de 60 anos – a refinaria -, sem dúvida, dá um bom enredo para uma novela cheia de emoções, com pitadas de cortejos políticos e traições. Vejamos:

Capítulo 1 – E num passado recente, lá estava o então presidente Lula, ao lado de aliados – entre eles o ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa – é o da Operação Lava Jato, prometendo a obra aos cearenses. Tudo era alegria e festa…

lula_refinaria_ricardo_stuckert_pr_foto1-619x464

– Nunca na história desse País, o Ceará deixou de acreditar na refinaria…”

– É isso aí, chefe!!, bradou Inácio Arruda.

Entrevista com ciro Gomes

Enquanto isso, Ciro Gomes bradava: “Isso tem cheiro de enrolação!”

dilmaproteme

Capítulo 2 – Mas o tempo foi passando, a refinaria foi turbinando mandatos. Apareceu dona Dilma Rousseff, eleita com o mote e, por aqui, cheia de votos, reiterou a promessa da refinaria…

sergiuog

Capítulo 3 – Como toda novela que se preze, sempre aparece um vilão. O ex-presidente da Petrobras, Sérgio Gabrielli, tentou barrar o sonho dos cearenses. Veio a tal da pressão política e o tema voltou às paradas eleitorais.

not dilma garibaldi

Capítulo 4 – Dilma reapareceu e garantiu, emocionadamente, que a refinaria ia sair do papel.

cidfelizz

Para alegria e felicidade geral do então governador Cid Gomes, o projeto iria sair.

grac3a7a-foster-assustando-a-crianc3a7ada

Capítulo 5 – Mas o sonho, por pouco, não era barrado de novo pelo fantasma da contenção de despesas chamado gestão Graça Foster (Petrobras). Houve nova pressão política, porque isso cai bem em período eleitoral e…

camildilma

Capítulo 6 – Dilma veio de novo ao Ceará e, sob ares de Camilo Santana, deu a certeza de que a refinaria não seria abandonada.

refinaria_premium_2

Capítulo 7 – É, mas a tal da refinaria voltou à estaca zero. Culpa da crise internacional e também de tanta corrupção na Petrobras. Cancelaram o sonho? O Governo gastou mais de R$ 600 milhões com desapropriação de terreno, de índio e outras malhações;

camilo7

Capítulo 8 – Para o governador Camilo Santana, a esperança ainda não morreu. Ele diz que vai atrás de dona Dilma para cobrar a promessa que, pelo visto, vai precisar contar com boa ajuda, também, divina. Pelo visto, certo até agora estava apenas CIro Gomes.

DETALHE – Esta é uma peça de ficção e qualquer semelhança com pessoas e fatos não é semelhança. O que dá pra chorar, dá pra rir.

Miguel Rossetto – Ajuste fiscal não prejudicará programas sociais

“O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Miguel Rossetto, defendeu hoje (29) o ajuste fiscal anunciado pelo governo nas últimas semanas. Ele negou que as medidas contradigam o projeto de desenvolvimento do governo e ressaltou que elas são necessárias para a continuidade das políticas sociais. No último dia 19, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, anunciou aumentos na tributação de cosméticos e mercadorias importadas, reajustes de juros sobre o crédito e mudanças na tributação que podem refletir em aumentos no preço do diesel e da gasolina.

Rossetto negou qualquer alteração ideológica, politica ou estratégica por parte do governo. “O que temos são limites fiscais. Não há alteração de rumo, de estratégia, nenhuma guinada. O governo tem que ter capacidade de modulação de suas políticas para sustentar a estratégia de crescimento, de geração de emprego, de aumento dos investimentos”, destacou em entrevista durante café da manhã com blogueiros, no Palácio do Planalto.

“Ao longo da nossa experiência, o governo foi capaz de, com medidas econômicas, estratégicas, conjunturais, responder às mudanças de cenários externos e internos preservando a estratégia de crescimento com geração de emprego, preservando a renda do povo brasileiro, priorizando a renda pública para os grandes programas que garantem direitos sociais”, avaliou.”

(Agência Brsil)

A coisa tá feia pelas bandas dos governistas, quando o tema é refinaria cancelada

466 2

graça-foster

A coisa tá feita mesmo para as bandas dos petistas e aliados dilmistas no Ceará. A história de que a refinaria premiu foi cancelada pela Petrobras, sob comando de Graça Foster, é o assunto de tudo que é roda nesta quinta-feira no Estado. Nas emissoras de rádio, é o que vem troando.

Nas várias análises, críticas e observações sobre o tema, um só é o consenso: os cearenses foram vítimas de calote eleitoral.

“Blocão de Oposição” traça menu sobre mesa diretora e refinaria

150 1

O “Blocão de Oposição” em articulação na Assembleia Legislativa, está reunido agora, no Restaurante Boi Preto, em clima de almoço. Sob a coordenação do deputado estadual Daniel Oliveira, 11 parlamentares fecham estratégia de atuação, quando a Casa iniciará atividades na próxima semana.

A participação de membros desse “Blocão” na futura mesa diretora também é algo em discussão, bem como om caso da refinaria de petróleo premium do Ceará, cancelada pela Petrobras.

Refinaria cancelada – Cearenses foram feitos de trouxas

O jornalista Érico Firmo, em sua Coluna Política no O POVO desta quinta-feira, faz uma análise das mais sensatas sobre o calote federal chamado refinaria de petróleo para o Ceará. Confira:

Os cearenses foram feitos de trouxas por anos e anos, eleições e mais eleições. A ideia de uma refinaria no Estado remonta aos anos 1950. Muita gente, de diferentes partidos, elegeu-se com essa bandeira. Depois de décadas, restou a lorota, a conversa fiada. Foram pelo menos R$ 657 milhões investidos pelo Estado, só nos últimos oito anos, para tentar viabilizar o investimento, conforme o jornalista Andreh Jonathas mostrou em dezembro, no O POVO (leia acessando o link: http://bit.ly/op009). E o prejuízo não para aí.

Há o impacto social, pois o negócio dependia da remoção de tribos indígenas anacés, em protesto extremamente desgastante para todos os envolvidos – sobretudo para quem perderia a terra onde vive e seria transferido para outro lugar. Sabe-se agora, a troco de nada. E há os esforços secundários, de menor volume, mas também significativos. A Assembleia Legislativa, em 2013, levou comitiva para percorrer o Interior em campanha pelo empreendimento. Isso custou dinheiro, envolveu palestras feitas por Ciro Gomes (Pros), então secretário de Estado e irmão do governador. Mobilizou os municípios, embora talvez fosse melhor ter atuado junto a quem tomaria a decisão – Brasília e a Petrobras.

O dano, todavia, foi muito maior. Há o estelionato político, a ilusão, o engodo com o projeto de desenvolvimento do Estado. Isso é muito mais que simbolismo. Mexe com as expectativas da população e ainda mais de empresários e políticos. São, portanto, peças no jogo de poder real, no tabuleiro da economia regional.

* Leia na íntegra no O POVO aqui.

Prefeito Roberto Cláudio nomeia novo secretário da Educação e substituto do vice-prefeito

Secretário Adail Fontenele

O economista Jaime Cavalcante, que era secretário-executivo da Secretaria de Finanças de Fortaleza, vai ser secretário municipal da Educação. Ele substituirá Ivo Gomes, deputado estadual reeleito, que foi nomeado secretário estadual das Cidades.

Outra novidade: Adahil Fontenele, que era secretário estadual de Infraestrutura, assumirá como Coordenador das Regionais no lugar do vice-prefeito Gaudêncio Lucena (PMDB). Gaudênciou apoiou o senador Eunício Oliveira para o Governo, que acabou derrotado pelo petista Camilo Santana.

Jaime Cavalcante e Adahil Fontenele tomarão posse na próxima semana.

VAMOS NÓS – Adahil Fontenele, recentemente, dizia estar cansado de cargo público e que iria cuidar da vida. Mas o poder tem seus encantos, não é mesmo?

VAMOS NÓS 2 – Mas Adahil entra em campo com o objetivo de acelerar as obras tão prometidas pelo prefeito Roberto Cláudio. Muitas estão emperradas e precisam sair do papel. É que 2016 bate à porta.

Roberto Pessoa: “Cid trocou a refinaria pelo MEC”

231 3

robertopessoa

“O Cid Gomes trocou a refinaria de petróleo pelo Ministério da Educação!”, disse, nesta quinta-feira, o presidente de honra do Partido da República, Roberto Pessoa. Ele lamentou a perda do empreendimento, sonho antigo dos cearenses.

Para Pessoa, o ex-governador sempre gostou de viver à sombra do poder e acomodar-se no MEC foi bom para ele e bom para fazer a velha política dos Ferreira Gomes.

Segundo Roberto Pessoa, dentro desse cenário, tem mais: o ex-ministro Ciro Gomes, irmão de Cid, que acaba de entrar na Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), deverá atuar como lobbista. Não entrou em detalhes.

O dirigente do PR é inimigo declarado dos Ferreira Gomes e com Ciro Gomes não trava pelejas somente no plano da política, mas também na área judicial.

CGU volta a sortear municípios para fiscalização

“A Controladoria-Geral da União (CGU) fará, no dia 2 de fevereiro, o 40° sorteio para a seleção de municípios a serem fiscalizados. Será examinada a aplicação de recursos recebidos para a gestão de programas federais. Os detalhes do sorteio estão em portaria da CGU publicada na edição de hoje (29) do Diário Oficial da União.

Serão sorteados 60 municípios entre os que têm população de até 100 mil habitantes. Aqueles que foram sorteados nos últimos três eventos ou em fiscalizações especiais no mesmo período ficarão fora da lista.

Os relatórios com os resultados dos sorteios são encaminhados aos ministérios gestores das políticas públicas, possibilitando que adotem providências para a correção de desvios encontrados, de acordo com a CGU.

O Programa de Fiscalização por Sorteios Públicos foi criado em 2003 e busca inibir a corrupção entre gestores da administração pública e dar transparência à gestão governamental, de forma a assegurar a correta aplicação dos recursos.

A cada sorteio são definidos 60 municípios onde os auditores da CGU examinam contas e documentos, além de fazer a inspeção pessoal e física das obras e serviços em andamento. O sistema usado é o mesmo das loterias da Caixa Econômica Federal para definir, de forma isenta, as áreas a serem fiscalizadas.”

(Agência Brasil)

Refinaria cancelada – Cearense levou “um carrinho por trás”

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=dgIG1cgblN8[/youtube]

O jornalista Plínio Bortolotti analisa para o Blog a decisão da Petrobras de cancelar a refinaria premium do Ceará. Para ele, o cearense, nessa história, levou “um carrinho por trás”.

Segundo Plínio, o governo federal deverá dizer que o cancelamento foi consequência da crise internacional, quando o real motivo pode ter sido a onda de corrupção que atingiu a Petrobras.

CGU bate recorde de punição de servidores públicos

“A Controladoria Geral da União bateu recorde de punição de servidores públicos em 2014, afastando 550 servidores, por demissão, destituição do cargo ou cassação de aposentadorias. Em 2013, foram 528. Dos punidos em 2014, 365 foram por corrupção.

O Ministério da Previdência concentra a maioria dos demitidos: 160 casos, seguido da Educação, com 99, e da Justiça, com 67.

Um quinto (113) desses servidores foi expulso de órgãos federais no Rio de Janeiro, o que se explica pela concentração de funcionários públicos na antiga capital (101 686).”

(Coluna Radar, da Veja Online)

Fórum Unificado dos Servidores de Fortaleza quer revisão do aumento salarial

129 2

O Fórum Unificado dos Servidores Municipais anuncia que terá reunião nesta quinta-feira, às 17h30min, no Paço Municipal. Acertou com o prefeito Roberto Cláudio (Pros), que é aguardado ainda nesta quinta-feira de Brasília, onde tratou de projetos na área da mobilidade urbana, no Ministério das Cidades.

Segundo a direção do Sindifort, que integra o fórum, serão discutidos temas como a reforma da previdência municipal e revisão do reajuste salarial. A categoria recebeu 6,45% de reposição, mas brigava por 16,29%.

Dilma Rousseff: “Nem que a vaca tussa”

cofggg

Com o título “Nem que a vaca tussa”, eis artigo que o jornalista Luís-Sérgio Santos para o Blog. Ele aborda o segundo Governo Dilma Rousseff e suas contradições no discurso. Principalmente no plano social. Confira:

Em sua campanha eleitoral para o segundo mandato, a candidata Dilma Rousseff consagrou a expressão “nem que vaca tussa” para referendar sua boa fé na ordem e no progresso do Brasil. Nenhum direito social, trabalhista, nenhuma ação de impactasse a macroeconomia através do aumento de impostos e de juros seriam tomadas, “nem que vaca tussa”. Na extremada campanha, a expressão cunhada por Dilma só ganhou equivalente em uma outra, consagrada pelo candidato Levy Fidelix: “o aparelho excretor não reproduz”. A despeito de tudo vemos que a afirmação de Levi é 100% verdadeira e o juramento de Dilma, em nome da vaca, o que seria um insulto, na Índia, virou uma falácia. Como vendeu e não entregou temos um ilícito de grandes proporções. Só para termos uma ideia de suas medidas que agridem o discurso de campanha vamos citar o caso do seguro-desemprego: para solicitá-lo agora é preciso ter cumprido 19 meses de emprego formal com carteira assinada; antes o prazo era de seis meses.

Houve claramente um estelionato e isso colabora para o desprestígio da política e para o enfraquecimento institucional do Governo. Mas há também um problema moral e legal. O legal estaria no âmbito do Conar, nas defesas da transparência e do consumidor.

O Conar é o Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária. Ele nasceu de uma ameaça ao setor, no final dos anos 1970, quando “o governo federal pensava em sancionar uma lei criando uma espécie de censura prévia à propaganda. […] Se a lei fosse implantada, nenhum anúncio poderia ser veiculado sem que antes recebesse um carimbo “De Acordo” ou algo parecido.” Como se vê, o governo federal, hoje, está com ideia inspirada nesta, o chamado controle externo da midia.

Mas o fato é que o Conar é focado na autorregulamentação e um dos objetivos mais repetidos em suas ações é o “calote”, a venda que não entrega. Desde 1978 já julgou mais 8.000 representações, sempre dialogando com o contraditório.

Uma representação recente no Conar, de agosto de 2014, número 168/14, de autoria da TIM contra sua concorrente Oi, trata da campanha “Oi, eu tô na Copa!”. O parecer do relator informa que a TIM “contesta a apresentação de preços e outras condições comerciais em campanha da concorrente Oi com o título acima. A denunciante alega que, ao buscar mais informações no site da Oi, verificou que as condições apregoadas dependem de pagamento de taxas de adesão e manutenção. Reunião de conciliação entre as partes resultou infrutífera. Houve concessão de medida liminar de sustação pelo conselheiro relator. Em sua defesa, a Oi informa que alterou as peças publicitárias, incluindo as informações em tela. O relator, tendo em vista as peças que deram origem a essa representação, recomendou a alteração, voto aceito por unanimidade.”

Problema resolvido, a denunciada reconheceu o “lapso” e voltou atrás. Um “lapso” pequeno considerando os “erros” da campanha de Dilma.

Está claro que o marqueteiro da campanha de Dilma não respeita o Conar e muito menos o consumidor. Ele vendeu um produto e entregou outro. Aplicou o seu “conto do vigário” no atacado. E, para coroar o calote com chave de ouro, a Petrobras anuncia agora que não haverá refinaria premium no Ceará. A tal refinaria foi “vendida”, em várias campanhas eleitorais, até pelo próprio ex-presidente Lula e por Dilma.

Está claro que vivemos o maior estelionato eleitoral já registrado na história do Brasil.

O Conar nada pode fazer neste caso de calote. Os votos já foram entregues em nome de um credo. Só quem pode cassá-los é o próprio eleitor.

* Luís-Sérgio Santos,

Jornalista.

Refinaria cancelada – Presidente da CNDL diz que Brasil perde e espera reversão do quadro

149 4

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=YxSGWNYu2eo[/youtube]

O presidente da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL), o cearense Honório Pinheiro, disse, nesta quinta-feira, estar na expectativa de que o governo federal reveja o caso do cancelamento do projeto da refinaria premium do Ceará.

Ele explica que o cenário é de ajustes e corte de gastos, mas lembra que a refinaria seria uma obra boa para o Brasil como um todo.

“Continuamos acreditando que isso possa ser revertido em algum outo momento”, reiterou Honório, Pinheiro, reconhecendo que o projeto da refinaria serviu para ajudar muita gente a ganhar mandato.

Justiça Federal determina quebra de sigilos bancário e fiscal de ex-dirigentes da Petrobras

gabrielli

“A 5ª Vara de Fazenda Pública da Justiça do Rio de Janeiro determinou ontem (28) o arresto de bens do ex-presidente da Petrobras, Sérgio Gabrielli,  e do ex-diretor da estatal Renato de Souza Duque, bem como a quebra de seus sigilos bancário e fiscal. A medida também atinge a construtora Andrade Gutierrez e outros executivos da Petrobras: Pedro José Barusco Filho, José Carlos Villar Amigo, Sérgio dos Santos Arantes, Alexandre Carvalho da Silva, Antônio Perrota Neto e Guilherme Neri.

O pedido foi feito pela 5ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Defesa da Cidadania, do Ministério Público Estadual. A solicitação também se estendia à própria Petrobras, mas isso foi negado pela Justiça.

Segundo a decisão da Justiça, há indícios de “sucessivas e superpostas contratações em benefício da Andrade Gutierrez”, pela Petrobras, com sobrepreço e superfaturamento em contratos para ampliação e modernização do Centro de Pesquisas da estatal, o Cenpes. Além disso, segundo a Justiça, houve falta de transparência na seleção da Andrade Gutierrez para os contratos. Ainda de acordo com o despacho da juíza Roseli Nalin, auditorias do Tribunal de Contas da União encontraram indícios de superfaturamento de R$ 31,5 milhões.”

(Agência Brasil)