Blog do Eliomar

Categorias para Política

Operação Lava Jato – Aécio descarta convocação de Lula

201 1

aécio2

“O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), afirmou nesta sexta-feira, 20, que a decisão de emissários de empreiteiras envolvidas na Operação Lava Jato de recorrer a uma interferência política do ex-presidente Lula é tratar o Brasil como se fosse “uma republiqueta”. Reportagem do jornal O Estado de S. Paulo publicada hoje revelou que Lula e seu sócio Paulo Okamotto, presidente do Instituto Lula, têm recebido emissários de empreiteiros que são alvos da Operação Lava Jato desde o fim do ano passado. Eles querem a ajuda do ex-presidente para evitar o colapso econômico das empresas.

“Recorrerem a um ex-presidente como se o Brasil fosse uma republiqueta onde a interferência política pudesse mudar o rumo de investigações é desconhecer a realidade de um país que, se não avançou nos seus procedimentos éticos em razão do que aconteceu nos últimos 12 anos, felizmente avançou do ponto de vista da solidez das instituições”, afirmou Aécio, em entrevista coletiva no Senado.

Ao contrário do que defendeu esta manhã outros integrantes da oposição, o presidente do PSDB descartou, em um primeiro momento, um eventual pedido de ida do ex-presidente a CPI da Petrobras que será instalada na próxima semana. Aécio disse que não vai tomar uma “iniciativa individual” na direção de chamar Lula para depor na CPI, embora tenha ressaltado que a comissão tem de estar aberta a “todas as possibilidades”.

O tucano disse que o PSDB vai atuar em conjunto com os partidos de oposição na CPI, sob a coordenação do líder da bancada na Câmara, Carlos Sampaio. Ele ressalvou que é preciso ter uma estratégia bem traçada. “Como vocês sabem, nós somos minoria na comissão e não temos os postos de comando, mas nós certamente podemos, amparado, na realidade dos fatos e com a opinião pública, fazer com que esta CPI efetivamente funcione”, disse.

 (Estadão Conteúdo – POVO Online) 

Cagece promete recapeamento de via que passou por obras

Da Assessoria de Imprensa, recebemos nota em resposta a queixa do leitor Aguinaldo Aguiar sobre falta de recapeamento asfáltico em via que passou por obra da estatal. Confira:

Caro Eliomar de Lima

Sobre nota publicada no Blog, nesta sexta-feira (20), intitulada “Alô, Cagece! Tem serviço pela metade no Centro”, a Companhia informa que o mesmo se refere ao uma obra de ampliação de ramal de esgoto para o Hospital César Cals.

A intervenção teve início há cerca de um mês e a mesma foi concluída na véspera do Carnaval. A Cagece informa ainda que o recapeamento asfáltico não foi realizado até o momento pela passagem do Carnaval, mas o serviço de pavimentação será realizado na próxima semana.

Atenciosamente,

* Assessoria de Imprensa e Relações Públicas da Cagece.

Aníbal Gomes apela por carcinicultores cearenses junto ao Ministério da Pesca e Aquicultura

anibal-gomes-sefot-secom

O parlamentar cearense expôs preocupações ao ministro.

O deputado federal Aníbal Gomes (PMDB) foi recebido pelo ministro Helder Barbalho, da Pesca e Aquicultura. Com ele, foram discutidos questões ligadas à carcinicultura nacional, onde o Ceará é o líder na produção do camarão de cativeiro. Aníbal expôs para o ministro a situação do momento, com oscilações da economia, e pediu apoio da pasta. Com o parlamentar, estavam representantes da Associação Brasileira de Criadores de Camarão (ABCC).

Hoje a carcinicultura encontra-se entre as atividades aquícolas mais promissoras do País. No Ceará, os criadores têm planos de duplicar a produção nos próximos cinco anos, mas os produtores brasileiros querem políticas públicas adequadas para comercializar o crustáceo, de forma competitiva, tanto no País quanto no exterior.

“O ministro é preparado e bem familiarizado com o setor, e encontrará uma solução”, afirmou Aníbal Gomes para o Blog, direto de Brasília.

(Foto – MInPesca)

Acquario do Ceará – Líder do PMDB propõe CPI

195 3

AUDIC

O deputado estadual Audic Mota (PMDB) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa, nesta sexta-feira, para propor uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar possíveis irregularidades na obra do Aquário do Ceará. Seria a CPI deste ano.

O líder do PMDB na Casa observou que o projeto já nasceu com uma série de problemas desde a questão da licença ambiental, com a falta de decisão sobre o órgão responsável pela liberação da licença. Lembrou os questionamentos feitos pelo Ministério Público Federal (MPF) sobre a obra ser liberada pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e depois pela Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente de Fortaleza.

A CPI serviria também, conforme o parlamentar, para discutir a inelegibilidade da licitação e a quantidade de recursos. O projeto é de US# 120 milhões.

CPI da Petrobras – PMDB define presidente

“Diante da recusa de Lúcio Vieira Lima em presidir a CPI da Petrobras, o PMDB da Câmara decidiu que o cargo ficará com Hugo Motta, deputado da Paraíba que presidiu a Comissão de Fiscalização e Controle no mandato passado, o primeiro de sua carreira.

Hugo, eleito aos 21 anos e hoje com apenas 25, foi um eleitor entusiasmado de Vieira Lima.Com a escolha, o objetivo do grupo de Eduardo Cunha é tentar cicatrizar a bancada. Lúcio foi derrotado por Leonardo Picciani por apenas um voto de diferença.

Não foi uma escolha fácil. Com a promessa feita por Cunha de entregar a relatoria para o PT, poucos queriam vestir a roupa de pizzaiolo. A exemplo de Lúcio, Manoel Júnior, outro aspirante a líder desbancado por Picciani, também recusou.”

(Veja Online)

Canal da transposição de água por gravidade está desmoronando em Icó

Tarcísio Souza (Icó) – O canal de transposição de água por gravidade, localizado no perímetro irrigado de Icó e que se estende até o distrito de Lima Campos, começou a desmoronar com as primeiras chuvas. Não aguentou cerca de 20 milímetros na região, o e já apresenta vários trechos com problema.

O projeto é uma obra do Ministério da Integração Nacional e foi executado, através do DNOCS. Custou aos cofres públicos cerca de R$ 16 milhões. A ordem de serviço foi assinada em narço de 2014 e, em novembro, o primeiro quilômetro havia sido concluído.

A obra que geraria produção, emprego e renda para população – um sonho de mais de 30 anos do povo de Icó, vira sonrisal. Na última eleição, chegou a ser usada politicamente nos discursos feitos pelo ex-deputado estadual Neto Nunes (PMDB) para eleger a sua mulher, Laís Nunes (PROS) para o legislativo estadual, de acordo com a oposição.

Confira a situação do cana após chuvas

 

A 8

 

caal3

 

can4

Sejus rebate críticas do Sindasp sobre insegurança em presídios durante o Carnaval

Da Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado sobre críticas feitas, neste espaço, pelo Sindasp – o sindicato dos agentes penitenciários, relatando clima de insegurança que teria predominado durante o Carnaval em CPPL de Itaitinga, recebemos a seguinte nota:

Caro Eliomar de Lima,

A Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado repudia as afirmações feitas pelo Sindicato dos Agentes e Servidores do Sistema Penitenciário do Estado do Ceará (Sindasp/CE) a este blog e esclarece que durante todo o Carnaval foi executada uma operação de reforço na segurança das unidades prisionais cearenses. A referida operação foi realizada em parceria com as Polícias Civil Militar e Corpo de Bombeiros e reforçada pelos grupos especiais de agentes penitenciários (GAP e Grupo de Escolta).

Até o fim do Carnaval, o único incidente ocorrido nas unidades prisionais foi uma tentativa de fuga da Casa de Privação Provisória de Liberdade Agente Elias Alves da Silva, a qual foi frustrada pelo reforço da operação (GAP e GATE), agentes penitenciários e policiais militares de plantão. Para a Secretaria da Justiça, esses resultados comprovam o êxito da estratégia adotada pelo órgão para o período carnavalesco.

A Sejus ressalta que trabalha rotineiramente com vistas a garantir o bom funcionamento das unidades prisionais e a segurança de todos que estejam nessas unidades, sejam eles internos, familiares, agentes penitenciários e demais colaboradores. Apesar das críticas infundadas feitas pelo Sindicato, a Secretaria permanece aberta ao diálogo e pronta para receber sugestões que venham sempre aprimorar o funcionamento do sistema penitenciário cearense.

* Sejus/CE.

Erosão no litoral de Caucaia exige urgente despertar da classe política

1045 1

icarai

No Icaraí, a Prefeitura fez um paliativo.

De Tiago Feitosa Viana, morador de Caucaia e leitor do Blog, recebemos a seguinte nota, que tem como título “Manifesto: os 77 anos do desastre silencioso da praia do Icaraí”. Confira:

Há pelo menos oito décadas a erosão marinha em Caucaia vem se firmando como um dos maiores desastres naturais do litoral brasileiro. A praia do Icaraí foi uma das mais afetadas, no entanto, as praias de Iparana e Pacheco já foram praticamente destruídas há mais tempo, e sem que houvesse nenhum tipo de manifestação de governos e da própria sociedade.

O desgaste do litoral caucaiense foi iniciado a partir do decreto nº 504, de 7 de julho de 1938, que modificou à localização da construção do porto em Fortaleza, onde estava previsto na região central da cidade, próximo à Catedral de Fortaleza, e foi transferido para a Enseada do Mucuripe. Em 1939, deu início ao canteiro de obras para implantação da infraestrutura do primeiro trecho de cais. As primeiras funções executadas pela Companhia Nacional de Construções Civis e Hidráulicas – CIVILHIDRO, resultando dessa empreitada a incorporação de 426 metros de cais acostável ao novo Porto de Fortaleza. Mudando, assim, definitivamente, o destino natural das praias situadas no município de Caucaia.

A degradação inicial com as intervenções no litoral de Fortaleza, a falta de preocupação com o impacto que poderia ocasionar nas praias do litoral oeste, somado a ocupação desordenada da praia do Icaraí impulsionaram o maior desastre natural na costa do Ceará: a erosão marítima. O aumento do nível das marés no Icaraí também é resultante da destruição de dunas causadas pela existência de um crescimento urbano desordenado.

As construções, sem controle, em áreas litorâneas, próximas ao Icaraí, contribuíram diretamente para acentuada erosão marítima presente até hoje. São construção de portos, dezenas de espigões, aterros de praias, dentre outras. Todas estas intervenções foram executadas durantes décadas no litoral da capital cearense.
Um controle destes impactos ambientais presenciados não apenas na praia do Icaraí, mas em toda orla do litoral caucaiense deveria ter sido tomado no passado. A tentativa da construção do barra mar “Bag Wall” foi louvável até o momento que durou. O “Bag Wall” evitou, no tempo certo, do mar levar condomínios e casas a beira do mar. A constante transformação da natureza pede outra atitude, outra tecnologia da engenharia, ação está já elaborada por um profundo estudo realizado pelo LABOMAR, da UFC.

A erosão costeira ocorre sempre que o mar avança sobre a terra, como resultado da ação do vento, da agitação das marés, em condições de fraca disponibilidade de sedimentos. As constantes intervenções na orla de Fortaleza aceleraram e interviram no processo natural de erosão das praias de Caucaia.

O gerenciamento da zona costeira de Caucaia deveria entrar na pauta das casas legislativas, dos meios jurídicos, das comunidades atingidas pelo problema, do Senado, e dos governos. É um erro pensar apenas na municipalidade do problema. A erosão não foi apenas causada pelo erro da falta de organização da exploração imobiliária, mas das intensas e constantes intervenções no litoral de Fortaleza. O nosso patrimônio natural não está sendo levado a sério pela Constituição Federal.

A mistura de obras regulares e obras sem o devido estudo empurraram para Caucaia os males da erosão provocada indiretamente pelo homem. A erosão marinha é um desafio para qualquer gestor municipal, pois requer criatividade e o dispêndio de recursos financeiros. O custo de manutenção das obras que muitos municípios não podem arcar. O projeto do LABOMAR para contrapor os efeitos da erosão marítima na praia do Icaraí requer uma soma de recursos que foge do orçamento do município. É preciso uma ajuda externa.

Pretende-se ainda caracterizar o desastre natural em evidência, diagnosticar os prejuízos socioeconômicos e propor uma abordagem adequada para o uso de uma tecnologia capaz de barrar o avanço do mar. A criação de uma frente popular para cobrar dos prejuízos e dar a devida solução duradoura contra a erosão marinha na praia do Icaraí se faz necessário. Não com interesses políticos ou de promoção individual deste ou daquele setor da sociedade, mas que realmente pleiteie nas portas certas dos governos os direitos legítimos dos caucaienses, moradores e frequentadores do Icaraí de possuir uma praia que ofereça segurança para os banhistas e para as residências fixas as margens do mar. A praia do Icaraí, assim como todo litoral de Caucaia, merece uma atenção especial da Prefeitura de Caucaia, da Assembleia Legislativa do Ceará, do Governo do Estado do Ceará, da Câmara dos Deputados, do Senado Federal, do Ministério da Integração, e da Presidência da República. Só a soma da união destes poderes vai definitivamente salvar a praia do Icaraí da alteração da dinâmica costeira protagonizada pelo homem, em especial pelo município de Fortaleza.

Tiago Feitosa Viana
@TiagoViana

Fonte: Estudo do fenômeno da erosão marinha na praia do Icaraí/Raimundo Gilberto Forte Vasconcelos. Companhia Docas do Ceará. LABOMAR – Instituto da Universidade Federal do Ceará.

Secretário de Esportes pede demissão por ver pasta esvaziada

319 1

daviddd

O deputado estadual e pastor David Durand (PRB) pediu exoneração, nesta sexta-feira, do cargo de Secretário de Esportes. É a primeira crise na equipe do governador Camilo Santana, segundo observadores políticos. O parlamentar não falou sobre o assunto, mas o seu partido, o PRB, mandou nota para o Blog tratando da questão. Confira: 

NOTA OFICIAL

O PARTIDO REPUBLICANO BRASILEIRO, por sua Executiva Estadual, vem a público esclarecer sobre o pedido de exoneração protocolado pelo Secretário de Estado do Esporte, DAVID DE ALBUQUERQUE DURAND, através das motivações que passa a relatar:

1. Na manhã de hoje (20/02/2015), o deputado estadual David Durand (PRB/CE) protocolou, no Gabinete do Governador Camilo Santana, sua renúncia ao cargo de Secretário de Estado do Esporte.

2. A decisão foi tomada de forma coletiva pela Executiva Estadual do PRB, em face da necessidade de retorno da representação partidária à Assembleia Legislativa;

3. Ademais, algumas decisões da Gestão apontam para a limitação do campo de ação da SESPORTE, atingindo aspectos como autonomia e capacidade técnica, manifesta em decisões como a redução brusca da já diminuta equipe de colaboradores;

4. Também a transferência de atribuições para outra pasta estranha ao desporto, como expressa através da Mensagem nº. 7.719, enviada para a apreciação da Assembleia Legislativa, que vincula os contratos e a gestão da Arena Castelão e do Centro de Formação Olímpica (CFO) à Casa Civil, desvirtua a missão da SESPORTE como um todo e perpetua um vício de gestões anteriores que centralizaram, de forma equivocada, competências diversas ao seu múnus.

5. Tais ações causam estranheza e expõem o Estado a situações constrangedoras. Como explicar, por exemplo, para um organismo ou instituição de âmbito nacional ou internacional, como o Comitê Olímpico ou a CBF, que a gestão dos principais parques esportivos do Estado, estava à par de uma secretaria de eventos, mas que a partir de então serão geridos pela Casa Civil?

* EXECUTIVA ESTADUAL DO PRB/CE.

Em nota, o Governo do Estado não comenta o mérito do pedido de exoneração de David Durand. Apenas informa que Carlo Ferrentini, o adjunto, assumirá a pasta interinamente. Só.

Operação Lava Jato – MPF entra com ações pedido a devolução de R$ 4,47 bilhões

“O Ministério Público Federal (MPF) ajuizou hoje (20) cinco ações de improbidade administrativa cobrando a devolução aos cofres públicos de R$ 4,47 bilhões das empreiteiras Camargo Corrêa, Sanko, Mendes Júnior, OAS, Galvão Engenharia, Engevix e de seus executivos. A motivação da devolução são desvios de recursos de contratos surperfaturados da Petrobras investigados pela operação Lava Jato. A ação foi ajuizada na Justiça Federal do Paraná.

O valor, que poderá ser ainda maior por causa do acréscimo de juros e correção monetária retroativa a data dos atos ilícitos, é relativo a R$ 319 milhões de ressarcimento ao erário pelos desvios na Petrobras, R$ 959 milhões como pagamento de multa civil e R$ 3,19 bilhões como indenização por danos morais coletivos.

Nas ações, o MPF propõe, ainda, que as empresas fiquem proibidas de firmar contratos com o Poder Público e de receberem benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios. A procuradoria também pede que as penalidades sejam estendidas às empresas ligadas ao mesmo grupo econômico ou que atuem em parceria no mesmo ramo de atividade das empreiteiras. De acordo com o MPF, uma das principais diferenças entre as ações penais e de improbidade é que, nas de improbidade, as empresas podem ser punidas.”

(Agência Brasil)

Domingos Neto – Base aliada não fechou apoio incondicional ao ajuste fiscal

domingonetoo

Os ministros da Articulação Política do Governo estarão reunidos na próxima terça feira com Os líderes dos partidos que integram a base aliada na Câmara dos Deputados vão ter reunião em Brasília, terça-feira próxima, com os ministros da articulação política do Governo Dilma Rousseff.

Confirma o deputado federal Domingos Neto, líder do Pros, acrescentando que em pauta vão estar os projetos de reformas encaminhados pelo governo federal para a Câmara, mais precisamente aqueles que dizem respeito ao ajuste fiscal. Serão duas reuniões: uma às 11 horas, seguidas de almoço, no 4º Andar do Palácio do Planalto.

O líder do Pros, Domingos Neto, já emitiu sinais de que não há apoio incondicional da base aliada. “Os partidos que se uniram para reeleger a presidenta Dilma o fizeram por acreditar que era o melhor. Isso está acima dos cargos e muito mais afeito ao debate sobre qual a melhor forma de enfrentar a crise econômica. Precisamos saber que alternativas vamos oferecer para evitar a recessão”, acentua o parlamentar.

 

Ministro arquiva habeas corpus impetrado em favor de acusados da morte de cinegrafista

“O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), julgou inviável pedido de habeas corpus (HC 126047) impetrado em favor dos acusados pelo homicídio do cinegrafista Santiago Ilídio de Andrade, morto durante manifestações realizadas no Rio de Janeiro, no início de 2014.

Como fundamento da decisão, o ministro baseou-se no entendimento de que não cabe pedido de habeas corpus ao STF com o fim de questionar decisão monocrática proferida por ministro de outro Tribunal Superior – no caso, o Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Em seu pronunciamento, o ministro Celso de Mello ressaltou que esse entendimento quanto ao não cabimento do habeas corpus prevalece nas duas Turmas do STF. Ainda que, pessoalmente, tenha posição divergente, “por entender possível a impetração de ‘habeas corpus’ contra decisão monocrática de ministro de Tribunal Superior”, o ministro Celso de Mello observou a jurisprudência predominante no Supremo Tribunal Federal: “Cabe-me observar, em respeito ao princípio da colegialidade, essa orientação restritiva que se consolidou em torno da utilização do remédio constitucional em questão.”

(Site do STF)

Danilo Forte – Orçamento Geral da União tem R$ 6 bilhões para obras de combate à seca

197 1

danilo forte deputado

O deputado federal Danilo Forte (PMDB) afirma: o orçamento geral da União, com votação prevista para a próxima segunda-feira, prevê cerca de R$ 6 bilhões para obras de combate à seca. Segundo adianta, vários projetos possuem recursos previstos, como é o caso do Cinturão das Águas iniciado na gestão de Cid Gomes.

O problema, de acordo com Danilo Forte, é que várias obras não estão sendo executadas, inclusive as previstas no PAC da estiagem, além de terem surgido problemas na substituição de adutoras.

Dilma Rousseff: Investigação na Petrobras devia ter começado na década de 90

218 4

dillllma

“A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (20) que os casos de corrupção na Petrobras vieram à tona porque atualmente há mais investigação. Ela criticou a impunidade em governos anteriores. “Se em 1996, 1997 tivessem investigado e tivessem, naquele momento, punido, não teríamos o caso desse funcionário da Petrobras que ficou quase 20 anos praticando atos de corrupção. A impunidade leva a água para o moinho da corrupção”, afirmou a presidenta sem citar nomes.

Em entrevista após a cerimônia de entrega de credenciais de novos embaixadores no Brasil, Dilma Rousseff garantiu que as empresas envolvidas nas denúncias de corrupção na estatal, investigadas pela Operação Lava Jato, serão punidas “dentro da legalidade”.

“As empresas, os donos das empresas ou os acionistas das empresas serão investigados. disse. “Agora, o governo fará tudo dentro da legalidade”, completou Dilma. “Isso não significa de maneira alguma ser conivente, apoiar ou impedir qualquer investigação ou qualquer punição a quem quer que seja, doa a quem doer”, afirmou.

Dilma voltou a dizer que é preciso separar a imagem da Petrobras da dos funcionários que estão sendo investigados. “Não vou tratar a Petrobras como a Petrobras tendo praticado malfeitos, quem praticou malfeitos foram funcionários da Petrobras, que vão ter que pagar por isso. Quem praticou malfeitos, quem participou de atos de corrupção vai ter que responder por eles. Essa é a regra no Brasil.”

(Agência Brasil)

Parque do Cocó – Regulamntação já

Com o título “Demarquem o Cocó”, eis artigo do economista Francisco Falcão, também leitor do Blog, que pede espaços para abordar a polêmica em torno da regulação dom Parque do Cocó. Confira:

O Parque do Cocó tem influência direta na qualidade de vida de quem mora em Fortaleza. A bacia do rio ocupa dois terços da área urbana atingindo 60%. Muitas lagoas, canais de drenagem e riachos são ‘baixios’ do Cocó”. O seu formato transforma-o em corredor de ventilação para os ventos alísios, verdadeiro ar condicionado natural . O seu mangue também é berçário onde crustáceos, peixes, aves e répteis dele dependem para sobreviver. E como patrimônio da coletividade deve ser preservado na sua conformação atual, demarcado e aproveitado de forma efetiva enquanto equipamento urbano.

O Parque tem 1155,2 hectares. Para que tenhamos uma ideia, o Central Park em Nova York (EUA) conta com 340, o Hyde Park, em Londres, tem 250 e o Ibirapuera, em São Paulo, 158, cheios de verde e instalações para o lazer da coletividade.

Aqui a questão: as áreas de preservação e lazer se confundem, não sendo possível isolá-las, ainda que seja urgente evitar que a malha urbana se apodere do lugar. A construção civil, nesse contexto,é muitas vezes tida, injustamente, como vilã e acusada de perpetrar danos que, na realidade, são de inteira responsabilidade de outros agentes tais como carvoarias clandestinas e, principalmente, o próprio Poder Público que , somente para citar um exemplo, patrocinou a construção do conjunto habitacional Tancredo Neves dentro de seu perímetro.

Acrescer para abandonar é dar continuidade à novela das desapropriações que já ultrapassam somas milionárias e se arrastam desde 1986, postergando a resolução definitiva da questão, além de condenar a área e seu entorno a um vazio urbano de proporções imensas, cenário de crimes e esconderijo de marginais.

A promessa de regulamentação do Governo do Estado acena uma saída,mas requer pronta decisão, sem mais nenhum tipo de protelação. 30 anos já são suficientes.

Francisco Falcão,

Economista.

José Pimentel vê como “golpe” manobra por impeachment patrocinada pelo PSDB

226 6

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=rTTS_RjGHoo[/youtube]

O senador José Pimentel (PT) avalia que articulações sobre impeachment da presidente Dilma Rousseff, como apregoa o PSDB, sempre existiram e sempre existirão. Para ele, esse tipo de manobra é coisa de quem  não aceita avanços sociais e, apegando-se a ações contra a corrupção, tentam empurrar esse tipo de tese.

Indagado se essa tese de impeachment não surgiu a partir de escândalos na Petrobras, o senador José Pimentel lembrou que tudo hoje está sendo apurado. Ele, no entanto, lembrou que no passado, época do Governo do PSDB, nada era investigado, ao contrário da era petista, onde tudo é exposto.

São Francisco – Equipe de Comunicação do Governo vai tirar dúvidas da população

foto dilma transposição são francisco

Na última campanha eleitoral, Dilma posou no canteiro de obras.

“A equipe da Comunicação Itinerante do Projeto de Integração do Rio São Francisco estará no município de Cajazeiras (PB) nesta sexta-feira. O objetivo é informar e esclarecer dúvidas da população sobre a maior obra de infraestrutura hídrica do país. A participação é gratuita. A ação, iniciada às 8 horas, na praça Dom Adauto, no centro da cidade, em frente à prefeitura local. Além de informações sobre o projeto, o roteiro inclui atividades de caráter educacional sobre o uso racional da água.

O Projeto de Integração do Rio São Francisco é a mais relevante iniciativa do Governo Federal dentro Política Nacional de Recursos Hídricos. O objetivo é garantir a segurança hídrica para 390 municípios no Nordeste Setentrional, onde a estiagem ocorre frequentemente, beneficiando mais de 12 milhões de habitantes nos estados do Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte.

Criada em 2011, a Comunicação Itinerante integra as ações do Programa de Comunicação Social, um dos 38 Programas Ambientais do Projeto São Francisco. A iniciativa busca mostrar os benefícios do empreendimento e informar a população que reside nas áreas de influência da obra.”

(Blog do Planalto)

Viagem do prefeito à Europa lembra Projeto Planefor, que acabou engavetado

 rccc

A viagem do prefeito Roberto Cláudio (Pros) por cidades da Europa nos faz lembrar do Planefor. Foi um plano estratégico elaborado para Fortaleza inspirado em Barcelona e com aval da Fiec. Acabou engavetado.

Aliás, que viagem para gerar polêmica na Câmara Municipal. Tudo sob questionamento de que o prefeito comunicou bem atrasado esse giro pela Europa.

* Sobre essa polêmica de data, confira aqui.

(Foto – Divulgação)

José Dirceu continua batendo duro na política de ajuste econômica de Joaquim Levy

zé dirceu

“Enquanto seu nome é citado nas delações premiadas do petrolão, José Dirceu aproveita a prisão domiciliar para bater em seu novo saco de pancadas preferido: a política econômica de um Joaquim Levy comprometido com o ajuste fiscal e o superávit primário de 1,2% do PIB.

Em texto publicado em seu blog, Dirceu coloca “na contramão do mundo desenvolvido” o fim das “medidas anticíclicas”, anunciado por Levy ontem, em Nova York, e questiona se a austeridade é o único caminho para o Brasil sair da crise. Para Dirceu, o Brasil está “à mercê das agências de risco”.

Apesar de não ter levantado grandes bandeiras reformistas enquanto teve oportunidade, o ex-homem-forte do governo Lula agora pede pelas reformas tributária, financeira, bancária e na política de comércio exterior. Dirceu sugere que o Brasil aproveite a desvalorização do Real para aumentar as exportações e “reorganizar a indústria frente ao cenário internacional”.

Adotar a rota traçada por Dirceu e promover um “diálogo nacional” em torno na crise colocaria o Brasil, nas palavras do mensaleiro, nos trilhos de uma “revolução científica, tecnológica e educacional”.

(Coluna Radar, da Veja Online)

Camilo Santana receberá para reuniões os secretários da Saúde e da Segurança Pública

camilochuvva

Hora de discutir ações em dois setores bem problemáticos.

O governador Camilo Santana (PT) receberá em audiência, nesta sexta-feira, dois secretários de pastas estratégicas. Às 11 horas, Carlile Lavor, da Saúde; e às 14 horas, Delci Teixeira, da Segurança Pública e Defesa Social

Camilo discutirá a situação financeira dos hospitais com o secretário da Saúde, o tem programado para ser inaugurado em termos de UPAs e Policlínicas, além de questões também ligadas às nomeações de cargos na pasta.

Já com o secretário Delci Teixeira, ele avaliará o balanço do Carnaval e ações programadas para a área, dentro da promessa feita pelo governador de que enfrentaria o avanço da violência no Estado.