Blog do Eliomar

Categorias para Política

Bisneto de Solano López quer canhão de volta e mudança na História do Brasil

561 2

foto canhão paraguai

O embaixador do Paraguai em Londres, Miguel Solano López, 69, bisneto do presidente Solano López (1862-1870), cobra do governo brasileiro o canhão que foi levado como troféu da Guerra do Paraguai (1864 – 1870), que se encontra exposto no Museu Histórico Nacional, no Rio de Janeiro.

“Para que as feridas se cicatrizem no Paraguai”, segundo o embaixador, além da devolução do canhão, o Brasil também precisa alterar nos livros de História o termo “Guerra do Paraguai”.

“Considero a expressão Guerra do Paraguai ofensiva, porque dá a entender que foi o Paraguai que provocou o conflito. Prefiro chamar o conflito de Guerra da Tríplice Aliança (Brasil-Argentina-Uruguai). O paraguaio se sente ofendido até o fundo da alma quando se insiste em dizer que ele foi o culpado e que os aliados foram inocentes. O conflito foi provocado pelo Brasil”, disse o bisneto de Francisco Solano López, em entrevista à Agência Senado.

Enquanto Solano López é lembrado no Paraguai como “El Supremo”, no Brasil ele recebeu o irônico título de “Napoleão das Américas”, diante do desejo da conquista. “Os paraguaios veem o Duque de Caxias com profundo respeito, porque ele era um homem integramente militar. Quando as tropas aliadas tomam Assunção, Caxias considera a guerra terminada. Para dom Pedro II, porém, a guerra só acabaria com a morte de Francisco Solano López. É então que chega o conde d’Eu, que comandou as tropas no último ano da guerra. Foi nesse ano que o Paraguai foi completamente destroçado”.

Para o embaixador, o Uruguai e a Argentina já deram passos importantes em direção à reconciliação. Em Montevidéu, existe uma estátua de Francisco Solano López a cavalo. O presidente argentino Juan Domingo Perón devolveu relíquias ao Paraguai. Recentemente, Cristina Kirchner batizou um regimento do Exército argentino com o nome de Francisco Solano López.

No governo João Figueiredo, o Brasil devolveu ao Paraguai a espada que Solano López segurava na mão no momento de sua morte. “Mas falta entregar o canhão cristão, que, dos troféus de guerra, é o mais caro aos paraguaios. Quando isso ocorrer, não tenho dúvidas de que as cicatrizes no Paraguai se cicatrizarão”.

(com Agência Senado)

Petistas querem “avermelhar” governo Camilo Santana

328 2

foto PT 141128 encontro fortaleza

“O governo não é meu, como uma coisa que eu guardo abraçadinha. O governo é dos partidos, do PT, dos partidos da nossa aliança. Temos uma coalizão, uma coligação de partidos (…) o PT tem maturidade e hoje sabe que temos que ter legitimidade e governabilidade”, disse a presidente.

O discurso da presidente Dilma Rousseff, na noite dessa sexta-feira (28), em Fortaleza, no Encontro Nacional do Diretório do PT, chamou aliados para a responsabilidade das medidas que estão sendo adotadas na política econômica do país, mas também soou como recado aos mesmos aliados, principalmente o PMDB, que o PT sempre estará à frente do governo.

Petistas cearenses, presentes à reunião, usaram o discurso para “avermelhar” o governo Camilo Santana, após uma descaracterização das bandeiras do partido e da própria cor na campanha eleitoral, além do desconforto gerado na equipe de transição. Para eles, o evento realizado em Fortaleza sinaliza o desejo da própria direção nacional.

“Preservar e cultivar o vínculo com esse amplo universo militante que usou o vermelho, ostentou nossas bandeiras e ocupou as redes sociais, assumindo a defesa do nosso projeto, é o mais urgente desafio do nosso partido”, discursou o vice-presidente nacional do PT, o deputado federal pelo Ceará, José Guimarães, ao destacar o envolvimento da militância petista no projeto voltado para o país.

Para o senador do Ceará, José Pimentel, o PT precisa ser mais rigoroso no controle dos filiados, como forma de fortalecer a estrutura interna.

Já o governador eleito Camilo Santana defendeu mudanças internas no PT, diante do forte crescimento da oposição nas eleições recentes.

(Foto: Divulgação)

Luizianne: “Se o PT de Fortaleza apoiar a reeleição de Roberto Cláudio, pode mandar enterrar no dia seguinte”

184 5

foto luizianne lins ex-prefeita

A ex-prefeita e deputada federal eleita Luizianne Lins (PT) afirmou na noite desta sexta-feira (28), quando chegava a reunião do Diretório Nacional do partido, que “se o PT de Fortaleza apoiar a reeleição de Roberto Cláudio, pode mandar enterrar no dia seguinte”. Ela declarou que o candidato próprio “não é uma tese. O PT vai ter candidato”. A ex-prefeita Luizianne Lins tem apoio de quase todos os delegados que decidem sobre o nome que disputará o Paço Municipal.

De acordo com a Luizianne, a função do candidato próprio será combater a gestão Roberto Cláudio (Pros), que ela chamou de “retrocesso” e “a pior que eu já vi na vida”. Ela afirma esperar pressão do grupo do governador Cid Gomes (Pros) para tentar cooptar a legenda para 2016. Mas acredita que “o PT municipal é um PT militante, aguerrido” e as tentativas devem ser infrutíferas.

Líderes do PT em Fortaleza já haviam dado declarações na mesma direção. No dia 22 de novembro, o presidente municipal da legenda, deputado estadual eleito Elmano de Freitas, afirmou ao O POVO que “nossa posição é de oposição, e vamos construir essa oposição em 2015, e em 2016 decidir o que será seguido. Evidentemente, quem faz oposição não apóia o candidato a quem ele faz oposição. Isso é uma coisa lógica”.

(O POVO Online)

Dilma Rousseff já se encontra em Fortaleza

A presidente Dilma Rousseff desembarcou na noite desta sexta-feira (28), na Base Aérea de Fortaleza, onde seguiu para o Encontro Nacional do Diretório do PT, no Gran Marquise Hotel, na Beira Mar, no bairro Mucuripe.

Recepcionada pelo governador eleito do Ceará, Camilo Santana (PT), pelo prefeito Roberto Cláudio (PROS), pelo governador em exercício Zezinho Albuquerque (PROS) e pelo deputado federal José Guimarães (PT), a presidente deixará Fortaleza ainda nesta noite, após discurso no encontro.

Presidente do PT diz que escolha de Fortaleza é gesto para prestigiar Cid e Camilo

204 3

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, afirmou que a escolha de Fortaleza para sediar a primeira reunião do Diretório Nacional após a reeleição de Dilma Rousseff foi um gesto simbólico para prestigiar o governador eleito Camilo Santana (PT) e o governador Cid Gomes (Pros).

A cidade teria disputado o direito de sede com Belo Horizonte e Salvador, duas cidades que deram vitórias importantes ao PT. Mas, das três grandes vitórias que o partido teve em níveis estaduais este ano, eles optaram por Fortaleza. Salvador deve receber congresso partidário em junho e, na sequência, Belo Horizonte receberia nova reunião do Diretório Nacional.

Camilo é o primeiro governador petista do Estado que deu ao partido a primeira prefeitura de capital, com a eleição de Maria Luíza Fontenele em 1985. Cid, por sua vez, é considerado um aliado fiel da presidente, tendo inclusive se desfiliado do PSB para seguir apoiando Dilma, enquanto o presidente do partido, o já falecido ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, lançou-se ao Planalto.

(O POVO Online)

Presidente da Câmara dos Deputados de olho em ministério ocupado por cidista

henriquealves

Que Previdência que nada. Henrique Eduardo Alves (PMDB/RN), em fim de mandato como presidente da Câmara dos Deputados, está trabalhando para ficar com o Ministério da Integração Nacional, informa a Coluna Radar, da Veja Online.

Aliás, Alves, em tempos de Era Dilmista, já detém o controle do Dnocs que, nos últimos anos tem perdido força política e financeira.

Já o MIN, com Francisco Teixeira, indicação do governador Cid Gomes, deu visibilidade à pasta. Principalmente com a retomada das obras da transposição do rio São Francisco.

Magistrados cearenses farão ato para cobrar “melhorias no Judiciário”

136 2

A Associação Cearense de Magistrados (ACM) realizará um ato público na próxima quinta-feira, às 10 horas, em frente ao Fórum Clóvis Beviláqua. Mais uma vez os juízes reivindicarão melhorias. Será a sexta vez neste ano esse tipo de manifestação, que faz parte da iniciativa da ACM “Movimento pela Democratização e Transparência do Judiciário”.

A ordem é alertar a sociedade para as causas da morosidade dos processos, bem como cobrar medidas para solucionar a falta de juízes, servidores, insegurança de fóruns, além de buscar a implantação de eleições diretas para a administração do Tribunal de Justiça.

Participarão do ato o presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), juiz João Ricardo dos Santos Costa, e outros representantes da entidade como o coordenador da Justiça Estadual, juiz Gervásio Protásio, a vice-presidente de Prerrogativas, juíza Hadja Rayanne Alencar, o vice-presidente de Direitos Humanos e ex-presidente da ACM, juiz Ricardo Barreto, e o subcoordenador da Região Nordeste, juiz Horácio Melo.

DETALHE – O Estado do Ceará é o único, segundo a ACM, que ainda não implantou o auxílio-moradia para os magistrados. Isso dá mais de R$ 4 mil para cada um por mês.

Ex-prefeita Maria Luíza comemora aniversário. Crítica Radical aproveita para leilão

marialuiza

Nesta sexta-feira, a partir das 19 horas, no Kukukaya, acontecerá a festa de aniversário da ex-prefeita de Fortaleza, Maria Luíza Fontenele. Ela chega aos 72 aninhos, ocasião em que o Movimento Crítica Radical fará leilão de um apartamento herdado pela ex-vereadora Rosa da Fonseca.

O dinheiro do leilão vai ser usado para liquidar a compra de terreno, situado em Cascavel, onde o Crítica Radical implanta um sítio de comunidade alternativa ao sistema Capitalista.

Ia esquecendo: a cautela custa R$ 500,00. Apenas.

Inácio Arruda e o bicicletário do Senado

235 2

Plenário do Senado

O senador Inácio Arruda (PCdB) tem tudo par virar o verdadeiro amigo dos ciclistas. Pelo menos em termos de funcionários da Casa que utilizam esse meio de transporte para ir ao trabalho.

A Comissão Diretora do Senado aprovou o projeto (PRS 19/2014), de autoria do senador cearense criando o “Espaço do Ciclista”, um local de apoio aos funcionários que utilizam a bicicleta como meio de transporte. A decisão atende a uma demanda dos servidores.

De acordo com o projeto, o Espaço do Ciclista deverá contar com vestiário equipado com chuveiros e armários, além de bicicletário.

Sinpol conhece ações do Paco pela Vida de Pernambuco e aprova os resultados

157 1

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=6B8vS8EfZlE&list=UUMBG3m1cLqbVLEnuq1n_mNA[/youtube]

O presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Ceará, Gustavo Simplício, que foi conhecer o programa Pacto pela Vida, implantado em Pernambuco pelo governador falecido Eduardo Campos, começou a divulgar o que conferiu por ali.

Gustavo Simplício visitou as delegacias pernambucanas e gostou do que ali encontrou. O Pacto pela Vida está sendo implantado no Ceará. Um dos secretários a implantar na época o programa em Pernambuco é o atual secretário da Segurança Pública do Estado, Servilho Paiva. O idealizador é o sociólogo José Luiz Ratton.

Cid Gomes já está no Brasil

182 2

NACIONAL

O governador Cid Gomes (Pros) já está no Brasil. Isso, depois de uma semana nos EUA, onde informou que trataria de sua mudança para este Pais logo que encerrasse o mandato. Cid deve trabalhar no BID.

A previsão é de que Cid esteja em Fortaleza nas próximas horas. Entre compromissos, uma conversa com a presidente Dilma Rousseff e, na manhã do sábado, participação no ato de entrega oficial dos viadutos no entroncamento da avenida Engenheiro Santana Júnior com Antônio Sales.

PDT sonha com Ministério do Esporte ou Turismo e quer André na presidência da Câmara

andré figueiredo pdt sesporte

O líder do PDT na Câmara, Félix Júnior (BA), está defendendo que o partido deixe de ocupar a pasta do Trabalho, hoje comandada por Manoel Dias, secretário-geral da legenda. Segundo o deputado, a bancada entende que deve haver um “rodízio” para se evitar o estabelecimento de “feudos” nos principais cargos do Executivo.

“Não queremos o Ministério do Trabalho. Não está decidido o que a gente quer, o governo ainda não chamou a gente. Podemos até não ter nada. Mas a gente acha que, em relação ao Ministério do Trabalho, tem que ter um rodízio, uma movimentação. É importante para o governo e para os partidos que se tenha isso para que não vire um feudo de partido a, b, ou c. Não queremos manter o Ministério do Trabalho”, ressaltou Júnior ao Broadcast Político.

Como alternativa à atual pasta, o líder da bancada considera boas opções os ministérios do Esporte, atualmente comandada pelo PCdoB, ou Turismo, na cota do PMDB. “O partido não pode chegar e exigir a sua participação. Temos que ser convidados, se o governo achar que temos direito a algum espaço. Mas acho que o PDT tem nomes que pode se encaixar em diversas outras áreas, mas não no Ministério do Trabalho. A gente está batendo nisso para revigorar, mudar. Esportes, Turismo seriam boas pastas como diversas outras, mas isso não cabe a nós, mas à presidente”, avaliou.
Presidência da Câmara

André Figueiredo

De acordo com Félix Júnior, o PDT também deve lançar um nome na disputa para presidente da Câmara, prevista para ocorrer em fevereiro de 2015. Dessa forma, a legenda, que faz parte da base aliada, deixaria de apoiar uma candidatura do PT ou a do líder do PMDB, Eduardo Cunha (RJ), em campanha desde o último mês de outubro. “Não somos do PT. Não temos que seguir piamente a orientação do PT. A ideia é lançar um nome que não seja um candidato do governo, mas um candidato independente na Casa, nem do governo, nem da oposição”, afirmou.

O nome escolhido internamente pelo PDT é o do ex-líder da legenda André Figueiredo, que deve reassumir a liderança e ter o nome lançado na disputa pela Presidência da Casa no próximo dia 10 de dezembro. “Vamos acertar um bloco com outros partidos e devemos lançar um nome que venha ser uma opção para presidente da Câmara. Dentro de casa, temos o nome de André Figueiredo, que será oferecido ao bloco”, disse Júnior que mantém conversas com o PROS e o PCdoB para formação do bloco.

(Com Estadão)

Encontro do Diretório Nacional do PT em clima de discussões sobre teses

A reunião do diretório nacional do PT, iniciada às 9h16min desta manhã de sexta-feira, no Gran Marquise Hotel, vive um momento de grupos temáticos. Uma série de temas são avaliados em torno do resultado das últimas eleições e algumas teses estão sendo elaboradas para, ao final do encontro, neste sábado, sair um documento conclusivo.

O clima mesmo do encontro só deve ficar animado a partir desta tarde e, mais quente ainda, quando da chegada, no começo da noite, da presidente Dilma Rousseff já pós-escolha de sua equipe econômica. Há muito petista presente à reunião do diretório nacional do partido que não digeriu bem nomes como o de Joaquim Levy, apontado como um liberal.

Carlos Mesquita: “Quem faz confusão no PMDB é o Gaudêncio!”

487 1

carlsmesquita

O vereador Carlos Mesquita (PMDB) está cobrando do vice-prefeito de Fortaleza, Gaudêncio Lucena, no exercício da presidência do PMDB estadual, que promova uma reunião. O objetivo: discutir a participação da legenda na futura mesa diretora da Câmara Municipal, cuja eleição ocorrerá dia 2 próximo.

Carlos Mesquita diz que quer um “debate democrático” sobre o tema, porque sentiu que a cúpula quer indicar Magali Marques para a mesa, com objetivo de segurar o irmão dela, deputado estadual Carlomano Marques no “Blocão” de oposição ao governador eleito Camilo Santana na Assembleia Legislativa. “O que o Gaudêncio quer também é me punir porque, na última campanha para o Governo, não trabalhei para o Eunício Oliveira”, disse.

gaudenciooo

Carlos Mesquita vai fundo e diz que chegou a procurar o PMDB par se engajar na campanha, mas ouviu de Gaudêncio Lucena a tese de que Eunício ganharia no primeiro turno e não precisava desse apoio.

“E tem mais: tiraram o número que sempre usei em campanha eleitoral e deram para o senhor Audic Mota, que acabou eleito deputado estadual pelo meu partido”,  acusa o vereador, reforçando no desabafo: “Querem fazer comigo o que fizeram com o ex-prefeito falecido, o doutor Juraci Magalhães: pressionar até pedir para sair”.

Mesquita, no entanto, fez questão de isentar de toda essa confusão o senador Eunício Oliveira, a quem considera pessoa de sua estima e respeito. E não poupa: “Quem faz a confusão é o Gaudêncio! Aqui na Câmara nenhum vereador fez campanha aberta para o Eunício por causa desse jeito de tratar que tem o Gaudêncio”, completou o vereador.

Sobre as causações, Gaudêncio reagiu: “Carlos Mesquita? E ele é peemedebista?, questionou o vice-prefeito. Gaudêncio confirmou que orientou para que Magaly Marques seja a indicada do partido à futura mesa diretora. Deixou claro que a direção estadual é a instância maior que o diretório municipal e assim pode agir.

Em sua curta passagem por Fortaleza, Dilma terá direito a suite presencial

suiteee

Em sua curta passagem por Fortaleza, Dilma Rousseff (PT) vai ocupar esta suite presidencial do Hotel Gran Marquise. Ela é aguardada no começo da noite desta sexta-feira para participar do encontro do diretório nacional petista.

Nesse encontro, Dilma ganhará total apoio às mudanças que pretende fazer em seu novo mandato em vários setores.

O encontro do diretório nacional se encerrará neste sábado com um ato em favor do plebiscito pró-reforma política.

Enfim, Camilo e Luizianne no mesmo lado… é o Diretório Nacional do PT em Fortaleza

foto camilo santana e luizianne

Da Coluna Vertical, no O POVO desta sexta-feira (28):

Um encontro promete animar a reunião que o diretório nacional do PT promoverá, a partir das 9 horas desta sexta-feira (28), no Gran Marquise Hotel, e que atrairá ministros dilmistas, parlamentares e outros nomes de peso, sob comando do dirigente Rui Falcão.

O governador eleito Camilo Santana participará do evento, que terá também a presença da ex-prefeita de Fortaleza e deputada federal eleita Luizianne Lins.

Ambos não conversam há muito tempo. Camilo, na última eleição, não contou com o apoio do grupo de Luizianne. Ela o definia como postulante dos Ferreira Gomes, com quem não dividiria nem mesmo um panetone.

Camilo anda sinalizando o diálogo com essa ala. Luizianne tem evitado aparições e, segundo assessores, dedicado seu tempo apenas a concluir, na UFRJ, dissertação de mestrado.

Camilo tem reunião com governadores, senadores e parlamentares eleitos do PT

mill
Nesta noite de quinta-feira, o governador eleito Camilo Santana (PT) participou de reunião com governadores, senadores e deputados petistas das regiões Nordeste e Norte. Foi no Gran Marquise Hotel, palco do encontro do diretório nacional petista, a partir das 9 horas desta sexta-feira. No encontro, os governadores Wellington Dias (PI) e Rui Costa (BA), os senadores Humberto Costa (PE), Paulo Rocha (PA) e Fátima Bezerra (RN) e os deputados Márcio Macedo (SE) e Pedro Eugênio (PE), além do presidente estadual do PT, De Assis Diniz.
Em discussão, o desenvolvimento das regiões Norte e Nordeste, política nacional e o apoio à presidenta Dilma Rousseff, mas, também, luta por aumento dos recursos na área da saúde. O Ceará, por exemplo, precisa aumentar essa cota por conta de novos equipamentos da área de saúde já implantados ou em fase de construção e implantação.
(Foto – Divulgação)

Mauro Filho destaca redução de repasses do Tesouro Nacional aos bancos

216 2

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=7WtOVdFSyf8&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

O deputado estadual Mauro Filho (PROS) aprovou os nomes da nova equipe econômica para o segundo governo Dilma Rousseff.

Para o deputado, que disputou e perdeu o Senado no último pleito,a equipe será capaz de fazer os ajustes de 1,2% do superávit de maio, além de cumprir a promessa de reduzir os repasses do Tesouro Nacional aos bancos.

Oposição diz que nova equipe econômica representa “estelionato eleitoral”

O anúncio definitivo da nova equipe econômica para o próximo mandato da presidenta Dilma Rousseff provocou repercussões diversas no Congresso Nacional, nessa quinta-feira (27). Para a oposição, a escolha de Joaquim Levy para a Fazenda, Nelson Barbosa para o Planejamento e a manutenção de Alexandre Tombini no Banco Central representa um “estelionato eleitoral” por parte da presidenta. Já os governistas elogiaram as indicações e rebateram as críticas.

O presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), candidato derrotado à Presidência da República, considerou a escolha uma tentativa de acalmar o mercado financeiro. No entanto, Aécio, destacou que outras manobras fiscais da presidenta acabam levando o país ao descrédito, como a tentativa de rever a meta de superávit para este ano.

Os governistas, no entanto, elogiaram as escolhas e rebateram as críticas da oposição. A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), que foi ministra da Casa Civil de Dilma, lembrou que os três ministros já fazem parte dos governos petistas desde os mandatos do ex-presidente Lula. Segundo ela, isso significa que não há contradição, uma vez que Dilma não está trazendo pessoas estranhas ao seu projeto de governo.

O líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira (CE), também defendeu a escolha e disse que os nomes geram “credibilidade” e “expectativa positiva” no mercado financeiro. “Joaquim Levy é alguém que tem experiência na área e credibilidade. Convivi com o agora ministro Nelson Barbosa, portanto acho que a presidenta fez a escolha adequada, e espero que isso gere a confiança no mercado para que possamos viver momento de expectativa positiva e de esperança”, disse.

(Agência Brasil)