Blog do Eliomar

Categorias para Política

Estrategista político aponta “curva histórica” de pesquisa para definir vitorioso no Ceará

eleições 2014 2t ceará gráfico fabner

Em análise em sua página no Facebook, o estrategista político Fabner Utida define o resultado da eleição no Ceará, por meio do estudo da “curva histórica” de pesquisa. Confira:

Na reta final do primeiro turno, em artigo publicado neste Blog  e no O POVO, afirmei que Camilo era o candidato que chegaria no dia das eleições com maior chance de vitória no primeiro turno.

Apesar de, naquele momento, ter sido considerado por muitos como um lunático, o resultado da eleição para governador do Ceará acabou mostrando que minha análise estava correta.

Apesar de todas as polêmicas envolvendo os institutos de pesquisa, existe algo nas pesquisas que, acredito, ser interessante de ser observado: a curva histórica.

Neste sentido, fazendo uma retrospectiva de todas as pesquisas publicadas pelo Ibope sobre a eleição para governador no Ceará, e refletindo sobre a capacidade de arranque final do candidato Camilo Santana nas últimas 48 horas, podemos considerar que ele pode vencer com até 13 pontos de diferença em relação ao candidato Eunício Oliveira.

Vamos aos dados. De acordo com a última pesquisa publicada pelo Ibope (04/10), Eunício tinha uma vantagem de 7 pontos (51×44). No entanto, Camilo venceu o primeiro turno com uma vantagem de 1,4 pontos percentuais. Assim sendo, Camilo conquistou, em comparação com os dados da pesquisa, uma extraordinária recuperação com envergadura de 8,4%.

Ao observarmos os dados da curva histórica, percebemos que Camilo seguiu firme uma trajetória de crescimento, enquanto a curva de Eunício apresenta uma tendência negativa.

Os dados da última pesquisa publicada pelo Ibope demonstram uma vitória de Camilo por 5,36%. Caso a campanha do candidato Camilo Santana consiga a mesma performance de arranque demonstrada nas últimas 48 horas do primeiro turno (8,4% de envergadura positiva), podemos considerar a possibilidade de Camilo vencer estas eleições com até 13,76% de vantagem.

Imprensa internacional diz que Dilma “está no fio da navalha”

A presidente Dilma Rousseff (PT) enfrenta neste domingo (26) “uma batalha por sua vida”. O maior problema, no entanto, é o campo de guerra: o fio da navalha. A observação é do jornal inglês Sunday Telegraph, que destaca em suas páginas a eleição no Brasil. Segundo o jornal britânico, a presidente que disputa a reeleição enfrenta ainda a desaceleração da economia e escândalos de corrupção.

Sobre Aécio Neves (PSDB), o jornal afirma que o tucano enfrenta os boatos que cortará programas sociais, caso eleito. Outra desvantagem de Aécio é a tendência da reeleição de chefes de Estado na América Latina.

Para o jornal francês Le Monde, “o desfecho (no Brasil) das eleições deste domingo é imprevisível”. Segundo o jornal, Dilma Rousseff é apontada no meio empresarial pelo retorno da inflação e crise econômica.

O espanhol La Vanguardia destaca em suas páginas que “o Brasil vota com desejo de mudança”. Já o El Periódico ressalta que, nos últimos 10 anos, milhões de brasileiros deixaram a miséria.

(com agências)

Eleitor cola tecla de urna em Goiás e é procurado pela Polícia Federal

eleições 2014 2t urna goiás

Um fato curioso marcou a votação em uma seção do município de Formosa, a cerca de 242 quilômetros de Goiânia. Um eleitor passou cola em uma das teclas da urna eletrônica, impedindo que ela fosse pressionada. O fato só foi percebido pelo eleitor seguinte, ao entrar na cabine de votação. Ele comunicou o ocorrido aos mesários e a urna foi trocada.

De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Goiás, o eleitor que colou a tecla da urna já foi identificado e está sendo procurado pela Polícia Federal por prática de crime eleitoral.

(Agência Brasil)

62 pessoas já foram encaminhadas à PF por suspeita de crime eleitoral

Até o início da tarde deste domingo (26), 62 pessoas foram encaminhadas à Polícia Federal por suspeita de crime eleitoral, quase todas acusadas de cometer boca de urna. Todas são ligadas à candidatura de Camilo Santana.

Há pelo menos uma suspeita de compra de voto. É o caso de um despachante que estava com mais duas pessoas distribuindo material de campanha na Cidade dos Funcionários. Com ele, a Polícia encontrou vários documentos de veículos com dinheiro dentro.

O despachante alegou que o dinheiro era para a regularização da documentação junto ao Detran, mas os policiais que realizaram a operação decidiram apreendê-lo e encaminhar o caso à PF.

Por volta das 11h30min, um ônibus com 12 pessoas chegou à sede da PF. O grupo estava fazendo buzinaço e distribuindo material de campanha na Barra do Ceará até ser apreendido pelas tropas federais. Pouco depois, outro grupo – desta vez com nove pessoas – chegou à Polícia Federal também acusado de cometer boca de urna na Cidade dos Funcionários e Aldeota.

(O POVO Online)

Eunício e Camilo não definem plano para segurança pública

Da Coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (26):

Os dois candidatos a governador do Ceará chegam ao final de uma longa campanha, que durou mais de cem dias, sem apresentarem um plano técnico para a segurança pública. O caso de Eunício Oliveira (PMDB) é emblemático. Candidato de oposição, o senador sabe que o setor é o calcanhar de Aquiles do Governo. Tanto que o seu comitê encomendou um projeto de segurança pública que se aprofundasse no diagnóstico e, principalmente, nas soluções para combater o vexatório quadro de violência que assola o Ceará. Uma fonte no partido conta que o PMDB pediu ao pesquisador da área, o advogado Laécio Noronha, que elaborasse o projeto. Com quase 200 páginas, a proposta foi solenemente engavetada pelo candidato.

Na reta final de campanha, Camilo Santana (PT) resolveu dedicar partes de seus programas no horário eleitoral ao tema da segurança. Antes, o discurso do candidato de Cid Gomes era apenas pontual, muito aquém das necessidades do setor. No segundo turno, o programa do petista lançou mão de algo mais consistente ao sugerir a intenção de reproduzir no Ceará a mesma política de segurança que deu certo em Pernambuco. Uma política que, em pequena parte, já vem sendo colocada em prática pelo secretário Servilho de Paiva, que foi um dos operadores do projeto pernambucano. Mesmo assim, Eunício e Camilo vão terminar a campanha sem uma definição clara sobre o que pretendiam para a área.

Onze detidos por crime eleitoral no Ceará, inclusive irmã de vereador

Onze pessoas foram detidas e levadas para a Polícia Federal, na manhã deste domingo (26), por prática de crime eleitoral. Entre os apreendidos, há uma mulher identificada como coordenadora administrativa de Eusébio, na Região Metropolitana de Fortaleza, e irmã de vereador no Município.

Ela foi flagrada fazendo propaganda boca de urna no bairro Jabuti. Os policiais não encontraram dinheiro em seu poder, mas vasto material do candidato a governador Camilo Santana foi apreendido. Ela segue detida à espera que seja lavrado o flagrante.

(O POVO Online)

Camilo Santana vota em Barbalha

eleições 2014 2t votação camilo

O candidato do PT a governador do Ceará, Camilo Santana (PT), votou em Barbalha. Apoiado pelo governador Cid Gomes (Pros), ele votou na Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental Bom Jesus.

Ele estava acompanhado da esposa Onélia, do governador Cid Gomes (Pros) e do prefeito de Barbalha, José Leite (PT).

Camilo ainda posou com os filhos depois do voto.

camillooo

(O POVO Online e com fotos de Divulgação)

Tropas federais atuam em pontos estratégicos de Fortaleza

eleições 2014 2t votação força nacional

Policiais das tropas federais podem ser vistos circulando pelas zonas eleitorais de Fortaleza, além de pontos fixos em sessões mais movimentadas, como no Senai da Barra do Ceará.

Cerca de 2,5 mil homens da Força Nacional estão em Fortaleza, Caucaia, Maracanaú, Maranguape, Pacatuba, Juazeiro do Norte, Crato, Barbalha, Sobral, Crateús e Aracati, por solicitação do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE), diante do acirramento político nessas cidades.

(Foto: leitor do Blog)

Dilma já votou, tomando chimarrão

eleições 2014 2t pt votação dilma

A presidente e candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT) já votou em Porto Alegre (RS). Ela chegou ao local de votação por volta de 8h45min no horário brasileiro de verão, 7h45min em Fortaleza.

Ela estava acompanhada do governador gaúcho e candidato à reeleição Tarso Genro (PT), que vota no mesmo lugar. Dilma tomou chimarrão da cuia de mesário e posou para fotógrafos.

A votação de Aécio Neves (PSDB) está prevista para cerca de 10 horas em Belo Horizonte (MG), 9 horas em Fortaleza.

(O POVO Online)

Caso Propinoduto – Doleiro que denunciou esquemas está internado

yussefff

O doleiro Alberto Youssef encontra-se internado no Hospital Santa Cruz, em Curitiba , depois de passar mal na tarde deste sábado (25). A informação foi confirmada pela Polícia Federal (PF) e pelo advogado Antônio Figueiredo Basto, responsável pela defesa de Youssef.

O hospital também confirmou que o doleiro está internado no local, porém, não divulgou nenhuma informação sobre o estado de saúde dele. Segundo o advogado, Youssef teve uma “fortíssima queda de pressão” depois do almoço e desmaiou na cela. Basto ainda disse que o doleiro está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Entretanto, o advogado afirmou, na noite deste sábado, que ainda não havia um diagnóstico sobre o que aconteceu com Youssef.

(Com Agências)

Eleições 2014 – Que vença a democracia

Eis o Editorial do O POVO deste domingo de eleição:

Hoje os brasileiros vão decidir que tipo de propostas querem ver aplicadas no país pelo próximo governo, a iniciar-se no dia 1º de janeiro. No primeiro turno, os eleitores optaram por manter a dicotomia, que vigora desde 1995, quando o PSDB assumiu a Presidência, com Fernando Henrique Cardoso cumprindo dois mandatos. Em seguida, o PT vence as eleições, com Luiz Inácio Lula da Silva governando o país por dois períodos, e elegendo Dilma Rousseff como sua sucessora.

Há de se reconhecer, portanto, de acordo com a democracia das urnas, que, até agora, a vontade política da maioria dos brasileiros está representada nas propostas do PT (Dilma) e do PSDB (Aécio Neves), que são dissonantes em muitos pontos, mas concordantes em outros. Principalmente, no caso das concordâncias, nos dois projetos que são as identidades mais conhecidas das duas siglas: o PSDB, pelas reformas que induziram à estabilização da moeda e ao fim da inflação; e o PT com seus programas sociais de largo alcance. Nenhum dos partidos fala em atacar os fundamentos da economia ou em acabar com os programas sociais, pelo que se observou até agora.

Porém, o eleitor deve levar em consideração outros componentes, além do discurso dos candidatos para decidir sobre o seu voto. Ambos os concorrentes têm militância política anterior, o que deve ser analisado cuidadosamente pelos eleitores, verificando o que cada um produziu e como se comportou nos cargos que já ocupou: Dilma, como ministra e como presidente da República; e Aécio, como parlamentar e governador de Minas Gerais. Sem dúvida nenhuma, se o eleitor se dispuser a fazer um estudo mínimo das propostas e do que já produziram os candidatos, terá ideia bem mais clara de como seria o governo de cada um.

É de bastante relevância, ainda, o eleitor observar que as consequências dos projetos dos presidenciáveis duram para além dos quatro anos do mandato, pois algumas medidas, a exemplo das citadas acima, têm repercussão que atravessam gerações. Por isso, ao comparecer à urna no dia de hoje, o eleitor terá o poder de decidir sobre o projeto que ele entende como o melhor para o seu país e para os brasileiros. É uma responsabilidade enorme, que a democracia nos permite exercê-la.

Brasil escolhe neste domingo presidente e 14 governadores

Perto de 70% dos brasileiros estão aptos a participar neste domingo (26) da escolha daquele – ou daquela – que presidirá o país nos próximos quatro anos. No Distrito Federal e em 13 estados, os eleitores também vão às urnas para definir o governador dessas unidades federativas.

No confronto nos estados, o PMDB concorre com oito candidatos, o PSDB com 6, o PSB e o PT com 4 e outros seis partidos com um cada: PDT, PROS, PP, PR, PRB e PSD. Serão escolhidos os governadores de três estados do Nordeste (Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte) um do Sul (Rio Grande do Sul), um do Sudeste (Rio de Janeiro), três do Centro-Oeste (DF, Goiás e Mato Grosso do Sul) e de seis dos sete estados da Região Norte (Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia e Roraima).

Mas é a disputa presidencial – a mais acirrada desde 1989 – que tem concentrado as atenções dos cidadãos.

A campanha petista deu ênfase aos avanços obtidos na área social durante as gestões Lula e Dilma. O baixo índice de desemprego, a melhora na renda dos trabalhadores, o impacto de programas como o Bolsa Família e a ascensão social de milhões de pessoas foram destacados pela candidata à reeleição para demonstrar que deveria permanecer no cargo e implementar mais mudanças em favor da parcela mais pobre da população.

Já a oposição concentrou sua mensagem eleitoral na crítica ao baixo nível de crescimento econômico, à elevação do custo de vida, à corrupção e ao aparelhamento do Estado pelo PT. Contrariamente ao que fizeram os seus correligionários José Serra e Geraldo Alckmin nas três campanhas presidenciais anteriores, Aécio Neves também assumiu a defesa do “legado” de Fernando Henrique e do Plano Real. Foram eles, segundo o senador tucano, que criaram as condições para as transformações sociais implementadas pelos governos petistas durante os últimos 12 anos.

(Agência Senado)