Blog do Eliomar

Categorias para Política

Rigor contra assédio ao voto vai imperar, garante procurador

Da Coluna Vertical, no O POVO deste sábado (4):

Em clima de campanha das mais acirradas no Estado, há uma expectativa de que as autoridades responsáveis pelo pleito não durmam de touca e façam valer o direito do eleitorado de exercer o voto sem pressões ou sem o assédio dos que sempre ousam comprar consciências.

Pelo que se viu na campanha, nas últimas semanas, com atos de violência, baixarias de todo tipo e provocações, deve-se alertar o Tribunal Regional Eleitoral, da Procuradoria Regional Eleitoral e das autoridades policiais para o engajamento contra qualquer ação que possa prejudicar o bom andamento das eleições (artigo 299 do Código Eleitoral).

Claro que o eleitor também precisa cumprir sua parte, dentro de um contexto onde ele é o agente e beneficiário desse processo de cidadania.

Instigado por esta Vertical, o procurador regional eleitoral Rômulo Conrado garante que o esquema das eleições vai funcionar e que a ordem é cumprir tudo o que manda a legislação eleitoral. Aliás, nesse aspecto, louve-se o TSE que, com campanha na mídia abordando o valor do voto, buscou valorizar esse momento. Cabe ao eleitor fazer a sua parte e procurar ser fiel ao que quer e pensa, sem se esquecer das repercussões do seu gesto. Para não se arrepender depois.

Eunício lança a “corrente do 15”

301 4

eleições 2014 pmdb 1003 lavras

“Por meio do abraço, por meio das redes sociais, por meio do celular ou até por um encontro casual, peça a 15 pessoas que entre no verde da esperança para fazer com que o Ceará volte a ter orgulho de si”.

O pedido é do candidato do PMDB ao governo do Ceará, Eunício Oliveira, durante comício em Lavras da Mangabeira, terra natal do peemedebista, às vésperas da votação deste domingo (5). Ao apontar como o encontro mais emocionante da campanha, Eunício afirmou estar pronto para o julgamento das urnas.

“Se juntar tudo aquilo que recebi de energia positiva, todo o carinho demonstrado e até mesmo o clamor daqueles que passam dificuldades, não alcança o que recebo aqui hoje. Sou candidato não por vaidade. Deus me deu todas as oportunidades, muito mais que aquilo que pensei que poderia ter. Mas essas oportunidades me foram dadas porque tenho muito a dar a esse povo do Ceará que me carrega de energia todos os dias”, disse.

Brilho nos olhos

Para o candidato do PSDB ao Senado, Tasso Jereissati, o Ceará está próximo de resgatar a sua autoestima. “O momento mais gratificante nesses meses de campanha foi devolver a muitos cearenses o brilho nos olhos e o sorriso nos lábios. Isso com palavras de incentivo e com perspectivas de dias melhores, já a partir de 2015. O início da Era do 15, aqui no Ceará. Mas me dói em saber que muitos cearenses aos quais não pudemos falar, não pudemos abraçar, carregam o medo em seus olhares, a descrença e a tristeza. Meu conforto é saber que esses cearenses também serão atingidos por essa onda de esperança que Euníco tem espalhado por todo o Ceará”, disse o candidato ao Senado.

(Foto: divulgação)

Eduardo Giannetti, mentor econômico de Marina Silva, dará palestra em Fortaleza

Eduardo_Giannetti

A quarta edição do projeto “Brasil em Debate”, que congrega Sinduscon e Coopercon, já está com data marcada: dia 27 de novembro. O convidado é o economista Eduardo Giannetti, líder da equipe econômica da candidata do PSB à presidência da República, Marina Silva. Já participaram desse fórum Ricardo Amorim, Donny De Nuccio, Arnaldo Jabor e, por último, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Eduardo Giannetti da Fonseca, mineiro de Belo Horizonte, é formado na Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) e em Ciências Sociais pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) ambas da Universidade de São Paulo. Tem doutorado em economia pela Universidade de Cambridge, onde foi professor, e lecionou na FEA/USP. Atualmente é professor integral no Insper (Instituto de Ensino e Pesquisa) e e membro do Conselho Superior de Economia da Fiesp.

Tasso destaca programa Agentes de Saúde em comício

tassojere

Taso Jereissati, candidato ao Senado pelo PSDB, ao lado do postulante ao Governo pelo PMDB, Eunício Oliveira, demonstrou “orgulho” pelo programa Agentes Comunitários de Saúde” que ajudou a reduzir a mortalidade infantil no Estado.

Por conta disso, pediu ao eleitorado que vote em Eunício Oliveira “porque ele (candidato) vai ampliar essa ação. Tasso, em clima de comício em Jucás, disseque esse programa “foi o mais importante que fiz na vida e que mais me orgulha”.

(Foto – Divulgação)

Negado pedido de liberdade para o vereador “Aonde É”

aondee

“O desembargador Luiz Evaldo Gonçalves Leite negou, nesta sexta-feira, pedido de liberdade para o vereador Antônio Farias de Sousa, conhecido como “Aonde É”. Ele foi preso em flagrante no último dia 26 de setembro, em agência bancária da Capital, quando recebia o salário de um assessor.

Segundo os autos, a prisão ocorreu após denúncia de um assessor de que o parlamentar estava exigindo parte do salário dele. A defesa interpôs habeas corpus (nº 0626882-20.2014.8.06.0000) no Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) alegando nulidade na homologação do flagrante, por não haver indícios idôneos de autoria. Afirmou também que a versão apresentada pelo assessor seria mentirosa.

Argumentou ainda que a conversão do flagrante em prisão preventiva está carente de fundamentação, não existindo razões para a segregação cautelar.

Ao analisar o caso, o desembargador destacou que, com a conversão da prisão em preventiva, a tese de nulidade do flagrante fica superada, pois passa a existir novo título prisional, conforme jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça (STJ). “Nota-se que a decisão que converteu o flagrante em prisão preventiva e a que denegou os pedidos de relaxamento e liberdade provisória encontram-se, a princípio, devidamente fundamentadas”.

(Site do TJ-CE)

Metrofor – Trens circularão no dia da eleição

As linhas Sul – que vai do Centro de Fortaleza a Pacatuba, e a Oeste, que vai de Fortaleza a Caucaia, funcionarão neste domingo por conta das eleições. As estações dessas duas linhas do Metrofor abrirão às 7h30min e fechar às 17h30min excepcionalmente.

O valor cobrado nas passagens permanecerá o mesmo dos dias comerciais: R$ 2,20 a inteira e R$ 1,10 a meia na Linha Sul, que funciona em sistema de metrô. As linhas operadas com trens a diesel circularão com valores de passagens de R$ 1,00 a inteira e R$ 0,50 a meia estudantil. Idosos e pessoas com deficiência possuem a gratuidade assegurada.

Na segunda-feira, o horário das duas linhas voltará ao normal.

Dom Edmilson da Cruz – 90 Anos

domedmil

O Grupo O POVO de Comunicação homenageou, nesta manhã de sexta-feira, dom Edmilson da Cruz, bispo emérito de Limoeiro do Norte. Foi por conta dos seus 90 anos de vida. Durante um café que reuniu jornalistas, funcionários e amigos do religioso no Espaço O POVO de Cultura e Arte, não faltaram palavras destacando a figura de dom Edmilson, chamado pela esquerda de “Último bispo vermelho na ativa no Ceará”.

O jornalista Plínio Bortolotti, diretor institucional do O POVO, abriu o ato, seguido de homenagem em forma de músicas da preferência de dom Edmison cantadas por Mona Lobo, do O POVO, acompanhada pelo violonista Rômulo. O editorialista e colunista Waldema Menezes, relembrou momentos importantes e de influência da vida de dom Edmilson na vida dos cearenses.

Dom Edmilson, em sua fala, agradeceu e fez questão de ressaltar que a homenagem mesmo merecem aqueles que trabalham com a comunicação e que podem, por ela, difundir mensagens de transformação.

edmi1

Dom do congraçamento.

edmido

Repórter do Blog, Dom Edmilson e o querido Demitri Túlio.

(Fotos – Paulo MOsKa)

As lições das eleições de 2014

185 1

Em artigo enviado ao Blog, o jornalista e sociólogo Demétrio Andrade fala do processo democrático deste domingo e dos principais fatos das campanhas eleitorais. Confira:

Neste domingo, 140 milhões de eleitores irão às urnas em todo o país. Mesmo com a saraivada de críticas que são feitas aos políticos, ao sistema de governo e às ações administrativas, não posso deixar de louvar o direito do voto como uma conquista da nossa sociedade. Estamos vivendo um momento de consolidação da democracia brasileira. E estamos aprendendo a votar. Como costumo repetir, ano que vem vamos completar 30 anos de liberdade após as agruras do regime militar. É um tempo histórico curto, mas bastante significativo.

A primeira demonstração de amadurecimento diz respeito à defesa intransigente das liberdades individuais por parte da sociedade civil, organizada ou não. Episódios como o beijo gay no programa do candidato Aílton Lopes, as manifestações contra as declarações cretinas do candidato Levy Fidélix, as reações indignadas às manobras conservadoras do pastor Marco Feliciano à frente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal e à postura nazista de defesa do regime militar do deputado Jair Bolsonaro são exemplos dessa evolução. Polêmicas à parte, o debate sobre os direitos dos públicos negros, LGBT, deficientes, dentre outras minorias, foi substancialmente e positivamente alargado.

Outro ponto fundamental foi a superação do trauma da ditadura militar e a assimilação de uma postura mais compromissada na construção, passo a passo, de um ambiente onde o cidadão é o senhor do seu destino. Explico melhor: durante muitas eleições, no período imediatamente posterior à ditadura, era comum ouvir quando em vez alguém querendo ressuscitar a truculência do velho regime. Coisas do tipo “para dar um jeito neste país, só os militares” foram definitivamente esquecidas. Fazem parte de um misto de autoritarismo e paternalismo que teimo em apostar estar enterrado.

Além disso, observa-se que, mesmo com a movimentação política – legítima, diga-se de passagem – de líderes religiosos, as noções de estado laico estão também arraigadas, senão em termos ideais, mas pelo menos de forma suficiente. Fundamentalismos não são bem aceitos. A separação entre política e religião, entre estado e igreja, é condição basilar para constituição de uma sociedade mais esclarecida, consciente de que é preciso manter cada coisa em seu devido lugar.

O discurso vazio das promessas sem sentido não mais encontra eco entre os eleitores. Isso é bom. Apresentar-se como novidade não basta. O fortalecimento dos partidos também é notório nesta eleição. PT e PSDB mostram que a organização estruturada é importante para sedimentar visões de mundo e práticas políticas, facilitando julgamentos. Pense nisso ao ir pra urna neste final de semana.

Caso Propinoduto – As ligações perigosas dos genros do ex-diretor da Petrobras

169 1

“Paulo Roberto Costa tinha em seus genros, Márcio Lewkowicz e Humberto Mesquita, aliados de alta conta para suas estrepolias. Ambos, como PRC, foram denunciados na esteira da Lava-Jato.

Agora, sigilos telefônicos enviados à CPI da Petrobras mostram o acesso de Lewkowicz à parcela importante do nicho de atuação do sogro.

Documentos revelam cerca de sessenta telefonemas entre Lewkowicz e as empreiteiras Odebrecht, Andrade Gutierrez e Queiroz Galvão, de 2009 a 2013. Lewkowicz também mantinha contato com gente da Petros, o fundo de pensão da Petrobras: estão registradas pelo menos 21 ligações em 2012 e 2013.

Há ainda sete telefonemas da Transpetro para o enrolado genro de PRC, dois anos atrás.

(Coluna Radar, da Veja Online)

‘Minha Casa, Minha Vida’ entrega 728 unidades no José Walter

456 1

Da Coluna Vertical, no O POVO desta sexta-feira (3):

O superintendente estadual da Caixa Econômica Federal, Antônio Carlos Franci, anuncia: logo após as eleições, a Instituição entregará mais 728 unidades do Residencial Cidade Jardim, projeto do “Minha Casa, Minha Vida”, em implantação no Conjunto José Walter.

O empreendimento prevê 5.536 apartamentos, sendo que 784 famílias já estão morando no local. Os imóveis possuem área privativa de 43,29 metros quadrados, divididos em dois quartos, sala, banheiro, cozinha e área de serviço.

O Residencial Cidade Jardim é destinado a famílias com renda de até R$ 1,6 mil (Faixa I) e recebeu investimento total de R$ 352 milhões com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR). O valor estimado de cada unidade varia entre R$ 61 e 64 mil.

Bom lembrar que Dilma esteve, mês passado, entregando primeiras unidades do projeto. Em clima de eleições.

OAB negocia direito de resposta contra declarações de Levy Fidelix

Representantes da Comissão Nacional de Diversidade Sexual da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) estiveram reunidos nessa quinta-feira (2) com o ministro Tarcísio Vieira de Carvalho, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para tratar de um pedido de resposta contra declarações do candidato à Presidência da República Levy Fidelix (PRTB) sobre homossexuais, no debate do último domingo (28), na TV Record.

Uma representação contra Fidelix, pedindo a cassação do registro eleitoral dele, além do direito de resposta, já foi protocolada pela OAB. No entanto, os representantes da comissão discutiram com o ministro a possibilidade de conseguirem a retratação, mesmo depois do primeiro turno das eleições.

O advogado disse que o ministro se mostrou sensível ao problema e relatou ter ficado surpreso quando ouviu a fala de Fidelix sobre os homossexuais. “O ministro se mostrou conservador em relação ao direito de resposta, porque ele é a favor do debate. Mas revelou que, para ele, essa é uma situação extrema, que pode permitir intervenção. Claro que ele não adiantou o que será decidido, até porque precisa levar para o pleno ainda”, disse Lucas de Alencar.

No último debate presidencial, Levy Fidelix foi questionado pela candidata do PSOL, Luciana Genro, sobre as famílias que não são tradicionais, como as formadas por casais homossexuais. O candidato então disse que era contra o casamento gay e ressaltou que “aparelho excretor não reproduz”. Além disso, disse que os gays devem “ser tratados, mas bem longe”, em referência à homossexualidade como patologia. A fala teve grande repercussão na imprensa e nas redes sociais.

(Agência Brasil)

Globo encerra último debate entre candidatos à Presidência da República

eleições 2014 debate globo término

Mas considerações finais, Pastor Everaldo diz que cumprirá a Constituição Brasileira. Marina ressalta o desejo de mudança da sociedade brasileira e critica corrupção no país. Levy Fidélix alerta para o risco da degradação moral no país. Dilma diz que tem mais experiência e capacidade para continuar e avançar. Eduardo Jorge destaca papel do Partido Verde. Aécio diz que se preparou para ser presidente e relata propostas. Luciana Genro diz que Psol defendeu bandeiras e pede voto de legenda.