Blog do Eliomar

Categorias para Política

Dilma visitará neste mês as obras da transposição, que são criticadas pela oposição

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=w7OSBHcyEao[/youtube]

A presidente Dilma Rousseff (PT) deve vir ao Nordeste no próximo sábado e, mais precisamente, visitar Pernambuco. A informação foi dada nesta segunda-feira pelo ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira.

Ele adiantou que Dilma visitará as obras da transposição do rio São Francisco, ocasião em que deverá assistir à entrada das águas nos canais de aproximação das duas primeiras estações de bombeamento – a do Eixo Leste, em Floresta, e a do Eixo Norte, em Cabrobó.

Teixeira não quis avaliar se a visita da presidente Dilma seria uma resposta às críticas da oposição apontando que o projeto estaria parado. Ele preferiu informar que há mais de 11 mil trabalhadores envolvidos na obra e reiterou: a Transposição ficará pronta no fim de 2015.

Prefeitura lança licitação da merenda escolar

179 1

Da Coluna Vertical, no O POVO desta segunda-feira (11):

Para quem reclamava que a merenda escolar distribuída pela Prefeitura de Fortaleza andava meio fraquinha, uma boa nova: está na praça a licitação – via pregão eletrônico, para dar uma boa turbinada na comida da criançada, com propostas sendo entregues até quinta-feira (14).

A lista de compras é riquíssima e promete muito suco, sopa e outros pratos. Tem abacate, abacaxi, tomate, banana prata, melancia, melão, chuchu, goiaba, repolho, tangerina, vagem, milho verde, pimentão, macaxeira, laranja, limão, cebola, cenoura, cheiro verde, abóbora, abobrinha, batata doce, beterraba e até batata inglesa. O fornecimento é para 12 meses.

A expectativa é de que tudo acabe mesmo na boca da criançada e não se pague framboesa como se fosse chuchu.

População necessitava ser ouvida, diz Tasso

175 3

eleições 2014 pmdb 0809 sobral beco

A receptividade de Eunício e Tasso, no corpo a corpo em Sobral e em Crateús, nesse sábado (9), durante atividade de campanha da coligação “Ceará de Todos”, é a prova que a população necessitava ser ouvida. A observação é do candidato do PSDB ao Senado, Tasso Jereissati, que apontou um abismo entre o atual governo do Estado e a população.

“Estamos de mãos dadas, começando essa luta, corpo a corpo, ouvindo cada um de vocês para fazer um governo dos cearenses e para os cearenses”, comentou Tasso.

O candidato ao Senado lamentou o alto grau de parentesco no atual governo do Estado, o que contraria a igual chance de oportunidade entre os cearenses. Segundo Tasso, o resultado são índices desastrosos em diversos setores da administração pública.

“A saúde do Ceará foi entregue para alguém que nada de saúde entende. Isso faz da saúde do Ceará a segunda pior do Nordeste (…) Temos a vergonha de dizer que nossa capital é a sétima cidade mais violenta do mundo (…) Precisamos fazer os cearenses voltarem a sentir orgulho de morar no Ceará. E não vergonha. As pessoas estão entristecidas, empobrecidas. Somos candidatos porque não nos conformamos com isso”.

(Foto: Divulgação)

O filho do general

187 3

Da Coluna Valdemar Menezes, no O POVO deste domingo (10):

A condenação do governo de Israel pelo mundo inteiro obrigou os “falcões” a uma pausa no massacre. Cerca de 400 crianças foram mortas, segundo a última contagem da Unesco. É por razões como essa que Israel é um dos únicos países (ao lado dos EUA) a se recusar a reconhecer o Tribunal Penal Internacional (TPI), que poderia condenar os dirigentes israelenses por crimes contra a humanidade.

Para esclarecer como os sionistas (uma facção política-ideológica judia que não pode ser confundida com os judeus em geral) se apossaram, em 1948, das terras habitadas pelos palestinos há mais de um milênio e meio, ninguém melhor do que Miko Peled, judeu, filho de um dos heróis de Israel.

Em seu livro – O filho do general – ele lembra que os judeus eram minoria na área quando foi proclamado o Estado de Israel. Um resumo é apresentado pelo próprio autor num vídeo que está correndo o mundo e tem uma cópia legendada em português: http://goo.gl/GnT81K.

Mapa expõe quadro de violência que desafia governos no Brasil

foto segurança tx homicídio 140810

Em 2012, morreram a cada dia 154 pessoas, em média, vítimas de homicídio no Brasil, resultando no maior número absoluto de assassinatos e a taxa mais alta de homicídios desde 1980. No total, 56.337 pessoas foram assassinadas nesse ano. Os dados são do último Mapa da Violência.

A taxa de homicídios aumentou em 7% entre 2011 e 2012, chegando a 29 homicídios para cada 100 mil habitantes. De 2002 até o 2012 foram assassinadas 556 mil pessoas, “quantitativo que excede, largamente, o número de mortes da maioria dos conflitos armados registrados no mundo”, ressalta o estudo.

Os dados de 2012, último ano da série projetada pelo estudo, revelam também que as principais vítimas foram jovens do sexo masculino e negros. O Mapa da Violência utiliza informações do Datasus, banco de dados do Sistema Único de Saúde (SUS).

Por outro lado, informações do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) de junho de 2014 mostram que o Brasil já possui a terceira maior população carcerária do mundo, com 711.463 presos, atrás apenas de Estados Unidos e China.

Segundo o Mapa da Violência, durante o período de 2002 a 2012, ocorreu crescimento dos homicídios em 20 das 27 unidades da Federação. Em sete delas o crescimento foi “explosivo”: Maranhão, Ceará, Paraíba, Pará, Amazonas, Rio Grande do Norte e a Bahia.

Compensando esse crescimento, sete estados apresentaram fortes quedas: Mato Grosso, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Pernambuco e, especialmente, Rio de Janeiro e São Paulo.

(O POVO)

Tasso atrai Cid para o debate da segurança

215 3

Da Coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (10):

Não é nada comum um governador se dedicar com tamanho afinco a responder críticas formuladas por um candidato da oposição ao Senado. Foi o que fez Cid Gomes (Pros) em relação a Tasso Jereissati (PSDB). O movimento do governador sugere que há preocupação com a possível influência da fala do tucano sobre o eleitorado.

O ponto mais relevante do confronto verbal não poderia ser outro: os índices da violência do Ceará. É até provável que o tucano tenha comemorado a reação do governador. Afinal, são evidentes as dificuldades das políticas públicas de segurança. Atrair o governismo para esse campo certamente interessa muito mais à oposição do que à situação.

Reparem que na eleição de Cid em 2006, o carro chefe da campanha para governador, que recebeu apoio de Tasso, foi a proposta do Ronda do Quarteirão. Na disputa seguinte, em 2010, o programa ainda era bem recebido pela população e funcionou como oxigênio para a reeleição do governador. Agora, o governismo está em busca de encaixar um discurso na abordagem do tema que mais provoca incômodos à gestão.

Até aqui, com mais de um mês de campanha, a oposição tem dado uma providencial ajudinha ao Governo. Sem um projeto para o setor, resta somente a formulação de críticas. Os candidatos de oposição ainda não foram capazes de apresentar ao distinto público um conjunto de ideias para a segurança.

Cid diz que Camilo é “disparado o melhor”

319 9

eleições 2014 pros 0810 cid

O governador Cid Gomes participa neste domingo (10) do adesivaço do candidato do PT ao governo do Ceará, Camilo Santana, no cruzamento das avenidas Washington Soares com Oliveira Paiva, no bairro Cambeba. Cid também prestigiou o comício do petista, na noite desse sábado (9), em Santana do Cariri.

“Eu conheço muito bem os dois candidatos. E o Camilo é disparado o melhor. É mais sério, honesto, não mente, não futrica e é um cara que tem no coração o verdadeiro sentimento de solidariedade com os mais simples, os mais necessitados. Além da solidariedade, ele tem compromisso e é trabalhador”, disse o governador.

(Foto: Divulgação)

História de Dom Fragoso inspira meu atual momento de resistência, diz Eunício

660 1

eleições 2014 pmdb 0809 crateús

Ao destacar a história de Dom Fragoso, por meio da coragem e da liberdade, o candidato do PMDB ao governo do Ceará, Eunício Oliveira, disse na noite desse sábado (9), em Crateús, nos Sertões Cearenses, a 350 quilômetros de Fortaleza, que o exemplo de vida do religioso inspira o seu atual momento político.

“Temos aqui os restos mortais de um homem que pregou, acima de tudo, a coragem e a liberdade. Dom Fragoso era um homem simples, pobre. Ele prefaciou o livro ‘O itinerário da violência’, do Paes de Andrade. Há uma ligação, de certa forma, familiar entre a gente. Porque meu sogro era muito amigo dele. Militavam juntos. Eram dois homens de esquerda, que defendiam interesses da sociedade. Tiveram histórias de luta. A Ditadura não dobrou suas espinhas. Pois não vão ser membros de uma família que vão curvar a minha”, comentou Eunício, durante missa campal celebrada em comemoração aos 50 anos da Diocese de Crateús.

Eunício disse que é hora de um novo jeito de governar no Ceará. “Pra gente ter um Ceará que não seja de alguns, mas de todos os cearenses. Eu não faço politicagem. Estou aqui me submetendo à vontade popular. Cooptaram partidos políticos pra não ter eleição no Ceará. Mas vai ter eleição no Ceará! E essa eleição não será a eleição dos poderosos! Estou sentindo nas ruas. Essa é a eleição dos mais humildes. Daqueles que acham que ser governante é delegação dada por eles. E não da vaidade de achar que se é dono do Estado e da vontade das pessoas”, ressaltou.

Dom Fragoso

Nomeado pelo Papa Paulo VI como primeiro bispo de Crateús, em abril de 1964, Dom Antônio Batista Fragoso exerceu a função por quase 34 anos. Destacou-se na defesa dos direitos humanos e políticos no Brasil, principalmente no período mais opressor da Ditadura Militar, os chamados anos de chumbo.

(Foto: Divulgação)

Aécio vem ao Ceará no sábado

aeciotassojer

Em entrevista ao programa Domingo Legal, na Verdinha 810, apresentado pelo jornalista Evandro Nogueira, o candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, disse que no próximo sábado (16) estará no Ceará para divulgar as propostas de campanha. O candidato informou que estará com Tasso, candidato do PSDB ao Senado, a quem destacou como um dos políticos mais sérios e trabalhador do país.

Aécio fez críticas à política econômica do governo do PT, ao ressaltar que todas as obras estruturantes do Brasil foram feitas no governo tucano de FHC, incluindo o Castanhão, o Porto do Pecém e o Aeroporto Internacional Pinto Martins, todas no Ceará.

Para o candidato tucano, o PT afugenta investidores internacionais, o que tem comprometido a economia do país. Aécio observou que a conta de luz do brasileiro deverá sofrer um aumento de 24% no próximo ano e que o Brasil será o país que menos crescerá este ano na América do Sul.

No dia 23, o candidato do PSDB apresentará o programa Nordeste Forte, que terá como foco principal as obras estruturantes.

(Foto: arquivo)

Dilma: uso da rede do Planalto para mudar perfis na Wikipédia é inadmissível

216 3

A presidente Dilma Rousseff classificou nesse sábado (9) de inadmissível o uso da rede de internet do Palácio do Planalto para alteração de perfis de jornalistas na Wikipédia, enciclopédia virtual.

“A minha opinião é que isso é absolutamente inadmissível por parte do Planalto, do governo federal, ou por parte de qualquer governo. Nesse caso específico é algo que quem individualmente quiser fazer que o faça, mas não coloque o governo no meio”, afirmou.

A presidente ressaltou que determinou à Casa Civil uma investigação com a participação do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI), do Ministério da Justiça, da Polícia Federal, da Secretaria-Geral da Presidência e da Controladoria-Geral da União (CGU).

“Eu, particularmente, acho, pela experiência que a gente sabe que existe, que é possível descobrir. Não vou chegar e falar ‘vai ser descoberto’, mas acho que é possível descobrir”, acrescentou.

(Agência Brasil)

Nove Estados entrarão 2015 mais endividados que em seus atuais governos

Nove Estados brasileiros estarão em 2015 mais endividados que há quatro anos. O comprometimento da receita líquida corrente aumentou nos atuais governos do Acre, Amapá, Espírito Santo, Pernambuco, Piauí, Rondônia, Roraima, Sergipe e Tocantins, segundo o Tesouro da Fazenda.

Apesar do quadro, todas as nove unidades da Federação que não conseguiram fazer o “dever de casa” poderão adquirir novos financiamentos, pois o comprometimento de suas receitas não ultrapassam a 200%. O único Estado impossibilitado pela Lei de Responsabilidade Fiscal a pedir novos financiamentos é o Rio Grande do Sul, que, mesmo tendo reduzido o comprometimento da receita líquida corrente em 6%, ainda está com 208% da renda comprometida.

Ceará

O Ceará é um dos 17 Estados brasileiros a reduzir o comprometimento de sua receita. De acordo com o Tesouro da Fazenda, o governo cearense reduziu em 5% esse comprometimento. O índice é superior somente ao Rio de Janeiro, que manteve o mesmo percentual de comprometimento, além do Distrito Federal, que teve uma redução em 4%. Atualmente, o Ceará possui uma dívida de R$ 3,2 bilhões, com comprometimento de 23% da sua receita.

O Estado com melhor desempenho na redução do comprometimento de sua receita é Goiás, com uma redução de 39%. Já o Pará possui o menor comprometimento, com apenas 8%.

(com agências)

CPI da Petrobras terá reunião para apreciar pedidos de informações

A CPI da Petrobras se reúne na quarta-feira (13) para a apreciação de seis requerimentos, todos para solicitar cópias de documentos a órgãos públicos.. A maioria dos pedidos é de autoria do relator, senador José Pimentel.

Três dos pedidos são de dados relacionados à compra da refinaria de Pasadena, no Texas (EUA). Foram as denúncias de irregularidades na compra dessa refinaria que deram início às tentativas de criação da CPI. Os pedidos, dos senadores Aníbal e José Pimentel (PT-CE), são para o Tribunal de Contas da União (TCU) e para a Controladoria-Geral da União (CGU).

Outro requerimento, também do relator, é para que o TCU envie cópia de auditorias, tomadas de contas e outros processos relativos à segurança nas plataformas. O mesmo pedido será feito à CGU caso outro requerimento seja aprovado.

O outro requerimento na pauta é para que a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) forneça cópias do relatório final e das atas, notas taquigráficas e demais documento das comissões permanentes, temporárias ou de inquérito que investigaram o acidente na Plataforma P-36. O acidente, ocorrido em 2001, deixou 11 pessoas mortas.

(Agência Senado)

Eliane diz que cobrará a conclusão do metrô de Fortaleza

169 3

eleições 2014 psb 0809 rodoviária

“Em nosso governo, a mobilidade urbana e integração dos modais estarão na pauta do dia. Temos que resolver de vez, juntamente com o governo federal, a questão do metrô de Fortaleza, uma obra importantíssima e que se arrasta por anos sem uma resolução no horizonte”.

O desabafo é da candidata do PSB ao governo do Ceará, Eliane Novais, neste sábado (9), durante visita à rodoviária João Thomé, no bairro de Fátima. A candidata também comentou a questão das estradas estaduais e o direito de ir e vir dos cearenses.

“O programa Estrada Boa precisa ser levado mais a sério. A segurança nas estradas é fundamental para milhares de trabalhadores do Ceará. Andamos pelo interior e podemos perceber que a coisa anda bem longe do ideal”, observou.

(foto: Divulgação)

Sinal fechado

172 4

Em artigo no O POVO deste sábado (9), o médico, antropólogo e professor universitário Antonio Mourão Cavalcante faz uma crítica a candidatos que se mostram íntimos de eleitores em seus slogans. Confira:

O sinal demora muito a abrir. Temos que esperar, com boa vontade, que os carros possam fluir. O trânsito é lento. Quase parado. Era esse o resultado do que sonhávamos ser o progresso? Na minha frente, o vidro traseiro de um carrão 4 x4, branco, mostra um imenso adesivo. Um senhor bem vestido e penteado abre um largo sorriso: é candidato. Tem um número de quatro dígitos e, abaixo da foto, uma frase slogan: seu amigo de sempre.

Não sei de quem se trata. Nunca o vi mais gordo ou mais magro. Nem mais calvo ou cabeludo. Mas, o homem diz que é teu amigo de sempre, cara? Será que fomos colegas de colégio? Será que ele é registrado na OAB ou Conselho Regional de Medicina? Não sei. Apenas que é simpático e tem um largo sorriso. Photoshop opera milagres. Mas, como o trânsito não anda, começo a me aborrecer com esse ente sorridente. Deveria era fazer propaganda de pasta dental. Dentadura perfeita ou é uma prótese? Rico faz implante…

Soube depois que quatro dígitos é número para deputado federal. Então, o “amigo” quer ser deputado federal. De novo ou novo no lance? Duvido que algum cearense saiba nominar, pelo menos, dez dos nossos deputados federais… Ou mesmo dizer, quantos são?

O candidato em causa, não deve ser do PT, senão o adesivo seria todo vermelho. Teria vermelho. Você não sabe, cara, o PT no Ceará resolveu encarar outras cores. É laranja. É róseo. Branco. Combina com qualquer cor. O verde era do PV, agora apropriado pelo PMDB… No caso aqui, do “amigo”, existem faixas de cores diferentes. Parece camisa de seleção de país africano. Multicolorida. Igualmente, ele não declara com qual grupo político está identificado. Nem é da situação. Nem é da oposição. Isso ele define depois de eleito. Mais prático.

Também não diz quem seria seu candidato ao Senado e – pasmem! – nem a Governador do Estado e presidente da República. O ser sorridente é um candidato livre. Multiuso. Pós-moderno. Para ele, partido político é coisa retrógrada, de capitalista reacionário ou revolucionário desnorteado. O mundo mudou. Agora nós somos clean. Buscando parcerias de resultados.

“Nem perca sua chance de ser feliz. Você pode morar perto da felicidade”…. Opa! Pensei que estava lendo outro cartaz político. Mas, desta feita a proposta é de uma imobiliária. De um mundo igualmente mágico e sedutor.

Finalmente, os carros põem-se em movimento. O “amigo de sempre” sai por aí, distribuindo um sorriso aberto pela cidade. E eu fico me perguntando: quem é mesmo o otário nessa história?

Os presos que a incompetência liberta

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (9), pelo jornalista Érico Firmo:

Gravíssima a informação divulgada nesta semana pela juíza da 17ª vara criminal, Marlúcia de Araújo Bezerra, de que há presos sendo libertados porque a Secretaria da Justiça, órgão do Governo do Estado que gere os presídios, não os escolta até as audiências. O Estado reage e diz que o problema é que a 17ª vara não faz uso da central, instalada dentro do Fórum Clóvis Beviláqua, responsável por marcar essas audiências.

A questão é séria demais para esbarrar em questões tão comezinhas. Gente que foi presa por acusação de cometer crime é libertada sem julgamento. Vale lembrar que, muitas vezes, autoridades da segurança pública culpam o Judiciário pelo aumento da violência, diante de decisões que determinam a soltura de presos.

Além dos casos em que não se confirmou a culpa atribuída, há também muitas reclamações dos juízes e promotores de inquéritos mal feitos. Porém, também é fato que há problemas na magistratura – vide as recentíssimas denúncias de venda de liminares, feitas pelo próprio presidente do Tribunal de Justiça. Não há explicações isoladas. Uma crise da dimensão da epidemia de violência instaurada não é coisa que se construa sem a “contribuição” de vários atores.

Vamos nós – Na prática, o Estado acaba assumindo em parte o papel do Judiciário. Não é capaz de decidir pela condenação de um preso, mas atua diretamente da “soltura”, diante do fato de “negar-lhe” a ampla defesa. O caso é gravíssimo. Como forma de proteger o próprio Estado e dar uma resposta à sociedade, o Ministério Público poderia investigar que tipos de crimes e de criminosos foram beneficiados com a falta de “escolta”.

Candidatos insistem em perder votos com agressão a eleitores

196 3

foto meio ambiente 140809 eleições pça ferreira

Leitora envia para o Blog um vídeo feito na manhã deste sábado (9), na Praça do Ferreira, no Centro de Fortaleza, em que o motorista de um veículo que fazia propaganda eleitoral estacionou na paralela (teve até o cuidado de proteger o retrovisor) e soltou o som do paredão no mais alto volume.

Outros motoristas se mostraram indignados com a situação, que causou lentidão no tráfego, enquanto pedestres se afastaram do local.

Nenhuma fiscalização eleitoral, do meio ambiente ou de trânsito flagrou a infração. A penalidade ficou por conta de eleitores que juraram não votar no candidato.