Blog do Eliomar

Categorias para Política

Datafolha: Dilma cai de 38% para 36%; Aécio tem 20%

Pesquisa do Instituto Datafolha divulgada nessa quinta-feira (17) mostra que as intenções de voto na presidente Dilma Rousseff (PT) oscilaram de 38% no início de julho para 36% agora. O pré-candidato do PSDB à Presidência, senador Aécio Neves, manteve 20% das intenções de voto. O pré-candidato do PSB, Eduardo Campos, oscilou de 9% para 8%. Brancos e nulos somam 13% e indecisos, 14%. Na pesquisa anterior, brancos e nulos eram 13% e indecisos, 11%.

A pesquisa inclui todas as candidaturas presidenciais registradas no Tribunal Superior Eleitoral. O pastor Everaldo (PSC) aparece com 3%, ante 4% no início de julho. José Maria (PSTU), Eduardo Jorge (PV), Luciana Genro, Rui Costa Pimenta (PCO) e Eymael (PSDC) têm 1% cada. Levy Fidelix (PRTB) e Mauro Iasi (PCB) não atingiram 1%.

Segundo turno

Nos cenários para o segundo turno, Dilma está tecnicamente empatada com Aécio. A petista tem 44% das intenções ante 40% do tucano, dentro da margem de erro. No levantamento anterior, Dilma somava 46% e Aécio, 39%.

Se o adversário fosse o pessebista Eduardo Campos, Dilma venceria com 45% dos votos contra 38%. No início de julho, esse cenário apontava 48% para a atual presidente contra 39% do ex-governador de Pernambuco.

O levantamento do Datafolha foi feito entre os dias 15 e 16 de julho, com 5.377 eleitores em 223 municípios do País. A pesquisa, contratada pela Folha de S. Paulo e pela TV Globo, foi registrada no TSE sob o protocolo BR-00219/2014 e tem margem de erro máxima de 2 pontos porcentuais e nível de confiança de 95%.

(O POVO Online / Agência Estado)

Eduardo Campos chega ao Ceará nesta sexta-feira

eduardo campos e eliane novais

O candidato à presidência da república pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), Eduardo Campos, estará acompanhado de sua vice, Marina Silva (REDE), numa visita à Exposição Agropecuária do Crato (ExpoCrato). Isso, a partir das 16 horas desta sexta-feira. As candidatas ao Governo do Estado e ao Senado, Eliane Novais e Geovana Cartaxo, respectivamente, integrarão a comitiva do presidenciável. O candidato a vice-governador Leonardo Baima também participará da agenda.

Eduardo Campos fica até o final da noite na região do Cariri. Eduardo Campos é neto do ex-governador de Pernambuco, Miguel Arraes, que nasceu no município de Araripe, na região do Cariri.

Leonelzinho ganha reforço do craque Leonel

leonelzinho

Ex-ídolo mundial do futsal e ex-comandante do Corpo de Bombeiros, Leonel Alencar reforça a campanha a deputado federal do filho Leonelzinho, também vereador de Fortaleza pelo PTdoB.

Desde esta quinta-feira (17), a dupla percorre os municípios de Ibaretama, Quixadá, Quixeramobim e Iguatu. Nesta sexta-feira (18) será a vez de cidades do Cariri.

A dupla pede o apoio de policiais militares, bombeiros militares e torcedores do Fortaleza.

Geração de empregos em junho fica abaixo do esperado pelo governo

Em junho, mês em que teve inicio a Copa do Mundo no Brasil, foram gerados no país 25.363 empregos no país, segundo dados divulgados nesta quinta-feira (17) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O resultado e o pior dos últimos 16 anos. Por motivos sazonais, a agricultura foi o setor que mais gerou empregos no mês, 40.818 novas vagas.

Ao divulgar os números do Caged, o ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, disse que a nova previsão de geração de emprego para este ano é 1 milhão de novas vagas, número inferior ao esperado até o mês passado, 1,4 milhão.

O aumento no número de postos de trabalho em junho representa um crescimento de 0,06% em relação ao de maio. Em junho do ano passado foram geradas 123.836 vagas. O total de admissões em todo o país no último mês foi 1.639.407 e de desligamentos, 1.614.044. No acumulado do ano, houve expansão de 1,45% no nível de emprego, o que equivale a 586.671 postos de trabalho.

(Agência Brasil)

Luiz Pontes: Vitória de Aécio restabelecerá Nordeste como prioridade do governo federal

pontesluiz

“A visita do tucano Aécio Neves ao Ceará sinaliza claramente a prioridade que ele dará aos problemas relacionados ao Nordeste, como a falta de investimentos na infraestrutura da região”, disse, nesta quinta-feira, Luiz Pontes, o coordenador político da campanha de Tasso Jereissati rumo ao Senado.

Segundo Pontes, a região continua fora do mapa de prioridades do governo federal. “Basta vermos a obra inacabada da Transnordestina e o projeto da transposição do São Francisco, sem falar na Refinaria Premium II do Ceará”, complementou.

Ele garante que com Aécio Neves na presidência da República, o Nordeste contará com um plano de desenvolvimento regional sustentável e voltado para reduzir a desigualdade que se verifica hoje entre regiões.

Luiz Pontes, nos últimos, trabalhou na reestruturação de seus colégios eleitorais. Queria disputar vaga na Assembleia Legislativa. O PSDB projetava que ele estaria entre os três mais votados da coligação. Desistiu para atuar na equipe de coordenação.

Prefeitura apresentará planejamento da rede de água e esgoto para os próximos 20 anos

194 1

aguedamuniz

A secretária municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), Águeda Muniz, dará coletiva, a partir das 14h30min desta sexta-feira, no auditório do órgão, para apresentar o planejamento da rede de água e esgoto de Fortaleza para os próximos 20 anos.

Ela adianta que o planejamento nasceu a partir de um diagnóstico prévio e foi pensado um conjunto de ações, projetos e legislação regulatória que, quando executados, resultarão “na garantia da universalização dos serviços de abastecimento de água e cobertura de esgotamento sanitário na Capital em um prazo de até 20 anos”.

Além secretária Águeda Muniz, estarão na coletiva representantes da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece).

João Ananias trabalhará por Inácio no Interior

122 2

joaoananias

O deputado federal João Ananias (PCdoB), que não disputará reeleição, atuará como coordenador da campanha de deputado federal de Inácio Arruda. O parlamentar, com problemas de saúde, informa que trabalhará pelo companheiro de partido principalmente junto  às suas bases no Interior.

Inácio Arruda articulou com o PCdoB junto aos aliados e, em especial, aos Ferreira Gomes, pelo direito de postular reeleição ao Senado. O Pros, no entanto, optou pelo deputado estadual Mauro Filho.

No âmbito do Pros, o que se diz é que Inácio Arruda, ao se lançar candidato a prefeito de Fortaleza contra o aliado Roberto Cláudio, em 2012, acabou desagradando os Ferreira Gomes. Mas o pior mesmo foi a constatação de que, desse pleito, ele acabou registrando um por cento na votação.

Federação promove debate sobre piso dos agentes de endemias e de saúde

A Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce) está realizando, até as 16 horas desta quinta-feira, no Hotel Romanos, em Messejana, o Seminário “Os desafios da implementação do piso dos Agentes Comunitários de Saúde (ACSs) e dos Agentes de Combate às Endemias (ACEs)”.

O encontro discute os desdobramentos da aprovação da Lei Nº 12.994, de 17 Junho de 2014, que institui o piso salarial profissional nacional de ACSs e ACEs, que passa a ser de R$ 1.014,00. Participam do debate da Fetamce cerca de 300 servidores de todo o Estado. No grupo, pelo menos 200 representantes dos agentes de endemias dos 154 municípios que formam a federação.

Embora seja uma conquista para as categorias contempladas, ao ser sancionado pela presidente Dilma Rousseff, a Lei que institui o piso teve vetados dispositivos que tratavam do reajuste salarial, da organização das carreiras e de incentivo da União para fortalecimento das áreas de atuação desses profissionais. Assim, permanece indefinido o critério de atualização do piso.

Eliane Novais garante que apoio à primeira infância consta entre suas prioridades

236 1

elianneovovo

A candidata ao Governo do Estado pelo PSB, Eliane Novais, visitou, nesta quinta-feira, o Instituto da Primeira Infância (IPREDE). Ali, tendo ao lado a postulante ao Senado, Geovana Cartaxo, ela conheceu o trabalho, conversou com Sulivan Mota, que comanda a Instituição.

Eliane, nessa vista, quis mostrar que políticas de apoio à infância constam entre suas prioridades e que projetos como o do IPREDE deverão ser replicados no Interior. Ela prometeu valorizar o terceiro setor.

(Foto – Divulgação)

Sucesso da Copa do Mundo mandou a velha mídia para o chuveiro

Com o título “A arte da guerra e o Velho do Restelo”, eis artigo do jornalista e professor Francisco Bezerra (Bezerrinha). Ele aborda o comportamento da “velha mídia”que apregoou o desastre que seria a Copa do Mundo. Agora, essa mesma velha mídia prefere destacar que o sucesso da festa deve-se apenas aos brasileiros. Confira:

“Uma mentira dá uma volta inteira ao mundo antes mesmo de a verdade ter oportunidade de se vestir.” Winston Churchill, primeiro-ministro britânico.

“Se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas. Se você se conhece, mas não conhece o inimigo, para cada vitória ganha sofrerá também uma derrota. Se você não conhece nem o inimigo nem a si mesmo, perderá todas as batalhas.” O caro leitor, certamente, já deve ter ligo algo sobre Sun Tzu o general, estrategista e filósofo chinês, conhecido por sua obra A Arte da Guerra, composta por 13 capítulos de estratégias militares. O introito tem por desiderato contextualizar a guerra travada entre mídia conservadora e governo antes, durante e depois da Copa do Mundo. O governo conhece o inimigo, mas parece não conhecer a si mesmo. Desse modo, embora tenha vencido a guerra da Copa, na opinião pública, não há certeza do triunfo em mais um confronto beligerante que se avizinha.

Os assessores do Planalto não lerem o filósofo Chinês. Do contrário teriam se preparado melhor para o embate. O que diziam os arautos do fim do mundo antes do início da competição organizada pela FIFA: “A Copa será um fracasso”; “A organização da Copa fará vergonha ao Brasil”; “Aeroportos não irão funcionar bem”; “A mobilidade urbana será um caos”; “Os estádios estarão inacabados”; “As manifestações trarão violência e afugentarão turistas de outros países”; “Violência inviabilizará a Copa”; Vai ter Copa no Brasil?”. A ordem unida juntou na mesma trincheira, os de sempre: organizações Globo, Abril, Folha e Estadão. Estes em proeminência. Há ainda os satélites ou os que se conformam com migalhas do banquete publicitário nacional. As manchetes catastróficas eram estampadas em letras garrafais, editoriais, redes sociais e colunas de articulistas dia sim, dia não. Uma autêntica guerra eletrônica travada aos olhos ouvidos e computadores da nação. As redes sociais, divididas, reverberavam discurso do establishment ou contestavam a “Copa do Fim do Mundo”. Após estas considerações, cabe analisar os números finais da Copa. Observe a opinião de 2209 visitantes estrangeiros ouvidos pelo Instituto Datafolha:

– 92% dos visitantes elogiaram o conforto e a segurança;

– 76% aprovaram o transporte até os estádios;

– 95% disseram que a recepção foi boa ou ótima;

– 83% elogiaram a organização.

Embora reconhecendo que a Copa não foi um evento sem cefaleias, há outras boas notícias. Alvo de muitos fantasmas usados para atemorizar visitantes, o Rio de Janeiro recebeu 900.000 turistas contra 90.000 previstos. Eles deixaram 4 bilhões de reais na cidade, contra 1 bi de previsão. Impelidos a buscarem discurso para enfrentar uma situação inesperada, nossos profetas do apocalipse completaram um ano de campanha contra o evento, desde os protestos de junho de 2013, com sorrisos desconcertados.

Passada a fase da autocrítica, é preciso explicar o que aconteceu. Na falta de explicação melhor, a moda agora é dizer que o sucesso da Copa se deve aos “brasileiros.” Assim, no genérico. Os 200 milhões de brasileiros garantiram a Copa das Copas porque são simpáticos e acolhedores. Descobrimos essas virtudes agora? A finalidade desse discurso é fingir que não havia oposição à Copa, movimento que se expressou num esforço permanente para impedir os jogos e criar um ambiente de desordem, sufoco e desmoralização. Apelos ao boicote eram ouvidos nos melhores jantares, nas melhores famílias. Inclusive em inglês com legendas. A Copa era combatida com argumentos à direita. Em outros lugares, à esquerda. O importante é que não desse certo. Se desse certo, teria que ser capitalizada por setores que não os governamentais.

A mídia conservadora nos fez lembrar O Velho do Restelo, personagem criado por Luís de Camões no canto IV da sua obra Os Lusíadas. Tal personagem simboliza os
pessimistas, os conservadores e os reacionários que não acreditavam no sucesso da epopeia dos descobrimentos portugueses, e surge na largada da primeira expedição
para a Índia com avisos sobre a odisseia que estaria prestes a acontecer. Se as admoestações do Velho do Restelo tivessem sido ouvidas, o Brasil não teria sido
descoberto pelos navegadores portugueses.

A Copa ocorreu, apesar da campanha de terror orquestrada pelos senhores da Casa Grande. A competição foi sucesso de organização, entusiasmo e festa por esforço
da grande maioria da população, que não só queria assistir aos jogos como também participar de um evento que mobiliza todo o planeta. A mesma população que, prenhe de civismo, estava resoluta: defender imagem do país seria tarefa inadiável. Foram os adversários da Copa que transformaram o Mundial numa guerra política – e perderam.

A velha mídia, como partido de oposição, foi a expressão maior do revés. A derrota acachapante, no entanto, não fará arrefecer o ânimo de quem tem vocação atávica para a conspiração. Como predadores sem escrúpulo, as vistas vão se voltar agora para o processo eleitoral em curso, onde informação sobre queda de avião comercial é esquecida e bolinha de papel vira arma mortífera nas redações a soldo dos rentistas e apátridas de plantão. Vai começar, assim, mais uma guerra político-midiática. Para finalizar, outra frase reflexiva de Winston Churchill: “Se todas as batalhas dos homens se dessem apenas nos campos de futebol, quão belas seriam as guerras.”

* Francisco Bezerra,

Jornalista e professor.

Chiquinho Feitosa é o coordenador da campanha de Aécio Neves no Ceará

chiquinhofeitosa

O ex-deputado federal Chiquinho Feitosa (DEM), que está como primeiro suplente na chapa do candidato a senador pelo PSDB, Tasso Jereissati, assumiu a coordenação estadual da campanha de Aécio Neves, postulante à Presidência da República.

Ele confirma a vinda de Aécio ao Ceará, no fim de semana, para giro pela Região do Cariri. Na agenda do tucano, a exposição agropecuária do Crato (Expocrato) na noite de sábado e, no dia seguinte, missa campal na Igreja do Socorro lembrando os 80 anos da morte do Padre Cícero. Também uma visita à estátua do “Padim” na colina do horto.

Datafolha vai divulgar pesquisa

Da Coluna Radar, da Veja Online:

“A expectativa do Palácio do Planalto para o Datafolha que será anunciado logo mais no Jornal Nacional é que tudo permaneça como na última pesquisa, de duas semanas atrás.

Por lá, acredita-se que possíveis mexidas estarão dentro da margem de erro. Se for assim, Dilma Rousseff, ficaria entre 36% e 40%, Aécio Neves, entre 18% e 22% e Eduardo Campos entre 7% e 11%.

Ou seja, a derrota contra a Alemanha na Copa não teria consequências negativas, assim como o sucesso da Copa não teria servido para melhorar a vida de Dilma.”

Camilo faz caminhada nesta quinta-feira pelo Sul do Ceará

camilo santana

O candidato do PT ao Governo do Ceará, Camilo Santana, fará caminhada nesta quinta-feira (17) por cinco municípios no Sul do Estado. A agenda tem início às 10 horas, em Salitre, e será encerrada às 20 horas em Assaré. Brejo Santo, Granjeiro e Tarrafas completam a lista.

Camilo estará acompanhado de Izolda Cela, vice na chapa, e de Mauro Filho, candidato ao Senado.

Bom lembrar: Camilo Santana é natural da Região do Cariri – Barbalha, e deverá se sentir em casa.

Senado aprova projeto que regulamenta guardas municipais e autoriza uso de arma

119 1

O plenário do Senado aprovou, nessa quarta-feira (16), o projeto de lei que regulamenta a criação e o funcionamento das guardas municipais. De autoria do deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), o texto aprovado permite aos guardas municipais o uso de arma de fogo, nos casos previstos no Estatuto do Desarmamento. O texto segue para sanção da presidente Dilma Rousseff.

A votação foi a última da noite e de antes do recesso branco do Congresso, que só voltará a se reunir no dia 5 de agosto. De acordo com o texto, as guardas municipais são incumbidas da função de proteção municipal preventiva e comunitária, ressalvadas, quando presentes, as competências da União, dos estados, do Distrito Federal e dos territórios.

O projeto também estabelece como competência geral das guardas municipais, a proteção dos bens, serviços, logradouros públicos e instalações do município, bem como da população. Estão incluídos os bens de uso comum, os de uso especial e os dominiais (bens públicos sem destinação definida, como prédios desativados). A proposta estabelece ainda que qualquer município pode criar sua guarda municipal, que será subordinada ao chefe do Executivo local. De acordo com o projeto, a corporação não pode ter efetivo superior a 0,5% da população do município.

(Agência Brasil)

Supersimples é aprovado e prevê redução de 40% na carga tributária

160 4

foto eunício senador

Cento e quarenta atividades relacionadas a micro e pequenas empresas serão beneficiadas com o regime especial de tributação, que prevê a redução de 40% na carga tributária. A inserção de mais de 450 mil novas pequenas e micro empresas foi aprovada na noite desta quarta-feira (16), diante da aprovação do projeto de lei (PLC 60/14) que universaliza o acesso do setor de serviços ao Simples Nacional (Supersimples), que contou com a relatoria do senador cearense Eunício Oliveira (PMDB).

Eunício citou como vantagens do projeto a redução do tempo gasto para inscrever e dar baixa no registro das empresas nas juntas comerciais, o acesso ao mercado de Capitais para obter recursos necessários para desenvolvimento da atividade e mais oportunidade para criação de salas do empreendedor nas prefeituras.

“O Brasil, particularmente os estados menos industrializados, como o meu Ceará, necessita de instrumentos que contribuam com a desburocratização, a simplificação de tributos, a facilidade de abrir e encerrar um negócio e o acesso diferenciado à inovação”, comentou o parlamentar cearense.

O projeto prevê a criação de uma nova tabela para serviços, com alíquotas que variam de 16,93% a 22,45%.  Entre os serviços novos que entram nesse regime de tributação estão os relacionados a medicina, odontologia, psicologia, laboratórios, enfermagem e bancos de leite. Também são contempladas atividades desempenhadas pelos profissionais de advocacia, arquitetura, engenharia, cartografia, topografia, geologia, corretagem, jornalismo e publicidade, entre outras.

(com informações da assessoria de imprensa do Gabinete do Senador Eunício Oliveira)

Candidato do PCB a presidente da República agenda visita ao Ceará para agosto

maurolasi

O candidato à presidência da República pelo PCB, Mauro Iasi, agenda visita ao Ceará para o dia 13 de agosto. A agenda ainda está em elaboração, mas já inclui um debate sobre universidade popular e um jantar a ser realizado pelo Comitê Popular Mauro Iasi Presidente.

Enquanto Mauro Iasi não chega, o PCB vai inaugurar no próximo dia 26 o Comitê Popular do candidato. Na ocasião, haverá debate sobre o papel dos comunistas no terreno eleitoral, tendo a participação de vários militantes sociais.

Quem é?

Nascido em 10 de fevereiro de 1960 em São Paulo, Mauro Luís Iasi é formado em história pela PUC-SP, é mestre e doutor em sociologia pela USP e atua como professor adjunto da escola de Serviço Social da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro).

Pai de três filhos, Iasi ajudou a fundar o PT na década de 1980 e participou da campanha de Luiz Inácio Lula da Silva em 1989, quando foi derrotado por Fernando Collor de Melo nas urnas. Deixou o PT em 2004 e migrou para o PCB.

Em sua trajetória, Iasi participou do grupo Luta (Liberdade e União para o Teatro Amador), que montava peças proibidas pela ditadura para universitários e movimentos sociais na década de 1970. O candidato também fez parte do movimento estudantil.

(Foto – Divulgação)