Blog do Eliomar

Categorias para Política

Ciro Gomes diz que intervenção federal foi “medida eleitoreira”

O pré-candidato à Presidência da República Ciro Gomes (PDT) criticou nesta quinta-feira, 14, a intervenção federal do Rio de Janeiro, mas disse que a ação vem de um clamor popular e que um possível fracasso não deve ser atribuído aos militares, uma vez que eles não são treinados para combater o narcotráfico.
Segundo ele, a intervenção federal foi uma medida eleitoreira do atual governo, numa tentativa de abafar o fracasso da reforma da Previdência no Congresso. Ciro Gomes lamentou o assassinato da vereadora do Rio Marielle Franco (PSOL), na noite desta quarta-feira, e classificou como uma tentativa de calar um símbolo de luta. “Essa intervenção corresponde a um interesse popular muito amplo e essa é a razão da malícia dessa iniciativa”, declarou a jornalistas durante um evento com empresários na Associação Comercial do Rio de Janeiro.

O político lembrou de tentativas fracassadas de usar força militar no combate ao tráfico de drogas, como o México. Segundo ele, a intervenção é mal planejada, sem orçamento necessário e parte de um equívoco considerar que as Forças Armadas têm capacidade de atuar na segurança pública.

“Na hora que entra esse aparato (militar), o crime organizado encolhe. O crime organizado sabe que tem que encolher, vai para outros Estados, encolhe um pouco, entrega bagrinhos para fazer a ficção de que as coisas estão funcionando, sabe que as Forças Armadas não têm orçamento para ficar mais que algum prazo de tempo. Isso já aconteceu no (Complexo do) Alemão, na (Complexo da) Maré. Eles vão sair. E vai voltar a ser tudo como estava”, disse Ciro Gomes.

O pré-candidato lembrou que os líderes do narcotráfico e das facções criminosas não estão nas favelas, mas sim em condomínios de luxo. Segundo ele, é possível usar o aparato de inteligência das Forças Armadas e da Polícia Federal contra o crime, fazendo um mapeamento do comando do narcotráfico e de organizações criminosas a partir de uma base federal, fora das esferas e regiões onde há influência desses criminosos. Ele lamentou, porém, que os orçamentos para a segurança estejam declinantes em todo o País.

(Agência Estado)

Demóstenes Torres que voltar ao Senado

O ex-senador Demóstenes Torres (PTB) afirmou que pretende disputar apenas mandato ao Senado da República, descartando a possibilidade de en­frentar as urnas como concorrente a deputado federal, vice ou gover­nador. Ele participou do programa Roda de Entrevista, da TBC, atração que tem como apresentador o jor­nalista Enzo de Lisita e participação de Fabiana Pulcineli e Alexandre Parrode. “Sou candidato somen­te ao Senado, porque foi de lá que eu fui escorraçado, especialmente pelo governo anterior. E eu quero, sem sombra de dúvidas, retomar a minha história. Quero continuar meu trabalho. Tenho um serviço prestado e quero retomá-lo”, falou.

Sobre o período que ficou afas­tado da política, Demóstenes se defendeu das acusações. “Eu ga­nhei tudo no Supremo, ganhei tudo na Justiça Federal, ganhei tudo na Justiça Estadual. Meu pro­cesso acabou. Fui inocentado. Se eu não retomar a minha carrei­ra política, vou ficar frustrado. Se eu não tentar essa volta, não serei um homem feliz”, diz o ex-senador.

Sobre as acusações que o defe­nestraram do Congresso Nacional em 2012, Demóstenes disse que se sente “plenamente injustiçado” porque ao final de dez anos de investi­gação por parte de Receita, Ministé­rio Público, Interpol e Justiça e que, ao final deste processo, restou provado que não havia nada contra ele. “Fui escorraçado e quero voltar à vida pública para continuar a minha história”.

 

Odorico Monteiro lança campanha de filiação do PSB no Cariri

Presidente do PSB Ceará, o deputado federal Odorico Monteiro lançará, às 114 horas deste sábado (17), no Locus Centro de Negócios, em Juazeiro do Norte, uma campanha de filiações na Região do Cariri. Lançada na última quinta-feira em Fortaleza, essa estratégia objetiva atingir a marca de 40 mil filiações até o final do ano.

Na mobilização em Juazeiro do Norte, Odorico vai reunir lideranças locais e de movimentos sociais e direções municipais do partido. Haverá uma discussão sobre organização e estruturação de campanha e, ainda, as deliberações pautadas no 14º Congresso Nacional do PSB realizado em fevereiro, em Brasília.

Odorico Monteiro reiterou que o PSB apoiará a reeleição do governador Camilo Santana (PT).
Grata,

(Foto-Divulgação)

Nações Unidas condenam assassinato da vereadora Marielle Franco

O Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH) classificou hoje (15) como “profundamente chocante” o assassinato da vereadora Marielle Franco, num ataque a tiros na noite de quarta-feira, no Rio de Janeiro. Integrante da Câmara Municipal do Rio, Marielle, 38 anos, foi morta num ataque que também matou o seu motorista, Anderson Pedro Gomes, e deixou uma assessora ferida.

Em nota, a porta-voz do Escritório da ONU, Liz Throssel, lembrou que Marielle era uma defensora dos direitos humanos que atuava contra a violência policial, pelos direitos das mulheres e de afrodescendentes em áreas pobres do Rio de Janeiro.

O comunicado ressalta que as autoridades devem realizar uma completa investigação do assassinato. A ONU pediu ainda que o inquérito ocorra o mais rapidamente possível.

Para o Escritório de Direitos Humanos, é preciso que a investigação seja transparente e tenha credibilidade e que os autores do crime sejam levados à justiça.

O Sistema ONU no Brasil também condenou a morte de Marielle Franco e pediu rigor na investigação do caso.

A ONU no Brasil lembrou que a vereadora, do Partido Socialismo e Liberdade (Psol), estava em seu primeiro mandato na Câmara e era uma das principais vozes na defesa dos direitos humanos da cidade e lutava contra o racismo. Ela promovia a igualdade de gênero assim como a eliminação da violência, sobretudo nas periferias e nas favelas do Rio de Janeiro.

(Agência Brasil)

Imprensa tradicional atrai os jovens

Com o título “Imprensa tradicional atrai jovens”, eis artigo do jornalista Plínio Bortolotti, que pode ser conferido no O POVO desta quinta-feira. Ele trata do resultado de uma pesquisa interessante nestes tempos de redes sociais. Confira:

O resultado da pesquisa foi tão “contraintuitivo” que seus organizadores hesitaram em publicá-lo. Só o fizeram depois de confirmar a consistência do resultado.

Uma das surpresas foi que, diferentemente das aparências, os dados mostraram que os mais jovens preferem seguir a imprensa tradicional na internet em detrimento das páginas engajadas, de direita ou de esquerda.

Tendo como base interações em 1.822 perfis de Facebook e páginas de notícias, os pesquisadores notaram outras diferenças entre os leitores dispostos à polarização do debate político e aqueles que acompanham a imprensa tradicional, que costuma apresentar as notícias de forma mais “neutra”. O estudo partiu do pressuposto que “curtir” um post comprova não apenas a leitura da página, mas também concordância com as notícias.

O maior grupo de leitores de páginas de esquerda tem mais de 50 anos (26,1%); sendo que os de direita um pouco menos idade: 30% têm entre 41 e 50 anos. Já o maior grupo de leitores de páginas da imprensa tradicional têm de 20 a 30 anos de idade (33,3%). Ou seja, enquanto o “tiozão” está trocando sopapos virtuais com seu contraponto ideológico, os jovens estão interessados em receber notícias mais objetivas. Talvez porque queiram formar seu próprio juízo a partir da informação obtida, sem esperar que alguém pense por eles.

Para o professor Pablo Ortellado, coordenador da pesquisa, os mais velhos estão mais polarizados. “Se a gente olhar para a realidade brasileira, parece que a polarização tem a ver com o PT. Para quem tem mais de 40 anos e viu o PT nascer, é bem provável que ele tenha sido uma fonte de esperança. Neste grupo, há os que estão satisfeitos com as conquistas e os que estão extremamente frustrados com a sua degeneração e limitações. Essa me parece a explicação mais razoável, já que o PT estrutura a polarização.”

O estudo foi feito pela agência Pública em parceria com alunos da ESPM-Rio e o Grupo de Pesquisa em Políticas Públicas para o Acesso à Informação (Gpopai), da Usp. As informações para este artigo foram compiladas de reportagem da Pública, cuja íntegra pode ser vista aqui: https://goo.gl/gEFsAm.

*Plínio Bortolotti

plinio@opovo.com.br

Jornalista do O POVO.

Procuradoria especial da Mulher da AL repudia assassinato de vereadora do PSOL

296 1

A Procuradoria Especial da Mulher da Assembleia Legislativa, por meio de sua titular, a deputada Augusta Brito (PCdoB),  manda nota para o Blog lamentando o assassinato da vereadora Marielle Franco, do PSOL do Rio. Confira:

NOTA DE REPÚDIO

A Procuradoria Especial da Mulher na Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, através de sua representante Deputada Augusta Brito, vem manifestar publicamente seu mais profundo repúdio ao fato ocorrido na última quarta-feira (14/03/2018), no Centro do Rio de Janeiro – RJ, o qual chocou toda a sociedade pela tamanha violência e frieza que vitimou a vereadora Marielle Franco (PSOL) e Anderson Pedro Gomes, seu motorista.

Trata-se de um ato covarde praticado contra a vereadora, incansável ativista social e seu motorista. As circunstâncias do crime nos mostram que se trata de clara execução. Estamos chocados e indignados com a violência orquestrada e o fato deve sim ser apurado com o máximo rigor da lei. Para nós, é imensurável a perda desta firme defensora dos direitos humanos e sociais, que, como nós, luta diariamente por um Brasil melhor.

Estendo minha solidariedade e sentimentos a todos os familiares e amigos de Marielle Franco e Anderson Pedro. E, reforçamos nosso total repúdio ao crime abominável praticado, ao passo que reafirmamos o compromisso com o respeito aos direitos humanos, assim como fim das relações de opressão existentes na sociedade e no enfrentamento à violência.

*Augusta Brito
Procuradora Especial da Mulher.

Um bairro invisível aos olhos e aos instrumentos de planejamento

Com o título “Bairro 120 – O lugar dos excluídos”, eis artigo do chefe do escritório do Unicef em Fortaleza, Rui Aguiar. Eis um belo texto metafórico sobre uma realidade capital. Confira:

A população de Fortaleza vive em 119 bairros. São quase 2,6 milhões de pessoas, sendo que 40% vivem em 840 assentamentos precários, onde o poder público quase não chega. Por outro lado, há um número crescente de pessoas vivendo nas ruas, que, se reunidas, daria para povoar outro bairro. Embora não se tenha estatística precisa, como é usual em fenômenos sociais de exclusão, pode-se imaginar que seriam suficientes para estabelecer uma comunidade própria, o Bairro 120 – espaço de planejamento e escuta para se pensar com os moradores de rua as políticas públicas que melhor atenderiam os excluídos da cidade.

Estimativas dão conta de que pelo menos 1,5 mil crianças estariam vivendo nas ruas nos 119 bairros do município. Ou seja, a população que hoje habita virtualmente o Bairro 120 precisaria do mesmo número de vagas escolares, da creche ao ensino médio. Precisaria também de Centro de Referência em Assistência Social, de Posto de Saúde, de Conselho Tutelar, de Centro de Apoio Psicossocial e de equipamentos de esporte, lazer, cultura e formação profissional pensados para atender ao menos 3 mil pessoas que demandam proteção, emprego e renda. Se essa comunidade deixa sua virtualidade seriam necessárias pelo menos mil casas nos outros 119 bairros para abrigar todas esses cidadãos, que hoje se acomodam sob marquises, viadutos, bancos de praça e pensões no Centro.

Os excluídos do Bairro 120 são a expressão invisibilizada da necessidade de se regulamentar as zonas e os grupos humanos de interesse social na cidade. Este bairro de exclusão, fragmentado nas artérias da cidade, precisa ser visível aos olhos e aos instrumentos de planejamento para que a cidade seja um espaço de todos; um lugar de convivência, paz, justiça social e encontro de cidadãos que compartilham valores humanos de dignidade e equidade, com oportunidades justas, com a mesma potência de voz e representação política.

*Rui Rodrigues Aguiar

raguiar@unicef.org

Chefe do Escritório do Unicef em Fortaleza.

Tasso tem encontro rápido com Aécio

Aécio Neves fez questão de comparecer ao almoço da bancada tucana do Senado com Geraldo Alckmin, nessa terça (12), em Brasília, informa a Coluna Radar, da Veja Online.

Pela primeira vez depois de muito tempo, ele e Tasso Jereissati, que desceu a lenha publicamente em Aécio durante o caso Joesley Batista, bateram um papo leve, embora curto.

Até então, eles apenas se cumprimentavam e, quando muito, tocavam uma ou dois palavras protocolares.

(Foto – Arquivo)

Sindifort e Intersindical divulgam nota lamentando assassinato de vereadora do Rio

436 2

Com o título “Marielle Franco presente, hoje e sempre!”, eis nota divulgada pelo Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos de Fortaleza e a Intersindical Central da Classe Trabalhadora sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco, do PSOL do Rio. Confira:

O Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos do Município de Fortaleza (Sindifort) e a Intersindical – Central da Classe Trabalhadora, lamentam profundamente e com grande indignação o assassinato da vereadora Marielle Franco (Psol-RJ), 38 anos, no Rio de Janeiro, na noite dessa quarta-feira, 14/03/18.

Quinta vereadora mais votada nas eleições de 2016, ativista do movimento negro, ligada à luta dos direitos humanos e reconhecida por denunciar a violência policial na cidade do Rio de Janeiro, Marielle foi assassinada a tiros após sair de um evento chamado “Jovens Negras Movendo as Estruturas”.

Anderson Pedro Gomes, motorista que estava com ela no carro, também foi morto.

O Sindifort e a Intersindical também deploram e se indignam com a violência em nosso estado, que tomou proporções alarmantes. Somente este ano mais de mil pessoas já foram assassinadas no Ceará, dentre elas mais de cem mulheres. Enquanto a população é morta, o governador do estado, para garantir a sua segurança e de seus secretários, aluga carros com super blindagem.

Servidores(as) municipais são vítimas de violência e ameaças em seu horário de trabalho e pouco ou nada se faz quanto a isso.

Não aceitamos continuar assim!

Hoje, quinta-feira, 15, o Sindifort e a Intersindical se somam a várias outras entidades e movimentos em um ato contra a violência, que acontece às 17 horas, na Praça da Gentilândia, lugar de mais uma chacina em Fortaleza.

Em outras cidades também haverá protesto contra o assassinato da vereadora, como Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Natal, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo e Vitória. O Sindifort e a Intersindical não aceitam a violência que afeta o Rio de Janeiro, destrói famílias no Ceará e se propaga pelo Brasil. Chega de violência! Chega de intervenção militar e impunidade! Queremos paz para viver e trabalhar! Fora Temer!

Marielle Franco presente, hoje e sempre! Não nos calaremos!

*Sindifort.

Por questão de segurança, carros de desembargadores agora circulam sem placa oficial

Desde o início desta semana, desembargadores do Tribunal de Justiça do Ceará (TJ-CE) circulam em veículos oficiais com placas normais da cor cinza, sem identificação oficial. A medida segue orientação temporária da assistência da Polícia Militar no Tribunal e foi tomada por motivos de segurança dos magistrados.

Em entrevista ao O POVO, uma fonte do TJCE afirmou que os próprios desembargadores estavam reivindicando o “abandono” das placas de bronze, da cor preta, que fazem a identificação dos veículos. Segundo os magistrados, a identificação “chama muita atenção” e poderia expor a risco as autoridades, que circulam em carros oficiais.

A fonte, que pediu para não ser identificada, afirma ainda que a preocupação tem relação direta com o recente crescimento de casos de violência envolvendo facções criminosas em operação no Estado. A ação, no entanto, foi recebida com reservas por categorias assessórias à Justiça que atuam no TJCE, como analistas judiciários e oficiais de Justiça.

A presidência do TJCE afirma que não é a primeira vez que a estratégia foi adotada na Corte. Em outros estados, como São Paulo e Rio de Janeiro, a Justiça já opera com medidas de precaução semelhantes há vários anos.

Atualmente, cada desembargador do TJ-CE tem direito a um carro oficial do modelo Nissan Sentra. O carro, na cor preta e com blindagem completa, possui ainda um motorista oficial designado.

(O POVO Online – Repórter Carlos Mazza)

PSOL promove ato no Benfica em memória da vereadora Marielle Franco

O PSOL do Ceará promoverá nesta quinta-feira, às 17 horas, um ato na Praça da Gentilândia para protestar contra o assassinato da vereadora carioca Marielle Franco (PSOL). Marielle foi morta a tiros nessa noite de quarta feira, 14, no bairro do Estácio na cidade do Rio de Janeiro. Além da vereadora, o motorista do veículo, Anderson Pedro Gomes, também foi baleado no atentado e morreu.

O ato em Fortaleza é articulado em parceria com movimentos feministas e de mulheres, movimentos sociais e sindicatos e integra um calendário de manifestações que acontecerão simultaneamente em todo o País ao longo do dia.

“A ideia é fazer uma homenagem a Marielle e reafirmar a continuidade de sua luta. Não nos calarão com essa violência”, afirmou o deputado estadual Nestor Bezerra (PSOL). “Nós vamos cobrar a apuração desse crime bárbaro. Marielle era uma parlamentar mulher, negra, que tinha raiz em comunidades periféricas, que denunciava as violações dos direitos humanos e que foi executada numa cidade sob intervenção federal”, manifestou-se Renato Roseno, deputado estadual licenciado (PSOL) e que viajou para o Rio de Janeiro na madrugada desta quinta-feira para acompanhar a despedida à Marielle.

(Foto – O Globo)

 

Vereador licenciado de Acopiara assume a Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas

Tem novo titular a Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas onde, pelo visto, ninguém esquenta poltrona. Assume hoje, às 15 horas, o advogado Will Almeida. Será o quarto a ocupar o cargo na atual gestão.

Natural de Fortaleza, Will Almeida é graduado em Direito pela Unifor e pós-graduado em Direito Tributário pela Universidade de Anhanguera (SP).

A trajetória profissional de Will Almeida é pautada no Direito Público Administrativo, tendo passagens pelo Tribunal de Contas dos Municípios TCM), bem como na assessoria jurídica da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS) do Estado do Ceará, ocasião que chefiou o gabinete da Secretaria Executiva. Também teve passagem pela Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, exercendo a advocacia.

O novo titular da SPD tem trajetória na vida pública. Foi eleito vereador no município de Acopiara na legislatura 2013-2016 e reeleito para a legislatura 2017-2020. Está licenciado.

Temer reúne ministros para discutir assassinato de vereadora

O presidente Michel Temer se reúne na manhã de hoje (15) com ministros para discutir o caso do assassinato da vereadora Marielle Franco e outras questões de segurança no Rio de Janeiro. Participam da reunião os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, do Gabinete de Segurança Institucional, Sério Etchegoyen, da Secretaria-Geral, Moreira Franco e o secretário-executivo do ministério extraordinário da Segurança Pública, o General Carlos Alberto Santos Cruz.

Ontem à noite, o Palácio do Planalto divulgou nota informando que o governo federal acompanhará toda a apuração do assassinato da vereadora e do motorista que a acompanhava. Na nota, a presidência explica que o Ministério de Segurança Pública colocou a Polícia Federal à disposição para auxiliar a investigação. O ministro da pasta, Raul Jungmann, já acionou a PF e irá hoje à tarde ao Rio de Janeiro junto com o diretor do órgão, Rogério Galloro.

A vereadora pelo Rio de Janeiro Marielle Franco, do PSOL, foi morta a tiros no bairro do Estácio, região central da capital carioca, na noite desta quarta-feira (14). Ela estava dentro de um carro acompanhada de um motorista, que também foi morto, e de uma assessora, quando teria sido abordada por outro veículo.

(Agência Brasil)

Rodrigo Maia: É preciso conter a “barbárie” no Rio

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse hoje (15) que o assassinato da vereadora Marielle Franco e de seu motorista, Anderson Pedro Gomes , no Rio de Janeiro, ontem, “ significa um trágico avanço na escalada da barbárie que deve ser contida custe o que custar”.

Em sua conta no Facebook, Maia prestou solidariedade às famílias e acrescentou que exige, junto com os parentes das vítimas, justiça e paz. “Justiça para conter os autores dessa execução e paz para a sociedade carioca e brasileira”, concluiu.

Agora, às 11 horas, o PSOL, partido da vereadora, também fará na Câmara dos Deputados, um ato em homenagem a ela e ao seu motorista.

(Agência Brasil)

Segurança Pública – Ministro, governadores e o presidente do Senado participam de ato no Abolição

O governador do Piauí, Eunício, Camilo, Jungmann, Zezinho Albuqueque e Izolda Cela.

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, participa, nesta manhã de quinta-feira, no Palácio da Abolição, do lançamento do futuro Centro Integrado de Inteligência da Polícia Federal no Nordeste. O ato tem como cicerone o governador Camilo Santana (PT).

Participam também do ato o presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira (MDB) e o governador do Piauí,Wellington Dias, a vice-governadora Izolda Cela, além de parlamentares como o presidente do legislativo estadual, Zezinho Albuquerque (PDT), prefeitos, secretários estaduais e a cúpula da segurança pública do Estado. O presidente da Fiec, beto Studart, também confere a solenidade.

No ato, dos mais concorridos, também o presidente do TJ do Ceará, desembargador Gladyson Pontes, o procurador-geral de Justiça, Plácido Rios, e o diretor-geral da PF, Rogério Galoro, que expôs os objetivos do equipamento.

O Centro Integrado de Inteligência da PF no Nordeste chegará com objetivo de promover o enfrentamento às facções criminosas que se instalaram na região, especialmente no Ceará.

(Fotos – Cláudio Barata)

Prefeitura firmará convênio nesta sexta-feira com o Abrigo São Lázaro

RC durante uma visita à ONG.

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), vai assinar, às 10 horas desta sexta-feira, convênio com o Abrigo São Lázaro. A informação é da coordenadora de Proteção e Bem estar Animal, Toinha Rocha.

Pelo convênio, o Abrigo São Lázaro ganhará repasse anual de R$ 100 mil para garantir a manutenção dos cerca de 800 animais vítimas de maus-tratos ou abandono e também conta com um gatil. A ONG terá ainda condições de expandir sua área ocupada.

Haverá a cessão de terreno anexo ao abrigo para que sejam construídos uma clínica veterinária popular e um pet shop, sendo que os valores arrecadados sejam revertidos para melhorar a infraestrutura do local. Atualmente, o Abrigo São Lázaro acolhe mais de 700 animais vítimas de maus-tratos ou abandono e também conta com gatil.

(Foto – Marcos  Moura)

Eleições 2018 – PSDB volta a cogitar apoio ao Capitão Wagner

A pré-candidatura do deputado estadual Capitão Wagner (PR) ao Governo do Estado está cada vez mais próxima de se firmar. Maior empecilho para a concretização do desejo do ex-militar, o PSDB, agora, recua das exigências antes anunciadas e pode bater o martelo a qualquer momento sobre apoio ao nome do parlamentar à disputa de outubro próximo. É o que falta para a candidatura ganhar corpo de forma definitiva.

A resistência ao nome de Wagner para liderar a oposição na disputa eleitoral diminuiu nos últimos dias após intensas reuniões entre o deputado e o senador Tasso Jereissati (PSDB).

O último encontro foi na segunda-feira, dia 12, em Fortaleza. O POVO apurou que as conversas avançaram muito. Até ontem, no entanto, não havia definição por parte dos tucanos. O recuo de Wagner do desejo de se eleger governador, ainda em janeiro, tentava se justificar pela falta de apoio partidário e de recursos para financiar a campanha. A exigência do PSDB era de que o deputado campeão de votos em 2014 fizesse corpo ao palanque do pré-candidato a presidente Geraldo Alckmin (PSDB) no Ceará. Wagner é simpatico a Bolsonaro.

(O POVO, com repórter Wagner Mendes)

 

Corpo da vereadora será velado na Câmara Municipal do Rio

O corpo da vereadora Marielle Franco, 38 anos, assassinada na noite de ontem (14) na esquina de Rua Joaquim Palhares com João Paulo I, no Estácio, região central do Rio, permanece no Instituto Médico Legal (IML).

O motorista Anderson Pedro Gomes, de 39 anos, que dirigia o carro da vereadora, também morreu na hora. O corpo de Marielle será velado na Câmara de Vereadores do Rio. Às 11h, está marcado um ato no salão principal do Palácio Pedro Ernesto.

A necrópsia nos corpos da vereadora e do motorista já foi feita pelo IML. Uma assessora parlamentar de Marielle, que ia no banco do carona, ao lado do motorista, sofreu apenas ferimentos de estilhaços de vidro, foi medicada no Hospital Souza Aguiar e liberada. Ela passou a madrugada prestando depoimento na Divisão de Homicídios, na Barra da Tijuca.

Marielle foi assassinada com quatro tiros na cabeça, quando ia para casa no bairro da Tijuca, zona norte do Rio, retornando de um evento ligado ao movimento negro, na Lapa. A parlamentar viajava no banco de trás do carro, quando os criminosos emparelharam com o carro da vítima e atiraram nove vezes.

(Agência Brasil)