Blog do Eliomar

Categorias para Política

Narcélio Limaverde lança livro nos 4 anos da FM Assembleia

429 1

O jornalista e radialista Narcélio Limaverde lançou, nesta manhã de quarta-feira, na Sala das Comissões da Assembleia Legislativa, a segunda edição do seu livro “Fortaleza Antiga”.

Trata-se de um conjunto de crônicas sobre a cidade, num estilo leve e com pitadas humoradas.

O lançamento faz parte da programação que comemora os quatro da FM Assembleia onde Narcélio é um dos líderes de audiência,

Deu na "Veja", desconfie?

307 9

Com o título “Deu na Veja, desconfie (III)”, o jornalista Messias Pontes prossegue sua saga contra a revista Veja que, nos últimos meses, vem detonando ministros do Governo Dilma Rousseff. Para Messias, a presidente não pode se pautar por essa revista que representa a mídia conservadora, venal  e golpista no País.Confira:

Poucas vezes na história brasileira o denuncismo midiático foi tão contundente como agora, e isto é o reflexo do avanço das forças democráticas e populares. A velha mídia conservadora, venal e golpista que representa os interesses das carcomidas oligarquias nacionais e interesses alienígenas, notadamente do imperialismo norte-americano, não dá trégua e parte para o ataque covarde, vil, utilizando a mentira, a calúnia e a difamação para desqualificar pessoas, partidos e governos.

Os políticos mais populares que este País conheceu foram satanizados pelos donos da mídia. Foi assim com Getúlio Vargas, em 1954; com Juscelino Kubitscheck em 1955; com João Goulart, em 1961 e 1964 e com o Luiz Inácio Lula da Silva antes e durante os seus oito anos de governo – 2003 a 2010. Agora tentam atingir a presidenta Dilma Rousseff e seu governo fuzilando os seus ministros com as mentiras mais torpes. É o espírito da canalha da UDN incorporado nos colonistas e amestrados de todos os matizes a serviço de interesses inconfessáveis.

 No comando da operação golpista está o GAFE – Globo, Abril, Folha e Estadão – que já conseguiu derrubar cinco ministros com acusações sempre sem provas, principalmente com relação ao ex-ministro do Esporte Orlando Silva (PCdoB). Até o momento nenhuma prova contra ele foi apresentada, e o marginal que o acusou, tentando se vingar por ter Orlando Silva exigido que ele, o soldado PM milionário João Dias Ferreira devolvesse aos cofres públicos os R$ 4 milhões não aplicados no Programa Segundo Tempo.

O lixo do jornalismo que deu guarida a um marginal que já foi preso por corrupção e responde a nada menos de 11 processos, afirmou em suas sujas páginas que mostraria as provas contra o ministro Orlando Silva, mas até o momento não o fez e não o fará porque não existe nada que prove um desvio de conduta do ex-ministro. Quinze milhões de pessoas manifestaram, através das redes sociais, solidariedade a Orlando Silva e ao seu partido, o PCdoB; mais de uma centena de intelectuais, professores universitários eartistas assinaram manifesto de solidariedade ao ex-ministro e ao Partido Comunista do Brasil, contudo a velha mídia simplesmente ignora.

Esse panfleto chantagista da famiglia Civita, no governo Lula, derrubou, com a conivência do quinta-coluna Nelson Jobim, os delegados federais Protógenes Queiroz e Paulo Lacerda. Os dois foram acusados por um anônimo de ter grampeado uma conversa do então presidente do STF, Gilmar Mendes (ou Gilmar Dantas, conforme o colonista Ricardo Noblat) com o senador Demóstenes Torres, do Demo de Goiás. Até hoje a prova do “crime”, ou seja o áudio da conversa, não apareceu. E não vai aparecer porque foi uma armação tramada pelo megaguabiru Daniel Dantas para se vingar dos dois policiais federais. Daniel Dantas foi preso duas vezes pelo delegado Protógenes e foi solto graças a dois habeas corpos concedidos com a celeridade nunca vista no Judiciário brasileiro por Gilmar Mendes.

A bola da vez é o ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi (PDT), acusado, também sem provas, pela revista Veja. A exemplo de Orlando Silva, Carlos Lupi exigiu da Polícia Federal, do Ministério Público, da Controladoria Geral da União e do Tribunal de Contas da União uma profunda investigação das denúncias feitas pela panfletária revista de chantagem e repercutida à exaustão em especial pela Rede Globo.

O ministro Carlos Lupi é odiado pela direita e por todos os neoliberais porque logo que assumiu a pasta do Trabalho bateu de frente com os inimigos dos trabalhadores. Quando uma intensa campanha midiática para forçar o governo a flexibilizar a legislação trabalhista, Lupi declarou que enquanto fosse ministro nenhum direito trabalhista seria tungado. “Se houver flexibilização trabalhista é para ampliar direitos, jamais para subtraí-los”, enfatizou o ministro.

Com a grave crise do capitalismo em 2007 e 2008 nos Estados Unidos, e agora também na União Europeia, com epicentro na Grécia e atingindo em cheio a Itália, Espanha e Portugal, O Capital, de Karl Marx, tem sido o livro mais vendido, e o mais lido pelos jornalistas econômicos e por aqueles que buscam uma explicação para que está acontecendo no âmago do capitalismo.

Já nas redações da velha mídia brasileira e na cabeceira da cama dos colonistas e demais jornalistas amestrados, o livro Diário – as últimas anotações, de Joseph Goebbels (ministro da propaganda nazista), é o mais consultado. Goebbels ensinava que uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade.

É imperioso desmascarar essa mídia golpista antes que seja tarde demais. A tática é fragilizar o governo da presidenta Dilma desmoralizando os seus ministros e os partidos aliados para deixá-la sem condições de governabilidade e apeá-la do poder. As centrais sindicais já se manifestaram publicamente em favor do ministro do Trabalho e denunciaram o caráter golpista da velha mídia, em especial da revista Veja e da Rede Globo. Quem será o próximo ministro a ser caluniado? Há quem aposte que o próximo será o da Previdência Social, Garibaldi Alves, e logo em seguida o da Educação, Fernando Haddad, forte candidato petista à Prefeitura paulistana.

A presidenta Dilma Rousseff não pode e não deve ser pautada pela mídia conservadora, venal e golpista. Ela deve saber que tudo o que é publicado na Veja não merece credibilidade. Deu na Veja, desconfie presidenta!

* Messias Pontes,

Jornalista, radialista e membro do PCdoB do Ceará.

DRU deve ter votação concluída nesta 4ª feira

“O governo decidiu deixar a conclusão do primeiro turno da votação da DRU (Desvinculação das Receitas da União) na Câmara para a tarde desta quarta-feira. Minutos antes, o texto principal que prorroga por mais quatro anos o mecanismo que dá mais flexibilidade aos gastos do governo foi aprovado por 369 votos a favor e 44 contra. Até agora, dois destaques que modificariam o texto foram rejeitados. Outros destaques ainda precisam ser analisados. Um deles, propõe a prorrogação da DRU por apenas dois anos.

A intenção do governo era concluir o primeiro turno da proposta ainda hoje. Depois de quase nove horas de discussão, no entanto, foi obrigada a adiar o restante da votação com o temor de ser derrotado em algum destaque importante. A DRU é um mecanismo que permite ao governo gastar livremente 20% de suas receitas e perderia a vigência em 31 de dezembro de 2011.

Para a prorrogação entrar em vigor, o texto ainda precisa passar pela votação em mais um turno na Câmara dos Deputados – o que pode acontecer ainda nesta quarta-feira. Além de seguir para duas votações no Senado. Tudo isso deve acontecer antes do recesso parlamentar (dia 23 de dezembro).

A desvinculação das receitas é um dos assuntos mais importantes para a presidente Dilma Rousseff no Congresso Nacional. Tanto que a ministra Ideli Salvatti (Relações Institucionais) acompanhou a votação direto do gabinete do presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS). Preocupados com a falta de tempo hábil para a conclusão da votação na Câmara e no Senado, deputados tentaram viabilizar um acordo durante todo o dia de hoje.”

(Folha.com)

E aí, dá pé uma candidatura do PMDB na Capital?

Pois é, enquanto setores do PMDB reclamam que o partido ainda não se reuniu para começar a discutir pelo menos a realização de ciclo de debates sobre Fortaleza, o deputado federal Danilo Forte avança no seu marketing pessoal.

Ele diz que não está como pré-candidato, mas afirma que o partido precisa começar a discutir a cidade e a mobilizar as bases como estão fazendo os partidos aliados do governador Cid Gomes.

Para Danilo, um partido que já administrou a cidade e teve, por meio de Antõnio Cambraia e Juraci Magalhães, momentos de aprovação e reconhecimento, não pode ficar à margem da discussão sucessória.

Assunto está superado, diz Lupi sobre denúncias na pasta do Trabalho

“Ao comentar as denúncias de pagamento de propina no Ministério do Trabalho, o ministro Carlos Lupi disse hoje (9) que o assunto está superado e que todos os esclarecimentos já foram prestados ao seu partido, o PDT, e à imprensa.

“A gente já deu as respostas que tinha que dar, apresentou os documentos, o procurador-geral da República já se pronunciou. Agora, estou aqui para trabalhar”, explicou, na abertura do encontro sobre estratégia de inclusão produtiva urbana do Programa Brasil sem Miséria.

Lupi reafirmou que a equipe que trabalha com ele não cobra propina em nome do partido, mas lembrou que o ministério conta com cerca de 10 mil funcionários. “Não posso impedir que alguém do vigésimo escalão, na ponta, tenha feito alguma coisa errada. Se tiver feito, cadeia para o corrupto e para o corruptor”, disse.

O ministro voltou a classificar a denúncia como vazia e irresponsável e pediu que sejam apresentadas provas relacionadas a supostos pagamentos de propina que envolvam o seu nome. “É um instrumento dos covardes, que se escondem atrás do anonimato. Gostaria de desafiá-los a apresentar.”

Sobre o relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) que apontou a existência de contratos sem fiscalização no ministério, Lupi argumentou que 186 deles, na realidade, não foram disponibilizados no Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi).

“O Brasil está dando certo. Muita gente não se conforma com isso e quer inventar muita coisa. Mas estamos com a consciência tranquila”, disse. Perguntado se poderia ser a bola da vez, diante da sucessão de demissões de ministros nos últimos meses, Lupi respondeu: “Só se for a bola sete, que é a bola que dá a vitória”.”

(Agência Brasil)

Terceirizados da Seman reclamam do atraso salarial

362 21

Cerca de 50 terceirizados da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Controle Urbano ameaçam paralisar as atividades a partir desta quinta-feira. A categoria reclama que não recebeu o mês de setembro e que ainda não entrou o desembolso de outubro

O grupo, que atua em vários setores da Seman, promete realizar um ato público em frente a sede do órgão.

OUTRO LADO

O secretário Deodato Ramalho esclarece que o problema do atraso salarial não é da Prefeitura, mas da empresa terceirizada, no caso a ITS. “Depositamos setembro e não depsitamos ainda o mês de outubro porque depende de uma certidão da empresa”, explica.

Ele considera legítima a manifestação dos terceirizados, mas acha que eles deveriam protestar em frente a sede da terceirizada.

Por uma "Lei da Ficha Limpa" já em 2012

Com o título “Ficha Limpa!”, o advogado Edson Guimarães, especialista em Direito Eleitoral, escreve artigo para o Blog torcendo para que o STF não frustre a cidadania e faça a Lei da Ficha Limpa valer já para o pleito que vem. Confira:

Por iniciativa popular, foi aprovado, em meados do ano passado, pelo Congresso Nacional, o projeto que se transformou na Lei Complementar 135/2010, sancionada pelo então Presidente Lula em 04 de Junho do ano passado. A matéria, que contava com um milhão e trezentas mil assinaturas, não permitiu aos senhores congressistas tomarem outro rumo que não fosse a aprovação do projeto levado a apreciação das casas legislativas – Câmara e Senado. Mesmo sabendo que estariam criando dispositivo legal que mais a frente poderia lhes cortar a própria carne, os senhores deputados e senadores se viram compelidos a aprovar o projeto que refletia o pensamento da sociedade brasileira.

Em verdade, a Lei da Ficha Limpa é um dispositivo legal que alterou a Lei Complementar 64/90,  que trata das inelegibilidades no Processo Eleitoral Brasileiro,  que teve acrescidas em seu artigo 1º. hipóteses de inelegibilidade antes omitidas, de conformidade com o que estabelece o parágrafo nono do artigo 14 da Constituição Federal.

Sancionada, a Lei da Ficha Limpa ensejou discussões  doutrinárias a respeito de sua aplicabilidade ainda no pleito de 2010, onde se ia escolher os Chefes dos Poderes  Executivos Federal e dos Estados, a composição da Câmara Federal e  a renovação de dois terços do Senado Federal.

As impugnações embasadas no novo dispositivo legal congestionaram os Tribunais  Regionais Eleitorais e, por conseqüência, o Tribunal Superior Eleitoral. No entanto, não se poderia defender sua aplicabilidade em 2010, uma vez que se assim ocorresse se estaria ferindo de morte a Carta Magna da República que estabelece em seu artigo 16 “ A Lei que alterar o processo eleitoral entrará em vigor na data de sua publicação, não se aplicando à eleição que ocorra até um ano da data de sua vigência”.

Decidiu-se que a lei deveria ser aplicada na eleição do ano próximo findo fazendo com que muitos maus políticos tivessem suas candidaturas indeferidas através das impugnações de seus registros. No entanto, aí se cometeu grave agressão à Carta Magna da República, uma vez que o artigo 16 encimado não deixa margem a dúvidas no que tange a aplicabilidade das leis que alterem o processo eleitoral.

Passadas as eleições de 2010, a Lei da Ficha Limpa há de ser aplicada ao pleito que ocorrer decorrido um ano de sua promulgação. É assim que estabelece nossa Lei Maior. Entretanto, há quem defenda sua inaplicabilidade ainda nas eleições municipais que se avizinham, o que seria uma agressão abominável ao ordenamento jurídico pátrio pondo em risco a segurança jurídica que há de ser tutelada pelo estado através do Poder Judiciário.

 A sociedade, autora da iniciativa que ensejou a aprovação e promulgação da Lei, não poderá se ver frustrada em não se reconhecendo a aplicabilidade do dispositivo legal fruto do desejo de moralidade na administração publica brasileira,  consagrada no regramento constitucional em seu artigo 37,  pela ética no processo eleitoral.

* Edson Guimarães,

Advogado e especialista em Direito Eleitoral.             

Câmara retoma nesta 4ª feira votação da DRU

“Depois de aprovar o texto principal da proposta que prorroga a chamada DRU até 31 de dezembro de 2015, a Câmara adiou para esta quarta-feira a conclusão da votação dos destaques que foram apresentados pela oposição.

O texto-base da DRU foi aprovado pouco antes das 2h, e depois o Plenário ainda votou e rejeitou dois destaques apresentados pela oposição. O acordo foi de votar os dois destaques – rejeitando-os – e deixar para o dia seguinte a votação dos demais destaques, que são três.

A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) da DRU precisa ser aprovada em dois turnos, na Câmara, e depois no Senado. A votação será retomada a partir das 9h desta quarta-feira.

Diante de um Plenário onde os deputados já demonstravam cansaço por mais de oito horas de discussão, o governo decidiu interromper a votação dos destaques e retomá-la no final da manhã de hoje. O temor do governo é que os deputados deixassem o Plenário, sendo que em cada votação seriam necessários, pelo menos, 308 votos a favor.

Mas o principal destaque apresentado pelo DEM, que propõe que a DRU seja prorrogada por apenas dois anos, ficou para ser votado nesta quarta-feira e não na madrugada.”

(O Globo)

"Escândalo dos banheiros" – Pedido de vistas adia julgamento de processos

188 1
“Ainda não foi desta vez que o Tribunal de Contas do Estado (TCE-CE) julgou o primeiro dos 93 casos relacionados ao “escândalo dos banheiros”, denunciado pelo O POVO. Após três semanas de adiamento, o conselheiro Itacir Todero pediu vistas do processo referente ao convênio 127/2010, firmado entre a Secretaria das Cidades e a Sociedade de Proteção e Assistência à Maternidade e à Infância de Pacajus, que tem como relatora a conselheira Soraia Victor. Segundo ele, o motivo do peido de vistas é para evitar “correr riscos”.

Ao apresentar seu voto pela “Tomada de Contas Especial” do convênio, a conselheira argumentou a necessidade de “desconsideração de personalidade jurídica” da associação, como foi orientado pelo Ministério Público de Contas (MPC), após a 11ª Inspetoria de Controle Externo da Corte de Contas detectar diversas irregularidades na execução do contrato.

O objetivo seria fazer com que todos os membros do Conselho Fiscal da entidade também sejam instados a prestar esclarecimentos sobre as irregularidades.

Com isso, não só a diretoria da sociedade seria responsabilizada por danos ao erário, como também os membros do Conselho Fiscal, responsável pela prestação de contas da entidade comandada por familiares e pessoas diretamente ligadas ao ex-presidente da Corte de Contas, Teodorico Menezes, que se afastou do cargo após ter o nome envolvido nas denúncias.

A associação de Pacajus é presidida por Thiago Barreto Menezes, filho de Teodorico Menezes, e tem como tesoureiro o motorista do conselheiro, Antônio Carlos Gomes. Já o Conselho Fiscal é formado pela esposa de Teodorico, Antonísia Barreto Menezes, ao lado de sua filha, Alinne Barreto Menezes, e de Francisco José Libânio de Menezes, que também seria familiar do ex-presidente.

“Não há necessidade”

Após os conselheiros alegarem que ouvir os membros do conselho causaria uma “grande demora na conclusão dos processos”, como argumentou o conselheiro Edilberto Pontes, Itacir Todero – primeiro na ordem de votação – pediu vistas do caso.

O conselheiro defendendo a necessidade de um estudo mais aprofundado sobre a responsabilidade dos membros do conselho no manuseio e aplicação da verba. Ainda segundo argumentou Edilberto Pontes, aumentar o “rol” de pessoas a serem ouvidas, pode acabar “diluindo as responsabilidades”. O caso deve voltar à pauta da Corte em duas semanas.”

(O POVO)

Nas idas e vindas da prefeita, impasse de quem fica no cargo pode voltar em 2012

“Caso a prefeita Luizianne Lins (PT) faça alguma viagem internacional no próximo ano, a partir de maio, e o presidente da Câmara Municipal, Acrísio Sena (PT), estiver impedido de assumir a cadeira da prefeita para concorrer as eleições de 2012, a crise institucional em torno de quem será o chefe interino do Executivo Municipal, que aconteceu em 2008, ameaça se repetir.

Sem vice-prefeito desde dezembro de 2012, já que Tin Gomes (PHS) renunciou ao posto para assumir a cadeira de deputado estadual na Assembleia Legislativa, se Acrísio, segundo na linha de sucessão, for candidato em 2012, como tudo indica, ele estará impedido pela legislação eleitoral de exercer qualquer função no Poder Executivo até seis meses antes das eleições.

Em 2008, o Tribunal de Justiça (TJ-CE) decidiu que na ausência do vice-prefeito e do presidente da Câmara, deveria assumir o Executivo o procurador-geral do Município. Mas de acordo com o advogado Djalma Pinto, ex-procurador-geral do Estado do Ceará, como não houve alteração da Lei Orgânica do Município disciplinando a matéria, apenas o precedente da decisão do TJ-CE, poderá sim haver novos questionamentos se a mesma situação ocorrer em 2012.”

(O POVO)

Sindifort convoca para assembleia geral

143 4

O Sindicato dos Empregados e Servidores Públicos de Fortaleza (Sindifort) está convocando a categoria para assembleia geral na quinta-feira, a partir dsa 8 horas, em frente ao prédio-sede da Secretaria Municipal da Administração (Bairro Dionísio Torres).

Segundo a direção do sindicato, a ordem é protestar contra o atraso no pagamento dos anuênios de vários servidores. Há casos em que o atraso já supera quatro meses.

Cid Gomes é convidado de Dilma para atos em Brasília

 

O governador Cid Gomes (PSB) participa, nesta terça-feira, em Brasília, da solenidade em que a presidente Dilma Rousseff lançará, a partir das 11 horas, o programa Melhor em Casa, de apoio à saúde, com anúncio também do SOS Emergências, que reforçará a ação de 10 hospitais de alta complexidade do País, entre os quais o IJF-Centro.

Com ele, o secretário estadual da Saúde, Arruda Bastos, que aproveitará o dia para fechar no Ministério da Saúde reforço nos recursos do SUS do Estado, em razão da entrada em operação de novos equipamentos da área como o Hospital Regional do Cariri e algumas Unidades de Pronto-Atendimento (UPA) e Centros Especializados em Odontologia (CEO).

Em Brasília, nesse mesmo evento, estão também o prefeito em exercício Acrísio Sena (PT) e a secretária municipal da Saúde, Ana Maria Fontenele.

Servidores municipais lutam por campanha salarial unificada

173 2

A Frente Parlamentar em Defesa do Serviço Público terá audiência nesta tarde de terça-feira, em Brasília, sob o comando do deputado federal Artur Bruno (PT).

A pauta conta com um só tema: a campanha salarial unificada dos servidores públicos municipais. As entidades representativas desse segmento quer pressionar as prefeitura pela implantação de planos de cargos, carreiras e salários.

Artur Bruno, presidente dessa Frente, considera justa a causa dos servidores municipais. Dá todo apoio a essa articulação.

TCU – Filantropia vira farra

“O Tribunal de Contas da União (TCU) classificou como “inexistente” a fiscalização feita pelos ministérios da Saúde e de Desenvolvimento Social e Combate à Fome na emissão dos certificados de concessão e renovação das entidades beneficentes de assistência social, também conhecidas como filantrópicas. De acordo com o TCU, mais de 7 mil organizações do tipo tiveram os certificados renovados sem qualquer verificação do preenchimento dos requisitos legais, sendo que alguns dos requerimentos já haviam sido rejeitados e se encontravam em grau de recurso.

O estudo, feito pelos técnicos da Corte entre março a abril, ocorreu seis meses depois de entrar em vigor o decreto que estabeleceu novos critérios para a concessão dos certificados. Até a publicação da norma, cabia ao Conselho Nacional de Assistência Social (Cnas) a emissão dos documentos. Uma vez considerada beneficente, as entidades ficam isentas das contribuições previdenciárias e para a seguridade social.

De acordo com o Orçamento do próximo ano, a estimativa de renúncia de fiscal em 2012 concedida às entidades beneficentes é de R$ 7,9 bilhões. Entre os problemas encontrados pelos técnicos do TCU está a “inexistência de supervisão dos dois ministérios sobre as entidades”. Também foi constatada a deficiência na estrutura de pessoal nos departamentos das pastas envolvidas na certificação das entidades.”

(Correio Braziliense)

CNBB quer regras ambientais especiais para a Amazônia

“Na linha de defesa do pequeno agricultor no projeto do novo Código Florestal, a CNBB levará ao Senado na terça-feira 8 uma proposta para que a proteção às matas ciliares seja de 5 metros nos rios de até 10 metros de largura, e 100 metros para mananciais acima de 200 metros.

São limites que vigoravam em 1965 – hoje os parâmetros são seis vezes superiores.

A entidade, presidida por Dom Raymundo Damasceno, entende ainda que a Amazônia tem de ter regras ambientais especiais.”(Ricardo Boechat – IstoÉ Independente)

"Com ou sem PSB, o PT terá candidato em Fortaleza", afirma Acrísio Sena

172 3

“Com ou sem o apoio do PSB do governador Cid Gomes, nós teremos candidato em Fortaleza”, disse, nesta terça-feira, o prefeito em exercício Acrísio Sena, que também assegurou estar como pré-candidato petista à sucessão da prefeita Luizianne Lins (PT). Acrísio reagiu dessa forma, ao ser indagado sobre declaração de Cid dando conta de que “se Deus quiser” o senador Inácio Arruda (PCdoB) conseguiria vencer a eleição à Prefeitura em 2012. “O PT está há quase sete anos no poder aqui e tem a primazia de lançar o nome”, disse.

Para Acrísio, esse tipo de declaração faz parte do processo de discussões em torno da sucessão municipal, o que exige tembém maturidade de todos nos debates. Ele disse que, apesar da repercussão ter gerado certo clima de críticas ou incômodos entre aliados do PSB do governador, nada afetará a aliança política que foi construida a partir de 2006 com a eleição de Cid Gomes e consolidada em 2008 com a reeleição da prefeita Luizianne Lins. 

“O PT trabalha pela aliança. Nós acreditamos em sua manutenção. Agora, o PT terá candidato com ou sem o PSB. É uma decisão da direção nacional e entendemos que é direito do nosso partido, hoje detentor do poder com a prefeita Luizianne Lins”, ressaltou Acrísio Sena, que esteve ontem em Brasília, na condição de prefeito, conferindo o anúncio pela presidente Dilma do programa SOS Emergências. A iniciativa reforçará com verbas 10 hospitais de alta complexidade, no que entra o Instituto Doutor José Frota (IJF-Centro).

Acrísio reiterou que continua pré-candidato, mas que considera “bem mais importante do que nome, a elaboração de um programa para a cidade”. Atualmente, a Câmara Municipal vem realizando o Fórum Viva Centro que discute, com especialistas, vários problemas da Capital. Ele disse não estar incomodado com informações apontando o secretário de articulação governamental, Waldemir Catanho, como o preferido de Luizianne para a sucessão.

Na avaliação de Acrísio, depois do projeto definido, o nome do candidato “da aliança” vai sair. Para ele, a perspectiva é que isso ocorra em junho próximo. Lembrou o prefeito em exercício que Cid Gomes e Luizianne Lins estão conscientes de que precisam trabalhar juntos, pois Fortaleza será vitrine internacional  em razão da Copa de 2014, o que exigirá mais do que nunca parceria.

BRUNO

Para o deputado federal e pré-candidato a prefeito de Fortaleza, deputado federal Artur Bruno, a declaração de Cid Gomes pró-Inácio Arruda deve ser interpretada como “um gesto de delicadeza” da parte do governador. 

“O governador Cid Gomes falou na casa do PCdoB. Ele estava na conferência estadual do partido e fez essa delicadeza. Não creio que isso vá atrapalhar o processo de discussões nem as alianças que o PT mantém aqui no Ceará”, explicou Bruno.

Ele disse que está como pré-candidato a prefeito, apostando na tese de que o nome a ser escolhido precisará ter densidade eleitoral em Fortaleza e trânsito livre entre s correntes petistas e entre os partidos aliados. Bruno afirma ter esses ingredientes e afirma confiança de sair candidato.