Blog do Eliomar

Categorias para Política

STJ manda quebrar sigilo fiscal e bancário de Agnelo e Orlando Silva

“O Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou, nesta sexta-feira (18), a quebra dos sigilos fiscal e bancário do governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), e do ex-ministro do Esporte Orlando Silva. A ordem partiu de pedido do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, no inquérito que investiga desvios de dinheiro no Ministério do Esporte por meio de ONGs –assim como Orlando, Agnelo já foi ministro da pasta.

O período a ser quebrado é de janeiro de 2005 a dezembro de 2010. O STJ determinou ainda que o COAF (Conselho de Controle de Atividades Financeira) informe se os investigados tiveram alguma movimentação suspeita nos últimos anos.No pedido, a PGR afirma que a quebra dos sigilos é uma forma de “averiguar a compatibilidade de seus patrimônios com a renda por eles declarada e eventuais coincidências entre movimentações financeiras de suas contas e as operações bancárias realizadas pelas pessoas físicas e jurídicas investigadas à época dos fatos”.

Além de uma devassa na vida financeira dos dois, a PGR irá convocar Orlando e Agnelo a se explicarem sobre as irregularidades no Ministério do Esporte. O advogado de Agnelo Queiroz, Luís Carlos Alcoforado, disse à Folha que não apresentará recurso contra o pedido da PGR.

“Pode quebrar, sem problema. Não vamos fazer nenhum recurso porque quem não deve não teme. O que ele quer que o processo seja abreviado, para provar a sua inocência à sociedade”, disse o advogado. Segundo o advogado de Orlando Silva, Antônio Carlos de Almeida Castro, a decisão é “açodada”.”

(Folha.com)

Eleições 2012 – Presidentes estaduais do PT no Nordeste terão encontro no Recife

220 1
Todos os presidentes estaduais do PT no Nordeste vão se reunir dia 9 de dezembro, das 9 às 12 horas, no Hotel Recife Praia, na Capital pernambucana. Esse encontro foi acertado nesta sexta-feira pela Comissão de Acompanhamento Eleitoral 2012 do partido, que tem como coordenadores para a região os deputados federais José Nobre Guimarães e João Paulo (PE).

Segundo José Guimarães, a ideia é ouvir os dirigentes partidários para, em seguida, traçar as estratégias de atuação do partido nas cidades. A ordem é analisar quais as cidades mais importantes para o partido, onde existem conflitos entre aliados e o que deve ser prioridade.

Fortaleza entra como prioridade do PT e, também, como abacaxi a ser descascado pela Comissão de Acompanhamento Eleitoral do partido. É que o governador Cid Gomes, que preside o PSB) do Ceará, e a prefeita Luizianne Lins, que preside o PT no Estado, continuam afastados politicamente.

PT debate "Desenvolvimento Econômico de Fortaleza"

Com o tema “Desenvolvimento econômico e sustentável em Fortaleza”, o PT de Fortaleza e o PT Ceará darão prosseguimento, neste sábado, ao ciclo de debates sobre a cidade. O encontro terá início às 9 horas deste sábado, no Hotel Sonatta de Iracema (Praia de Iracema).

Foram convidados para o debate o presidente da CUT-CE, Jerônimo do Nascimento, o coordenador da Fundação Cepema, Adalberto Alencar, e o secretário municipal do Planejamento, Alfredo Pessoa.

De que maneira, a economia da cidade é fortalecida pelas ações da Prefeitura? Essa é a tônica da discussão que envolve a militância do PT. Projetos como o Credjovem, que incentiva o empreendedorismo na Juventude, são exemplos do papel desempenhado pela Gestão; outro exemplo é o fortalecimento do Turismo na cidade que chegou a ser o 2º destino mais procurado no Reveillon.

DETALHE – O Ciclo de Debates do PT foi iniciado no último dia 15 de outubro com a discussão sobre a Gestão Fortaleza Bela e a Agenda Social.

O assessor da prefeita e a pregação de Ciro Gomes por rompimento do PSB com o PT

351 8

Eis artigo de Moacir Tavares, coordenador do Programa “Fortaleza Bela” e militante do Partido dos Trabalhadores. Intitulado “Não à inexorabilidade na política”, el critica a pregação de Ciro Gomes por rompimnto do PSB com o PT e alfineta o fato do ex-ministro ter passado por vários partidos. Confira:

Caro leitores de tempos em tempos deparo-me com declarações que estampam uma certa naturalidade em futuros ou possíveis movimentos políticos, tais acertivas de quando em vez causam-me muita estranheza.

A afirmação que destaco nesse momento é a proferida pelo ex-governador Ciro Gomes apontando para uma certa “naturalidade” de um afastamento futuro entre o PSB e o PT. Respeito a opinião. Contudo, guardo profunda divergência.

Gostaria de expressar tal desencontro de idéias. A minha tradição partidária – sou filiado ao PT , meu único partido até hoje, leva-me a crer e construir a ação política escudada em projetos para a sociedade.

Assim para um distanciamento político ocorrrer, necessário se faz, a meu juízo, uma discrepância de projetos e intencionalidades de rumos para a sociedade na sua totalidade. Melhor dizendo, um afastamento de dois partidos que compõem o mesmo projeto político requer uma necessárias e inconciliável divergência nos rumos da economia, na relação com o parlamento, nas ações de geração de emprego e renda, nos rumos da política externa. Enfim, um claro desencontro de grandes interesses nacionais.

Julgo que a afirmação do crescimento numérico de um partido não deva servir de arrimo para rupturas. Isso é a pequena política, a que pensa na agremiação partidária como um fim em sí mesma.

Outrossim, creio que talvez a intencionalidade seja outra, ao apontar para um cenário nacional expresse em forma de catarse um desejo local.

Talvez a tradição única de filiação da qual sou caudatário sirva de sustentáculo para minhas análises. Reconheço que toda interpretação contém a marca do intérprete. A minha é essa : fidelidade partidária , lealdade a projetos coletivos e negação da solução apoiadas nas tão somente em vontades individuais.

Cada um lê mundo com os olhos de suas experiências. Talvez o périplo partidário levado a termo pelo senhor ex-governador Ciro Gomes o cacife a interpretar diferente. É a democracia.

* Moacir Tavares Martins Filho
Professor licenciado da UFC, mestre em Saúde Pública e Coordednador do Projeto Fortaleza Bela.

Lupi promete apresentar contas de convênio com ONG até 3ª feira

“O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, disse nesta sexta-feira (18) que até terça-feira apresentará a prestação de contas de um convênio da pasta com a ONG Pró-Cerrado. “Minha equipe está trabalhando nisso, são vários itens que precisam ser examinados e nós vamos responder até segunda ou terça-feira.”

Ontem, durante depoimento na Comissão de Assuntos Sociais do Senado, a senadora Kátia Abreu (PSD) afirmou que a nota do aluguel da aeronave King Air constaria da prestação de contas da ONG, beneficiada com convênios no Trabalho.O dono da Pró-Cerrado é Adair Meira, que teria providenciado um avião para Lupi durante viagem oficial ao Maranhão em 2009.

Lupi apresentou hoje os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados).O ministro evitou responder perguntas dos jornalistas sobre a crise política.”Sobre a crise, eu já falei o que eu tinha para falar ontem. Hoje só Caged.”O ministro ignorou as perguntas sobre se teria ido ou não à casa do empresário durante um jantar, em Goiânia.”Meu amor, eu não vou falar. Eu tenho que trabalhar.”

(Folha.com)

Fernando Hugo destaca 25 anos da primeira eleição de Tasso Jereissati

249 3

O deputado estadual Fernando Hugo (PSDB) lembrou, durante sessão da Assembleia Legislativa, nesta sexta-feira, os 25 anos da primeira eleição de Tasso Jereissati como governador do Ceará, completados em 15 de novembro. Para o tucano, com o chamado projeto “mudancista”, Tasso foi responsável pela modernização da gestão pública e do desenvolvimento industrial no Ceará.

Fernando Hugo lembrou que Tasso foi eleito ainda pelo PMDB para governar o Ceará. “A eleição que parecia impossível tornou-se vitoriosa e mudou curso da política e administração no Estado”, disse. O parlamentar citou a implantação do projeto São José, do linhão de energia elétrica na região metropolitana, e de acessos rodoviários de qualidade.

“A partir da vitória e posse de Tasso, em 15 de março de 1987, começou o processo mudancista, que propiciou ao povo cearense condições de sociabilidade e bem viver melhoradas. “O parlamentar ressaltou também que no segundo e terceiro mandatos Tasso conseguiu reduzir a mortalidade infantil e alcançou um alto índice de crianças e adolescentes matriculados nas escolas. Para Fernando Hugo, o governo “audacioso” propiciou “a volta da asa branca para os que tinham ido embora”, por conta da seca e da falta de empregos.

O tucano lembrou ainda que, por meio de Tasso, políticos como o ex-ministro Ciro Gomes, o governador Cid Gomes, Sérgio Machado, Moroni Torgan e os deputados Welington Landim (PSB) e Patrícia Sabóia (PDT) despontaram no cenário local e nacional.

“Foi com Tasso que passamos a ser vistos pelo Sul e Sudeste como um estado diferente. Até o governo Tasso, éramos tratados com certo desdém”, disse em aparte o deputado Roberto Mesquita (PV). O deputado Perboyre Diógenes (PSL) contou ter votado em Tasso Jereissati nas eleições de 2010 para senador por “coerência e coragem”. Outro deputado que destacou a trajetória política de Tasso, foi Ely Aguiar.

 (Soite da AL)

Dilma sanciona lei que cria Comissão da Verdade e dá acesso a informações públicas

“A presidenta Dilma Rousseff sancionou hoje (18) a lei que cria a Comissão da Verdade para apurar violações aos direitos humanos ocorridas entre 1946 e 1988, período que inclui a ditadura militar. Dilma sancionou também a Lei de Acesso a Informações Públicas, que acaba com o sigilo eterno de documentos.

Para o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, a informação não deve ser de poder de quem governa, mas de toda a sociedade. “A questão dos direitos humanos é chave e, portanto, a lei [de Acesso a Informações Públicas] foi clara. Nesse segmento não há restrições de informação.”

A Comissão da Verdade será formada por sete pessoas, escolhidas pela presidenta da República a partir de critérios como conduta ética e atuação em defesa dos direitos humanos. Ao todo, 14 servidores darão suporte administrativo aos trabalhos.

O grupo terá dois anos para ouvir depoimentos em todo o país, requisitar e analisar documentos que ajudem a esclarecer as violações de direitos. De acordo com o texto sancionado, a comissão tem o objetivo de esclarecer fatos e não terá caráter punitivo.

O grupo vai aproveitar as informações produzidas há quase 16 anos pela Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos e há dez anos pela Comissão de Anistia.

A Lei de Acesso a Informações Públicas permite que o cidadão consulte documentos produzidos pelos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário de forma a dar mais publicidade e transparência aos atos da administração pública.

A norma acaba com o sigilo eterno de documentos. Os documentos hoje classificados como ultrassecretos, que são aqueles com informações imprescindíveis à segurança do Estado, estarão protegidos por um prazo máximo de 50 anos. Atualmente, o documento ultrassecreto fica guardado por 30 anos, mas esse prazo pode ser prorrogado sucessivamente.

A lei abrange também estados e municípios e assim, o cidadão poderá, por exemplo, pedir dados sobre como foi empregada a verba do hospital e da merenda escolar de sua cidade. As informações solicitadas pela população devem ser respondidas em, no máximo, 20 dias.

Em seis meses, cada órgão vai ter que publicar em sua página na internet informações sobre sua atuação, como contratos, licitações, gastos com obras, repasses ou transferências de recursos. As entidades que recebem recursos públicos também terão que dar transparência a seus dados.”

(Agência Brasil)

PF prende oito deputados estaduais de Rondônia

“A Polícia Federal (PF) prendeu hoje oito deputados estaduais de Rondônia, entre eles o presidente da Assembleia Legislativa, Valter Araújo (PTB), acusados de envolvimento em esquema de desvio de recursos do Sistema Único de Saúde (SUS). Desde o início da manhã, são cumpridos 14 mandados de prisão temporária e 57 mandados de busca e apreensão.

O grupo, desmantelado pela operação Termópilas, é acusado de ter desviado R$ 15 milhões nos últimos anos, mediante contratos fraudulentos firmados por empresas de fachada com a Secretaria de Saúde do Estado. Entre os alvos há empresários, servidores públicos e até um assessor do governador do Estado, Confúcio Moura.

Entre os crimes relacionados, estão corrupção ativa e passiva, extorsão, formação de quadrilha, peculato, advocacia administrativa, violação de sigilo funcional, tráfico de influência, fraude em licitação e lavagem de dinheiro.”

(Agência Estado)

Chávez diz estar em plena recuperação e anuncia plano de combate à miséria

“Em tratamento para combate ao câncer, o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse ontem (17) à noite que está em “plena recuperação e pronto para o retorno completo” às atividades políticas. “Estou em plena recuperação, graças a Deus, à ciência e ao povo venezuelano”, acrescentou. Chávez reconheceu que o combate à violência deve ser a prioridade do governo por representar o problema mais grave na sociedade venezuelana.

“Vamos todos à bela Praça Venezuela e a Diego Ibarra [cidade venezuelana], tornando as ruas mais seguras”, disse o presidente. Segundo ele, o governo conseguiu reduzir em 57% os índices de criminalidade na Venezuela, depois que houve melhora na situação econômica, mas a questão ainda é um problema.

O novo plano de combate à violência na Venezuela foi anunciado dias depois de Wilson Ramos, um dos ídolos do beisebol, que é o esporte nacional, ter sido libertado de um sequestro que chocou a população. O atleta foi sequestrado na porta de casa e levado para uma região montanhosa.

“Temos que reconhecer que [a insegurança] é um dos mais graves problemas que afetam não só a Venezuela, mas os povos do mundo”, disse Chávez, acrescentando que nos próximos dias patrulhas policiais seguirão para várias cidades na tentativa de reduzir a criminalidade. “Temos que devolver a segurança e garantir a felicidade plena em cada rua da Venezuela.”

Chávez disse ainda que a nova Guarda do Povo será “humanista e socialista” e contribuirá para reduzir os números da violência com foco no combate ao tráfico de drogas e porte ilícito. “Há que trabalhar na prevenção, na criação de uma nova cultura, a cultura da paz, da convivência, do amor entre nós. Essa é a cultura que Cristo veio pregar no mundo, a cultura socialista”, disse.

A insegurança é tema frequente na sociedade venezuelana, sendo apontada por vários analistas como uma das principais preocupações dos cidadãos.”

(Agência Brasil)

José Dirceu critica a mídia e o ex-presidente FHC em evento no ABC

“Ex-ministro do governo Lula e deputado cassado em meio ao escândalo do mensalão, José Dirceu (PT-SP) criticou a imprensa nacional, tachando-a de “partido da mídia”, e afirmou na noite de quinta-feira que a agenda dos movimentos contra a corrupção é a mesma dos petistas.

Ele destacou que as principais bandeiras defendidas nas ruas nos últimos três meses, como a lei da Ficha Limpa e o fortalecimento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), foram criadas e aprovadas pelo Congresso Nacional e o que o fim do voto secreto dos parlamentares é também defendida pelo PT.

— Como isso pode ser considerado contra os políticos? Os movimentos contra a corrupção são “legítimos e bem-vindos”. Essa agenda é a nossa agenda — disse o ex-ministro em palestra na abertura do 7º Congresso do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo.

Dirceu rebateu as declarações do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), que esta semana, nos Estados Unidos, criticou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva considerando que, as denúncias de corrupção nos ministérios seriam uma herança do governo Lula.

O ex-ministro disse ter publicado em seu blog uma lista com mais de 60 casos de denúncias durante a gestão de Fernando Henrique (1995-2002).

— Corrupção em governo, na administração pública, não significa corrupção da presidente, do partido. Sobre isso, precisa provar — disse o ex-ministro.”

(O Globo)

TSE arquiva processos contra deputados cearenses

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) resolveu arquivar três recursos que pediam a suspensão dos diplomas dos deputados estaduais Sérgio Aguiar (PSB), Perboyre Diógenes (PSL) e Neto Nunes (PMDB). A decisão foi do ministro Gilson Dipp, que rejeitou os argumentos do Ministério Público Eleitoral (MPE). Aguiar havia sido questionado por ter contas de 2002 e 2004 reprovadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), à época em que era prefeito de Camocim.

Contra Perboyre, o MPE também argumentou que o parlamentar estaria inelegível devido à rejeição de suas contas enquanto prefeito de Saboeiro. Nos dois casos, o ministro Dipp alegou falta de provas e ausência de testemunhas.

No caso do deputado Neto Nunes, o Ministério Público apontou que o peemedebista não poderia ter sido empossado por causa da suposta “ficha suja”, uma vez que, em 2006, ele perdeu mandato de deputado estadual por decisão de órgão colegiado. Entretanto, o TSE alegou que a chamada Lei da Ficha Limpa não se aplica às eleições de 2010.

(O POVO)

Ciro vê como natural rompimento do PSB com o PT

354 5

Ciro Gomes voltou. Depois de passar parte deste ano recolhido, o ex-candidato a presidente da República disse na quinta-feira considerar “natural” que “em algum momento” o PSB se desgarre do PT no plano nacional. E que ele está pronto para ser novamente candidato ao Planalto. “Admito”, declarou.

Aos 54 anos, preparando-se para ser avô, ex-fumante (“só fumo um narguilé de vez em quando”) e “dez quilos mais gordo”, Ciro deu entrevista à Folha e ao UOL.

Depois de passar por PDS, PMDB, PSDB e PPS, agora é filiado ao PSB -“eu tive um problema na minha militância política de inconstância partidária”-, ele falou sobre cenários para 2014.

Indagado se o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, presidente do PSB, seria o candidato mais forte ao Planalto entre os partidos governistas, respondeu: “Hoje o mais forte ainda sou eu. Mas ele tem potencial para superar tranquilamente”.

Embora diga que não deseja ser “candidato a nada”, Ciro admite ser disputar a Presidência novamente.
Hoje, sobrevive dando palestras e com salário pago por uma fundação do PSB.

Ele acha que o rompimento entre o PT e o PSB no plano nacional dependerá do que vai acontecer com sua atual legenda, que no momento “subalternizou-se”.

Se houver a separação, “a gente tem de ser decente e correto com ela [Dilma]”, afirma. Como? “Você não pode ir para a oposição sem entregar os cargos. Sem anotar lealmente quais são as nossas questões”.

Questionado se haverá o rompimento, Ciro diz que acha natural que isso vá acontecer “em algum momento”. Afirma, porém, não saber se será mesmo em 2014.

“A não ser que o PSB comece a definhar. Mas o PSB vem crescendo. Crescendo, vai contrastar, nesse mesmo espaço, a hegemonia do PT.”

(Folha)

CGU aponta supostas irregularidades em ONG de Aldair

“O Ministério do Trabalho engavetou por quase três anos relatório da Controladoria Geral da União (CGU) sobre supostas irregularidades num dos convênios da Fundação Pró-Cerrado para a qualificação profissional de jovens em Goiânia.

A ONG pertence a Adair Meira, que, em dezembro de 2009, providenciou um avião para o ministro Carlos Lupi viajar por vários municípios do Maranhão. No documento, a CGU aponta falhas numa das licitações e cobra a anulação de um dos contratos.

Com as exigências, os fiscais esperavam coibir eventuais desvios e garantir a execução dos programas de qualificação profissional destinados a jovens de famílias de baixa renda. O relatório foi enviado ao Ministério do Trabalho pela CGU em 11 de dezembro de 2008, um ano após a assinatura do contrato com a Pró-Cerrado.

Mas a cobrança só foi enviada pelo ministério à entidade na semana passada, quando Lupi já estava no fogo cruzado das acusações de descontrole administrativo e irregularidades com ONGs financiadas por recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).”

(Globo)

Dilma deve ficar com Lupi para evitar um racha

“Desafiada por um racha no PDT, a presidente Dilma Rousseff concedeu sobrevida de tempo indeterminado ao ministro do Trabalho, Carlos Lupi.

Ao detectar um movimento para torná-la refém da ala do PDT que quer derrubar o ministro para ocupar sua cadeira, Dilma resolveu pôr um freio de arrumação na “faxina” para sinalizar aos aliados que é ela quem decide a hora de tirar e nomear auxiliares.

Ex-integrante do PDT, partido que ajudou a fundar no Rio Grande do Sul, Dilma tenta resistir à política de conspiração levada a cabo por dirigentes da sigla.

Embora Lupi não tenha explicado quem pagou o avião King Air providenciado pelo empresário Adair Meira para ele viajar ao Maranhão, em dezembro de 2009, o governo avalia que o titular do Trabalho também não se complicou ainda mais durante depoimento ontem à Comissão de Assuntos Sociais do Senado.

O Planalto considerou “grave” a denúncia feita pela senadora Kátia Abreu (DEM-GO) de que o pagamento da aeronave consta da prestação de contas da ONG Pró-Cerrado e pediu para emissários investigarem a acusação, vista como “improvável”.

O empresário Meira é dono de uma rede de ONGs que tem negócios suspeitos com o Ministério do Trabalho. Por enquanto, a acusação da senadora não foi comprovada. Os convênios da Pró-Cerrado com o Ministério do Trabalho ultrapassam a cifra de R$ 10 milhões.”

(Estadão)

Novo Código Florestal – Leitura de relatório fica para a 2ª feira

“A negociação para que se construa um texto que não seja questionado na Justiça e sem pontos pendentes fez com que o relator do novo Código Florestal, Jorge Viana (PT-AC), acordasse com o presidente da Comissão de Meio Ambiente, Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), adiar a análise da matéria para a semana que vem. Na segunda-feira (21), pela manhã, o relator fará a leitura do parecer e, por 48 horas, abrirá prazo para apresentação de emendas. Rollemberg não descarta que a votação, no colegiado, comece na quarta-feira (23) e termine na quinta-feira (24).

Rodrigo Rollemberg e o senador Waldemir Moka (PMDB-MS) disseram à Agência Brasil que já existe um acordo com Viana para que os proprietários rurais – e não só agricultores familiares e produtores rurais que tinham até quatro módulos fiscais em 22 de julho de 2008 – terão direito às regras especiais na recomposição de áreas de preservação permanente (APPs). No entanto, ainda estão pendentes as chamadas excepcionalidades para a recomposição das matas ciliares, a depender da largura dos rios.

Segundo Waldemir Moka, pela proposta em análise, cabe aos órgãos ambientais dos estados definirem quem será incluído nessas regras excepcionais. Os proprietários rurais que tenham terras em margens de rios com até 10 metros de largura já fazem parte da exceção. Já proprietários com áreas que margeiam rios entre 10 e 30 metros de largura, excepcionalmente, também poderão recompor 30 metros de APPs e, a depender da análise dos órgãos ambientais, reduzir essa metragem. De 30 a 100 metros de largura de rios, os proprietários terão que recompor 30 metros de mata ciliar.

“Estamos trabalhando para que a regra geral saia da lei do novo Código Florestal, e os órgãos colegiados, como os conselhos estaduais de meio ambiente, poderiam auxiliar no cumprimento dessa lei”, disse Jorge Viana que evitou entrar no mérito das propostas em estudo. O relator espera que, na semana que vem, o seu parecer seja votado na comissão.

O senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) disse que outro ponto polêmico que terá que ser negociado por Jorge Viana é a recomposição de cobertura vegetal nas grandes cidades. Esse é um dos pontos mais polêmicos, segundo ele.”

(Agência Brasil)

Miriam Belchior vai ao Senado falar sobre andamento das obras do PAC

“A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, falará em audiência pública, no próximo dia 24, na Comissão de Infraestrutura do Senado (CI) sobre o andamento das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

A ministra deverá igualmente se manifestar sobre as 18 obras do programa incluídas na relação dos 26 empreendimentos públicos que, segundo o Tribunal de Contas da União (TCU), devem ser paralisados por causa de irregularidades graves nos projetos básicos, nas licitações ou ainda pelo superfaturamento de preços ou sobrepreço.

Autora do convite, juntamente com o senador Walter Pinheiro (PT-BA), a presidente da comissão, senadora Lúcia Vânia (PSDB-GO), questiona o atraso em várias obras do PAC, inclusive no mais popular deles, o Programa Minha Casa, Minha Vida, que até junho último recebeu apenas R$ 2 bilhões de um total de R$ 28 bilhões previstos no Orçamento.”

(Estadao.com.br)