Blog do Eliomar

Categorias para Política

Filiado ao PSD, Gony Arruda considera desrespeito o PSDB querer mandato de volta

182 8

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=N05lsFXDTJE[/youtube]

Com a confirmação da tucanada da Assembleia Legislativa indo em peso para o PSD, o que informou neste Blog, nesta quarta-feira, o presidente estadual da legenda, eis que o PSDB reage. O partido não abre mão de questionar o mandato de quem pulou fora do niho tucano.

O secretário estadual do Esporte, Gony Arruda, que foi eleito pelo PSDB, lamenta essa ameaça da cúpula tucana. Ele diz não entender por que esse tipo de atitude no Ceará quando em outros Estados, como no Rio de Janeiro, o PSDB nãoadotou tal procedimento.

PSD – o partido onde os ricos se encontram

“Ele foi anunciado em março por seu criador como um partido que não é de direita, nem de esquerda, nem de centro. Sete meses após a famosa declaração do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, o Partido Social Democrático (PSD) nasce oficialmente hoje no Congresso como uma legenda de ricos e empresários. A maioria deles, ruralistas. Mais da metade da nova bancada tem na atividade empresarial sua principal ocupação. A soma dos bens declarados à Justiça eleitoral pelos congressistas do PSD também faz dele o segundo partido mais rico do Parlamento, atrás apenas do PMDB.
Entre titulares, suplentes e licenciados, o PSD havia arrebanhado 57 deputados e dois senadores até a última segunda-feira. Um número que ainda pode crescer. Desses 59 nomes, 42 (71%) são empresários urbanos ou rurais. Praticamente o mesmo número atua na defesa do agronegócio, como integrantes da bancada ruralista. Juntos, os discípulos do prefeito paulistano no Congresso acumulam um patrimônio de R$ 367,6 milhões. Ou seja, embora representem apenas 8,8% dos congressistas, eles respondem por quase 20% do total de R$ 1,94 bilhão declarado em bens pelos 667 parlamentares que exerceram mandato na atual legislatura.
O PSD abriga o parlamentar mais rico de todo o Congresso, o deputado João Lyra (AL), usineiro dono de uma fortuna declarada de R$ 240,4 milhões, acusado de trabalho escravo no Supremo Tribunal Federal (STF). Outros dois deputados do novo partido também somam mais de R$ 10 milhões em bens, Paulo Magalhães (BA) e Roberto Dorner (MT). Ao todo, 34 representantes do partido de Kassab no Congresso informaram à Justiça possuir mais de R$ 1 milhão em bens.”
(Congresso em Foco)

TJ diz que greve dos policiais civis é legal

111 1

O Tribunal de Justiça do Estado acolheu, nesta quarta-feira, o agravo regimental do Sindicato dos Policiais Civis do Ceará e decidiu – pelo placar de 2×1, que o juiz de 1º grau que decidiu pela ilegalidade da greve dessa categoria era incompetente para decretar essa medida.

Assim, a greve volta ao cenário da legalidade, informa o advogado deles, Leandro Vasqaues.

O Sinpoce convocou para as 18 horas desta quarta-feira, em sua sede, uma assembleia geral quando avaliará próximos passos do movimento.

Cid ganha medalha das mãos de Dilma

236 6

Dilma condecora Cid Gomes.

O govrnador Cid Gomes (PSB) está em Brasília. Nesta manhã, ele recebeu das mãos da presidente Dilma Rousseff, a Medalha do Mérito Aeronáutico. Ali, permanecerá para uma série de audiências ministeriais. Entre elas, na pasta do Turismo.

Pela foto, dá para notar que Cid está cartando alta lá pelas bandas do Planalto e, principalmente, com Dilma. Recentemente, até representou a presidente na posse de chefes de Estado como o de CaboVerde.

(Foto – Palácio Planalto)

Policial que acusa ministro do Esporte vai à Câmara

“A Câmara dos Deputados deve ouvir nesta quarta-feira (26) o policial militar João Dias Ferreira, pivô das denúncias que deflagraram uma crise no Ministério do Esporte. O PM sustenta a existência de um suposto esquema de desvios de verbas, que seria controlado pelo titular da pasta, Orlando Silva, para beneficiar seu partido, o PC do B. O ministro nega as acusações.

A audiência na Comissão de Fiscalização e Controle, pedida pela oposição, está marcada para as 14h30 e espera receber também o motorista Célio Soares, que segundo Dias, teria visto o ministro receber dinheiro de propina na garagem do ministério, num pacote com notas de R$ 50 e R$ 100. A presença do motorista, no entanto, não foi confirmada.
As denúncias contra Orlando Silva e o PC do B concentram-se no programa Segundo Tempo, destinado a promover atividades esportivas com crianças e adolescentes de comunidades carentes. Os desvios ocorreriam nos repasses a ONGs que firmam convênios com a pasta para executar o programa.”
(Portal G1)

Última estrofe – Orlando Silva vai pedir demissão

” direção do PC do B afirmou que o ministro Orlando Silva (Esporte) vai entregar o cargo nesta quarta-feira (26) à presidente Dilma Rousseff. O governo já está buscando nomes para substituí-lo na pasta. Os cotados para a vaga são os deputados Aldo Rebelo (PC do B-SP) e Luciana Santos (PC do B-PE). Procurado pela Folha, Orlando afirmou que quem demite ou nomeia ministro é a presidente Dilma. “Não dou nenhum passo sem a orientação da presidente”, disse em mensagem enviada por celular.

O ministro já está no Palácio do Planalto. A situação de Orlando se agravou ontem (25), data em que o STF (Supremo Tribunal Federal) iniciou, de fato, as investigações de um suposto envolvimento do ministro na pasta. E após a Folha revelar que em julho de 2006 Orlando assinou um despacho que reduziu o valor que a ONG do policial militar João Dias Ferreira precisava gastar como contrapartida para receber verbas do governo, permitindo que o policial continuasse participando de um programa social do ministério.

O documento, revelado ontem pela reportagem, foi o primeiro a estabelecer uma ligação direta entre Orlando e o policial, que hoje acusa o ministro de comandar um esquema de desvio de dinheiro público para alimentar o caixa do PC do B.

Há dois critérios vistos como ideais no governo para orientar a nova nomeação: ter perfil para jogar duro com Fifa e CBF, como deseja Dilma; e ser capaz de desmobilizar as irregularidades no Esporte, mesmo que isso implique demitir correligionários.”

(Folha.com)

Asfalto vira capital político da prefeita

211 5

 

Luizianne – Um “Tapa-buracos” de passado recente.

“Quando O POVO publicou a primeira reportagem da série “De olho no asfalto”, na última segunda-feira, 24, uma polêmica instalou-se em torno do texto “Ruas] 215 mil toneladas de asfalto este ano”. Leitores telefonaram, enviaram e-mails, comentaram no site do jornal. A discussão girou em torno do porquê a Prefeitura intensificar trabalhos de tapa-buracos em Fortaleza.

O debate ganhou cunho político. E a série, que deveria terminar no dia seguinte falando de “Desníveis] Asfalto demais é problema”, foi elastecida para pautar o reflexo que esse tipo de medida pode ter nas eleições de 2012.

Para o cientista político Josênio Parente, o uso de 300 mil toneladas de massa asfáltica até o fim do ano dá-se mais pela preparação da Capital para a Copa 2014 do que pelo ano eleitoral. Por isso, ele acha pouco provável que as melhorias na malha viária tenham algum peso na decisão do pleito. “Mas a oposição vai se aproveitar de tudo e perceber que o caminho é apostar na quebra de um núcleo de 30% do eleitorado não preocupado com certos debates, mas que leva a disputa para o segundo turno”, pontua.

Segundo Parente, o estímulo do confronto girar em torno da realização de obras não contribuirá para os fortalezenses decidirem em quem votar. “Debate de obra não leva a voto. Tanto é que a Luizianne não fez muita coisa e ganhou no primeiro turno. Estava sendo disputado o carisma do Lula”, aponta.

Já o também cientista político Uriban Xavier acredita que o aumento nas obras na malha viária pode influenciar o eleitor. Só não há como prever se será fator determinante. “O lamentável é obra importante ser feita às vésperas de campanha. E há uma estratégia de deixar para gastar muito do orçamento no período antes das eleições”.

Ele prevê o uso excessivo dessas intervenções na campanha do candidato do atual governo. E classifica a “manobra” como legítima. Mas pondera. “Uma coisa é dizer que a gestão está fazendo algo. E temos que reconhecer que está fazendo na malha viária. Mas falar que a administração é boa são outros 500. Educação e saúde vão mal. O eleitor tem que avaliar a gestão toda”, sugere Uriban.

NÚMEROS

42%

do território de Fortaleza está na área de circunscrição da SER VI. São 600 mil habitantes em 29 bairros.

30

milhões. Esse foi o valor anunciado pela prefeita Luizianne Lins, em junho, para tapa-buracos e recapeamentos até o fim do ano.

85

Mil toneladas de massa asfáltica devem ser utilizadas pela Prefeitura ainda este ano, beneficiando 129 km de ruas e avenidas. Até agora, foram 215 mil.

A Aldeota, na SER II, é um dos bairros com maior fatia de arrecadação de impostos. A informação é da Prefeitura.

Aliado da gestão, o presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, vereador Acrísio Sena (PT), não quis comentar a especulação de leitores de que a administração intensificou as obras de reparação da malha viária por conta da proximidade do ano eleitoral.

Ao justificar a liberação de R$ 30 milhões para operações tapa-buracos e recapeamentos, a prefeita Luizianne Lins disse: “já que estão querendo fazer oposição pela malha viária, vamos mostrar que temos cuidado”.

Os gastos da Prefeitura com pavimentação mais que quadruplicaram em apenas dois anos. Em 2009, foram R$ 20 milhões. Em 2010, R$ 40 milhões. Neste ano, serão R$ 90 milhões.

Desde agosto, a capacidade de utilização de asfalto em Fortaleza duplicou. Isso porque, além da usina gerenciada pela Prefeitura, uma outra empresa foi terceirizada. Ela fica em Maracanaú.

As frentes de trabalho também estão reforçadas há dois meses. Antes, eram 22. Agora, são 32, sendo dez somente para recapeamentos.

Em junho de 2008, O POVO mostrou que a produção de massa asfáltica chega a dobrar em ano eleitoral.”

(O POVO)

VAMOS NÓS – A Prefeitura continua asfaltando ruas secundárias sem qualidade no serviço. Deixa manchões, ondulações e o pessoal envolvido não conserta buracos. Simplismente joga o asfalto e utiliza um rolo compressor que seria recomendado para pequenos reparos. A camada de asfalto nas ruas secundárias é fina e muitos moradores apostam  que, com a chegada do inverno, não resistirá. O pior é que ninguém vê fiscalização e, se existe, parece fechar os olhos.

Conversando com os operários envolvidos, a gente percebe que eles, em sua grande maioria, nem sabem o que estão fazendo direito. Muitos dizem que querem ganhar o dinheiro e pronto. Nada de compromissos. Outros até ironizam a gestão municipal e não poupam críticas.

Bem, se esse serviço é para agradar a tal da classe média e as tais elites que Luizianne Lins diz não gostarem de sua gestão, que seja feito com qualidade. Ou o tiro, ou melhor, a pá de asfalto pode virar pá de cal nas urnas de 2012.

Comissão Interamericana de Direitos Humanos quer fazer investigação na Venzuela

” A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) pediu ao governo da Venezuela autorização para fazer uma avaliação independente sobre o respeito e a preservação dos direitos humanos no país. O apelo foi feito depois de o governo venezuelano ter cobrado uma multa de 1,6 milhão de euros (cerca de R$ 3,8 milhões) da emissora Globovisión, que faz oposição a Chávez.

A CIDH disse que há indicações de clima de “intranquilidade na cidadania e também de ódio e intolerância, por razões políticas”. A comissão acrescentou que “o Estado não pode nem tem poder para definir o conteúdo que o jornalista recolhe na rua, nem pode dizer como se deve divulgar uma notícia”.

Em resposta, o representante da Venezuela para os Direitos Humanos, Germán Saltrón, acusou a CIDH de “conspirar” contra o governo Chávez. Organizações não governamentais (ONGs) venezuelanas que atuam em defesa dos direitos humanos informaram à comissão que, na Venezuela, o acesso à informação pública sofre restrições, que impossibilitam a transparência.

Carlos Correa, diretor da ONG Espaço Público disse que, nos últimos três meses, foram feitos 65 pedidos de informação às entidades governamentais, relacionados à promoção e ao acompanhamento da situação de direitos humanos no país, dos quais 84% não foram respondidos.

Porém, as autoridades da Venezuela informam que existe acesso suficiente à informação pública e que cada instituição tem uma página na internet na qual disponibiliza informações.”

(Agência Lusa e Agência Brasil)

PSD do Ceará nasce recheado de tucanos

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=uyItoajP4W8[/youtube]

O presidente regional do PSD, Aramicyr Pinto, embarcou na madrugada desta quarta-feira comandando uma caravana de filiados da legenda rumo a Brasília. Ali, ocorrerá o I Encontro do PSD Nacional, ocasião em que os correligionários farão um congraçamento da cúpula nacional presidida pelo prefeito de São Paulo, Gilbrto Kassab, e começará a discutir as eleições 2012.

Aramicyr Pinto, que também é o adjunto da Chefia de Gabinete do governador Cid Gomes, fez um balanço sobre o perfil do PSD no Ceará.

Governo quer votar DRU nesta 4ª feira

“O governo quer votar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 61/11, que prorroga a Desvinculação das Receitas da União (DRU) até 31 de dezembro de 2015, em sessão extraordinária nesta quarta-feira (26). Aprovada pela comissão especial na semana passada, a proposta tem a resistência da oposição, que pretende adiar a análise para a próxima semana, na véspera do feriado de Finados (2 de novembro). Para a PEC ser aprovada, é preciso o voto favorável de 308 deputados.

Atualmente, a União pode trabalhar livremente com 20% da arrecadação de todos os tributos federais existentes, mesmo os que tiverem vinculação constitucional. Ou seja, até verbas carimbadas, como para saúde e seguridade social, podem ser retiradas e usadas para outros fins. A exceção é para verbas da educação e para as transferências constitucionais, como os fundos de participação dos estados (FPE) e municípios (FPM). De acordo com o Ministério da Fazenda, R$ 61 bilhões do que está previsto no orçamento do ano que vem depende da manutenção da DRU.

A intenção do governo é votar o texto-base nesta semana e deixar os destaques para as próximas semanas. Com a proximidade de um feriado, o quorum na semana que vem deve ser baixo. Além disso, os líderes governistas vêm tendo dificuldades em convencer integrantes da base a aprovar a prorrogação do mecanismo. “Nós estamos confiantes de que a base está convencida da necessidade da DRU”, disse o líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP).

* Do Congresso em Foco.

Eleições em Fortaleza – PMDB em banho-maria

201 3
 

O presidente regional do PMDB, senador Eunício Oliveira, resolveu falar sobre sucessão 2012 em Fortaleza. Cobrado por setores do partido na Capital e, em especial, pelo deputado federal Danilo Forte – com nome cogitado para pré-candidato, Eunício pediu paciência aos filiados.

“Está muito cedo ainda para tratarmos desse assunto”, diz o senador, reconhecendo que Danilo tem o direito de postular, mas lembrando que o PMDB tem uma “aliança de reciprocidade” com o governador Cid Gomes, que preside o PSB estadual.

Eunício lembra que, assim como Danilo, existem outros nomes que poderiam disputar como o vereador Walter Cavalcante e os secretários João Melo, da Ouvidoria Estadual e Aloísio Carvalho, secretário-executivo da SSPDS, estes indicações suas.

VAMOS NÓS – Pelo visto, Eunício continuará protelando um debate que, segundo alguns filiados, não interessaria aos seus desejos pessoais.

Senado aprova fim do sigilo eterno de documntos oficiais

“O Senado aprovou no início da noite desta terça-feira em votação simbólica o projeto de lei que põe fim ao sigilo eterno de documentos oficiais e que regula o acesso a informações do governo. Foi mantido o texto da Câmara e rejeitados os destaques apresentados pelo senador Fernando Collor (PTB-AL) , principal opositor à imposição de um limite temporal para o sigilo de documentos oficiais. O texto segue agora para a sanção presidencial.

Mais cedo, por 43 votos a nove, o Senado já havia rejeitado o substitutivo de Collor. Antes disso, o senador chegou a gastar uma hora para ler seu substitutivo na tribuna no Senado, a ponto de o presidente da casa, o senador José Sarney (PMDB-AP) – outro opositor ao fim do sigilo eterno – pedir que Collor concluísse a leitura. Ao terminar a defesa do sigilo eterno, Collor ganhou apoio para que seu substitutivo tivesse preferência de votação. Como previsto, no entanto, a tática de vencer seus colegas pelo cansaço não funcionou e o substitutivo foi rejeitado.

O projeto sobre a Lei de Acesso à Informação Pública já poderia ter sido convertido em lei se não fosse justamente a oposição de Collor, que preside a Comissão de Relações Exteriores (CRE) do Senado e há meses segura o projeto. A própria presidente Dilma Rousseff ensaiou atender a demanda de Collor e Sarney – ambos ex-presidentes da República -, mas, após a má repercussão, recuou e voltou a defender a proposta de limitar a 50 anos o sigilo dos documentos oficiais.

(Globo)

TCM multa Luizianne Lins em R$ 638,42

207 1

O Tribiunal de Contas dos Municípios, em julgamento de tomadas de contas especial do município de Fortaleza – realizada em 2011, multou a prefeita Luizianne Lins (PT). A multa foi de R$ 638,42 porque a gestora encaminhou com atraso a prestação de contas feita por meio do SIM em janeiro deste ano.

Na mesma sessão, realizada nessa terça-feira, o presidente do Partido Verde no Ceará, Marcelo Silva, foi condenado a devolver aos cofres da Prefeitura de Fortaleza R$ 477.094,00 entre multas e débitos aplicados pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). Isso por problemas na sua prestação de contas como gestor da Secretaria Regional III de Fortaleza, em 2007. Marcelo pode recorrer da decisão que diz respeito a problemas nas terceirizações.

Assembleia aprova urgência para matéria que beneficia pessoal da Controladoria Geral

A Assembléia Legislativa aprovou pedido de urgência para a apreciação da mensagem 7.303/11, encaminhada pelo governador Cid Gomes (PSB), com benefícios para o pessoal da Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado (CGE). O texto contém alterações das atribuições e inclusão de deveres e de proibições para os titulares de cargos efetivos de Auditor de Controle Interno; a alteração da forma e das vedações para nomeação dos candidatos aprovados em concurso público; e a implementação de vantagens existentes nas carreiras da Secretaria do Planejamento e Gestão à carreira de auditoria de controle interno da CGE.

Segundo o Controlador e Ouvidor Geral do Estado, João Melo, a expectativa é que a matéria seja apreciada pelo plenário ainda nesta semana. O Controlador destacou a importância do momento vivido pelos servidores da CGE. “É a concretização de um sonho acalentado pela categoria desde 2007. Na nossa ótica, significa o reconhecimento a um quadro operoso e de fundamental importância para o controle interno do Estado do Ceará”, ressaltou João Melo.

O presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Casa, Sérgio Aguiar (PSB), informa que o pleito da categoria é legitimo. Pela relevância da matéria e por ter sido bastante discutida, ele pediu que a mensagem seja votada com urgência. Já o deputado Roberto Mesquita (PV) elogiou a iniciativa do Governo do Estado e chamou atenção para os artigos da lei que proíbem o acesso ao cargo de pessoas que tenham problemas com a Justiça.

Entre os benefícios assegurados aos auditores, estão a gratificação de titulação (15% para especialização, 30% para mestrado e 60% para doutorado); a promoção por mérito de titulação; a criação da Classe D; e o interstício de 15% na mudança de classe por promoção funcional.

(Com Site da AL)

Ex-secretário geral da OEA dará palestra em Fortaleza

Baena Soares e o professor Bosco Monte (Unifor).

O ex-secretário geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Baena Soares, está em Fortaleza. Ele chegou para dar palestra, às 19 horas desta quarta-feira, no Teatro Celina Queiroz, da Unifor.

Baena Sores, que foi recepcionado pelo professor e consultor internacional Bosco Monte, falará dentro da II Rodada de Direito e Relações Internacionais sobre o cenário político brasileiro diante da crise na Europa.

Essa rodada de debates vai se estender até sexta-feira e contará também com palestra do presidente do Instituto de Pesquisas em Relações Internacionais (IPRE), professor José Pimentel.

Que Luizianne lute pelo Cocó como lutou pelo Titanzinho

185 5

Essa é do Blog do Mourão:

A prefeita Luizianne Lins (PT) teve grande coragem, quando se colocou claramente contrária a instalação de um Estaleiro na Praia do Titanzinho. Ela evitou que uma área importantíssima do litoral fosse “ocupada”, de forma predatória, por uma indústria do “progresso”, que iria criar não sei quantos mil empregos, etc. Prevaleceu o bom senso. “No Titanzinho não aceito, aqui tem prefeita!” Teria dito a corajosa Prefeita.

Agora, de forma ainda mais aguda, os munícipes de Fortaleza esperam que Luizianne Lins defenda o pulmão verde de Fortaleza. Trata-se de sustar uma cavilosa ação judicial impetrada pela Associação Cearense de Empresários da Construção e Loteadores (Acecol).

Pela decisão de um juiz, a Prefeitura está obrigada a autorizar a construção de espigões nas dunas do Cocó, começando/prosseguindo o desmonte do Parque do Cocó.

Mais uma vez a Prefeita Luizianne Lins está tendo a oportunidade de afirmar que essa terra tem dono. E, coragem não lhe falta para este gesto.

STF abre inquérito para investigar Orlando Silva

“A ministra Carmem Lúcia Antunes Rocha, do Supremo Tribunal Federal (STF) abriu inquérito para investigar as suspeitas de envolvimento do ministro do Esporte, Orlando Silva, no esquema de corrupção na pasta. Ela atendeu a um pedido do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, que na semana passada requereu a abertura formal da investigação.

Carmem Lúcia pediu ao Tribunal de Contas da União (TCU) que informe se existem processos em andamento no órgão sobre convênios firmados no âmbito do ministério do Esporte. Ela também requisitou ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) que encaminhe ao Supremo inquérito que investiga a participação do governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz nas supostas irregularidades.

Quando esse inquérito chegar do STJ, o procurador-geral da República analisará se há conexão entre os fatos investigados naquele tribunal e no Supremo. Se houve essa conexão, o inquérito poderá ser transferido do STJ para o Supremo.”

(Agência Estado)

Oposição chama de afronta visita de Orlando Silva à Câmara dos Deputados

“Os líderes do DEM e do PSDB criticaram nesta terça-feira (25) a ida do ministro do Esporte, Orlando Silva, à Câmara dos Deputados para falar sobre a Lei Geral da Copa. Acusado de envolvimento em um esquema de desvio de verbas na pasta, esta é a segunda vez que o ministro vai à Casa –ele também esteve no Senado na semana passada.

“A sua visita é uma afronta, o senhor não deveria estar sentado na cadeira de ministro”, disse o deputado ACM Neto (DEM-BA). “Sua vinda aqui na semana passada foi uma afronta ao Congresso. Nesta semana é uma afronta ao Brasil. O povo brasileiro quer o senhor longe das discussões sobre Copa do Mundo.”

O líder do PSDB na Câmara, Duarte Nogueira (SP), também chamou a presença de afronta e disse que o governo quer dar uma “impressão de normalidade que não existe”.

O líder do PT na Casa, Paulo Teixeira (SP), afirmou que as críticas da oposição têm “motivação eleitoreira” e que as acusações “são uma inversão de papéis porque quem está atacando são aqueles que devem satisfações pelo que fizeram com o dinheiro público”. O petista disse ainda que o assunto da audiência de hoje será a Copa do Mundo, e não uma  “plataforma de ataque para a oposição”.

Ao tomar a palavra, Orlando Silva não respondeu às criticas da oposição e começou a falar sobre a Copa do Mundo. O ministro participa de uma audiência da comissão especial que analisará o projeto de Lei Geral da Copa –um dos principais pontos de confronto entre o governo brasileiro e dirigentes da Fifa e da CBF.”

(Folha.com)

Cid defende manutenção da aliança com PT e admite "mediadores" em caso de impasse

188 5

O governador Cid Gomes, que também preside o PSB do Estado, afirmou, nesta terça-feira, durante o programa “Debates do POVO”, da rádio O POVO/CBN, que quer a manutenção da aliança política que lhe deu o primeiro mandato e reeleição e que reelegeu a prefeita Luizianne Lins. “Eu me sinto responsável por zelar por essa aliança”, disse, sem apontar nomes para a sucessão da prefeita Luizianne Lins, que também preside o PT) estadual.

Para Cid, preferencialmente o PT deve ter o candidato em Fortaleza com respaldo da alança com o PSB, PCdoB, PMDB, PP e até o PDT. Mas ele deixou claro que o candidato não deve ser “um qualquer que agrada mais a elite desses partidos”. Cid andou demonstrando simpatias por seu secretário das Cidades, Camilo Santana, que é petista, enquanto Luizianne teria simpatias por seu secretário de articulação governamental, Waldemir Catanho. No PT, há ainda cotados como o deputado federal Artur Bruno e o presidente da Câmara Municipal, Acrísio Sena.

Sobre a lista de prefeituráveis do PT, Cid recomendou ser necessário examinar a repercussão que cotados devem ter diante dos partidos e que o escolhido tenha condições de inspirar a “confiança” da população.

Indagado sobre como definir o nome, Cid afirmou que isso pode ser feito por pesquisa qualitativa. Questionado sobre como fazer isso e quem faria, preferiu reiterar ser fundamental manter a aliança e que o quadro seja discutido por todos como “gente adulta e civilizada”. Pela primeira vez, admitiu que se houver dificuldade no processo, deve a aliança buscar “mediadores”. Ele citou Lula e a presidente Dilma como mediadores. Desde o ano passado que Cid e Luizianne, que chegaram a fazer reuniões de trabalho, nao se encontram nem para tratar de Copa 2014, já que Fortaleza é uma das subsedes do certame.

Cid evitou polemizar quando perguntado se um nome apontado por Luizianne poderia ser um tiro no pé, já que ela registra desgastes. Mesmo assim, reagiu: “Ningué é dono da verdade. Eu não sou dono da verdade, a Luizianne não é dona da verdade, o Eunício (senador e presidente estadual do PMDB) não é dono da verdade. Enfim, nenhuma liderança é dona da verdade. O que temos que ter é humildade para saber que eleição não se ganha de véspera e porque se reuniu o maior grupo de partidos. Fortaleza já deu lições históricas de que quem pensar assim está fadado a um redondo e certo grande erro”. Em 1985, a ex-petista Maria Luíza venceu Paes de Andrade, então do PMDB, líder absoluto das pesquisas.

Ele insistiu na tese de humildade, respeito à população e diálogo, além de se procurar mediação. “Às vezes, que está de fora vê com muito mais razão, com menos emoção, com muito menos passionalismo, com muito menos vaidade, enfim, arrogância.” Indagado se o processo em Fortaleza exigirá mediadores, rebateu: “Eu estou dizendo isso. O ideal é que a gente resolva aqui. Se chegar a algum momento de impasse, que é natural, a gente pode buscar mediações”. Cid ressaltou que se o processo ficar restrito a jogo de forças e vaidades pessoais, acabará se tendo o primeiro passo para o fracasso.

“A gente tem que abrir mão.Vale pra lá e vale pra mim, prali e pracolá. Todo mundo tem que abrir mão das vaidades, das arrogâncias e prepotências, etc, etc que são naturais da política”, insistiu, defendendo que a aliança encontre um nome com projeto, com compromisso para Fortaleza, vendo problemas e soluções e que tenha credibilidade. “Nós não somos aventureiros para vir na véspera de eleição, assumir conjunto de compromissos e não cumprir”, avisou.

CIRO

Cid Gomes foi perguntado sobre a postura do ex-deputado federal e ex-governador Ciro Gomes, seu irmão, que defende o PSB com candidato próprio e faz críticas à gestão da prefeita Luizianne Lins (PT). “O Ciro é para mim uma referência”, afirmou, observando que os dois dialogam e que, às vezes, aposição de um se sobrepõe a do outro.

Lembrou, no entanto, que ambos já discordaram no passado quando ele apoiou a reeleição de Luizainne e Ciro a candidatura de Patrícia Saboya (PDT)