Blog do Eliomar

Categorias para Política

Novo ministro da Agricultura sai nesta 5ª feira

“O vice-presidente Michel Temer disse na noite desta quarta-feira que o PMDB deverá indicar o novo ministro da Agricultura até a manhã desta quinta-feira. O prazo foi estabelecido pela presidente Dilma Rousseff, após receber a carta de demissão de Wagner Rossi.

– O ministro Wagner Rossi me procurou e, por razões familiares, a família o pressionou enormemente. Depois de ter se saído bem em todas as entrevistas, na Câmara Federal e no Senado, de ter defendido sua dignidade pessoal e sua atuação no ministério, pediu-me que o levasse à presidente e entregou carta. A presidente insistiu para que ele permanecesse, dizendo que é um dos melhores ministros. Ele resistiu dizendo que não poderia continuar. Ela lamentou muitíssimo e me pediu que reunisse o PMDB e indicasse até amanhã de manhã (quinta-feira) um novo ministro – afirmou Temer.

Temer reuniu-se com presidente interino do PMDB, senador Valdir Raupp (RO), o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), e os deputados Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) e Mendes Ribeiro Filho (PMDB-RS), para discutir o nome do partido que será apresentado a presidente. Segundo Temer, são quatro ou cinco nomes. Ele não descartou nenhum dos nomes cogitados: Reinhold Stephanes (PMDB-PR), Mendes Ribeiro Filho e Moreira Franco, ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos.”
(Com Agências)

Cai ministro da Agricultura

“Apesar do acordo político entre Planalto e PMDB, que começou a ser costurado na semana passada, depois de uma conversa da presidente Dilma Rousseff com o ex-presidente Lula, o ministro da Agricultura, Wagner Rossi, entregou o cargo ontem menos por conta do que já foi denunciado e mais pelo que ainda podia ser revelado. Ontem à noite, um assessor do gabinete da Agricultura foi taxativo: “O ministro soube que a imprensa estava investigando os negócios dos filhos” Segundo o mesmo assessor, o ministro desabafou no gabinete: “Não sei onde isto vai parar”.
Na longa carta de demissão, entregue no início da noite à presidente Dilma, Wagner Rossi cita duas vezes o contexto familiar entre as razões que o levaram a deixar o cargo. “Começaram (os adversários e a imprensa) a atacar inocentes, sejam amigos meus, sejam familiares.” Ele encerra a carta dizendo que “a família é o limite” da resistência no cargo e que, nesta quarta-feira, “minha esposa e meus filhos me fizeram carinhosamente um ultimato para que deixasse essa minha luta estóica, mas inglória, contra forças muito maiores do que eu possa ter.”
Na carta, depois de listar tudo que supostamente ele implantou em oito meses de ministério, Rossi diz que respondeu a todas as denúncias e que ninguém quis dar atenção a seus argumentos. Na carta ele não cita a última denúncia, sobre o uso de um jatinho da empresa Ourofino Agronegócio, uma empresa especializada em defensivos agrícolas, sementes e produtos de saúde animal. A Ourofino tem negócios com o Governo Federal, recebe financiamentos do Ministério da Ciência e Tecnologia e depende de autorizações da Agricultura para fabricar produtos do setor do agronegócio, como a vacina contra a febre aftosa.
O ministro temeu o aprofundamento das investigações envolvendo a família dele e a Ourofino. Os filhos têm uma produtora de vídeo com serviços prestados à Ourofino, que também fez doações para a campanha eleitoral de Balei Rossi (PMDB-SP), deputado estadual.”

(Com Agências)

Oposição lança site pró-CPI da Corrupção

“Parlamentares da oposição lançaram hoje o site CPI da Corrupção, de acompanhamento das assinaturas de apoio à CPI mista destinada a investigar desvios de recursos públicos, sobretudo nos ministérios dos Transportes, Agricultura e Turismo, envolvidos em denúncias de pagamento de propina e contratos com empresas de fachada. O líder do DEM na Câmara, deputado Antonio Carlos Magalhães Neto (BA), mostrou, em um painel instalado no salão verde da Casa, como serão exibidos os nomes de deputados e senadores que assinaram ou deixaram de assinar o requerimento de criação da comissão de investigação.
ACM Neto informou que faltam 8 assinaturas no Senado para completar o número necessário de 27 adesões. Informou, também, que faltam outras 79 assinaturas na Câmara para atingir o apoio mínimo de 171 deputados. O site apresenta o endereço eletrônico e telefone dos parlamentares e a orientação para que os cidadãos “os convençam” a apoiar a CPI. Apresenta, ainda, uma relação de pessoas que apoiam a iniciativa.
O deputado baiano informou que “espontaneamente” já foram coletadas cerca de mil assinaturas. O movimento, iniciado por parlamentares do PSDB, DEM, PSOL e PPS, também se estenderá às redes sociais e e-mails de deputados e senadores desses partidos.
Para o líder do PSDB no Senado, Alvaro Dias, do Paraná, “a CPI deve ser a fotografia do Congresso”. “A sociedade não suporta mais tantos escândalos, a indignação é crescente”, alega. O líder do DEM no Senado, Demóstenes Torres (GO), acredita que a iniciativa pode repetir o que ocorreu com o movimento em defesa da ficha limpa. “Podemos reeditar o movimento da ficha limpa: os que eram contra, pressionados pela população, aprovaram a proposta”, disse.”

(iG)

Deputado Chico Lopes pode ser relator do processo de cassação de Valdemar Costa Neto

“O presidente do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara, deputado José Carlos Araújo (PDT-BA), sorteou hoje os nomes dos três parlamentares que poderão ser relatores da representação contra o deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP) no conselho. Foram sorteados Waldenor Pereira (PT-BA), Chico Lopes (PCdoB-CE) e Fernando Francischini (PSDB-PR).

Na próxima terça-feira, o presidente do conselho definirá qual dos três assumirá a relatoria do processo. No mesmo dia, Araújo instaurará o processo contra Costa Neto. O relator escolhido fará um parecer preliminar considerando a representação apta ou não para ter continuidade o processo. A representação contra o parlamentar paulista foi apresentada ao Conselho de Ética pelo PSOL e pelo PPS.

Na representação, os dois partidos pedem ao conselho que apure denúncias publicadas pela imprensa contra Costa Neto, dentre elas a publicada pela revista Veja intitulada O Mensalão do PR.

Se o relator der parecer favorável ao prosseguimento da investigação e o mesmo for aprovado pelos conselheiros, o processo prosseguirá e o acusado será notificado e terá dez dias para apresentar sua defesa ao Conselho de Ética. A representação vai apurar se o deputado Costa Neto quebrou ou não o decoro parlamentar e se deve ou não perder o mandato.”

(Agência Brasil/Foto: Paulo MOska)

Eunício Oliveira anuncia instalação de Subcomissão de Segurança Pública

O presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), senador Eunício Oliveira (PMDB) anunciou durante reunião desta quarta-feira (17) a instalação da subcomissão de segurança pública. De acordo com o peemedebista, a assessoria fará levantamento de todas as matérias que estão diretamente ligadas ao tema e em tramitação no colegiado para serem discutidas e analisadas pelo grupo de parlamentares. A intenção é dar mais atenção e celeridade a essas matérias.
Na ocasião o senador Eunício Oliveira ainda sugeriu os nomes dos senadores Pedro Taques (PDT-MT) e Eduardo Braga (PMDB-AM) como presidente da subcomissão e relator respectivamente. O senador Randolfe Rodrigues (Psol-AP) também manifestou interesse em compor a subcomissão.  Para o senador Eunício, apesar da agilidade com que a CCJ tem votado as matérias, a formação do grupo possibilitará um intenso debate com nomes que já vem trabalhando nessa área. “É uma temática atual e de grande relevância para o País. Atualização de normas e legislação como o código penal estarão em pauta e contará com o esforço de nomes que já tem atuação nesta área”, disse.

Servidores do Detran dão nova trégua ao Governo e encerram a greve

Numa assembleia realizada nesta quarta-feira à tarde, os servidores do Departamento Estadual de Transito (DETRAN-CE) decidiram pelo fim da greve e o retorno das atividades nesta quinta-feira. A decisão saiu depois de 15 dias de paralisação.
O Governo do Estado, por meio da Seplag, assegurou que não haverá  corte de ponto da categoria e prometeu apresentar um reajuste baseado na média ponderada salarial do Nordeste.
No próximo dia 6, às 14 horas, haverá uma nova reunião na Seplag entre os dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores na Área de Trânsito do Ceará (SINDETRAN-CE) e o titular da Seplag, Eduardo Diogo.
Já no dia 8 de setembro, às 8 horas, na sede do Detran da Maraponga, haverá uma assembleia geral para avaliar a nova proposta do Governo.

TCE presta contas sobre auditorias em convênios de kits sanitários. O negócio é feio

172 6
Grupo de parlamentares ouve a exposição de Valdomiro Távora.
O presidente interino do Tribunal de Contas do Estado, Valdomiro Távora, informou, nesta quarta-feira, que, do total de 54 municípios a serem inspecionados até o próximo dia 30 de setembro, 16 já receberam as visitas de técnicos do órgão. São eles: Aracoiaba, Baturité, Beberibe, Canindé, Capistrano, Cascavel, Cedro, Chorozinho, Farias Brito, Horizonte, Mombaça, Mulungu, Pacajus, Quixadá, Quixelô e Saboeiro.
A secretária de controle externo do Tribunal, Giovanna Adjafre, e um grupo de analistas de controle externo que visitaram os municípios, expuseram os dados verificados até agora, sobretudo no que se refere ao percentual de execução dos kits sanitários. Na ocasião, os deputados esclareceram dúvidas referentes à auditoria com os integrantes da Corte de Contas.
A investigação abrange um total de 93 convênios celebrados nos exercícios de 2010 e 2011 entre a Secretaria das Cidades com prefeituras e associações comunitárias, para a construção de 9.857 kits sanitários, envolvendo um montante de R$ 17.520.150,00. Segundo afirmou o presidente do TCE, cada convênio será convertido em um processo na Corte de Contas, para encaminhamento a um relator, a ser definido por sorteio eletrônico, a partir da sessão plenária do próximo dia 23.
Também participaram da reunião os conselheiros Alexandre Figueiredo, Soraia Victor e Edilberto Pontes, o conselheiro substituto Itacir Todero e os procuradores do Ministério Público de Contas, Gleydson Alexandre e Rholden Queiroz.
O 1º e o 2º vice-presidentes da Assembleia, deputados José Sarto Nogueira (PSB) e Tin Gomes (PHS), acompanharam a reunião que também contou com as presenças dos componentes da Comissão de Fiscalização e Controle da Casa: Sineval Roque (PSB) – presidente, Antonio Carlos (PT), Manoel Duca (PRB), Fernanda Pessoa (PR), Danniel Oliveira (PMDB), Welington Landim (PSB) e Sérgio Aguiar (PSB). Também participaram do encontro os deputados Heitor Férrer (PDT), Lula Morais (PCdoB) e Eliane Novais (PSB).
Heitor Férrer (PDT) e Eliane Novais (PSB) repassaram para o Blog o que ouviram nesse encontro sobre balanço do que as equipes de servidores do TCE encontra em 16 municípios visitados:

1- O material utilizado na construção dos kits não é o mesmo do que está previsto no modelo emitido pela Secretaria das Cidades.

2- Banheiros estão sendo construídos às pressas para burlar as investigações e quem está enviando o material para construção é o ex-assessor do ex-presidente do TCE, Antonio Carlos Gomes.

3- A lista original de beneficiados com os kits não é seguida e a escolha está sendo feita por meio de indicação política.

4- Parentes e familiares registram associações duvidosas em municípios diferentes.

5- Nomes inexistentes na lista de beneficiados.

6- Presta-se conta de convênio com banheiro supostamente executado em 2010 quando, na verdade, o banheiro já consta na prestação de contas de convenio executado em 2008, ou seja, banheiro construído em 2008 sendo reutilizado na prestação de conta de convênios de 2010 ou 2011.

7- A aptidão das associações em relação à capacidade de execução da construção dos kits, prevista no edital dos convênios, não está sendo avaliada pela Secretaria das Cidades.

8- Vereadores ou prefeituras recebendo verbas destinadas aos convênios.

9- Ausência de acompanhamento das obras e fiscalização por parte da Secretaria das Cidades.

“Tudo o que o jornal O POVO constatou está 100% correto. O mais lamentável é que R$ 2 milhões transferidos do Fundo de Combate à Pobreza para dar kits sanitários foram desviados”, acrescenta Heitor Férrer. “Onde está o dinheiro”, indaga o parlamentar.

Reforma Política – CCJ do Senado adia votação sobre financiamento de campanhas

127 1

“A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado adiou para a semana que vem a votação do projeto de lei que estabelece o financiamento público das campanhas eleitorais. De iniciativa da Comissão da Reforma Política, que funcionou na Casa no primeiro semestre, a proposta provocou um racha entre os que defendem e os que são contrários à ideia.

O relator, senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), fez um parecer mostrando que, sem uma lista fechada de candidatos, não há como adotar o financiamento público. Citou como exemplo o total de gastos declarados à Justiça Eleitoral da campanha do ano passado, de R$ 3,2 bilhões, e o volume de recursos para financiamento previsto pelo projeto, de R$ 950 milhões, correspondente a R$ 7,00 por voto.

Segundo ele, a diferença de valores mostra que, se for aprovado, o financiamento público será ignorado, abrindo espaço para o caixa dois. “Não temos o direito de ser ingênuos”, alegou. “A adoção de uma regra irrealista vai multiplicar ilegalmente o valor das campanhas”, afirmou.

Aloysio Nunes mostrou, ainda, que o projeto não estabelece critério para distribuição dos recursos aos candidatos. Isso, na opinião do senador Antonio Carlos Valadares (PSB-SE), poderá resultar “num centavo para cada candidato, estimulando o caixa dois”.”

(Agência Estado)

Câmara aprova projeto que flexibiliza "Voz do Brasil"

148 1

“Integrantes da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara aprovaram no início da tarde de hoje (17) projeto que flexibiliza o horário do programa de rádio “Voz do Brasil”.

A proposta segue para análise do Plenário da Câmara.

De acordo com o texto do projeto, o programa poderá ser realizado entre às 19h e 22h. Atualmente, as rádios são obrigadas a iniciar a Voz do Brasil às 19h.

O programa, que vai ao ar de segunda a sexta-feira, é dividido entre informações do Poder Executivo (25 minutos), Poder Judiciário (5 minutos), Senado (10 minutos) e Câmara (20 minutos).”

(Blog do Noblat)

Heitor Férrer vai ao TCE como "fiscal" independente

O deputado federal Heitor Férrer estará nesta tarde de quarta-feira no Tribunal de Contas do Estado (TCE). Embora não seja membro da Comissão de Fiscalização e Controle da Assembleia Legislativa, oparlamentar informa para o Blog que quer acompanhar tudo e se inteirar do trabalho de apuração do “Escândalo dos Banheiros”.

Heitor Férrer, que articulou uma CPI para o caso, que se inteirar de todo o trabalho, pois considera o fato grave, pois com sérios prejuízos para os cofres públicos.

Comissão do Senado eleva pena para condenados por crimes contra agentes públicos

“A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou hoje (17) a tipificação do crime de quadrilha ou bando com fim de cometer crime contra agente público. A pena para os condenados pela prática desse tipo de crime irá de dois a seis anos de reclusão. Pela lei atual, a pena é de um a três anos de reclusão. Como o projeto de lei foi aprovado em caráter terminativo, segue agora para apreciação da Câmara dos Deputados.

Em seu parecer, o relator da matéria, Demóstenes Torres (DEM-GO), ressalta que o agravamento da pena justifica-se se o crime for praticado em razão da atividade do servidor público em investigação criminal, inclusive parlamentar, processo penal ou administrativo. Recentemente, a juíza Patricia Acioli foi assassinada no Rio de Janeiro supostamente por grupos de extermínio.

“É preciso lembrar que a ação covarde de criminosos contra juízes, promotores, delegados, fiscais e outros agentes públicos que apuram ilícitos atinge o núcleo do Estado”, destaca o senador em seu relatório. Ele explica que a pena prevista para crimes praticados contra agentes públicos será estabelecida junto com a imposta por homicídio, somando-se as duas.”

(Agência Brasil)

Ministério da Saúde anuncia repasse de R$ 300 milhões para entidades filantrópicas

136 1

“O Ministério da Saúde anunciou as novas regras para a certificação das Entidades Beneficentes de Assistência Social na Área de Saúde (CEBAS) que prestam serviço ao Sistema Único de Saúde (SUS). A portaria foi assinada pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha durante o XXI Congresso Nacional das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, que teve início, ontem à noite, em Brasília.

Na ocasião, também foram anunciados repasses de R$ 100 milhões este ano e R$ 200 milhões em 2012 para o Incentivo de Apoio à Contratualização de 700 entidades filantrópicas. Além disso, o ministro autorizou a liberação de R$ 12 milhões do Timemania para convênios com 170 entidades, cujo projeto de qualificação da gestão foi aprovado pelo Ministério.

De acordo com Padilha, a portaria simplifica e torna mais claras as regras para a certificação e renovação do certificado de filantropia. “As medidas anunciadas demonstram o reconhecimento à importância das entidades filantrópicas para o SUS. Queremos o estreitamento cada vez maior das relações delas com o SUS”, ressalta o ministro. 

Critérios

Por meio da portaria, fica formalizado o critério de atendimento de, pelo menos 60%, ao SUS para que as entidades obtenham a certificação de filantrópicas – ou a renovem. A renovação ocorre a cada três anos. O atendimento ambulatorial pelo SUS agora pode compor até 10% desse percentual nas entidades filantrópicas em geral. Esse é um reconhecimento do Ministério da Saúde ao novo perfil de atendimento da saúde pública.”

(Com Agências)

Ivo e Catanho fazem reunião longe da mídia

117 6

O chefe de gabinete do Palácio da Abolição, Ivo Gomes, e o secretário da Ação Governamental da Prefeitura de Fortaleza, Waldemir Catanho, travaram reunião nesta manhã de quarta-feira. O encontro foi na casa de Ivo Gomes.

Na pauta, a necessidade de uma boa parceria ser mantida em nome de projetos de Fortaleza e de ações voltadas para a Copa 2014. Claro que não faltou também umaboa lavagem de roupa suja sobre os últimos fatos políticos como a troca de farpas entre o chefe da Casa Civil, Arialdo Pinho, e a prefeita Luizainne Lins. Isso, por causa de matéria da revista IstoÉ exaltando ações da Prefeitura, no que foram alvos de ironia de Arialdo que, acabou sendo alcunhado de “moleque” por Luizianne.

Essa reunião, sem testemunhas, é uma sequência de um almoço que Ivo e Catanho travaram, em clima de Palácio da Abolição, na semana passada.

VAMOS NÓS – Falta saber agora quando Cid Gomes e Luizianne Lins vão se encontrar de novo.

João Alfredo cobra da IstoÉ retificação de matéria sobre a administração Luizianne Lins

265 6

O vereador João Alfredo (PSOLl) mandou ofício, nesta quarta-feira, para o editor da revista IstoÉ. Solicitou a retificação dos dados publicados na matéria intitulada: “A vitória da patinha feia”, da edição de número 2178 de 5 de agosto deste ano. João refutou os dados apresentados pela pesquisa, afirmando que a pesquisa da Fundação Getúlio Vargas não cita Fortaleza, mas apenas a Região Metropolitana. Confira o ofício:   

OFÍCIO N º. xx/2011

                                                                                    Fortaleza, xx de Agosto de 2011.

Prezado Editor,

Com os cumprimentos de praxe, venho, por meio deste, respeitosamente solicitar a retificação dos dados publicados na matéria intitulada: “A vitória da patinha feia”, da edição de número 2178 de 5(cinco) de Agosto de 2011. A razão dessa solicitação se deve ao fato da Revista ISTO É, edição número 2178, ter informado que “a periferia de Fortaleza” teria sido a capital que mais reduzira a pobreza, entre 2001 e 2008, em que cita como fonte a pesquisa do Centro de Políticas Sociais da Fundação Getúlio Vargas (CPS/FGV).

Contudo, conforme matéria publicada no Jornal O Povo de 17/08/2011, em que tem o título “Vereador diz que dados da revista foram manipulados”, o coordenador da pesquisa Marcelo Neri, professor da Fundação Getúlio Vargas, confirmou ao Jornal O POVO que os dados “referem-se, de fato, à Região Metropolitana de Fortaleza, excluindo-se a Capital”. Convém informar, que a chefe do executivo municipal por meio de um artigo publicado no Jornal O Povo de 09/08/2011, com o título “Isto é verdade”, destaca os seguintes dados publicados na Revista ISTO É:

“A renda média dos moradores da periferia aumentou 52,2%, entre 2001 e 2008, passando de R$ 204,34 para R$ 311,11, segundo pesquisa da Fundação Getúlio Vargas. Foi o melhor resultado entre as capitais do Nordeste – cinco vez mais que o registrado em São Paulo (…)”

PPS quer Ministério Público Federal investigando Ministério do Turismo

“O líder do PPS na Câmara, deputado Rubens Bueno (PR), protocolou nesta terça-feira, 16, na Procuradoria-Geral da República (PGR), representação pedindo abertura de investigação sobre eventual crime de prevaricação praticado pelo ministro do Turismo, Pedro Novais.
O líder do partido argumenta que há fortes indícios de que o ministro tinha informações sobre o esquema de corrupção descoberto pela Operação Voucher, da Polícia Federal. “Mesmo assim, Novais não tomou nenhuma providência para estancar o desvio de dinheiro público”, disse o deputado.
A PF apurou desvio de R$ 3 milhões de um total de R$ 4,4 milhões pagos pelo ministério por um convênio com o Instituto Brasileiro de Desenvolvimento de Infraestrutura Sustentável (Ibrasi), uma organização sem fins lucrativos. A finalidade do convênio era qualificar 1,9 mil profissionais de turismo no Amapá, mas as investigações constataram que não houve a qualificação de profissionais e que os recursos foram pagos a empresas que só existem no papel.
No último dia 9, a PF prendeu 36 pessoas suspeitas de envolvimento na fraude, entre elas o secretário-executivo do Ministério do Turismo, Frederico Costa. Os presos foram levados para Macapá, mas já foram libertados. Dezoito pessoas, no entanto, foram indiciadas por vários crimes, entre eles o de formação de quadrilha.
Denúncias na imprensa
Rubens Bueno diz que uma reportagem do Correio Braziliense revela que Pedro Novais soube das irregularidades nos contratos do ministério 47 dias antes de operação da PF. “Na época, o ministério alegou que os procedimentos tinham amparo legal.”
O líder do PPS também cita reportagem da revista Época segundo a qual Pedro Novais teria atuado para beneficiar uma empreiteira que recebeu, em contrato investigado pelo Ministério Público federal, recursos do Ministério do Turismo. O ministério teria pressionado a prefeitura de Goiânia para aceitar o esquema, que envolvia a empreiteira de um amigo do secretário-executivo do Turismo, Frederico Costa.
“Acho difícil o ministro manter a alegação de que não sabia de nada”, disse Rubens Bueno, um dos autores do pedido de audiência pública com Pedro Novais. A audiência ocorrerá nesta quarta-feira, na Câmara.”

(Agência Câmara)

Ministro fez uso de jato de empresa do agronegócio

“O ministro da Agricultura, Wagner Rossi (PMDB), fez uso no cargo de um jatinho de uma empresa de agronegócios. Segundo reportagem publicada hoje pelo “Correio Braziliense”, Rossi e um de seus filhos, o deputado estadual Baleia Rossi (PMDB-SP), viajaram várias vezes em uma aeronave avaliada em US$ 7 milhões pertencente à Ourofino Agronegócios. A Ourofino é de Ribeirão Preto (SP), cidade onde moram o ministro e sua família. Ela obteve aprovação, liberação e licença para comercialização de vacina contra febre aftosa em 2010.Em nota divulgada no início da tarde desta terça-feira, Rossi diz ter usado o jato “em raras ocasiões”, como “carona”, e nega ter beneficiado a empresa.

Segundo a reportagem do “Correio”, um dos sócios do Grupo Ourofino é Ricardo Saud, diretor da Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo do Ministério da Agricultura.

A proximidade entre a família de Rossi e a empresa do agronegócio se repete em outros campos. Vídeos institucionais da Ourofino são realizados pela empresa A Ilha Produções, que atualmente está em nome de Paulo Luciano Tenuto Rossi, filho do ministro, e Vanessa da Cunha Rossi, mulher de Baleia. O deputado estadual, por sua vez, foi contemplado com doação de campanha no valor de R$ 100 mil, transferidos pela Ourofino.

“Ao longo de quatro anos, os procedimentos técnicos que culminaram na autorização para fabricação do produto veterinário foram cumpridos rigorosamente. (…) Empresas nacionais, como a Ourofino e a Inova, conseguiram status oficial para a produção do medicamenteo veterinário. A decisão, técnica, teve como objetivo, abrir o mercado”, diz Rossi na nota.

Em resposta ao “Correio Braziliense”, o deputado Baleia também “confirma que já viajou no avião da Ourofino” e que a empresa “fez doações à sua campanha, devidamente registradas no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo”. Já Ricardo Saud afirmou ao jornal que não é mais sócio da subsidiária do grupo, pois o negócio não se viabilizou.

A Ourofino diz que o assessor especial do ministro não continuou na ficha societária da firma, pois sua participação “não foi finalizada por falta de recursos por parte do senhor Ricardo”.

(Folha.com)

Subcomissão pelo Desenvolvimento do Nordeste agenda visita ao Ceará

A Subcomissão do Desenvolvimento do Nordeste fará reunião no próximo dia 29, em Fortaleza. O objetivo é colher propostas para subsidiar o trabalho dessa subcomissão que, até o final deste ano, deverá concluir visitas técnicas aos nove estados do Nordeste e ao Espírito Santo e Minas Gerais, que também têm municípios incluídos na área de abrangência da Sudene.

Os senadores José Pimentel (PT) e Wellington Dias (PT-PI), este presidente da Subcomissão do Desenvolvimento do Nordeste, participarão do encontro marcado para o plenário 13 de Maio da Assembleia Legislativa.

Na primeira parte da audiência, representantes do governo federal apresentarão os planos e ações em execução na Região Nordeste, em especial, o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). Depois, um representante do governo do Ceará explicará o plano de ação do Poder Executivo estadual e as demandas do estado.

A Subcomissão Permanente do Desenvolvimento do Nordeste já realizou diligências a quatro estados da região: Alagoas, Paraíba, Piauí e Sergipe. Depois do Ceará irá para mais seis estados.

Comando do CIC – Maia Júnior afasta esse cálice

168 2

O empresário Maia Júnior manda nota para o Blog, nesta terça-feira, afirmando que se sentiu bastante “lisonjeado” em ter seu nome lembrado por alguns amigos para a presidência do Centro Industrial do Ceará. Ele, no entanto, afasta esse cálice.

“Caro Eliomar de Lima,

Fiquei feliz em ser lembrado para importante função que é a presidência do Centro Industrial do Ceará. Hoje, no entanto, estou totalmente dedicado à minah empresarial, o que, no entanto, não me impede de continuar colaborando com o CIC e com o debate em torno de projetos do interesse do Ceará.”

Maia Júnior teve nome lançado por segmento influente do CIC para a disputa. Por enquanto, só a empresário Nicole Barbosa está no páreo de um pleito marcado para novembro próximo.