Blog do Eliomar

Categorias para Política

Arquivos do Dops dizem que Lula barrou entrada de Luís Carlos Prestes no PT

284 1

“Como seria o encontro de duas das maiores lendas da esquerda brasileira? Pelo jeito não foi nada amistoso.

Arquivos do Dops (departamento da polícia que vigiava quem fizesse oposição à ditadura) recém divulgados pelo Arquivo Público do Estado de São Paulo revelam um discurso de 1984 em que o então sindicalista Luiz Inácio Lula da Silva conta como teria barrado a entrada do líder comunista Luís Carlos Prestes no PT, partido que ele fundou nos anos 80.

A história é uma entre outras registradas nos 11.600 prontuários encontrados nos fundos do Palácio da Polícia de Santos em março de 2010 e liberados agora para consulta pública.No dia 25 de maio de 1984, um policial civil se infiltrou em uma palestra de Lula, quando ele passou por “pontos do cais do Porto de Santos pronunciando-se a trabalhadores com o propósito de persuadi-los a votarem no candidato do PT a prefeito de Santos nas eleições de 03 de junho” [a hoje deputada estadual Telma de Souza].

As transcrições policiais revelam o que ele teria dito sobre o lendário Prestes, conhecido por comandar uma guerrilha de 25 mil pessoas (a Coluna Prestes) na década de 1920 e por ter se tornado um dos maiores símbolos do PCB (Partido Comunista Brasileiro) já na década seguinte:

“Tenho divergências profundas com Prestes, mas acho que ele é a figura histórica viva mais importante do país, e os partidos comunistas não existem diante dele. Prestes já havia tentado entrar no PT, mas estava exigindo muito, queria vários cargos importantes, e não entendeu que no nosso partido ninguém entra por cima, nem Luís Carlos Prestes.”

* Do R7.com leia mais aqui.

Empréstimos consignados – Ciro diz que Arialdo é inocente até que se prove o contrário

252 5

O ex-deputado federal Ciro Gomes (PSB) não vê a denúncia de um suposto esquema envolvendo o genro do chefe da Casa Civil do Palácio da Abolição, Arialdo Pinho, como “qualquer outra denúncia que deve ser apurada e esclarecida”. Na última semana, o deputado estadual Heitor Férrer (PDT) denunciou um possível favorecimentos no campo dos empréstimos consignados e servidores estaduais.

Para Ciro, irmão do governador Cid Gomes (PSB), até que se prove o contrário, Arialdo é inocente, de acordo com o direito de presunção de inocência, presente na Constituição Brasileira Federal. “Esse direito tem de existir principalmente na vida pública, que é cheia de maledicências”, disse, sem aprofundar avaliações.

(Com POVO)

NO PASSADO – Quando era governador do Ceará, Ciro Gomes chegou a afastar o então secretário da Justiça, Antônio Tavares, então deputado estadual licenciado e alvo de denúncias. Tavares saiu, provou inocência e, depois, foi reintegrado.

Pré-Sal – Decisão sobre royalties pode sair na 4ª feira

“Os senadores Wellington Dias (PT-PI) e Walter Pinheiro (PT-BA), dois dos parlamentares que estão na linha de frente das negociações sobre a partilha dos royaltiesRoyalty é uma palavra inglesa que se refere a uma importância cobrada pelo proprietário de uma patente de produto, processo de produção, marca, entre outros, ou pelo autor de uma obra, para permitir seu uso ou comercialização. No caso do petróleo, os royalties são cobrados das concessionárias que exploram a matéria-prima, de acordo com sua quantidade. O valor arrecadado fica com o poder público. Segundo a atual legislação brasileira, estados e municípios produtores – além da União – têm direito à maioria absoluta dos royalties do petróleo. A divisão atual é de 40% para a União, 22,5% para estados e 30% para os municípios produtores. Os 7,5% restantes são distribuídos para todos os municípios e estados da federação. do petróleo, acreditam que a partir de quarta (28), haverá condições para votação do relatório do senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) sobre o PLC 16/10, do Executivo, que trata do assunto. Nesse dia, os senadores pretendem também se reunir com ministros e deputados para apresentação do relatório, o qual, segundo eles, contempla interesses de todas as partes envolvidas.

Se houver acordo em torno do relatório, o Congresso não terá de apreciar o veto do ex-presidente Lula ao artigo 64 da Lei do Pré-Sal (Lei 12.351/10). O veto em questão incide sobre a chamada Emenda Ibsen, que determinou a divisão dos royalties entre todos os entes federados, com base nos critérios adotados pelos fundos de Participação dos Estados (FPE) e dos Municípios (FPM). O presidente do Senado, José Sarney, anunciou que o veto será levado à apreciação do Congresso em 5 de outubro, caso até lá não haja acordo sobre os royalties.

– Até terça-feira (27), o relatório deve estar pronto para apresentarmos, provavelmente na quarta-feira, aos ministros Guido Mantega [da Fazenda] e Edison Lobão [Minas e Energia] – previu Walter Pinheiro, que considera um acordo antes da análise do veto melhor para todos. Isso evitaria o que ele chama de “vitória de Pirro”.

(Agência Senado)

Chefe da Casa Civil barra twitter para quem não for convidado

131 1
Pois é, após tantas polêmicas, o chefe da Casa Civil do Governo, Arialdo Pinho, resolveu dar uma mexida em seu twitter, adicionando as observações abaixo. Com outro detalhe: agora, só acessa o conteúdo quem ele quiser.
Arialdo Mello Pinho

Arialdo Mello Pinho

@arialdopinho Lagoa Redonda Fortaleza Brasil
Twitter que escrevo é a opinião do Cidadão Arialdo de Mello Pinho, e não do cargo que exerço no Governo, e nem de Governo.

Candidata a defensora-pública geral promete luta para reduzir carências no atendimento

Com o título “Cidadania, Justiça e Defensoria Pública”, eis artigo que a defensora pública Andréa Coelho manda para o Blog. Ela está na disputa para integrar lista tríplice da qual sairá, por escolha do governador Cid Gomes (PSB), o futuro defensor-público geral do Estado. Estamos abertos a demais postulantes. Confira o artigo de Andréa:

O processo de modernização do Judiciário Cearense, com ênfase na virtualização dos processos, é um caminho sem volta. Porém não podemos nos calar em face da difícil realidade que vêm sendo enfrentada pelos operadores do Direito, sobretudo por nós, Defensores Públicos, desde que o Poder Judiciário de nosso Estado resolveu tornar os processos, em sua totalidade, eletrônicos. Some-se a isso, decidiu aquele Poder reformar toda a estrutura do Fórum Clóvis Beviláqua.
Sem pretender aqui emitir opinião definitiva sobre o assunto, mas como Defensora Pública e Conselheira do Conselho Superior da DPG, vivenciei as agruras de nossos colegas das varas de família, que foram os primeiros protagonistas dessa longa empreitada, razão pela qual me sinto habilitada a expressar minha visão sobre o assunto.
Inicialmente, considero uma falha metodológica o Tribunal de Justiça não ter formado uma comissão com todas as partes envolvidas desde início do processo de virtualização e reforma da estrutura física, a fim de, mediante a ponderação coletiva, encontrar os melhores caminhos para todos. Parece-me que agora resolveram tomar essa medida, visto que indispensável para solucionar os problemas existentes.
Outrossim, considero também um equívoco a virtualização e a digitalização de processos terem-se operacionalizado em descompasso com a reforma estrutural do Fórum. Ora, seria extremamente lógico as unidades judiciárias serem gradualmente reformadas, à medida em que os processos fossem digitalizados, uma vez que a estrutura física realmente poderia ser diminuída, diante a ausência do enorme acervo de processos físicos. Porém não foi assim que se sucedeu.
E nós, Defensores, onde ficamos? Nos corredores, atendendo à população de forma precária e indigna, tanto para o profissional como para o cidadão. Sem notebooks para acesso aos processos eletrônicos ou computadores com tela dupla que facilite a integração entre os autos e a petição a elaborar, sem servidores públicos para auxiliar nas informações à população sobre essa mudança tecnológica, etc. São infindáveis “sem”(s).
Assim, diante da mudança de postura do Judiciário, nós, partícipes disso tudo, devemos procurar auxiliar no que for necessário, a fim de que o cidadão, já tão maltratado, tenha minimizada a sua dor. Porém, cabe à nossa Instituição solucionar as demandas de seus profissionais, acolhê-los em suas angústias, procurar meios para que o Defensor tenha estrutura adequada para um atendimento de excelência ao cidadão.
Somada a essa problemática, temos a discussão do congestionamento do Judiciário. Ora, como falar neste assunto sem lembrar a enorme deficiência de Defensores Públicos? Atualmente, contamos com 289 profissionais em atividade, para 415 cargos criados por lei, ou seja, ostentamos 126 cargos vagos a serem preenchidos. Não custa lembrar que, segundo os dados constantes do III Diagnóstico das Defensorias Públicas no Brasil, divulgado pelo Ministério da Justiça em 2009, no Ceará são necessários 672 Defensores, ou seja, além de prover todos esses cargos vagos, teríamos que criar mais 257 para alcançarmos parâmetros minimamente adequados de atendimento condigno à população.
Em 2009, foram criados mais 121 cargos de magistrados, aquele que julga. E o agente público que defende os direitos, que presta assistência jurídica integral e gratuita, que veicula o acesso à justiça à maioria de nossa população cearense? Definitivamente, a morosidade e a taxa de
congestionamento do Poder Judiciário somente serão resolvidas se prestarmos mais atenção a esses alarmantes dados e buscarmos meios para resolvê-los.
Assim, a missão da Defensoria Pública, instituição eleita constitucionalmente para proporcionar o pleno e efetivo acesso à justiça aos hipossuficientes, como instrumento e expressão do regime democrático de direito, só será atendida mediante a prestação de serviço público em nível de excelência à população, o que requer adequadas condições de trabalho, físicas e humanas, para os seus quadros profissionais.
* André Coelho,
Candidata a defensora-pública geral do Ceará.

Revista Época – Eduardo Campos dá cartada nacional ao eleger mãe para o TCU

A eleição da mãe do governador Eduardo Campos (PSB), deputada federal Ana Arraes (PSB), para o Tribunal de Contas da União (TCU) é um dos destaques da edição desta semana da Revista Época. A matéria tem o título “Botou a mãe no meio”. Nela, a previsão de que Eduardo Campos dá uma cartada importante para se projetar nacionalmente.

Época lembra que Eduardo já articulou a nomeação de um primo da primeira-dama, Renata Campos, para o Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE). É o atual presidente do TCE, Marcos Loreto, que assessorou Eduardo em dois momentos: foi assessor especial no Ministério da Ciência e Tecnologia, quando Campos era ministro, e foi chefe de gabinete do governo de Pernambuco.

O conselheiro do TCE João Campos, que já foi desembargador eleitoral no Estado, teve a nomeação articulada por Eduardo. Eles são primos.

“Estendeu a mão, ainda, a adversários políticos ao nomear como secretário de Turismo Alberto Feitosa (PR), genro de José Jorge, outro ministro do TCU”, reporta a revista, que salienta ainda as pretensões nacionais do governador de Pernambuco e a “experiência apenas relativa” de Ana Arraes para o cargo no Tribunal de Contas da União.

Filho do radialista Paulo Oliveira pode disputar cadeira de vereador por Fortaleza

1244 4

Radialista Paulo Oliveira.

Na lista dos filiados ao PSB de Fortaleza, uma novidade mesmo é o nome do radialista Paulo Sadat (TV Diário). Ele pode disputar cadeira de vereador pela legenda.

Ou seja, fazer o que seu pai, o radialista Paulo Oliveira (Rádio Verdes Mares e TV Diário), não fez.

Pualo Oliveira, que é filiado ao PSDB, sempre apareceu em listas de cotados para a Prefeitura de Fortaleza ou para vice em chapa para governador. Ele sempre revelou desejo político, mas nunca enfrentou embates, alegando que seu maior amor mesmo é o rádio.

E no rádio, sem qualquer dúvida, Paulo Oliveira presta muito mais serviços à população do que sendo mais um numa classe tão desgastada como  a classe política.

Fortaleza será sede do encontro de secretários municipais de Turismo

Fortaleza será sede, de 28 a 30 deste mês, do VIII Encontro de Secretários Municipais de Turismo no Ceará (ENCONTUR 2011). A abertura ocorrerá no Sebrae e reunirá gestores municipais, secretários de turismo, cultura e esportes dos municípios, técnicos e servidores da área, além de empresários e corpo técnico das secretarias e entidades da cadeia produtiva do turismo. Durante o evento, será realizada pesquisa junto aos prefeitos municipais e secretários para diagnóstico da realidade turístico/cultural e as dificuldades dos mesmos.
Entre os conferencistas, Flávio Dino, presidente da Embratur, Paulo Gaudenzi, diretor do Hotel Bahia e membro da Academia Brasileira de Eventos, Raimundo Peres, membro da Academia Brasileira de Eventos, e Antônio Henrique, do Senac Nacional. Ao final do ENCONTUR, será elaborada a “Carta da Cidade” contendo todas as deliberações e propostas resultantes do evento e que serão entregues ao governador Cid Gomes e ao secretário de Turismo, Bismarck Maia.
Na ocasião, também, será lançada a Expopanorama 2012– feira de fomento ao turismo e exposição de produtos turísticos dos municípios. Na tarde do dia 30 acontecerá a Assembléia Extraordinária do Fórum do Turismo com uma palestra do Presidente da Embratur, Flávio Dino. A iniciativa do encontro é do Sindicato das Empresas organizadoras de Eventos e Afins no Estado do Ceará- Sindieventos e do Fórum de Turismo do Estado do Ceará.

Os 15 anos do Movimento de Saúde Comunitária do Grande Bom Jardim

A Câmara Municipal de Fortaleza realizará, nesta segunda-feira, às 14h30min, uma sessão solene em homenagem aos 15 anos do Movimento de Saúde Comunitária do Grande Bom Jardim.

Na ocasião, serão homenageados o padre Rino Bonvini, fundador do movimento, e pessoas que fazem parte da história dessa iniciativa.

A homenagem foi solicitada pelo vereador Ronivaldo Maia (PT), líder da prefeita.

Cid autoriza compra de 100 novas motocicletas para o Raio

314 4

O secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Francisco Bezerra, anunciou, neste sábado, que o governador Cid Gomes (PSB) autorizou a compra de 100 novas motocicletas para o “Ronda de Ações Intensivas e Ostensivas” – o Raio. Cid liberou a compra de 58 viaturas para reforço do policiamento de Fortaleza e Região Metropolitana.

Essas novas viaturas não compõem o lote de 155 viaturas recentemente adquiridas, cujo processo encontra-se em análise pelo Tribunal de Contas do Estado, segundo a assessoria de imprensa da SSPDS.

“Esse é um lote novo, destinado exclusivamente para a Capital e Região Metropolitana, diferentemente do anterior, que será destinado inteiramente para o interior do Estado”, diz o Coronel Bezerra.

PSB quer fazer a maior bancada da Câmara Municipal em 2012

271 5

Prefeito Márcio Lacerda expondo aspectos de sua administração.

Com palestra do prefeito de Belo Horizonte (MG), Márcio Lacerda, o PSB cidista, que tem como presidente o ator Karlo Kardoso, realizou, neste sábado, no Marina Park, seu segundo ciclo de debates de olho na sucessão 2012. O objetivo, segundo a cúpula partidária, é buscar experiências bem sucedidas para aplicar numa festão socialista. O ato contou com a presença da direção municipal e do ex-deputado federal Ciro Gomes e do presidente da Assembleia Legislativa,. Roberto Cláudio.

Ciro fez saudação aos presentes em nome do governador Cid Gomes (PSB).

Mas o ponto alto do encontro foi o anúncio da lista com 37 pré-candidatos a cargo de vereador de Fortaleza. Na lista, nomes conhecidos como o vereador Elpídio Nogueira e o ex-vereador Martins Nogueira, mas também ex-tucanos como a ex-deputada estadual Tânia Gurgel, hoje diretora no Instituto de Desenvolvimento da Cidades (Ideci).

Também o delegado José Nival Freire, que foi adjunto da Segurança Pública no Governo Lúcio Alcântara, Allan Aguiar, que foi secretário estadual do Turismo no Governo Lúcio Alcântara, e o procurador jurídico da Assembleia Legislativa e ex-procurador-geral da Prefeitura de Sobral (Era Cid Gomes), Reno Ximenes.

A meta do PSB é fazer a maior bancada municipal, avisou Ciro Gomes, endossado por Tânia Gurgel.

(Fotos – Divulgação)

Governo quer aprovar Comissão da Verdade na próxima semana

“O governo iniciou a ofensiva para que o projeto cria a Comissão da Verdade passe pelo Senado já na próxima semana, em regime de urgência e sem mudanças. A comissão investigará e narrará as violações aos direitos humanos ocorridos entre 1946-1988. A proposta foi aprovado nesta semana na Câmara. Ontem, o ministro Celso Amorim (Defesa) conversaria com o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), sobre o melhor dia para a votação.

Negociando o projeto há meses com senadores, o governo afirma que a tramitação agora deve ser mais tranquila do que a que ocorreu na Câmara, onde teve de aceitar emendas do DEM e do PSDB, cedendo em relação à vontade inicial da presidente Dilma.

Sarney pode ajudar o governo a convencer Fernando Collor (PTB-AL), que já atrasou a tramitação da lei que acaba com o sigilo eterno de documentos oficiais. Eventuais mudanças no texto farão com que o projeto da comissão volte para a Câmara.”

(Portal G1)

Acrísio e Elmano fazem peregrinação política no Conjunto Palmeiras

O presidente da Câmara Municipal, Acrísio Sena (PT), participou da festa dos 30 anos da Escola Helenice Martins, no Conjunto Palmeiras. Na ocasião, ele ganhou homenagem por dar apoio a ações sociais naquela área da periferia de Fortaleza.

Com Acrísio, estava o secretário municipal da Educacão, Elmano Freitas, que aproveitou para visitar as instalações e anunciar melhorias para outras escolas do bairro.

Tanto Acrísio como Elmano integram a lista dos 13 “prefeituráveis” do PT. Ambos, no entanto, foram convidados pela direção da escola para o ato, além de outras lideranças da área que, segundo alguns professores, acabaram faltando.

(Foto – Twitter leitor do Blog, Paulo Souza)

O PT e a democratização da comunicação

178 1

Essa é do secretário nacional de comunicação do Partido dos Trabalhadores, André Vargas, no site do PT

Nada é mais caro ao PT do que a democracia e seus valores. Está em nosso DNA, em nossa história, em nossa razão de ser e de existir.

Os que ainda não compreenderam isso precisam olhar com mais atenção para o que se passou no 4º Congresso Extraordinário do Partido dos Trabalhadores.Lá aprovamos, entre outras, uma moção sobre a democratização das comunicações. O debate de relevo, para o qual todo o partido estava focado, no entanto, era a reforma estatutária, motivo da convocação.

Nem nosso mais ferrenho opositor poderá ignorar o grande exemplo de democracia. Criamos regras que ampliam a participação de mulheres, jovens e negros na vida partidária e limitamos o número de mandatos consecutivos para deputados e senadores petistas.

O PT governa o país há nove anos com ampla aprovação do eleitorado; cresce nas prefeituras e nos parlamentos; é o preferido da população nas pesquisas, além de servir de referência para a atuação da esquerda internacional.

Por que então mudar o estatuto? Porque o PT é um partido vivo, democrático, aberto, que tem cúpula dirigente, mas faz a discussão na base -a palavra final vem dos filiados. Os delegados do congresso foram eleitos por voto direto por mais de 500 mil petistas.

Um partido assim não pode ser acusado de autoritário. Os que dizem essa bobagem não conhecem a sigla, não sabem o que significa autoritarismo ou buscam, autoritariamente, criar falsas polêmicas para interditar o debate.

A democratização das comunicações é pauta antiga na legenda. Temos posição consolidada a respeito dela.

Produzimos uma resolução sobre o tema no 3º Congresso, em 2007. Em 2008, fizemos a nossa Conferência Nacional de Comunicação com debates e a presença de líderes petistas e de representantes de movimentos.

Em 2009, participamos da conferência nacional convocada pelo governo Lula.

A moção não brotou da cabeça de meia dúzia de déspotas interessados em cercear, censurar a imprensa, nem surgiu porque algum membro do PT foi atingido de maneira vil pelo noticiário. Ela nasceu de uma construção democrática, e em nada fere direitos como a liberdade de imprensa e de expressão.

Imaginar o contrário disso é uma ofensa não só à história mas também à inteligência dos petistas e dos brasileiros de forma geral.

É impossível controlar a livre circulação de informação num regime democrático, ainda mais em tempos de internet. E nós, mais do que ninguém, somos os últimos interessados nisso.

Quando falamos em regular a mídia, nos referimos a criar condições para que a informação deixe de ser controlada por meia dúzia de famílias, a serviço de poucos interesses. Quando defendemos o Conselho de Comunicação, falamos em cumprir o que determina a Constituição desde 1988.

Entendemos a comunicação como um direito. Estamos na luta para que esse direito se estenda a todos os brasileiros.

E queremos debater o tema, ainda que isso não seja do agrado dos que se apropriam do discurso democrático para impedir o avanço da democracia no Brasil.

*André Vargas é secretário nacional de comunicação do PT e deputado federal pelo Paraná

Fortaleza não pode ficar refém de posturas rasteiras e oportunistas, diz articulista

323 6
Em artigo no O POVO deste sábado e em seu Blog (POVO Online), o professor Antonio Mourão Cavalcante comenta a sucessão 2012 em Fortaleza. Ele avalia a briga interna vivida pelo PSB entre o grupo cidista e o grupo de Sérgio Novais pelo comando partidário, além da língua solta de Ciro Gomes azedando tal script que foge do debate prioritário: a cidade. Confira:.
Dois fatos evidenciam que a operação sucessão municipal já foi desencadeada. Primeiro, o conflito dentro do PSB municipal de Fortaleza, quando Sérgio Novais tentou apresentar sua irmã Eliane Novais como candidata a prefeita de Fortaleza. A reação do outro grupo foi violenta. Destituíram-no da presidência do partido. Irá a direção nacional intervir no assunto? No segundo fato, a incrível capacidade de Ciro Gomes em gerar confusão. Uma frase foi o suficiente para transformar a discussão em clima de bate-boca, conflito de comadres…
Não é bem isso o que esperamos de nossos políticos, mesmo reconhecendo que alguns deles só sabem agir dessa forma. Esse tipo de procedimento não é democrático, mas fascista. Monta um discurso hegemônico. Totalitário. Ameaçador. Destrói a possibilidade do contraditório. Arrota uma sabedoria alimentada pela arrogância…
Fortaleza não pode ficar refém de posturas tão rasteiras e oportunistas. A cidade cresceu. Hoje tem inúmeras universidades e institutos de ensino superior, tem uma máquina de negócio que é líder na região. Grupos econômicos, industriais, comerciais e agrícolas que exigem uma postura mais ampla e destituída de paixões amalucadas.
Nega-se uma discussão mais aprofundada de nossos problemas: a educação, a saúde, os transportes, a segurança e tantos outros que solicitam urgência… Perdemos a oportunidade de uma reflexão madura. De colocarmos as alternativas e quais grupos abraçam que soluções? Chegando o tempo da propaganda eleitoral, o espaço nobre da TV e do rádio será ocupado por programas pasteurizados, cheios de glamour e promessas mentirosas, terrivelmente iguais. O pessoal do marketing vai maquiar as propostas e será tudo uma geleia geral. Penso que é hora das lideranças fomentarem, com urgência, uma reflexão sobre os problemas que nos afligem, arrancando compromisso sério e cobrança posterior.

* Antonio Mourão Cavalcante,

Médico psiquiátrica, professor universitário e antropólogo

a_mourao@hotmail.com

Ter o candidato da aliança na sucessão em Fortaleza é direito do PT, diz secretário-geral

201 1

“Ter o candidato da aliança na sucessão da Prefeitura de Fortaleza, nas eleições do próximo ano, é um direito do PT. Pelo menos é o que pensa o secretário-geral nacional do partido, Elói Pietá. De acordo com o dirigente, o principal objetivo da legenda no Ceará é manter a aliança com o PSB do governador Cid Gomes, “que tem adotado postura coerente e consonante com a estratégia para 2012”. Para Pietá, “o governador Cid Gomes tem sido muito coerente nessa questão, de entender que é um direito do PT ter a sucessão. Na medida em que o PSB está com o Governo do Estado, nós estamos na Prefeitura da Capital”, defendeu Pietá.

Em Fortaleza para participar do 10º debate do ciclo “Brasil hoje e suas perspectivas”, promovido pela Fundação Perseu Abramo e pelo Partido dos Trabalhadores, o secretário visitou O POVO, na tarde de ontem, acompanhado do deputado federal Artur Bruno (PT-CE) e do presidente da agremiação em Fortaleza, Raimundo Ângelo. Na ocasião, Pietá revelou que, embora Fortaleza seja uma das prioridades do PT, dentre as capitais governadas pelo partido, é Recife que deve demandar maior atenção do alto comando da legenda, em especial, do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O motivo são as dissidências entre os correligionários João da Costa (PT), atual prefeito da Capital, e João Paulo (PT), ex-prefeito.

“As questões em Fortaleza estão sendo bem conduzidas. Aqui não tem crise. Vamos chegar a um acordo. Para você ter ideia, eu conversei com o Lula recentemente sobre Recife. Nem tocamos em Fortaleza, porque está tudo bem”, afirmou. “O diálogo com o PSB aqui é bom”, concluiu.

“Lula, o mediador”

Segundo o secretário, caberá ao ex-presidente Lula mediar casos de discordância, dentro e fora do partido, projetando eleições futuras. “Pensamos 2012, sem deixar de levar em conta 2014”, disse. O dirigente rebateu ainda críticas feitas pelo ex-assessor de Lula, Frei Betto, que em recente visita à Fortaleza, afirmou ao O POVO que o PT “trocou um projeto de Brasil por um projeto de poder”, fruto de alianças feitas para a “obtenção” de verbas para as campanhas eleitorais, que levam à corrupção.

Pietá afirmou ter “enorme admiração” por Frei Betto. Porém, o ex-assessor só olhou para o lado negativo da aliança. “O lado positivo são os avanços. Agora, quando você se alia, os vícios vêm junto. O poder é tentador”.

(O POVO)