Blog do Eliomar

Categorias para Política

Greenpeace critica política ambiental de Lula

O Greenpeace está divulgando nota criticando a política ambiental do Governo Lula que, nesta semana, vai estar participando dos debats finais da Cop-15, em Copenhague. Confira:

Lula, como era esperado, prorrogou mais uma vez a entrada em vigor do decreto 6514, que finalmente regulamentava, depois de 44 anos, as punições previstas para crimes ambientais pelo Código Florestal Brasileiro. O decreto, que obrigava a averbação definitiva de reservas legais e áreas de proteção permanente em propriedades rurais e estabelecia o reconhecimento por parte dos fazendeiros de seus passivos ambientais, só vai valer para daqui a dois anos.

Mas o presidente, além do adiamento do decreto, também deu um presentão de Natal para a turma da motosserra: uma anistia para qualquer pessoa que desmatou ilegalmente até hoje, num valor de R$ 10 bilhões que deixarão de ir para os cofres públicos.

A coisa vai funcionar assim. Basta o fazendeiro dizer onde deveria estar sua reserva legal, reconhecer que desmatou além da conta e prometer que vai recuperá-lo num prazo de três décadas e – abracadabra – todas as multas em que ele incorreu por não cumprir as leis que protegem o ambiente no Brasil desaparecem. Quem desmatou leva o perdão à vista, enquanto pode pagar o que deve ao país a prazo.

Lula concedeu tudo o que a bancada da motosserra exigiu e ainda passou o recado de que, no Brasil, o crime compensa. Para as florestas brasileiras, no entanto – fundamentais para ajudar a reverter as mudanças climáticas – o novo decreto ambiental que o presidente assina não traz um mísero mimo sequer. Enquanto em Copenhague, semana que vem, o governo pedirá ajuda financeira para conservar as florestas, por aqui ele perdoa a dívida.

Lula prefere atender a interesses econômicos de alguns em vez de pensar no bem comum de todos os brasileiros: a garantia de um ambiente saudável para esta e as próximas gerações.

Não havia realmente vontade de colocar o texto em prática. Desde que o decreto foi lançado, em julho do ano passado, seu governo não tomou uma providência – como
políticas que estimulem a produção responsável, a capacitação dos produtores rurais e investimentos em fiscalização – para garantir que a lei seria respeitada.

A prorrogação e a anistia não apenas atestam a irresponsabilidade do governo como livra a sua candidata à Presidência de fazer valer a lei. Historicamente, o desmatamento aumenta em anos de eleição, quando órgãos do governo atrelados à busca por votos evitam multar. Se o decreto entrasse em vigor, haveria chiadeira dos floresticidas, já de olho em 2010. Sem o decreto, as florestas ficam mais vulneráveis, tombando ao sabor de governos incapazes de controlar as motosserras.

A medida de Lula tornada pública hoje renova a esperança do setor mais atrasado da bancada ruralista de ter seus pecados eternamente perdoados – e portanto passíveis de repetição. Adiar soluções para os problemas do passado, sem apontar qual seria a proposta do governo o Código Florestal, apenas garante que eles tenham tudo para continuar a se reproduzir no futuro.

Ex-presos políticos do Ceará fazem confraternização

A Associação 64 / 68 & Anistia e a Comissão Especial de Anistia Wanda Sidou, em parceria com a Casa de Amizade Brasil-Cuba (Ceará) e o Instituto Frei Tito de Alencar, promovem neste domingo festa de confraternização.

Com direito a feijoada, a partir das 11 horas, na Casa José de Alencar, reunindo associados, amigos e familiares.

DETALHE – Sem mandar convite para o pessoal do Governo do Estado. É que, nos últimos meses, as indenizações dos processos relacionados aos ex-presos políticos têm sido pagas à prestação.  

Caso Arruda – Empresas denunciadas continuam prestando serviços ao GDF

“Apesar dos flagrantes de pagamentos de propina e negociatas identificados nos vídeos gravados pelo ex-secretário de Relações Institucionais do Governo do Distrito Federal (GDF) Durval Barbosa, empresas denunciadas no suposto esquema em Brasília ainda não receberam punições e continuam prestando serviços a secretarias da administração pública distrital. É o caso da Linknet, da Info Educacional e da Uni Repro, as quais representantes, entre proprietários e diretores, foram filmados negociando e entregando quantias em dinheiro a Durval Barbosa, autor das gravações, no 10° andar do anexo do Palácio do Buriti, sede do governo.

Segundo as investigações da Polícia Federal (PF) e do Ministério Público Federal (MPF), autorizadas pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), as três empresas eram algumas das entidades que financiavam o suposto esquema descoberto em Brasília. São citadas também as empresas Vertax e Adler, dentre outras. No “mensalão do DEM de Brasília”, a lista de crimes ainda inclui quadrilha, peculato, corrupção ativa, corrupção passiva, fraude à licitação, crime eleitoral e crime tributário.

Para o deputado distrital Reguffe (PDT), todas as empresas citadas nas investigações deveriam ter os contratos com o GDF suspensos. “Entrei com um pedido no Ministério Público Federal para que seja realizada uma auditoria em todos os contratos das empresas citadas no inquérito. Deveriam ser feitas novas licitações. Defendo a rescisão imediata das entidades envolvidas, desde que não prestem serviços públicos essenciais”, afirma o parlamentar, que disputa uma vaga na CPI da Câmara Legislativa que analisará o pedido de impeachment do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM).

Já a especialista em licitações Simone Zanotello afirma que sob o aspecto legal e administrativo, as empresas cujos representantes foram flagrados pagando supostas propinas a membros do governo podem continuar prestando serviços aos órgãos do GDF. “A partir das imagens, deve-se abrir um processo que determinará o que deve ser feito. Até lá, legalmente, as empresas podem continuar sendo contratadas. No entanto, sob o aspecto moral, o ideal seria realizar novas licitações para a contratação de novas empresas”, diz.

A assessoria de comunicação do GDF informou ao Contas Abertas que, “passada a fase de verificação do conteúdo das denúncias no processo do STJ, o governo vai agora criar uma comissão especial que irá verificar todos os contratos com as empresas envolvidas nas denúncias”. De acordo com a assessoria, “somente após essa analise é que serão definidas as medidas a serem adotadas”.

(Contas Abertas)

TR dá perda de R$ 9,6 bi ao FGTS do trabalhador

tassojeri

“Se as contas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) fossem corrigidas pelo IPCA (o índice oficial de inflação usado pelo governo), os trabalhadores brasileiros teriam seus saldos no fundo engordados em mais R$ 9,86 bilhões somente neste ano.
Esse valor corresponde à perda que os trabalhadores tiveram porque as contas do FGTS são corrigidas, como determina a lei, pela TR (Taxa Referencial) mais juros de 3% ao ano. Neste ano, a TR rendeu apenas 0,8716%, enquanto o IPCA está em 4,22% nos últimos 12 meses até novembro. Assim, excluídos os juros, a perda é de 3,32%.
Mesmo que à TR sejam acrescidos os juros de 3% ao ano -como enfatiza o governo, quando divulga o rendimento do FGTS-, ainda assim há perda de 0,31% para os trabalhadores, porque são 3,90% para o fundo ante os 4,22% da inflação oficial pelo IPCA.
Em consequência, o rendimento do fundo neste ano foi o menor desde a sua criação, em 1966 -portanto, há 43 anos.
Quando se diz “perda”, não significa que o dinheiro foi tirado das contas, mas sim que deixou de ser creditado. Traduzindo em números: uma conta do FGTS com R$ 100 em dezembro de 2008 tem R$ 103,90 hoje, incluindo os juros (o último crédito deste ano foi feito no dia 10 deste mês). Para apenas acompanhar a inflação, era preciso que essa conta tivesse, no mínimo, R$ 104,22.
Como se nota, o dinheiro do trabalhador está perdendo poder de co mpra, uma vez que não acompanha sequer a inflação. Em resumo, o dinheiro que o trabalhador tem hoje no fundo compra menos do que comprava ao final do passado.

R$ 55,7 bi em sete anos
O valor de R$ 9,86 bilhões -uma espécie de “expurgômetro” do fundo- foi calculado pela ONG Instituto FGTS Fácil. Segundo os cálculos, que não incluem os juros de 3%, desde dezembro de 2002 os trabalhadores já perderam 30,12% por conta do uso da TR.
Segundo Mario Avelino, presidente do instituto, o uso da TR nos últimos sete anos já resultou em prejuízo acumulado de R$ 55,74 bilhões para todos os trabalhadores que têm conta no FGTS. Assim, o saldo das contas em nome dos trabalhadores, que era de R$ 179,3 bilhões em setembro, poderia estar em R$ 189,2 bilhões; se fossem somadas as perdas desde 2002, o saldo hoje seria de, no mínimo, R$ 235 bilhões.
Um exemplo da perda: quem tinha R$ 10 mil no FGTS em dezembro de 2002 tem hoje R$ 14.320. Se fosse usado o IPCA para corrigir o saldo, essa conta deveria ter R$ 18.634 (esses valores não incluem os depósitos mensais). Perda: R$ 4.314.
Avelino diz que só o trabalhador perde, mas os ganhos vão para o governo federal, os Estados e os municípios (que obtêm dinheiro barato para obras de saneamento básico e infraestrutura urbana), a Caixa (gestora do fundo, que gasta menos para corrigir os saldos das contas), as empresas (no caso de demissão sem justa causa, terão de pagar multa menor ao trabalhador dispensado -de cada 100 trabalhadores demitidos no país, 65, em média, são sem justa causa).

Solução é mudar
No momento, os trabalhadores continuarão amargando perdas, uma vez que a lei 8.036/90 (que determina a correção pela TR) está sendo cumprida. Avelino diz que “a única forma de essa situação ser mudada seria a aprovação de algum dos projetos em tramitação na Câmara e no Senado”.
No Senado há o pro jeto de lei nº 193/2008, do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), que prevê a troca da TR pelo IPCA. Já foi aprovado na Comissão de Assuntos Sociais do Senado e está na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, para ser votado.
Há também o projeto de lei nº 581/2007, do senador Paulo Paim (PT-RS), que pede a substituição da TR pelo INPC. Há ainda na Câmara o projeto de lei nº 4.566/2008, que também pede a troca da TR pelo IPCA.”

(Folha Online)

Tânia quer PSDB disputando o Governo

Ex-presidente do PSDB de Fortaleza, Tânia Gurgel está defendndo a tese de que seu partido tenha candidato a governador em 2010. “É importante para o nosso fortalecimento político“, defende.

Mas ela recolhe asas quando indagada sobre opções: “A questão é arranjar um nome que empolgue.“ Tânia não comunga com a ideia de que o senador Tasso Jereissati tenha que disputar para o Governo. Avalia que a reeleição de Tasso seria boa para a legenda e para o País.

Ela dá uma certeza: vai disputar cadeira de deputada estadual.

Adesão da Venezuela ao Mercosul entra na última semana de votações do Senado

“Depois de terem esgotado a discussão sobre o protocolo de adesão da Venezuela ao Mercosul na última quarta-feira (9), os senadores deverão, segundo acordo firmado pelos líderes, iniciar as votações da última semana de trabalhos legislativos do ano com a deliberação sobre o projeto de decreto legislativo (PDS 430/08) que aprova o documento.

Adiada há mais de um mês, a decisão gerou divergência entre o governo e oposição. De um lado, governistas destacam a importância da adesão do ponto de vista econômico, político e cultural, ressaltando o papel de liderança do Brasil no contexto da América Latina. Já a oposição denuncia como antidemocrático o comportamento do presidente venezuelano, Hugo Chávez, o que seria obstáculo à integração, dada a cláusula democrática do Mercosul.

Além disso, os oposicionistas temem que as atitudes, tidas como belicistas, de Chávez perturbem as relações diplomáticas e comerciais do Brasil com outros países foram do Mercosul.

O projeto foi aprovado na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) no final de outubro, após a realização de uma série de audiências públicas com embaixadores e membros do Ministério das Relações Exteriores. O voto em separado do senador Romero Jucá (PMDB-RR), favorável à adesão, venceu o do relator, Tasso Jereissati (PSDB-CE), contrário à entrada da Venezuela no mercado comum.”

(Agência Senado)

Serra estaria se separando

serraj

“Uma crise familiar envolve a surpreendente demissão, ontem, da assessoria da primeira-dama de São Paulo, Mônica Serra, no Fundo de Solidariedade que ela preside. As ordens teriam partido do próprio governador tucano José Serra. Fontes do governo garantem que foram pelo menos 12 os demitidos, além de 18 pessoas por ela indicou para outros cargos. Amigos do casal lamentam a “iminente separação”.

Só um

Oficialmente a assessoria de Serra reconhece apenas a demissão de um dos principais assessores da primeira-dama paulista.

Juntos

A assessoria do governador José Serra (PSDB) diz apenas que ele e a esposa “permanecem casados”.

Peso político

Se for mesmo confirmada, a separação de José Serra pode ter reflexos no futuro político do governador e até em candidatura presidencial.

Tango argentino
José Serra, aliás, tem feito viagens freqüentes a Buenos Aires, sempre na maior discrição. Deve ser a saborosa carne portenha.”

(Coluna do Cláudio Humberto)

Agentes penitenciários entram em greve

Os agentes penitenciários decidiram, na manhã deste sábado, paralisar as atividades por tempo indeterminado. Segundo lideranças sindicais, até que o Governo do Estado envie à Assembleia Legislativa a mensagem de reajuste salarial e de regulamentação do Plano de Cargos e Carreiras, em negociação desde março do ano passado.

O superintendente do Sistema Penal, coronel Taumaturgo Granjeiro, disse que a greve não prejudicará a visita de parentes aos presos, mas haverá restrições quanto à revista de alimentos.

(Com POVO Online)

Ciro se diz arrependido de estar numa Câmara que privilegia a safadeza

“O deputado federal e pré-candidato à Presidência da República, Ciro Gomes (PSB), transpareceu ontem toda a sua indignação e arrependimento por fazer parte da Câmara de Deputados. Eleito com mais de 667 mil votos, o ex-ministro afirmou que o seu local de trabalho há quase três anos dá privilégio ao analfabetismo e à safadeza.

“É algo impressionante. Quanto mais inteligente, menos espaço se tem“, afirmou o parlamentar, durante uma palestra realizada ontem no Centro Cultural Oboé. Na mesma ocasião, ele também se disse determinado a “não cometer mais o erro“ de falar “palavras azedas“.

Como exemplo para suas criticas, Ciro citou o deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Ciente de que a afirmação poderia lhe render um novo processo, o deputado cearense disparou: “Eu não sei de onde este cara tirou tanto prestígio. Ele é o relator da CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira), ele é o relator da isenção do IPI (Imposto Sobre Produtos Industrializados) – de exportação -, ele é o relator dos trambiques que se fazem nas medidas provisórias, ele foi presidente da Comissão de (Constituição e) Justiça. E o que se fala dele não é publicável“, atacou.

Para Ciro, a situação tem de ser revertida imediatamente. “É assim que é. Ou a gente muda isso ou o Brasil não aguenta. Tenho dito isso ao Lula: -Olha, com essa base aí, até com você tá dando pra ir. Agora eu não aguento, a Dilma não aguenta, o Serra não aguenta, a Marina não aguenta-“, disse ele, se referindo aos quatro pré-candidatos que devem disputar o comando do Planalto em 2010. Em seguida, profetizou: “Se a gente não mudar essa equação, está marcada uma crise política pra bem aí, em 2011“.

As críticas vieram no momento que o deputado falava sobre a “radicalização paroquial“ entre o PT e o PSDB: quando um chega ao poder, o outro fecha a porta para o diálogo, forçando alianças “com tudo que não presta na política brasileira“. Desta forma, cria-se “uma trama de safadeza política, promiscuidade, corrupção e clientelismo“. “É preciso encerrar isso. Essa é a razão pela qual eu luto há tantos anos para ser presidente“.

Pede pra sair
A fala áspera de Ciro veio após afirmar que está “sofrendo lá na Câmara“, e condenar a forma como são conduzidas as discussões em plenário. Para ele, nada de concreto é produzido após horas de sessão. “Vocês não sabem como é chocante. Eu não quero mais, eu quero ir embora dali ontem. É exasperante“, reclamou Ciro.

Para o presidenciável, as conversas são por demais fragmentadas, deixando-se de lado temas considerados de relevância nacional, como as reformas política, previdenciária e tributária, que há anos se arrastam no Congresso. “Após nove horas (de debate), não se produziu absolutamente nada, a não ser um teatro de mau gosto para mandar recados ao povo“.

(Jornal  O POVO)

Lúcio Alcântara reúne PR em clima natalino

lucioalcanta

Sob o comando do ex-governador Lúcio Alcântara, o Partido da República reunirá durante missa de confraternização natalina suas lideranças da Capital.

O ato litúrgico ocorrerá a partir das 12 horas deste sábado, na Igreja de Nossa Senhora de Nazaré, no bairro Montese.

Lúcio Alcântara, pelo menos até agora, está disposto a disputar cadeira de deputado federal. Mudança de rota dependrá das futuras composições políticas, dizem seus amigos próximos.

Contas do PPS são aprovadas com ressalvas

“A ministra Carmen Lúcia Antunes Rocha, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), aprovou com ressalvas as contas do Partido Popular Socialista (PPS) referentes a 2001.

Inicialmente, a Coordenadoria de Exame de Contas Eleitorais e Partidárias (Coepa) do TSE havia recomendado a desaprovação das contas por detectar diversas irregularidades. Após a sétima análise do processo, com diligências e informações prestadas pelo partido, a Coepa alterou o parecer para recomendar a aprovação parcial, uma vez que foi cumprida a maioria das exigências formais contidas na legislação, restando apenas inconformidades relativas a despesas com telecomunicações, livraria e repasses financeiros aos diretórios regionais.

A partir desse parecer, a ministra aprovou com ressalvas e determinou que o  Ministério Público seja comunicado sobre repasses do partido a Fundação Astrogildo Pereira. Os repasses somam mais de R$ 40 mil e são provenientes do Fundo Partidário e também de recursos próprios.”

(Com Agências)

PSDB critica palavrão de Lula em nota oficial

O PSDB nacional divulgou, nesta sexta-feira,  uma nota oficial sobre o palavraão que o presidente Lula soltou durante solenidade no Maranhão. Confira a nota assinada pelo presiente nacional tucano, o senador Sérgio Guerra (PE):

“O palavrão que saiu da boca do presidente Lula num discurso choca menos pela grosseria do que pela sinceridade. Um general-presidente da época do “milagre econômico” brasileiro disse uma vez que o país ia bem mas o povo ia mal.

“O atual presidente disse, com outras palavras, que ele mesmo vai bem, mas o povo vai mal.

“De fato, o povo vai mal. E não só em matéria de saneamento básico, que foi o contexto do palavrão presidencial. Na saúde, na educação, na segurança pública, nas estradas, nos portos, na energia elétrica, há uma distância chocante entre a dura realidade dos brasileiros e o triunfalismo dos discursos do presidente Lula.

“Se pelo menos o país fosse tão bem como o presidente se esforça para nos fazer acreditar. Mas não vai.

“O fraco desempenho da economia no terceiro semestre de 2009 desmente mais uma vez a retórica oficial sobre a crise financeira. Na hipótese mais otimista, vamos terminar o ano com zero ou quase zero de crescimento do PIB.

“De quebra, o dado sobre o PIB apurado pelo IBGE desacredita o número sobre criação de empregos divulgado pelo Ministério do Trabalho. Como, onde o Brasil iria criar 1 milhão de novos postos de trabalho com a economia estagnada? Candidata-se ao prêmio Nobel o economista que explicar esse outro “milagre”.

“Mais chocante é perceber que o presidente Lula, depois de sete anos de governo, não se sente nem um pouco responsável pelo fato de o país e o povo estarem onde ele disse que estão.

“Seu governo fragilizou a economia nacional com doses estratosféricas de juros. Demorou a corrigir o erro, ainda assim timidamente, enquanto o resto do mundo derrubava os juros a zero para amenizar o impacto da crise financeira.

“Quem senão o presidente Lula deixou isso acontecer? Quem senão ele pode impedir a nova elevação dos juros que já se anuncia, para euforia dos especuladores e desespero dos empresários e trabalhadores da indústria e da agricultura brasileiras?

“Grosseiras ou não, sinceras ou não, as palavras que brotam em enxurrada da boca do presidente encobrem cada vez menos sua omissão contumaz diante dos problemas do Brasil real”.

(Comentário Blog do Noblat: “O atual presidente disse, com outras palavras, que ele mesmo vai bem, mas o povo vai mal”. Não, Lula não disse isso. Nem mesmo “com outras palavras”. Ele falava de saneamento básico. Acabara de afirmar que nenhum governo fez mais do que o dele para tirar o povo da merda. E encaixou, encantado com a própria retórica, que uma de suas missões era “tirar o povo da merda”. A nota do PSDB deturpa o sentido original das palavras proferidas por Lula no seu já célebre sermão de São Luís.)

VAMOS NÓS – Assisti ao discurso e, sinceridade, não me senti agredido pelo que Lula falou. Ele desabafou e usou expressou que, aliás, bem poderia representar a atitude de muitos que se dizem representantes do povo.

Cid é Personalidade do Turismo 2009

O governador Cid Gomes (PSB) receberáàs 20 horas desta sexta-feira comenda Personalidade do Turismo 2009. A solenidade ocorrerá no Hotel Praia Centro e é uma homenagem da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), regional do Ceará.

DETALHE – Depois dessa solenidade, o governador esticará até a festa anual da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), no La Maison Coliseu, onde o homenageado será Luiz Teixeira de Carvalho, controlador da Newland, que receberá o Troféu Iracema.

PMDB se irrita com fala de Lula sobre o vice para Dilma

“O PMDB reagiu nesta sexta-feira à afirmação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de que o partido deve indicar uma “lista tríplice” para que a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) escolha o candidato a vice em 2010.

Irritado com as palavras de Lula, o líder do PMDB na Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (RN), disse que o partido respeita a discussão interna do PT, mas que a recíproca tem que ser “absolutamente verdadeira”.

“O PT já definiu sua candidatura à Presidência. Seus critérios e discussões internas merecem o respeito, a lealdade e a confiança do PMDB. Mas a recíproca tem, e terá, que ser absolutamente verdadeira. E o nosso partido sequer admite pensar diferente. O ‘correto’ para o PMDB é o que o PMDB entender ser o correto”, afirmou o líder.”

* Da Folha Online e Reuters Leia mais.

Ilário vai deixar presidência do PT e disputar cadeira federal

ilroo

O presidente regional do PT, Ilário Marques, já está como pré-candidato a deputado federal em 2010. Ele disse que tomou essa decisão e que sua mulher, a deputada estadual Rachel Marques (PT), também postulará a reeleição. “Vamos fazer uma dobradinha!”, disse Ilário.

Essa declaração sua abre para uma outra leitura: o ministro José Pimentel (Previdência Social) deve mesmo disputar uma das vagas de senador ano que vem, embora sempre afirme que só tratará do tema em março. Politicamente, Ilário é aliado de Pimentel e, como tal, ficaria com o espólio eleitoral do ministro.

Ilário Marques dá essa certeza, lembrando que José Pimentel tem amplas condições, ao lado de Eunício Oliveira, presidente regional do PMDB e pré-candidato ao Senado, de lograr êxito no pleito do ano que vem.

Lembra o dirigente petista um detalhe: Pimentel “é um dos melhores quadros da atual administração federal” e, principalmente, amigo do presidente Lula. Ilário deixará o comando petista em fevereiro próximo, quando assumirá a presidência da legenda a prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins. Ele tenta antecipar a posse. Ainda não conseguiu.

Na próxima semana, fará nova reunião da executiva estadual para tratar do assunto. “Quero ver se antecipo para uma semana antes de 20 de fevereiro, que é a data prevista. Mas essa data coincide com nosso congresso petista. Acho que antecipando uma semana antes dá”, expôs Ilário, alegando ter muitas questões particulares para resolver futuramente.

José Alencar avisa: se ficar curado, vai querer mandato

“O presidente em exercício, José Alencar, afirmou nesta sexta-feira (11) que poderá disputar as eleições de 2010, caso fique curado do câncer no abdome. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva está em Lima, no Peru, desde a noite de quinta-feira (10). “Falam que eu tenho que ser candidato lá em Minas (Gerais) a senador ou a deputado. Eu não posso ser candidato a prefeito e a vereador porque no ano que vem não tem eleição (municipal). Mas o resto eu posso ser. Se ficar curado, porque, se Deus não me curar, eu não posso ser candiato a coisa nenhuma”, disse Alencar.

O vice-presidente afirmou ainda que não seria capaz de disputar uma eleição se não tivesse condições de exercer o mandato. “Jamais levarei meu nome a uma candidatura se não estiver em condições de exercer o mandato, porque não seria honesto. Mas, se estiver curado, aí é até uma ordem”, avaliou.

Alencar participou da cerimônia de posse da diretoria do Conselho Diretor e do Conselho Fiscal do Clube de Engenharia, no Rio de Janeiro.”

(Com Agências)

Jornal El País escolhe Lula como “Personalidade do Ano”

lulla

“O presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi escolhido personagem do ano pelo jornal espanhol “El País” e qualificado pelo líder do governo da Espanha, José Luis Rodríguez Zapatero, como um “homem cabal e tenaz”, em um artigo publicado nesta quinta-feira no site do diário. O perfil de Lula fará parte de um suplemento especial elegendo “Os 100 do Ano” entre homens e mulheres ibero-americanos que marcaram 2009. O artigo será publicado pelo “El País” no domingo, mas foi antecipado por sua versão digital.

O encarregado de traçar o perfil do presidente brasileiro foi Zapatero, que lembra que o conheceu em setembro de 2004, após a incorporação da Espanha à Aliança Contra a Fome, liderada pelo presidente brasileiro, em uma cúpula organizada pelas Nações Unidas em Nova Iorque. “A ocasião não podia ter sido melhor”, diz. Após lembrar suas modestas origens, Zapatero destaca que, pelas mãos de Lula, “seguindo o caminho aberto por seu antecessor, Fernando Henrique Cardoso, o Brasil, em apenas 16 anos, deixou de ser o país de um futuro que nunca chegava para se transformar em uma formidável realidade, com um brilhante porvir e uma projeção global e regional cada vez mais relevante”.

O presidente do governo espanhol considera que o Brasil “é um dos países emergentes que conta com uma democracia consolidada, e está chamado a desempenhar nas décadas seguintes uma crescente liderança política e econômica no mundo, como já vem fazendo na América Latina com notável acerto”. O artigo de Zapatero aponta que “Lula tem o imenso mérito de ter unido a sociedade brasileira em torno de uma reforma tanto ambiciosa quanto tranquila”. “Está sabendo, sobretudo, enfrentar, com determinação e eficácia, os desafios da desigualdade, da pobreza e da violência, que tanto lastreou a história recente do país.”

(Blog da Folha)

DEM decide processar deputado que escondeu dinheiro na meia

“O diretório do DEM do Distrito Federal se reuniu na manhã desta sexta-feira e abriu processo disciplinar, por falta grave, contra o deputado distrital Leonardo Prudente , presidente licenciado da Câmara Legislativa do DF. Em um dos vídeos gravados pelo ex-secretário do GDF Durval Barbosa, Prudente aparece enchendo os bolsos e meias de pacotes de dinheiro.

Estavam presentes na reunião o presidente do diretório local e vice-governador do DF, Paulo Octávio, além de outros 12 integrantes da Executiva regional.

Segundo o secretário-geral do DEM-DF, Flávio Couri, o rito do processo será o mesmo que a Executiva Nacional usou no caso Arruda: notificação do Prudente, prazo de oito dias corridos para que ele apresente a defesa e prazo de dois dias para o relator apresentar o voto à Executiva. O relator do caso é Nilo Cerqueira.”

(Globo Online)