Blog do Eliomar

Categorias para Política

Conta-gotas – O novo secretariado de Luizianne Lins

A prefeita Luizianne Lins (PT) anunciará seu novo secretariado na próxima sexta-feira. O horário da entrevista coletiva ainda não foi marcado e o local deve ser o Paço Municipal (Vila União).

Anote alguns nomes já definidos:

Saúde – Alex Mont’Alverne

Procuradoria Geral do Município – Martônio Mnt’alverne (permanece)

Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico – José de Freitas Uchoa (permanece)

Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Controle Urbano – Deodato Ramalho

Instituto de Previdência do Município – Mário Mamede (permanece)

Instituto Doutor José Frota – Messias Barbosa (deve permanece)

Ettufor – Ademar Gondim (permanece)

Secretaria Municipal da Cultura – Fátima Mesquita (permanece)

DETALHE – As conversações prosseguem até sexta-feira para o preenchimento dos demais cargos.

Copa 2014 – Tucana propõe medalha para Tasso e cidadania para presidente da CBF

taniaa

A deputada estadual Tânia Gurgel (PSDB) apresentou requerimento, nesta terça-feira, durante pronunciamento na Assembleia Legislativa, solicitando a concessão da Medalha Mérito Legislativo ao senador Tasso Jereissati (PSDB) “pelos relevantes serviços prestados ao Ceará”.

Na justiifcativa, a partlamenta acrescenta que foi nos três governos de Tasso Jereissati que o Ceará ganhou importantes obras de infraestrutura que habiltiam Fortaleza a disputar a indicação para subsede da Copa 2014″.

Citou como exemplos o Aeroporto Internacional Pinto Martins, o novo estádio  Castelão, os acessos rodoivários, o Projeto Sanerar, que ampliou a rede de esgoto e água da cidade, o Centro Dragão do Mar entre outros.

A parlamentar, além da homenagem, apresentou oficialmente à Casa o requerimento que propõe a concessaõ do título de Cidadão Cearense ao presidente a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira.

Presidente do TCM discute a criação do Conselho Nacional dos Tribunais de Contas

tcmm

O presidente do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), Ernesto Saboya, encontra-se, nesta terça-feira, em Brasília. Ele vai participar de reunião da comissão especial da Câmara que trata do projeto de criação do Conselho Nacional dos Tribunais de Contas.

Esse organismo atuará como uma espécie de CNJ dos tribunais de contas estaduais e municipais fiscalizando a atuação nessa área, além de ter a missão de definir regras e procedimentos para melhorar a qualidade do serviço prestado aos gestores públicos.

Ernesto vai expor um pouco da experiência do TCM cearense e, principalmente, repassar ações feitas em parceria com a sociedade civil e avanços no campo do controle de contas via informatização. Essa comissão especial que trata da criação do Conselho Nacional dos Tribuinais de Cotas tem como presidente o deputado federal cearense Mauro Benevides (PMDB).

A prefeita e a Copa 2014

“Passada a euforia do anúncio de que Fortaleza ficou entre as 12 cidades subsedes da Copa 2014, caberá agora ao governador Cid Gomes (PSB) e à prefeita Luizianne Lins (PT) a responsabilidade de implementar projetos apresentados à Fifa. Isso, porque o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, avisou que se as escolhidas não cumprirem direitinho o caderno de exigências, poderão ser mandadas para o chuveiro. Essa cobrança, em especial, recairá mais sobre a administração municipal que, há mais de quatro anos, ainda não conseguiu concretizar promessas da primeira gestão. Bom lembrar o caso do estádio Presidente Vargas que, desde fevereiro de 2008, está fechado e somente em julho, segundo previsão da prefeita, terá licitação para obas de reforma sendo lançada. O fortalezense, mais do que ninguém, torce pelo cumprimento do dever de casa. Quem sabe, sob pressão, Luizianne engrene a primeira marcha… ”

(Coluna Vertical, do O POVO)

Deputados do PSDB querem Tasso e Cid juntos em 2010

cidtasso

O PT deixa essa cena se repetir em 2010?

“Com o argumento da “afinidade política”, deputados do PSDB querem ver o senador Tasso Jereissati (PSDB) e o governador Cid Gomes (PSB) juntos na campanha pela reeleição de ambos em 2010. Grande parte dos parlamentares tucanos consultados pelo O POVO veem a aliança de Cid com o PT como uma questão secundária e que não lhes diz respeito: o importante é o apoio do Palácio Iracema. “Eu defendo Tasso e Cid juntos pelo fato de terem uma afinidade, uma história, o mesmo estilo de governar”, argumentou o deputado Osmar Baquit (PSDB).

Conforme O POVO mostrou no último domingo, a cobiçada segunda vaga da coligação em torno da reeleição de Cid pode acabar num apoio “informal” à candidatura de Tasso, que também vai tentar a reeleição em 2010. O PT, que queria lançar um candidato a senador, ao lado da já anunciada candidatura do deputado Eunício Oliveira (PMDB), pode ficar apenas com a vaga de vice-governador.

Afinidade
Não é apenas a “afinidade” que motiva os deputados do PSDB a apoiarem uma coligação informal com o grupo de Cid. A disputa por bases eleitorais é a principal resposta para o apoio tucano ao governador.

Para o líder da bancada do PSDB na Assembleia, João Jaime, “tudo é possível” e, caso uma aliança – mesmo informal – seja concretizada, será vista “com bons olhos”. “Mas também tem a questão nacional”, disse, lembrando que, em 2002, por causa da verticalização, houve um apoio de Tasso à senadora Patrícia Saboya (PDT) nos moldes do que se pensa para 2010. “Na época, a Patrícia era do PPS e não podia coligar aqui, por conta das questões nacionais, mas acabou saindo com Tasso”, lembrou. No entanto, o deputado afirmou que um “acordo branco”, se houver, se daria apenas no âmbito legal, porque na prática será efetivo.

Já o vice-líder da bancada do PSDB na Assembleia, Tomás Filho, avalia que o apoio oficial será mais vantajoso, mas apenas se as condições do cenário nacional permitirem. “A gente tem uma candidatura forte a presidente e necessita de palanques estaduais”, argumentou.

Uma das mais ligadas a Tasso, a deputada Tânia Gurgel analisa o fato de Cid hoje estar com o PT. “Fica difícil a compreensão, mas olho para o lado do que já fizeram juntos (Cid e Tasso). Mas não sei como fica a verticalização, o palanque nacional”, disse.”

(Jornal O POVO)

Senado paga auxílio-moradia até para ministros

103

“A tentativa de regularizar o pagamento de auxílio-moradia no Senado colocou em situação ilegal três ministros: mesmo depois de terem trocado o Senado pela Esplanada, Alfredo Nascimento (Transportes), Hélio Costa (Comunicações) e Edison Lobão (Minas e Energia) continuaram recebendo o benefício, o que é proibido.
Até este mês, os três ministros receberam um total de R$ 345.800. A direção do Senado mandou suspender os pagamentos a partir deste mês e estuda pedir o dinheiro de volta.
Desde 2005 como ministro, Hélio Costa recebeu irregularmente R$ 178.600 de auxílio-moradia; Alfredo Nascimento, R$ 110.200, e Lobão, R$ 57.000. Lobão pediu a suspensão do pagamento em abril deste ano, segundo sua assessoria, após ter dúvidas sobre se poderia ou não receber o benefício.
Os três ministros informaram que não sabiam da ilegalidade nos pagamentos e avisam que devolverão o dinheiro se houver uma decisão do Senado neste sentido.
O ato que regulamenta o auxílio-moradia foi revalidado na semana passada, após a Folha revelar que o mesmo havia sido revogado em dezembro de 2002. Para evitar que todos os senadores tivessem que devolver o dinheiro recebido no período sem regra, o Senado revalidou o ato com efeito retroativo a 5 de dezembro de 2002.

Ministro sem direito
O texto do Senado, porém, afirma que “perderá o direito ao recebimento do auxílio-moradia” o senador quando “se licenciar para exercer cargo de ministro de Estado”.
Como ministros, os senadores poderiam optar por receber auxílio-moradia do Executivo. O valor, no entanto, é mais baixo. Enquanto o governo federal paga R$ 2.687,10, no Senado são R$ 3.800,00.
Além disso, no Executivo é preciso apresentar nota para comprovar a despesa com moradia, o que não era exigido pelo Senado até este mês.
Os salários de Costa, Lobão e Nascimento também são pagos pelo Senado, mas, neste caso, a Constituição permite que eles façam a opção pelo maior valor. O Senado paga R$ 16,5 mil por mês, enquanto o Poder Executivo paga R$ 10,7 mil.
O terceiro-secretário do Senado, Mão Santa (PMDB-PI), disse que “as irregularidades serão sanadas, no sentido de corrigir possíveis dis

CPI da Petrobras mostra divisão na base aliada

“Um dia antes da instalação da CPI da Petrobras, prevista para as 14h desta terça-feira, o governo ainda tentava, na noite de segunda, apagar um incêndio na sua base. A resistência do líder do PMDB, Renan Calheiros (PMDB-AL), em indicar o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), como relator, tem preocupado muito o Planalto.

É o que mostra reportagem de Gerson Camarotti na edição desta terça em O Globo. A intenção do governo é garantir a escolha de Jucá para a relatoria e de um aliado de confiança para a presidência da comissão, sendo que o nome mais forte é o do senador João Pedro (PT-AM).

Mas Renan estaria insistindo, nos bastidores, em ter uma pessoa de sua estrita confiança na relatoria, contrariando acordo feito com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva na semana passada. Os governistas vão cobrar de Renan esse compromisso, já que o próprio Lula evitou a indicação do líder do PT, senador Aloizio Mercadante (SP), para a CPI, atendendo a um pedido do peemedebista.

O governo teme ficar refém do líder do PMDB na CPI da Petrobras. Avaliação feita na noite desta segunda pelos articuladores do governo era de que a situação estava “complicadíssima”.

(O Globo)

Câmara aprova emenda do divórcio

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (2), em segundo turno, a proposta de emenda à Constituição (PEC) que altera as regras do divórcio. Pelo texto, os casados, no momento da separação, já podem entrar imediatamente com o pedido.

A proposta foi aprovada por 315 votos a 88, com cinco abstenções. Em primeiro turno, no dia 20 de maio, foram 375 votos a favor e 15 contrários. A PEC ainda precisa ser aprovada em dois turnos no Senado.

A PEC altera o parágrafo 6º do artigo 226 da Constituição Federal, que hoje afirma que “o casamento civil pode ser dissolvido pelo divórcio, após prévia separação judicial por mais de um ano nos casos expressos em lei, ou comprovada separação de fato por mais de dois anos”.

Hoje, a Câmara entendeu que a redação deverá ficar da seguinte maneira: “casamento civil pode ser dissolvido pelo divórcio consensual ou litigioso”. Os deputados resolveram ainda suprimir a expressão “na forma da lei”, constante na proposta original, por entender que a mesma abria brecha para que uma lei ordinária venha até a aumentar o prazo previsto para a concessão do divórcio.

De acordo com o autor, deputado Sérgio Barradas Carneiro (PT-BA), a PEC suprime o instituto da separação judicial e o prazo de dois anos de separação para que se concretize o divórcio. “Não mais se justifica a sobrevivência da separação judicial, em que se converteu o antigo desquite”, afirma.

Segundo Carneiro, impõe-se a unificação no divórcio das hipóteses de separação dos cônjuges, sejam litigiosos ou consensuais. “A submissão a dois processos judiciais [separação judicial e divórcio por conversão] resulta em acréscimos de despesas para o casal, além de prolongar os sofrimentos evitáveis”, diz o deputado.”

(Folha Online)

Com Dilma subindo, é hora de Serra se mexer, recomenda ex-ministro

jungman

“Com as últimas pesquisas apontando o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), pré-candidato ao Palácio do Planalto, perdendo distância para a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), o deputado federal Raul Jungann (PPS) disse que “já está na hora de o tucano se mexer”. Pelo menos foi o que ele revelou ter ouvido de “tucanos graúdos”. O crescimento da petista, segundo o parlamentar, se deve principalmente à transferência de votos que o presidente Lula vem passando para a sua possível sucessora.

Para Jungmann, Serra deveria se articular mais principalmente depois de cobranças surgidas em alas do Democratas e do próprio ninho tucano. “O que está em jogo não é apenas São Paulo, mas o Brasil”. O parlamentar reconheceu hoje, em entrevista ao programa Folha Política, na Rádio Folha FM 96,7, do Recife, que Lula tem “uma biografia altamente singular”, além de ter conseguido notoriedade e respeito junto aos principais líderes internacionais.

Por outro lado, Jungmann creditou o sucesso do presidente graças ao governo anterior de Fernando Henrique Cardoso (PSDB). “Lula se identifica como alguém que está ao lado dos pobres. Temos que mostrar que podemos ir muito além”, ressaltou o deputado.”

(Blog da Folha)

Ciro Gomes está de volta ao Brasil

cirogomes

“Me aguaaarde!”

O deputado federal Ciro Gomes, presidenciavel do PSB, desembarcou nesta segunda-feira no Brasil, mais precisamente pelo Aeroporto Internacional do Rio, após cerca de um mês de estudos na Universidade de Harvard, nos EUA. Ciro estava em missão oficial, já que, segundo sua assessoria, integra comissão especial do Congresso que estuda a crise internacional.

Nos EUA, ele circulou entre o eixo Nova York-Boston e manteve contato com instituições financeiras como o BID e Banco Mundial.

Ciro retornou no momento em que, nas pesquisas sobre eleições 2010, ele oscila entre o segundo e o terceiro lugar perdendo, em algumas enquetes, para a ministra-chefe da Casa Civil e presidenciavel do PT, Dilma Rousseff.

A ordem agora é retomar o giro de palestras pelo Brasil já que, digamos, a rotina da Câmara dos Deputados não agrada ao parlamentar.

Moroni diz para Blog que ganha da liderança do DEM, mas trabalha

O presidente regional do DEM, ex-deputado federal Moroni Torgan, em contato com o Blog nesta segunda-feira, mandou os seguintes esclarecimentos acerca da informação de que ele ganha da liderança sem trabalhar. A informação foi divulgada pelo jornal Correio Braziliense e aqui veiculada. Confira:

1. Trabalho e bato o ponto diariamente e isso é controlado pelo Departamento Pessoal da Câmara dos Deputados;

2. Cumpro tarefas de consultoria para a liderança do DEM nas áreas de Segurança Pública, Direito Penal, Processo Penal e em áreas especiais como leis nos setores dos entorpecentes;

3.  Também não conto com assessoria. Tenho pessoas que trabalham comigo e que são da lidernaça do DEM para quem eu trabalho;

4. Estou licenciado da Polícia Federal por ocupar essa função na liderança do DEM. Dizem até que eu demoro a aparecer no Ceará. É porque cumpro missões aqui em Brasília”.

MPF denuncia três executivos da Camargo Correa pro fraude e formação de quadrilha

“O Ministério Público Federal em São Paulo denunciou três executivos da construtora Camargo Correa pelos crimes de fraude contra o sistema financeiro, evasão de divisas, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. De acordo com a Procuradoria, eles participavam de um esquema ilegal de dinheiro para o exterior. Os crimes foram descobertos na Operação Castelo de Areia, da Polícia Federal, que também verificou doações da construtora para diversos partidos políticos.

A Procuradoria denunciou também os doleiros Kurt Paul Pickel, José Diney Matos e Jadair Fernandes de Almeida por operação de instituição financeira ou de câmbio ilegal, fraude financeira, evasão de divisas, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

Os executivos denunciados são Pietro Bianchi, Fernando Dias Gomes e Dárcio Brunato. De acordo com o Ministério Público Federal, um quarto executivo da Camargo Correa e duas secretárias da empresa podem responder por evasão de divisas e quadrilha. Procurada, a construtora ainda não se manifestou sobre a denúncia.”

(Folha Online)

CNT/Sensus – Avaliação de Lula sobe para 81,5%

“A avaliação do governo federal e do presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a subir em maio deste ano, segundo pesquisa CNT/Sensus divulgada nesta segunda-feira. A aprovação da população brasileira ao presidente Lula subui de 76,2% em março deste ano para 81,5% em maio. Já a avaliação positiva do governo cresceu de 62,4% em março para 69,8% em maio.

O diretor do instituto Sensus, Ricardo Guedes, avalia que Lula e o governo voltaram a crescer nas pesquisas em consequência da estabilidade do Brasil frente à crise econômica internacional.

“Ele ainda está no patamar recorde, é um dos mais altos patamares registrados pelas pesquisas. A avaliação negativa da crise foi maior em março e os resultados agora mostram que o país está mais adequado à crise”, afirmou.

Em março deste ano, o governo Lula registrou a primeira queda em sua popularidade desde setembro do ano passado, quando a gestão do petista vinha registrando sucessivos recordes positivos.

Entre os eleitores que avaliam negativamente o governo federal, o índice em maio caiu para 5,8% contra 7,6% em março. Já os eleitores que avaliam o governo como regular somam 23,9% em maio contra 29,1% em março deste ano.

A avaliação negativa do presidente Lula também caiu em maio, de acordo com a pesquisa. Segundo a CNT/Sensus, 15,7% dos brasileiros desaprovam o petista. Em março, o índice negativo de Lula era de 19,9%. Outros 2,9% não responderam à pergunta em relação ao desempenho do presidente Lula.”

(Folha Online)

CNT/Sensus – Dima Rousseff empata com Serra na pesquisa espontânea

“Pré-candidata do PT à presidência da República em 2010, a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) empatou tecnicamente na disputa com o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), em um dos cenários da pesquisa divulgada nesta segunda-feira pela CNT/Sensus. Serra e Dilma aparecem tecnicamente empatados com 5,7% e 5,4% das intenções de voto na pesquisa espontânea (em que os eleitores falam espontaneamente os nomes do candidatos). Serra vence Dilma quando os nomes dos candidatos são apresentados aos apresentados. Por esse mecanismo, Serra ganharia com 40,4% das intenções de voto contra 23,5% de Dilma. Em março, Serra tinha 45,7% e Dilma 16,3%.

A pesquisa ainda mostra que a ex-senadora Heloísa Helena (PSOL) receberia 10,7% dos votos, contra 11% da pré-candidata em março. Os votos em brancos, nulos e indecisos somam 25,6%.

Pesquisa Datafolha divulgada neste fim de semana mostrou Serra com 38% das intenções de voto contra 16% de Dilma. A distância entre Serra e Dilma diminuiu de 30 para 22 pontos entre o mais recente levantamento de maio e o anterior de março.

A diminuição da intenção de voto entre Serra e Dilma foi verificada também na pesquisa CNT/Sensus. Em março, última edição da pesquisa CNT/Sensus, Dilma havia registrado somente 3,6% na pesquisa espontânea contra 8,8% de Serra.

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), aparece em quarto lugar na pesquisa espontânea com 3,0% das intenções de voto, seguido pelo deputado Ciro Gomes (PSB-CE), com 1,1%. Os demais candidatos não alcançaram 1% das intenções de voto na pesquisa espontânea.

O crescimento de Dilma, segundo Guedes, é consequência da percepção do eleitorado brasileiro de que a petista é efetivamente candidata –mesmo depois do anúncio de que sofre de câncer linfático. “O PT tem uma identificação espontânea no eleitorado, é uma candidata que angaria os votos do partido. É uma tendência normal”, disse Guedes.

Terceiro mandato

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, apesar de não poder disputar o terceiro mandato, ainda aparece como líder na pesquisa espontânea com 26,2% das intenções de voto. O percentual de votos em Lula subiu em relação a março, quando 16,2% dos eleitores afirmaram que votariam no petista.

O diretor do instituto Sensus, Ricardo Guedes, disse acreditar que o crescimento de Lula na pesquisa espontânea tem relação ao crescimento do seu desempenho pessoal –que subiu de 76,2% em março deste ano para 81,5% em maio.”

(Folha Online) 

Copa 2014 – Secretário dos Esportes do Ceará participará de seminário da Fifa

ferrucio

O secretário dos Esportes do Ceará, Ferrúcio Feitosa, informou, nesta segunda-feira, que já terá um compromisso importante neste mês sobre Copa 2014. Ele vai participar, no período de 8 a 10 próximos, no Rio de Janeiro, de seminário da Fifa, com apoio da CBF.

O objetivo é começar a discutir o cronograma das obras necessárias para que as 12 subsedes rtame possam receber a Copa.

Sobre a reforma do Estádio Castelão, ele informou que o governo estadual definiu o seguinte calendário: assinar a orderm de serviço até  28 de dezembro de 2010 e concluir todas as intervenções

Aprovação dos paulistas a Serra atinge 56%

“Com dois anos e cinco meses à frente do Palácio dos Bandeirantes, o governador José Serra (PSDB) é aprovado por 56% dos paulistas, revela a mais recente pesquisa Datafolha . A taxa dos que consideram a gestão do tucano ótima ou boa oscilou positivamente três pontos percentuais desde março (data do levantamento anterior), quando era de 53%.

O índice dos que avaliam como regular o atual governo permaneceu estabilizado em 33% e dos que reprovam a gestão oscilou negativamente dois pontos – 11% para 9%.

Em uma escala de zero a dez, Serra alcança entre os entrevistados pelo instituto a nota média 6,7, praticamente a mesma auferida em março, 6,6.

O Datafolha ouviu 2.058 moradores do Estado com16 anos ou mais entre os dias 26 e 28 de maio. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Em março de 2007, após três meses à frente do Estado, Serra recebeu dos paulistas 39% de ótimo/bom, 37% de regular e 16%de ruim/péssimo.

Após 11 meses de gestão, em novembro de 2007, o índice de ótimo/bom chegou a 49%, o de regular a 35% e o de ruim/péssimo recuou para 12% em relação a março daquele ano.”

Boquinha – Moroni é acomodado em cargo na Câmara

moronui

“Perder a disputa pela reeleição na Câmara não significa ficar longe da folha de pagamento do Congresso. Ex-deputados que amargaram a derrota nas urnas nas últimas votações são colocados em cargos de confiança das lideranças partidárias com os maiores salários disponíveis. Como se não bastasse, alguns conseguem até a liberação do trabalho.

É o caso de Almir Sá, que foi deputado por Roraima de 1999 a 2002 e, em 2003, assumiu como suplente. Filiado ao PR, Sá recebeu o apoio da legenda que até o ano passado tinha seu conterrâneo Luciano Castro como líder.

O ex-parlamentar é bem conhecido pelos funcionários da liderança, mas nenhum o viu trabalhando. O atual líder da legenda, Sandro Mabel (GO), justifica a ausência do servidor com o antigo argumento de realização de “trabalhos externos”. “Não dá para colocar uma pessoa do nível do ex-deputado sentado no gabinete. Ele fica fora, fazendo articulações para nós junto a ministérios e outras coisas”, disse.

Visto pelos corredores da Câmara apenas duas vezes por semana, o ex-deputado Moroni Torgan (CE) integra a lista de funcionários do DEM. Com o salário de R$ 9,5 mil, o ex-parlamentar ganhou o direito a uma vida parecida com a dos tempos em que tinha um mandato. Um assessor foi designado para “acompanhá-lo”. É ele quem recebe os recados e repassa a Torgan as demandas e o resumo dos acontecimentos no Congresso enquanto o ex-deputado está no estado.

A propósito, a frequência do ex-parlamentar na Casa é semelhante a dos atuais mandatários. Segundo relatos dos servidores da liderança do partido, o ex-deputado cumpre a agenda de congressista: chega a Brasília geralmente às quartas-feiras, circula pelas comissões e ministérios e retorna ao Ceará na quinta-feira à noite. No gabinete da liderança, passa apenas para assinar o ponto. O que, de acordo com os relatos, pode acontecer uma única vez por semana.

A reportagem não encontrou Torgan na Câmara durante os últimos dias. Mas cumpriu o ritual dos que tentam um contato com o ex-deputado. Falou com seu assessor, Paulo Dutra, que prometeu repassar o recado quando ele chegasse à capital federal na próxima quarta-feira. De acordo com Dutra, Torgan tem muitas funções na liderança.

Faz articulações nos ministérios e prepara propostas referentes à segurança pública para serem apresentadas pela legenda. Graças ao emprego no Legislativo e às negociações para tentar a disputa por uma vaga de deputado em 2010, o cearense licenciou-se da Polícia Federal.”

(Correio Brziliense)

Copa 2014 – Cid ironiza fato de Tasso ter antecipado que Fortaleza seria subsede

cidlu

O anúncio de que Fortaleza seria subsede da Copa 2014, o que foi confirmado neste domingo pela Fifa nas Bahamas, trouxe à tona um componente político.

Durante entrevista coletiva, na Residência Oficial, e tendo ao lado a prefeita Luizianne Lins (PT), o governador Cid Gomes respondeu a várias perguntas. Uma, no entanto, mostrou que a Copa poderá significar muito politicamente no ano que vem.

Um repórter perguntou a Cid sobre o que ele achava do fato do senador tucano Tasso Jereissti ter antecipado, sexta-feira última, em Itapipoca, que Fortaleza seria subsede do certame. Cid, abrindo um sorriso meio amarelo, olhou para um lado e para o outro onde estava a colega Luizianne e falou:

– Acho que ele (Tasso) leu no Blog do Anselmo Gois.

O jornalista Anselmo Gois divulgou o nome das 12 subsesdes, na última sexta-feira, em seu Blog na página do Globo Online.

Cid poderia ter evitado esse, digamos, ato falho?

Datafolha 2010 – PSDB ficaria em último se Aécio fosse o candidato

“Pesquisa Datafolha divulgada neste domingo na Folha (íntegra disponível para assinantes do jornal ou do UOL) mostra que, se Aécio Neves fosse o candidato tucano a presidente em 2010, o PSDB teria apenas 14% dos votos, ficando em último lugar.

Nesse cenário, Ciro Gomes (PSB) fica em primeiro nas intenções de voto, com 24%. O governador de Minas Gerais perderia ainda para Dilma Rousseff (PT), que teria 19%, e ficaria tecnicamente empatado com Heloísa Helena (PSOL), que somaria 15% dos votos.

Entrevistados que optaram por branco, nulo ou nenhum candidato somam 18% e os que não sabem em quem votariam representam 10%. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Distância entre Serra e Dilma cai 8 pontos
Aprovação a Lula volta a patamar recorde
Dilma diz que Lula está certo ao afirmar que vai eleger sucessor
Hipótese de 3º mandato de Lula divide o eleitorado, aponta Datafolha
Eleitor elogia o anúncio do câncer de Dilma, mas teme doença

Em um cenário com José Serra no lugar de Aécio pelo PSDB, os tucanos têm 38% das intenções de voto. Dilma (16%) aparece em segundo lugar, tecnicamente empatada com Ciro Gomes (15%) e à frente de Heloísa Helena (10%). Brancos/nulos/nenhum candidato somam 10% e os que não sabem somam 8%.

Em relação à pesquisa anterior, a ministra do presidente Lula subiu cinco pontos percentuais, enquanto Serra perdeu três. É o melhor resultado de Dilma na série histórica do levantamento.”

(Folha Online)