Blog do Eliomar

Categorias para Política

Presidente do BNDES diz que está “cheio de dinheiro” para emprestar

“Estamos cheios de dinheiro e cheios de vontade de emprestar”, disse nesta sexta-feira (18) o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Dyogo Oliveira, na abertura do seminário Desafios e Oportunidades do BNDES para o Crédito, realizado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), em São Paulo.

“Nossa economia está em estado grave, mas nós estamos pensando nas ações certas e numa postura de transparência e diálogo”, disse Oliveira. “Vamos entrar numa nova era. A era dos juros baixos”, completou.

Para o presidente do BNDES, as empresas vivem hoje “um processo de desalavancagem”. “Sabemos da necessidade de melhoria das condições de financiamento. Estamos fazendo a digitalização do banco, que vai ser mais ágil e mais flexível. Vamos oferecer mais alternativas”.

Dyogo Oliveira citou como exemplo uma linha com taxa fixa de 10% ao ano, segundo ele, sem “semelhante no mercado”. “Temos o BNDES Garagem, para investir em jovens promessas, empreendedores com boas ideias”. Segundo Dyogo Oliveira, é importante lembrar que as linhas tradicionais do banco continuam disponíveis. “Não se assustem se o BNDES ligar para vocês para oferecer alguma oportunidade”, disse.

Outro alvo da atenção do banco, conforme Dyogo Oliveira, são os prazos de financiamento. “O nosso prazo de financiamento à inovação foi ampliado de 12 para 20 anos”, disse. “Estamos sempre pensando na ampliação dos prazos para não comprometer o fluxo de caixa das empresas”.

(Agência Brasil)

O bem que possa o governante é e sempre será a fórmula consagrada do bom êxito

Com o título “Mudar cenários com ações concretas”, eis artigo do presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Fortaleza, Assis Cavalcante. Confira:

Conta-se que um reino enfrentava grandes dificuldades, tal o espírito de rebeldia em certas famílias, levando a província ao desespero. O dever de administrar com inteireza de propósitos leva o rei a convocar um hábil juiz, depois um doutrinador famoso, um sacerdote, um médico e um general célebre. Nenhum, a seu modo, consegue operar a mínima alteração e a perturbação prossegue. Quando a morte começava a ceifar vidas, o imperante, triste, convida um sábio a ocupar-se do posto. Dirigindo-se em pessoa à região conflagrada, observa as necessidades e, com ações concretas a bem de todos, improvisa escolas, incentiva o serviço e a educação, luta com valioso espírito de entendimento e fraternidade, eliminando a desconfiança, a dureza e a indecisão dos espíritos inconformados. Somem as discórdias, reina a paz.

Guardemos o ensinamento. O bem que possa o governante é e sempre será a fórmula consagrada do bom êxito. Muitas são as dificuldades; milhões de vidas, milhões de necessidades e desejos. Se o cerne da questão repousa na firme e sincera decisão de acertar (no trabalho conjunto governo/pessoas), a colheita dos melhores frutos está assegurada. No combate aos efeitos da violência que assola o País, na última quarta-feira, foi aprovado o projeto que cria o Sistema Único de Segurança Pública, visando a disciplinar a organização e o funcionamento dos órgãos responsáveis pelo setor, de maneira a garantir a eficiência de suas atividades. Será coordenado e gerido pelo Ministério Extraordinário de Segurança Pública e abrangerá os três entes da federação.

A esse respeito, recebemos na CDL representantes do Município e do Estado para expor sobre a questão; fizeram relato da situação atual e do porvir, na perspectiva de dias melhores. É a articulação de políticas públicas para a redução de fatores predisponentes e desencadeantes da violência, com investimentos em tecnologia e inteligência. Com o apoio de programas continuados e sérios de saúde e educação de qualidade, que existem, chegaremos a bom termo. Desconfiança e dureza combatem-se com boa vontade e trabalho.

*Assis Cavalcante

assisvisao@secrel.com.br

Lojista e presidente da CDL Fortaleza.

Camilo transforma almoço com Luizianne e Guimarães em chá das cinco

Abraçados pela mesma causa.

O governador Camilo Santana (PT) receberá domingo, às 17 horas, após dois adiamentos, os deputados federais Luizianne Lins e José Guimarães para tratar de eleições.

Os dois querem o PT fora do “blocão” de aliados que disputará cargos proporcionais. Mas, querem também que uma das vagas ao Senado seja do petismo.

No PT, Camilo é visto como um petista genérico dos Ferreira Gomes.

(Foto – Divulgação)

Ciro Gomes pode ganhar apoio do PSB

O ex-governador Cid Gomes (PDT) jantou, nessa quarta-feira, em Brasília, com a bancada federal do PSB, num encontro articulado pelo deputado federal Odorico Monteiro.  No menu, buscou apoio pró-presidenciável Ciro Gomes.

Ele saiu satisfeito, mas deve procurar Carlos Siqueira, presidente nacional dos socialistas, para amiudar as conversações.

Por falar em Ciro, um dado: ele mandou nota para o Blog garantindo ser “completamente sem fundamento” nota da Veja Online, aqui replicada, informando que estaria pensando em trocar a disputa de senador por um mandato de deputado federal.

(Foto – Veja)

Era Geisel – O erro de quem cala e o equívoco de quem minimiza

Com o título “O erro de quem cala e o equívoco de quem minimiza”, eis artigo do jornalista Guálter George, editor de Política do O POVO. Ele aborda as posturas de Camilo Santana (PT) e do general Theóphilo, pré-candidato tucano ao Governo, sobre relatório da CIA envolvendo a Era Geisel com torturas e assassinatos. Confira:

Sinceramente, estou em dúvida no meu esforço de concluir sobre o que é pior na maneira como reagiram ao devastador memorando da Central de Inteligência Americana (CIA) dois dos principais personagens da disputa eleitoral prestes a começar no Ceará em 2018, no caso, o governador Camilo Santana (PT), que deve tentar reeleição, e o general Guilherme Theóphilo (PSDB), cuja voz começa a ser percebida como contraponto mais evidente aos que despacham atualmente desde o Palácio da Abolição. De um lado, silêncio total e absoluto; de outro, um esforço de escamotear a gravidade da descoberta com o recurso à estratégia de desacreditar o documento, pura e simplesmente.

Duas formas incorretas, ao meu ver, de fazer parte de uma discussão que é emblemática para o País, envolve uma etapa da nossa história que precisamos discutir com maturidade para, exatamente, estabelecer as condições necessárias para que nunca mais se repita nos seus excessos, desvios e, até, nos crimes que eventualmente possibilitou ou encobriu. Em nenhuma circunstância deve-se admitir como natural que pessoas sejam eliminadas como efeito de uma disputa que, na essência, tem a manutenção do poder como única justificativa apresentável.

De Camilo Santana não há uma frase pública, um gesto, uma palavra sequer que se conheça como reflexão sua sobre o que acaba de ser revelado pelo pesquisador Matias Spektor, da Fundação Getúlio Vargas. É relevante que um político de um partido de esquerda, que governa um estado onde também há ainda muita ferida a ser cicatrizada do período militar, manifeste o que pessoalmente pensa acerca de novas, e aterrorizantes, descobertas sobre o que acontecia naqueles porões. Em tempos de redes sociais utilizadas para qualquer tipo de comunicação pelo governador, relevante e irrelevante, a manifestação poderia estar lá, por exemplo, caso alguém questione se ele foi demandado a falar acerca do tema.

No caso do General Theophilo, até existe uma fala pública acerca do documento da CIA, mas, lamente-se, a opção foi pelo desprezo absoluto à densidade do conteúdo revelado. O uso do termo “fake” para resumir o pensamento dele acerca da confiabilidade da informação dá um sentido de atualidade semântica, ao mesmo tempo em que busca tirar a gravidade de uma coisa absolutamente séria, onde um presidente da República, Ernesto Geisel, aparece em relatos de conversas nas quais se admitia uma autorização do Palácio do Planalto para que adversários políticos fossem assassinados. Trata-se, afinal, de um memorando oficial da principal agência de inteligência do governo dos Estados Unidos, descoberto e tornado público por um professor que, até hoje, apresenta-se confiável e respeitável nos trabalhos acadêmicos que assina.

O cálculo estratégico, olhando os comportamentos na perspectiva de uma eleição que bate à porta, indica que o silêncio de Camilo tem peso para parte dos seus simpatizantes, abrigados numa faixa de maior crítica ao que o País viveu em seus 31 anos de ditadura militar, especialmente quando comparado à postura do General, que, ao contrário, alinhou-se no mesmo sentimento dos ex-colegas de farda ao colocar em xeque a credibilidade do estudo. Ficamos nós, assim, entre o nada e o desdém, impedidos de conhecer o pensamento efetivo de ambos acerca dos limites que precisam estar impostos a quem assume o exercício do poder.

*Guálter George

gualter@opovo.com.br

Editor de Política do O POVO.

Acrísio Sena – Perseguição ao PT se aprofunda porque Lula continua liderando as pesquisas

Do presidente do PT de Fortaleza, vereador Acrísio Sena, recebemos nota em que ele diz que a “perseguição ao PT se aprofunda com desespero dos golpistas com a liderança de Lula nas pesquisas” Confira:

Está em curso a tentativa de destruir o maior partido de esquerda da América Latina. Não é em vão cobertura truculenta da mídia sobre o PT, muitas vezes em cima de factoides, com a anuência do Poder Judiciário.

Lula, o maior presidente da história do Brasil, é hoje um preso político. Sem provas. Sem direito a visitas. E agora, a pedido de uma organização de direita, um juiz mandou retirar os benefícios aos quais Lula tem direito como ex-presidente – tais como motoristas e seguranças – estabelecidos na Constituição.

Paralelamente, há a invasão da Polícia Federal à residência da presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann, e o retorno do fundador do Partido, José Dirceu, à cadeia. Enquanto isso, vários golpistas – notadamente tucanos – condenados ou respondendo processo com provas irrefutáveis, estão soltos. A cada dia, a perseguição se torna mais evidente: a balança da Justiça pende somente para um lado.

Nada disso é por acaso. O desespero dos golpistas é enorme. Porque mesmo neste cenário, Lula é líder absoluto e cresce em todas as pesquisas. Querem calar à força a voz do PT, mas o povo, que está sofrendo na pele as consequências do golpe, já percebeu que sua vida piorou e quer de volta o país com democracia e distribuição de emprego e de renda.

Como presidente do PT quero me solidarizar aos companheiros Lula, Dirceu e Gleisi e chamar a militância a se insurgir, ocupar as ruas e protestar. Na próxima terça-feira, 22 de maio, estarei na tribuna da Câmara Municipal para denunciar estes abusos. Não nos calaremos. Não aceitaremos. Vamos à luta! Lula livre! Democracia já!

*Acrísio Sena

Presidente do PT Fortaleza.

Dirceu vai se entregar e está preocupado com filha de 7 anos

A poucas horas de se entregar à Superintendência da Polícia Federal (PF) em Brasília, o ex-ministro José Dirceu está “absolutamente sereno”, porém “indignado”, segundo o deputado distrital Chico Vigilante (PT-DF), que tomou café da manhã com ele nesta sexta-feira (18). O deputado informou ainda que a maior preocupação de Dirceu é como explicar a situação para a filha mais nova, Maria Antônia , de 7 anos. O ex-ministro aproveitou o início da manhã para revisar alguns capítulos do livro que está finalizando.

“Está revisando um dos capítulos do livro dele. Conversou um pouco com a filha pequena, que não foi hoje à escola. O cuidado maior que ele tem é com a menina. Para a família, isso já era esperado”, disse o deputado ao deixar o prédio onde Dirceu mora, no bairro do Sudoeste, região de classe média alta em Brasília.

Chico Vigilante disse que Dirceu cumprirá a decisão judicial e se entregará à PF dentro do prazo, até as 17h de hoje. “Ele vai cumprir a decisão judicial e recorrer às esferas superiores. Já que a juíza [Gabriela Hardt, substituta da 13ª Vara Federal] disse que ele tem de se entregar até as 17h, ele vai se entregar antes das 17h. Sobre cumprir a pena em Curitiba [ou em Brasília], cabe aos advogados decidir.”

A ordem para que Dirceu se entregue foi dada pela juíza substituta do titular Sérgio Moro, que está fora do país. Ela determinou a execução provisória da condenação de Dirceu a 30 anos e nove meses de prisão pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e participação em organização criminosa, no âmbito da Operação Lava Jato.

Decisão

A prisão do ex-ministro foi decidida após o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) rejeitar, no início da tarde dessa quinta-feira (17), o último recurso de Dirceu contra a condenação na segunda instância da Justiça. Ainda cabe recurso às instâncias superiores.

Além de negar o recurso, a Quarta Seção do TRF4 determinou a imediata comunicação à 13ª Vara Federal para que fosse determinada a prisão, com base no entendimento do Supremo Tribunal Federal que autoriza a execução da pena após o fim dos recursos na segunda instância.

Condenação

Dirceu foi condenado por Moro a 20 anos e 10 meses de prisão em maio de 2016. Em setembro do ano passado, o TRF4 aumentou a pena para 30 anos e nove meses. A pena foi agravada devido ao fato de o ex-ministro já ter sido condenado por corrupção na Ação Penal 470, o processo do mensalão.

Edição: Graç

Em clima de palestra, presidenciável Manuela D’Ávila lota teatro da Unifor

A presidenciável do PCdoB, deputada estadual Manuel D’Ávila, testa, nesta manhã de sexta-feira, sua popularidade. Ela lota o Teatro Celina Queiroz, da Unifor, em clima de palestra. Aborda o tema “O Futuro da Nação e a Universidade que Queremos”.

Após esse compromisso, a pré-candidata dará entrevista coletiva na Assembleia Legislativa.

Já às 14 horas, Manuela D’Ávila se deslocará com lideranças do PCdoB até o bairro Bom Jardim, onde conhecerá o trabalho do Instituto Katiana Pena. Essa entidade trabalha com crianças e jovens em situação de risco, oferecendo atividades culturais como dança.

Às 17 horas, Manuela seguirá para o auditório Murilo Aguiar, da Assembleia Legislativa, onde apresentará seu plano de governo. Isso em clima de debate.

(Foto – Jâmia Figueiredo)

Presidente do Congresso anuncia obra hídrica para a região de Várzea Alegre

Saiu edital do Dnocs para a construção do açude Barbosa na cidade de Várzea Alegre, a 446 km de Fortaleza. A obra está orçada em cerca de R$ 100 milhões e, segundo o presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira, é “um sonho de 60 aos da população daquela região do Estado.”

O projeto atenderá também moradores da sede de Lavaras da Mangabeira, do distrito Arrojado, de Lavras, e a sede do município de Cedro, adianta Eunício.

“É o segundo grande açude assinado com a Presidência da República e que atende a nosso pleito”, adianta Eunício. O primeiro foi o Lago de Fronteiras, em Crateús, que está em obras.

DETALHE – Eunício Oliveira já está em Fortaleza e confirma que, neste sábado, pela manhã, vai ao município de Sobral (Zona Norte), participar do lançamento de um pacote de obras ao lado do governador Camilo Santana (PT) e do prefeito Ivo Gomes (PDT).

(Foto – Agência Senado)

Ex-secretário de Luizianne chama direção do PT de “frouxa” e avisa a Camilo: “Defender Ciro é de lascar!”

3235 1

Geraldo Acioli, histórico petista, ex-secretário da gestão Luizianne Lins e hoje assessor da senadora Regina Sousa (PT/PI), manda nota de Brasília para o Blog. Ele comenta a declaração do governador Camilo Santana (PT) que, no Estadão, defendeu a chapa Ciro-Haddad. De quebra, bate na cúpula estadual do partido, que admite abrir mão da vaga de senador. Confira:

“Caro Eliomar de Lima,

Nunca vi uma direção estadual do PT cearense tão frouxa e subserviente. Lamento a inclusão de Eunício numa chapa conosco. Nossa base não vota nele.”

Ainda na nota, Geraldo sugere :”Camilo Santana devia deixar o PT, seguindo assim conselho antigo do seu pai, Eudoro. Defender Ciro é de lascar!”

(Foto – Marta Soares)

Projeto que institui a Semana Estadual pela Não Violência Contra a Mulher é aprovado na Assembleia

A Assembleia Legislativa aprovou o projeto de lei, de autoria da deputada Aderlânia Noronha (SD), que institui a Semana Estadual pela Não Violência Contra a Mulher, a ser comemorada na última semana do mês de novembro. “A instituição dessa matéria chega como reforça à campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra Mulheres, uma mobilização mundial, instituída desde 1991, e celebrada anualmente a partir de cada dia 25 de novembro, alcançando já 160 países, justifica a parlamentar.

As atividades se estenderão até 10 de dezembro, que é o Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres.

“A Semana Estadual pela Não Violência contra a Mulher sinaliza a disposição da Assembleia Legislativa de se somar a esses esforços internacionais, confirmando o compromisso histórico adotado pelo Brasil desde a instituição da Lei Maria da Penha, em 2006”, acentuou Aderlânia.

Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes é lembrado em Fortaleza

A Associação dos Conselheiros, ex-Conselheiros Tutelares e Suplentes do Estado do Ceará (ACONTESCE) acaba de lançar campanha de enfrentamento ao abuso e à exploração sexual contra crianças e adolescentes no Estado. O evento, realizado na Sala das Comissões da Assembleia Legislativa, nessa quinta-feira, foi coordenado pelo presidente da entidade, Eulógio Neto.

Marcou o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes, que está sendo lembrado nesta sexta-feira.

O evento contou com diversos parceiros como a Secretaria de Políticas Públicas Sobre Drogas, a Assembleia Legislativa, a Câmara Municipal de Fortaleza e a Aprece.

(Foto – Divulgação)

Governadores do NE fazem reunião no Recife. Camilo vai vender seu peixe político no encontro

Camilo quer Ciro e Haddad.

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta sexta-feira:

Os governadores dos nove estados do Nordeste e Fernando Pimentel, de Minas Gerais, vão se reunir hoje no Recife (PE). Oficialmente, falarão sobre ações para o rio São Francisco e debaterão uma posição conjunta sobre a privatização da Eletrobras, que deve ter impactos na região a partir de taxas pelo uso da água franciscana.

A conversa, no entanto, não se encerra aí. Como todos são majoritariamente de esquerda, deverão conversar sobre o cenário político-eleitoral do País e, em especial, como os partidos poderão caminhar de forma conjunta durante a próxima campanha presidencial.

A situação de Lula, preso em Curitiba, e os nomes que poderiam representar a esquerda em uma grande aliança nacional serão tema à parte do encontro.

Camilo Santana (PT), aliás, já deu seu recado: voltou a defender a chapa Ciro-Fernando Haddad.

FPM – Segundo decêndio de maio será creditado nesta sexta-feira

O repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) referente ao 2º decêndio do mês será creditado na conta das Prefeituras brasileiras nesta sexta-feira. O valor é de R$ 591.196.749,27 já descontada a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Em valores brutos, incluindo o Fundeb, o montante chega a R$ 738.995.936,59.

De acordo com dados da Secretária do Tesouro Nacional (STN), comparado com mesmo período de 2017, o 2º decêndio deste mês apresentou uma leve queda de – 0,08% em termos nominais, sem considerar os efeitos da inflação. Quando deflacionado, ou seja, levando em conta as consequências da inflação, o valor apresenta uma queda de 2,47%.

O presente decêndio se manteve praticamente estável em relação ao mesmo período do ano anterior. De janeiro a maio, o FPM foi positivo, sendo que março apresentou o melhor resultado até então.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) alerta aos gestores municipais para manterem cautela em suas gestões e ficarem atentos aos primeiros meses do ano, ao gerir os recursos municipais. Isso porque, historicamente, os recursos do FPM do primeiro semestre são superiores aos do segundo, o que exige a elaboração de um planejamento estratégico para não haver surpresas negativas no segundo semestre.

SERVIÇO

*Confira valores aqui.

Presidenciável do PCdoB cumprirá agenda em Fortaleza nesta sexta-feira

A pré-candidata à Presidência da República pelo PCdoB, deputada estadual (RS) Manuela D’Ávila, já está Fortaleza para cumprir  programação com objetivo de divulgar suas propostas para o País.

A partir das 9 horas desta sexta-feira, ela participará de um debate, no auditório da Biblioteca da Unifor, sobre o tema “O Futuro da Nação e a Universidade que Queremos”. Em seguida, dará entrevista coletiva na Assembleia Legislativa.

Já às 14 horas, Marnuela D’Ávila se deslocará com lideranças do PCdoB até o bairro Bom Jardim, onde conhecerá o trabalho do Instituto Katiana Pena. Essa entidade trabalha com crianças e jovens em situação de risco, oferecendo atividades culturais como dança.

Às 17 horas, Manuela seguirá para o auditório Murilo Aguiar, da Assembleia Legislativa, onde apresentará seu plano de governo. Isso em clima de debate.

Bom lembrar: Lula, antes de ser preso, destacou como novas e importantes lideranças para o Brasil a presidenciável Manuela e o presidenciável do Psol, Guilherme Boullos.

(Foto – ALRS)

Presidenciável Flávio Rocha diz que Ciro quer instalar no Brasil o “socialismo bolivariano”

O pré-candidato à presidência da República, empresário Flávio Rocha (PRB), subiu o tom ontem contra Ciro Gomes (PDT), que também pleiteia o posto de chefe do Palácio do Planalto, e o acusou de fazer “socialismo bolivariano” quando apresenta saídas para a economia brasileira, ainda estagnada após dois anos de governo Michel Temer (MDB).

Crítico da economia liberal, Ciro chegou a declarar, em palestra no município de Uberlândia, em junho de 2016, que “o liberalismo nunca produziu saída para nenhuma sociedade na história humana”. Para o conservador Flávio Rocha, “a ideologia que ele (Ciro) propugna é a do bolivarianismo socialista que devastou a Venezuela e 70 experiências socialistas no mundo”.

Defensor do livre mercado, o pré-candidato diz que a ideologia defendida pelo PRB “é aquela que está aplicada no Chile, que é uma economia livre e uma das mais liberais do mundo”. A declaração foi dada ontem na Praça do Ferreira, em passagem pelo Ceará, para apresentar a pré-candidatura para as eleições de outubro.Ligado à igreja evangélica, Flávio chegou por volta das 15h30 de ontem no Centro da Capital acompanhado de militantes do PRB — muitos oriundos de igrejas da Região Metropolitana de Fortaleza —, de membros do Movimento Brasil 200 e de integrantes do Movimento Brasil Livre (MBL). Era um verdadeiro clima de campanha. A militância barulhenta foi ao ato político com bandeiras, adesivos e gritos de guerra. “Brasil pra frente. Flávio Rocha presidente”, diziam em coro.

Viajando pelo País afora com objetivo de se tornar conhecido do grande eleitorado, Rocha afirma que sua pré-candidatura tenta evitar que os eleitores tenham que escolher “entre um projeto de extrema esquerda e extrema direita”.

Para ele, “extrema esquerda significa voltar a um período de devastação da economia e dos valores” e “um projeto de extrema direita é abrir mão da democracia”.

O pré-candidato tentou, ainda, criar diferenças entre a postulação do PRB e a pré-candidatura do deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ). Embora conservadores, Rocha disse que Bolsonaro “não tem nenhum compromisso com as ideias do livre mercado, muito menos com a democracia nem com as reformas”, que segundo ele “são absolutamente imprescindíveis” ao País.Ele diz ainda ver “uma diferença brutal” entre os dois projetos que serão apresentados ao Brasil em pouco menos de três meses.

“O que me tirou da zona de conforto foi justamente a ausência de ter em quem votar”, justificou ao O POVO.

(O POVO – Repórter Wagner Mendes)

Bancadas do PT na Câmara e no Senado mandam resposta a Camilo: Lula, mesmo preso, é candidato

As bancadas do PT na Câmara e no Senado divulgaram ontem, nota conjunta ratificando defesa da pré-candidatura à Presidência da República do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que foi condenado e preso pela Lava Jato. No documento, deputados e senadores petistas dizem que o partido não pode “fazer concessões” na luta em defesa da inocência e da manutenção dos direitos políticos do ex-presidente.

O documento foi divulgado no mesmo dia em que o jornal O Estado de S. Paulo publicou entrevista com o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), na qual ele defende que seu partido apoie a candidatura presidencial do ex-ministro Ciro Gomes (PDT), seu padrinho político, e indique o ex-prefeito Fernando Haddad (PT) como vice. Santana diz estar convicto de que Lula não conseguirá ser candidato e afirma que o PT não pode “apostar no isolamento suicida”.

“As bancadas do PT na Câmara e no Senado afirmam sua unidade em defesa da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Líder em todas as pesquisas eleitorais, mesmo depois de ter sido injusta e arbitrariamente condenado e preso, Lula representa a oportunidade de o Brasil reencontrar o caminho da democracia, da inclusão social, do diálogo, da soberania nacional, do crescimento econômico e da geração de empregos”, diz a nota.

No documento, as bancadas dizem que as eleições de outubro só serão democráticas se todas as forças políticas puderem participar de forma livre e justa. “Não podemos fazer concessões na luta em defesa da inocência e da manutenção dos direitos políticos de Lula. Nesse cenário, a candidatura Lula se impõe ao partido e é a melhor alternativa à nação”, afirmam na nota, assinada pelos nove senadores e 60 deputados da legenda em exercício.

Lula “liberou” o PT para conversar com outros partidos de centro-esquerda visando uma aliança eleitoral para o segundo turno da eleição, conforme relato da presidente nacional do partido, Gleisi Hoffmann, e o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, que visitaram o petista ontem na sala especial onde está preso há 40 dias, na Polícia Federal, em Curitiba.

Para o primeiro turno, o partido insistirá no registro da candidatura do petista e alega que ele pode concorrer e até ser eleito, mesmo preso e condenado em segunda instância, segundo a presidente da legenda.

Gleisi reconhece, no entanto, que Lula tem o risco de ser impedido pela Justiça Eleitoral de concorrer. “No primeiro turno, nós teremos candidato, será Lula. No segundo turno, ele vai vencer e queremos fazer uma composição. Se não for ele, nós vamos ver quem da esquerda foi para o segundo turno. Se lá na frente nada der certo, o presidente saberá encaminhar o processo junto com a direção do PT.

(Foto – Veja)

General Theophilo lança pré-candidatura na segunda-feira

O pré-candidato do PSDB ao Governo do Ceará, General Theophilo, oficializa na segunda-feira (21), no Iguatemi Empresarial, o desejo de disputar as eleições de outubro.

“Inovação será destaque na administração do futuro Governo do Estado”, disse nesta quinta-feira (17) o pré-candidato, durante o encontro com inovadores. Theophilo ouviu de jovens empreendedores de empresas “startup” as dificuldades de espaço para pesquisa, de financiamento e de apoio governamental.

O pré-candidato adiantou que pretende, caso seja eleito governador, implantar o Instituto Militar de Engenharia no Ceará para formar engenheiros com o padrão IME de qualidade. “O Ceará não pode mais perder cérebros para fora”, ressaltou.

Theophilo disse ainda que uma iniciativa é transformar o prédio do CFO – Centro de Formação Olímpico, em Centro de Fomento à Inovação – CFI, “criando uma verdadeira Cidade da Inovação”. “A ideia central do futuro governo é transformar a atual Secitece em Secretaria da Inovação fundamentada em Tecnologia, Ciência e Ensino Superior”, completou.

(Foto: Divulgação)

Em homenagem no Conotel, Eunício defende prisão em primeira instância para reincidentes

O presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira (MDB-CE) foi homenageado nesta quinta-feira (17), durante o 60º Congresso Nacional de Hotéis (Conotel), que acontece no Centro de Eventos, em Fortaleza.

Em entrevista à imprensa, Eunício defendeu “uma mudança na Constituição para que, dependendo do crime, da reincidência e do tipo de criminoso, ele possa ser preso já na primeira condenação”.

(Foto: Divulgação)

Justiça determina prisão do ex-ministro José Dirceu

464 1

A juíza substituta da 13ª Vara Federal Gabriela Hardt determinou na noite desta quinta-feira (17) a prisão do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu. A decisão é para a execução provisória da condenação de Dirceu a 30 anos e nove meses de prisão pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e participação em organização criminosa, no âmbito da Operação Lava Jato. Dirceu deverá se entregar, até as 17h desta sexta-feira (18), na sede da Polícia Federal em Brasília. O juiz Sérgio Moro, titular, está fora do país.

A prisão do ex-ministro foi decidida após o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) rejeitar, no início da tarde de hoje, o último recurso de Dirceu contra a condenação na segunda instância da Justiça. Ainda cabe recurso às instâncias superiores.

Além de negar o recurso, a Quarta Seção do TRF4 determinou a imediata comunicação a 13ª Vara Federal para que fosse determinada a prisão, com base no entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) que autoriza a execução da pena após o fim dos recursos na segunda instância.

Dirceu foi condenado por Moro a 20 anos e 10 meses de prisão em maio de 2016. Em setembro do ano passado, o TRF4 aumentou a pena para 30 anos e nove meses. A pena foi agravada devido ao fato de o ex-ministro já ter sido condenado por corrupção na Ação Penal 470, o processo do mensalão.

Segundo a denúncia do Ministério Público Federal (MPF), Dirceu teve participação num esquema montado pela Engevix, uma das empreiteiras que formaram cartel para fraudar licitações da Petrobras a partir de 2005.

De acordo com a acusação, a empresa pagou propina a agentes públicos para garantir contratos com a Unidade de Tratamento de Gás de Cacimbas e as refinarias Presidente Bernardes, Presidente Getúlio Vargas e Landupho Alves.

O TRF4 negou os últimos embargos e autorizou a prisão também de Gerson Almada, ex-vice-presidente da Engevix, e do lobista Fernando Moura, antigo aliado de Dirceu.

(Agência Brasil)