Blog do Eliomar

Categorias para Política

Deputados salvam Temer e ganham uma semana de “folga” em novembro

Após barrarem a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer, deputados ganharam uma semana de “folga” em novembro. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), decidiu não realizar votações no plenário da Casa entre os dias 13 e 17 do próximo mês, em razão do feriado da Proclamação da República, comemorado em 15 de novembro. Sem sessões deliberativas, parlamentares não são obrigados a ir a Brasília. A informação é da Agência Estado.

Maia anunciou o calendário de votações no plenário logo após a votação da denúncia contra Temer. O cronograma prevê que, na próxima semana, quando o parlamentar fluminense estará em viagem oficial para Oriente Médio e Europa, só haverá votações na segunda, terça e quarta-feira, em razão do feriado do Dia de Finados, comemorado na quinta-feira, 2 de novembro.

O calendário deve dificultar a votação de medidas provisórias (MPs) importantes que estão próximas de perder a validade. Uma delas é a que trata das mudanças no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). A proposta prevê, entre outros pontos, aporte de até R$ 3 bilhões em quatro anos do Tesouro Nacional ao Fundo Garantidor do Fies (FG-Fies). A matéria precisa ser votada na Câmara e no Senado e sancionada por Temer antes de 17 de novembro, quando caduca.

O ministro da Educação, Mendonça Filho, disse à reportagem que, embora Maia esteja relutante em pautar votação de medidas provisórias, o presidente da Câmara se comprometeu a pôr a proposta do Fies em votação antes de ela caducar. Deputado federal licenciado, Mendonça é do DEM, mesmo partido do parlamentar fluminense.

Vetado uso de arma de fogo por agente de trânsito

Por orientação do Ministério da Justiça, o presidente Michel Temer vetou integralmente o projeto de lei que autorizava o uso de armas de fogo por agentes de trânsito. Consultado pelo presidente, o Ministério da Justiça disse que a medida vai contra o que preconiza o Estatuto do Desarmamento e que os agentes referidos na proposta não exercem atividade de segurança pública.

“A proposta de alteração do Estatuto do Desarmamento vai de encontro aos objetivos e sistemática do próprio Estatuto, de buscar restringir o porte de arma de fogo aos integrantes das forças de segurança pública, nos termos do disposto no Artigo 144 da Constituição. Os agentes aos quais o projeto pretende autorizar aquele porte não exercem atividade de segurança pública e, no caso de risco específico, há possibilidade de se requisitar a força policial para auxílio em seu trabalho”, destacou o ministério, em nota.

Em seu veto, Temer expôs a justificativa do Ministério da Justiça e argumentou que sua decisão se dá “por contrariedade ao interesse público”.

O projeto foi aprovado no Senado em 27 de setembro, em votação simbólica, e seguiu para sanção presidencial. O projeto concedia porte de arma de fogo a agentes da autoridade de trânsito da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios que não sejam policiais. Guardas municipais nessa função também teriam o mesmo direito.

No Senado, o projeto havia recebido apoio de parlamentares tanto da base quanto da oposição.

(Agência Brasil)

Maiores sonegadores da Previdência devem cerca de R$ 1 trilhão

Em sessão de quase 12 horas, a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Previdência apresentou, nessa quinta-feira, no Senado, o relatório das investigações feitas pelos senadores com instituições diversas ao longo de seis meses.

A constatação a que eles chegaram foi de que a Previdência Social não possui déficit, se forem retiradas dessa conta despesas que não fazem parte do setor. Segundo membros dessa CPI, bastaria o governo executar os grandes devedores da União por sonegação previdenciária para arrecadar perto de R$ 1 trilhão.

(Com Agências)

Redação final – Câmara Municipal aprova novo horário de funcionamento do comércio de Fortaleza

A Câmara Municipal de Fortaleza apreciou durante esta quinta-feira, 26, o Projeto de Lei Ordinária nº 342/2017, que traz a mensagem prefeitural nº 26/2017, que estabelece o horário de funcionamento do comércio varejista e atacadista no município de Fortaleza. A apreciação da matéria contou com a realização de duas sessões extraordinárias, finalizando com a aprovação em Redação Final.

Em primeira discussão a proposta recebeu 26 votos favoráveis e 7 contrários, além da aprovação de 5 emendas. Na votação em seguinte, o PLO nº 342/2017 foi aprovado com 24 votos sim e 5 votos não, com a aprovação de 7 emendas. A matéria agora segue para sanção do Executivo.

O projeto, conforme mensagem do prefeito Roberto Cláudio, destaca que em Fortaleza, nos últimos dois anos, houve uma redução no número de novos postos de trabalho, com perda de 41.236 vagas no período que compreende 2015-2016. “O presente pleito deve contribuir para a geração de novos postos de trabalho e impulsionar a economia do Município para uma retomada do crescimento econômico. A possibilidade de aumentar o horário de funcionamento dos estabelecimentos comerciais em áreas voltadas ao desenvolvimento da economia e em especial do turismo torna-se um mecanismo importante para reversão desse quadro”, destaca a mensagem.

De acordo com o projeto, fica estabelecido no artigo 1º, que a atividade comercial no município de Fortaleza funcionará de segunda a domingo nos seguintes termos: I – estabelecimentos comerciais, de segunda a sexta-feira, das 8 (oito) às 19 (dezenove) horas; e, aos sábados, das 8 (oito) às 16 (dezesseis) horas; II – shopping centers, de segunda a domingo, das 8 (oito) às 24 (vinte e quatro) horas; III – supermercados e hipermercados, de segunda a domingo, 24 (vinte e quatro) horas por dia.

A proposta apresenta ainda flexibilizações em áreas comerciais especificas. Nas Zonas Especiais de Dinamização Urbanística e Socioeconômica (ZEDUS) e nos corredores turísticos de Fortaleza, o comércio pode funcionar 24 horas por dia. Na proposta do Chefe do Executivo destaca-se o respeito a legislação trabalhista para cada categoria em relação ao novo horário de funcionamento do comércio.

(Agência Fortaleza)

Governadores discutirão no Acre segurança e combater às drogas. Camilo já agendou presença

O governador Camilo Santana (PT) estará nesta sexta-feira, na cidade do Rio Branco (AC). Ali, ele participará do “Encontro de Governadores do Brasil pela Segurança Pública e Controle das Fronteiras – Narcotráfico, uma Emergência Nacional”, a ser puxado pelo governo federal.

Na lista das presenças, Michel Temer, a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, a procuradora-geral da República (PGR), Raquel Dodge, e os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Eunício Oliveira.

Além dos 27 governadores brasileiros, participarão também os embaixadores da Colômbia, Bolívia, Peru e Equador.

DETALHE – Os secretários da Segurança Pública dos Estaduais já estão reunidos no Acre. André Costa, do Ceará, integra o grupo.

(Foto – Divulgação)

STF confirma extinção do Tribunal de Contas dos Municípios

Heitor Férrer (PSB) foi o autor da emenda que extinguiu o órgão.

O Supremo Tribunal Federal rejeitou, nesta quinta-feira, por 8 votos a 2 a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) que buscava reverter a extinção do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) do Ceará. Na prática, a Corte corrobora o fim do órgão, aprovado pela Assembleia Legislativa do Ceará (AL-CE) em julho deste ano, pela segunda vez.

Inicialmente, estava previsto o julgamento apenas de medida liminar para suspender a extinção do órgão, mas a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, colocou em pauta a votação do mérito da ADI. Os ministros que votaram pelo retorno do TCM foram Alexandre de Moraes e Gilmar Mendes.

O ex-presidente do TCM, conselheiro Domingos Filho, estava em Brasília desde agosto fazendo lobby pela aprovação da ADI, de autoria da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon). Ele lamenta o fim do órgão e deseja um “bom trabalho” ao Tribunal de Contas do Estado (TCE), que ficará responsável pelas investigações dos municípios.

“O que eu desejo é que o TCE possa recepcionar com o devido respeito os servidores do TCM, permitir o entrosamento em que não se deixe fazer mudanças entre eles e, naturalmente, desejar sucesso ao TCE para seguir o mesmo ritmp de julgamento do TCM”, afirmou. “Agora é vida que segue”.

(Com Blog Política)

Eunício comandará encontro do PMDB em Solonópole em clima de cobrança de posição política

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB), comandará, no próximo sábado, em Solonópole (224 km de Fortaleza), mais um encontro regional do partido. O objetivo, segundo adianta sua assessoria de imprensa, é animar as bases de olho em 2018.

Há uma expectativas em torno do discurso que Eunício adotará nesse encontro depois que o PSDB lhe cobrou lado.

Eunício ensaia reaproximação política com o governador Camilo Santana e com os Ferreira Gomes, o que não chegou a ser descartado pelo próprio ex-governador Cid Gomes. Os aliados do PMDB na oposição a Camilo cobram uma posição do peemedebista.

(Foto – Agência Senado)

Coordenadoria de Proteção Animal discute projeto arquitetônico para Abrigo São Lázaro

A Coordenadoria Especial de Proteção e Bem Estar Animal iniciou discussões com o Centro Universitário Estácio. Segundo a titular do órgão, ex-vereadora Toinha Rocha, o mote é a elaboração de um projeto arquitetônico para o Abrigo São Lázaro, ONG que cuida e fomenta a adoção de animais.

Atualmente, o abrigo conta com 770 animais, número correspondente a aproximadamente 700 cães e 70 gatos.

Criado há 24 anos por Rosane Dantas Batista, o local ganhou recentemente apoio da Prefeitura, que prometeu repassar R$ 100 mil por ano para a entidade.

SERVIÇO

*Abrigo São Lázaro – Avenida Luiz Montenegro, 599 – São Bento, Fortaleza.

*Veja Abrigo São Lázaro no Facebook aqui.

(Foto – CMFor)

Sinduscon/CE comemora 75 anos de fundação

Os 75 anos de fundação do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará (Sinduscon) serão comemorados às 19 horas desta sexta-feira, durante sessão solene.

O ato atende a um requerimento do deputado estadual Carlos Matos (PSDB).

O presidente do Sinduscon, André Montenegro, distribui os convites para evento que prestará algumas homenagens.

(Foto – Reprodução TV)

Complexo Esportivo Maravilha será entregue pela Prefeitura

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), vai entregar, às 18 horas desta quinta-feira, a revitalização do Complexo Esportivo Maravilha (Bairro de Fátima). O espaço, que foi completamente revitalizado, recebeu iluminação em luz branca, reforma do piso intertravado, bancos, lixeiras, nova pintura, novo alambrado na quadra poliesportiva e no campo de futebol, serviço de paisagismo e limpeza.

A Comunidade Maravilha, que já contava com uma Academia Ao Ar Livre, também ganhou um parque infantil do Projeto Praça Amiga da Criança. O complexo esportivo recebeu ainda a reforma dos banheiros, vestiários e do salão de eventos.

(Foto – Mauri Melo)

Câmara Municipal aprova em primeira discussão projeto que altera horário de funcionamento do comércio

Por 26 votos a sete, a Câmara Municipal de Fortaleza aprovou em primeira discussão o projeto de lei que altera o horário de fincionamento do comércio da cidade.

A proposta estende o horário de funcionamento do comércio no Centro e no entorno de shoppings.

Votaram a favor da proposta os vereadores Adail Júnior, Benigno Júnior, Carlos Mesquita, Cláudia Gomes, Didi Mangueira, Eron Moreira, Dr. Porto, Dummar Ribeiro, Emanuel Acrízio, Ésio Feitosa, Frota Cavalcante, Gardel Rolim, Iraguassu Filho, Joaquim Rocha, John Monteiro, Jorge Pinheiro, José Freire, Mairton Félix, Márcio Cruz, Michel Lins, Paulo Martins, Priscila Costa, Professor Eloy, Raimundo Filho, Renan Colares e Zier Férrer.

Votaram contra a proposta os vereadores Acrísio Sena, Eliana Gomes, Guilherme Sampaio, Larissa Gaspar, Márcio Martins, Plácido Filho e Soldado Noélio.

Autorizada suspensão temporária dos bens dos Irmãos Batista

A Justiça Federal em São Paulo autorizou a suspensão temporária do bloqueio de bens dos executivos Joesley e Wesley Batista, do grupo J&F, desde que apresentem um seguro-garantia igual ao valor bloqueado, que é de R$ 238 milhões. O juiz federal João Batista Gonçalves, da 6.ª Vara Criminal de São Paulo determinou o bloqueio no último dia 16.

Ao pedir o desbloqueio à Justiça, os advogados dos empresários assumiram o compromisso de apresentar o seguro-garantia e de que os irmãos comparecerão a todos os atos processuais em que for necessária sua presença, mesmo que sem intimação, para prestar esclarecimentos ou apresentar documentos.

Na decisão, o juiz ressalta ainda que a prisão preventiva deve ser mantida “como única e idônea medida para assegurar a aplicação da lei penal, à conveniência da instrução criminal e à garantia da ordem pública e econômica”.

A defesa tem dez dias para apresentar documentos que comprovem o seguro.

(Agência Brasil)

Deputada cobra mapeamento sobre condições dos mamógrafos do Estado

Frente Parlamentar propõem mapear mamógrafos

A Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos das Mulheres da Assembleia Legislativa, que está sob comando da deputada Fernanda Pessoa (PR), quer um mapeamento das condições de todos os mamógrafos do Estado. A proposta foi apresentada como um gesto concreto dentro da Campanha Outubro Rosa tocada pelo legislativo estadual. A iniciativa é de Fernanda Pessoa, que detectou dificuldades que muitas mulheres estão enfrentando para conseguir marcar exames de mamografia.

“Nós queremos apurar possíveis problemas em exames, diagnóstico e tratamento de mulheres com câncer de mama no Estado. Também queremos sensibilizar mais parlamentares para que coloquem recursos para o combate à doença na lei orçamentária estadual”, explica a deputada.

O Ceará conta hoje com 18% de cobertura mamográfica, uma das piores do País. Por conta disso, há dificuldades no agendamento de consultas e exames, além de mamógrafos quebrados há anos, como no caso do Hospital da Mulher.

“A verdade venceu”, diz Temer em vídeo ao agradecer deputados

Um dia após o plenário da Câmara ter rejeitado a segunda denúncia apresentada contra o presidente Michel Temer pela Procuradoria-Geral da República (PGR), o presidente da República publicou nas redes sociais um vídeo afirmando que o Brasil teve suas “instituições testadas de forma dramática nos últimos meses” e que “no fim, a verdade venceu”.

No vídeo divulgado na tarde de hoje (26), Temer agradeceu aos parlamentares que reafirmaram o compromisso com o governo na votação de ontem (25) e disse que agora é hora de ter foco no que interessa ao povo brasileiro. Para o presidente, “a normalidade do país nunca foi afetada e agora prossegue ainda mais forte”.

Segundo ele, uma ponte para o futuro “sólida, firme e resistente” está em construção. Ele segue dizendo que essa ponte começou a ser construída em 2015 e que hoje é realidade na vida dos brasileiros com resultados visíveis. Ao citar os resultados, Temer falou da retomada do crescimento da economia após um período de recessão e a queda da inflação e dos juros.

“A economia voltou a crescer depois da maior recessão da nossa história. Essa é a maior obra de meu governo. Com a melhora da economia, estamos reencontrando os empregos, os investimentos estão voltando, o consumo das famílias está crescendo”, disse.

E completou “estamos consolidando avanços na educação e na saúde. Os programas sociais continuam e serão sempre minha prioridade. Os salários recuperaram o poder de compra”.

Segundo Temer “o trabalho venceu a recessão. A perseverança derrotou o medo”. Temer diz que na presidência tem o compromisso de fazer com que o país seja cada vez mais respeitado no cenário internacional e amplie a credibilidade para atrair investidores nacionais e estrangeiros, gerando emprego e renda.

Para Temer, serão gerados mais empregos nos próximos meses, com a aprovação da reforma trabalhista e, assim, “o crescimento [do país] é certo e seguro”. O presidente finaliza o vídeo dizendo que, com a ajuda do Congresso Nacional e de todos os brasileiros, será possível fazer ainda mais.

(Agência Brasil)

Horário do comércio – Sindicalistas invadem Plenário da Câmara Municipal, mas sessão é retomada

593 7

Integrantes do Sindicato dos Comerciários invadiram no início da tarde desta quinta-feira (26) o Plenário da Câmara Municipal de Fortaleza, para protestar contra o projeto do horário de funcionamento da cidade.

Após quase duas horas de manifestação, sem a intervenção da Guarda Municipal, o Plenário foi desocupado a pedido do presidente da Casa, Salmito Filho (PDT), e as discussões retomaram há pouco.

(Fotos: Divulgação)

Governo muda proposta orçamentária 2018. Nela, adiamento do reajuste de servidores de alto nível

O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, disse que enviará amanhã (27) ao Congresso Nacional as mudanças na proposta de Orçamento para 2018. Depois de se reunir com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o ministro afirmou que no encontro discutiu e explicou o conteúdo das novas medidas que devem compor a peça orçamentária do ano que vem.

“São três medidas: o adiamento dos reajustes das carreiras de alto nível do governo – as mais bem remuneradas –, o aumento da contribuição previdenciária dos servidores que ganham mais de R$ 5 mil por mês e a tributação dos fundos exclusivos para gestão de grandes fortunas. Somadas, elas impactam mais de R$ 15 bilhões para 2018.”, explicou Dyogo Oliveira.

O projeto da Lei Orçamentária Anual chegou ao Congresso Nacional em agosto e está sob análise da Comissão Mista do Orçamento. A lei antecipa a receita que deve ser arrecadada e determina o limite das despesas para o exercício do ano que vem.

Sobre a reforma da Previdência, o ministro disse que o governo e a presidência da Câmara estão empenhados no apoio ao projeto, que deve ter andamento nas próximas semanas. “O nosso ponto de partida é o projeto aprovado na comissão. O nosso objetivo é aprovar o mais rapidamente possível na Câmara e no Senado, mas quem define a agenda é o Congresso”, disse.

(Agência Brasil)

Henrique Meirelles – A prioridade agora é a Reforma da Previdência

Um dia após a maioria dos deputados decidir pelo arquivamento da segunda denúncia apresentada contra Michel Temer e dois de seus ministros, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), se reuniu hoje (26) com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, para tratar das próximas pautas do Congresso.

Segundo Meirelles, a prioridade deve ser retomar a tramitação da reforma da Previdência, que foi interrompida no semestre passado depois da chegada da primeira denúncia contra Temer na Câmara.

“[O tema da reunião] foi exatamente os próximos passos da agenda econômica. A ideia é prosseguir normalmente, esta é a decisão do presidente da Câmara e com a qual concordamos integralmente. Então, vamos prosseguir normalmente, enviando os projetos da agenda econômica, que é o mais importante para o país no momento. Reforma da Previdência em primeiro lugar, reforma tributária depois”, disse Meirelles após a reunião.

O ministro afirmou que, a princípio, o governo tentará avançar com a proposta de emenda à Constituição com mudanças nas regras de acesso à aposentadoria da maneira como foi aprovada na comissão especial. Ele negou que haverá enxugamento da medida, deixando o projeto apenas com a alteração da idade mínima, e acredita que a base aliada terá votos suficientes para aprovar a reforma na Câmara, mesmo depois da redução da vantagem do governo na votação da denúncia ontem (25).

Como se trata de uma emenda constitucional, para ser aprovada, a reforma precisa de pelo menos 308 votos do total de 513 deputados. É possível [aprovar]. São assuntos diferentes [denúncia e reforma], eu acredito que há uma consciência de que a reforma da Previdência é absolutamente necessária”, completou o ministro.

O encontro de Maia com o ministro ocorreu pela manhã na residência oficial da presidência da Câmara e contou com a presença de alguns parlamentares e líderes partidários. O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, também tem agenda marcada com Maia para hoje.

Vencida a denúncia, Maia quer retomar a rotina legislativa e deve priorizar a agenda econômica. Os deputados devem também tentar avançar na proposta de simplificação tributária que está sob análise de uma comissão da Casa.

Padilha

Mais cedo, o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse em evento no Tribunal de Contas da União, que integrantes do governo vão conversar com Maia e líderes de partidos para retomar negociações para a votação das reformas, em especial a da Previdência.

“Vamos ver com o presidente Rodrigo Maia qual é o calendário que ele propõe e também temos que ver com ele e os líderes na Câmara quais os tópicos que devemos enfocar com mais veemência nesse momento”, disse Padilha, antes de participar do 1° Fórum Nacional de Controle.

Ele citou que o presidente da Câmara fez uma manifestação favorável à retomada do tema. “Acho que é uma pauta que interessa tanto ao governo quanto ao Congresso. O presidente Rodrigo Maia já ontem manifestou interesse em possamos fazer com que ande a reforma da Previdência. A reforma é fundamental para o Brasil”, disse.

Ontem (25), Rodrigo Maia disse que a Câmara voltará a discutir a reforma da Previdência a partir de novembro. Na avaliação de Maia, para que seja aprovada, a reforma precisará ser enxugada e focada em aspectos considerados essenciais para “acabar com a maior transferência de renda do mundo de pobres para ricos”.

(Agência Brasil)

Quem quer dinheirooooo!!

Com o título “Quem quer dinheiro?”, eis artigo do jornalista Plínio Bortolotti. Ele cita matérias que deram a certeza de que o jogo do toma lá, dá cá prevaleceu, mais uma vez, na estratégia que salvou o mandato de Temer. Confira:  

O presidente Michel Temer safou-se de mais uma denúncia, que poderia levá-lo a julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF). Nunca houve dúvida quanto ao resultado na Câmara dos Deputados, devido ao negócio estabelecido pelo governo para a compra de apoios. O exercício de Temer tornou-se unicamente uma guerrilha para manter-se no poder, junto com a sua organização, apoiado por deputados-mercenários.

Um exemplo desse baixo nível vem do deputado José Rocha (BA), líder do PR na Câmara, que não se vexa em revelar o modos operandi da turma: “Já temos nove votos contra o presidente que são irrecuperáveis. Se vai ter mais voto ou não contra vai depender ou não da liberação (de emendas parlamentares). Se o governo não cumprir, pode ter problema”. (Estado de S. Paulo, 23/10/2017).

Algumas notícias colhidas nesses dias tenebrosos.

1) Governo libera R$ 881 milhões em emendas individuais para deputados.

2) Temer exonera oito ministros para votar a favor dele (são deputados que depois retornarão a seus cargos).

3) Regras do trabalho escravo são afrouxadas para atender à poderosa bancada dos ruralistas, com mais de 200 deputados. (Por enquanto os fazendeiros terão de adiar a festança, pois o STF suspendeu a portaria do governo.) Outro mimo à bancada do boi: 60% de desconto às multas ambientais.

4) Michel Temer vai liberar dezenas de cargos para partidos como PP, PR, PTB e PRB (o chamado “Centrão”).

5) Mais um Refis vai à praça. Ou seja, grandes empresários ganham descontão nas dívidas tributárias com o governo federal.

6) Segundo notícia publicada ontem, neste jornal, o custo do pagode para impedir as denúncias contra Temer chegou a R$ 32 bilhões.

Respeitem-se os que votam, de uma maneira ou de outra, por convicção. Mas o batalhão de choque de Temer não vota em defesa do País, ou de uma pretensa estabilidade, como arrotam certos deputados ao microfone. Votam por interesses individuais e de seus grupelhos mesquinhos. Achacam e mercadejam votos, o que deveria ser enquadrado como crime.

São indignos mandatos.

*Plínio Bortolotti

plinio@opovo.com.br

Jornalista do O POVO.

(Foto – SBT)

Tasso é eleito melhor senador pelo Congresso em Foco

O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE),  foi escolhido como melhor do Senado por um júri especializado do Prêmio Congresso em Foco. Juntamente com ele, foi escolhida também a senadora Ana Amélia (PP/RS), que empatou na soma do votos com Jereissati. Já na Câmara dos Deputados,  Alessandro Molon (Rede) foi escolhido o melhor deputado de 2017. Novidade desta décima edição, foi a escolha por um júri. Antes era só via internet.

Responsável pelo novo filtro de escolha dos melhores parlamentares, o júri foi formado por cidadãos que, por dever profissional ou de modo voluntário, acompanham regularmente as atividades do Congresso Nacional, gozam de boa reputação, reúnem as necessárias qualificações intelectuais, não trabalham em gabinetes parlamentares nem mantêm vínculos empregatícios com partidos políticos, conforme determina o regulamento.

 

Tiririca confirma: não disputará reeleição em 2018

O deputado federal Tiririca (PR), também ator e palhaço, confirmou, após votação pela admissibilidade da segunda denúncia contra o presidente Temer, nessa noite de quarta-feira, que não vai para a reeleição.

Tiririca havia anunciado essa pretensão na Coluna Vertical, do O POVO, não escondendo descontentamento com o cenário político atual do País.

Ele voltou a fazer shows pelo Brasil. Mês passado, fez apresentação em Sobral.

(Foto – Agência Câmara)