Blog do Eliomar

Categorias para Política

Alckmin aceita presidir o PSDB

Depois de resistir por algum tempo, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, decidiu acumular a presidência do PSDB com a candidatura à presidência da República como forma de evitar o aprofundamento do racha no partido e conquistar apoios de outros partidos para sua provável candidatura. A informação é do Blog da jornalista Cristiana Lôbo.

O último movimento de pressão partiu do governo Temer, que deixou claro aos tucanos aliados ao Palácio do Planalto que, se Tasso Jereissati fosse eleito para o comando partidário, o PMDB seguiria outro caminho na campanha do ano que vem, isolando o PSDB na disputa presidencial. Isso aconteceu enquanto a disputa entre Marconi Perillo e Tasso Jereissati dava sinais de confronto entre alas do partido.

Desde o final da última semana, a palavra estava com Alckmin. Ele ouviu tanto de Marconi quanto de Tasso que, se ele quisesse ser o nome de consenso, os dois retirariam as candidaturas. Mas que isso deveria ser feito logo porque, mais adiante, as campanhas estariam irreversíveis.

Ao longo dos últimos dias, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso defendeu publicamente a indicação de Alckmin, mas o governador paulista aguardava, ainda, uma palavra pública de apoio dos senadores José Serra e Aécio Neves.

Ao senador Tasso Jereissati, que tinha agenda de campanha em Santa Catarina nesta segunda-feira, Alckmin prometeu dar sua resposta ao longo do fim de semana. Alckmin, que já havia conversado com Marconi Perillo na sexta-feira, telefonou para Tasso Jereissati no domingo para dizer que assumiria, então, a condição de candidato de consenso para a presidência do PSDB. O movimento de Alckmin paralisou, portanto, a disputa entre os dois.

O acordo de anúncio de Alckmin e retirada das duas candidaturas deve ser sacramentado em reunião em São Paulo, da qual deve também participar o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Durante algum tempo Alckmin resistiu a assumir a presidência do PSDB, tal como fez Aécio em 2014 quando se tornou candidato à presidência da República, por temer pressão para que antecipasse a desincompatibilização do governo do Estado. Isso deflagraria também antecipadamente a disputa dentro do próprio governo pela vaga de candidato ao governo.
Agora, além de costurar as alianças nacionais, ele terá também de resolver as disputas entre aliados que querem seu apoio para disputar o Palácio dos Bandeirantes.

Quixadá está livre de lixão, diz Ilário Marques

524 1

Uma boa-nova é dada pelo prefeito de Quixadá, Ilário Marques (PT): acabou o lixão que reinava nesse município.

Segundo Ilário, porque a gestão resolveu mandar seu lixo para um aterro privado em Senador Pompeu, com custo mensal de R$ 70 mil, podendo ir até R$ 80 mil.

Além de Quixadá, outros municípios da região do Sertão Central estão apostando nessa saída.

Deputada quer criar a Semana Estadual da Não Violência Contra a Mulher

A deputada estadual Aderlânia Noronha (SD) quer criar a Semana Estadual pela Não Violência Contra a Mulher, a ser comemorada, anualmente, na última semana do mês de novembro. Com esse objetivo, a parlamentar deu entrada num projeto de lei nesse sentido na Assembleia Legislativa.

Ela justifica que essa Semana Estadual se juntaria à campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres, uma mobilização mundial instituída desde 1991 e celebrada anualmente a partir de cada dia 25 de novembro, alcançando já 160 países. Essas atividades se estendem até o dia 10 de dezembro, que é o Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres.

Aderlânia propõe que, durante a Semana Estadual, o poder público promova debates, palestras e seminários, entre outros eventos, em parceria com entidades da sociedade civil, com o objetivo de conscientizar a sociedade sobre a necessidade de respeitar os direitos das mulheres.

Questão da Mulher

De acordo com o Mapa da Violência de 2015, que pesquisou 83 países com base em dados fornecidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o país ocupa a quinta posição no ranking das nações que mais matam mulheres. A cada 100 mil mulheres brasileiras, 4,8 foram assassinadas em 2015.

O Ceará, por exemplo ,registrou 97 casos de violência doméstica nas quatro primeiras semanas deste ano, uma média de 3,5 casos por dia, de acordo com o balanço de casos de doenças de notificação compulsória na Secretaria da Saúde do Ceará.

“É preciso somar forças para enfrentar a violência. A sociedade civil e o poder público têm importante participação na construção de uma cultura de paz e de não violência contra mulheres, na defesa dos direitos humanos e garantia da cidadania” finalizou a deputada.

(Foto – Foto – ALCE)

 

Manuel D’Ávila e comitiva são recebidos por Camilo Santana. Ela diz que quer surpreender em 2018

A presidenciável do PCdoB, deputada estadual Manuela D’Àvila, foi recebida, neste início de tarde de segunda-feira, no Palácio da Abolição, pelo governador Camilo Santana (PT). Com ela, o presidente estadual da legenda, Luis Carlos Paes, o deputado federal Chico Lopes, o secretário da Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Inácio Arruda, os deputados estaduais Augusta Brito e Carlos Felipe, e o advogado Benedito Bizerril.

Num papo descontraído com o governador, dentro do contexto atual, Manuela fez uma analogia entre Ciro Gomes (PDT), Lula (PT) e a Copa de 94. Disse que, naquela ocasião Bebeto e Romário como os grandes craques. “Mas o Branco chegou depois e virou o grande craque. Eu quero ser como o Branco nas eleições”, disse, arrancando risos.

Manuela está em Fortaleza para cumprir agenda até o fim desta tarde. Ela deve ainda dar coletiva na Assembleia Legislativa, onde vai dar palestra num seminário sobre violência contra a mulher.

(Foto – PCdoB)

Tasso e Marconi Perillo vão abrir mão da presidência nacional tucana em favor de Geraldo Alckmin

286 1

O senador Tasso Jeiressatti e o governador de Goiás, Marconi Perillo, vão abrir mão de suas candidaturas para que o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, seja o sucessor do senador Aécio Neves (MG) no comando da legenda. Segundo informa o jornal O Globo, isso ocorrerá durante jantar, nesta noite de segunda-feira, no,Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo. Tasso e Marconi já conversaram com Alckmin, que aceitou assumir a presidência do PSDB na vaga do senador mineiro.

Diante do acirramento da disputa entre os dois, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso fez uma última tentativa de acordo. Na última semana o governador de Goiás investiu pesado para aumentar seu apoio nos estados do Nordeste, onde Tasso tem maioria. Teve reuniões em Aracaju (SE) e Teresina (PI). Investe também para aumentar apoio no diretório de São Paulo, o maior, que está dividido.

Há dois meses, em um encontro com Alckmin, Marconi já havia lhe dito que abriria mão se ele topasse assumir o comando do partido. Ontem, em uma conversa de mais de duas horas, Alckmin lhe perguntou se abriria mão, e Marconi disse que sim. Tasso já tinha conversado com Alckmin na quinta-feira e também respondeu que renunciaria.

— Eu jamais serei incoerente na pregação que sempre fiz pela unidade do partido — disse Marconi hoje, ao GLOBO.

Diante da possibilidade de aumentar o racha na disputa da chapa para a Executiva, Fernando Henrique voltou a fazer um último esforço para que Geraldo Alckmin assuma a presidência do PSDB na convenção de dezembro.

Os dois candidatos fizeram um acordo para indicação dos 256 membros do Diretório Nacional e a nova Executiva será compartilhada entre os dois, de forma proporcional aos votos recebidos dos cerca de 600 convencionais. Mas o risco de a disputa dos dois grupos continuar no ano eleitoral, tem levado a uma nova rodada de articulações para que o pré-candidato à República assuma o comando do partido. Alckmin teria que dar a resposta até essa semana, quando será registrada a chapa para o Diretório Nacional e as candidaturas de Tasso e Marconi. Fernando Henrique é o presidente de honra do PSDB.

— Tanto Tasso quanto Marconi já se pronunciaram favoráveis a Alckmin. Mas esse é um casamento de três pessoas. Falta a terceira pessoa, Alckmin, se manifestar — disse o presidente interino do PSDB, Alberto Goldman. Hoje à noite Fernando Henrique vai propor o acordo e Tasso e Marconi devem fazer um comunicado conjunto.

Reforma Ministerial – Eunício está de olho na Integração Nacional

O presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira (PMDB), já sabe em qual ministério tentará emplacar um aliado. Segundo a Coluna Radar, a Veja Online, ele está de olho no Ministério da Integração.

O senador ficou enciumado com o dedo do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM/RJ), na nomeação de Alexandre Baldy para o Ministério das Cidades.

Ou seja, quer um ministério para chamar de seu.

Manuela D’Ávila apregoa uma frente ampla em favor do Brasil

378 1

Com o título “Brasil: um sonho de nação, um projeto nacional de desenvolvimento”, eis artigo da deputada estadual Manuela D’Àvila (RS) e presidenciável do PCdoB, que pode ser conferido no O POVO. Ela  cumprirá agenda, nesta segunda-feira, em Fortaleza. Confira:

Sou a primeira mulher a concorrer à Presidência pelo Partido Comunista do Brasil. Esta é a terceira vez, em 95 anos de história, que o partido apresenta uma candidatura própria. Isso demonstra o tamanho de nossa responsabilidade: nós precisamos fazer com o que o nosso povo sonhe novamente. O Brasil é um sonho porque é uma bela realidade, mas ainda é, também, um projeto. E nós queremos discutir esse projeto, esse sonho de Brasil em 2018.

Queremos discutir um Projeto Nacional de Desenvolvimento calcado na união das pessoas e dos mais diferentes setores. O que chamamos de frente ampla.

A chave para um Brasil com futuro é realizar esse sonho intenso, é unir o máximo possível de brasileiras e brasileiros em torno de um projeto de nação. É a consciência das pessoas comuns, são os movimentos sociais, é a unidade de nosso campo político.

Queremos que o Brasil desenvolva todas as suas potencialidades como país, garantindo as condições para nosso povo viver em paz, com segurança, educação, saúde, com alimentação decente, cuidados à primeira infância e proteção para a velhice, condições de vida dignas para as mulheres, para os negros.

Queremos um regime democrático de verdade, na medida em que a desigualdade não vai mais levar o Brasil a uma situação de anomia social. Isso requer propostas, estratégias, mas também revogação de medidas arquitetadas pelo atual governo golpista que só servem para achacar direitos já conquistados.

Gosto da ideia de que uma candidatura dos comunistas é uma candidatura das pessoas comuns e para as pessoas comuns. Um governo para transformar a vida da maior parte das pessoas, as trabalhadoras e trabalhadores, os operários, o povo brasileiro.

Lutamos para que as pessoas vivam com mais dignidade, com mais oportunidades. Nossa candidatura é a candidatura dos que compreendem a necessidade de lutar para o Brasil dar certo para o povo brasileiro!

*Manuela D’Ávila

manuela.davila@al.rs.gov.br

Deputada estadual pelo PCdoB-RS e pré-candidata do partido à Presidência da República.

E agora, Henrique Javi?

Hospitais gerido pelo Estado enfrentam problemas como falta de material básico e superlotação, o que tem sido denunciado por profissionais e cooperativas do ramo.

Pode ser que Henrique Javi, titular da Secretaria da Saúde do Ceará, agora eleito presidente do Conselho Estadual de Saúde, arranje mais apoio para resolver a situação.

É o que espera principalmente a clientela, que enfrenta longa fila por leito ou cirurgia.

Manuela D’Ávila, presidenciável do PCdoB, terá encontro com Camilo Santana

A deputada estadual Manuela D’Ávila, presidenciável do PCdoB, será recebida pelo governador Camilo Santana (PT) nesta segunda-feira, no Palácio da Abolição. Em seguida, ela rumará para o Sindicato Adufc, onde participará de almoço-debate com o setor universitário.

Após esse compromisso, Manuela se deslocará para a Assembleia Legislativa onde, por volta das 15 horas, dará coletiva e, em seguida, palestra em seminário sobre violência contra a mulher.

Manuel D’Ávila deixará a Capital cearense ainda nesta segunda-feira.

 

Debates Grandes Nomes – Izolda Cela abre série de entrevistas

O Grupo de Comunicação O POVO inicia, nesta segunda-feira, 27, a 12ª edição do Debates Grandes Nomes. A primeira entrevistada será a vice-governadora do Estado, Izolda Cela (PDT), com transmissão ao vivo pela Rádio O POVO/CBN e O POVO Online, das 13 às 14 horas. Essa série de entrevista segue até sexta-feira, 1°, sempre no mesmo horário, com apresentação do jornalista Plínio Bortolotti e a coordenação de Nazareno Albuquerque.

Primeira vice-governadora mulher do Ceará, Izolda ficou à frente da Secretaria da Educação do Ceará entre 2007 e 2014. Também atuou na mesma função no município de Sobral, entre 2005 e 2006, e foi subsecretária de Desenvolvimento da Educação na gestão sobralense de 2001 a 2004. É graduada em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e especialista em Gestão Pública pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA) e em Educação Infantil pela UFC.

Grandes nomes

Os outros entrevistados serão: Patrícia Macêdo, assessora de assuntos internacionais da Prefeitura de Fortaleza; Jesualdo Farias, ex-reitor da UFC e secretário de Cidades do Governo do Estado; Weiber Xavier, médico intensivista; e Zelma Madeira, presidente do Conselho Estadual de Politica de Igualdade Racial do Ceará (Coepir).

SERVIÇO

Segunda-feira (27/11): Izolda Cela, vice- governadora do Ceará

Terça-feira (28/11): Patrícia Macêdo, assessora de assuntos internacionais da Prefeitura de Fortaleza

Quarta-feira (29/11): Jesualdo Farias, secretário de Cidades do Governo do Estado

Quinta-feira (30/11): Weiber Xavier, médico intensivista

Sexta-feira (1°/11): Zelma Madeira, presidente do Coepir

Horário: 13 horas às 14 horas

Rádio O POVO CBN e O POVO Online.

(O POVO)

Cinturão das Águas – Governo federal libera mais R$ 24 milhões para o projeto

O Ministério da Integração Nacional liberou mais R$ 24,28 milhões para as obras do Cinturão das Águas do Ceará (CAC), projeto por onde entrará, no estado do Ceará, as águas da transposição do rio São Francisco. A informação é da assessoria de comunicação da pasta, adiantando que neste mês de novembro o governo federal investiu R$ 33 milhões no empreendimento.

O Cinturão das Águas tem por objetivo garantir o abastecimento regular de água para mais de 4,5 milhões de habitantes na Grande Fortaleza. Com mais essa liberação, a obra, neste ano, recebeu uma soma de R$ 144,5 milhões.

Projeto

O Cinturão é um empreendimento executado pelo governo do estado e faz parte do programa “Agora, é Avançar” do governo federal. A expectativa é de que nos primeiros meses de 2018, o trecho 1 do CAC, com 145 quilômetros, seja contemplado pelas águas do Eixo Norte do Projeto São Francisco por meio da barragem Jati, localizada na cidade de mesmo nome.

Crítico do PT, Carlomano Marques anuncia que apoiará Eunício em qualquer decisão sobre 2018

O prefeito Carlomano Marques, de Pacatuba (Região Metropolitana de Fortaleza), anunciou, por meio de vídeo nas redes sociais, apoio integral ao senador Eunício Oliveira (PMDB) nas eleições de 2018.

Crítico ácido do Partido dos Trabalhadores, Carlomano garante que, independente de composição política que for fechada para o pleito que vem, estará com o senador peemedebista.

No momento, há uma reaproximação política de Eunício com o governador Camilo Santana, que é do PT.

Simpatia de jovens por Bolsonaro cresce e preocupa o PT

A simpatia dos jovens por Jair Bolsonaro tornou-se motivo de preocupação para o PT, que agora traça estratégias para minar o potencial do rival nessa fatia do eleitorado. Segundo informa a Coluna Painel desta segunda-feira, na Folha de S.Paulo, a sigla identificou que, sem Lula na disputa pelo Planalto, parte dos jovens que o apoia migra para o deputado. Embora não faça sentido para os que ainda se aventuram na análise partidária/ideológica tradicional, o movimento, para o partido do ex-presidente, é prova do descolamento entre a sociedade e a política.

Em análises internas, petistas avaliam que entidades como a UNE, que antes faziam a ponte da legenda com os estudantes, perderam representatividade em parcela expressiva da juventude. Para tentar reverter esse fenômeno, o partido tenta se reconectar a diretórios estudantis —onde o PSOL passou a ter forte presença.

Segundo a última pesquisa Datafolha, publicada em outubro, Bolsonaro alcança sua melhor marca entre os eleitores de 16 a 24 anos: 24%. Lula também. Ele chega a 38%. Sem o nome do petista na urna, o deputado oscila para 27%.

SDA inicia abastecimento de água de cidades em situação crítica

Dedé Teixeira, titular da Secretaria do Desenvolvimento Agrário, acompanha ações.

As Estações de Tratamentos Móveis, as chamadas ETAs Móveis, adquiridas pelo Governo do Ceará em Israel, já iniciaram o percurso pelos 31 municípios atendidos pelo Projeto Paulo Freire. O projeto envolve 23 técnicos e 15 veículos e atenderá inicialmente aos municípios a serem atendidos: Pires Ferreira e Hidrolândia, nas regiões de Sobral e Crateús, onde serão abastecidas as primeiras 101 cisternas de placa.

O Projeto Paulo Freire é financiado via empréstimo junto ao Fundo Internacional do Desenvolvimento Agrícola (FIDA) e deve atender com água e projetos produtivos 600 comunidades rurais extremamente pobres da zona rural.

Municípios

Os municípios selecionados pelo projeto são: Aiuaba, Altaneira, Antonina do Norte, Araripe, Arneiroz, Assaré, Campos Sales, Coreaú, Frecheirinha, Graça, Hidrolândia, Ipu, Ipueiras, Irauçuba, Massapê, Moraújo, Mucambo, Nova Olinda, Pacujá, Parambu, Pires Ferreira, Potengi, Quiterianópolis, Reriutaba, Salitre, Santana do Cariri, Senador Sá, Sobral, Tarrafas, Tauá e Varjota.

Lúcio diz não ter perdido esperanças de ver Eunício marchando com a oposição em 2018

Da Coluna Vertical, do O POVO desta segunda-feira:

Presidente regional do Partido da República, o ex-governador Lúcio Alcântara afirma não ter perdido a esperança de contar, na oposição, no pleito de 2018, com o senador Eunício Oliveira (PMDB).

Ele reconhece que Eunício, na condição de presidente do Senado, tem ajudado ao governador Camilo Santana (PT) e ao prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, no quesito descascar pepinos federais lá em Brasília.

Não vê nada contra essa disposição do peemedebista e insiste que dá para contar com o senador na oposição. Indagado qual seria o apelo dessa mesma oposição para convencer Eunício, não titubeou: “Coerência”.

A Nova Lei do Silêncio em Fortaleza

1142 2

Com o título “Direito ao som e ao silêncio”, eis o Editorial do O POVO desta segunda-feira:

Deverá ser concluído hoje um balanço do primeiro fim de semana de vigência da nova Lei do Silêncio em Fortaleza. A legislação, com várias mudanças importantes em relação à fiscalização e a valores aplicados nos autos de infração, foi sancionada na última quarta-feira (22) pelo prefeito Roberto Cláudio.

É possível avaliar que as novas regras acabaram sendo mais favoráveis a estabelecimentos comerciais e a profissionais músicos do que a quem possa se queixar de um barulho acima do tolerável, naquilo que se deveria chamar como zona de decência e descanso.

A mudança principal na nova Lei do Silêncio está na metodologia de captação do som feita por fiscais do município. Se antes o nível de decibéis era medido por um equipamento, fixado em via pública, aproximado a dois metros do local onde estava o palco ou a aparelhagem de som supostamente estrondosa, agora o decibelímetro é que é deslocado, levado na aferição para perto do primeiro imóvel residencial ou comercial em tese afetado.

Soa, sem trocadilho, como mudança de paradigma: o problema não está mais tanto em quem emite o barulho, mas em quem acaba ouvindo demais. Fatores de propagação, como vento ou bloqueios físicos são considerados, mas, para quem vivencia transtornos desse tipo, o ruído, o som e a zoada são coisas distintas. A regra básica não mudou: o nível sonoro autorizado continua sendo de 70 decibéis, das 6 horas da manhã às 22 horas, e de 60 decibéis no período entre 22 horas e 6 horas da manhã.

A Lei do Silêncio se apresenta mais severa quanto a multas – vão de R$ 500 a R$ 20 mil. E não há mais as notificações, que criavam uma gradação de penas e prorrogavam impasses. Agora, estabelecimentos que desrespeitem a regra serão punidos logo na primeira infração. Tende a ser um dos avanços, principalmente aos que prefiram protelar soluções.

No caso dos profissionais, é ajustada a situação em que músicos tinham seus instrumentos apreendidos quando era a casa que extrapolava. Mas os mesmos profissionais também não devem ser coniventes com excessos sonoros em nome do artístico.

A Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis), que irá aplicar as novas regras do silêncio, deverá ser firme e enérgica neste primeiro momento da nova legislação. Educativa quando necessário, mas não complacente. Há empresários que agem dignamente e zeram os aborrecimentos da vizinhança, mas os que preferem ser reincidentes em nome do lucro. Nos preceitos da convivência urbana, o barulho é uma das piores pólvoras.

Recém-indicado, Ernesto Saboya pede aposentadoria

Recém-indicado pela Assembleia para assumir cargo de conselheiro no Tribunal de Contas do Estado (TCE), Ernesto Saboia solicitou aposentadoria ao órgão na sexta-feira, 24. Em entrevista ao O POVO, ele afirmou que ainda está decidindo se irá se aposentar ou se demitir de antiga função no extinto Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), mas o requerimento de aposentadoria já está disponível no site do TCE.

“Eu ainda estou resolvendo, tenho essas duas opções: ou eu peço aposentadoria ou demissão. Nesta semana resolvo isso”, diz. Em disponibilidade após a extinção do TCM, ele explica que precisa se desligar da antiga função para assumir a nova. “(É necessário) porque não pode acumular cargos. Se eu me aposentar, eu abro mão do salário da aposentadoria e recebo do ativo”.

Pós-doutora em direito público e professora da Universidade Federal do Ceará (UFC), Raquel Machado avalia que a aposentadoria não é necessária. Ela aponta o parágrafo terceiro do Artigo 41 da Constituição, que afirma que, “o servidor estável ficará em disponibilidade, com remuneração proporcional ao tempo de serviço, até seu adequado aproveitamento em outro cargo”.

Justiça

Pedido de Saboia é motivado pela ação do deputado estadual Heitor Férrer (PSB) contra a indicação. “Como tem a ação do Heitor, se eu pedir demissão eu perco tudo (caso ele ganhe), e se eu me aposentar, é só abrir mão”, explica Saboia, embora argumente que o processo “não tem nenhum fundamento jurídico”.

“Eu acho essa reação do Heitor totalmente desproporcional, desmotivada. Mas penso nisso para a minha proteção, para evitar riscos”, conclui Saboia. Ao O POVO, o parlamentar disse achar pedido de aposentadoria “estranho” e voltou a defender que quem deve assumir o cargo é o conselheiro Manoel Veras, o mais antigo indicado pela AL-CE ao TCM.

(O POVO – Repórter Letícia Alves/Foto Aurélio Alves)

Gestão das águas nas regiões Norte e Nordeste é tema de audiência pública

A obra da Transposição do São Francisco, considerada lenta, entre pontos do debate.

A Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) tem audiência pública na quarta-feira (29). Na pauta, a segurança hídrica e a gestão das águas nas regiões Norte e Nordeste. O requerimento é dos senadores Fátima Bezerra (PT-RN), Lídice da Mata (PSB-BA) e Humberto Costa (PT-PE).

Foram convidados para o debate o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, e os dirigentes da Agência Nacional de Águas, do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos e da Companhia Hidroelétrica do São Francisco.

Também devem participar da audiência pública representantes da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba; do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais; do Instituto de Estudos Avançados; do Instituto de Mudanças Climáticas; do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos; do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco; da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental; e das universidades do Acre, da Bahia, de Brasília e de São Paulo.

(Agência Senado)