Blog do Eliomar

Categorias para Política

Comissão do Senado aprova legalização dos jogos de azar

O senador Benedito de Lira (PP-AL) apresentou ontem, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), relatório favorável à aprovação do projeto que regulamenta a exploração dos jogos de azar. Após a leitura do parecer, o presidente do colegiado, Edison Lobão (PMDB-MA), concedeu vista coletiva mais tempo para análise da matéria e o texto poderá ser votado a partir da próxima quarta-feira, 15.

O parecer de Benedito de Lira legaliza, para maiores de 18 anos, jogo do bicho, bingo, videobingo, apostas esportivas e não esportivas e cassinos online ou em complexos de lazer integrados. O relatório determina ainda a criação de uma contribuição com alíquotas de 10% ou 20% a serem cobradas de quem obtiver o credenciamento para explorar a atividade. A União deve repassar 30% do dinheiro aos municípios e outros 30% aos Estados e Distrito Federal, para serem aplicados obrigatoriamente em saúde, previdência e segurança.

“Em virtude da situação orçamentária gravíssima por que passam os entes federados, é urgente que os novos recursos arrecadados sejam também partilhados de forma semelhante ao que ocorre em relação a outros tributos”, defendeu o relator.

Ontem, após reunião com governadores de diversos Estados, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), demonstrou disposição para pautar a matéria ainda este ano no plenário. Oliveira afirmou, no entanto, que só colocará a matéria em votação com a garantia de que os impostos arrecadados serão direcionados para um fundo de segurança pública, ainda a ser criado.

“Não tenho problema nenhum em pautar esse projeto para que haja um debate amplo”, disse em coletiva de imprensa. Oliveira declarou ainda que o Congresso precisa “acabar com essa hipocrisia de não receber matérias dessa natureza”.

Para maiores

Benedito de Lira diz que os jogos sempre fizeram parte do “imaginário da civilização”. Para ele, a longa proibição de 75 anos no Brasil levou a que se rotulasse a prática como uma questão moral, o que dificulta o debate sobre a lei.

O assunto é polêmico e deve enfrentar resistências. O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) é um dos que já se manifestaram contra. A princípio, ele não queria que a proposta sequer fosse lida nesta quarta-feira, visto que não estava inicialmente na pauta.

(Com Agências)

Comissão de Segurança aprova porte de arma para proprietários e trabalhadores rurais maiores de 21 anos

A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado aprovou nesta quarta-feira (8) proposta que permite a concessão de licença para o porte de arma de fogo para proprietários e trabalhadores rurais maiores de 21 anos. O objetivo, segundo o texto, é proporcionar a defesa pessoal, familiar ou de terceiros, assim como a defesa patrimonial.

O texto aprovado pela Comissão de Segurança Pública, que recebeu parecer favorável do relator, deputado Alberto Fraga (DEM-DF), é o substitutivo da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural ao Projeto de Lei 6717/16, do deputado Afonso Hamm (PP-RS). Fraga, que considera “oportuno” disciplinar a matéria, também havia sido o relator na Comissão de Agricultura, elaborando o substitutivo apoiado pelo colegiado.

O relator alterou o projeto original, que permitia a concessão de porte rural de arma de fogo para maiores de 25 anos. Além disso, procurou deixar claro que a licença não será “uma análise subjetiva ao direito de legítima defesa por parte da autoridade competente pela emissão do porte”.

O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado agora pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

(Agência Câmara Notícias)

Justiça condena Jair Bolsonaro a pagar multa de R$ 150 mil por ofensas à população LGBT

O deputado federal Jair Bolsonaro (PTB/RJ)foi condenado, em segunda instância, a pagar R$ 150 mil por dano moral coletivo por ofensas feitas contra a população LGBT. O julgamento da apelação contra a sentença, que em 2015 já havia condenado o parlamentar, ocorreu na 6ª Câmara Cível, no Rio de Janeiro. A informação é da Veja Online.

A ação civil pública foi ajuizada pelo Grupo Diversidade Niterói, Grupo Cabo Free de Conscientização Homossexual e Combate à Homofobia e Grupo Arco-Íris de Conscientização. As entidades usaram como base as declarações do parlamentar ao programa CQC, da TV Bandeirantes, feitas no dia 28 de março de 2011.

No programa, o deputado disse que nunca passou pela sua cabeça ter um filho gay porque seus filhos tiveram uma “boa educação”. Também afirmou que não participaria de um desfile gay porque não promoveria “maus costumes” e porque “acredita em Deus e na preservação da família”.

Aliados de Tasso pedirão votos onde ele enfrenta resistência

Tasso Jereissati, que entrou na disputa pela presidência nacional do PSDB, terá um reforço a mais nessa luta.

Segundo informa o colunista Lauro Jardim, do O Globo, os aliados do senador cearense já se preparam para fazer campanha nos estados nos quais ele enfrenta mais resistência.

Além de Goiás e Minas Gerais, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul estão mais alinhados com Marconi Perillo.

5% da capacidade – Vereador alerta para falta d’água em Fortaleza e apela contra o desperdício

O vereador Idalmir Feitosa (PR) alertou nesta quarta-feira, 8, que Fortaleza está passando por problemas hídricos, tendo apenas 5% de sua capacidade para o consumo humano. De acordo com o parlamentar, é preciso criar uma maior conscientização sobre o uso e consumo de água na Capital.

Idalmir iniciou sua fala afirmando que chegou a hora de todos os vereadores, independente de posição partidária, se unirem e realizarem uma audiência pública para falar sobre a situação hídrica de Fortaleza. O vereador ressaltou que embora a Prefeitura e o Governo do Estado estejam trabalhando em ações para evitar o desperdício de água, a população precisa também fazer a sua parte.

“Precisamos de uma audiência feita por todos os vereadores, para que a gente possa verificar e pensar sobre os rumos, diretrizes e previdências desta situação que enfrentamos”, disse.

(Agência Fortaleza / Foto: Divulgação)

Temer indica delegado Fernando Segóvia para diretor-geral da PF

O presidente Michel Temer resolveu nomear o delegado Fernando Segóvia para o cargo de diretor-geral da Polícia Federal (PF). Segóvia vai substituir o atual diretor-geral, Leandro Daiello.

O anúncio foi feito por meio de nota do Ministério da Justiça na tarde de hoje (8), após Segóvia e o ministro da Justiça, Torquato Jardim, terem sido recebidos por Temer.

Formado em direito pela Universidade de Brasília, Segóvia está há 22 anos na PF. Foi superintendente regional da PF no Maranhão e adido policial na África do Sul. Em boa parte de sua carreira, exerceu funções de inteligência nas fronteiras do Brasil.

Leandro Daiello estava no cargo desde 2011, nomeado na gestão do então ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e já havia manifestado interesse em deixar o cargo. Na nota, o ministro da Justiça, Torquato Jardim, faz um agradecimento pessoal e institucional a Daiello por sua “competente e admirável administração da Polícia Federal nos últimos seis anos e dez meses”.

(Agência Brasil)

Camilo anuncia R$ 14 milhões para pagamento de gratificações dos professores

O governador Camilo Santana (PT) anunciou, nesta quarta-feira (8), a liberação do pagamento da Promoção Sem Titulação e da Gratificação de Desempenho das Escolas Profissionais 2016 para os professores da rede pública estadual de ensino.

No total, o investimento é de mais de R$ 14 milhões. 

Camilo fez o anúncio ao lado do secretário estadual da Educação, Idilvan Alencar.

Serão beneficiados com a Promoção Sem Titulação 4.039 servidores. A implantação da promoção no período de 1º de setembro de 2016 a 31 de agosto de 2017 e o retroativo aos meses de setembro a dezembro de 2016 serão pagos na folha de novembro.

Já o retroativo no período de janeiro a outubro de 2017 será pago em três parcelas, nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro.

Já a Gratificação de Desempenho das Escolas Profissionais 2016 será paga em três parcelas, durante os meses de dezembro, janeiro e fevereiro, beneficiando 2.889 professores de 102 Escolas Estaduais de Educação Profissional (EEEP)

Coordenador do Unicef participará de debate sobre Violência no Ceará

Rui Aguiar, do Unicef, participará do encontro.

Neste sábado (11), a partir das 8h30min, a Casa Vermelha promoverá mais edição do programa “Café Com Ideias”. O tema desta vez é “Violência no Ceará: Evolução e Perspectivas de Superação”.

Para o encontro foram convidados o professor José Raimundo Carvalho Júnior (CAEN/UFC), coordenador da Pesquisa de Condições Socioeconômicas e Violência Doméstica e Familiar, e Rui Aguiar, coordenador do escritório do Unicef em Fortaleza. O vereador Guilherme Sampaio será o mediador.

SERVIÇO

*Casa Vermelha – Avenida da Universidade, 2197 – Benfica.

*Entrada franca

*Mais Informações – 3181 9747.

Três projetos do Ceará são destaque em fórum internacional sobre gestão ambiental

Artur Bruno é o titular da Sema.

O III Seminário de Boas Práticas e o I Fórum Internacional de Parcerias na Gestão das Unidades de Conservação acontecerá em Brasília, no período de 27 a 29 deste mês. A Secretaria do Meio Ambiente do Ceará (Sema) enviou seis projetos, na categoria “Boas Práticas submetidas por servidores dos Estados”.

Das 10 iniciativas dos órgãos estaduais previstas no Edital, três projetos cearenses foram selecionados para participar do evento. Os gestores e/ou responsáveis irão a Brasília apresentar as práticas contempladas, que são as seguintes:

Projeto Chama Maré: uma abordagem às comunidades tradicionais e moradores do entorno do Parque Estadual do Cocó;Programa Agente Voluntário Ambiental: um instrumento de gestão para as Unidades de Conservação Estaduais do Ceará;

Projeto Aflorar – Arie do Sítio Curió.

Defesa de Lula diz que Moro viola direito e quer ver perícia

A defesa do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva entregou ao juiz Sergio Moro um documento em que reclama do veto para acompanhar a perícia dos sistemas Drousys e My Web Day. Assinado pelo advogado Cristiano Zanin, o documento afirma que Moro permitiu somente à Odebrecht o acompanhamento da perícia. A informação é da Veja Online.

O advogado afirma que, com a decisão de Moro, foi violado o direito de ampla defesa do ex-presidente.

“Inegável, portanto, que Vossa Excelência deixou de considerar (“omissão”) que a Odebrecht S.A. não é desinteressada no resultado da perícia. Trata-se, na realidade, de empresa leniente, cujo acordo fora firmado perante a Força Tarefa da Operação Lava-Jato”, diz Zanin.

A Petrobras e o calote chamado refinaria

329 1

De Paulo Saboia, leitor do Blog, num comentário sobre a postagem “A Petrobras deu um calote no Ceará”, diz Camilo Santana. Confira:

A quem o governador Camilo pretende enganar com essa conversa mole de que “a Petrobrás deu calote no Ceará”? Empresa não dá calote em ninguém. Há responsáveis nessa história e ele sabe muito bem quem são.

Os que deram o calote nos cearenses foram seus correligionários do PT, Lula e Dilma que mandavam e roubavam da Petrobrás e ganharam várias eleições e elegeram seus apaniguados à custa dessas promessas tipo refinaria, siderúrgica, transposição que agora o governador – beneficiário delas também –“denuncia” como se a Petrobras fosse um ente autônomo.

E quem gastou o dinheiro do Ceará para receber a refinaria também era conivente, pois tendo sido íntimo do Palácio do Planalto, tanto de Lula quanto de Dilma, não pode se sentir caloteado.

Vereador agora é fiscal de posto de saúde

O vereador Márcio Martins, do PR, partido que faz oposição à gestão do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), resolveu dar uma de fiscal.

Semanalmente, ele está visitando postos de saúde para conferir de perto o atendimento. Nessa terça-feira, esteve no Posto de Saúde Gotardo Peixoto, na SER IV, que atende comunidades do Trem, do Brooklyn e parte dos moradores do bairro Montese.

“O objetivo da proposta #UmPostoPorSemana é fazer um relatório com verificação de medicamentos, profissionais e estrutura das unidades e, ao final, entregá-lo à Secretaria da Saúde do Município para que tome providências”, explica Márcio Martins.

Na última semana, o vereador fiscalizou o Posto de Saúde Luiz Costa, no bairro Benfica.

(Foto – Facebook)

Reforma da Previdência – Maia diz que não coloca matéria em plenário sem votos suficientes

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), reafirmou hoje (7) que não colocará a reforma da Previdência na pauta do plenário, enquanto a proposta não tiver o número de votos suficientes para ser aprovada. Por se tratar de emenda constitucional, a reforma precisa pelo menos de 308 votos favoráveis entre os 513 deputados, em dois turnos de votação.

“Se tiver voto, dá pra votar amanhã, mas não tem voto”, disse. “Não podemos ter a irresponsabilidade de pautar de qualquer jeito pra perder, porque essa seria uma sinalização muito ruim para a sociedade brasileira, a de que não conseguimos acabar com a transferência de renda que existe hoje, dos que ganham menos para os que ganham mais”, afirmou.

O deputado falou à imprensa depois de se reunir com o presidente Michel Temer, no Palácio do Planalto. Também participaram do encontro líderes da base governista, o relator da reforma da Previdência na Câmara, deputado Arthur Maia (PPS-BA), o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles e outros integrantes da equipe econômica e política do governo.

Rodrigo Maia ressaltou que o governo não desistiu da reforma e que não vai deixar se empenhar para conseguir aprovar as mudanças na Previdência. Ele destacou, no entanto, que ainda é necessário definir com as lideranças partidárias a forma como a proposta será analisada na Câmara e se poderá ser apresentada em outro formato de proposição legislativa que dependa de menos votos.

“O que está se discutindo, primeiro é de que forma se consegue votar a reforma da Previdência. A matéria vai ser discutida com os líderes, sabendo que eles estão hoje com uma posição contrária. Qual texto será aprovado? Vamos discutir, e quando isso estiver organizado, vamos a plenário com o texto que é possível. Não sei se é um texto maior ou menor, o importante é que temos que construir as condições para aprovar a matéria, para possamos reduzir a grande desigualdade na Previdência brasileira”, afirmou.

O texto da reforma que foi aprovado na comissão especial, e aguarda votação do plenário desde o primeiro semestre, estabelece idade mínima para a aposentadoria de 65 anos para os homens e 62 para as mulheres, com tempo de mínimo de 25 anos de contribuição. Para receber o benefício integral a que tem direito, o trabalhador terá que contribuir para a Previdência Social por 40 anos.

(Agência Brasil/Foto – Pedro Ladeira, da Folhapress))

Tasso Jereissati anuncia candidatura e promete novo Código de Ética para o PSDB

452 1

O senador Tasso Jereissati lançou, nesta quarta-feira, na sala da liderança do PSDB, sua candidatura à presidência nacional do partido. Em seu discurso, ele disse que seu objetivo é fazer com que os tucanos voltem às origens.

Tasso não quis avaliar como rachar o fato de disputar o cargo com o governador de Goiás, Marconi Perillo. Preferiu definir como sinal de revitalização do PSDB, ressaltando que o debate que ocorrerá vai ser necessário e benefício para a legenda.

“Nenhum partido está fazendo isso. O PT está simplesmente acomodado diante dos seus erros ou fingindo que não vê. Isso é grave, gravíssimo…Nós vamos mudar.”

O tucano bateu duro no cenário de corrupção que se alastra em quase todos os segmentos da sociedade brasileira. Prometeu \presentar na próxima semana o novo código de ética do partido, que virá mais rigoroso.

“Vamos ter um programa de compliance interno, para acompanhar e fiscalizar todos os atos de cada um de nossos membros e do partido como um todo”, complementou em discurso Jereissati.

O que é compliance?

*É o conjunto de disciplinas para fazer cumprir as normas legais e regulamentares, as políticas e as diretrizes estabelecidas para o negócio e para as atividades da instituição ou empresa, bem como evitar, detectar e tratar qualquer desvio ou inconformidade que possa ocorrer. O termo compliance tem origem no verbo em inglês to comply, que significa agir de acordo com uma regra, uma instrução interna, um comando ou um pedido.

(Foto – Correio Braziliense)

Manuela D’Àvila lança pré-candidatura a presidente nesta quarta-feira

A deputada estadual Manuela D’Àvila (RS) lançará, às 15 horas desta quarta-feira, em Brasília, sua pré-candidatura a presidente da República em 2018.

Será durante entrevista coletiva a ser transmitida via Facebook do PCdoB e, no Ceará, pelo Facebook do deputado federal Chico Lopes.

Sobre ess apré-candidatura, Chico considera “positiva” a repercussão, pois chega como um fato novo no atual cenário de desencanto com a política. Ele destaca que Manuela, que foi sua colega na Câmara, é “altamente preparada” para o cargo.

(Foto – Divulgação)

O deslumbrado juiz Sergio Moro

267 1

Com o título “Nós é que estaríamos presos”, eis artigo de José Nilton Mariano Saraiva, economista pela UFC e aposentado do Banco do Nordeste. Aborda as decisões do juiz federal Sergio Moro, que responde pelos processos da Lava Jato. Confira:

Metade do mundo e a outra banda sabem que a tal Operação Lava Jato, na perspectiva do seu arquiteto e executor, o deslumbrado juiz de primeira instância, Sérgio Moro, pretendia assemelhar-se e ser uma cópia fiel da Operação Mani Pulite (Mãos Limpas), levada a efeito na Itália em meados da década 90 e que, no entendimento do dito cujo, fora a redenção daquele país.

Na verdade, Mani Pulite quase destruiu a Itália.

Procuramos mostrar isso na postagem “O Catecismo do Moro”, de nossa lavra (quase dois anos atrás), onde destrinchamos, item por item, o trabalho de autoria do respectivo (“Considerações a respeito da Operação Mani Pulite”), onde Moro delineia, pari passu, o que pretendia executar depois do retumbante fracasso que houvera experimentado anos atrás quando da operação “Contas CC5” do Banestado, no Paraná (coincidentemente envolvendo o mesmo doleiro-bandido Alberto Yousseff, à época vergonhosamente absolvido por Sua Excelência).

Basicamente, a ideia era se valer de um tema de imenso apoio popular (no caso, o pretenso combate à “corrupção”) para, a partir daí, desencadear uma demolidora ofensiva contra partidos políticos e seus principais líderes, exterminando-os (só que, no caso, um só partido político (o PT) foi alvo, com o objetivo de impedir, por cima de pau e pedra, que o seu principal líder, Lula da Silva, retornasse ao poder, nos braços do povo).

Para tanto, pelo roteiro elaborado por Moro, a principal providência seria obter o necessário apoio das principais corporações midiáticas (claramente refratárias ao PT/Lula) como forma de convencer a população da necessidade de “passar por cima” da própria Carta Maior (Constituição Federal), a fim de atingir o objetivo colimado.

E aí, tivemos um verdadeiro “festival de abusos” de Moro e sua equipe, que, contando com o beneplácito e a inexplicável conivência dos frouxos e prolixos integrantes do Supremo Tribunal Federal (STF), desandaram a exorbitar das suas funções: prisões preventivas alongadas e sem necessidade de provas (objetivando forçar o detido a “dedurar” os demais), conduções coercitivas sem a antecipada notificação judicial, interceptações telefônicas ilegais (e a posterior criminosa divulgação do seu conteúdo para a grande mídia), censura dos processos aos defensores do acusado (impedindo-os de “advogarem”), e por aí vai.

A destacar, o encarceramento abusivo de “supostos” suspeitos e a posterior obtenção, a fórceps, das tais “delações premiadas” (que, por lei, deveriam ser voluntárias) principalmente envolvendo “portentos” da construção civil e outros “empresários bandidos” que se locupletavam com o dinheiro público, num ilusório aviso de que “dessa vez a coisa vai”. Só que “esqueceram” do efeito colateral daí resultante: que sem um prévio acordo de leniência, as grandes empresas nacionais envolvidas tenderiam a rapidamente “ir pra onde a vaca vai” (pro brejo). Por conta disso, desde então o desemprego campeia nas áreas atingidas, e está aí pra todos verem.

Fato é que, guindados à condição de pop-stars e de figurinhas-carimbadas das principais revistas, jornais e TVs, Sérgio Moro e seus procuradores, ao contrário do que recomendam os manuais, abandonaram de vez a discrição, recato e prudência necessárias e exigidas de um magistrado e passaram a pulular em eventos de qualquer natureza: sociais, políticos, midiáticos e por aí vai (holofotes e bajulação, não lhes faltam).

No mais recente (internacional), com Sérgio Moro e seus procuradores agora na plateia, eis que o inusitado se fez presente: o principal convidado, o italiano Gherardo Colombo, um dos magistrados que participaram da Operação Mani Pulite (Mãos Limpas) na Itália, inquirido a traçar um paralelismo das duas operações, contundentemente vociferou: “SE TIVÉSSEMOS FEITO O MESMO QUE A LAVA JATO, NÓS É QUE ESTARÍAMOS PRESOS” e, ainda, asseverando que “olhando retrospectivamente hoje, podemos entender que a corrupção na Itália não diminuiu, absolutamente”. Portanto, desmoralização pública e explícita do modus operandi adotado por Moro e cupinchas.

Assim, talvez a única certeza nisso tudo é que, se na Itália, por conta da Operação Mani Pulite, emergiu no cenário político o mafioso Sílvio Berlusconi, que acabou de destroçar com o país, no Brasil temos a temporária e perigosa ascensão do comprovadamente despreparado ultraconservador Jair Bolsonaro, que, na perspectiva da inviabilização da candidatura Lula da Silva (“objeto de desejo” de Sérgio Moro e seus procuradores), pode, sim, atingir o poder, conforme mostram as pesquisas.

E aí, que Lúcifer tenha pena do nosso Brasil.

*José Nilton Mariano Saraiva

Economista e aposentado do BNB.

Temer se reúne com Rodrigo Maia para discutir Reforma da Previdência

O presidente Michel Temer está reunido com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e relator da reforma da Previdência na Câmara, Arthur Maia (PPS-BA), para discutir a reforma que aguarda votação na Casa. Também participam da reunião o secretário de previdência do Ministério da Fazenda, Marcelo Caetano, e o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), que presidiu a comissão especial que analisou o tema.

Em vídeo divulgado na noite de ontem (7) no Twitter, o presidente Michel Temer pediu apoio aos cidadãos do país para aprovar a reforma. Depois de reuniões com líderes da base aliada da Câmara dos Deputados na segunda (6), e do Senado, ontem (7), o governo já admite mudanças no texto da reforma para que, pelo menos, parte dela seja aprovada ainda este ano. Como se trata de emenda Constitucional, para aprovar a reforma na Câmara serão necessários, pelo menos, 308 votos favoráveis.

Na segunda-feira, ao discursar na abertura da reunião com os líderes da Câmara, Temer disse que, mesmo que não se consiga fazer tudo o que for necessário na reforma, é importante avançar para que quem vier depois possa fazer uma revisão na Previdência. “A reforma da Previdência é a continuação importante, fundamental para fecho das reformas que estamos fazendo. Continuarei empenhando nela, trabalharei muito por ela. Por mais que não se consiga fazer tudo, se permita que quem venha depois, mais adiante, que possa fazer uma nova revisão da Previdência Social”.

Ontem (7), o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou que a reforma da Previdência não é mais uma opção. “A reforma não é uma questão de escolha, ela terá que ser feita em algum momento, é uma questão fiscal, numérica”. Ele comentou a declaração dada na segunda-feira (6) por Temer sobre as dificuldades para a aprovação da reforma da Previdência.

“O presidente reconheceu as dificuldades, é um processo controverso em qualquer lugar do mundo, não há dúvida. O presidente reconheceu esse fato para as lideranças partidárias que ali estavam expressando as suas preocupações”, afirmou o ministro.

(Agência Brasil)

Em Portugal, conselheiro Ernesto Saboya aguarda aprovação do seu nome para o TCE

O conselheiro Ernesto Saboia está em Portugal, onde até comemorou seus 59 anos de vida. Ontem, ele aguardava ansiosamente um presente da Assembleia: sua indicação para o TCE na a vaga de Teodorico Meneses .

Saboya, inclusive, já ganhou mensagem lida, na Assembleia Legislativa, com seu nome indicado para a vaga.

O deputado estadual Heitor Férrer (PSB) promete questionar a escolha na Justiça.

Ex-deputado Francini Guedes é o novo presidente estadual do PSDB

O ex-deputado estadual e ex-prefeito de Jaguaribara, Francini Guedes, será oficializado, nesta sexta-feira, às 10 horas, no auditório da Câmara Municipal, durante convenção, presidente estadual do PSDB.

O primeiro vice-presidente deverá ser o médico Carlos Roberto Martins Rodrigues, o Cabeto, enquanto o segundo vice-presidente deve ser Geraldo Luciano, enquanto o terceiro vice deve ser o ex-prefeito do Crato, Samuel Araripe.

O PSDB ainda definiu João Barroso, prefeito de Itapipoca, como secretário-geral, Emília Pessoa, vereadora de Caucaia, como primeira secretária e Kamila Castro como tesoureira.