Blog do Eliomar

Categorias para Política

Ciro diz que Congresso de “ladravazes, golpistas e corruptos” não devolverá o poder ao povo

292 4

O ex-ministro Ciro Gomes, também presidenciável pelo PDT, não acredita na cassação da chapa Dilma-Temer, cujo julgamento terá inicio nesta terça-feira, no Tribunal Superior Eleitoral. Por conta disso, ele insiste que é preciso lutar pelas Diretas Já.

Ciro lamenta que se vier a eleição indireta, como manda a Constituição, tudo continuará na mesma com um congresso de maioria de “notórios ladravágios, corruptos e golpistas” e que não vai devolver ao povo esse direito.

O ex-ministro voltou a defender a reeleição do governador Camilo Santana, ressalvando, no entanto, que é preciso continuar lutando e trabalhando, pois não existe eleição fácil. Lembrou que, num cenário de mais de 17 Estados quebrados, o Ceará é o mais equilibrado de todos.

Sobre João Doria, prefeito de São Paulo e apontado como um dos presidenciáveis do PSDB, ironizou. “É o mais fraquinho de todos!”.

Fortaleza está ganhando Ciclolixos?

381 1

Canteiros da Avenida Expedicionários nesta manhã de terça-feira.

Da Coluna Vertical, do O POVO desta terça-feira:

Fortaleza está se transformando literalmente na cidade dos entulhos e do lixo. Tal prática, absurda, prossegue sem uma ação mais enérgica por parte da administração pública. Nada de multa ou investimento em educação. Os ecopontos, criados para receber resíduos sólidos como galhos de árvores, móveis velhos e outras bugigangas, são poucos.

Como consequência disso, haja proliferação de doenças como a chikungunya transmitida pelo Aedes aegypti que, com as chuvas dando trégua, deve reduzir seus ataques.

Batemos novamente nessa tecla do lixo, porque Fortaleza, uma capital que aposta no turismo, está à beira de mais uma alta estação e um quadro desse que vemos nos recantos da Capital depõe contra o povo e autoridades.

Será que a Prefeitura, que já criou ciclovias e  ciclofaixas, acabará criando também a ciclolixo?

(Foto – Paulo MOska)

PF prende ex-ministro Henrique Eduardo Alves

Uma operação da Polícia Federal prendeu, nesta terça-feira, o ex-ministro e ex-presidente da Câmara Federal, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN). Batizada de Manus, a operação da PF apura atos de corrupção ativa e passiva, além de lavagem de dinheiro envolvendo a construção da Arena das Dunas, em Natal.

Em conjunto com o Ministério Público Federal e a Receita Federal, a PF diz que o estádio teria tido um sobrepreço de R$ 77 milhões.

A PF cumpre 33 mandados judiciais, sendo cinco mandados de prisão preventiva, inclusive contra o também ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, já preso em Curitiba.

(Com Agências)

 

Ex-secretário do Planejamento assume Cegás e hoteleiro será adjunto da SDE

O ex-secretário do Planejamento do Ceará, Hugo Figueiredo, foi empossado ontem diretor-presidente da Companhia de Gás de do Ceará (Cegás). Entre os objetivos da gestão, ele diz, está aumentar rede de gás natural para os segmentos industrial, comercial e residencial.

Ele argumenta que a empresa será participante em projetos estruturantes como o porto do Pecém, por meio do redimensionamento da planta de gaseificação do seu entorno, bem como contribuir para uma solução para a transferência do parque de tancagem de combustíveis do porto do Mucuripe para o do Pecém.

“Além disso, queremos contribuir com as discussões do programa Gás para Crescer”, disse, referindo-se ao projeto do Governo Federal que visa redefinir os parâmetros para o mercado de gás natural no País.

Ex-secretário de planejamento do Ceará, Figueirêdo é professor da Universidade Federal do Ceará, doutor em Economia de Negócios pela Wageningen University (Holanda), mestre em Administração de Empresas pelo Rensselaer Polytechnic Institute (EUA) e graduado em Engenharia de Aeronáutica pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA).

SDE

O empresário Régis Medeiros, proprietário de hotel e vice-presidente da Associação Brasileira de Hotéis (ABIH-CE), disse em sua página no Facebook, ter recebido o convite para assumir o cargo de secretário-adjunto do Desenvolvimento Econômico, antes ocupado pelo economista Cláudio Ferreira Lima.

(O POVO)

Parque Nacional de Jericoacoara – ICMBio e Estado assinarão parceria

Até julho, acordo de cooperação para implementar modificações no Parque Nacional de Jericoacoara será assinado entre Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), o Estado do Ceará, por meio da Secretaria de Turismo (Setur), e as Prefeituras de Jijoca de Jericoacoara, de Camocim e de Cruz.

O prazo foi informado por Arialdo Pinho, secretário do Turismo. Ele afirma que qualquer intervenção em Jericoacoara somente poderá ser iniciada após o acordo ser assinado. Conforme o ICMBio, por meio de nota, a implementação de uma série de ações é necessária para o “melhor ordenamento da visitação no Parque Nacional de Jericoacoara e seu entorno”.

As ações incluem controlar o acesso nos quatros postos de informação e controle de Jericoacoara, retirada dos rebanhos bovino e asinino (jumento) da unidade, delimitação dos 8.416 hectares da unidade com cercamento, melhoria e manutenção das principais vias internas de acesso de veículos autorizados e implementação de estruturas de apoio à visitação nos principais atrativos (mirantes, escadarias e plataformas de acesso no Serrote e Pedra Furada).

Também entrará no acordo de cooperação a otimização da gestão de resíduos sólidos e líquidos. “Entre outras ações essenciais para garantir aos visitantes uma experiência adequada à uma Unidade de Conservação e seguindo os melhores padrões de qualidade ambiental”, informa o Instituto.

Dentre as modificações em Jericoacoara, algumas dependerão de elaboração de editais, sem datas definidas, para concessão à iniciativa privada. É o caso do cercamento da unidade de conservação e outros serviços e infraestruturas não especificados pelo ICMBio. Ao Governo do Estado está prevista a criação e administração de áreas de estacionamento.

Ainda está prevista a cobrança de taxa diária, pelo Instituto, para ficar em Jericoacoara, assim como acontece em Fernando de Noronha (PE) – medida que também será feita a partir do momento em que houver concessão.

Os valor da taxa e a divisão de percentuais de Jericoacoara serão negociados no acordo e a arrecadação seria revertida para manutenção, com serviços de limpeza, saúde e segurança. Mas o certo é que o dinheiro será dividido entre União, Estado, Jijoca de Jericoacoara, Cruz e Camocim. A cobrança será para os turistas, preservando o acesso gratuito aos moradores e os que são isentos pela lei.

De acordo com a tabela da Taxa de Preservação Ambiental da UC de Pernambuco, um dia em Fernando de Noronha custa R$ 68,74.

Voos

Jericoacoara já tem dois voos confirmados. Um charter da CVC, pela Gol, a ser inaugurado no dia 24 de junho, saindo de Congonhas (SP). Será aos sábados, partindo às 10h30min e pousando às 14 horas. No retorno, o voo partirá às 14h38min, aos sábados, chegando em Congonhas às 18h10min. Os pacotes de oito dias da CVC para Jericoacoara custam a partir de R$ 1.598 por pessoa. O outro será pela Azul, previsto para 1º de julho, partindo de Recife.

(O POVO – Repórter Beatriz Cavalcante)

Marina Silva está internada em Brasília

A ex-senadora Marina Silva, fundadora da Rede Sustentabilidade e ex-candidata a presidente da República, está internada no Hospital Brasília desde sábado, com queixas de forte dor abdominal. Segundo a assessoria de imprensa de Marina, o “diagnóstico da causa” das dores “ainda está em fase de investigação”.

Marina estava sentindo fortes dores abdominais desde a semana passada e, no sábado, foi internada para realizar exames e monitorar seu quadro clínico.

As informações foram divulgadas nesta segunda-feira na página da ex-senadora no Facebook. Marina está sob cuidados do médico Luis Augusto Bianchi.

TSE antecipa horário de uma das sessões do julgamento da chapa Dilma-Temer

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu antecipar para as 9 horas desta quarta-feira (7) a segunda sessão para o julgamento da ação que pede a cassação da chapa presidencial Dilma Rousseff e Michel Temer. A primeira sessão acontece amanhã (6), às 19 horas, e na quinta-feira (8), haverá outras duas sessões, às 9 horas e às 19 horas.

A mudança do horário da sessão de quarta-feira foi feita pela Presidência do TSE a pedido do corregedor-geral da Justiça Eleitoral e relator da ação, ministro Herman Benjamin. Das quatro sessões definidas, duas serão extraordinárias (quarta, pela manhã, e quinta-feira à noite).

O julgamento teve início em março, mas foi interrompido após o tribunal acatar o pedido de mais prazo feito pela defesa. Em 15 de maio, a ação foi liberada para julgamento pelo relator, após a chegada da manifestação do Ministério Público Eleitoral (MPE) e das alegações finais das defesas do presidente Michel Temer e da ex-presidenta Dilma Rousseff.

Ação

Após o resultado das eleições de 2014, o PSDB entrou com a ação, e o TSE começou a julgar suspeitas de irregularidade nos repasses a gráficas que prestaram serviços para a campanha eleitoral de Dilma e Temer. Recentemente, Herman Benjamin decidiu incluir no processo o depoimento dos delatores ligados à empreiteira Odebrecht investigados na Operação Lava Jato. Os delatores relataram que fizeram repasses ilegais para a campanha presidencial.

Em dezembro de 2014, as contas da campanha da então presidenta Dilma Rousseff e de seu vice, Michel Temer, foram aprovadas com ressalvas e por unanimidade no TSE. No entanto, o processo foi reaberto porque o PSDB questionou a aprovação, por entender que há irregularidades nas prestações de contas apresentadas por Dilma, que teria recebido recursos do esquema de corrupção investigado na Lava Jato. Segundo entendimento do TSE, a prestação contábil da presidenta e do vice-presidente é julgada em conjunto.

(Agência Brasil)

Temer diz que Plano Nacional de Segurança Pública terá início pelo Rio com “ações integradas”

O presidente Michel Temer informou que o governo federal iniciará a implementação do Plano Nacional de Segurança Pública pelo município do Rio de Janeiro e que as ações de combate à criminalidade não serão “pirotécnicas”, e sim planejadas. Ao discursar na abertura de uma reunião com autoridades da área da segurança e políticos do estado do Rio de Janeiro, Temer disse que, após experiências “pontuais” anteriores, o plano de segurança pública está “mais sistematizado”.

“Agora, [com o plano] sistematizado, nós vamos começar experiências nas várias cidades brasileiras. Não uma interferência, mas uma produção operacional mais intensa em cada estado. Será um experimento muito concentrado. Não será nada pirotécnico, e sim planejado para fazer operações inicialmente na cidade do Rio de Janeiro”, afirmou. Temer disse que o governo estadual e a prefeitura da capital estão “de comum acordo” com o plano.

O presidente não chegou a descrever detalhes do que será feito, mas disse que, após diversas reuniões sobre o assunto, foi possível dar um início “mais concreto” às ações do Plano Nacional de Segurança Pública, lançado no início deste ano. Além de ministros, participam do encontro o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, o prefeito Marcelo Crivella e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Segundo Temer, o plano terá, entre suas referências, o que foi executado durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, “quando as forças nacionais garantiram tranquilidade absoluta para a realização do evento”.

O presidente disse que as medidas adotadas recentemente em episódios como as rebeliões ocorridas em presídios das regiões Norte e Nordeste, bem como o problema ocorrido no Espírito Santo, por conta da greve de policiais militares, ganharam “dimensão extraterritorial e extrajudicial”.  Ele ressaltou a  importância de uma integração entre os governos federal, estadual e municipal,

“Decidimos segundo as nossas competências, portanto, sem invadir a competência dos estados, ingressar no tema da segurança pública nos estados brasileiros”, disse o presidente, ao comentar que tais ações tiveram por objetivo garantir os “princípios constitucionais da lei e da ordem“,  por meio do uso das Forças Nacionais. “Recebemos aplausos, não só de autoridades, mas da população”, acrescentou.

(Agência Brasil)

Coema atualiza normas para licenciamento de empreendimentos da área da energia

Três atualizações foram aprovadas pelo Conselho Estadual do Meio Ambiente para a Resolução Coema nº 10, de 11 de julho de 2015, que dispõe sobre a atualização dos procedimentos, critérios, parâmetros e custos aplicados aos processos de licenciamento e autorização ambiental. As propostas de alteração foram apresentadas pela Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), responsável pelo licenciamento, com o objetivo de adequar as nomenclaturas e portes das atividades de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica. A informação é do site do Governo do Ceará.

A primeira mudança foi a criação da tipologia Linha de Distribuição no rol de empreendimentos licenciáveis, onde só constava a linha de transmissão. A segunda mudança foi acrescentar a categoria Subestação Elevadora de Tensão, na lista onde só havia subestação abaixadora de tensão. As duas mudanças se localizam no Anexo I do Artigo 2º da Resolução, que lista as atividades passíveis de licenciamento ambiental.

A adequação de nomenclatura foi o argumento apresentado pela Semace. “Nós licenciávamos linha de transmissão com a mesma tipologia de linha de distribuição, e são duas coisas diferentes. Nós licenciávamos tudo como substação abaixadora de tensão, e não é”, explicou o gerente de Controle Ambiental da autarquia, Carlos Alberto Mendes.

Porte excepcional

A terceira mudança está no Anexo III do artigo, que estabelece critérios e classes de cobrança de remuneração de análise de licenciamento ou autorização ambiental por atividade produtiva, conforme porte e potencial poluidor degradador (PPD) do empreendimento. A categoria Porte Grande passou de 100 para 150 megawatts, passado a constar como Porte Excepcional o empreendimento a partir de 150 megawatts.

O motivo da atualização é a constante alteração dos componentes dos aerogeradores, nos últimos 20 anos. “O Parque Eólico de Taíba, de janeiro de 1999 trazia aerogeradores com potência de 0,5 megawatts, enquanto o Parque Eólico de Itarema, de 2017, tem aerogeradores com potência de 3 megawatts”, argumentou Mendes.

SERVIÇO

*A Resolução Coema nº 10/2015 está disponível aqui.

Emílio Oderbecht sobre terreno do Instituto Lula: “não conheço”

Interrogado sobre a participação da Odebrecht na compra do terreno do Instituto Lula, o empreiteiro Emílio Odebrecht negou estar a par desta transação. A informação é da Coluna Radar, da Veja Online.

Eis alguns trechos do depoimento:

“Eu dizia ao presidente: ‘você precisa se preparar para o Day After’. Então, quando ele saiu do governo, eu direcionei, não lembro a quem, para ajudar eles a se encontrarem”, disse Emílio.

“Se seria Instituto, ou Fundação, era minha orientação para ajudar a ele, já que desejava a promoção do Brasil na América Latina, na África”.

“Mas, entre adquirir, vender terreno, eu não conheço isso. Vim saber depois”.

Polícia Federal encaminha para advogados de Temer perguntas relacionadas à delação da JBS

A defesa do presidente Michel Temer recebeu hoje (5) as perguntas formuladas pela Polícia Federal (PF) no inquérito que apura as denúncias feitas por executivos da empresa JBS, entre eles os irmãos Joesley e Wesley Batista, na delação premiada homologada pelo ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF).

Segundo a PF, as 84 perguntas foram entregues aos advogados do presidente da República às 16h30. Agora, Temer tem 24 horas paras responder aos questionamentos que tratam da gravação da conversa entre ele e Joesley Batista e outros temas relacionados à delação.

Na terça-feira (30), Fachin autorizou a PF a tomar o depoimento do presidente, por escrito. Ao negar pedido da defesa de Temer para que as perguntas só fossem feitas após perícia oficial da gravação, Fachin disse que o presidente poderá se negar a responder aos questionamentos relacionados aos áudios, pois tem o direito constitucional de não produzir provas contra si.

(Agência Brasil)

Violência na Adolescência – Camilo diz que combate virá por meio da Educação

Escola em Tempo Integral, Programa Cheguei ao Ensino Médio e o acompanhamento de jovens que deixaram a escola são algumas das ações na Educação, listadas pelo governador Camilo Santana (PT), nesta segunda-feira (5), que serão utilizadas pelo Governo do Ceará no combate à violência contra jovens.

A reação do governador veio ao ser indagado sobre o lançamento, na Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira pela manhã, da cartilha “Trajetórias Interrompidas”, do Unicef e Universidade Estadual do Rio de Janeiro que colocou Fortaleza como a capital com o maior número de adolescentes de 12 a 18 anos que devem morrer até 2021. O Ceará, que antes estava em terceiro lugar no ranking, agora fica em primeiro também.

Camilo fez essa avaliação momentos antes de participar da solenidade de posse da desembargadora Naílde Pinheiro Nogueira como presidente do Tribunal Regional Eleitoral. A cerimônia, das mais concorridas, ocorreu neste fim de tarde no auditório do Tribunal de Justiça do Estado.

Gleisi Hoffmann avisa que PT não participará de eleição indireta de sucessor de Temer

Eleita presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), nesse fim de semana, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) agradeceu pelo apoio recebido. Ela enfatizou que será a primeira mulher a presidir o partido.

Para ela, num “momento em que a sociedade adota um discurso misógino, é importante os partidos políticos darem mais espaço às mulheres”. Gleisi Hoffmann destacou a realização do 6º congresso do PT, que reuniu 600 delegados e teve mais de dois mil participantes, tendo sido transmitindo pelas redes sociais.

Ela afirmou que foi feito um balanço do partido durante o congresso, com avaliação de erros, na tentativa de qualificar o PT para propor alternativas “mais ousadas para o futuro do Brasil”. O primeiro objetivo, disse, é retirar Michel Temer da Presidência da República. Gleisi defendeu eleições diretas para presidente ainda em 2017. Segundo ela, o PT não participará de um possível colégio eleitoral no Congresso para eleger o sucessor de Temer, atingido por denúncias de corrupção.

— Nós, em 1985, não fomos ao colégio eleitoral para votar em Tancredo Neves quando era para romper uma ditadura, por que iríamos agora que é para manter um golpe? Então não tem possibilidade. E parem de jogar verde para colher maduro, porque não vai acontecer. Ninguém está autorizado neste partido a falar diferente ou articular diferente do que foi definido neste 6º congresso. Isso é bom que fique claro, em alto e bom som. O PT não participará do colégio eleitoral — declarou Gleisi.

(Agência Senado)

Nova gestão do TRE-CE quer estimular educação política entre os jovens

A desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira tomou posse na tarde desta segunda-feira (5), em solenidade no auditório do Tribunal de Justiça (Cambeba), como presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE). Ela tem como vice-presidente o desembargador Haroldo Correia de Oliveira Máximo.

Em seu discurso, a nova presidente destacou o programa de educação política, voltado principalmente para a juventude, que buscará promover a cidadania por meio de atividades pedagógicas que deverão destacar a importância da participação do cidadão nas decisões políticas pelo País. Também ampliar a biometria e trabalhar pela  conclusão da nova sede do TRE.

A solenidade foi prestigiada pelo governador Camilo Santana (PT), pelo prefeito Roberto Cláudio (PDT), por deputados estaduais, pelo ex-governador Adauto Bezerra (com a esposa Silvana), secretários estaduais, pela defensora-pública-geral Mariana Lobo, pelo reitor Anastácio Queiroz (Unilab), além dos ex-secretários Assis Neto e Raimundo Viana e familiares dos dois desembargadores.

(Fotos: Paulo MOska)

Conselho de Comunicação quer criminalizar anúncio em emissoras piratas

O Conselho de Comunicação Social do Congresso Nacional aprovou nesta segunda-feira (5) relatório com recomendações sobre uma série de projetos em análise nas duas Casas do Congresso Nacional.

Entre outros, o colegiado recomenda a aprovação do Projeto de Lei do Senado (PLS) 468/09, do senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA), que define como crime anunciar em emissoras piratas.

A proposta altera a lei que instituiu o Código Brasileiro de Telecomunicações (Lei 4.117/62), para dar àqueles que contratam propaganda em TVs e rádios que operam ilegalmente a mesma punição prevista para os responsáveis pela operação dessas emissoras.

O projeto, que passou pela Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática, aguarda escolha de relator na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado.

O relatório foi elaborado por comissão formada pelos conselheiros Walter Ceneviva, José Francisco Araújo Lima e Marcelo Cordeiro.

Os conselheiros Celso Augusto Schröder e Davi Emerich foram contrários à recomendação de aprovação do projeto. Para Schröder, a proposta pode criminalizar rádios e TVs que estão em situação irregular, mas que não são necessariamente piratas.

Já Emerich sugeriu o arquivamento do projeto por entender que a legislação já pune esse tipo de conduta. Marcelo Cordeiro, contudo, ressaltou que o projeto não é desnecessário, já que a pena de um a dois anos de detenção prevista na proposta não atinge hoje o financiador das emissoras ilegais, entendimento que prevaleceu no conselho.

(Agência Câmara Notícias)

Números da violência contra a mulher são tema de debate universitário

Uma em cada três mulheres sofreu algum tipo de violência no Brasil. Os dados, divulgados pelo Fórum Brasileiro de Segurança, apontam que 22% das brasileiras sofreram alguma agressão verbal em 2016, o que representa um universo de 12 milhões de vítimas. Pelo menos 10% da população feminina sofreu ameaça de violência física e 8% foram vítimas de violência sexual. Cerca de 503 mulheres são vítimas de agressão física por hora. Para discutir o problema a DeVry | Fanor promove a I Semana da Conscientização da violência contra a mulher. O evento será aberto, às 19 horas desta segunda-feira, e prosseguirá até a próxima sexta-feira, no auditório da Instituição.

Haverá, nesse horário, na Praça de Alimentação, uma simulação de agressão verbal entre um casal de namorados. Eles vão iniciar uma discussão e o namorado começará a agredi-la verbalmente e ameaçá-la. O intuito do experimento, segundo orgnanizadores, é identificar as reações dos alunos e colaboradores presentes no local. A ideia é introduzir o tema da semana, chamando atenção para as violências feitas contras as mulheres e suas naturalizações.

Nesta terça-feira, haverá exposições de fotos nos banheiros da faculdade para incitar a reflexão. Nos banheiros masculinos serão coladas imagens com dados estatísticos das violências contra a mulher. Já nos banheiros femininos, serão frases de empoderamento e melhoria de auto estima.

Na quarta-feira, especialistas discutirão o tema: “Direito e Psicologia: contribuições teóricas e práticas no atendimento de mulheres vítimas de violência”. Às 9 horas do mesmo dia, haverá no hall do térreo um flashmob inspirado no movimento mundial ONE BILLION RISING. Esse movimento trata da luta pelo fim da violência contra as mulheres. O flashmob é uma dança programada com alguns integrantes da equipe. Na mesma apresentação haverá exposição de cartazes com frases embasadas na luta pelos direitos das mulheres.

Diretas: tem, mas está faltando

Com o título “Diretas: tem, mas está faltando”, eis mais um artigo do escritor e publicitário Ricardo Alcântara. “A campanha pelas eleições diretas, portanto, não porta mais sonho algum, como antes, mas tão somente uma provável saída para um pesadelo”, diz o articulista o texto. Confira:

Impossível esquecer aquela noite. A ditadura militar agonizava e a nação lutava por um desfecho que não excluísse, mais uma vez, as ruas. Um milhão de pessoas ocupava o Vale do Anhangabaú, em São Paulo. O viaduto do Chá, ícone da cidade, servia de palanque. Lá de cima, o locutor Osmar Santos, animador oficial da campanha, perguntava à multidão: – ‘Diretas quando?’ E nós, em uníssono, respondíamos, com o braço esquerdo erguido e o punho cerrado: – ‘Já!’ Um êxtase cívico, como se vê.

O movimento morreu na praia do congresso nacional, Tancredo Neves foi ungido como o ‘opositor confiável’ e o resto é História. Repetindo uma conciliação por cima, pactuada pelas elites, processo que marca a história brasileira desde seus primórdios, foi restaurada a Democracia que nos foi possível ter e agora, passados mais de trinta anos, a sociedade se dá conta da matéria tóxica que nela foi embutida para desidratá-la de modo que jamais pudesse ser a via pacífica para as mudanças estruturais que a nação precisa.

Quiseram as tenebrosas transações que o protagonista deste último ato fosse a triste figura de um usurpador – Michel Temer. Peemedebista, como não poderia deixar de ser, ele é ‘a mais completa tradução’ de tudo que se disse acima. Se, em algum momento, foi o PT um partido com o qual muitos sonharam, é o PMDB aquele que mais fielmente representa o estágio real em que se encontra a evolução política da sociedade brasileira.

Sofre a nação ao reconhecer o seu semblante no espelho amargo da molecagem que nos governa. Temer, o jurista que recorre em seus discursos à pompa de mesóclises para ocultar a deformação de seu caráter, cerca-se do que de pior fomos capazes de produzir. A desqualificada conduta de quem, na calada da noite, recebe meliantes confessos no porão de sua casa é diretamente proporcional ao sacrifício que exige da população com um receituário de reformas que joga nos ombros dos assalariados, uma vez mais, a conta das irresponsabilidades cometidas pela equivocada gestão de Dilma Rousseff – a presidenta que não soube identificar a diferença básica entre investimento e despesa.

Bem. Tenho visto alguns nas ruas a exigir novamente ‘Diretas Já’. A liderança deste movimento é constituída, em sua maioria, por homens de cabelos brancos que, jovens à época da redemocratização, sonharam um novo Brasil, mas viram suas reputações naufragadas nos recifes traiçoeiros de quem se aventura a costear a praia sedutora do poder sem convicção suficiente para alterar sua geografia.

Tudo isso para dizer, em resumo, que se o presidente Temer tem como principal ‘inimigo’ as próprias evidências de seus crimes, tem também, como providencial ‘aliado’, a falta de credibilidade de seus adversários. A campanha pelas eleições diretas, portanto, não porta mais sonho algum, como antes, mas tão somente uma provável saída para um pesadelo.

*Ricardo Alcântara,

Publicitário e escritor.

Dívida dos produtores rurais do Nordeste volta ao debate na Câmara dos Deputados

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara dos Deputados promoverá, nesta terça-feira, a partir das 10 horas, em Brasília, uma audiência pública para debater as dívidas dos produtores rurais atingidos pela estiagem na região Nordeste. A iniciativa é do deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB) explicando que, mesmo com a edição da Medida Provisória 733/16, que contempla o setor, são necessárias regras mais abrangentes e flexíveis para a repactuação e renegociação das dívidas.

“Várias áreas produtivas na região Nordeste estão sendo leiloadas, porque não foram amparadas pela MP”, afirma o parlamentar. “Precisamos, de uma vez por todas, apresentar alternativas para sairmos dessa instabilidade jurídica em relação ao homem do campo”, completa o parlamentar do PSDB. Raimundo Matos, que integra a Frente Parlamentar da Agricultura (FPA), não descarta a apresentação de uma segunda Medida Provisória para sanar as lacunas deixadas pela MP 733.

Foram convidados para a audiência pública os responsáveis pelos setores de negócios, recuperação de crédito e negociação do Banco do Nordeste, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, entidades representativas dos produtores rurais, além do Ministério da Fazenda.

SERVIÇO

*A audiência pública será transmitido, ao vivo, pelo perfil social do parlamentar no Facebook, no endereço facebook.com/dr.raimundomatos.

Ministério Público não vai denunciar Lula por venda de MPs

Menos um problema para Lula. É praticamente impossível que ele seja denunciado na Operação Zelotes, que investiga um suposto esquema de venda de Medidas Provisórias durante o governo do petista. A informação é da Coluna Radar, da Veja Online.

A Polícia Federal indiciou Lula no última dia 15, sustentando que ele praticou corrupção passiva. No Ministério Público, porém, há um entendimento de que a investigação não encontrou provas substanciais da participação do ex-presidente.

Isso significa que o inquérito deverá ser arquivado e, consequentemente, o petista se livra de mais um processo judicial.