Blog do Eliomar

Categorias para Política

Um Ministro muito chocado

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral, Napoleão Nunes Maia, tem dito estar chocado com o conteúdo sobre Michel Temer revelado na delação da JBS, segundo informa o colunista Lauro Jardim, do O Globo.

Nunes Maia, entretanto, de acordo com o jornalista, por ser muito próximo de José Sarney, é considerado, pelo Palácio do Planalto, como um voto garantido pró-Temer.

Senado aprova PEC que extingue foro privilegiado em segundo turno

O plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira, 31, em segundo turno, a proposta de emenda constitucional (PEC) que extingue o foro especial por prerrogativa de função para autoridades federais, mais conhecido como foro privilegiado. A PEC 10/2011 segue agora para análise da Câmara dos Deputados, onde precisará passar por dois turnos de votação.

O texto acaba com o foro privilegiado em caso de crimes comuns para a  maior parte das autoridades: deputados, senadores, ministros de Estado, governadores, ministros de tribunais superiores, desembargadores, embaixadores, comandantes militares, integrantes de tribunais regionais federais, juízes federais, membros do Ministério Público, procurador-geral da República e membros dos conselhos de Justiça e do Ministério Público.

Com isso, todas as autoridades e agentes públicos hoje beneficiados pelo foro responderão a processos iniciados nas primeiras instâncias da Justiça comum. As únicas exceções são os chefes dos Três Poderes da União (Executivo, Legislativo e Judiciário).

(Agência Brasil)

ProUni do segundo semestre receberá inscrições no período de 6 a 9 de junho

O Ministério da Educação (MEC) divulgou hoje (31) o calendário do Programa Universidade para Todos (ProUni) do segundo semestre. As inscrições estarão abertas de 6 a 9 de junho. As inscrições são feitas no site do programa.

Os números desta nova edição ainda não estão consolidados mas, segundo o MEC, não deverão ficar distantes dos registrados no mesmo período em 2016, quando foram oferecidas 125.442 bolsas, sendo 57.092 integrais e 68.350 parciais, distribuídas em 22.967 cursos de 901 instituições privadas.

O ProUni é voltado para estudantes da rede pública ou bolsistas integrais de escolas particulares. Também estão incluídas as pessoas com deficiência e professores da educação básica em escolas públicas que compõem o quadro de pessoal permanente da instituição. Só poderá participar do processo seletivo o candidato brasileiro que não tenha diploma de curso superior e que tenha feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2016.

O candidato pode concorrer a uma bolsa integral se sua renda familiar bruta mensal per capita não exceder a 1,5 salário-mínimo. No caso da bolsa parcial, a renda familiar por pessoa não pode ser maior que três salários-mínimos.

O processo seletivo será constituído de duas chamadas sucessivas. Os resultados com a lista dos pré-selecionados estarão disponíveis na página do ProUni na internet. A primeira chamada será feita em 12 de junho. A segunda está prevista para o dia 26 do mesmo mês.

O candidato selecionado deverá comparecer à respectiva instituição de educação superior para a comprovação das informações prestadas e a eventual participação em processo seletivo próprio, quando for o caso, no período de 12 a 19 de junho, na primeira chamada; de 26 a 30 de junho, na segunda chamada.

Para participar da lista de espera, o candidato deverá manifestar seu interesse na página do programa, entre 7 e 10 de julho. A lista estará disponível no sistema, para consulta pelas instituições de educação superior, em 13 de julho. O candidato deverá comparecer à instituição e entregar a documentação no período de 17 a 18 de julho.

(Agência Brasil)

Temer vai criar um novo imposto sindical

Em reunião no Planalto, o presidente Michel Temer chegou a um acordo com as centrais sindicais. No encontro ficou acertado que o imposto sindical atual deixa de existir com a reforma trabalhista, mas que o governo se compromete a soltar uma MP criando um novo imposto sindical, de livre negociação, uma semana após a medida.

Hoje o trabalhador é obrigado a contribuir com um dia de trabalho por ano ao sindicato de sua categoria. Em alguns casos, portanto, essa contribuição pode aumentar.

Do ponto de vista político, essa é uma importante vitória para Temer porque ele deixa de ter nas ruas contra ele uma categoria com significativo poder de mobilização. Do ponto de vista dos sindicatos, foi uma maravilha. Do ponto de vista do trabalhador comum, um desastre.

(Veja Online)

Fachin diz que Temer tem o direito de não responder a perguntas da PF sobre o áudio

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, decidiu hoje (31) que o presidente Michel Temer poderá deixar de responder a perguntas que forem feitas pela Polícia Federal (PF) sobre as citações a seu nome nas delações da JBS. O presidente vai responder por escrito às perguntas da PF. Na mesma decisão, Fachin negou novo pedido da defesa para suspender o inquérito até o fim da perícia de uma gravação que consta no processo.

Fachin entendeu que não cabe um pronunciamento dele sobre o pedido feito pela defesa para que Temer deixe de responder a perguntas que forem feitas pela PF sobre o áudio em que o presidente foi gravado em uma conversa com o empresário Joesley Batista, dono e delator da JBS. Para o ministro, o presidente tem o direito constitucional de não produzir provas contra si.

Em petição enviada a Fachin, relator do inquérito contra o presidente no STF, os advogados sustentam que Temer não pode prestar depoimento porque ainda não foi concluída a perícia que está sendo feita pela própria PF no áudio no qual Joesley gravou uma conversa com o presidente. No caso de rejeição do primeiro pedido, os advogados solicitaram autorização prévia para que Temer não fosse inquirido sobre a gravação.

Depoimento por escrito

Ontem (30), Fachin autorizou a PF a tomar o depoimento do presidente. De acordo com a decisão, Temer deverá depor por escrito e terá 24 horas para responder aos questionamentos dos delegados após receber as perguntas sobre as citações nos depoimentos de delação da JBS.

Na semana passada, a defesa de Temer recorreu ao Supremo para suspender a tentativa da PF de ouvir o presidente, investigado na Corte após ter sido citado nos depoimentos dos executivos da JBS. O pedido foi reiterado na manhã de hoje.

(Agência Brasil)

Conselho de Ética do Senado fará primeira reunião na próxima terça-feira

A primeira reunião do novo Conselho de Ética do Senado foi marcada para a próxima terça-feira (6). O senador João Alberto Souza (PMDB-MA), membro mais idoso do colegiado, fez hoje (31) a convocação dos demais membros para o encontro.

Na reunião, os senadores vão eleger o presidente e vice-presidente do colegiado, que foi escolhido ontem no Senado. O novo presidente terá como primeira tarefa decidir sobre o prosseguimento de representação formalizada pela Rede contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) por quebra de decoro parlamentar.

Ele terá a prerrogativa de arquivar a representação ou determinar a abertura do processo que pode culminar na cassação do mandato do senador. Aécio Neves está com o mandato suspenso pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em razão de denúncias feitas em delação premiada pelo empresário Joesley Batista, do grupo J&F.

Batista teria dado a Aécio Neves R$ 2 milhões. O valor, segundo o empresário, era de propina em troca da indicação de um diretor para a empresa Vale. Aécio alega que pediu o dinheiro como empréstimo e que foi vítima de uma armadilha de Batista, que já tinha o intuito de firmar a delação.

(Agência Brasil)

Luís Roberto Barroso pró-restrição ao foro privilegiado para autoridades. Julgamento é suspenso

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, votou hoje (31) a favor da restrição ao foro privilegiado para autoridades. De acordo com entendimento do ministro, relator do processo que trata do assunto, os detentores de foro privilegiado, como deputados e senadores, somente devem responder a processos criminais no STF se os fatos imputados a eles ocorrerem durante o mandato. Faltam os votos de dez ministros.

Se o ministro for acompanhado pela maioria dos ministros, no caso de fatos que ocorreram antes do mandato, a competência para julgamento seria da primeira instância da Justiça e não mais do Supremo. De acordo com a Constituição, cabe ao Supremo julgar membros do Congresso Nacional nas infrações penais comuns.

Em seu voto, para evitar que os detentores de foro que cometerem crimes durante o mandato renunciem aos cargos para escapar do julgamento, Barroso também sugeriu que, a partir da instrução do processo, a ação fica mantida onde estiver.

De acordo com o ministro, o foro privilegiado atinge cerca de 37 mil pessoas no país, formando um sistema “muito ruim e que funciona muito mal”. Segundo Barroso, nenhum país do mundo tem a quantidade de cargos abrangidos pelo foro como o Brasil. O Supremo, por exemplo, tem cerca de 500 processos criminais envolvendo deputados e senadores, número que representa aproximadamente um terço dos integrantes do Congresso.

“Não é difícil de demonstrar que, com esta quantidade de pessoas e com esta extensão, o foro se tornou penosamente disfuncional na experiência brasileira”, disse. Em seu voto, Barroso também disse que a demora do Supremo para julgar casos penais se deve ao fato de que a Corte não está estruturada para julgá-los, devido à quantidade de pessoas com prerrogativa de foro que respondem a processos criminais.

Na avaliação do ministro, o atual sistema provoca a prescrição das penas. “Só aqui no Supremo já prescreveram, desde que o Supremo passou a atuar nesta matéria, mais de 200 processos. Portanto, essa é uma estatística que traz constrangimento e desprestígio para o STF”.

Após o voto do relator, o julgamento foi suspenso e será retomado amanhã (31).

(Agência Brasil)

TCM representado na posse do novo Ministro da Justiça

O conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), Hélio Parente, prestigiou, nesta tarde de quarta-feira, em Brasília, a solenidade de posse do novo ministro da Justiça, Torquato Jardim. O ato, tendo à frente Michel Temer, foi dos mais concorridos. Torquato entrou no lugar de Osmar Serraglio, que reassumiu mandato de deputado federal.

Serraglio não compareceu à posse de Jardim. Com o retorno dele à Câmara, o ex-assessor especial de Temer, Rodrigo Rocha Loures, que exercia mandato de deputado federal como suplente de Serraglio, fica sem mandato e perde o direito a foro privilegiado. Com isso, ele passaria a ser julgado na primeira instância do Judiciário.

Rodrigo Rocha Loures foi gravado carregando uma mala com R$ 500 mil que, segundo a Polícia Federal, foi enviada pelo empresário Joesley Batista, dono do frigorífico JBS, como pagamento de propina. A mala e o dinheiro foram devolvidos.

(Com Agências/Foto – DF Press)

Mulher de Cunha entra com recurso contra confisco de R$ 640 mil

Mulher do ex-deputado federal Eduardo Cunha, a jornalista Cláudia Cruz entrou, nesta quarta-feria, com recurso contra o confisco de sua conta na Suíça. A medida foi decretada pelo juiz federal Sérgio Moro, que decretou o arresto de 176,67 mil francos suíços (cerca de R$ 640 mil). Esse confisco faz parte da mesma sentença em que Moro absolveu Cláudia

A medida foi tomada na mesma sentença em que Moro absolveu Cláudia dos crimes de lavagem de dinheiro e evasão fraudulenta de divisas.

O montante está depositado na Kopec, conta bancária que ela mantinha secretamente na Suíça.

(Veja Online)

Camilo conhece obra que promete recuperar a praia do Icaraí

Naumi, Cláudio Pinho (prefeito de São Gonçalo do Amarante) e Camilo Santana.

Atendendo a um convite do prefeito de Caucaia, Naumi Amorim (PMB), o governador Camilo Santana visitou, nesta quarta-feira, o Big BagWall da praia do Icaraí. Trata-se de uma técnica de contenção que promete dar sustentabilidade à revitalização de toda praia.

A obra, segundo o prefeito Naumi, está orçada em R$ 3,7 milhões e tem previsão de entrega para agosto próximo.

“Há muito tempo esse problema vem prejudicando os moradores do Icaraí. Foi preciso ter ousadia para solucionar esse problema em tão pouco tempo de gestão. Mas nosso compromisso é melhorar Caucaia”, disse Naumi para Camilo e para o prefeito de São Gonçalo do Amarante, Cláudio Pinho (PDT).

(Foto – Divulgação)

Jair Bolsonaro quer incluir Enéas entre heróis da Pátria

O deputado federal e presidenciável pelo PSC, Jair Bolsonaro, apresentou um projeto de lei para que Enéas Ferreira Carneiro (aquele, do “Meu nome é Enéééas”) seja incluído no livro de heróis da pátria. A informação é do colunista Lauro Jardim, do O Globo.

Atualmente, são heróis da pátria, entre outros, Tiradentes, Zumbi dos Palmares, Marechal Deodoro e Dom Pedro.

CCJ do Senado aprova PEC das eleições diretas

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que estabelece eleições diretas caso a Presidência da República fique vaga até o terceiro ano do mandato foi aprovada pela Comissão de Constituição e Justiçla(CCJ), do senado. A matéria vai agora para o Plenário e será votada no dia em que o presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB), colocá-la em pauta.

O texto original da PEC, de autoria do senador Reguffe (sem partido -DF) foi aprovada por unanimidade. Após ser votada no Plenário, a matéria vai para a Câmara dos Deputados, presisidida por Rodrigo Maia (DEM-RJ), onde deve seguir o mesmo rito.

Como as duas casas são presididas por parlamentares aliados do presidente Michel Temer (PMDB), o texto deve demorar a ir em votação, e parlamentares da oposição terão de articular medidas para ela entrar logo na pauta. Se for aprovada pelo Congresso Nacional, a PEC levará a uma nova eleição se Temer vir a renunciar ou for afastado do cargo.

(Com Agências)

Presidente de Instituto de Pesquisa diz ser impossível Lula ganhar com 46,5% de rejeição

338 2

E os nordestinos nunca votaram em FHC?

Nordeste e os eleitores menos escolarizados são o grande suporte da candidatura do ex-presidente Lula hoje. Nos estados nordestinos, o petista tem 41% de intenções de voto. Entre os eleitores com ensino fundamental, ele chega a 34%. No total do Brasil, Lula aparece com 25,8% (17% no Sul, 19,1% no Sudeste e 26,7% no Norte/Centro-Oeste).

No levantamento feito pelo Instituto Paraná Pesquisas, o ex-presidente Lula aparece também com 46,5% de rejeição. Trata-se de um número altíssimo e, na melhor das hipóteses, estável (no levantamento anterior, Lula aparecia com 45%).

Embora lidere as intenções de voto, com 25,8%, o presidente do Paraná Pesquisas Murilo Hidalgo diz que é “impossível vencer uma eleição com essa rejeição. Ou ele baixa isso ou não tem condição nenhuma de ganhar o segundo turno de uma disputa presidencial”.

No cenário sem Lula, o primeiro lugar disparado fica com Jair Bolsonaro. O deputado chega aos 17%. E, com Lula ou sem Lula, João Doria tem o dobro das intenções de voto de Geraldo Alckmin, atingindo de 12 a 13%, enquanto Alckmin oscila nos 6%.

(Veja Online)

Marco Aurélio será relator dos processo contra Aécio Neves no Supremo Tribunal Federal

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio Mello, será o relator do inquérito contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) aberto a partir da deleção premiada da JBS. A escolha do ministro foi definida nesta quarta-feira, após sorteio eletrônico realizado pelo sistema do STF. Ontem, o antigo relator da investigação, ministro Edson Fachin, determinou a separação dos inquéritos contra Aécio e contra o presidente Michel Temer (PMDB).

O senador está afastado do exercício do mandato por decisão de Fachin. Como novo relator do caso, caberá a Marco Aurélio decidir sobre.o recurso da Procuradoria Geral da República que pediu a prisão preventiva de Aécio, assim como o pedido da defesa do senador para que ele possa retomar a atividade parlamentar.

Segundo Marco Aurélio, os recursos envolvidos nos inquéritos de Aécio devem ser levados ao plenário, mas o ministro não deu prazo de quando isso deve ocorrer.

(Com Portal Uol)

 

Um tenente de espírito ambientalista

O tenente Araújo, comandante do barco de passeio do Cocó, está entre as 19 personalidades que o governo do Estado homenageará dia 4 próximo.

Será durante a assinatura, pelo governador Camilo Santana (PT), do decreto da demarcação do parque.

Eis aqui uma homenagem mais do que merecida a um profissional que, acima de tudo, tem espírito de ambientalista.

(Foto – Fco Fontenele)

Cenários do Brasil – Ex-presidente da Fiec conclama a “não nos deixarmos desanimar e desiludir”

Com o título “Cuidado com as generalizações”, eis artigo do ex-presidente da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), Roberto Macedo. Ele analisa a situação política e econômico do Pais e conclama: “Neste momento de extrema turbulência no cenário nacional, é importante não nos deixarmos desanimar e desiludir”. Confira:

Como cidadão, empresário e ex-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), sou levado a fazer uma reflexão sobre a imagem que a sociedade pode estar tendo do setor produtivo brasileiro, diante de todos os acontecimentos constrangedores envolvendo empresários e membros dos poderes públicos do Executivo, do Legislativo e do Judiciário.

Os recursos da delação e da leniência têm trazido à tona a absoluta promiscuidade entre os interesses privados e públicos. Os depoimentos prestados pelos envolvidos e tornados públicos nos mínimos detalhes das ações de trocas de favores, por meio de negociações ilícitas, deixaram escancaradas as verdades e a longevidade da corrupção no País.

Observa-se que esse desvio de conduta ocorre principalmente entre setores que prestam serviços diretos aos governos e empresas que procuram obter recursos e benefícios financeiros do Estado. Os fatos que estão ocorrendo estão sendo bem identificados e isso, tenho certeza, eliminará os riscos da generalização de que esse tipo de comportamento está presente em todo o setor produtivo.

Está se tornando comum dizer que as pessoas são desonestas por natureza. O combate a esse tipo de generalização é uma das principais atitudes que podemos tomar. Agindo nesse sentido, estamos contribuindo para a redução da intolerância e abrindo espaço para a busca de saídas pelo diálogo.

Todos esses acontecimentos colocam a sociedade em um estado de choque e de incerteza quanto aos caminhos possíveis para levar o nosso País novamente ao processo de desenvolvimento consistente e ético. Nós, brasileiros, temos a responsabilidade de fazer uma análise criteriosa dos atuais membros do Congresso Nacional e promover uma renovação significativa com novos deputados e senadores, que sejam capazes de gerar leis rigorosas voltadas para acabar definitivamente com o sentimento de impunidade reinante em todos os níveis.

A instabilidade política que estamos vivenciando tem afetado de forma danosa a economia como um todo, prejudicando sobretudo as empresas, que são os motores dessa economia, e, como consequência, tirando-lhes as condições de gerar empregos, gerar e recolher impostos necessários para que o Estado cumpra o seu papel de promover as melhorias na educação, na saúde, na infraestrutura e nos demais serviços públicos.

Neste momento de extrema turbulência no cenário nacional, é importante que não nos deixarmos desanimar e desiludir. Pelo contrário, temos de acreditar em nós mesmos e na nossa capacidade de reagir e participar de diálogos construtivos, propondo soluções para nos tornarmos uma nação que nos dê orgulho de nela viver e por ela trabalhar intensamente.

*Roberto Macêdo

roberto@pmacedo.com.br

Empresário.

Justiça liberta o ex-governador Agnelo Queiroz

O desembargador Néviton Guedes, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, decidiu hoje (31) libertar o ex-governador do Distrito Federal (DF), Agnelo Queiroz, que foi preso temporariamente na semana passada durante a Operação Panatenaico, da Polícia Federal.

Agnelo é suspeito de participar de esquemas de superfaturamento em diversas obras no DF, incluindo a reconstrução do Estádio Mané Garrincha para a Copa do Mundo de 2014 no Brasil, cujas fraudes teriam acarretado prejuízo de R$ 1,3 bilhão aos cofres públicos.

Segundo o advogado do político, Paulo Guimarães, o ex-governador já deixou a carceragem da PF e está em casa. Ele deve se pronunciar sobre o caso ainda nesta quarta-feira. Guimarães confirmou que a decisão beneficiou também o empresário Fernando Queiroz, proprietário da Via Engenharia, e Nilson Martoreli, ex-presidente da Novacap, estatal de obras do DF.

O desembargador Néviton Guedes acatou o argumento da defesa de que a prisão temporária de cinco dias, prorrogáveis por mais cindo, que havia sido autorizada pelo juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal do Distrito Federal, deveria durar somente enquanto a PF cumpria diligências para coleta de provas, já realizadas.

Outro ex-governador do DF, José Roberto Arruda, e o ex-vice-governador Tadeu Filippelli continuam presos, bem como Jorge Luiz Salomão, Sérgio Lúcio Silva de Andrade e Afrânio Roberto de Souza Filho, apontados como intermediários no pagamento de propinas. O ex-secretário da Copa do DF Francisco Cláudio Monteiro também permanece preso.

Todos teriam participado de esquemas de desvios de recursos de obras no DF, detalhados em delações premiadas de executivos da empreiteira Andrade Gutierrez, que integrava o consórcio de reconstrução do Mané Garrincha, junto com a Via Engenharia.

A Justiça determinou o bloqueio de R$ 155 milhões de reais dos envolvidos, suspeitos também de fraudar licitações para a construção do BRT Sul de Brasília e de obras no entorno do estádio.

(Agência Brasil)

Camilo aciona nova etapa da obra do Poço Direcional Horizontal das Dunas do Cumbuco

O governador Camilo Santana (PT) acionou, na manhã desta quarta-feira, em Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza, a obra do Poço Direcional Horizontal das Dunas do Cumbuco. Esse sistema, com tecnologia avançada, segundo a Secretaria dos Recursos Hídricos do Estado, encravado nas proximidades do lagamar do Cauípe, promete reforçar o abastecimento na área.

O objetivo desse sistema, pioneiro no país, visa ao aproveitamento de água do aquífero Dunas/Cumbuco para reforçar o abastecimento da Área Oeste, São Gonçalo, distritos de Caucaia e Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP).

O experimento para captação de água é pioneiro no Brasil e foi estudado pela Companhia de Gestão de Recursos Hídricos do Ceará (Cogerh), de março a outubro de 2016. A tecnologia já é usada para captação hídrica em portos de Roterdã, Hannover e Paris (abaixo do rio Sena), para abastecimento hídrico da cidade.

Balanço

Camilo deverá ainda ter reuniões, na parte da tarde, com o secretário Francisco Teixeira, quando será analisado um balanço do quadro hídrico do Ceará para o segundo semestre deste ano.

Uma série de medidas deverão ser tomadas pelo governo nos próximos dias, para evitar colapso, garantem fontes do Abolição.

Delegado que abriu inquérito sobre morte de Teori Zavascki é assassinado em Florianópolis

Dois policiais federais foram mortos a tiros em Florianópolis (SC), na madrugada desta quarta-feira (31), em uma casa noturna. Uma terceira pessoa também foi baleada. De acordo com a Polícia Federal, as vítimas trabalhavam no estado do Rio de Janeiro.
Adriano Antonio Soares, era delegado chefe da Polícia Federal em Angra dos Reis e responsável pela abertura do inquérito que investiga o acidente aéreo que causou a morte do ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF). Já Elias Escobar foi delegado em Volta Redonda por dois anos.

Os policiais estavam em uma casa noturna na rua Fúlvio Aducci, no bairro Estreito, região continental da capital catarinense. De acordo com a Polícia Federal, ocorreu um desentendimento entre frequentadores e tiroteio por volta das 2h. Os policiais federais não estavam em serviço.

Um dos policiais teria morrido no local e outro no hospital. A terceira pessoa baleada seria um dos envolvidos no desentendimento e até o início da manhã desta quarta-feira estava internada. De acordo com a Polícia Militar, por volta das 5h30, um veículo teria passado em frente a unidade de saúde atirando. Ninguém se feriu nesta segunda ocorrência.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Polícia Civil, com apoio da Polícia Federal. Ao menos outros dois homens estariam envolvidos na briga. Nenhum suspeito foi detido. O motivo da discussão na casa noturna ainda não foi informado.
Segundo a PF, as vítimas estavam em Florianópolis participando de um curso.

(Portal G1)