Blog do Eliomar

Categorias para Política

Renan investe numa faxina contra a sujeira no Senado

alx_brasil-politica-presidente-senado-federal-renan-calheiros-20160620-01_original-11

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB/AL), sabe melhor do que ninguém o volume de sujeira existente na Casa pretende gastar R$ 58,6 mil para fazer uma faxina. Pena que não alcançará os gabinetes.

O Senado abriu uma licitação e vai comprar produtos de limpeza para higienização das louças da Casa. Só em detergente serão R$ 22,8 mil, com a aquisição de 12 mil garrafas de 500 ml.

Outros R$ 11,7 mil bancarão a compra 7 mil barras de sabão de coco. Na lista há ainda flanelas, esponjas, limpador multi-uso, álcool etílico e 4 mil esponjas dupla face.

(Coluna Radar, da Veja Online)

Conjunto Nova Metrópole – Entrada de acesso é só buraco

unnamed-2

Moradores do Conjunto Nova Metrópole, que fica na cidade de Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza), continuam cobrando da administração municipal o asfalto que desapareceu em trecho que dá entrada a esse polo habitacional.

Desde a administração do então prefeito Washington Goes, o trecho é motivo de cobrança. Carros e motocicletas correm o risco constante de quebra e, no horário da noite, há riscos até de assaltos.

A assessoria do prefeito Naomi Amorim (PMB), procurada, informou que há um projeto de recapeamento completo desse trecho do Nova Metrópole. A estimativa é de que os trabalhos comecem ainda neste semestre.

(Foto -Leitor do Blog)

MP do Peru ordena congelamento das contas da Camargo Corrêa no País

O Ministério Público do Peru ordenou o congelamento das contas da empreiteira brasileira Camargo Corrêa no país. A construtora é suspeita de participação no pagamento de suborno em esquemas para fraudar licitações da área de infraestrutura.

A decisão, divulgada na noite de ontem (17) pelo MP peruano por meio do Twitter, foi tomada em conjunto com a Unidade de Inteligência Financeira, órgão peruano de fiscalização bancária.

A medida abrange também as companhias ligadas ao empresário Gonzalo Monteverde, apontado pelos promotores peruanos como operador de esquemas irregulares da Odebrecht no Peru.

No início de janeiro, a Odebrecht fechou um acordo de colaboração com os promotores peruanos, no qual concordou em devolver R$ 30 milhões aos cofres públicos do país, relativos a ganhos ilícitos.

(Agência Brasil)

Fortaleza ganhará mais um partido: O NOVO

321 1

novo

Vem ai mais uma agremiação política. Confira:

O Partido NOVO vai realizar, até o fim de fevereiro, mais de 40 eventos para debater caminhos, ideias e estimular a população para participar da vida política de forma ativa. O objetivo é aumentar o engajamento, divulgar o processo seletivo de cidadãos que desejam disputar as eleições de 2018 e fortalecer o movimento pela renovação da política nacional.

De acordo com a direção partidária, serão realizados eventos em mais de 40 municípios de 16 estados e no Distrito Federal. Nos eventos, serão apresentados os valores e princípios do partido, os resultados alcançados em 2016 e a proposta para o Brasil, com objetivo de estimular mais pessoas a se candidatarem nas próximas eleições e a realizarem as mudanças que o país tanto precisa.

“Queremos encontrar cidadãos, comprometidos com nossos valores, que nunca pensaram em disputar uma vaga no Legislativo, mas que têm capacidade, conhecimento e, mais do que tudo, vontade de mudar a política brasileira.”, afirmou o presidente nacional do NOVO, João Amoedo.

Filiações

O NOVO inicia o processo seletivo em março, com inscrições pela internet.

Eleições

Na última eleição municipal, o NOVO disputou vagas de vereadores em cinco capitais, além de ter concorrido à Prefeitura do Rio. Quase a totalidade dos candidatos era de pessoas neófitas na vida pública. Mesmo assim, o partido elegeu vereadores em São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre e Rio de Janeiro, sendo o sexto partido com mais votos na legenda em três destas capitais e sétimo nas duas outras, votações estas mais expressivas do que de vários partidos tradicionais.

Para 2018, o NOVO diz que espera conseguir um feito ainda maior: renovar o Congresso Nacional.

Ato em Fortaleza

*Dia 21 próximo – sábado

*Lago Jacarey – Rotatória em frente à Gelateria Trevo e próximo à banca de jornais – Avenida Viena Weyne c/ Av. Pedro Lazar, Cidade dos Funcionários.

BNB tem novo diretor de Ativos e Terceiros

261 1

bnbb

O Banco do Nordeste tem novo diretor de Ativos de Terceiros: José Max Araújo Bezerra. O gestor é funcionário de carreira da instituição e ocupava o cargo de superintendente de Gestão de Ativos de Terceiros.

Max Bezerra é economista, executivo de Finanças e mestre em Economia. Possui as principais certificações profissionais exigidas pelo órgão regulador dos mercados financeiro e de capitais – Comissão de Valores Mobiliários (CVM) – e órgãos autorreguladores – Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) e Associação dos Analistas e Profissionais de Investimentos do Mercado de Capitais do Nordeste (Apimec).

Egresso das Forças Armadas, onde serviu como oficial do Exército por cinco anos, Max Bezerra iniciou sua carreira profissional no BNB em 1989 e passou por diversos cargos na instituição, como consultor do Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene) e gestor da área de Políticas de Desenvolvimento.

Também acumulou experiência no Governo Federal, em Brasília (DF), representando o Banco do Nordeste em diversos ministérios no período de 1996 a 2002. Max Bezerra coordenou, de 1999 a 2002, como secretário executivo do Conselho Curador do Banco da Terra, no Ministério do Desenvolvimento Agrário, importante programa de crédito fundiário com atuação em todas as regiões do país.

Dentre suas novas atribuições na Diretoria de Ativos de Terceiros do Banco do Nordeste, destaca-se a gestão de investimentos financeiros com patrimônio de R$ 5,5 bilhões, de mais de 60 mil cotistas.

(Site do BNB)

Funcionários da limpeza de Juazeiro do Norte cobram salário atrasado

Funcionários da Proex, empresa responsável pela coleta de lixo de Juazeiro do Norte(Região do Cariri), realizaram, na manhã desta quarta-feira (18), uma paralisação de advertência dos serviços. Houve também atol público em frente a sede da empresa, localizada no bairro São José.

Por cerca de duas horas, os servidores cobraram da empresa o pagamento dos salários de. Passados os primeiros 18 dias de 2017, segundo os servidores, a empresa não pagou ainda o mês trabalhado e,diz apenas que aguarda o repasse oriundo da Prefeitura para quitar o salário dos funcionários.

O ex-prefeito Luiz Ivan Bezerra, hoje secretário municipal do Meio Ambiente, informou que, ainda nesta quarta-feira, serão resolvidas todas as pendências com a Proex. Já os servidores ameaçam paralisar a coleta seletivo de lixo nos próximos dias, caso não recebam o salário até a sexta-feira, dia 20.

(Com Blog FlavioPintoNews)

Projeto de Cabo Sabino garante adicional de periculosidade para quem trabalha em presídios

cabosabino

A Comissão de Trabalho, Administração e Serviços Públicos aprovou o Projeto de Lei 2.260, de autoria do deputado federal Cabo Sabino (PR/CE), que garante o adicional de periculosidade aos profissionais da Saúde, que trabalham em prisões ou centros de internação. O adicional é 30% sobre o salário.

“Atualmente, são consideradas atividades perigosas, aquelas que expõem o trabalhador a inflamáveis, explosivos ou energia elétrica e ainda a roubos ou outras espécies de violência física na segurança pessoal ou patrimonial”, explica o parlamentar.

A proposta altera a Lei de Execução Penal (Lei 7.210/84), para tratar da nova previsão. O texto é, na verdade, um substitutivo apresentado pela relatora, deputada Flávia Morais (PDT-GO). O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado ainda pelas Comissões de Finanças e Tributação; Constituição e Justiça e de Cidadania.

(Agência Câmara)

Por um sistema integrado de segurança

Editorial do O POVO desta quarta-feira (18) comenta da decisão do Governo Federal em tratar a crise carcerária como um problema de dimensão nacional. Confira:

O Governo Federal agiu certo ao tratar a crise carcerária como um problema de dimensão nacional (e não restrito a cada estado) disponibilizando contingentes das Forças Armadas para atuarem no interior dos presídios estaduais. Segundo anunciou o Governo, os agentes militares farão “inspeções rotineiras em busca de materiais proibidos” e outras operações nas penitenciárias, atuando em conjunto com as forças polícias locais.

Ações das forças federais se darão sempre a partir da solicitação do governador do Estado, que formalizará o pedido de intervenção. A medida está prevista no artigo 142 da Constituição: “As Forças Armadas, constituídas pela Marinha, pelo Exército e Aeronáutica… destinam-se à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem”.

Manter a lei e a ordem é, precisamente, a questão em jogo. Muitos presídios brasileiros são hoje muito mais controlados pelos internos, que se organizam em facções criminosas, do que pelo estado. Situação que não pode ser tolerada sob o risco de desmoralização do poder público e, é claro, do aumento da criminalidade.

Não é novidade que mais esse setor sob a responsabilidade dos governos esteja em situação tão deplorável. Ocorre o mesmo, por exemplo, na saúde e na educação. Investe-se muito dinheiro, mas o serviço oferecido pelo setor público à sociedade tem qualidade bastante aquém das necessidades.

A grave crise no sistema carcerário brasileiro, em maior parte de responsabilidade dos estados, é um problema que vai muito além do fluxo de recursos financeiros para o setor. Claro que a má gestão é também componente a ser considerado.

A participação mais efetiva do Governo Federal é importante na busca de soluções. Não apenas cedendo as Forças Armadas, mas também como parceiro dos estados na criação de um sistema integrado de segurança pública. Presídios inclusos. Afinal, é a União quem legisla sobre direito, processo e execução penal, fixando os regimes prisionais. Além disso, o crime organizado já forma grandes “empresas” de cunho nacional.

Quanto mais a União se fizer presente no setor de segurança, melhores e maiores as chances de o Brasil ter um sistema menos incivilizado.

De volta dos EUA após férias, Eunício só pensa naquilo: ganhar o comando do Senado

aboa-aaeunicio

O senador Eunício Oliveira (PMDB) retornou dos Estados Unidos, após temporada de férias, mas com dedo, direto no telefone articulando sua candidatura à presidência do Senado.

Nesta quarta-feira, já em Brasília, ele reforçará esses contatos. Eunício tem o aval do Palácio do Planalto nessa empreitada.

(Foto – Arquivo)

Servidores do SINE/IDT denunciam esvaziamento do órgão

Ameaçados de demissão, grupos de servidores do SINE/IDT manda nota para o Blog denunciando desmantelamento do órgão que responde pela pesquisa do emprego e desemprego na Região Metropolitana de Fortaleza. Confira:

Nota do Movimento de Defesa ao SINE / IDT

1. O Movimento de Defesa ao SINE/IDT, com apoio da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadores do Comércio e Serviços do Estado do Ceará (FETRACE) e demais entidades sindicais, realizou na Unidade de Atendimento Centro, nessa terça-feira (17), um ato em defesa as políticas públicas do trabalho.

2. Reivindicou-se a retomada da Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED), importante política pública de monitoramento do desemprego, cujo trabalho é feito pelo governo do Ceará desde 1984.

3. Saliente-se que, em nenhum momento, o atendimento foi prejudicado em face ao expressivo sofrimento da população cearense com o desemprego. São 246 mil desempregados somente na região metropolitana de Fortaleza, sendo que mais da metade já está há mais de seis meses nesta condição.

4. Chamamos à responsabilidade do governo do Ceará em abrir diálogo e apresentar soluções concretas para fortalecimento das políticas públicas do trabalho e respeito às garantias trabalhistas previstas nas Convenções Coletivas de Trabalho (CCT), cujas causas são históricas bandeiras do movimento sindical brasileiro.

Fortaleza, 17 de janeiro de 2017.

Donaldo Trump já escolheu 19 dos 21 titulares dos cargos mais importantes de seu governo

foto-trump-presidente-eua

O presidente eleito Donald Trump, que toma posse sexta-feira (20) como presidente dos Estados Unidos, já escolheu quem vai preencher 19 dos 21 cargos de seu gabinete. A imprensa norte-americana vem acompanhando com interesse a escolha dos nomes que vão ocupar os postos-chave do gabinete porque, por meio do perfil da pessoa escolhida, é possível saber como serão as políticas a serem implementadas no futuro e antecipar medidas que podem ser adotada pelo novo governo.

De acordo com a Constituição americana, o papel dos titulares do gabinete é dar aconselhamento ao presidente. O gabinete do presidente dos Estados Unidos é constituído pelo vice-presidente e pelos chefes das seguintes secretarias: Agricultura, Comércio, Defesa, Educação, Energia, Saúde e Serviços Humanos, Segurança Interna, Habitação e Desenvolvimento Urbano, Interior, Trabalho, Estado, Assuntos de Veteranos e Procurador-Geral.

Como os chefes de secretaria precisam ter os nomes aprovados, o Senado está realizando nesta semana a segunda rodada de audiências para a confirmação dos titulares que comporão o gabinete do presidente. Senadores democratas, embora sendo minoria, estão tentando derrubar alguns dos nomes escolhidos por Trump.

Nomes

A seguir, veja a lista completa dos postos do gabinete do presidente eleito Donald Trump. A lista inclui os nomes das pessoas já escolhidas para cada secretaria. Só o titular da Secretaria da Agricultura e o conselheiro econômico ainda não foram escolhidos.

Agricultura: o titular ainda não foi escolhido; Comércio, Wilbur Ross; Defesa, general James Mattis; Educação, Betsy DeVos; Energia, Rick Perry; Saúde e Serviços Humanos, Tom Price; Segurança Interna, General John F. Kelly; Habitação e Desenvolvimento Urbano, Ben Carson; Interior, Ryan Zinke; Justiça, Jeff Sessions; Trabalho, Andrew Puzder; Estado, Rex Tillerson; Transporte, Elaine Chao; Tesouro, Steve Mnuchin; Assuntos de Veteranos, David Shulkin; conselheiro econômico: o titular ainda não foi escolhido; Agência de Proteção Ambiental, Scott Pruitt; Gestão e Orçamento, Mick Mulvaney; Administração de Pequenas Empresas, Linda McMahon; representante comercial, Robert E. Lighthizer; Nações Unidas, Nikki Haley.

Trump selecionou outros assessores da Casa Branca que não precisarão da confirmação do Senado. São os seguintes:

Conselheiro sênior, estrategista-chefe, Stephen K. Bannon; chefe de Gabinete, Reince Priebus; conselheiro de Segurança nacional, tenente-general Michael Flynn; conselheira do presidente, Kellyanne Conway; conselheiro superior, Jared Kushner (marido de Ivanka, filha de Trump); conselheiro de Política Sênior, Stephen Miller; secretário de imprensa, Sean Spicer; e conselheiro da Casa Branca, Donald McGahn.

(Agência Brasil)

Camilo Santana vai ingressar em breve no PSB

camilo-800x431-625x337

Danilo Forte avaliza o ingresso de Camilo no PSB.

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, informa, via Blog do Estadão, que já conversou com o governador do Ceará, Camilo Santana, sobre a mudança para seu partido, o PSB.

Camilo disse para ele que vai espera o “momento certo” para deixar o PT. No PSB, ele já vem contando com o apoio em Brasília do presidente estadual socialista, o deputado federal Danilo Forte, nos pleitos do interesse do Estado e nos acertos de audiências.

No Ceará, recentemente, viu o socialista Heitor Férrer apadrinhar uma PEC que extinguiu o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), hoje com  sobrevida via liminar concedida pela presidente do STF, ministra Cármen Lúcia.

Mas Camilo, que é aguardado nesta quinta-feira do eixo China/Irã, deverá mesmo ir para o PSB, uma legenda que, nacionalmente, faz parte da base de sustentação do, governo Temer. Para ele, no PSB, é questão de sobrevivência administrativa e, claro, apoio pró-reeleição em 2018.

Salmito destaca política educacional no Ceará

194 1

foto salmito 150811 opovo

Em publicação na Fanpage, o presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho (PDT), destaca matéria no O POVO desta quarta-feira (18), dos índices do Ceará na Educação, por meio do relatório da Meta 3 do Todos Pela Educação (TPE). Confira:

Feliz com as boas notícias da Política Educacional no meu Ceará e na minha Fortaleza!

  1. Educação no Ceará apresenta melhor evolução no Brasil!
  2. Fortaleza pela primeira vez atinge meta em aprendizagem em Português!
  3. Municípios com baixo PIB apresentam bom desempenho!

Parabéns ao ex-governador Cid Gomes que iniciou essa exitosa Política Educacional no Ceará, parabéns ao Governador Camilo Santana por dar continuidade ao que deu certo e avançar nos resultados e parabéns ao Prefeito Roberto Cláudio por inaugurar uma política educacional que ano após ano alcança melhores resultados!

Parabéns a todos que fazem as Comunidades Escolares no Ceará, em Fortaleza e nos municípios com baixo PIB e bom desempenho!

Fico muito feliz como Sociólogo, Professor, Parlamentar e Cidadão de Fortaleza e do Ceará!

Aqui em Fortaleza e no Ceará há políticos que investem na Educação Pública de Qualidade!

Precisamos e iremos avançar ainda mais!

Parabéns ao jornal O Povo ao dar destaque a resultados tão importantes para o nosso povo de Fortaleza de todo o Ceará!

Ajuste social segue fora do debate da crise no sistema penitenciário

Da Coluna Vertical, no O POVO desta quarta-feira (18):

Toda vez que uma crise estoura no sistema penitenciário, soluções “desesperadas” enchem as listas de quem faz o poder público e especialistas.

Discussões repetitivas sobre caos.

Os últimos debates tecem a narrativa de que as polícias prendem mal, o Ministério Público acusa ruim e o Judiciário condena precariamente. E mais, que a Lei Anti-drogas virou a vilã por superlotar as cadeias.

Não vi até agora se falar em ajuste social na favela, presença do Estado na comunidade e oferta de oportunidades numa escola eficiente, saúde, emprego, lazer…

Anterior ao açodado debate, estaria a preocupação de se evitar a formação do exército de presidiários que está se matando. A carência social não produz bandidos, mas tem sido a oportunidade para os “negócios do crime”.

O censo penitenciário do Ceará, de 2013/2014, aponta que a maior parte dos presos daqui vem de comunidades que se formaram em bairros menos assistidas pelo poder público. Ou com assistência descontinuada nos governos.

A Regional VI lidera as estatísticas, mas há um nivelamento entre as áreas pobres de outras regionais. Na VI, a Grande Messejana é o endereço mais citado por presos. O censo entrevistou 12.040 homens e mulheres.

Na VI, há áreas de conflitos antigos como a disputa por territórios e venda de drogas, por exemplo, entre Coqueirinho e Mangueira. E o domínio de traficantes no Pôr do Sol.

Foi também na VI que 44 PMs são acusados de executarem 11 moradores e lesionarem outros 7. Um ano e dois meses depois da matança, nenhuma mudança na abordagem social no bairro.

André Figueiredo anuncia candidatura à Presidência da Câmara

dep-andre-figueiredo02

O deputado André Figueiredo (PDT-CE) anunciou oficialmente nessa terça-feira (17) sua candidatura à Presidência da Câmara, em eleição que será disputada no dia 2 de fevereiro.

Figueiredo disse que espera reunir os votos da oposição e dos deputados que não estão satisfeitos com a tramitação de projetos. Segundo ele, esse processo está muito ligado ao Poder Executivo. Para o deputado, é preciso construir uma independência em relação aos outros poderes, com a liberdade para que os parlamentares discutam e modifiquem as propostas, em maior sintonia com a população.

“Não é porque sou de um partido de oposição que serei um instrumento para barrar projetos do Poder Executivo, mas serei uma pessoa que provocará debates intensos sobre projetos importantes, fazendo com que a população se sinta partícipe, e que os parlamentares possam se empoderar no debate”, disse.

Figueiredo defendeu que as votações importantes sejam feitas dentro da Ordem do Dia do Plenário, que começa às 16 horas, para não avançarem durante a noite. As votações noturnas, na avaliação do deputado, além de cansarem os parlamentares mais idosos, não permitem que a imprensa e a população acompanhem as discussões.

Entre as propostas estão ainda diminuir o número de comissões especiais, que, para Figueiredo, são criadas sem critério desde 2015. Essas comissões analisam o projeto uma única vez, sem que ele seja votado sucessivamente pelas comissões permanentes.

“É impossível ao parlamentar participar de todas essas comissões. Em vez de o processo de tramitação ser mais rápido, o exame da proposta leva cerca de 10 meses e, para levar ao Plenário, tem sido necessário requerimento de urgência”, explicou.

(Agência Câmara Notícias)

TCM divulga calendário de obrigações das Prefeituras

O Tribunal de Contas dos Municípios do Ceará (TCM) acaba de divulgar o calendário anual de obrigações municipais. O documento contém mais de 80 itens que as Prefeituras e Câmaras Municipais deverão seguir ao longo deste ano. Poderá ser acessado no site do órgão, na seção “Orientações”.

De acordo com o presidente do TCM, conselheiro Domingos Filho, o objetivo do calendário é “alertar e preparar as administrações para as tarefas exigidas pela legislação, de modo que sirva como lembrete para evitar esquecimentos, que podem prejudicar a transparência e a prestação de contas municipal, resultando em possíveis penalidades”.

Dentre as datas indicadas pelo calendário estão as de prestações de contas mensais e anuais, publicação de relatórios exigidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal e de envio de documentos ao TCM. Já nesta sexta-feira (20), Prefeituras deverão repassar às Câmaras Municipais o duodécimo, transferência mensal do Executivo ao Legislativo para o custeio deste.

Pimentel vai propor a Temer federalizar presos

Fernando-Pimentel-foto-Roosewelt-Pinheiro-ABr3

O governador mineiro Fernando Pimentel (PT) vai propor ao presidente Michel Temer a federalização dos presos identificados com facções criminosas.

Mesmo apoiando o Plano de Segurança Nacional proposto pelo ministério da Justiça, o governador faz críticas. Entre elas, a divisão de recursos.

Segundo cálculos do governo mineiro, o Acre, com 2.600 presos, vai receber R$ 40 milhões e Minas Gerais, com 60 mil presidiários, receberá o mesmo valor.

(Veja Online)

PPL amplia espaços na gestão de Roberto Cláudio e ainda filiará a ex-vereadora Toinha Rocha

arquiemmede

Arquimedes Pinheiro, Roberto Cláudio e Ésio Feitosa.

O presidente municipal do PPL, Arquimedes Pinheiro, é o novo secretário-executivo da Regional 3. A nomeação partiu do prefeito Roberto Cláudio (PDT) e chega com o objetivo de contemplar uma legenda que fez três vereadores: Ésio Feitosa – atual líder, Gardel Rolim e Larissa Gaspar.

Uma outra informação: nesta semana, o PPL vai filiar, em ato em São Paulo, a ex-vereadora Toinha Rocha(ex-PSOL e Rede). No ato, estará a cúpula nacional e o dirigente estadual do partido, André Ramos.

Governadores deverão pedir atuação das Forças Armadas nos presídios

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, afirmou hoje (17), em Brasília, que as Forças Armadas serão usadas mediante a demanda dos governadores dos estados afetados pela crise no sistema penitenciário. O uso das tropas militares na inspeção de materiais considerados proibidos nos presídios foi divulgado no início da tarde pela Presidência, após reunião entre o presidente Michel Temer e autoridades dos órgãos de segurança e de instituições militares do governo federal.

“O presidente da República determinou que as Forças Armadas participem mais intensamente do Plano Nacional de Segurança. Colocou à disposição o Exército, a Marinha, a Aeronáutica para aqueles governadores que quiserem contar com a participação das Forças Armadas na varredura, detecção e levantamento de armas, drogas, celulares, enfim, tudo aquilo que não é permitido dentro de presídios”, explicou o ministro da Defesa.

Segundo ele, os militares não terão contato com os presos durante as vistorias. Os detentos serão encaminhados aos pátios das penitenciárias para realização das inspeções. O governo federal vai oferecer aos estados equipamentos como bloqueadores de celular, scanners e aparelhos de raios X para realizar as inspeções.

“Em todos os presídios e penitenciárias que os governadores julgarem importantes, sensíveis e necessários, as Forças Armadas, periodicamente e de surpresa, vão fazer a revista. A responsabilidade [pelo gerenciamento e segurança das unidades] ficará, obviamente, com os agentes penitenciários e com as forças de segurança dos estados”, disse.

Para fazer uso das Forças Armadas, os governadores devem solicitar ao presidente um decreto de Garantia da Lei da Ordem (GLO), que é o instrumento legal que vai determinar o envio dos militares. Neste caso, o comando da operação fica a cargo das Forças Armadas.

“Essa é uma questão nacional. O crime no Brasil se nacionalizou e se internacionaliza e os estados sozinhos não têm, hoje, condições de dar conta do problema. Os presídios hoje são autênticos escritórios de trabalho do crime organizado. Crime esse que vem saindo da esfera da segurança pública para ser um desafio às instituições. Isso não é e nem será tolerado”, destacou Jungmann.

O ministro não informou a previsão de início da operação, detalhes da atuação das Forças Armadas e nem o efetivo envolvido na iniciativa. Segundo ele, as informações serão divulgadas em entrevista coletiva no Ministério da Defesa na manhã desta quarta-feira (18).

Satélite

As declarações de Jungmann foram dadas durante visita ao Centro de Operações Espaciais do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas, em Brasília. Esse satélite será lançado no dia 21 de março, no Centro Espacial de Kourou, na Guiana Francesa. Cerca de R$ 2,1 bilhões serão investidos no projeto, que deve iniciar as operações em 2018.

O aparelho ficará estacionado a uma distância de 36 mil quilômetros da superfície da Terra e dará cobertura a todo o território nacional e parte do Oceano Atlântico. Segundo o ministro, o lançamento do satélite vai permitir a universalização da internet em banda larga no país.

(Agência Brasil)