Blog do Eliomar

Categorias para Política

Prisão de Cunha não interfere em votações do Congresso, diz Temer

O presidente Michel Temer avalia que a prisão do ex-deputado e ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), não interferirá nas votações de interesse do governo no Congresso Nacional. Essa foi a sinalização repassada pelo porta-voz da Presidência, Alexandre Parola, nessa quinta-feira (20), ao responder a questionamentos sobre o tema.

De acordo com Parola, a Operação Lava Jato é “da alçada” do Poder Judiciário e não terá a interferência do Executivo. As investigações, disse, são um “sinal de amadurecimento democrático”. O porta-voz declarou que Temer não antecipou sua volta ao Brasil do Japão devido à notícia da prisão preventiva de Cunha.

“O presidente tomou conhecimento da prisão preventiva de Cunha quando já estava em voo de regresso ao Brasil. A decisão de antecipar o regresso, aliás, foi tomada na noite anterior”, diz Parola.

Uma das questões levadas até o presidente foi se a prisão do peemedebista poderia prejudicar a aprovação em segundo turno da proposta que cria um limite para os gastos públicos pelos próximos 20 anos. “A agenda política de recuperação e reconstrução do Brasil não se confunde com as investigações levadas adiante pela Justiça. A agenda de reformas e modernização econômica, social e política responde a uma urgência do povo brasileiro”, disse o porta-voz.

Eduardo Cunha foi preso na quarta-feira (19), em Brasília, pela Polícia Federal, depois que o juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância, emitiu a ordem de prisão preventiva.

(Agência Brasil)

Capitão Wagner diz que é candidato de “todos os temas”

eleicoes-2016-fortaleza-pr-0929-capitao

Restando pouco mais de uma semana para o fim do segundo turno da eleição municipal, Capitão Wagner (PR) tem como uma das últimas estratégias se colocar como um candidato de “todos os temas”.

Com imagem ligada à segurança pública, o deputado iniciou uma série de eventos, intitulada de Jornada 22, para discutir diversos pontos de responsabilidade da Prefeitura na Capital.

“A intenção é mostrar que estamos estudando os diversos pontos da Cidade. Temos técnicos ao nosso lado, temos a experiência do nosso vice-prefeito Gaudêncio Lucena (PMDB), do senador Tasso Jereissati (PSDB) e do Eunício Oliveira (PMDB). É importante que a Cidade saiba que o Capitão não vai governar sozinho”, pontuou Wagner.

Com o tema urbanismo, o candidato iniciou a jornada conversando com a população no Centro da Capital. Lá, fez promessas para a requalificação da Praça do Ferreira, em evento no final da tarde de ontem.

Na presença de aliados políticos e da militância, Wagner ouviu questionamentos da população em cenário organizado pela coordenação de campanha. Nenhuma pergunta, curiosamente, foi direcionada à segurança pública, tema que o deputado mais discute na campanha.

As perguntas, que devem ir ao ar no programa eleitoral do candidato na televisão, se limitaram a questões como saúde pública, requalificação do espaço urbano, cultura, lazer, meio ambiente e bandeiras LGBTs.

A série de eventos em vários bairros de Fortaleza deverá centralizar discussões com eleitores nos assuntos envolvendo moradia, saúde, transporte público, emprego, renda, cultura e meio ambiente. O primeiro dia de jornada pela Cidade foi encerrada com caminhada no bairro Pirambu, periferia de Fortaleza.

(O POVO)

Prefeito de Madalena renuncia após não conseguir reeleição

164 1

foto-madalena-161020-renuncia

O prefeito de Madalena, Zarlul Kalil (PDT), renunciou ao cargo na noite desta quinta-feira (20), após conquistar menos de 20% dos votos dos eleitores do município do Sertão Cearense, a 180 quilômetros de Fortaleza, além de conseguir somente dois dos 11 vereadores eleitos no último dia 2.

Zarlul, coronel da reserva da Polícia Militar do Ceará, justificou apenas que a renúncia é de caráter pessoal.

A peemedebista Sônia Costa foi eleita prefeita de Madalena com quase 70% dos votos.

“Onda amarela” prevê 42 carreatas e 73 caminhadas até a véspera da eleição

eleicoes-2016-fortaleza-2turno-pdt-cid-1020

42 carreatas e 73 caminhadas, além de bandeiraços, adesivaços e 60 atividades diárias, iniciam nesta reta final de campanha eleitoral a chamada “onda amarela”, que envolverá até a véspera da votação a militância da coligação “Fortaleza só tem a ganhar”, os comitês de mulheres e o da juventude, vereadores, demais políticos e lideranças comunitárias.

“Vamos espalhar alegria pela cidade com a onda amarela e invadir todos os bairros de Fortaleza com nosso exército do bem até o dia 30 de outubro, para que nossa cidade continue sendo transformada pelo caminho da humildade e do trabalho”, comentou Roberto Cláudio.

(Fotos: Divulgação)

Eron Moreira volta à direção do Gonzaguinha de Messejana

foto-eron-gonzaguinha-messejana

O oftalmologista Eron Moreira (à direita) está de volta à direção do Gonzaguinha de Messejana, após concorrer à Câmara Municipal de Fortaleza pelo Partido Progressista (PP), quando somou 8.080 votos, ficando na primeira suplência da coligação PDT/PP/PTB/PROS.

À frente do Gonzaguinha de Messejana, Eron conseguiu levar o hospital à categoria de referência em Fortaleza no atendimento à gestante, quando conquistou dois prêmios no “Ceará Gestão Pública”. A unidade foi a única em Fortaleza a ser submetida à avaliação.

Ceará terá R$ 3 bilhões no Orçamento de 2017

foto-jose-airton-deputado-federal

A Bancada do Ceará na Câmara dos Deputados definiu nesta quinta-feira (20) as emendas parlamentares aos projetos de maior importância para o Estado, dentro da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LOA) de 2017.

“Aprovamos as emendas da bancada do Ceará, priorizando, dentro das emendas impositivas, recursos para a implantação de obras de infraestrutura hídrica e para a saúde, diante do custeio de alta e média complexidade”, ressaltou o coordenador da Bancada, deputado José Airton Cirilo (PT).

Os parlamentares apresentaram no total 16 emendas com recursos da ordem R$ 3,07 bilhões, destinados na seguinte forma:

R$300 milhões para entroncamento de acesso ao Porto de Pecém na BR -222/CE;

R$150 milhões para o apoio à Política Nacional de Desenvolvimento Urbano;

R$300 milhões para apoio a iniciativas e projetos de inclusão digital no Estado do Ceará;

R$300 milhões para implantação de obras de infraestrutura hídrica no Estado do Ceará;

R$100 milhões para a implantação de unidades da Defensoria Pública da União;

R$150 milhões para o apoio do desenvolvimento da educação básica em municípios do Estado do Ceará;

R$ 300 milhões para apoio a manutenção de unidades de saúde;

R$300 milhões para a construção do Complexo de Pesquisa Imunobiológicos da Fiocruz no Ceará;

R$50 milhões para a implantação de Edifício-Sede da Justiça Federal em Juazeiro do Norte;

R$150 milhões para implantação de obras de infraestrutura hídrica para Lavras da Mangabeira;

R$300 milhões para apoio à política nacional de desenvolvimento urbano;

R$300 milhões para apoio a entidades de ensino superior não federais no Estado do Ceará;

R$150 milhões para reestruturação e expansão de Instituições Federais de Ensino Superior no Estado do Ceará;

R$300 milhões para apoio à política nacional de desenvolvimento urbano.

Um debate sobre o “Pacote de maldades” de Temer

elmano de freitas

O Centro de Educação de Jovens e Adultos (CEJA), que fica em frente ao Shopping Benfica (Bairro Benfica), promoverá, na próxima terça-feira, às 18 horas, um debate sobre a PEC 241, que limita gastos públicos, e a MP 746, que trata da reforma do ensino médio.

Antes do debate, haverá palestra do deputado estadual Elmano de Freitas (PT), que vai expor essas matérias. Em seguira, virá o debate envolvendo professores, alunos e pais de alunos.

SERVIÇO

*CEJA – Rua Juvenal Galeno com Avenida Carapinima.

*Mais Informações – 31016575 ou 991298578 (Professor Leonardo).

Rodrigo Maia – Nenhuma delação de Cunha atingirá o presidente Michel Temer

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse hoje (20) que nenhuma delação do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) vai atingir o presidente da República, Michel Temer. “Não acredito que nenhuma delação do deputado Eduardo Cunha possa atingir o presidente da República”, afirmou Maia, em entrevista à imprensa no Salão Verde.

Sobre uma possível delação premiada de Cunha, o presidente da Câmara disse não ter nenhum “problema”. “Minha relação com o deputado Eduardo Cunha foi sempre política. Entendo a situação que ele vive. Mas, do meu ponto de vista, ele pode falar tudo aquilo que ele entender que seja importante ele falar”, afirmou Maia.

O presidente da Câmara negou que a prisão de Cunha possa atrapalhar as votações na Casa. “Não acredito que atrapalhe e que exista algum tipo de influência nas votações da Câmara”.

Maia considerou “triste” a notícia da prisão de Cunha ontem (19) em Brasília, no âmbito da Operação Lava Jato. O pedido de prisão preventiva (por tempo indeterminado) do ex-presidente da Câmara dos Deputados foi emitido pelo juiz Sérgio Moro, que conduz as investigações da força-tarefa na primeira instância.

“A prisão de um ex-deputado e ex-presidente da Casa nunca é um momento feliz para ninguém. Tenho certeza de que não é um momento feliz nem para os deputados, nem para o Brasil. Esse é um momento de dificuldade que o Brasil vive, mas, pelo menos, temos a clareza de que as instituições continuam funcionando com independência e com a liberdade necessária para tomar suas decisões”, disse Maia.

(Agência Brasil)

Expresso 150- Presidente do TJ/CE divulga nota sobre correição em gabinetes de desembargadores

iracema-do-vale-tjce

O TJ do Ceará e a nota

O Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE) recebeu comunicação da Corregedoria Nacional de Justiça a respeito da realização de correição nos gabinetes dos desembargadores Francisco Pedrosa Teixeira, Sérgia Maria Mendonça Miranda e Carlos Rodrigues Feitosa.

A Presidência do TJCE colocou à disposição da Corregedoria do CNJ toda a sua estrutura física e apoio de tecnologia da informação, como também de pessoal, para a realização dos trabalhos.

Dado ao caráter sigiloso da Correição, a Presidência do TJCE não pode manifestar-se quanto ao mérito desses trabalhos.

Contudo, a Presidência reforça que não compactua com qualquer prática ilegal e que fuja das determinações da Lei Orgânica da Magistratura Nacional (Loman). E reitera estar à disposição para colaborar com quaisquer investigações referentes a esta Corte.

*Desembargadora Maria Iracema Martins do Vale

Presidente do Tribunal de Justiça do Ceará.

Secretário do Trabalho e Desenvolvimento Social confere evento sobre Combate ao Trabalho Infantil

josbertini1

O secretário do Trabalho e Desenvolvimento Social do Estado, Josbertini Clementino, participa nesta quinta-feira, a partir das 18h30min, em Brasília, do Seminário Nacional de Combate ao Trabalho Infantil e Estímulo à Aprendizagem. Na ocasião, o gestor estará representando o governador Camilo Santana. Josbertini atendeu a um convite do presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Ivens Gandra

Nesta sexta-feira, ele participará da 150º reunião da Comissão Intergestora Tripartite (Cit) da assistência social, em que debaterá o Sistema Único de Assistência Social (Suas) no Programa Criança Feliz, lançado no governo de Michel Temer e que tem como alvo crianças até os 3 anos de idade, filhos de beneficiários do Bolsa Família.

Na oportunidade também serão discutidos temas como a revisão metodológica e normativa do Programa AcesSuas Trabalho; o BPC e decreto federal nº 8. 805, de 7 de junho de 2016 e o Pacto de aprimoramento do SUAS – Gestão Estadual (2016 – 2019). Os gestores também debaterão a recomposição do orçamento da União para a assistência social no ano de 2016; a execução financeira do ano de 2016 do Fundo Nacional de Assistência Social/ FNAS; o repasse dos recursos do FNAS para os municípios no ano de 2016; e a Lei Orçamentária anual 2017 que foi para aprovação no Congresso Nacional.

Cândido Albuquerque – Aumentar custa judicial e manter mordomias do Judiciário é desrespeito ao povo

Juristas visitam o Jornal O POVO para falar sobre o Congresso Internacional de Direito Constitucional que acontecerá em Fortaleza Na foto: Cândido Albuquerque, advogado. Foto: Georgia Santiago, em 27/10/2009 *** Local Caption *** Publicada em 23/06/2012 - FO 02

Com o título “O Aumento das custas processuais”, eis artigo que manda para o Blog o presidente da Associação Brasileira dos Advogados Criminalistas (ABRACRIM), regional do Ceará, e diretor da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará, Cândido Albuquerque. Ele bate duro no reajuste que, na sua avaliação, é para continuar mantendo as mordomias dos senhores magistrados. Confira:

Ao concordar com aumento dos valores sem conferir o serviço prestado, a Assembleia Legislativa trai o povo. Tenho acompanhado, com preocupação, a proposta do aumento das custas processuais no Estado do Ceará.

Um ponto precisa ser destacado: é razoável aumentar as custas processuais para uma população pobre e manter mordomias incompatíveis com o regime republicano? Essa é a questão.

O TJ está propondo o aumento das custas processuais para – inclusive – manter mordomias e privilégios inaceitáveis. Como explicar, por exemplo, que no Estado do Ceará pessoas morram nos corredores dos hospitais e o Tribunal de Justiça mantenha uma frota de automóveis para a simples comodidade dos servidores mais bem pagos do Estado, que são os desembargadores?

Qual a lógica dessa despesa? E o auxílio-moradia, criado a mantido pela própria Justiça, sem base em lei? Ora, Senhores Deputados, é desarrazoado que os senhores aprovem o aumento sem analisar essas questões.

Somos um estado pobre e vivemos uma crise financeira. De outro lado, o povo precisa de um Poder Judiciário ágil, confiável e a custos razoáveis. Não seria o momento para um grande e respeitoso debate sobre o nosso Judiciário Estadual? A Assembleia não se sente neste dever?

O nosso Judiciário, detentor de grande história e composto, na sua maioria absoluta, por homens e mulheres comprometidos com a boa justiça, vive um momento difícil e é o dever de todos socorrê-lo. Mas não simplesmente penalizando a sociedade.

Ao aprovar o aumento das custas sem analisar esses pontos, condenando, portanto, o povo a bancar mordomias e privilégios inaceitáveis, o Parlamento Estadual literalmente trai o povo. Em outros estados da federação, a opção foi reduzir custos e não penalizar a sociedade.

A Assembleia Legislativa precisa ouvir a OAB-CE para melhor defender os interesses do povo e, de igual forma, dialogar com o Judiciário em busca de aprimoramentos. Simplesmente aprovar o aumento de custas é trair ou pelo menos ignorar as necessidades da população e as disfunções da nossa Justiça.

O nosso povo tem memória curta, mas tamanha agressão certamente será lembrada em 2018.

Cândido Bittencourt Albuquerque.

*Diretor da Faculdade de Direito – UFC e Presidente da ABRACRIM-CE. ◦

Ministro do STF nega pedido para anular impeachment de Dilma Rousseff

teori-zavascki

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, negou hoje (20) liminar protocolada pela defesa da ex-presidente Dilma Rousseff para anular a decisão final sobre o impeachment, definida pelo Senado em agosto. No recurso, a defesa de Dilma alegou que não houve motivo legal para o afastamento e que houve cerceamento de defesa em várias fases do processo.

Na decisão, o ministro disse que não ficou demonstrado, na decisão dos senadores que aprovaram o afastamento definitivo, nenhum “risco às instituições republicanas, ao Estado Democrático de Direito ou à ordem constitucional” que justifique a intervenção do Supremo.

“Somente uma cabal demonstração da indispensabilidade de prevenir gravíssimos danos às instituições, ou à democracia ou, enfim, ao Estado de Direito é que poderia justificar um imediato juízo sobre as questões postas na demanda, notadamente para o efeito de antecipar qualquer dos provimentos antecipatórios requeridos”, afirmou Teori Zavascki.

(Agência Brasil)

Romero Jucá continua no caminho de Eunício

Senadores Eunício de Oliveira e Romero Jucá. Foto Orlando Brito

Depois do episódio Sérgio Machado – delação premiada citando meio mundo de peemedebistas e queda do ministério, alguns senadores acreditavam que Romero Jucá iria submergir e deixar a disputa pela presidência do Senado de lado.

O que tem se visto, na realidade, segundo a Veja Online, é o contrário. Jucá tem trabalhado duramente nos bastidores para tentar ser o próximo presidente da Casa.

Sobre as investigações contra ele, alguns lembram que, inquérito por inquérito, o atual presidente, Renan Calheiros, é alvo de uma dezena.

DETALHE – Correndo por fora está o peemedebista cearense Eunício Oliveira.

(Foto – Orlando Brito)

Centro Histórico de Sobral ganhará 438 postes

veveu

Prefeito Clodoveu Arruda (PT) comemora.

A Secretaria das Cidades assinou, nesta semana, ordem de serviço para a instalação de 438 postes de iluminação pública no Centro Histórico da cidade de Sobral (Zona Norte). Serão investidos R$ 650.687,94, por meio de financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Os equipamentos possuem estilo colonial e fazem parte do projeto de internalização das redes áreas (elétricas e telecomunicações) do Centro.

Os postes de iluminação, que possuem tamanho de seis e quatro metros, são compostos por luminárias, reatores e lâmpadas. A entrega das estruturas será dividida em dois lotes, em que o primeiro terá 100 conjuntos de postes e o segundo 338. A previsão de conclusão da instalação dos equipamentos é para o primeiro semestre de 2017.

Camilo e Roberto Cláudio e um menu nada diet

loror

O governador Camilo Santana (PT) almoçou, nesta quinta-feira, com o pedetista Roberto Cláudio, prefeito de Fortaleza e candidato à reeleição. Foi no Mercado São Sebastião.

Entre um abraço e outro no eleitorado, Camilo pediu votos para o prefeito, destacando que a cidade precisa continuar o trabalho implantado em vários setores como a mobilidade urbana.

Roberto Cláudio havia chegado bem antes, pois quis circular entre os boxes do mercado.

Bem, depois dos tapinhas nas costas e outros papos, os dois enfrentaram um almoço nada diet: panelada, buchada e carne de carneiro.

(Foto – Cláudio Barata)

Além da queda, coice e prisão, PMDB exclui Cunha de grupo do WhatsApp

foto-eduardo-cunha-cassacao

Logo após a notícia de sua prisão, na tarde da quarta-feira, 19, o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) foi excluído do grupo de WhatsApp formado pela bancada do PMDB na Câmara. Apesar de ter tido o mandato cassado há mais de um mês, o peemedebista ainda era membro do grupo no aplicativo.

Segundo relatos de parlamentares do PMDB, o deputado Hildo Rocha (PMDB-MA), administrador do grupo, excluiu Cunha às 13h35min, cerca de meia hora depois da prisão e após saber que a PF havia apreendido o celular do ex-deputado.

Com a exclusão, os investigadores não terão mais acesso às novas conversas da bancada, embora possam ver debates anteriores, de quando Cunha ainda era membro do grupo.

Prisão

Eduardo Cunha foi preso preventivamente por volta das 13 horas dessa quarta-feira, no apartamento funcional da Câmara em que morava em Brasília. A ordem de prisão foi dada pelo juiz federal Sérgio Moro, que conduz as investigações da Operação Lava Jato na primeira instância. De Brasília, foi levado para Curitiba, onde Moro atua.

(Com Portal Terra)

Ciro e Cid estão de alma lavada com a prisão de Eduardo Cunha

151 3

cirocidd

Ao comentar a prisão de Eduardo Cunha nesta quarta-feira, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) compartilhou no Facebook um vídeo de seu irmão, o ex-governador Cid Gomes (PDT), de quando chamou Cunha, à época presidente da Câmara dos Deputados, de “achacador”.

Ciro assim se expressou: “Este é o orgulho que temos. Cumprir nosso dever com o povo brasileiro quando todos os políticos bajulavam o Cunha”.

Em outra postagem, ele relembra um discurso de Michel Temer declarando que irá entregar “à fé de Eduardo Cunha” as tarefas mais difíceis.

(Com Brasil 247)

A “Operação Happy Birthday” estaria no forno

200 2

Com o título “Operação Happy Birthday”, eis mais um artigo de José Nílton Mariano Saraiva, economista e aposentado do BNB. Para ele, as ações do juiz federal Sérgio Moro têm um alvo: Lula. Confira:

Em sã consciência, ninguém há de olvidar que ao Supremo Tribunal Federal devem ser atribuídos todos os créditos pela “instabilidade jurídica” vigente no Brasil nos dias atuais, mormente em se tratando da seara política. Isso em razão do chancelamento das comprovadas arbitrariedades e excessos do juiz Sérgio “Savonarola” Moro por parte daquela egrégia corte, permissiva a uma escalada crescente e contínua de desrespeito à Constituição Federal, não só por parte do respectivo, como de outros juízes (mesmo que de primeira instância, como o é a do Moro), assim como, agora, em níveis mais elevados (Tribunal Regional Federal de Brasília).

Fato é que, na prática, a nossa Carta Maior comprovadamente perdeu o sentido e não mais é respeitada por ninguém (em especial pelos detentores do vil metal), já que literalmente virou “letra morta”, transmutou-se numa espécie de abrigo de “palavras ao vento” e tudo, reafirme-se, graças à omissão criminosa do tal guardião da sociedade (STF). Afinal, presunção de inocência, prisões sem provas do crime, conduções coercitivas sem a competente notificação prévia ao suspeito, e por aí vai, demonstram que o Estado Democrático de Direito já era, não mais vige. Agora (e isso é deveras apavorante) basta que o nosso “Savonarola” e seus auxiliares (com base unicamente em “convicção”) cismem que você é um criminoso e, pronto, você tá ferrado, já era, tenderá a mofar nas masmorras de Curitiba.

Obstinado, intolerante, certamente que ferido devido ao retumbante fracasso quando comandou a Operação Banestado, e tendo como leitura preferida suas próprias reflexões sobre a Operação Mani Pulite/Mãos Limpas (que quase acabou com a Itália), desde o princípio da tal Operação Lava Jato o juiz Moro “Savonarola” não teve nenhum escrúpulo em demonstrar que, tal qual ocorrera lá (na Itália), cá (no Brasil) o objetivo seria o mesmo: exterminar o principal partido no poder (lá, o PSI; aqui, o PT) e desmoralizar o seu dirigente maior (lá, Bettino Craxi; aqui, Lula da Silva), inabilitando-o para a vida pública.

O instrumento usado objetivando viabilizar tal propósito foi valer-se das tais “delações premiadas”, firmadas por potenciais criminosos em busca de redução das penas respectivas, oportunidade em que são estimulados a citarem o nome de Lula da Silva, sob pena de não serem aprovadas (o vazamento de parte da delação da Odebrecht, temporariamente suspensa, é emblemática e um problema para o juiz Moro “Savonarola”, já que, além de não citar Lula da Silva, oportuniza a que se saiba da participação de membros graduados do PSDB e PMDB nos malfeitos da Petrobras).

No mais, face à decisiva colaboração de uma parte da mídia corrupta e desonesta desse país, a maciça campanha difamatória sobre o PT e seus dirigentes foi superlativada, ao ponto de acabar por incutir em boa parte da população um sentimento de “vingança” contra a agremiação que até pouco tempo houvera catapultado da pobreza mais de 30 milhões de pessoas. Daí a derrocada do PT nas últimas eleições.

Com a viabilização da primeira parte do seu plano, agora o juiz Moro “Savonarola” prepara-se para pôr em prática o lance mais audacioso, porquanto seu objeto de desejo desde sempre: depois de mais de dois anos de uma “caçada implacável”, prender Lula da Silva, mesmo que sem nenhuma prova que o incrimine, a fim de impedi-lo de concorrer nas eleições de 2018 (a ordem é encarcerar, para só depois encontrar um crime qualquer que lhe possa servir de carapuça).

As fichas estão sobre a mesa. E como o nosso “Savonarola” já demonstrou ter um quê de pernóstico e sarcástico, não se surpreendam se a prisão de Lula da Silva ocorrer exatamente no dia do seu aniversário (27.10) com a deflagração da Operação “Feliz Aniversário”; só que, para inflar ainda mais o ego do juiz de Curitiba, será bombasticamente anunciada no idioma universal que ele acha que domina (o que não é verdade): Operação “Happy Birthday”.

O que acontecerá a partir de então é difícil prever.

*José Nílton Mariano Saraiva,

Economista e aposentado do BNB.