Blog do Eliomar

Categorias para Religiao

Paróquia Cristo Rei homenageia neste domingo 11 títulos de Nossa Senhora

As atividades no mês de Maria serão encerradas neste domingo (26), a partir das 9 horas, na Paróquia Cristo Rei, durante a celebração da Missa da Crianças, quando ocorrerá a coroação que contemplará 11 títulos de Nossa Senhora. As crianças encerraram os ensaios neste sábado (25).

Toda encenação será interpretada por crianças que participam semanalmente de atos litúrgicos na igreja. Além das 11 meninas que interpretarão Maria, outras crianças seguirão o cronograma da Coroação vestidas de anjos. Ao fim do espetáculo teatral, como forma de agraciar os 11 títulos, todas as atrizes mirins serão coroadas.

(Foto: Divulgação)

Editorial do O POVO – “Irmã Dulce: símbolo de Estado Social”

Com o título “Irmã Dulce: símbolo do Estado Social”, eis o Editorial do O POVO desta quinta-feira:

Em meio aos desencontros vividos pelos brasileiros na ordem política, social, econômica e até institucional, cresce a necessidade de a Nação inteira voltar-se para suas raízes, na tentativa de encontrar a própria alma para nela haurir as energias necessárias para o enfrentamento dos atuais desafios. E isso não poderá ser feito por uma sociedade passiva, sem voz. Do mesmo modo, um País dividido dificilmente conseguirá isso. O Brasil tem um povo generoso que nunca, anteriormente, teve no ódio o elemento impulsionador de seu projeto de sociedade apesar de sua elite já ter usado a escravidão e a ditadura para atingir seus propósitos. E tem referenciais históricos, na política, na ciência e na religião para respaldar essa assertiva. Coincidentemente, esta semana ganhou relevo a lembrança de uma dessas personalidades de acatamento unânime na sociedade brasileira e de grande força simbólica: a irmã Dulce, o jeito baiano e brasileiro de ser solidário, generoso e compromissado com o ser humano integral.

O anúncio de sua próxima canonização ultrapassa as fronteiras de uma denominação religiosa particular – a católica – e alcança a dimensão social e política, lembrando ao Brasil que já existiu outra forma de os brasileiros conviverem entre si, sem negar a identidade do outro. Dentro dos limites de seu universo cultural e social, ela encarnou o inconformismo com as desigualdades sociais, aceitas passivamente por uma elite política e econômica cega à realidade circundante. Para isso teve de enfrentar a indiferença dos ricos, a frieza da burocracia estatal e o formalismo eclesial sem alma.

Embora movida pelo amor e compaixão provindos de uma espiritualidade vívida não se limitou apenas à vivência da caridade em âmbito individual, mas percebeu a necessidade de uma ampla ação social, que incomodava os bem-pensantes, embora usasse a tática do envolvimento e não da ruptura. Nem por isso deixou de ser firme quando, para defender os párias sociais, teve de escolher entre a passividade conformista (sob o pretexto da obediência) e a exigência evangélica, enfrentando o poder político e o eclesiástico. Nesse afã, não hesitou em enfrentar as barreiras de classe, de ideologia, de cor e de religião.

Seu legado social só tem condições de se sustentar num Estado de garantias sociais, pois tem no SUS seu principal sustento, sobretudo o grande hospital que se originou no galinheiro do seu convento e hoje é o maior da Bahia. E tantas outras obras sociais. Não espanta que o exemplo de Irmã Dulce inspire os defensores do Estado social e de uma sociedade tolerante e compassiva. Nada de se regressar aos anos 1930, quando a santa baiana enfrentava os maiores percalços pelo fato de o País não dispor de uma rede de seguridade social, que conquistaria depois e que hoje está seriamente ameaçada.

(Editorial do O POVO)

Santuário de Fátima comemora os 102 anos da aparição da Virgem Maria

O Santuário de Fátima, em Fortaleza, realiza missas, neste 13 de Maio, desde as 5 horas desta segunda-feira. Católicos comemoram os 102 anos da primeira aparição de Maria aos pastorinhos Francisco, Lúcia e Jacinta, na Cova da Iria, em Portugal, conforme a crença.

Ao longo do dia, haverá missas às, 9h, 10h30, 12h, 14h, 15h30, 17h, 18h30 e encerrando às 20 horas, em clima de celebração campal, com a coroação da santa.

Um total de 130 agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e operadores auxiliam o tráfego nas proximidades do Santuário de Fátima. Está proibido estacionar nas ruas Oswaldo Studart, Paula Rodrigues e Mário Mamede nas proximidades da igreja de Fátima. Também não será permitido o estacionamento nas ruas Major Facundo, Meton de Alencar e Barão de Aratanha, ao redor da igreja do Carmo. O esquema ocorre nos três turnos para fluidez do trânsito.

Procissão

Prevista para sair da Igreja do Centro às 18 horas, a procissão de Nossa Senhora seguirá até o bairro de Fátima. Algumas interdições ocorrem no passar do cortejo. É previsto o bloqueio provisório da rua Major Facundo, na lateral da Igreja do Carmo. Em seguida, os agentes se preparam para acompanhar a procissão durante o percurso até a Igreja de Fátima, passando pelas ruas Major Facundo, Meton de Alencar, Barão de Aratanha e av. 13 de Maio.

Após a procissão, a avenida 13 de Maio terá a pista nos dois sentidos bloqueada durante a missa campal. A interdição ocorre entre a rua Barão de Aratanha e o viaduto da av. Pontes Vieira. A AMC orienta que os desvios sejam feitos pela av. Luciano Carneiro e rua Mário Mamede (sentido Bairro de Fátima/Aldeota) e pela alça do viaduto da av. Aguanambi e av. Eduardo Girão (sentido Aldeota/Bairro de Fátima).

(Foto – Paulo MOska)

Reforma da Previdência – Arcebispo de Fortaleza torce para que a matéria, como está, não passe

Do arcebispo de Fortaleza, dom José Antônio de Aparecido Tose, ao ser indagado sobre a proposta de reforma da Previdência do governo Jair Bolsonaro:

“Deus queira que, do jeito que foi colocada, não passe não! Mas, vamos esperar que aqueles que são responsáveis tenham juízo”.

Dom José encontra-se em Aparecida (SP), até a próxima sexta-feira, participando da assembleia geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que elegerá sua nova cúpula e deve divulgar carta para os brasileiros sobre o cenário atual do País.

(Foto – Arquidiocese)

Neste Dia do Trabalho, Itapipoca promove a IV Moto Carreata com Maria

Nesta quarta-feira, às 16 horas, haverá a IV Moto Carreata com Maria, em Itapipoca.

Com apoio da Diocese e do comércio local, configura-se, segundo o bispo, dom Antonio Cavuto, como um dos mais importantes eventos religiosos da região.

Ocorre sempre no Dia do Trabalho, num misto de orações pelo emprego.

Por se encontrar na assembleia geral da CNBB, que abriu trabalhos em Aparecida (SP), Dom Cavuto não participará do evento.

(Foto – Divulgação)

Líderes evangélicos entre as maiores fortunas do Brasil

A revista Forbes acaba e criar um ranking da fortuna dos maiores líderes religiosos do Brasil. Ao contrário do que pregou Jesus Cristo, eles acumulam uma vasta fortuna.

Confira:

Estevan Hernandes Filho e a “bispa” Sônia, por exemplo, têm juntos R$ 120 milhões. O pastor R. R. Soares aparece com R$ 250 milhões. O líder da Assembleia de Deus, Silas Malafaia, tem fortuna R$ 300 milhões e o “apóstolo” Valdemiro Santiago, ‘dono’ da Igreja Mundial do Poder de Deus, chega com R$ 400 milhões.

Mas, de acordo com esswe ranking, a liderança desses afortunados fica mesmo com Edir Macedo, fundador e líder da Igreja Universal do Reino de Deus. O patrimônio dele é estimado em R$ 2 bilhões.

(Foto – Divulgação)

Vaticano autoriza início da Causa de Beatificação de Monsenhor Arnóbio de Andrade, de Sobral

152 1

O Vaticano autorizou a Diocese de Sobral a iniciar a Causa de beatificação e de Canonização do monsenhor Joaquim Arnóbio de Andrade, fundador da Congregação das Missionárias Reparadoras do Coração de Jesus. O religioso, falecido em 1985, é símbolo da fé católica no município cearense, distante cerca de 232 km da Capital.

Cearense nascido na cidade de Massapê, Padre Arnóbio, como era conhecido, continua como exemplo dentro da congregação que fundou. Partiu das Missionárias Reparadoras do Coração de Jesus a iniciativa da beatificação. Em uma assembleia extraordinária que foi realizada no dia 2 de abril de 2018, a congregação concordou que a Causa da Beatificação, já discutida anteriormente, deveria ser colocada em prática.

Em julho, o advogado José Luís Lira foi procurado pela congregação e começou a indicar os caminhos que deveriam ser percorridos durante o processo. Segundo José Luís, inicialmente elas o pediram para ser o postulador, mas ele indicou Paolo Vilotta, postulador da Causa dos Santos no Vaticano e residente em Roma.

Conforme explicou o advogado e atual vice-postulador em conversa com O POVO Online, o postulador é como um “advogado” do candidato a beatificação, cuja tarefa é investigar detalhadamente a vida do candidato para conhecer sua fama de santidade. Sua residência em Roma serviria para adiantar o processo, dada a proximidade com o Vaticano.

O bispo Diocesano de Sobral, Dom José Luiz Gomes de Vasconcelos, recebeu a Madre da congregação, Irmã Antonieta Carneiro Portella, para que fossem apresentadas a abertura da Causa, a nomeação do postulador e a Oração pelo Servo de Deus, redigida por José Luís Lira. Dom Vasconcelos se mostrou favorável à todas essas indicações.

A Causa foi enviada ao Vaticano, que respondeu em documento, recebido no último dia 23. Em latim, a Pontifícia Congregação para as Causas dos Santos, firmado pelo prefeito da Congregação, cardeal Angelo Becciu e pelo arcebispo titular de Mevânia e secretário da Congregação, Dom Marcello Bartolucci. O documento afirmou que, da parte da Santa Sé, “nada obsta” a Causa do Servo de Deus Joaquim Arnóbio de Andrade.

“Nada obsta é um documento onde a Santa Sé indica que não há nenhum impedimento para a Causa”, indicou José Luís Lira. Com isso, existe a expectativa que a primeira parte do processo deve ser concluído ainda neste ano. “De um modo geral, estamos muito satisfeitos, pois a Causa tem corrido muito célere”, contou à reportagem. “Acho que são sinais de que a causa é do agrado de Deus e que vai correr tudo bem”.

Após a investigação da vida do já Servo de Deus Padre Arnóbio, caso o resultado seja positivo, já teremos o cearense sendo considerado venerável. Na segunda parte do processo de beatificação é necessário comprovar um milagre ocorrido por sua intercessão. Possíveis milagres já estão sendo analisados pelos envolvidos no processo.

Depois disso, caso um milagre ocorra após a beatificação do Monsenhor Arnóbio, ele pode ser canonizado, passando a ser considerado santo.

Para José Luís Lira, as lições de padre Arnóbio ajudam a entender a importância dele para a comunidade católica local. “Um irmão dele contou que os outros irmãos iam jogar bola, e ele saía acompanhado de um amigo. A mãe dele ficou preocupada e pediu que um dos irmãos mais velhos os seguissem. Quando viram, os dois chegavam na igreja e iam conversar com o pároco, que os orientavam para ser coroinhas”, relatou o professor.

O amigo de Padre Arnóbio era Dom Expedito Lopes, religioso também nascido em Sobral que assumiu a Diocese de Garanhuns, em Pernambuco, onde foi assassinado por um padre local, investigado por ele por supostos desvios da fé. “Enquanto os meninos iam jogar bola, os dois procuravam a igreja”, completa.

“Padre Arnóbio é de uma memória irretocável. É um testemunho de sacerdote fiel ao sacerdócio, à Igreja, ao amor pelo coração de Jesus. É tanto que fundou uma congregação para reparar as ofensas ao Coração de Jesus. Eu acredito que é um santo que nós conhecemos, alguém com quem convivemos”, contou José Luís, que estudou em uma escola dirigida pelas Irmãs da congregação fundada pelo padre Arnóbio.

Monsenhor Arnóbio de Andrade, que completaria 104 de nascimento no último dia 26, teve como carisma, durante a criação da congregação, amor, reparação e evangelização. “Em missa pelo aniversário dele, o padre dizia que o carisma dado pelo Padre Arnóbio não mais pertencia somente à congregação, mas ao mundo”, contou José Luís.

(O POVO – Repórter Izadora de Paula/Foto – Reprodução)

Santuário de Fátima inicia novenário no próximo sábado

O Santuário de Fátima dará início, às 18h30min do próximo sábado, ao novenário em honra à Nossa Senhora de Fátima.

O novenário vai se estender até o próximo dia 12.

No dia 13, haverá a tradicional procissão saindo da Igreja do Carmo (Centro) e encerrando em Fátima, quando, em clima de missa a ser presidida pelo arcebispo, dom José Antonio de Aparecido Tose, haverá a coroação da santa.

(Foto – Ana Aranha)

Festa da Divina Misericórdia reúne fé e solidariedade

A Comunidade Católica Shalom promove, até as 18 horas deste domingo (28), a Festa da Divina Misericórdia, no Ginásio Paulo Sarasate. Com entrada gratuita, 15 mil pessoas devem participar da programação, ao longo do dia.

A festa conta com música, animação e louvor, além de oração do terço e celebração de missa pelos enfermos. O evento será encerrado com a Missa Festiva Da Divina Misericórdia com oração de cura e libertação com o padre Antônio Furtado.

Além da espiritualidade, outra marca da festa da Divina Misericórdia é a solidariedade, quando alimentos foram recolhidos para doação.

(Foto: Arquivo)

No mercado, mais um livro sobre Nossa Senhora de Fátima

A Globo Livros lançará agora em maio uma nova obra da coleção de biografias religiosas da editora — uma série que já vendeu 700 mil exemplares com títulos como “Aparecida”, “Maria”, “Francisco” e “Jesus”.

A informação é do jornalist Lauro Jardim, colunista do O Globo.

O livro é “Fátima”, que conta a vida da santa.

Foi escrita pelo casal Kenya e Berthaldo Soares, responsáveis por manter, no Rio de Janeiro, a única réplica autorizada no mundo do Santuário de Fátima, em Portugal.

(Foto – Arquivo)

Cruz da Misericórdia

Em artigo no o POVO deste sábado (20), o padre Rafhael Silva Maciel afirma que “a Cruz e a Divina Misericórdia lembram-nos de que a história caminha para Deus”. Confira:

Exatamente na Sexta-feira da Paixão começamos a novena da Divina Misericórdia, aquela mesma querida por Jesus Cristo e da qual Santa Faustina foi sua portadora. É esse o dia em que a Misericórdia de Deus revelou-se do modo mais extremado, na doação do seu próprio Filho na Cruz, pela salvação dos homens.

Na Cruz a Misericórdia de Deus mostra-se real: nas Chagas de Cristo, na sua dor dilacerante, nos espinhos que traspassaram sua cabeça. Tudo é real, tudo acontece e a misericórdia é oferecida.

O sangue de Jesus não é só derramado do alto da Cruz, mas já era derramado desde sua agonia no Horto das Oliveiras, na flagelação, na coroação de espinhos, no caminho tortuoso para o Calvário, nas suas quedas, ali já havia muito sangue derramado, seu corpo já estava sendo entregue. Em todo seu caminho para o Calvário, Cristo demonstra que a misericórdia sempre é derramada.

O rosto da Misericórdia, visível em Cristo, mostra como o homem é sujo pelo pecado. Seu rosto massacrado traz à tona as sujeiras da condição humana. É um rosto sofrido, mas é rosto da Verdade.

Por isso, é preciso que nos aproximemos do trono da graça, que é também trono da Misericórdia. Na Cruz, Jesus Cristo reina e deixa claro que seu Reino não é deste nosso mundo.

Nem os ossos nem as vestes do Senhor são dilacerados. Ficam inteiros porque Graça e Misericórdia são dadas por inteiro, são causa da unidade do Corpo de Cristo. Deixemos que aquele mesmo Sangue santo e aquela Água regeneradora derramem-se sobre nós. Banhados em Cristo, seremos novas criaturas, lavados pela misericórdia para espalhar misericórdia.

Nunca esqueçamos que “a Cruz está presente em tudo e chega quando menos se espera. – Mas não esqueças que, ordinariamente, andam emparelhados o começo da Cruz e o começo da eficácia” (S. Josemaria Escrivá, Sulco 256). A Cruz e a Divina Misericórdia lembram-nos de que a história caminha para Deus. Mesmo com a aparente vitória do mal, como testemunhamos todo dia, nas situações de morte presentes no mundo, a Cruz nos convida a crer que a última palavra será sempre de Deus. Por isso, olhemos para a Cruz, olhemos para o Traspassado, olhemos para o Crucificado-Ressuscitado: cabeças erguidas!

Rafhael Silva Maciel

Padre da Arquidiocese de Fortaleza e Missionário da Misericórdia

Muito além de uma Notre-Dame em chamas

Com o título “Notre-Dame em chamas”, eis artigo de Antonio Mourão Cavalcante, professor universitário, médico e antropólogo. Ele aborda o incêndio registrado neste monumento da humanidade e observa: “Vamos reconstruir, em Paris e dentro de nós mesmos, o Templo da Fé, do Amor e da Misericórdia. Renascido das cinzas…” Confira:

A Catedral Notre-Dame de Paris, que agora se desmancha em chamas, venceu muitas intempéries, guerras, saques e séculos… De súbito, não mais que um curto circuito, consegue arrasar séculos de devoção, esperança e História. Fumaça escura, densa. Madeira, fé e tempo se desmanchando no ar.

Impossível não dar espaço à imaginação – a todos os sinais e símbolos – que o inusitado suscita. Não sem por quê, a tragédia acontece exatamente no momento em que a Igreja Católica, particularmente na França, sofre um dos seus momentos mais tormentosos. Lembro a voz que falou a São Francisco por três vezes seguidas: “Francisco, vai e reconstrói a minha igreja. Casa que, como vês, está ruindo”. Não por acaso, nosso Papa é Francisco e, pronunciando-se sobre o acontecido, ele diz que além da tristeza, devemos alimentar e reconstruir a esperança..

Mais instigante ainda, que tudo ocorre quando estamos no início da Semana Santa. É quando o gigantesco monumento à fé e à história de um povo, queima-se em imolação. É chegado, talvez, um tempo de morte. De fim de muitas coisas e ciclos. Coisas que precisam ser queimadas. Transformadas em pó: “Lembra-te que és pó, e ao pó hás de voltar”.

No mistério da fé, vivemos a passagem em que Cristo se entrega. E é morto pelos homens. Dessa morte, feito cinzas, há de ressuscitar aquele que venceu a Morte.

Vamos reconstruir, em Paris e dentro de nós mesmos, o Templo da Fé, do Amor e da Misericórdia. Renascido das cinzas…

Imagino depois, muito tempo depois … Vejo uma pessoa idosa e uma criança. Mãos dadas, eles desenvolvem um diálogo inusitado. Avô e neto.

– Olhe, meu filho, nesse local havia uma Igreja. Igreja bem grande. Catedral. Magnífica!

– Mas, o que é Igreja, Vovô?

– Igreja é a Casa de Deus..

– E quem é Deus? Puxa, então Ele morreu?….

*Antonio Mourão Cavalcante,

Professor universitário, médico e antropólogo.

()Foto – Z.A. AFP)

Catedral de Notre-Dame – Bombeiros controlam fogo e impactos serão avaliados nesta terça-feira

Equipes de bombeiros e especialistas vão analisar, nesta terça-feira (16), o prejuízo deixado pelas chamas que destruíram o telhado e derrubaram “flecha”, a torre mais alta da Catedral de Notre-Dame, em Paris. O incêndio levou nove horas para ser extinto.

“O perigo do fogo está descartado, mas se desconhece como resistirá a estrutura. Especialistas vão se reunir para investigar o caso”, afirma o secretário do Ministério do Interior, Laurent Nuñez. Nuñez explicou ainda que o objetivo agora é saber se a estrutura oferece suficiente estabilidade.

Ainda havia pequenos focos de incêndio no início desta manhã, mas bombeiros garantiram que não havia mais perigo de as chamas voltarem a crescer, segundo Gabriel Plus, porta-voz dos bombeiros de Paris.

Bombeiros seguem atuando em Notre-Dame, na França, para extinguir incêndio.

(Com Portal G1/Foto – Stefane de Sakiuin, da AFP)

Proposta renova por 15 anos benefícios fiscais a entidades religiosas

O Projeto de Lei 55/19 autoriza estados e o Distrito Federal a renovarem, pelo prazo de 15 anos, benefícios fiscais concedidos a associações beneficentes e entidades religiosas de qualquer culto. O texto altera a Lei Complementar 160/17, que estipulou prazos de validade para os convênios que preveem esses incentivos fiscais.

A deputada Clarissa Garotinho (Pros-RJ), autora da proposta, explica que, ao longo dos anos, muitos entes federados concederam benefícios fiscais a entidades e empresas de diversos setores da economia como forma de atrair investimentos para o seu território.

Esses benefícios, concedidos em desacordo com a Lei Complementar 24/75, que prevê a concordância unânime de todos os estados e do Distrito Federal para que um determinado benefício fiscal seja concedido, deram origem ao que ficou conhecido como “guerra fiscal”, ou seja, a disputa por investimentos via incentivos tributários concedidos de maneira irregular.

Para tentar frear essa prática, foi publicada em 2017 a Lei Complementar 160, que obrigou os entes federados a informar ao Confaz todos os incentivos concedidos de maneira irregular visando sua convalidação por meio de convênio.

Segundo a deputada, no entanto, ao definir o prazo de renovação dos incentivos fiscais conforme a atividade desenvolvida, a LC 160/17 relegou a associações beneficentes e entidades religiosas a prorrogação por apenas 1 ano.

“Os convênios que beneficiavam especificamente entidades religiosas de qualquer culto e associações beneficentes não possuem qualquer relação com a chamada “guerra fiscal”. Estes benefícios eram concedidos a essas entidades com o único intuito de facilitar o seu trabalho”, disse a autora.

No Rio de Janeiro, segundo ela, a Lei 3.266/99 proibiu a cobrança de ICMS nas contas de serviços públicos estaduais – energia e gás – de igrejas, templos de qualquer culto, Santas Casas de Misericórdia, Associações Brasileiras Beneficentes de Reabilitação, e Associações de Pais e dos Excepcionais.

“O objetivo é permitir que estes convênios, que visam beneficiar entidades religiosas de qualquer culto e associações beneficentes, possam ser renovados pelo prazo de 15 anos, já que eles não possuem qualquer relação com a guerra fiscal entre estados”, disse.

O projeto será analisado pelas comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois, seguirá para o Plenário.

(Agência Câmara Notícias)

Que tal uma Paixão de Cristo sob a perspectiva de Maria?

O Teatro Via Sul será palco, nesta sexta, ás 20 horas, e sábado, às 17 horas, do espetáculo “Relatos de uma mãe”. Produzido pela Comunidade Católica Um Novo Caminho, contará  a história da Paixão de Cristo sob a perspectiva de Maria.

A peça vem com um diferencial: a participação, ao vivo, durante todo o espetáculo, da cantora católica Ticiana de Paula, responsável pela trilha sonora da encenação.

Para realização da peça os membros da Comunidade se dividem entre diretores, produtores, atores, dançarinas, figurinistas, maquiadoras, cabeleireiras e fotógrafos. Ao todo, 200 jovens voluntários envolvidos.

Toda a renda será revertida para a campanha Uma Casa Para Um Novo Caminho, cujo objetivo é custear um espaço maior para acolher a todos que buscam a Deus por meio da comunidade.

Comunidade

A Comunidade Católica Um Novo Caminho, fundada em 1992, nasceu da dor de uma mãe que perdeu o filho em um acidente de carro. Com a perda, essa mãe, a “Tia Helena”, como é carinhosamente chamada pelos membros da Comunidade, decidiu transformar sua dor em amor, tornando-se acolhedora de muitos jovens e os recebendo em sua casa para falar de Deus.

Hoje, com 26 anos de história, a Comunidade tem duas sedes na Rua Dom Expedito Lopes, no bairro Dionísio Torres. Por meio de missas, grupos de oração, adorações, e eventos e obras, a fundadora Helena Serpa, conta com a ajuda de centenas de jovens e adultos para continuar acolhendo aqueles que buscam encontrar o amor de Deus

SERVIÇO

*Teatro do Shopping Via Sul – Avenida Washington Soares, 4335 – Edson Queiroz.

*Venda de ingressos: Comunidade Católica Um Novo Caminho. Rua Dom Expedito Lopes, 1949.
Valor: 30,00

*Mais Informações: 98676-9646 / 98602-2119.

(Foto – Divulgação)