Blog do Eliomar

Categorias para Religiao

Comunidade Católica Shalom promoverá o Reencontro do Renascer

Para comemorar a presença de mais de 35 mil pessoas no Ginásio Paulo Sarasate, a organização do Renascer, retiro de Carnaval da Comunidade Católica Shalom,  dará prosseguimento a essa experiência e promoverá, neste sábado, dia 17, às 15 horas, o Reencontro do Renascer.

Os eventos acontecerão simultaneamente nos 26 Centros de Evangelização Shalom, espalhados por Fortaleza e na Região Metropolitana. Com momentos de adoração, louvores e, principalmente, agradecimento.

Confira os endereços do Reencontro Renascer: https://goo.gl/1dwDpZ

SHALOM DA PAZ Rua Maria Tomásia, 72, Aldeota 98161-9656 / 99670-4042
SHALOM DE FÁTIMA Rua Barão de Aratanha,1103 3023-6140 / 98522-4914
SHALOM DA PARQUELÂNDIA Rua Gustavo Sampaio, 1096 3243-5011 / 99933-7897
SHALOM DA PARANGABA Rua Araripe Prata, 323 98775-6363
SHALOM DO CRISTO REDENTOR Praça Coronel Melquíades, 74 3282-3147 / 98102-8686 / 998100104
SHALOM DA GLÓRIA Rua José Fraga Neto, 82 – Cid dos Funcionários 98692-8615 / 3182-6338
SHALOM DO JARDIM GUANABARA Rua 24, 116 Prox. Praça Beira Rio 98897-1592 / 98896-5033
SHALOM DO BOM JARDIM Rua Zacarias Florindo, 339 9916-6790 / 98646-0415 98683-5739 / 981942491
SHALOM DO CENTRO Praça do Carmo, s/n 3036-0695 / 98970-1491
SHALOM DE CAUCAIA Rua Tobias Correia, 600 98908-1947 / 99820-5442
SHALOM DE REDENÇÃO Rua Edmilson Medeiros, s/n 98820-1003 / 99713-2087
SHALOM DE AQUIRAZ CE 040 – Km 16 S/n – Divineia 98565-9810 / 98191-9340
SHALOM DE PACAJUS Rua Cônego Eduardo Araripe, n 1692 3348-4707 / 99155-7063
SHALOM DE HORIZONTE Av. Pres Castelo Branco, 3931 99242-6331 / 99226-7361
SHALOM DA ESTRADA NOVA Rua Nonato Assunção, s/n° – Aquiraz 99195-8825 / 99195-0350
SHALOM DE CHOROZINHO Rua Raimundo Albano, s/n 99225-9355 / 99204-2759
PROJETO FAMÍLIA Rua Dr. José Lourenço,1451 – Aldeota 3224-0843 / 98616-7825
PROJETO MUNDO NOVO ALDEOTA Avenida Santos Dumont, 938. ALDEOTA 98795-4783
PROJETO MUNDO NOVO COCÓ Rua Andrade Furtado, 749 99944-0331 / 99969-9999
SHALOM GRANJA PORTUGAL Rua Barra Vermelha, 381 98617-9299 / 98900-2122
SHALOM DIAS MACEDO Rua Inês Brasil, 188 98908-6126/ 99188-4831
SHALOM LAGOA REDONDA Av. Recreio, 1815 – Paróquia São José 98810-6118 / 99860-1197
SHALOM SERRINHA Rua Elisa Baldo, 313 – Colégio Sagrada Família 99858-6018 / 98824-8665
SHALOM SÃO GONÇALO Rua Menezes Pimentel 550, Centro 98600-0396
SHALOM DO MONDUBIM Rua do Jangadeiro, 150 98827-5145 / 98197-8754
SHALOM DE ESTRADA DO FIO Rua José Hipólito, 3255 98736-4695 / 98869-1094
SHALOM MESSEJANA Rua Penápolis, 380 – Centro 98777 – 8011 / 98660 – 6118
SHALOM DA PRAIA DO FUTURO Rua Dr. Antônio Carneiro, 599 – Vicente Pinzon 98552-8097 / 99729-9967
SHALOM ELLERY Rua Chastinet Guimarães, 900 Esquina Av. Sargento Hermínio 99825-3898
SHALOM MARACANAÚ Capela Santa Terezinha, Hospital Maracanaú, Av. IV, s/n, 98590-7804
SHALOM BELA VISTA Rua Coronel Nunes de Melo, nº 2260, 98775-7796

(Foto – Divulgação)

Shalom anuncia o Festival Halleluya 2018

A Comunidade Shalom anunciou, durante o Renascer, a data de um dos maiores eventos musicais do País: o Festival Halleluya.

Além do anúncio, nessa teça-feira à noite, no ginásio Paulo Sarasate, houve o lançamento da blusa oficial do evento que acontecerá de 25 a 29 de julho próximo, no Condomínio Espiritual Uirapuru (CEU). A entrada será gratuita.

SERVIÇO

*Mais informações: facebook.com/festivalhalleluya

(Foto – Divulgação)

Campanha da Fraternidade 2018: superação da violência

Confira o Editorial do O POVO desta quarta-feira. Aborda o tema da Campanha da Fraternidade deste ano.

Findo o Carnaval, é hora de voltar à rotina depois de uma catarse que serviu também de canal para o desabafo político da população, como é tradição. Desta vez, ainda mais fortemente, em razão da crise que continua a incomodar a sociedade. A Quarta-Feira de Cinzas coloca-nos de novo frente à transitoriedade da vida (“Lembra-te, ó homem, que és pó”), mas, também, traz o apelo de se viver essa passagem, não isoladamente, mas em comunhão com o outro. É o que faz a Igreja Católica ao escolher esta data para lançar anualmente a Campanha da Fraternidade. Neste ano, o tema é “Fraternidade e superação da violência”, e o lema “Em Cristo somos todos irmãos”.

Mais uma vez, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) mostrou-se sintonizada com a sociedade ao trazer à tona um dos problemas que mais a afligem: a violência. A Igreja Católica, em conjunto com outras igrejas irmãs, tem uma ampla capilaridade por todo o território nacional e pode dar uma contribuição importante não só ao debate dessa questão, mas, para o encontro de soluções, a partir da base da sociedade, ajudando a superar o gap existente entre a representação política e os cidadãos, no momento em que ambos parecem cada vez mais de costas, um para o outro.

Criar uma cultura de paz, efetivamente, exige um aprendizado de convivência que se inicia no próprio ambiente familiar, onde a prática do respeito mútuo, do perdão e do amor tem importância decisiva. Mas, antes, é preciso que a própria família sobreviva à desestruturação causada por um contexto de desigualdade e exclusão social escandaloso, falta de acesso aos serviços públicos básicos e todas as mazelas que se abatem sobre quem não tem igualdade de oportunidades. Aí se encontram as raízes básicas da violência. Se houver acesso universalizado a serviços públicos de qualidade, nas áreas de saúde, educação, seguridade social, segurança pública, se terá uma base mínima de dignidade humana para se conquistar o resto. Sem isso, dificilmente, a violência será reduzida.

Não basta a um país ser rico. Os EUA, por exemplo, são riquíssimos, mas a sociedade é violenta. A causa está na desigualdade. Não é à toa que tem a maior população carcerária do mundo. Por enquanto, tem condições financeiras para bancá-la (uma opção que o Brasil não tem). Então, a Igreja, pela sua credibilidade (quando comparada a instituições públicas desgastadas como as nossas) tem a oportunidade de levar essa discussão à fundo, chamando os crentes e pessoas de boa vontade a se assumirem como cidadãos participativos para construir as bases de uma sociedade solidária, como reclama sua própria doutrina social e, assim, frear a violência.

CNBB lança Campanha da Fraternidade com alerta sobre violência

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) lançará , nesta quarta-feira, em todas as dioceses do Brasil a Campanha da Fraternidade que tem como temática a superação da violência com base em uma cultura de paz. O lançamento será na sede provisória da CNNB, em Brasília, e terá a presença da ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF).

O tema “Fraternidade e Superação da Violência” foi escolhido em 2016, quando o Brasil teve recorde de mortes violentas intencionais: 61.619 vítimas, o equivalente a 168 por dia, segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Para o secretário-executivo da campanha, padre Luís Fernando, a superação da violência também “exige comprometimento e ações envolvendo a sociedade civil organizada, a Igreja e os poderes constituídos para a formulação de políticas públicas emancipatórias que assegurem a vida e o direito das pessoas em uma sociedade”.

Campanha da Fraternidade será lançada em Fortaleza na próxima quinta-feira

O arcebispo de Fortaleza, dom José Antônio de Aparecido Tose, vai lançar a Campanha da Fraternidade 2018 na próxima quinta-feira, a partir das 9 horas, numa coletiva no Centro Pastoral Maria Mãe da Igreja.

Neste ano, a violência é o mote para reflexões.  A edição da CF tem como tema “Fraternidade e superação da violência” e lema “Vós sois todos irmãos” (Mt 23,8).

Um tema, por sinal, para boas reflexões no Ceará que, ano passado, registrou mais de cinco mil homicídios e que, segundo dados de janeiro, anotou 482 homicídios em 31 dias. A média supera 15 homicídios por dia.

Renascer 2018 receberá doação de alimentos para casa que acolhe moradores de rua

Quem quiser doar um quilo de alimento não perecível na entrada do Renascer 2018, que ocorrerá de 11 a 13 deste mês, no Ginásio Paulo Sarasate, com entrada franca, poderá fazê-lo. O convite parte da Comunidade Shalom, dentro do objetivo de garantir estoques para a Casa São Francisco, que acolhe moradores de rua de Fortaleza.

Esse estabelecimento funciona na rua Floriano Peixoto, 1717, no Centro, e abriga atualmente 20 homens. “Eles permanecem um período de até 90 dias”, explica Ednara Pereira, coordenadora da Promoção Humana Shalom. Na Casa São Francisco é oferecido o serviço de reinserção social, através de cursos, acompanhamento individual e encaminhamento para o mercado de trabalho.

Já Renascer, cujo tema deste ano é “Para Deus nada é impossível”, terá início sempre a partir das 8 horas e se estenderá, com palestras, cânticos e orações, até as 18 horas.

DETALHE – A Casa São Francisco foi fundada no ano 2000 a pedido do arcebispo de Fortaleza ao fundador do Shalom. “O espaço é mantido pela doação generosa de benfeitores. Toda oferta é bem-vinda e já nos alegramos com a doação de alimentos que receberemos do Renascer 2018”, pontua a coordenadora.

SERVIÇO

*Mais informações – (85): 3295.4583

www.comshalom.org/fortaleza

Comunidade Shalom abre quatro novas casas em continentes diferentes

Moisés Azevedo, um dos fundadores do Shalom.

A Comunidade Católica Shalom, uma associação internacional de fiéis de direito pontifício, vai contar com quatro novas missões em continentes diferentes no período de 2018/2019. A informação é da assessoria de imprensa do Shalom, que completou 35 anos de atividades religiosas.

A novidade é a chegada da primeira missão do Shalom na Oceania, mais precisamente na Austrália, junto à Diocese de Broken Bay, ao Norte da Grande Sidney. Também haverá casa na África, mais precisamente na Diocese de Lubango, ao Sul da Angola, continente que já conta com missões em Madagascar, Moçambique e Cabo Verde.

A Diocese do BrooKlyn, em Nova York, nos EUA, também terá presença missionária, bem como o extremo norte da Europa, na Escandinávia, em Estocolmo, capital da Suécia.

No Brasil – Em território brasileiro, as novas comunidades estarão atuando em Imperatriz (MA) e em Juiz de Fora (MG).

CNBB acerta detalhes para a abertura da Campanha da Fraternidade 2018

A cerimônia de lançamento da Campanha da Fraternidade (CF) 2018, a ser realizada na Quarta-Feira de Cinzas, dia 14 próximo, às 10 horas, no auditório da sede da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em Brasília, está em fase final de preparação. A edição da CF deste ano tem como tema “Fraternidade e superação da violência” e lema “Vós sois todos irmãos” (Mt 23,8).

O ato de lançamento será transmitida ao vivo em todas as emissoras católicas e também na página da entidade no facebook (cnbbnacional).

Na solenidade, serão apresentadas histórias de pessoas que lutam para superação de violência. Como o trabalho do padre Vilson Groh apresentado no vídeo-documentário da Campanha da Fraternidade.

VAMOS NÓS – O tema da CF 2018 chega em boa. O País clama por justiça e contra tanta violência. No Ceará, por exemplo, será tempo de reflexões, principalmente por parte das autoridades e classe política.

Camilo participa da celebração dos 100 anos do Padre Ágio

O governador Camilo Santana (PT) participou, nesta segunda-feira, na cidade do Crato (Região do Cariri), da celebração dos 100 anos do padre Ágio Moreira. Foi na Vila da Música.

No ato, ele destacou a história do religioso na defesa dos mais pobres e o trabalho dele com crianças carentes dessa região do Estado. Camilo almoçou com o padre Ágio.

(Foto – Divulgação)

Queremos Deus lota o “PV”

Foto do padre Marcelo Rossi

Com o tema “Sal da terra e luz do mundo”, a 29ª edição do Queremos Deus levou 18 mil pessoas ao estádio Presidente Vargas, neste domingo, 4. O evento contou, pela primeira vez, com participação do padre Marcelo Rossi. A missa foi presidida pelo arcebispo dom José Antônio Aparecido Tosi.

O coordenador do Queremos Deus, o ex-vereador Paulo Mindêllo se disse feliz com a multidão que compareceu ao evento. “Nós achamos que é um público bom e receptivo porque o povo de Fortaleza é de muita fé”, afirma.

PV ficou lotado

O governador Camilo Santana (PT) e a primeira-dama Onélia Leite compareceram ao evento.

Camilo e Onélia saúdam público

(O POVO Online- Fotos – Mauri Melo)

Papa convoca católicos e fiéis de outras religiões para jornada de oração

O papa Francisco convocou fiéis neste domingo (4) para uma jornada de oração e jejum pela paz no mundo no próximo dia 23 de fevereiro, um ato para o qual convidou pessoas de todo o mundo e também de outras religiões.

A jornada de oração estará dedicada de forma especial a pedir o fim da violência na República Democrática do Congo e no Sudão do Sul, segundo explicou o papa após a reza do Ângelus dominical no Vaticano.

O pontífice, que expressou em diversas ocasiões sua preocupação com esses países, convidou a participar da iniciativa, e da maneira que considerarem oportuno, “os irmãos e as irmãs não católicos e não cristãos”.

“Que o nosso Pai celeste escute sempre os seus filhos que lhe gritam na dor e a angústia”, disse.

Francisco fez um apelo para que o mundo “escute este grito” e para que cada pessoa “na sua própria consciência, perante Deus, se pergunte “o que posso fazer pela paz?”, acrescentou.

“Seguramente poderemos rezar, mas não só isso. Cada um pode dizer concretamente não à violência. Porque as vitórias obtidas com a violência são falsas vitórias. Enquanto que trabalhar pela paz faz bem”, finalizou.

(Agência Brasil)

Queremos Deus – Camilo vai participar do evento que terá Padre Marcelo Rossi

O governador Camilo Santana vai estar, a partir das 16 horas, no Queremos Deus, evento da Igreja Católica que ocorrerá no Estádio Presidente Vargas. Repete assim uma tradição que mantém desde que assumiu o governo.

O evento, em sua 21ª edição, contará com a participação do padre Marcelo Rossi pela primeira vez em sua história. A expectativa da organização é de lotar o estádio. Ou seja, alcançar cerca de 20 mil fieis.

O arcebispo de Fortaleza, dom José Antonio de Aparecido Tose, fará a missa de encerramento do encontro.

Programação

12h Abertura dos Portões
14h Acolhida (Apresentadores) – 5min e Banda Base – 40min
14h45min Palavra dos Coordenadores do Evento – 10 min; com Paulo Mindello, Júlio César e Aluísio
14h55min Momento Cívico – 5 min
15h00min Terço da Misericórdia – 15 min
15h15min Entrada dos Apresentadores (*) – 5min
15h20min Naldo José – 40min
16h00min Pregação Timá – 40min
16h40min Adoração ao Santíssimo (Pe. Antônio Furtado) 1 hora
17h40min Chamada dos Apresentadores (*) – 10min
17h50min Louvor com Padre Marcelo Rossi – 1 hora
18h50min Entrada dos Apresentadores /Preparação para a Missa – 10min de Intervalo
19h00min Celebração Eucarística – Dom José Antônio

SERVIÇO

*Os ingressos custarão R$ 4,00 mais 1 quilo de alimento que será doado para entidades filantrópicas.

(Foto – Canção Nova)

Há uma luz no fim do túnel

Em artigo no O POVO deste sábado (3), o reverendo e presidente da Igreja Batista Comunidade do Amor, Munguba Junior, aponta a Igreja como parte da solução contra a violência. Confira:

É inconcebível passar por uma criança com fome e não sentir a dor da família. É desumano testemunhar policiais civis e militares morrerem todos os dias e não se emocionar. É contra a natureza pais sepultarem seus filhos ainda jovens. Quando acostumamos com a dor e nos tornamos insensíveis ao estado de guerra urbana que vivemos, perdemos um pouco ou muito da nossa humanidade.

Não podemos achar normal a vida relatada nos jornais e noticiários do nosso dia a dia. Não! Não é normal ser infeliz; não é normal jovens colhidos na flor da idade; não é normal pessoas com fome; não é normal grades e muros altos separando as pessoas.

Um país muito distante de nós passou por momentos piores do que os que vivemos hoje. A Coreia do Sul viveu trinta e seis anos de guerra com o Japão e depois mais três anos de guerra dentro do seu coração. Veio daí a divisão entre Coreia do Norte e Coreia do Sul.

Totalmente devastada e com mais de oitenta por cento do seu povo morando em favelas, viveu o caos do pós-guerra: mortes, assaltos, fome, desesperança, êxodo de seus cidadãos para outros países, incluindo o Brasil.

O que aconteceu com a Coreia do Sul que passou do quarto país mais pobre do mundo para a décima potência econômica mundial em apenas 60 anos? A resposta é: uma igreja que ora na madrugada. Todas as igrejas oram na madrugada na Coreia do Sul. Oram pela nação, oram pelas autoridades, pela prosperidade e felicidade de seu povo.

O governo coreano procurava um modelo para recuperar a nação e conheceu uma pequena comunidade que estava realizando um trabalho incrível de resgate da dignidade humana e trazendo uma luz ao fim do túnel da desesperança e dor. Na casa do líder comunitário havia um quadro com letras grandes. Sabe o que estava escrito? “Coreia fique tranquila. Nós oramos por você”.

Através dessa experiência de sucesso o governo coreano implantou o projeto Nova Comunidade e em sete anos acabou com as favelas. Em quatorze anos tornou essas favelas em comunidades produtivas e em vinte anos transformou a Coreia do Sul.

Renascer 2018 – Pedalada divulgará o retiro neste domingo

A Comunidade Católica Shalom promoverá neste domingo, a partir das 8 horas, a I Pedalada Renascer. A concentração ocorrerá às 7h30min, em frente ao Shalom da Paz. O evento integra o marketing de divulgação do retiro da comunidade que promete um Carnaval diferente.

O trajeto total da caminhada será de 25 km. Do Shalom, o grupo sairá em direção ao Parque do Cocó, em seguida toma a rota da Praia do Futuro, retornando pela Beira Mar até o Shalom novamente. Carros de apoio acompanharão o percurso e haverá distribuição gratuita de água aos participantes.

O Renascer ocorrerá nos dias 11, 12 e 13 deste mês de fevereiro, no Ginásio Paulo Sarasate, com entrada gratuita.

SERVIÇO

*A inscrição custa R$ 5,00 por ciclista e quem pretende alugar a bike o valor é de R$ 25,00.

*Shalom da Paz – Ru Maria Tomázia, 72 – Aldeota.

*Mais informações – 99670.4042.

Cachina de Cajazeiras – Duas missas vão lembrar as 14 vítimas

Será nesta sexta-feira, às 19 horas, na Catedral Metropolitana de Fortaleza, a Missa da Ressurreição pelas vítimas da Chacina de Cajazeiras.

Já no Santuário Mãe da Divina Providência, que fica na rua Vanda Sidou, em Cajazeiras, bairro onde ocorreram as 14 mortes, também haverá missa.

(Foto – Evilázio Bezerra)