Blog do Eliomar

Categorias para Segurança Pública

Observatório da Segurança vai monitorar dados do setor em cinco estados; Ceará entra na lista

Será lançada, na próxima terça-feira, às 9h30min, no auditório do Museu História Nacional, no Rio, a Rede de Observatórios da Segurança, iniciativa que promete monitorar 16 indicadores – além de dados oficiais – da segurança pública de cinco estados: Ceará, Rio de Janeiro, São Paulo, Pernambuco e Bahia.

No Ceará, a organização que faz parte da Rede é Laboratório de Estudos da Violência (LEV) e vai monitorar índices e indicadores estaduais para compor relatórios e análises locais e comparativas com outros estados e nacionalmente.

Inspirada no Observatório da Intervenção, projeto realizado pelo CESeC no Rio de Janeiro durante a intervenção federal, a Rede incluirá, dentre os indicadores analisados, dados geralmente subnotificados como feminicídio e violência contra a mulher, racismo e injúria racial, violência contra LGBTQ+ e intolerância religiosa – em uma iniciativa que pretende dar mais visibilidade e buscar soluções mais eficazes para crimes deste tipo.

O lançamento da Rede – que pretende contribuir para a construção de uma agenda propositiva para políticas de segurança pública no País – ocorre em um momento de debate sobre o endurecimento no combate ao crime no País, a partir de propostas polêmicas como a liberação do porte de armas para civis.

(Foto – Ilustrativa)

Delegados reforçam campanha pró-reestruturação salarial de escrivães e inspetores

O Sindicato dos Policiais Civis do Ceará (Sinpol) conta com o apoio de delegados cearenses na campanha que promove com 0 objetivo de conquistar a reestruturação salarial dos escrivães e inspetores. Vários desses profissionais estão gravando vídeos e apelando pelo benefício. Os vídeos, segundo a assessoria de imprensa do sindicato, estão sendo divulgados nas redes sociais e no portal do Sinpol.

O primeiro delegado a aderir à campanha foi Everardo Lima da Silva, ex-delegado-geral e atual titular da Delegacia Metropolitana do Eusébio (RMF).

Os valores defendidos pelo sindicato foram aprovados em Assembleia Geral da categoria realizada no último dia 1º de maio e já foram encaminhados ao governo ador Camilo Santana (PT).

“Acreditamos que um número considerável de delegados vai apoiar a campanha, pois já temos vários vídeos editados. A maioria quer uma instituição forte por inteiro e isso só vai ocorrer na medida que todos os cargos forem valorizados”, explica a vice-presidente do Sinpol-CE, Ana Paula Cavalcante.

(Foto – Arquivo)

Corpo de Bombeiros reduz uso de papel em suas licenças

O Corpo de Bombeiros deu um basta em tanto papel e está 100% digital no quesito liberações de licenças na área da engenharia de incêndio.

Edifício novo, por exemplo, tem pranchas de engenharia liberadas pelo site da Corporação.

As medidas são resultado da gestão do coronel Eduardo Holanda, que comanda o Corpo de Bombeiros de forma aberta, transparente e, principalmente, de olho no interesse da sociedade.

(Foto – Arquivo)

Audiência com Sérgio Moro debate esta semana decreto sobre armas

A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados vai debater, na quarta-feira (8), o decreto que trata do registro, posse e comercialização de armas de fogo (Decreto 9.685/19) e o pacote anticrime (Projeto de Lei 882/19). O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, foi convidado para a discussão.

O deputado Marcelo Freixo (Psol-RJ), que solicitou a audiência, disse que são necessários esclarecimentos sobre todos os pontos do pacote. “O pacote anticrime tem uma complexidade enorme e, pela valorização da importância desta comissão, o debate deve ser feito aqui. Esta comissão é múltipla e tem uma possibilidade de contribuição muito ampla”, afirmou.

O pacote anticrime aguarda análise em um grupo de trabalho criado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia. O deputado Capitão Augusto (PR-SP), que é o relator do grupo de trabalho, defendeu o debate amplo sobre a proposta. “Queremos esclarecer o máximo possível os parlamentares para que eles não tenham dúvida na hora de votar em Plenário”, declarou.

Ação policial

Uma das medidas previstas no projeto de lei anticrime é que, em caso de excesso da ação policial por “medo, surpresa ou violenta emoção”, o juiz poderá reduzir a pena pela metade ou deixar de aplicá-la.

Em audiência pública na Câmara, a defensora do estado do Rio de Janeiro Livia Casseres disse que a medida legaliza a prática de pena de morte extrajudicial. Já o delegado da Polícia Federal Carlos Eduardo Magro defendeu a introdução do conceito de medo na legislação.

(Agência Câmara Notícias)

Editorial do O POVO – “Segurança Pública: algoritmo contra a violência”

Com o título “Segurança Pública: algoritmo contra a violência”, eis o Editorial do O POVO desta quinta-feira:

A correlação entre Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) dos bairros de Fortaleza e o número de Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLIs) nessas regiões está servindo de base para que a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) adote uma nova metodologia para combater a violência na Capital a partir da identificação dos locais de maior incidência de homicídios e assim possa concentrar sua vigilância sobre essas áreas e tomar medidas preventivas de combate a esse tipo de crime. As violências não se distribuem de maneira homogênea na cidade. Da mesma forma que oferta de equipamentos públicos, direitos básicos e renda apresentam diferenças geográficas, os homicídios se concentram em algumas poucas regiões da cidade, segundo essa constatação.

Por conta desse paralelo, a SSPDS propõe a criação de um algoritmo para identificar essas áreas e otimizar as políticas públicas destinadas às que apresentem maior vulnerabilidade. Para isso o órgão lançou mão de 70 indicadores, divididos em quatro grupos: densidade demográfica e habitacional; renda e educação; saneamento; e infraestrutura. Com isso, seriam traçados os polígonos mais problemáticos para a atuação estatal. Não só o policiamento seria beneficiado com a ferramenta, como também políticas sociais outras, como programas de geração de renda e educação, por exemplo.

Evidentemente, será necessário um alinhamento do trabalho com a prefeitura para a melhoria dos índices identificados. Nessa estratégia, a repressão não basta por si mesma, mas exige o concurso de outros olhares, como ter atenção a prioridades básicas da comunidade, como a coleta de lixo e a conservação dos espaços públicos. Mais: de uma maior presença de projetos sociais, além de bolsas de estudo para jovens, para que possam ter mais oportunidades. A ação não é empírica, mas pretende basear-se em orientações de cunho científico, cuja seriedade provoque uma reação de confiança por parte das pessoas trabalhadas.

Sempre houve, na verdade, por parte de pesquisadores, divergências sobre a correlação entre qualidade de vida e incidência criminosa. Pois bem, o cruzamento de dados entre o IDH e CVLIs, em Fortaleza, demonstrou que essa correlação existe: nas duas Áreas Integradas de Segurança (AIS) com o menor número de homicídios registrados neste ano, estão nove dos dez bairros com o melhor IDH da cidade. Já na outra ponta, são as AIS de maior número de homicídios, aquelas que mais têm bairros no top 10 dos piores IDHs da cidade. Usado com competência o algoritmo surgido dessa inter-relação poderá dar foco à parceria entre SSPDS e Prefeitura para coibir a violência na Cidade, usando contenção policial e inclusão social, simultaneamente. n

(Editorial do O POVO/Foto – Ilustrativa)

Fraport e SSPDS fecham acordo para acionamento em tempo real de ocorrências no aeroporto

A Fraport e a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará criaram uma linha direta para acionamento, em tempo real, de ocorrências na área do Aeroporto Internacional Pinto Martins.

O serviço envolverá todos os órgãos ligados à Ciops em caso de sinistros tanto envolvendo aeronaves como nas demais áreas do aeroporto. A expectativa é de rapidez no atendimento e segurança aos usuários e funcionários do terminal.

Além da linha exclusiva, os bombeiros e funcionários da operadora do aeroporto poderão se comunicar via rádio, artifício que colabora na redução do tempo-resposta dos órgãos de urgência e emergência em relação ao atendimento dos eventos, garante a SSPDS.

(Foto – Paulo MOska)

SSPDS e Sindiônibus vão divulgar balanço sobre ações de segurança no transporte público

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) vão apresentar, a partir das 10h30min desta quarta-feira, durante coletiva, o balanço das ações de segurança no transporte público de Fortaleza e Região Metropolitana.

A coletiva ocorrerá na sede da SSPDS, no bairro São Gerardo, ocasiaão em que serão repassados todos os detalhes por meio do Centro de Comando e Controle Regional (CICCR).

Houve redução no que diz respeito a assaltos a ônibus.

Camilo diz em Portugal o que vem investindo na área da Segurança Pública

131 1

O governador Camilo Santana (PT) expôs, nesta segunda-feira, durante o VII Fórum Jurídico de Lisboa. O encontro ocorre até quarta-feira (24), na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa (FDUL), em Portugal, traz como temática “Justiça e Segurança”. Camilo expõ so planejamento da área da segurança cearense e apresentou detalhes sobre investimentos na área pelo Estado nos últimos quatro anos.

“Nós somos de um estado meio ousado e que só acredita em política pública com planejamento e o Ceará já deu exemplo na área da educação. Quando assumi o governo em 2015 disse que era preciso fazer um plano na área de segurança. Convidamos o Fórum Nacional de Segurança Pública e especialistas para que a gente pudesse fazer um diagnóstico e traçar um rumo a médio e longo prazo para enfrentar o problema da segurança no Ceará. Depois de mais de um ano de debate com a sociedade nós criamos o Pacto por um Ceará Pacífico, que tem participação de diversas instituições na discussão do enfrentamento do problema da violência. O Pacto foi traçado com dois eixos principais: segurança e justiça; e segurança e prevenção social”, expôs o governador.

Camilo destacou, sobre investimentos feitos no setor, o fortalecimento das polícias e das demais instituições que compõem as forças de segurança do Estado. “O Ceará contratou mais de 10 mil profissionais de segurança nos últimos quatro anos. Investimos na polícia judiciária. Temos um programa de metas, com premiação, no qual destinamos R$ 120 milhões para toda a área da segurança pública para atingir a meta da diminuição de homicídios. Compramos aeronaves, viaturas”, informou. Sobre o sistema prisional, Camilo Santana destacou as intervenções que foram feitas dentro das unidades penitenciárias, com o aumento de 70% dos profissionais, criação de mais de 3 mil vagas e o cumprimento da lei de execuções penais, “mostrando que quem manda dentro dos presídios é o Estado”.

Camilo Santana reforçou a necessidade de um engajamento entre todos os poderes, incluindo municípios, estados e União. “É um desafio para o Brasil hoje essa questão da violência. Nós governadores é que somos cobrados pela sociedade pelo problema da segurança. O crime ultrapassou os limites dos estados e se nacionalizou nos últimos anos. É competência da União combater o narcotráfico. Os estados não podem legislar sobre o tema e assumem quase todo o custeio da segurança pública. Portanto, a gente sempre tinha uma cobrança da necessidade da União fazer esse debate e quem tinha que conduzir esse processo era o poder executivo e chamar os outros poderes. Eu acho que o Brasil deu um passo importante na criação do Sistema Único de Segurança Pública, que é do final do ano passado, mas precisávamos ter com diretrizes, normas, metas, fundos para que a gente pudesse discutir esse processo a nível nacional”, disse.

(Foto – Divulgação)

Clássico-Rei deste domingo contará com 671 profissionais da segurança pública

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) divulgou neste sábado, 20, o plano operacional de segurança para Ceará e Fortaleza, partida que vale o título do Campeonato Cearense 2019. O jogo acontece amanhã, domingo, com início marcado para as 16 horas, na Arena Castelão.

Para a partida, o efetivo contará com 671 profissionais da segurança pública, que atuarão dentro e na área externa da arena esportiva para garantir o deslocamento seguro dos torcedores até o estádio. O esquema compreende ainda a movimentação nos terminais de ônibus da Capital. Os portões do estádio serão abertos às 13 horas e o reforço empregado pela Polícia Militar do Ceará (PMCE) vai contar com 618 agentes, divididos na área externa (193) e na área interna do estádio (425).

O policiais militares serão distribuídos nos terminais de ônibus e nas principais vias que dão acesso ao estádio. Composições da Força Tática, do Regimento de Polícia Montada (RPMont/Cavalaria), Batalhão de Polícia de Trânsito Urbano e Rodoviário Estadual (BPRE), Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio), Comando de Policiamento de Choque (CPChoque) e viaturas da área auxiliam no deslocamento de torcedores até a Arena Castelão. As torcidas serão escoltadas até o estádio pelo CPRaio e pelo CPChoque.

Dentro do estádio vai funcionar o posto avançado da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) para realização de flagrantes e atendimento cartorial. Além disso, o 16º Distrito Policial estará de plantão para reforçar o atendimento das ocorrências da partida. A unidade fica na Avenida Alberto Craveiro, no número 1670, a poucas quadras do estádio. Ao todo, 21 policiais civis irão atuar no domingo.

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE) vai dispor de 32 militares, uma viatura Auto Bomba Tanque (ABT), uma viatura de Salvamento e uma viatura de Resgate. As áreas próximas ao estádio serão monitoradas do alto pela aeronave da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), que vai realizar sobrevoos na região.

(O POVO Online / Foto: Fábio Lima)

Camilo vai falar sobre Segurança Pública no Exterior; agora em Portugal

Depois dos EUA, agora é a vez de Portugal receber o governador Camilo Santana (PT) para falar sobre o delicado tema da Segurança Pública.

Embalado pelos bons números do Monitor Nacional da Violência divulgados nesta semana – o Ceará com a maior redução de homicídios do país em 2019 (-58%), Camilo participará, nesta segunda (22), do VII Fórum Jurídico de Lisboa – Justiça e Segurança. Na plateia, cerca de 300 convidados, entre autoridades, especialistas no tema e acadêmicos. Com ele, o ex-ministro da Justiça e Segurança, Raul Jungmann, e o atual diretor geral da Polícia Federal, Leandro Daiello.

Camilo vai mostrar a estratégia de reorganização do Sistema Penal e do Sistema de Segurança cearenses que resultou na redução significativa da violência no primeiro trimestre de 2019, após o janeiro de ataques criminosos, como reação dos bandidos ao endurecimento feito pelo Estado.

Ainda em Portugal, terá reunião com o embaixador do Brasil nesse país, Luiz Alberto Figueiredo Machado, quando tratará de possíveis parcerias.

(Foto – Divulgação)

No Ceará, um preso sai por quase R$ 2.500 por mês, diz secretário

616 2

Qual é o custo hoje de um preso para os cofres estaduais?

Segundo o secretário da Administração Penitenciária, Mauro Albuquerque, varia de R$ 2 mil a R$ 2.500,00 por mês. Foi o que ele revelou em conversa com a reportagem do Blog.

Mauro Albuquerque revelou também que está em processo de finalização mensagem, a ser enviada para a Assembleia Legislativa, que permitirá ao Estado cobrar do preso pelo uso da tornozeleira eletrônica. O preço: R$ 169,00.

Hoje são 3.750 detentos no semi-aberto usando o equipamento.

(Foto – Paulo MOska)

Deputada propõe a criação de Consórcios de Segurança Pública

A deputada estadual Aderlânia Noronha (SD) deu entrada num projeto de indicação, na Assembleia Legislativa, prevendo a criação de Consórcio de Segurança Pública nos municípios de Aiuaba, Arneiroz e Saboreiro e do Consórcio de Segurança Pública nos municípios de Quiterianópolis e Novo Oriente. O objetivo é implantar unidades do Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) nessas regiões.

Segundo o projeto 118/2019, Aiuaba ganhará uma sede do Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio), onde desenvolverá suas ações policiais ao longo dos outros dois municípios: Arneiroz e Saboeiro.

Já o projeto 119/2019 prevê que Quiterianópolis será a sede do BPRaio que, por sua vez, atenderá também à população de Novo Oriente, combatendo e reprimindo ações criminosas nesses dois municípios.

Aderlânia explica que o BPRaio veio para trazer mais agilidade no atendimento de ocorrências, através do seu policiamento motorizado, auxiliando na guarda ostensiva, além de dinamizar o atendimento de ocorrências em relação às viaturas convencionais. O projeto atende a reivindicação da população desses municípios.

(Foto – ALCE)

Partido Novo puxa debate sobre Segurança Pública

Geraldo Luciano preside o Novo do Ceará.

O Partido Novo promoverá, no próximo dia 25, às 19 horas, no Hotel Praia Centro, o debate “Segurança Pública no Ceará”.

São convidados Laércio Noronha, professor da Unifor, José Raimundo Carvalho, professor da UFC, Leonardo Barreto, delegado, e Leonardo Davi, consultor na área.

O Novo quer discutir temas do momento e do interesse da população cearense, dentro da estratégia também de ampliar seu raio de ação e de conhecimento.

(Foto – UFC)

 

SSPDS vai receber armamento moderno da Itália

535 2

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta segunda-feira:

Dentro dos investimentos que vem realizando na área da Segurança Pública, o governador Camilo Santana autorizou o secretário da área, André Costa, a comprar novos armamentos que atenderão às polícias Militar e Civil.

O destaque fica para a aquisição de 650 espingardas semi-automáticas 12, de alta precisão, junto à empresa italiana Benelli Armi. De acordo com o secretário, essas espingardas são o que há de mais moderno no momento e são utilizadas, inclusive, pela Polícia Federal.

A remessa deve chegar no começo do segundo semestre deste ano e assim será distribuída: 500 para a Polícia Militar e 150 para a Polícia Civil.

O valor da compra não foi divulgado, mas faz parte de um pacote de investimentos que Camilo fecha para a segurança, um setor onde o governo fica naquela do sempre alerta. O que é preciso mesmo.

(Foto – Evilázio Bezerra)

Sindasp/CE quer incentivar participação de agentes penitenciários no Prêmio Espírito Público

Único servidor do Ceará finalista da primeira edição do Prêmio Espírito Público, o agente penitenciário Francisco Lino Coelho, lotado da cadeia pública da Cigana, em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza, é modelo de inspiração a outros agentes penitenciários na segunda edição do prêmio, com inscrições até o próximo dia 28.

É o que pretende o Sindicato dos Agentes e Servidores do Sistema Penitenciário do Estado do Ceará (Sindasp/CE), que aponta outros agentes com trabalhos relevantes no sistema prisional do Estado, semelhantes ao praticado por Lino, que ressocializa presos, diante do tratamento contra a dependência de substâncias químicas.

O Prêmio Espírito Público é divido nas categorias Educação, Gestão, Meio Ambiente e Segurança Pública. A iniciativa é do Instituto República, organização sem fins lucrativos, e da associação Agenda Brasil do Futuro, com apoio do jornal inglês The Guardian.

(Foto: Arquivo)

Ferramenta vai ajudar a encontrar pessoas desaparecidas no Ceará

O Ceará passa a contar com o Programa de Identificação e Localização de Desaparecidos (PLID-CE) e a integrar o Sistema Nacional de Localização e Identificação de Desaparecidos (Sinalid). A ação é resultado de um convênio firmado entre o Governo do Estado e o Ministério Público Estadual (MPCE) e foi um dos resultados apresentados nesta manhã de sexta-feira, durante o primeiro encontro deste ano do Comitê de Governança do Pacto por um Ceará Pacífico. O encontro ocorreu no Palácio da Abolição.

Esse programa teve como base a ação desenvolvida pelo Ministério Público do Rio de Janeiro em 2013, que já foi inclusive vencedora de um prêmio Innovare. O sistema vai ser interligado com os demais estados que já possuem o Sinalid, promovendo o cruzamento de dados das pessoas desaparecidas com as informações fornecidas pelos órgãos federais, estaduais e municipais para facilitar esse processo.

O governador Camilo Santana destacou a importância de se buscar respostas para o desaparecimento de pessoas e as encontrá-las. “Essa é uma parceria interessante com o Ministério Público para a gente fazer um trabalho integrado. A dor de uma pessoa desaparecida para o familiar é muito forte. A estratégia é diminuí-la e garantir que essas pessoas sejam encontradas ou pelo menos que as informações sobre elas possam ser dadas aos seus familiares”, disse.

(Foto- Divulgação)

Acrísio Sena diz que marca dos 100 primeiros dias de Camilo foi o combate ao crime organizado

O deputado estadual Acrísio Sena (PT) destacou, nesta manhã de quinta-feia, no plenário da Assembleia Legislativa, a redução dos índices de criminalidade em Fortaleza e Região Metropolitana como a principal marca dos 100 primeiros dias da nova gestão do governador Camilo Santana (PT). O parlamentar usou matérias dos jornais para reforçar sua pregação.

“A marca dos 100 dias do governo Camilo Santana é o enfrentamento ao crime organizado. A Região Metropolitana reduziu em 60%, neste trimestre, o número de mortes violentas, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública. É o menor número deste trimestre nos últimos 10 anos”, destacou o deputado.

Para Acrísio Sena, esse quadro de redução dos crimes “é fruto de um trabalho de quatro anos, quase somente com recursos próprios, num grande esforço de planejamento: contratações, promoções salariais, integração das forças, melhoria da estrutura, compra de novos equipamentos e investimento no controle dos presídios”, reforçou. “Nós vamos vencer a luta contra o crime organizado. É importante reconhecer este esforço”, disse o petista.

(Foto – ALCE)

SSPDS registra queda no roubo de veículos no Ceará

André Costa, titular da SSPDS, comemora, mas o trabalho não para.

No primeiro trimestre deste ano, o Ceará registrou uma queda de mais de 50% nos roubos de veículos, em comparação ao mesmo período do ano passado. Os números vêm acompanhados ainda da redução também nos furtos que, nos três primeiros meses deste ano, registraram uma redução de 15%. As informações são da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado.

A recuperação dos carros e motos roubados e furtados no primeiro trimestre deste ano (2.177 no total) chegou a 88%, ou seja, 1.916 foram encontrados pela Polícia. Muitas vezes essas ocorrências são concluídas com prisões e apreensões de armas, destaca a pasta.

A quantidade de roubos de automotores passou de 2.598 para 1.284, o que corresponde à redução de 50,6%. O resultado é consequência dos três meses com diminuições em torno também dos 50%. Janeiro (-54,3%}, passando de 891 para 407; fevereiro (-49%), indo de 794 para 405; e março (-48,3%), diminuindo de 913 roubos em 2018, para 472, em 2019.

Assim como os roubos, furtos também seguem em diminuição. Nos acumulado do trimestre, a redução foi de 15%, indo de 1.050 veículos furtados no mesmo período de 2018, para 893, em 2019. Em março último, a redução foi de 16,1%, diminuído de 372 para 312.

(Foto – Evilázio Bezerra)

Deputado quer incluir agentes penitenciários e guardas municipais em regime especial da Previdência

O deputado federal Júnior Mano (PR) vai apresentar uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) incluindo os guardas municipais, agentes penitenciários e agentes socioeducativos no regime especial da aposentadoria policial sugerido na proposta de reforma da Previdência social no item Segurança Pública.

Ele já manteve contato com a área do governo federal e com parlamentares da base aliada, dentro do objetivo de viabilizar a matéria.

“Estou intensificando a luta para que o Congresso Nacional reconheça esses agentes como parte do trabalho policial do nosso país e tenham seus direitos de aposentadoria igualmente exercidos de acordo com previsto no artigo 144 da CF/88 para os servidores policiais”, destaca Júnior Mano.

(Foto – Paulo MOska)

A batalha de Maracanaú

Da Coluna Guálter George, no O POVO deste domingo (7):

Muitas vezes, na política, de onde se espera é que as coisas acabam mesmo vindo. Era bola cantada que se o governo Camilo Santana enfrentasse algum tipo de problema de stress com a gestão federal de Jair Bolsonaro tudo começaria pelo espaço de gerência onde atua desde janeiro, em Brasília, o general Guilherme Teophilo. Lembrando aos esquecidos ou desavisados, o militar que o senador Tasso Jereissati foi buscar na reserva para disputar o governo do Ceará em 2018, representando o PSDB. Eis, então, o problema posto.

No mérito, percebe-se uma motivação aparente que não se demonstra muito em linha com a ideia de nova política que Bolsonaro se esforça (entre uma tuitada e outra) para apresentar como a marca de seu governo. Por uma conclusão simples: se Maracanaú faz por onde ser inserido entre os cinco primeiros municípios brasileiros a receberem um programa-piloto de segurança, com ações transversais e investimentos especiais etc que seja incluído e fim de papo. Misturar isso com articulação, presença ou ausência do governador em reuniões, agradar ou desagradar aliados ou adversários, faz mal à ideia de que algo novo está acontecendo no País.

Aliás, é interessante a grande mobilização política, com direito até a formação de uma Frente Parlamentar, pela inclusão de Maracanaú no restritíssimo primeiro grupo de beneficiados pelo programa, extraídos de um contingente total de 5.570 municípios que se espalham pelo Brasil. Tivesse eu o prazer de morar na simpática cidade da Região Metropolitana de Fortaleza, preferiria distância da história, porque, afinal, o que se imagina é que a ação de combate à violência urbana busque, no seu momento inicial, aqueles lugares nos quais o processo de segurança parece mais fora de controle. Algo assustador, de verdade, tratando-se de um País com os índices trágicos que ostentamos.

A questão é séria e exige união, ao contrário do que ameaça acontecer, entre aqueles que agora sinalizam uma disputa política em torno dela. Vê-se sinais de uma preocupante mudança de atitude na mesma turma que passou com louvor no duro teste de janeiro, quando as instâncias públicas uniram forças para encarar o mal maior representado pelas organizações criminosas que ameaçavam o Estado naquele momento de maneira barulhenta e ostensiva, e agora continuam fazendo-o de forma silenciosa, tornando-se, por isso, até mais perigosas.

Resta pedir juízo e inteligência a todos, recolocando-se o foco no ponto certo: a garantia da segurança do cidadão cearense, no município onde ele estiver. Com ou sem verbas extras ou ações generosas de quem pensa as coisas a partir do mundo à parte que, não raro, Brasília parece ser.