Blog do Eliomar

Categorias para Sem categoria

PSD quer saber de Bolsonaro quem são os parlamentares anti-éticos do Congresso

O clima de guerra entre o presidente Jair Bolsonaro e o Congresso já produz feitos inéditos.

Segundo a Coluna Radar, da Veja Online, o PSD, partido de Gilberto Kassab, invariavelmente amistoso com todos os governos — esteve na base de apoio de Lula, Dilma e Temer —, partiu para o ataque contra o capitão.

O senador Omar Aziz vai apresentar um requerimento ao ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzini, pedindo que o presidente Bolsonaro identifique individualmente os parlamentares que porventura tenham tido conduta anti-ética, na Câmara e no Senado.

Presidente da Comissão de Assuntos Econômicos, Aziz diz que as críticas ao congresso comprometem o compromisso democrático do presidente.

(Foto – Agência Senado)

Lia Gomes, irmã de Ciro e Cid, ocupará cargo na Secretaria de Proteção Social do Estado

A médica Lia Gomes agora preside o Conselho Deliberativo do Programa de Proteção a Vítimas e Testemunhas Ameaçadas do Ceará (Provita), da Secretaria de Proteção Social, Justiça, Mulheres e Direitos Humanos do Estado. Foi nomeada pelo governador Camilo Santana (PT) e vai cumprir mandato de dois anos à frente do organismo.

Lia Gomes, bom lembrar, ocupava cargo comissionado na Prefeitura de Fortaleza: a irmã de Cid e Ciro era assessora de coordenação do Programa Nacional de Apoio à Gestão Administrativa e Fiscal dos Municípios Brasileiros, ligado à Secretaria de Finanças (Sefin).

Depois disso, tentou sair candidata a deputada estadual pelo PDT, mas acabou tendo registrado cassado por não ter feito a biometria em Sobral, seu domicílio eleitoral.

(Foto – Divulgação)

Camilo assina carta onde 13 governadores pedem revogação do decreto pró-armas

180 1

Camilo também assina a carta.

Governadores de 13 estados preparam carta contra o decreto do presidente Jair Bolsonaro que ampliou o porte de armas no país. A informação é da Coluna Painel, da Folha de S.Paulo desta terça-feira.

Eles pedirão, na carta, que Executivo, Judiciário e Legislativo atuem pela “imediata revogação” do dispositivo.

“Julgamos que as medidas previstas não contribuirão para tornar nossos estados mais seguros”, dizem. “Ao contrário, terão impacto negativo na violência, aumentando a quantidade de armas e munições que poderão abastecer criminosos e os riscos de que discussões e brigas entre nossos cidadãos acabem em tragédias.”

Os governador do MA, DF, PI, PE, CE, PB, ES, BA, RN, AL, SE, AM e TO assinam o texto.

Confira a carta

Carta dos Governadores sobre o Decreto Presidencial n. 9.785 (07 de maio de 2019) e a Regulação Responsável de Armas e Munições no País

Como governadores de diferentes estados do país, manifestamos nossa preocupação com a flexibilização da atual legislação de controle de armas e munições em razão do decreto presidencial n. 9.785 (07 de maio de 2019) e solicitamos aos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário da União que atuem tanto para sua imediata revogação como para o avanço de uma efetiva política responsável de armas e munição no país.

Sabemos que a violência e a insegurança afetam grande parte da população de nossos estados e que representam um dos maiores obstáculos ao desenvolvimento humano e econômico do Brasil. Nesse contexto, a grande disponibilidade de armas de fogo e munições que são usadas de maneira ilícita representa um enorme desafio para a segurança pública do país e é preciso enfrentá-lo.

Por essa razão, é urgente a implementação de ações que melhorem a rastreabilidade das armas de fogo e munições durante toda a sua existência, desde sua produção. Também é fundamental aumentar os meios de controle e fiscalização para coibir os desvios, enfrentar o tráfico ilícito e evitar que as armas que nascem na legalidade caiam na ilegalidade e sejam utilizadas no crime. Reconhecemos que essas não são soluções mágicas, mas são condições necessárias para a melhoria de nossa segurança pública.

Diante deste cenário, e a partir das evidências disponíveis, julgamos que as medidas previstas pelo decreto não contribuirão para tornar nossos estados mais seguros. Ao contrário, tais medidas terão um impacto negativo na violência – aumentando por exemplo, a quantidade de armas e munições que poderão abastecer criminosos – e aumentarão os riscos de que discussões e brigas entre nossos cidadãos acabem em tragédias.

As soluções para reverter o cenário de violência e insegurança no país serão fortalecidas com a coordenação de esforços da União, Estados e Municípios para fortalecer políticas públicas baseadas em evidências e para implementar o Plano Nacional de Segurança Pública e Defesa Social, fortalecendo a prevenção focalizada nas populações e territórios mais afetados pela violência e a repressão qualificada da criminalidade.

Reforçamos nosso compromisso com o diálogo e com a melhoria da segurança pública do país. Juntos, podemos construir um Brasil seguro para as atuais e futuras gerações.

IBANEIS ROCHA
Governador do Distrito Federal

FLÁVIO DINO
Governador do Estado do Maranhão

WELLINGTON DIAS
Governador do Estado do Piauí

PAULO CÂMARA
Governador do Estado de Pernambuco

CAMILO SANTANA
Governador do Estado do Ceará

JOÃO AZEVEDO
Governador do Estado da Paraíba

RENATO CASAGRANDE
Governador do Estado do Espírito Santo

RUI COSTA
Governador do Estado da Bahia

FÁTIMA BEZERRA
Governadora do Estado do Rio Grande do Norte

RENAN FILHO
Governador do Estado de Alagoas

BELIVALDO CHAGAS
Governador do Estado de Sergipe

WALDEZ GÓES
Governador do Estado do Amapá

MAURO CARLESSE
Governador do Estado do Tocantins

HELDER BARBALHO
Governador do Estado do Pará

PF realiza operação contra empresário do ramo de móveis que teria dado golpe contra o BNB

323 6

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira, mais uma operação de combate à corrupção. Desta vez, é a Operação Furniture, que tem por objetivo desarticular fraudes na aplicação de financiamento de recursos concedidos pelo poder público federal. A informação é da assessoria de imprensa da Corporação.

Agentes da PF cumprem dois mandatos de busca e apreensão em Fortaleza determinados pela 11ª Vara da Justiça Federal no Ceará e três mandados de intimação expedidos pela autoridade policial. A Justiça Federal ordenou ainda a indisponibilidade de bens dos envolvidos.

As investigações apontam que um empresário do ramo de móveis planejados desviava recursos oriundos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) das contas da empresa para as contas de familiares, causando um prejuízo no valor de mais R$ 2,4 milhões ao Banco do Nordeste do Brasil.

Os investigados poderão responder pela prática de crimes contra o sistema financeiro nacional, lavagem de dinheiro e associação criminosa, de acordo com o nível de participação.

DETALHE – O nome da operação é uma alusão ao objeto social da empresa, que se prestava supostamente à fabricação de móveis projetados.

VAMOS NÓS – E os nomes?

(Foto – Arquivo)

Estado paga 50% do 13º salário no meio deste ano

A secretária da Fazenda, Fernanda Pacobahyba, avisa: no dia 30, o relatório sobre a arrecadação estadual do quadrimestre estará fechado. Com isso, o governador Camilo Santana (PT) deverá anunciar, finalmente, o pacote de medidas de controle de gastos e que promete aumentar a arrecadação.

Fernanda Pacobahyba aproveitou para dar uma certeza: os 50% do 13º salário dos servidores serão antecipados no meio deste ano, atendendo a mais de 140 mil servidores entre ativos, pensionistas e aposentados.

O restante, claro, em dezembro, com o pagamento do mês.

PEC Nordeste 2019 terá programação diversificada

O XXIII Seminário Nordestino da Agropecuária, o PECNordeste será lançado nesta terça- feira, 21, a partir das 7h30min, durante reunião do Pacto de Cooperação da Agropecuária Cearense (Agropacto). À frente do evento, o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará, Flávio Saboya, que conta com o apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e do Sebrae.

Toda a programação técnico-científica do PECNordeste, que acontecerá de 13 a 15 de junho próximo, no Centro de Eventos, vai ser apresentada. O tema central será “Tecnologia e Inovação para uma pecuária competitiva”.

O seminário reunira trabalhos científicos e de capacitação envolvendo nove segmentos: apicultura, aquicultura e pesca, avicultura, bovinocultura, caprinovinocultura, equinocultura e suinocultura, além das atividades não agrícolas no meio rural como artesanato e turismo. Haverá ainda oficinas e mais de 70 palestrantes de vários estados.

Cerca de 70 caravanas envolvendo quatro mil produtores de vários municípios já garantiram presença no PECNordeste, informa o coordenador-geral, Sérgio Oliveira da Silva.Outra novidade é o Seminário Agronegócio e Justiça. Haverá também mais três seminários envolvendo Cooperativismo, Turismo Rural e Contabilidade Rural.

SERVIÇO

*Maiores Informações – (85) 35358038/8009.

Fortaleza registra chuva desde a noite do domingo

Fortaleza amanhece com vários pontos de alagamento nesta manhã de segunda-feira. Consequência da chuva que perdura desde a noite de domingo, com alguns picos de intensidade principalmente na madrugada. A pista molhada e a pouca visibilidade exigem maior cautela por parte dos motoristas, que devem ficar atentos também com buracos encobertos pela água da chuva.

Há alagamentos em trecho da Rua Barão do Rio Branco, próximo a avenida Domingos Olímpio, na avenida Murilo Borges, na Avenida Rogaciano Leite, na Avenida dos Expedicionários e em trechos já conhecidos do Centro da capital cearense.

Área do entorno do Aeroporto Internacional Pintos Martins.

A Funceme prevê nebulosidade variável, com chuva isolada também na Região da Ibiapaba, no Maciço de Baturité e na no Vale Jaguaribano. Nas demais regiões, nebulosidade variável.

(Fotos – Paulo Moska)

Câmara Brasil-Portugal no Ceará sob nova direção

A Câmara Brasil Portugal no Ceará – Comércio, Indústria e Turismo ganhará nova diretoria, às 19 horas da próxima quarta-feira (22), durante solenidade no auditório da Federação das Indústrias do Ceará. A diretoria eleita terá como presidente Wandocyr Edy Mori Romero, que cumprirá o biênio 2019-2021.

Na primeira  vice-presidência está Carlos Maia, diretor da Tecer Terminais Portuários, e o gerente comercial desse grupo, Carlos Alberto Alves, aclamado como diretor Setorial de Infraestrutura e Logística.

Durante a solenidade, o ex-presidente da Câmara Brasil Portugal no Ceará, Eduardo de Castro Bezerra Neto, será agraciado com o título de sócio honorário.

Haverá ainda uma palestra do presidente do Grupo JCPM, João Carlos Paes Mendonça, que abordará o tema “Investir em Portugal – Experiência Vivenciada”

Expresso 150 – TJ do Ceará escolhe substituto de desembargadora aposentada

Nesta quinta-feira, às 13h30min, o Pleno do Tribunal de Justiça do Ceará vai escolher, pelo critério de antiguidade, o juiz que assumirá cargo de desembargador na vaga decorrente da aposentadoria da desembargadora Sérgia Miranda, envolvida no caso da Expresso 150.

O presidente do TJCE, desembargador Washington Araújo, estará à frente da sessão. Concorrem à vaga os magistrados mais antigos, que integram a 1ª quinta parte da lista de antiguidade.

A solenidade de posse do novo desembargador já está até marcada: dia 31 deste mês, às 16h30min, no auditório do Palácio da Justiça, bairro Cambeba.

Novo desembargador

O juiz convocado Antônio Pádua Silva será o escolhido para a vaga de Sergia Miranda.

Natural de Missão Velha, é graduado em Direito pela Unifor e tem pós-graduação em Direito Processual Penal por essa mesma universidade. Também possui curso de Aperfeiçoamento em Criminologia e Direito Penitenciário pela Universidade Federal do Ceará. Desde o último dia 2 de maio, atuava como juiz convocado na 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça.

(Foto – TJCE)

Ibama trava licença e governo estadual pode perder empréstimo do saneamento de Jericoacoara

O governo de Jair Bolsonaro garantiu que uma das medidas prioritárias de sua gestão seria dar agilidade na tramitação dos processos de licenciamentos ambientais liberados pelo Ibama. Na prática, isso não acontece.

Jericoacoara (Litoral Oeste), um dos pontos turísticos mais visitados do Brasil, entrou na lista dos afetados pela burocracia do órgão. A Secretaria do Turismo do Estado conseguiu, com o Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), verba de R$ 20 milhões para ampliação do sistema de abastecimento de água e esgoto.

Porém, há dois anos do recurso liberado, a obra não começou por falta do licenciamento do Ibama.

Detalhe: esse tipo de empréstimo tem prazo para ser tomado e, quando isso não ocorre, retorna para o banco. Faltam 15 dias para o fim do prazo desse processo.

(Foto – Reprodução do Youtube)

Roberto Freire diz que Cidadania é oposição, mas quer a reforma da Previdência

O presidente nacional do Cidadania (ex-PPS), ex-senador Roberto Freire, afirmou para a reportagem deste Blog, nesta quarta-feira, que não se surpreende com os primeiros meses do governo de Jair Bolsonaro.

“Eu não crie grandes expectativas, mas a impressão não é boa. Eu conheço Bolsonaro e sei do seu despreparo, mas imaginava que, com a formação de governo e algumas linhas mestras organizadas, e se conhece com a ala da equipe econômica, do Moro na Justiça e a ala dos militares, tivéssemos certa estabilidade. Mas Bolsonaro é incapaz disso. Ao contrário, ele busca atritos, inimigos. É insaciável nesse processo de buscar adversários. Quando não tem, ele cria e não controla seus filhos. Não dá certo quanto você fica preso a interesses familiares e oligárquicos”, lamentou Freire.

Ele disse que esperava mais de Paulo Guedes, ministro da Economia, mas só vê um quadro de crise, que preocupa e com uma economia que pode voltar a um processo recessivo.

“Estamos com diminuição de perspectivas de crescimento do nosso PIB. Tenho tido muitas surpresas, mas não esperava surpresas tão desagradáveis e preocupantes. O governo, nesses primeiros meses, não tem correspondido a nenhuma das expectativas nem mesmo dos bolsonaristas, imagina nós, que somos independentes e fazemos oposição”, acentuou

Freira, sobre a reforma da Previdência Social, mesmo oposição, afirmou que é a favor da reforma da Previdência. Ele lembrou que o antigo PPS sempre foi “um partido reformista há muito tempo”. Disse ainda que com ex-deputado federal Eduardo Jorge, na época do PT, chegou a apresentar um projeto nesse sentido, apontando para capitalização complementar, via fundos de pensão. Sem entrar no debate, reiterou que o Cidadania torce e quer reforma da Previdência principalmente.

“Sempre contou e conta com nosso apoio!”, adiantou o presidente nacional da legenda que, ao lado do dirigente estadual da legenda, Alexandre Pereira, confere a posse de Tiago Pereira como prefeito de Cascavel, o primeiro do Cidadania no País. Ainda nesta quarta-feira, Roberto Freire deixará a Capital cearense.

(Foto – Arquivo)

BNB e Basa não serão extintos, garante Mansueto Almeida

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, em conversa com este Blog, deu uma certeza: o Banco do Nordeste e o Banco da Amazônia (Basa) não serão extintos nem passarão por fusão. Houve informações oriundas de Brasília dando conta de que poderia vir uma fusão, por exmplo, do BNB com o BNDES.

Mansueto deixou claro que o BNB e o Basa são instituições financeiras importantes para fomentar o desenvolvimento e combater as desigualdades sociais. Ele afastou extinção e fusão e disse que o governo federal quer, de fato, promover uma reestruturação e modernização cada vez mais das ações desses bancos.

Bem, agora é saber quem ficará à frente dessas Instituições.

(Foto – Agência Brasil)

Paulo Guedes: Governo já trabalha com crescimento de 1,5% em 2019

A equipe econômica já está trabalhando com uma previsão de crescimento de 1,5% neste ano, disse, nesta terça-feira, o ministro da Economia, Paulo Guedes. Em audiência na Comissão Mista de Orçamento (CMO), ele disse que a reformulação de expectativas diante da demora na aprovação da reforma da Previdência justificou a revisão das estimativas.

“As hipóteses já foram superadas desfavoravelmente. Quando o cenário foi feito em abril, havia expectativa de que a reforma [da Previdência] tivesse rapidez e haveria mais rapidez na recuperação econômica, com 2,7% de crescimento”, disse o ministro. “Temos uma economia que pode se recuperar com certa rapidez se fizer reformas que estão encomendadas. [As estimativas] de crescimento já caiu para 1,5%”.

O ministro reiterou que o país está, há décadas, prisioneiro de uma armadilha de baixo crescimento, com a renda per capita crescendo abaixo de 1% ao ano nos últimos 30 anos. Segundo ele, somente a aprovação da reforma da Previdência e de outras reformas estruturais na economia brasileira permitirá a reversão desse quadro.

“Se o Congresso encaminhar primeiro a reforma da Previdência, depois a PEC [proposta de emenda à Constituição] do pacto federativo, que limita o Poder Executivo e descentraliza atribuições para estados e municípios. Depois a reforma tributária, a abertura da economia e principalmente o que chamamos de crowding in, o que desentope a linha de investimentos”, disse Guedes.

Segundo o ministro, quando os investidores perceberem que há futuro fiscal assegurado, que as reformas garantirão equilíbrio fiscal pelos próximos cinco, 10 e 15 anos, os investimentos privados retornarão à economia. Esse processo não ocorrerá apenas em projetos de infraestrutura, disse Guedes, mas também em áreas sociais, como educação, saúde e saneamento.

Contingenciamento

Segundo Guedes, a desaceleração do crescimento econômico reduz as receitas do governo e torna necessário o contingenciamento (bloqueio) de verbas do Orçamento. Ele esclareceu que o contingenciamento é temporário e não representa cortes definitivos e se disse confiante de que a aprovação das reformas melhorará o quadro fiscal.

“O crescimento [do Produto Interno Bruto, PIB] caiu para 1,5%, as receitas estão menores ainda. Aí começam os planejamentos de contingenciamento de verbas para frente. Não são cortes, são contingenciamentos. São preparatórios. Tenho recebido colaboração na interlocução com o Congresso, nos fóruns de governadores, de prefeitos. Estou confiante que o Congresso vai implementar reformas e que as reformas vão beneficiar a todos”, disse.

O secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues, que falou logo após Guedes, confirmou que o próximo Relatório Bimestral de Receitas e Despesas, que apresenta estimativas para a execução do Orçamento, trará novos contingenciamentos.

O ministro ressaltou a importância de o Congresso aprovar o crédito extraordinário de R$ 248 bilhões para que o governo cumpra a regra de ouro, que exige que o Executivo peça autorização ao parlamento para usar recursos de títulos públicos para cobrir despesas correntes. Desse total, R$ 200 bilhões dizem respeito às aposentadorias da Previdência Social; R$ 30 bilhões do Benefício de Prestação Continuada (BPC), benefício assistencial pago a idosos de baixa renda; cerca de R$ 10 bilhões do Plano Safra e R$ 6 bilhões do Bolsa Família.

Segundo Guedes, o crédito suplementar reforça a necessidade de reformas que reduzam os gastos obrigatórios do governo, como a da Previdência. Isso porque o governo está pedindo autorização para se endividar para cobrir gastos correntes.

“Estamos à beira de um abismo fiscal, precisamos de um crédito suplementar para pagar despesas correntes. Vamos nos endividar para pagar Bolsa Família, para pagar BPC, o plano Safra e as aposentadorias do regime geral, do INSS [Instituto Nacional do Seguro Social]. Estamos nos endividando para pagar despesas correntes. Deveríamos ter recursos para pagar essas despesas correntes, que é o que a regra de ouro prescreve”, disse.

Desde o fim de março, o projeto que pede o crédito suplementar tramita na CMO. Sem a aprovação do texto, o governo ficará sem dinheiro para pagar aposentadorias, benefícios do BPC, do Bolsa Família e do Plano Safra a partir do segundo semestre. O projeto abre uma exceção da regra de ouro, que determina que o governo só pode se endividar para financiar investimentos.

Assista na reportagem da TV Brasil:

Corpo de Bombeiros reduz uso de papel em suas licenças

O Corpo de Bombeiros deu um basta em tanto papel e está 100% digital no quesito liberações de licenças na área da engenharia de incêndio.

Edifício novo, por exemplo, tem pranchas de engenharia liberadas pelo site da Corporação.

As medidas são resultado da gestão do coronel Eduardo Holanda, que comanda o Corpo de Bombeiros de forma aberta, transparente e, principalmente, de olho no interesse da sociedade.

(Foto – Arquivo)

Comitiva cearense visita Cruz Vermelha e Ancine

Os vereadores Márcio Martins (PROS) e Sargento Reginauro (sem partido) visitaram a sede da Cruz Vermelha, no Rio de Janeiro, entidade hoje presidida pelo cearense Júlio Cals. Ali, conheceram o trabalho, estrutura e dificuldades.

O deputado federal Capitão Wagner (PRO), que está como pré-candidato a prefeito de Fortaleza, acompanhou os vereadores.

Essa mesma comitiva estendeu visita à sede da Agência Nacional do Cinema (Ancine), onde foi recebida pelo presidente Christian de Castro. Várias pautas foram tratadas, entre elas apoio para festival de quadrilhas juninas promovido por associação que tem Márcio Martins como dirigente.

(Foto – Divulgação)

Fortaleza registra pancada de chuva na madrugada provocando pontos de alagamento

Fortaleza registrou pancada de chuva por volta das 4 horas da madrugada desta terça-feira, o que foi suficiente para ressuscitar vários pontos de alagamentos em vias da cidade.

A chuva parou em alguns momentos e, logo por volta das 5h30min, retornou com intensidade. O trânsito está lento em razão da pista molhada e de alguns alagamentos.

A previsão da Funceme para todo o Ceará é de nebulosidade variável, com chuva isolada no Centro-Sul do estado. Nas demais áreas, há possibilidade de chuva.

Neste momento, o tempo está nublado. A paisagem está bonita.

(Fotos – Paulo MOska)

Governador, bancada e reitores tentarão sensibilizar o governo federal sobre cortes

O governador Camilo Santana e a vice-governadora Izolda Cela, receberam, nesta segunda-feira, no Palácio da Abolição, parte da bancada federal do Ceará e reitores das quatro instituições federais de ensino superior no Estado. Durante mais de duas horas, foram discutidas ações que possam reverter o bloqueio de 30% dos recursos orçamentários dessas instituições.

“Esperamos sensibilidade do presidente da República para rever essa decisão de imediato. Estive pessoalmente com ele na semana passada, junto com os governadores do Nordeste, e falei sobre a importância da educação ser colocada como prioridade absoluta; inclusive o ensino superior. Faremos tudo o que estiver ao nosso alcance para que esse bloqueio de verbas das universidades seja revisto o mais rápido possível”, disse o governador.

Foram definidas algumas estratégias durante o encontro. Uma das ações acordadas é de que a bancada cearense fará requerimentos em cada uma das comissões que os parlamentares participam para convocar o ministro da Educação, Abraham Weintraub, a dar explicações sobre a decisão. Além disso, uma audiência pública também será realizada na Assembleia Legislativa dia 31 de maio para discutir o assunto.

“A gente foi testemunha nas últimas duas décadas do processo de expansão das matrículas de ensino superior no país e de modo muito especial no Ceará. O Instituto Federal tinha apenas quatro bases e hoje está presente com 32 centros. Nós tivemos duas novas universidades, a Universidade Federal do Cariri (UFCA) e a Unilab (Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira). A gente sabe a importância que elas têm para o nosso desenvolvimento, nossa economia e nosso futuro”, disse, no encontro, o senador Cid Gomes (PDT).

Da bancada federal cearense estiveram presentes os deputados Antônio José Albuquerque, Mauro Filho, José Guimarães, André Figueiredo, Leônidas Cristino, Eduardo Bismark, Robério Monteiro e Domingos Neto, coordenador da bancada. Para ele, “esses cortes atingem a todos os setores da sociedade e é necessário que os deputados façam uma forte pressão” para que haja um recuo do corte.

Reitores

Os quatro reitores presentes – Henry Campos (Universidade Federal do Ceará), Virgílio Araripe (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará), Ricardo Ness (UFCA) e Alexandre Cunha (Unilab) – foram unânimes em dizer que o bloqueio dos recursos vai inviabilizar a oferta atual de serviços e investimentos realizados pelas instituições.

“Nós já começamos a desempenhar algumas coisas para poder efetuar pagamentos. O nosso corte é da ordem de 38% e é semelhante nas universidades. Isso inviabiliza o funcionamento se não for revertido. Nós não temos tempo de esperar que (o Governo Federal) só vai rever se a reforma da Previdência for votada”, disse Henry Campos.

Virgílio Araripe, do IFCE, corroborou com Henry Campos no tocante à inviabilização dos serviços na atual conjectura. “Se não houver uma situação contrária não dá para fazer com esse valor uma questão de realinhamento interno, a matemática não bate. Isso está nos preocupando.”

Ações cotidianas que vão ser afetadas pela decisão foram pontuadas por Alexandre Cunha. “Eu concordo com tudo que os colegas colocaram aqui. Muitas das universidades federais e institutos já manejam dinheiro do seu funcionamento para assistência estudantil. Não tem como garantir o bandejão, as bolsas. O clima fica péssimo na gestão. O fornecedor acha que não vai receber mais”, citou o reitor da Unilab.

A falta de abertura para tentar solucionar os problemas na base da conversa foi citada pelo reitor da UFCA como um dos principais entraves encontrados pelas instituições na atualidade. “A nossa Universidade nasceu em meio a uma certa crise, mas gente sempre conseguiu contornar e avançar com muito diálogo e é o que não está acontecendo. A gente sempre teve uma boa interlocução com o MEC e esse bloqueio a gente foi notificado pelo sistema, não teve nenhuma nota do MEC, não houve uma reunião”, informou Ricardo Ness.

DETALHE – O secretário da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Inácio Arruda, o presidente da Assembleia Legislativa, José Sarto, e o líder do Governo na AL, deputado Júlio César Filho, conferiram o encontro.

(Foto – Divulgação)

A Fortaleza das rampas de lixo

98 1

Fortaleza continua com rampas de lixo diariamente em vários pontos, mesmo com caminhões terceirizados fazendo a coleta. Este aí reina à vontade na rua José Lourenço, em frente ao número 3971, no bairro Dionisio Torres.

Até quando esse tipo de situação que contribui para a proliferação de doença e péssimo cartão postal de uma cidade que se vangloria de ser turística?

(Foto – Leitor do Blog)

Apagão – Sede do IDT tem energia cortada

178 1

A sede do IDT, que fica na Avenida da Universidade, em Fortaleza, teve a energia cortada, nesta manhã de segunda-feira, pela Enel. A informação dada foi uma só: atraso no pagamento.

O IDT vive, de fato, uma situação de desmonte em todos os sentidos. Ha[a, inclusive, a perspectiva de fechamento de 14 unidades do órgão no Interior de um total de 36.

O corte de energia paralisa todas as atividades e serviços não só em Fortaleza, mas em todo o Interior.

A responsabilidade pelo pagamento, em razão da redução de verbas do Sine/IDT, está com a Secretaria do Desenvolvimento Social e Trabalho que ainda não se manifestou sobre o caso.

(Foto – Leitor do Blog)