Blog do Eliomar

Categorias para Sem categoria

PEC inclui na Constituição princípios para a organização desportiva no País

A Câmara analisa proposta que inclui na Constituição os princípios para a organização desportiva no País. Segundo a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 202/12, da Comissão de Legislação Participativa, a administração desportiva será regulada pelo Estado a partir dos princípios da democracia, da participação da sociedade, da transparência, da moralidade, do humanismo, da justiça e da popularização desportiva.

Esses princípios serão observados na elaboração de leis que regulamentem a organização desportiva no País.

A proposta foi formulada a partir de sugestão (SUG 40/11) da Frente Nacional dos Torcedores. O deputado Fernando Ferro (PT-PE) foi relator da sugestão e apresentou parecer favorável.

O deputado afirma que a proposta vai evitar que os órgãos de administração desportiva sejam declarados inconstitucionais ou extintos por razões políticas. “Recorde-se que o Conselho Nacional Desportivo foi extinto em 1993 por decisão meramente governamental”, diz Fernando Ferro.

Em 2002, um novo conselho foi criado para o setor por meio do Decreto 4.201: o Conselho Nacional dos Esportes, órgão colegiado de deliberação, normatização e assessoramento, vinculado ao Ministério do Esporte.

A admissibilidade da proposta será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania. Se for aprovada, será criada uma comissão especial para analisar o mérito da PEC, que ainda deverá ser votada em dois turnos pelo Plenário.

(Agência Câmara de Notícias)

Agentes da Polícia Rodoviária Federal tendem a recusar proposta do governo, diz sindicato

Os agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) “estão propensos” a não fechar acordo com o governo, informou nesta segunda-feira (27) o presidente da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais, Pedro Cavalcanti. “Estamos mais dispostos a recusar. Esse reajuste oferecido não atende às necessidades da categoria”, disse ele.

Mesmo com a mesa de negociações encerrada, os representantes da entidade tentaram uma contraproposta do governo, além do reajuste de 15,8%, fatiado em três anos, até 2015. “Queríamos uma proposta diferenciada, com a definição da carreira como nível superior, em vez de ser tratada como de nível intermediário”, explicou. A categoria foi recebida pelo secretário de Relações do Trabalho do Ministério do Planejamento, Sérgio Mendonça. O percentual de aumento oferecido aos policiais rodoviários foi igual ao proposto às demais categorias de servidores.

Com o prazo de assinatura de acordo se esgotando, os líderes da PRF reúnem-se ainda hoje com a base para decidir se aceitam a proposta do governo. “Não gostamos da determinação de não negociação pelos próximos três anos. Se a economia crescer, gostaríamos de retomar as negociações”, disse Cavalcanti. Os sindicatos têm até amanhã (28) para comunicar ao governo a decisão das bases. Os que não assinarem o acordo não terão aumento no ano que vem.

Pedro Cavalcanti ressaltou que, se a categoria votar pela rejeição do acordo, a paralisação dos servidores, que atinge pelo menos 12 estados e 70% dos trabalhadores, deve acabar. “Se o prazo se encerra no dia 31 [sexta-feira próxima], entendo que a greve não caberia após essa data.”

Os policiais rodoviários federais reivindicam reajuste salarial, exigência de nível superior para exercer o cargo, adicional noturno e de insalubridade e reestruturação da carreira. Segundo o sindicato, nove mil policiais rodoviários federais trabalham no país, efetivo que é considerado insuficiente para atender à demanda da segurança nacional.

(Agência Brasil)

TRE fará novo cálculo e Moroni, Heitor e Roberto Cláudio devem ganhar tempo; Elmano e Cals perdem

A Justiça Eleitoral promove nesta terça-feira (28) a terceira reunião para discutir a distribuição do tempo dos candidatos no Horário Eleitoral em Fortaleza.

O juiz coordenador da propaganda eleitoral na Capital, Sérgio Luiz Arruda Parente, convocou o encontro em virtude de mudanças na partilha dos espaços definidas na semana passada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Na última quinta-feira (23), os ministros refizeram os cálculos das migrações entre partidos dos deputados federais eleitos em 2010. A mudança foi decorrente de julgamentos de recursos de candidatos que estavam indeferidos no dia da votação, mas acabaram obtendo decisão judicial posterior favorável e tiveram os votos computados.

O principal beneficiado é o DEM, que terá dois deputados a mais contabilizados, que representarão segundos extras na campanha de Moroni Torgan. O PDT terá um parlamentar a mais nesse cálculo, o que dará mais tempo a Heitor Férrer. Roberto Cláudio também terá ligeiro ganho, com um deputado a mais contabilizado para o PSB.

Já a campanha de Marcos Cals perderá o tempo correspondente a um deputado a menos. A maior perda, também de alguns segundos, deverá ser de Elmano de Freitas. O PT ficará com dois deputados a menos na hora de computar o tempo. Também integrantes da coligação, PV e PTdoB perderão igualmente um parlamentar, cada, para efeitos de cálculo. Da mesma coligação, todavia, o PR terá somado um deputado a mais.

(O POVO Online)

Alvaro Dias diz que eleitores estão atentos ao julgamento do ‘mensalão’

O senador Alvaro Dias (PSDB-PR) disse ter percebido, em conversas com eleitores na campanha do candidato de seu partido, Otávio Leite, para a Prefeitura do Rio de Janeiro, que a “preocupação maior” daqueles com quem conversou é com o julgamento do “mensalão”, em curso no Supremo Tribunal Federal (STF).

O parlamentar disse que os eleitores rejeitaram a entrevista do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao jornal The New York Times, na qual ele novamente nega a existência do “mensalão”. Para Alvaro Dias, a declaração do presidente foi “uma cínica tentativa de confundir a opinião pública”, no momento em que se julga o “mensalão”.

Na avaliação do senador, o “mensalão” foi “um esquema de corrupção orquestrado em nome de um projeto de poder de longo prazo”. Para ele, Lula não poderia ter deixado de participar desse esquema, uma vez que estava “no epicentro deste projeto”. O parlamentar criticou o ex-presidente por não tomar qualquer providência efetiva para tentar elucidar as denúncias sobre o “mensalão”.

Alvaro Dias defendeu ainda a reforma política, como forma de se evitar desigualdades financeiras nas campanhas e também organizar o sistema eleitoral. Ele disse que o modelo político brasileiro é “um modelo de promiscuidade, que estimula a corrupção”. Ele criticou o fato de alguns partidos se transformarem em “balcão de negócios” na montagem de coligações.

Por fim, disse que os empresários brasileiros continuam a reclamar “das altas taxas de juros e da carga tributária massacrante” e pedem uma reforma tributária urgente.

(Agência Senado)

Barbosa e Lewandowski discutem após manifestação de Rosa Weber no processo do chamado mensalão

Os ministros Joaquim Barbosa e Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), voltaram a discutir nesta segunda-feira (27) trechos de seus votos na Ação Penal 470, conhecida como processo do mensalão. As intervenções eram esperadas desde o início da sessão, mas eles optaram por falar apenas após o voto da ministra Rosa Weber.

Na semana passada, Joaquim Barbosa, relator do processo, pediu a palavra para rebater argumentos de Lewandowski assim que o revisor terminou de votar. Os ministros divergiram sobre as acusações ao deputado federal João Paulo Cunha (PT-SP), que responde por corrupção e peculato por desvio de dinheiro na Câmara dos Deputados, de acordo com denúncia do Ministério Público. Mas o presidente da Corte, Carlos Ayres Britto, optou por deixar as manifestações para esta segunda-feira.

Assim que Rosa Weber terminou seu voto, absolvendo João Paulo Cunha de um dos crimes de peculato, Barbosa pediu a palavra para tentar dissuadi-la de seguir Lewandowski nesse ponto. O relator disse que há diversas provas e testemunhos comprovando que o assessor Luís Costa Pinto, contratado pela Câmara dos Deputados, prestou assessoria política pessoal a João Paulo Cunha.

“A Câmara tinha Secretaria de Comunicação, tinha assessor de imprensa. Não tinha necessidade para a Câmara a contratação de um assessor de comunicação, porque já era abundantemente dotada dos serviços”, disse Barbosa.

Lewandowski rebateu destacando que há muitas provas de que Luís Costa Pinto prestou serviço para a Câmara. “Em duas décadas, aprendi que o contraditório está entre as partes e, não, entre os juízes. Se qualquer membro desta Corte entender que as testemunhas qualificadíssimas que prestaram depoimentos o fizeram mendazmente, cometendo crime de perjúrio, então, o plenário tem que pedir que sejam retiradas as peças dos autos”.

Barbosa voltou a pedir a palavra, desta vez, para criticar o Tribunal de Contas da União (TCU). Ele disse que os ministros do TCU “ignoram completamente o que é dito pelos órgãos técnicos”, o que ocorreu pelo menos duas vezes entre as provas colhidas na Ação Penal 470 – em relação à apropriação de bônus de volume e em relação à prestação de serviços da empresa de Marcos Valério à Câmara dos Deputados.

(Agência Brasil)

Impasse entre governo e servidores federais deve continuar até esta terça-feira

O impasse entre governo federal e servidores federais em greve deve continuar até esta terça-feira (28). Os trabalhadores ligados à Confederação dos Trabalhadores do Serviço Público Federal (Condsef), que representa a maioria dos servidores do executivo, têm reunião agendada para as 9h para decidir se aceitam a oferta do Executivo e os rumos das paralisações. Até o momento, nenhum novo acordo foi assinado. O Ministério do Planejamento não informou quais categorias sinalizaram aceitar a proposta do governo.

O governo colocou esse domingo (26) como data-limite para negociação e encerrou as conversas. A base da Condsef se reuniu com o Ministério do Planejamento no último sábado, sem avanços. O prazo máximo concedido pelo órgão para assinatura de acordos é amanhã. As categorias que não aceitarem a oferta do governo ficarão sem aumento em 2013.

Em nota, a entidade diz que a proposta do governo para reajustes salariais ficou “emperrada” em 15,8%, fatiados em três anos, até 2015. Com isso, o entrave se mantém em pelo menos 30 setores. Segundo a Condsef, o percentual oferecido “não altera em nada o quadro de distorções que tanto prejudicam a administração pública”.

Na avaliação da categoria, a postura do governo “reforçou o desrespeito com o conjunto dos servidores que representam a maioria do Executivo. Isso não só por não concordar em flexibilizar em pequenos pontos na tentativa de buscar consenso com esses trabalhadores, mas também por aplicar, justamente nesse segmento, a política inédita de cortar 100% dos salários dos servidores que lutam de forma legítima por melhores condições de trabalho”, diz o comunicado.

(Agência Brasil)

André Ramos e Roberto Cláudio expõem propostas na Reitoria da UFC

Os candidatos a prefeito de Fortaleza, André Ramos (PPL) e Roberto Cláudio (PSB), são os convidados na noite desta segunda-feira (27), a partir das 18 horas, da série de encontros do Observatório de Políticas Públicas do Estado do Ceará, vinculado à Universidade Federal do Ceará.

Os dois candidatos irão apresentar suas propostas de governo para a cidade, durante 40 minutos, cada, no auditório Castelo Branco, na Reitoria da UFC, na Avenida da Universidade, 2853, no bairro Benfica. Em seguida, haverá debate com o público.

Por critério de sorteio, até a próxima sexta-feira (31) cada dia terá dois candidatos para o debate.

Três mil novos empregos de nível superior devem ser criados na área tecnológica com o pré-sal

O setor de petróleo e gás deve continuar abrindo novos empregos no Brasil a cada ano, seja por meio de concursos públicos da Petrobras ou nas empresas privadas que vão participar dos projetos na camada do pré-sal, como avalia o presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio de Janeiro (Crea-RJ), Agostinho Guerreiro.

“A perspectiva é que, somando os setores público e privado, a gente deve ter pelo menos 2 mil a 3 mil novos empregos nos próximos dois anos a três anos na área tecnológica, que envolve engenheiros e geólogos.” Segundo Guerreiro, a maior parte da mão de obra para atender à demanda do pré-sal será encontrada dentro do próprio país, “porque aumentou muito o ritmo de formação de engenheiros.”

Até uma década atrás o nível de abandono em profissões da área tecnológica era elevado, sobretudo da engenharia. “Chegava a 50% e, em casos extremos, até 60% ou mais.” Agora, como as perspectivas em relação ao futuro são boas, sinalizando bons empregos e salários, o índice de evasão caiu para 20% ou 25%, que é o de países de primeiro mundo, explicou Guerreiro.

(Agência Brasil)

Salário do funcionalismo público é cerca de 40% maior que a média nacional, segundo Ministério do Trabalho e IBGE

Os funcionários públicos têm salários acima da média brasileira, segundo dados do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A maior parte dos trabalhadores no país, de acordo com a última Relação Anual de Informações Sociais (Rais), de 2010, ganha R$ 1.742 por mês, em média. Trabalhando para o governo, o valor médio do salário sobe para aproximadamente R$ 2.458, o que representa 41,1% a mais.

Entre as categorias de ocupação, de acordo com o IBGE, os funcionários públicos foram os que tiveram o rendimento médio real mais alto em maio de 2012, R$ 2.993. Trabalhadores do setor privado, com e sem Carteira de Trabalho, ganharam entre R$ 1,5 mil e R$ 1,2 mil, respectivamente. Os autônomos tiveram rendimento de R$ 1,5 mil no mesmo período. Essa diferença salarial segue o mesmo padrão desde maio de 2011.

Nos grupamentos de atividades, conforme o IBGE, os serviços tradicionalmente prestados pela administração pública aparecem como os mais bem remunerados. Funcionários das áreas da saúde, da educação, de serviços sociais, da defesa e seguridade social tiveram rendimento médio de R$ 2.391 em maio deste ano. Os serviços domésticos e o comércio, por outro lado, são os setores que registraram os rendimentos mais baixos, R$ 701 e R$ 1,3 mil, respectivamente.

Entre as unidades da Federação, o Distrito Federal registra o salário médio mais alto, R$ 3.713, alavancado pela quantidade de servidores públicos, segundo a Rais. O estado com o rendimento médio mais baixo é Alagoas (R$ 1.285), seguido pela Paraíba (R$ 1.304) e pelo Piauí (R$ 1.311).

Para o secretário-geral da Confederação dos Trabalhadores do Serviço Público Federal (Consef), Josemilton Costa, apesar de os salários serem mais altos, os servidores têm menos garantias caso sejam exonerados. Daí a necessidade de revindicar os aumentos.

“Nós não temos negociação coletiva, Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), pagamento de hora extra,  data-base (renegociação de contrato) ou participação nos lucros. Se o PIB [Produto Interno Bruto] aumenta, não temos participação. Se amanhã for exonerado, vou com uma mão na frente e a outra atrás”, explicou Costa.

(Agência Brasil)

Inácio diz em carreta na Messejana ser a força da mudança

27 4

Uma cidade melhor, com a força da mudança. Assim disse aos moradores da Messejana o candidato do PCdoB, Inácio Arruda, neste domingo (26), em carreata pelas principais ruas do bairro.

“Vamos com força, garra e determinação para mudar Fortaleza. Vamos colocar em funcionamento aquilo que não está atendendo as pessoas de forma satisfatória, como as creches e os postos de saúde”, assegurou o candidato.

AFBNB de olho na votação do PLC 24/2012 esta semana no Senado

17 1

Do diretor de Ações Institucionais da AFBNB, Alci de Jesus, recebemos o seguinte informe:

Eliomar,

Dois temas importantes estão sendo tratados pela AFBNB e que não têm tido repercussão na mídia e seu canal poderia reproduzir isso de forma contundente.

Um deles que vai ser notícia com certeza é quanto à LOA 2013. Ainda não houve a sanção presidencial ao Projeto de Lei de Conversão relativo à MP 564 2012 que autoriza o aporte de R$ 4 bilhões ao BNB até 2014, mas é fundamental a mobilização para que pelo menos 50% sejam inseridos no bojo da Lei Orçamentária Anual que será entregue até o dia 31 de agosto pelo governo federal.

O outro é com relação ao PLC 24/2012 que está no Senado Federal, na Comissão de Assuntos Econômicos e que trata da disponibilidade de recursos de depósitos judiciais dos Tribunais Estaduais e que pelo projeto os recursos poderiam ser operacionalizados por bancos estaduais e pela CEF e BB, sem abrir espaço para os Bancos Regionais. Nós da AFBNB já procuramos os gabinetes dos senadores José Pimentel, que inclusive foi relator do Projeto na CCJ, e Inácio Arruda e colocamos nosso ponto de vista contrário a essa discriminação, solicitando que seja garantido, de forma preferencial ou irrestrita, no caso das regiões Norte e Nordeste, os recursos para o BNB e BASA.

Durante toda a semana a AFBNB estará soltando matérias sobre essas questões, até porque o PLC 24/2012 está pautado para a CAE, na próxima terça-feira, dia 28.

Marcos quer o Sanear III na Barra do Ceará

O acúmulo de lixo nas ruas e esgotos a céu aberto marcaram a visita do candidato do PSDB à Prefeitura de Fortaleza, Marcos Cals, neste domingo (26), na Barra do Ceará. “O lixo tá tomando conta daqui, quando o senhor for eleito não se esqueça da gente”, pediu Ricardo Almeida, indignado com a situação do bairro.

O tucano assegurou que quando eleito prefeito pretende viabilizar uma parceira com o Governo do Estado para a realização do Sanear III. Além disso, a Prefeitura irá fiscalizar e cobrar a qualidade da prestação de serviços da Cagece e da empresa de limpeza urbana.

“Vamos aumentar o fluxo da coleta de lixo nos bairros, principalmente os maiores, cobrando das empresas responsáveis a excelência nesse serviço. Também vamos aumentar a oferta de coletores e implantar uma política de educação ambiental na cidade”, garantiu o candidato.

Ceará é o segundo na proporção de novas vagas para vereadores

23 1

Nas eleições municipais de 2012, serão eleitos 10,4% mais vereadores que em 2008. O aumento no número de vagas nas câmaras de vereadores se deve à Emenda Constitucional 58, aprovada pelo Congresso Nacional, e que resultou em 5.390 novas cadeiras nos legislativos municipais.

A emenda modificou a fórmula de cálculo da quantidade de vagas nos legislativos municipais e estabeleceu que, agora, elas variam de nove cadeiras para cidades com até 15 mil habitantes até 55 cadeiras para municípios com mais de 8 milhões de pessoas. Pelo novo cálculo, apenas cinco municípios tiveram reduzido o número de vereadores que serão eleitos, enquanto 1.695 aumentaram o número de cadeiras. De acordo com o Censo 2010, o país tem 5.564 municípios.

Proporcionalmente, os estados com municípios que mais criaram vagas foram o Pará (24,5%), Ceará (23,8%) e Maranhão (18,6%). Já os municípios do Tocantins foram os que menos criaram vagas, com aumento de apenas 2,7%.

De acordo com levantamento feito pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), disputam as 57.434 vagas de vereador, em todo o país, 432.867 candidatos. As mulheres ainda são minoria entre eles, somando 31,5% das candidaturas. Ao todo, 296.810 homens disputam as câmaras municipais, enquanto 136.057 mulheres são candidatas.

O partido que mais tem mulheres disputando uma vaga em câmaras de vereadores é o PSTU, com 42%. O PCO, com 38,5%; o PCB, com 27,1%; e o PSD, com 29,9% são os que têm menos mulheres concorrendo. Os dois últimos partidos não estão atendendo às obrigações da legislação eleitoral, que estabelece cotas mínimas de 30% para um dos sexos.

Em números absolutos, São Paulo é o estado com mais candidatos a vereadores: são 75.160 ao todo. Minas Gerais segue em segundo lugar com 67.865. Já Roraima é o estado com menos candidatos em seus municípios, com 1.508 pessoas concorrendo às câmaras municipais nas eleições que ocorrerão em 7 de outubro.

(Agência Brasil)

Os simbolismos e as versões

Da coluna Menu Político, no O POVO deste domingo (26), pelo jornalista Luiz Henrique Campos:

Na política, os simbolismos como versão valem muito mais do que os fatos propriamente. Neste sentido, o almoço do ex-senador Tasso Jereissati com a prefeita Luizianne Lins é fértil em interpretações, apesar de oficialmente ele ter dito que se tratou de encontro sobre a possível ampliação do shopping Iguatemi. É bom que se diga que a versão oficial aí, é de Tasso, já que a Prefeitura, por meio de sua assessoria, fez questão de esconder o encontro até minutos antes dele terminar, quando toda a imprensa já havia noticiado. É fato que a expansão daquele centro comercial não é nenhuma novidade, com o projeto vislumbrando a época da Copa do Mundo. O que chamou a atenção foram os valores do investimento, divulgados pelo empresário, girando em torno de R$ 300 milhões.

Diante destas cifras e da importância do investimento para a cidade, qual teria sido então o motivo para a Prefeitura tentar esconder a reunião? Luizianne mesmo, em outras ocasiões, fez questão de tornar público acertos com outros empreendedores do ramo. Ou será que ali foram discutidos temas mais palpitantes? O que se sabe, até pelo semblante do ex-senador ao deixar o Paço Municipal, é que a conversa foi agradável, com direito a elogios ao conhecimento da prefeita sobre a cidade. Tudo como manda o figurino quando duas lideranças se encontram conforme o protocolo. A felicidade de Tasso, também, deixa nas entrelinhas, ao que parece, que o encontro foi bem mais vexatório para a prefeita do que para o tucano, justo ele, que não tem poupado a gestão municipal.

Não quero crer que tenha sido o constrangimento de receber alguém que durante toda a história política da prefeita foi um alvo a ser batido, o motivo de se tentar esconder o encontro. Uma das maiores transformações proporcionadas pela chegada da esquerda ao poder no Brasil foi justamente o fato de se acabar com a dualidade do bem e o mal na política. Com Lula, se mostrou que o PT não é totalmente imaculado, nem os que se apresentam como seus adversários devem ser satanizados. Há méritos e defeitos dos dois lados. E em tempos nos quais ex-aliados de vários anos se tornam inimigos em poucos minutos, essa lição deveria servir de exemplo para quem ainda acha que a política é feita por superiores ou pessoas imunes a erros ou fadadas a virarem santos. De toda forma, do episódio não se pode negar que a saída de Tasso da política e a atenção aos netos lhe fez bem. Hoje é um homem bem mais afável e aberto, não mais imune a erros, nem candidato a santo.

No meio do caminho havia uma casa

189 2

Leitor Aurilio Barreto envia foto de uma casa que fica literalmente n meio da rua. O imóvel é localizado ma rua Neudelia Monte, no bairro Sapiranga, entre as ruas Abner Vasconcelos e Mário Alencar Araripe, a duas quadras da avenida Washington Soares.

Campanha de Elmano deve melhorar aprovação da gestão Luizianne Lins, acredita PT

32 5

Da coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (26):

A cúpula do PSB trabalhava com a certeza de que o PT iria fazer de tudo para esconder Luizianne Lins da campanha de Elmano de Freitas. Era o raciocínio tradicional e estático baseado em pesquisas: se a gestão tem mais reprovação que aprovação, ela deve ser escondida para não contaminar a candidatura.

A estratégia petista é inversa. Ou seja, a campanha serve para melhorar o índice de aprovação da gestão. Consequentemente, a candidatura sobe junto. No primeiro programa, Luizianne teve até mais espaço do que o ex-presidente Lula.

Professor em Coreaú homenageia Dom Benedito Francisco

Em nota enviada ao Blog, o professor Fernando Machado Albuquerque presta homenagem a Dom Benedito Francisco de Albuquerque, Bispo Emérito de Itapipoca, que fez aniversário no dia 24. Confira:

O Município de Coreaú, seu torrão natal, deve muitas honrarias a ele, pois durante uma década (de 1954 a 1964), Dom Benedito Albuquerque foi responsável pela implantação de diversas obras, não só de cunho religioso, mas também de caráter social, dentre as quais merece especial destaque o Educandário Nossa Senhora da Piedade – escola de onde saíram alunos que mais tarde se formaram e se transformaram em “gente de verdade”.

Coreaú se vangloria por ter dado à luz do mundo um ser humano da estirpe de Dom Benedito Albuquerque.

Parabéns, Excelência Reverendíssima.

Mais uma mulher no STF

Para a vaga de Cezar Peluso no Supremo, a presidente Dilma Rousseff quer colocar uma mulher e seu nome favorito é o de Maria Elizabeth Guimarães Rocha, ministra do Superior Tribunal Militar.

Só que tem mais mulheres correndo por fora: Nancy Andrighi (STJ), Maria Thereza Moura (STJ), Deborah Dubrat (MPF) e Flávia Piovesan (procuradora).

 (Gibaum)