Blog do Eliomar

Categorias para Sem categoria

Delegado diz ter solução para brigas entre torcedores nos estádios: ‘Nem radinho’

O titular do 10º Distrito Policial (Antônio Bezerra), delegado Francisco Braguinha, diz ter a solução para acabar com as brigas entre torcedores nos estádios de futebol e nos arredores das praças esportivas. Segundo o delegado, as penas alternativas, como prestação de serviço à comunidade ou doação de cestas básicas, não resolverão o problema.

“Tem que tirar do torcedor o que ele mais gosta”, ressaltou o delegado.

Para Francisco Braguinha, apaixonado pelo Fortaleza Esporte Clube, os torcedores detidos ou identificados em confusões deveriam ser obrigados a passar, pelo menos, um mês longe dos estádios de futebol.

“Como garantia, esse torcedor se apresentaria uma hora antes do início da partida de seu time na delegacia do seu bairro. Ele somente seria liberado uma hora depois do encerramento do jogo”, sugeriu o delegado. “Um delegado mais rigoroso não deixaria esse torcedor nem ouvir o radinho”, idealizou.

Vamos nós – A ideia merece ser avaliada.

Advogado de Demóstenes pedirá anulação de provas contra senador

62 1

O advogado Antônio Carlos de Almeida Castro pedirá ao Supremo Tribunal Federal (STF), na segunda-feira (9), a anulação das provas apresentadas pela Procuradoria-Geral da República contra o senador Demóstenes Torres (sem partido-GO). O parlamentar é acusado de participar de esquema de exploração de jogos ilícitos que seriam comandados pelo empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira.

Contratado por Demóstenes Torres para defendê-lo no processo, o advogado argumentou que houve uma “usurpação da competência do STF” que não autorizou a Polícia Federal e o Ministério Público a realizar qualquer investigação contra o seu cliente. Desta forma, a linha de defesa do senador, nesse episódio, terá como base o argumento de que as provas foram obtidas ilicitamente.

Castro disse que existe, no processo, “um bando de ilegalidades” a começar pelo fato de Demóstenes Torres, por ser um parlamentar, ter imunidade e só poder ser investigado a partir de uma autorização do Supremo Tribunal Federal. O advogado ressaltou que os autos apresentados pela Procuradoria-Geral da República mostram que a Polícia Federal, na Operação Monte Carlo, registrou mais de 300 telefonemas entre Demóstenes e Carlinhos Cachoeira o que deixa claro que “não foram encontros fortuitos”.

A linha de defesa do parlamentar tentará, ainda, mostrar que o Ministério Público e a Polícia Federal encontraram uma forma de “burlar a competência do STF”.

Do ponto de vista político, a situação de Demóstenes é complicada no que se refere a preservação de seu mandato. O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Eunício Oliveira (PMDB-CE), reconheceu que há um desgaste político “enorme” e o destino do mandato dependerá de como o processo de cassação terá andamento no Conselho de Ética.

(Agência Brasil)

Justiça nega reconhecimento de união estável para mulher que teve envolvimento com homem casado

A 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) decidiu que Maria (nome fictício), que manteve relacionamento com um homem casado, não tem direito à união estável e à pensão pela morte do companheiro. A relatora do processo foi a desembargadora Sérgia Maria Mendonça Miranda.

A mulher argumentou, nos autos, que conheceu o companheiro em 1958, em uma cidade do Interior do Estado. Naquela época, era solteira e não sabia que ele tinha esposa.

Ela afirmou também que os dois namoraram por quatro anos, quando ele resolveu trazê-la para Fortaleza, onde conviveram maritalmente até 10 de dezembro de 2003, data em que o companheiro veio a falecer. Alegou que durante todo esse período foi sustentada por ele e, depois da morte dele, passou a enfrentar dificuldades financeiras.

Com esses argumentos, entrou com ação judicial requerendo a declaratória da sociedade de fato (união estável) e benefício previdenciário (metade da pensão recebida pela mulher do falecido). Na contestação, a esposa assegurou que nunca esteve separada do marido e que ele nunca deixou o lar ou dormiu fora de casa.

Em 2007, o Juízo de 1º Grau julgou improcedentes os pedidos de Maria. O entendimento foi o de que, nesse caso, a “relação não preenche os requisitos exigidos por lei para o reconhecimento da união estável ou sociedade de fato”.

Maria ingressou com apelação no TJCE, tentando modificar a decisão. Ao julgar o recurso, nesta quarta-feira (04/04), a 6ª Câmara Cível manteve a sentença de 1º Grau. “Mesmo considerando as mais recentes modificações albergadas pelo Direito substantivo civil no âmbito do livro de família, em pleno compasso com os ditames constitucionais, no caso em tela, depara-se com a figura do concubinato impuro, também nominado como adulterino, e, sem qualquer amparo jurídico, mesmo diante da imensa incidência de sua ocorrência em nossa sociedade ocidental”, destacou a relatora.

(TJCE)

PV quer aumentar número de vereadores na próxima legislatura

O PV espera aumentar o número de representantes do partido na Câmara Municipal de Fortaleza, de quatro para cinco vereadores. O partido também anunciou que espera manter o controle da Secretaria Regional IV, caso a prefeita Luizianne Lins consiga eleger o seu candidato à Prefeitura de Fortaleza este ano.

Essas são as metas do PV, depois que o partido anunciou apoio à candidatura do PT em Fortaleza. O partido esqueceu, no entanto, que em 2008 foram três os vereadores eleitos pela legenda, pois o atual vice-presidente da Mesa Diretora, Adail Júnior, foi eleito pelo PRP.

Além de Adail Júnior, o PV conta ainda com Carlinhos Sidou, Joaquim Rocha e Eron Moreira, esse último assumiu a cadeira em 2011, diante da eleição de Roberto Mesquita à Assembleia Legislativa.

Caixa eletrônico é arrombado em Limoeiro do Norte nesta madrugada

“Um caixa eletrônico do Banco do Brasil foi arrombado na madrugada desta quarta-feira, 4, no município de Limoeiro do Norte, no Vale do Jaguaribe. Segundo informações da Polícia Militar do município, cinco homens chegaram ao caixa, localizado em um mercado do município, e renderam o vigilante, que foi amarrado.

De acordo com a PM, os homens abriram o equipamento com um maçarico e fugiram. Ainda não há informações se o bando. Segundo ainda a PM, um funcionário do banco está se dirigindo ao local do roubo para fazer uma contagem das cédulas do caixa.”

(O POVO Online)

Audiência discute porte de arma pela Guarda Municipal

A Câmara Municipal de Fortaleza realiza na próxima segunda-feira,, a partir das 9h30min, no auditório Ademar Arruda, uma audiência para discutir o uso de armas pela Guarda Municipal de Fortaleza. A proposição é do presidente do Legislativo, vereador Acrísio Sena (PT), subscrita pelos 41 vereadores.

O presidente destaca que o debate foi motivado devido a mobilização dos guardas municipais, principalmente, pelos recentes episódios, e ressaltou a importância de uma discussão aprofundada com todos os organismos envolvidos.

“Precisamos de um amplo debate, até porque a Lei é federal. A discussão também deve tratar do porte de arma para um pelotão especial da Guarda Municipal, ou se será estendido para todos. A Câmara dará sua contribuição”, disse Acrísio Sena.

Para a discussão serão convidadas órgãos e instituições que atuam na área, como a Polícia Federal, Secretaria de Segurança Pública do Estado; Ministério Público; Secretaria dos Direitos Humanos do Estado e do Município; Ordem dos Advogados do Ceará (OAB); Comando da 10° Região Militar; representante da Associação dos Profissionais de Segurança Pública do Estado do Ceará (Aprospec) e Central dos trabalhadores; trabalhadoras do Brasil (CTB) e representantes da Guarda Municipal de Fortaleza.

(Câmara Municipal de Fortaleza / Foto: Genílson de Lima)

Operários do Castelão decretam estado de greve nesta manhã

64 1

Cerca de 1.200 operários que trabalham nas obras do estádio Castelão para a Copa 2014 entraram em estado de greve na manhã desta terça-feira, 3. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria da Construção Pesada e Montagem Industrial do Ceará (Sintepav-CE), os trabalhadores paralisaram as obras, em decorrência do descumprimento de um acordo coletivo realizado em abril de 2011.

Durante assembleia realizada pelo sindicato em fevereiro de 2012, os funcionários relataram irregularidades nas empresas do consórcio Arena Multiuso Castelão. Segundo o sindicato, foi feito um aditivo ao acordo coletivo do ano passado, que incluiu as empresas subcontratadas.

A categoria informou que essas empresas subcontradas não estão pagando o salário estabelecido no acordo com o consórcio e os trabalhadores também não estariam recebendo valor adicional pela hora extra. O presidente do Sintepav, Raimundo Nonato Gomes, e uma comissão de trabalhadores estão no local. Uma nova assembleia está marcada para o dia 16 de abril.

NOTA

Em nota divulgada nesta manhã, o Consórcio Construtor, formado pelas empresas Galvão Engenharia e Andrade Mendonça afirmou que que abril é o mês do dissídio dos trabalhadores da Construção Civil. A pauta de reivindicações apresentada pelo SINTEPAV está sendo negociada e ainda de acordo com o consórcio, estava prevista para o dia 12 de abril, uma reunião entre o SINTEPAV e o SINICON, em que seriam discutidas as propostas das empresas e dos trabalhadores.

O consórcio acredita que a greve é o último recurso a ser aplicado durante uma negociação e a situação está sendo avaliada pela diretoria das empresas. Eles se colocaram a disposição para negociar com os trabalhadores para chegar a um acordo que favoreça a todos.

ACOMPANHA

A Secretaria Especial da Copa 2014 (Secopa) informou que está acompanhando todo o processo e mantém o compromisso do Consórcio Construtor, formado pelas empresas Galvão Engenharia e Andrade Mendonça, para a entrega do estádio em dezembro de 2012.

Cristovam cobra da Câmara que conclua votação da ‘Lei da Palmada’

O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) dirigiu apelo aos deputados federais para que concluam “o mais rápido possível” a tramitação do projeto de lei que proíbe os pais de aplicarem castigos corporais nos filhos (PL 7.672/2010 na Câmara).

O senador disse que o fato de o projeto ter recebido o apelido de “Lei da Palmada” dá margem a uma interpretação falsa que não justifica o pedido de alguns deputados para que a matéria, já aprovada em caráter terminativo em comissão especial da Câmara, seja apreciada também no Plenário daquela Casa. A nova etapa, se confirmada, adiaria o envio da matéria para exame do Senado.

Cristovam informou que 18 mil crianças foram vítimas de violência grave no Brasil em 2010. Segundo ele, o projeto, que altera o Estatuto da Criança e do Adolescente, busca apenas regulamentar o tratamento dado aos casos de violência.

Cristovam considerou até “brandas” as sanções previstas no projeto. De acordo com a gravidade do caso, é possível o encaminhamento do agressor a programa de apoio à família; a tratamento psicológico ou psiquiátrico; a curso; ou programas de orientação. A lei também estabelece a sanção de simples advertência.

– As penalidades não são graves o suficiente para evitar a aprovação da lei, de que o Brasil precisa desesperadamente – afirmou.

A violência doméstica, disse Cristovam, é a principal causa da existência de crianças na rua, o que leva à baixa aprendizagem e ao desajuste social. O senador reiterou que é “infundada” a preocupação dos deputados com o projeto e que não há risco de ninguém ser preso por ter dado um “puxão de orelha” no filho.

(Agência Senado)

Prefeitura abre o cofre para agradar e fazer justiça aos servidores

69 2

Nada mais que cinco projetos de lei, de autoria do Executivo Municipal, irão à votação no expediente desta terça-feira,  na Câmara Municipal de Fortaleza. Todos os projetos prevêem mais dinheiro no bolso do servidor.

Segundo a pauta de votação do Legislativo, os vereadores irão votar os projetos que alteram o Plano de Cargos, Carreira e Salários dos médicos do IJF e da Emlurb, além de mensagens de reajustes salariais dos servidores e dos aposentados e pensionistas do IJF, além de gratificações por atividades em área de risco.

Há momentos na política melhores que o clima natalino. O servidor agradece, principalmente porque merece o reconhecimento da Prefeitura e da Câmara Municipal.

PSDB representa contra Ideli na Comissão de Ética

A bancada do PSDB no Senado ofereceu nessa segunda-feira (2) uma representação na Comissão de Ética da Presidência da República contra a ministra Ideli Salvatti, da Secretaria de Relações Institucionais (SRI). O partido pede que a comissão investigue possíveis irregularidades na compra de 28 lanchas-patrulha, adquiridas entre dezembro de 2008 e março de 2011 pelo Ministério da Pesca.

A pasta foi comandada por Ideli no início do governo da presidenta Dilma Rousseff. Apesar da compra ter sido efetuada durante a gestão de seu antecessor na pasta, o ex-ministro Altemir Gregolin, a suspeita citada na representação é de que a empresa Intech Boating, que vendeu as lanchas, seria doadora de campanha de Ideli ao governo de Santa Catarina, em 2010. O contrato está sob análise do Tribunal de Contas da União.

“Pela envergadura das notícias e declarações publicadas, percebe-se que a representada teria faltado com a ética e o decoro que o cargo por ela ocupado exige, devendo, por essas razões, ser objeto de processo ético-disciplinar perante essa comissão especial”, diz a representação protocolada hoje pelo líder da bancada tucana no Senado, senador Álvaro Dias (PR).

A assessoria da ministra informou que não recebeu ainda informação da Comissão de Ética sobre a representação. Na semana passada, por meio da assessoria, a ministra se defendeu das acusações dizendo que não tem ligações com a empresa Intech Boating e que a doação, no valor de R$ 150 mil, foi registrada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e que foi feita pela empresa ao comitê financeiro do PT de Santa Catarina e não à então candidata Ideli Salvatti.

(Agência Brasil)

Ipea analisa coabitação familiar e formação de novos domicílios‏

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulga nesta quarta-feira (4) o estudo da Coabitação Familiar e Formação de Novos Domicílios. O comunicado será apresentado pela técnica em Planejamento e Pesquisa, Maria da Piedade Morais, e pelo assessor técnico da Presidência, Murilo Pires, na sede do Instituto, em Brasília.

O estudo analisa os principais determinantes socioeconômicos da coabitação familiar e da formação de novos domicílios nas áreas urbanas brasileiras, a partir de uma abordagem quantitativa. A idéia é verificar em que medida a coabitação familiar e a constituição de novos domicílios estão relacionados com as condições vigentes no mercado imobiliário, com vistas a subsidiar a elaboração de políticas habitacionais.

(Ipea)

PM já conhecia denúncias de abusos sexuais contra adolescentes que vivem na rua, diz corregedor

Há pouco mais de um mês no cargo, o corregedor-geral da Polícia Militar do Distrito Federal, coronel Francisco Carlos da Silva Niño, disse que já conhecia as denúncias de agressões físicas e sexuais a jovens moradores de rua investigadas pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) em 2008.

“Fui corregedor em 2009 e já tinha ouvido esse tipo de denúncia. Elas estavam sendo investigadas, mas, como me afastei do cargo [durante a apuração], não sei dizer o resultado [das investigações]. Neste pouco mais de um mês em que estou no cargo, não havia recebido nenhum novo relato sobre fatos semelhantes”, disse Niño, garantindo que se reunirá com a sua equipe para verificar se há algum procedimento administrativo ou inquérito policial militar instaurado para apurar os casos. Ele disse que não recebeu qualquer cobrança do Ministério Público do Distrito Federal ou de outro órgão, além da Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos, para investigar o assunto.

O coronel disse estranhar as novas denúncias de que policiais militares estejam abusando física e sexualmente de meninos e meninas que vivem nas ruas da capital federal.

Segundo o corregedor, apenas uma queixa sobre agressões policiais contra jovens moradores de rua foi apresentada desde que ele assumiu o cargo, em 24 de fevereiro. Mas revelou ter recebido uma denúncia de abuso cometido contra um morador de rua adulto. Ele garantiu que a corporação está investigando o caso.

“Não dá para simplesmente sairmos correndo e tomarmos uma atitude precipitada. Antes, precisamos verificar a coerência da denúncia. Procuramos ouvir outras pessoas e encontrar alguma prova concreta que sirva para comprovar ou rebater as acusações. Denúncias envolvendo moradores de rua são muito difíceis de ser apuradas, pois nem sempre eles permanecem no mesmo local e temos dificuldades para localizá-lo”, disse o coronel. “Além do mais, às vezes, essas pessoas estão sob a influência de drogas lícitas ou ilícitas e não conseguem fornecer informações precisas que nos ajudem a identificar os supostos agressores”, completou.

Procurada pela reportagem da Agência Brasil, a assessoria da Polícia Militar do Distrito Federal informou que o comando da corporação deve se manifestar sobre as denúncias.

(Agência Brasil)

Policial é principal agressor de jovens moradores de rua, diz pesquisa

Levantamento financiado pela Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP/DF) aponta os policiais como os principais agressores de adolescentes que vivem nas ruas. Dos 127 jovens entrevistados, 47,1% disseram já ter sido alvo de violência. Em 26,3% dos casos, o agressor era um policial. Em seguida, aparecem outros moradores de rua (17,5%). O estudo sobre a população de rua da capital federal está disponível no site do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Política Social (Neppos), da Universidade de Brasília (UnB).

Ao identificar a violência entre os próprios moradores de rua, a exposição à chuva e ao frio, a discriminação e a vigilância e violência policial como os principais problemas relatados por quem vive nas ruas, o levantamento aponta que meninos e meninas sem casa são muito mais vítimas que autores de atos violentos. Entre os agressores estão parentes, desconhecidos e agentes públicos, inclusive policiais, contra os quais quase 5% dos jovens admitem já ter reagido violentamente.

Entre os adolescentes entrevistados, apenas 23,5% disseram ter sido obrigados a deixar a convivência familiar por quebra dos vínculos (maus-tratos na família, não se sentir bem com os parentes, expulsão de casa ou separação e morte de algum parente). Os pesquisadores destacam que isso também contraria o senso comum, já que, mesmo vivendo nas ruas, a maioria dos jovens mantém os vínculos familiares.

A maioria desses jovens (39%) vive na região central da capital. Em seguida vêm as regiões administrativas de Águas Claras (23%) e Ceilândia (9%). Quase 38% das famílias desses adolescentes têm casas alugadas. Dos entrevistados, 49% são do Distrito Federal, 16% da Bahia e 13% de Goiás.

A maioria (86%) não concluiu o ensino fundamental, mas 60% continuam matriculados na escola.

Entre os adolescentes que vivem nas ruas, 63% não trabalham. Dos que têm alguma atividade econômica, 34% recolhem ou reciclam material e 29% guardam ou lavam carros. Em 43% dos casos, o ingresso no mundo do trabalho se deu antes de a criança ter completado 12 anos. Apenas 2% pedem esmolas e pouco menos da metade (49%) dos adolescentes trabalham mais de 7 horas diárias por dia.

Pouco mais de 45% dos adolescentes moradores de rua admitiram usar ou já ter usado drogas. Desses, 8,7% fazem uso apenas de drogas lícitas (cigarro e bebidas alcoólicas) e 36,5% consomem drogas ilícitas. As drogas mais consumidas são cigarro (31,1%), maconha (23,4%), bebida alcoólica (14,4%) e crack (10,8%).

(Agência Brasil)

Secretaria do Turismo e SER I serão preenchidas por gente da casa

64 1

A coordenadora do Projeto Vila do Mar, Rocicleide Silva, vai acumular a Secretaria Regional I. Vai substituir Fábio Braga (PTN), que deve disputar cadeira de vereador.

Já a Secretaria do Turismo de Fortaleza, que ficou sem Patrícia Aguiar (PMDB), será ocupada por um técnico, no caso o secretário-executivo da pasta, Moacir Soares.

A prefeita Luizianne Lins está optando por nomes da casa e que já conheçam os meandros de cada setor para evitar solução0 de continuidade e, claro, deixar a máquina azeitada para as próximas eleições.

Comitiva de deputados estaduais e técnicos visita portos de Suape e Camaçari

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=pYeAo9jj5nQ&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg&index=1&feature=plcp[/youtube] 

Uma comitiva de parlamentares estaduais e técnicos do Poder Legislativo realizam, nesta segunda e terça-feira, visita ao porto de Suape, em Pernambuco, e ao porto de Camaçari, na Bahia. No grupo de deputados estaduais Dedé Teixeira (PT), Beth Rose (PSL), Sérgio Aguiar (PSB), o presidente da Comissão de Altos Estudos da Assembleia, Eudoro Santana, e o deputado estadual Lula Morais (PCdoB).

PAC – Maioria das obras com atraso de 54 meses

94 1

As maiores obras de infraestrutura do país incluídas no chamado Programa de Acleração do Crescimento (PAC) têm atraso de até 54 meses em relação ao cronograma original. Nessa lista, a Ferrovia Norte-Sul e o Eixo Leste da Transposição do Rio São Francisco, que deverá beneficiar o Ceará, mas com trecho paralisado.

Esse levantamento foi feito pelo jornal o Globo aborda os cinco anos de criação do PAC e envolve obras com valor acima de R$ 5 bilhões. O atrado é de pelo menos um ano. Na matéria, o Globo mostra que em dez megaobras, que somam R$ 171 bilhões, os prazos de conclusão previstos no cronograma inicial foram revistos.

Ontem, O GLOBO mostrou, a partir de um estudo da ONG Trata Brasil, que o atraso é comum também em grandes obras de saneamento, que beneficiariam cidades com mais de 500 mil habitantes. Apenas 7% de 114 obras estavam concluídas, e 60% apareciam como atrasadas, paralisadas ou não iniciadas.

* Com o Globo aqui.

Pesquisa aponta que brasileiro reconhece importância da leitura, mas prefere outras atividades

270 2

O brasileiro sabe da importância da leitura para progredir na vida, mas continua considerando a atividade desinteressante. Este é o principal diagnóstico da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, divulgada nesta semana pelo Instituto Pró-Livro. Foram entrevistadas mais decinco5 mil pessoas em 315 municípios e os resultados apontam que apenas metade delas pode ser considerada leitoras. O critério é ter lido pelo menos um livro nos últimos três meses.

Entre os participantes, 64% concordaram totalmente com a afirmação “ler bastante pode fazer uma pessoa vencer na vida e melhorar sua situação econômica”. Mas 30% disseram que não gostam de ler, 37% gostam um pouco e 25% gostam muito. Entre os não leitores, a principal razão para não ter lido nos últimos meses é a “falta de tempo”, apontada por 53% dos entrevistados. No topo da lista aparecem também justificativas como “não gosto de ler” (30%) ou “prefiro outras atividades” (21%).

A professora Vera Aguiar, da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS), explicou que a falta de hábito de leitura no país é cultural. “Nossa cultura é muito oral. Se a gente pensa na religião, nas festas como o carnaval ou nos esportes como o futebol, percebe que o brasileiro prefere atividades exteriores que envolvam muitas pessoas”, aponta a pesquisadora da Faculdade de Letras da PUC-RS.

(Agência Brasil)

Obras da linha Parangaba-Mucuripe começam nesta segunda-feira

73 1

A Secretaria da Infraestrutura do Estado (Seinfra) inicia nesta segunda-feira (2) a construção da linha Parangaba-Mucuripe, que irá ligar a orla de Fortaleza ao bairro Parangaba, passando por dois terminais de ônibus e duas estações de metrô. A linha de 12,7 quilômetros será operada pela Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos (Metrofor) com Veículos Leves sobre Trilhos (VLTs) e deve transportar 100 mil pessoas por dia.

O consórcio CPE-VLT Fortaleza será o responsável pelas obras. A construção das oito estações e a construção de 12,7 quilômetros sairá por R$ 179.546.440,40, o menor valor apresentado no processo de seleção da construtora.

Por determinação do governador Cid Gomes, as obras do VLT Parangaba Mucuripe terão início em locais em que não será necessário realizar desapropriações diminuindo, assim, os impactos da obra na vida da população.

(Metrofor e Seinfra)

Caso Demóstenes paralisa a oposição na opinião de líder do PSDB

46 2

As suspeitas envolvendo o senador Demóstenes Torres (DEM-GO) têm paralisado o trabalho da oposição no Congresso. O grupo, que já é minoritário, agora precisa lidar com o peso das suspeitas sobre o senador, uma de suas principais lideranças. Na avaliação do líder do PSDB no Senado, Álvaro Dias (PR), o caso tem prejudicado o trabalho da oposição, principalmente, pelo “constrangimento” que tomou conta da bancada.

“A oposição já estava limitada numericamente com todas as dificuldades possíveis e imagináveis, reconhecidas por alguns e não por outros, ‘esculhambada’ por alguns. É evidente que um caso como esse paralisa. Esse caso é ruim para a oposição, principalmente pelo constrangimento”, disse o senador Álvaro Dias (PSDB-PR), em entrevista à Agência Brasil.

Demóstenes Torres é suspeito de ligações estreitas com o empresário Carlinhos Cachoeira, investigado pela Polícia Federal na Operação Monte Carlo. Gravações feitas pela Polícia Federal registraram solicitação de dinheiro a Cachoeira, feitas pelo senador e informações privilegiadas repassados por Demóstenes para o controlador do jogo ilegal em Goiás.

Ao longo da semana, as suspeitas contra Demóstenes se avolumaram, na medida em que novas gravações são divulgadas pela imprensa. De acordo com antigos interlocutores do senador ele tem preferido se isolar à buscar apoio.

“A última manifestação dele foi a carta na qual disse que, assim que tivesse acesso ao teor do inquérito, apresentaria as explicações. Depois disso ele não nos procurou mais. Não se manifestou mais. Tenho a impressão de que ele se isolou”, disse Álvaro Dias.

Demóstenes tem até segunda-feira à noite para apresentar explicações ao DEM. Na avaliação do deputado baiano, a situação de Demóstenes está “complicada” e “difícil” de ser revertida. “Ele (Demóstenes Torres) pediu um prazo para apresentar explicações contundentes e nós demos. Mas consideramos muito difícil reverter esse quadro em função das denúncias recentes”, disse o líder do DEM na Câmara dos Deputados, deputado Antônio Carlos Magalhães Neto (BA).

(Agência Brasil)