Blog do Eliomar

Categorias para Sem categoria

Jornalismo da UFC promove seminário sobre Assessoria de Comunicação

Vem aí o II Seminário Assessoria de Comunicação (Semascom). A realização é do Curso de Jornalismo da Universidade Federal do Ceará, através da disciplina de Assessoria de Comunicação. Segundo a organização, o encontro ocorrerá no período de 19 a 21 deste mês, das 18 às 20 horas, no Auditório Rachel de Queiroz, no Centro de Humanidades II (Campus do Benfica).

O evento debaterá questões como o papel da assessoria de comunicação, a ética de quem trabalha nesse setor e as diferentes vertentes e áreas nas quais um assessor pode atuar são assuntos recorrentes entre os profissionais e estudantes de mídia e comunicação em geral. Terá três temas como eixo de discussão: a assessoria de comunicação nas eleições 2018, a construção da imagem no esporte cearense, e os desafios de uma assessoria na promoção de eventos culturais e regionais.

Convidados

Os convidados para conversar sobre assessoria de comunicação nas eleições foram Oceli Lopes, assessor do PSDB, Demétrio Andrade, do PT, e Emília Augusta, do PCdoB. Para a mesa sobre a imagem do esporte cearense, as discussões ficam a cargo de Lenilson Santos, do Ferroviário, Wilson Medeiros, do Floresta, e Allana Alves, do Basquete Cearense.

Por fim, Ivna Girão, que assessorou o Maloca Dragão 2018, Ingrid Freitas, do Sesc, e Sônia Lage, da agência Degagé, responsável pela comunicação do Cine Ceará e do Festival Jazz & Blues, são as convidadas para o debate.

O Seminário de Assessoria de Comunicação é uma das atividades finais da disciplina de Assessoria de Comunicação do Curso de Jornalismo da UFC, ministrada pelo professor Ismar Capistrano. A organização fica a cargo dos próprios alunos, que se dividem em grupos responsáveis pela divulgação, logística e cerimonial do evento.

DETALHE – O seminário é aberto ao público e haverá envio de certificado a quem comparecer a no mínimo dois painéis.

(Foto- Divulgação)

Expocrato 2018 – Trinta por cento das atrações musicais serão do Cariri

Na Expocrato, a maior exposição agropecuária do Nordeste, que começa dia 6 de julho próximo, duas novidades: o governador Camilo Santana, segundo o prefeito José Aílton Brasil (PP), vai reinaugurar o parque de exposições, hoje ampliado e com uma completa área para shows.

A outra novidade vem da Prefeitura: 30% atrações musicais terão que ser da Região do Cariri. Isso foi possível porque José Aílton fechou acordo com produtores, a partir de abatimentos nos valores do ISS.

(Foto  Paulo MOska)

TST recomenda que Caixa dê posse a advogados de cadastro reserva

É ilegal e fere a jurisprudência de cortes superiores terceirizar a atividade advocatícia se ainda está vigente prazo de concurso público para contratação de profissionais da área, mesmo que em edital de cadastro reserva. Com esse entendimento, a 7ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho reconheceu o direito à nomeação de quatro advogados aprovados em concurso para o cargo de advogado júnior da Caixa Econômica Federal. A informação é da assessoria de imprensa do TST.

Os advogados ingressaram com ação trabalhista, afirmando que a empresa estava repassando serviços de advocacia a escritórios ao invés de contratar os candidatos aprovados. A defesa da Caixa defendeu as contratações, argumentando que o concurso era destinado à formação de cadastro de reserva e que, nessas circunstâncias, a convocação dos candidatos aprovados acontece conforme as necessidades da instituição financeira e a disponibilidade de vagas.

A Caixa também negou que tivesse preterido os candidatos, alegando que foram contratados escritórios de advocacia, e não advogados pessoas físicas. O juízo de primeiro grau havia reconhecido irregularidade, enquanto o Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região (SC) entendeu que a contratação de escritório de advocacia não significava necessariamente que havia vagas nos quadros da instituição.

Segundo o TRT-12, por se tratar de empresa pública federal, qualquer aumento no efetivo dependeria de prévia aprovação orçamentária pelo Ministério do Orçamento, Planejamento e Gestão. Assim, não existiriam as vagas pretendidas pelos advogados.

Mais que expectativa

Já o relator no TST, ministro Cláudio Brandão, entendeu que a mera expectativa de direito gerada com a aprovação para o cadastro de reserva se transformou em direito subjetivo, diante da ilegalidade das contratações.

Para Brandão, a decisão do tribunal regional contraria a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal, do Superior Tribunal de Justiça e do próprio TST, que garante o direito líquido e certo à nomeação para os candidatos aprovados em concurso público cujas vagas foram ocupadas de forma precária por terceirizados. A decisão foi unânime.

Caso Dandara – Advogado pede R$ 1 milhão de indenização por danos morais

3606 6

Foi ajuizada nesta quarta-feira uma ação contra o Estado do Ceará com pedido de indenização por dano moral de R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais) em favor da senhora Francisca Ferreira de Vasconcelos.  Trata-se da mãe de Dandara dos Santos, travesti que foi agredida e assassinada no dia 15 de fevereiro de 2017, no bairro Bom Jardim, em Fortaleza.

Na ocasião, um vídeo expondo a crueldade do ato circulou pelas redes sociais e causou repercussão até internacional, mobilizando entidades da área dos direitos humanos, movimentos sociais e uma série de protestos por parte de entidades contra um crime com características de LGBTfobia.

A ação foi interposta junto ao Fórum Clóvis Beviláqua pelo advogado Hélio Litão, justificando que houve falha na prestação do serviço de segurança pública. Os elementos probatórios, segundo o advogado, permitem concluir “que a demora no atendimento da ocorrência registrada na Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) contribuiu, decisivamente, para o agravamento da situação de Dandara.”

Segundo Hélio Leitão, várias chamadas sobre o caso foram feitas à Ciops, num período de mais de uma hora, o que expõe negligência no atendimento.

Condenados

Cinco dos oito acusados pelo assassinato de Dandara dos Santos foram sentenciados. Todos os réus julgados no foram condenados com as qualificadoras de motivo torpe (homofobia), meio cruel e sem chance de defesa para a vítima. As penas, contudo, foram individualizadas, de acordo com a participação de cada um no crime.

Francisco José Monteiro de Oliveira Junior foi condenado a 21 anos em regime fechado por ter atirado em Dandara. Jean Victor Silva Oliveira teve pena de 16 anos por usar a tábua no espancamento.

Rafael Alves da Silva Paiva também foi condenado a 16 anos, mas por ter agredido a vítima com chutes. Francisco Gabriel dos Reis cumpre pena de 16 anos por ter agredido Dandara com chineladas. Por fim, Isaías da Silva Camurça foi punido com 14 anos e 6 meses por ter proferido palavas e frases ofensivas durante o ataque.

As defesas de Jean e Rafael recorreram da decisão, por entender que a pena foi elevada, justificando que a agressão causada por eles não foi determinante para a morte de Dandara. O julgamento ocorreu em abril deste ano, no 1º Salão do Júri do Fórum Clóvis Beviláqua, em Fortaleza.

DETALHE – Dos envolvidos, dois continuam foragidos.

(Foto – Mariana Parente)

Quadrilha é condenada por fraude contra agência da Caixa Econômica no Crato

O Ministério Público Federal (MPF) conseguiu a condenação de quatro acusados de desviar dinheiro da Caixa Econômica Federal e fraudar financiamentos para compra e construção de imóveis no Crato, município cearense da região do Cariri. Os integrantes da quadrilha atuaram no período de 2007 a 2009 e as penas variam de 16 a 24 anos de prisão pelos crimes de formação de quadrilha, crime contra o sistema financeiro e lavagem de dinheiro. A informação é da assessoria de imprensa do MPF do Ceará.

As fraudes ocorriam a partir de repasses do banco para a Casa Lotérica Trevo da Sorte. Segundo a sentença da Justiça Federal, o então gerente de uma agência do município, Jurandir Bezerra Filho, autorizou indevidamente e de forma repetida a liberação de recursos para a lotérica em valores acima do necessário. A proprietária do estabelecimento, Nilda Borges Rodrigues, em conluio com o gerente, utilizava parte do dinheiro para financiar empreendimentos imobiliários com outros dois réus da ação, Ana Célia Soares de Sousa Félix e Cícero dos Santos Félix, ambos do ramo da construção civil.

Esquema

O esquema foi descoberto pelo próprio banco e denunciado à Justiça pelo MPF em 2010. Durante as investigações, ficou comprovado que Jurandir Bezerra não só tinha consciência de que o dinheiro dado à Casa Lotérica estava sendo desviado para compra e venda de imóveis, como também realizava depósitos de dinheiro da Caixa em contas pessoais próprias e empréstimos em seu nome.

Para burlar a fiscalização, a ré Nilda Borges registrava os imóveis em nomes de terceiros, que atuavam como vendedores “laranjas” dos imóveis residenciais, cujas vendas eram financiadas pela própria Caixa Econômica. Jurandir Bezerra, na condição de gerente, agilizava e aprovava os pedidos de financiamentos imobiliários ligados à quadrilha.

O relacionamento de proximidade entre o gerente e a proprietária da casa lotérica chamou a atenção de funcionários da agência. Testemunhas relataram situações de tratamento diferenciado, acesso a locais restritos da agência e atendimento em horários fora do expediente. Os relatos incluem conversas e até mesmo discussões dentro da agência sobre vendas e financiamentos de imóveis.

Quinto réu

No mesmo processo, o MPF obteve a condenação de um quinto réu, Ricardo Lopes Pereira, proprietário de uma loja de materiais de construção. Juntamente com Jurandir Bezerra e Nilda Borges, ele participou da fraude de um empréstimo da linha de crédito Construcard para suprir déficit na casa lotérica. Ricardo foi enquadrado em crime contra o sistema financeiro e condenado à prestação de serviço comunitário e pagamento de multa. Todos os réus poderão recorrer da sentença em liberdade.

Bolsonaro já tem um esboço de plano de segurança

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) já tem em mãos um esboço de seu plano de segurança. É o que informa a Veja Online nesta terça-feira. Elaborado pelo Major Olímpio, presidente estadual do PSL em São Paulo, como resposta às provocações do tucano Geraldo Alckmin, são dezesseis os pontos propostos.

Há itens esperados no plano, como redução da maioridade penal e modificação do estatuto do desarmamento assegurando o direito da posse e do porte de arma de fogo, inclusive aos trabalhadores e aos residentes em áreas rurais.

Confira outros, como:

– Modernização do código e do processo penal, dando maior efetividade na repressão e punição de crimes enquadrados na Lei Maria da Penha, ECA e Lei de Drogas;

– Repressão seletiva do tráfico de drogas, com ação conjunta nas regiões de maior incidência;

– Controle das fronteiras, portos e aeroportos;

– Reformulação do Sistema de Justiça;

– Assistência jurídica gratuita aos agentes de segurança pública;

– Verba carimbada para a segurança pública;

– Criação de um sistema único de Segurança Pública;

– Edição das leis dos órgãos de segurança pública e do sistema prisional;

– Instituição de piso salarial unificado nacionalmente e seguro de vida e de acidente para os profissionais de segurança pública;

– Criação dos fundos estaduais, distrital e municipais de segurança e recuperação de áreas degradadas.

O plano será discutido entre Bolsonaro e sua equipe e deve sofrer modificações conforme as conversas avançam.

Ceará mantém liderança nacional na exportação da castanha de caju

O Ceará registrou, no primeiro quadrimestre deste 2018, um aumento de 18,2% na exportação da castanha de caju, em relação ao igual período de 2017. Passou de US$ 30,1 milhões para US$ 35,6 milhões e se constitui como líder no ranking nacional desse negócio.

Esse montante, segundo boletim divulgado pela Federação das Indústrias do Estado (Fiec),  representa 81 % do total exportado pelo Brasil.

O Estado vendeu neste ano castanha para 58 países e os principais foram Estados Unidos, Holanda, Canadá, México e Argentina. O primeiro abarca mais de 47% do total exportado, com uma cifra de US$ 16,9 milhões, 7,4% maior do que o do ano passado.

A Argentina merece destaque visto que entre 2017 e 2018, as compras do produto cearense quase dobraram, exibindo um aumento de 91,8%.

Crítico de Gilmar Mendes vem dar palestra em Fortaleza

A Escola Superior da Magistratura do Ceará vai promover nesta sexta-feira (15), às 14 horas, em seu auditório, a palestra “STF: Vanguarda Ilusionista”, com o jurista Conrado Hübner Mendes. O evento é aberto ao público.

Conrado é doutor em Direito pela Universidade de Edimburgo (Escócia) e em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (USP). É também professor de Direito Constitucional na Faculdade de Direito da USP e articulista do jornal Folha de São Paulo.

É autor do livro “Constitutional Courts and Deliberative Democracy” (2013), que recebeu o Prêmio Victor Nunes Leal, da Associação Brasileira de Ciência Política (ABCP). É Embaixador-Cientista da Fundação Alexander von Humboldt.Cientista da Fundação Alexander von Humboldt.

DETALHE – Recentemente, Conrado escreveu artigo na revista Época intitulado “Um juiz de princípios: Com críticas ao ministro Gilmar Mendes, do STF. “Decisões de Gilmar são previsíveis, mas essa previsibilidade não tem relação com segurança jurídica, como se pede a um bom juiz”, disse.

Trecho da estrada de Flecheiras, em Trairi, cortado por açude privado aguarda o asfalto

Walthair Arruda, leitor deste Blog, em tom de desabafo contra o Governo Camilo, manda este vídeo denunciando o descaso em que se encontra a estrada de Flecheiras, em Trairi. Foi aquele trecho da CE-163 cortado por um açude privado, em abril de 2017.

Houve recuperação para garantir o acesso na área, mas, pelo que expõe o leitor, tudo está paradinho. Nada de asfalto e só a erosão atingindo alguns trechos.

O DER precisa agir.

 

Secretaria da Saúde disponibilizará vacina contra a gripe H1N1 para jornalistas

O Sindicato dos Jornalistas do Ceará fechou parceria com a Secretaria da Saúde do Estado e disponibilizará para a categoria vacinação contra a gripe H1N1, no próximo dia 26.

O atendimento ocorrerá das 14 às 16 horas, na sede do Sindijorce

SERVIÇO

*Sindijorce – Rua Joaquim Sá, 545 – Dionísio Torres.

*Mais Informações – (85) 3247-1094.

MPCE cria plataforma que permite ao cliente incluir telefones em lista antimarketing

Sabe aquela estratégia de vendas muito utilizada pelas empresas que usa telefonemas, e-mails e mensagens de celular e que muitas vezes causa aborrecimento? A partir da Lei n° 16.497, de 19 de dezembro de 2017, conhecida como Lei Antimarketing, de autoria do deputado estadual Odilon Aguiar (PSD) e do Sistema de Bloqueio de Marketing, desenvolvido pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), quem não quiser receber esse tipo de contato poderá solicitar o bloqueio de ligações telefônicas, SMS e e-mail.

De acordo com a lei, considera-se marketing direto ativo a estratégia de vendas que consiste em estabelecer interação entre fornecedor e consumidor, independentemente da vontade dele, com o objetivo de oferecer produtos e serviços. Pela matéria, fica criada uma listagem onde o cidadão poderá requerer a sua inclusão para que não receba SMS, mensagens de texto e e-mails com propaganda. Na prática, fica vedado ao fornecedor apresentar ofertas comerciais por meio de marketing direto ativo ao consumidor cadastrado na listagem.

Essa ferramenta será apresentada na próxima terça-feira (12), pela secretária-executiva do Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Decon-CE), promotora de Justiça Ann Celly Sampaio, às 8h30h, no Complexo das Comissões Técnicas da Assembleia Legislativa. Para a secretária-executiva, o Sistema de Bloqueio de Marketing “traz transparência na relação entre consumidor e empresa e proporciona mais liberdade de escolha, tanto para as empresas que querem fazer seu marketing quanto para o consumidor que não deseja receber esse tipo de propaganda. O remetente também passa a ter a certeza de que está enviando o seu conteúdo para quem tem interesse, tendo mais efeito, eficácia e efetividade”.

De acordo com a lei, considera-se marketing direto ativo a estratégia de vendas que consiste em estabelecer interação entre fornecedor e consumidor, independentemente da vontade dele, com o objetivo de oferecer produtos e serviços. Pela matéria, fica criada uma listagem onde o cidadão poderá requerer a sua inclusão para que não receba SMS, mensagens de texto e e-mails com propaganda. Na prática, fica vedado ao fornecedor apresentar ofertas comerciais por meio de marketing direto ativo ao consumidor cadastrado na listagem.

O fornecedor que não respeitar a vontade do consumidor ficará sujeito à multa, de acordo com o art. 57 do Código de Defesa do Consumidor, e à aplicação de medidas administrativas mais severas, como a suspensão temporária de atividade, em casos de reincidência.

O cadastro no sistema será válido por um ano. Ao final desse período, o sistema enviará alerta para o e-mail do usuário informando a necessidade de revalidação do cadastro.

Decon

O Decon-CE será o responsável para manutenção dessa lista. O projeto não inclui as entidades sem fins lucrativos e de caridade que utilizem o marketing direto como meio de receber doações. A lei veio para regulamentar a Lei 15.111 de 2012, que trata do marketing direto.

“Além de disciplinar esse tipo de propaganda, a lei prevê ainda que o envio do marketing direto não será permitido nos domingos e feriados e em qualquer dia entre as 21 horas e 8 horas, a não ser que o consumidor tenha dado autorização para receber propaganda nesses dias e horários”, explica Odilon Aguiar.

O não cumprimento do disposto na matéria acarretará em infração no valor de 100 Unidades Fiscais do Estado do Ceará (UFIRCe’s), por cada consumidor incluído na listagem e que mesmo assim receba oferta comercial. Os valores arrecadados em decorrência da multa estipulada serão revertidas em favor do Fundo de Defesa dos Direitos Difusos do Estado do Ceará (FDID). No entanto, em caso de acordo entre o fornecedor e o consumidor lesado, a penalidade administrativa fica extinta.

Produção industrial do Ceará registra queda de março para abril

A produção industrial cresceu em dez dos 15 locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na passagem de março para abril deste ano. Segundo dados da Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física Regional, os principais avanços foram registrados na Bahia (7%) e no Rio de Janeiro (6%).

Outros estados com alta foram Minas Gerais (4,4%), Paraná (3,3%), Rio Grande do Sul (2,2%), Pernambuco (2,1%), Santa Catarina (1,9%), Espírito Santo (1,4%) e São Paulo (0,3%). A Região Nordeste, que é analisada em seu conjunto, teve avanço de 5,6%.

Os estados com queda na produção industrial de março para abril foram Pará (-8,1%), Amazonas (-4,1%), Goiás (-1,5%), Ceará (-1,3%) e Mato Grosso (-0,1%).

Na comparação com abril do ano passado, foram registradas altas em 13 locais, com destaque para os estados de São Paulo (14,8%), Santa Catarina (14,6%) e Mato Grosso (14,4%). Os locais com queda foram Espírito Santo (-2,1%) e Pará (-0,7%).

No acumulado do ano, foram registrados crescimentos em 13 locais. A maior alta foi observada no Amazonas (21,5%).

No acumulado de 12 meses, houve alta em 13 lugares, com destaque para Pará (10,2%) e Amazonas (10,1%). A queda atingiu dois locais: Espírito Santo (-1,3%) e Pernambuco (-0,2%).

(Agência Brasil)

Nada de abrir mão do verde-amarelo

205 1

Com o título “Abrir mão do verde-amarelo é um erro de estratégia”, eis artigo do jornalista Ítalo Coriolano, que pode ser conferido também no O POVO desta sexta-feira. “O verde e amarelo são mais que simples variações do espectro luminoso. Carregam histórias, paixões, orgulhos, sentimentos de pertencimento.”, diz o texto Confira:

Já faz algumas semanas que uma nova polêmica domina redes sociais e rodas de conversa: que cor devo usar durante os jogos da Seleção Brasileira na Copa do Mundo? Dentro de um contexto de acirramento político que o País atravessa, uma parte da população mais à esquerda, para não ser confundida com o que eles classificam de “golpistas”, “coxinhas”, “patos paneleiros” e afins, decidiu que não vai se vestir de verde e amarelo – cores que predominaram nos protestos favoráveis ao impeachment da ex-presidente Dilma. Em vez disso, usarão uma versão vermelha do traje oficial, criação da designer Luísa Cardoso.

Ocorre que os militantes/torcedores podem estar cometendo grave equívoco, em termos estratégicos. Afinal, estão entregando de mão beijada para o lado “inimigo” um símbolo consolidado há décadas, parte fundamental do imaginário coletivo sobre a ideia de nação, de identidade. E aqui não se trata de defender um patriotismo cego, acéfalo, homogeneizante, mas de destacar que as cores que representam o País são a da nossa bandeira, estando acima de qualquer ideologia ou picuinha eleitoral. Quem delas se apropria acaba se fortalecendo na disputa por corações e mentes. O verde e amarelo são mais que simples variações do espectro luminoso. Carregam histórias, paixões, orgulhos, sentimentos de pertencimento.

Vale lembrar que por muito tempo, sempre que a esquerda ameaçava chegar ao poder, adversários faziam espécie de terrorismo psicológico, espalhando que as cores da bandeira seriam alteradas em caso de vitória “comunista”. Na disputa pela prefeitura de Juazeiro do Norte, no ano 2000, alas conservadoras espalharam boato de que a então candidata pelo PT, Íris Tavares, iria pintar a estátua de Padre Cícero de vermelho caso fosse eleita. Ela, que vinha crescendo, acabou derrotada. Isso é só para se ter noção do quanto essa questão imagética mexe com as pessoas. No momento em que a esquerda põe de lado as cores nacionais, ajuda a alimentar o discurso de que alguns grupos colocam partidos acima do País.

Ao mesmo tempo, não se está defendendo que é impossível ser crítico neste momento. Dá pra gritar um “Fora, Temer”, lutar por mais democracia, vestindo a “amarelinha”. Principalmente quando projetos que flertam com o fascismo se colocam como verdadeiros defensores do País.

*Ítalo Coriolano

italocoriolano@gmail.com

Editor do OPOVO Online.

PT lança jingle para a campanha de Lula: “O Brasil feliz de novo!”

980 15

O Partido dos Trabalhadores lançou, nessa quinta-feira, o jingle para campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula para presidente em 2018. “Chama, chama que o povo quer. Chama, chama que o homem dá jeito. É o Brasil feliz de novo”, diz trecho.

Nesta sexta-feira, o jingle será o mote principal para animar a militância petista durante ato que ocorrerá em Contagem (MG), onde o partido fará o lançamento da pré-candidatura lulista.

 

 

Cinco dos criminosos mais procurados do Ceará fugiram da CPPL-1 em março de 2016

Cinco dos criminosos mais procurados do Ceará fugiram no dia 20 de março de 2016 da Casa de Privação Provisória de Liberdade (CPPL 1), em Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Entre eles, um traficante internacional de drogas e assaltante de banco. Após as fugas do mês de março, a diretoria da penitenciária foi afastada.

Atualmente, os fugitivos Anilson Ricardo Nerys, Marcos Oliveira Silva, o Naldo, Olívio Beserra Queiroz, Jeremias Ávila Frota e o paraguaio Pastor Florencio Cabral integram a lista dos mais procurados do Estado.

Após a fuga, a diretoria da CPPL 1 foi afastada pela Secretaria da Justiça e Cidadania do Ceará (Sejus). Ainda em 2016, após dois meses, houve a greve dos agentes penitenciários, em que 14 detentos foram mortos em meio à rebeliões no sistema prisional.

Foi a partir dessas rebeliões que o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), baseado em um relatório elaborado para descobrir as causas das rebeliões, confirmou oficialmente a presença de três facções criminosas nas unidades prisionais do Ceará.

A lista dos mais procurados do estado do Ceará

1. Francisco Gilson Lopes Justino, conhecido como Meia Luz, natural de Sobral. Ele possui três mandados de prisão em aberto e fugiu da unidade penitenciária da Pacatuba. Conforme a SSPDS, Meia Luz é latrocida, homicida e assaltante de banco.

2. José Massiano Ribeiro, suspeito de participar do assassinato de três policiais militares no dia 30 de junho de 2016, na localidade de Jutama, Quixadá.

3. Jangledson de Oliveira, conhecido como Nem. Ele é suspeito de crimes de roubos, latrocínio, homicídios e formação de quadrilha. A área de atuação dele é no Eusébio, Aquiraz e adjacências. Nem é fugitivo da cadeia de Potengi, Rio Grande do Norte, desde o dia 17 de janeiro de 2016.

4. Antônio Mardônio Lopes Alves, conhecido como Cancão. Ele possui mandado de prisão em aberto e é suspeito de participação em roubos a banco no Interior do Estado com área de atuação na região dos Inhamuns.

5. Misael de Paula Moreira é o quinto procurado na ordem das fotografias. Ele é fugitivo do sistema penal cearense e está com mandado de prisão em aberto. Conforme a SSPDS, ele é homicida, assaltante de veículo, receptador e possui inquérito por porte ilegal de arma de fogo.

6. Francisco Alberto Nobre Calixto Filho, principal suspeito de matar a ex-companheira Stefhani Brito, no dia 1º de janeiro de 2018. Ele possui mandado de prisão em aberto e é natural de Jaguaretama.

7. Rubnílson da Cunha Amador. Ele possui mandado em aberto pelo Tribunal de Justiça do Amapá e é suspeito da prática de furto, roubo de cargas, receptação, formação de quadrilha, tráfico de drogas e é fugitivo da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas .

8. Olívio Beserra Queiroz, conhecido como Muringa, traficante de drogas. Conforme a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), uma pessoa de alta periculosidade. Ele é fugitivo Casa de Privação Provisória de Liberdade (CPPL) no município de Itaitinga, no mês de março de 2016.

9. O paraguaio Pastor Florêncio Cabral Gimenes, apontado pela SSPDS como traficante internacional e drogas e “pessoa de altíssima periculosidade”. Ele é fugitivo da Casa de Privação Provisória de Liberdade 1 (CPPL), no município de Itaitinga, no mês de março de 2016.

10. Enilton Cordovil Coelho, conhecido como Roleta, nascido no Amazonas, é apontado pela SSPDS como traficante e homicida. Ele possui histórico com explosivos e é fugitivo do sistema penitenciário do estado do Ceará.

11. Marcos Rogério Machado Morais, conhecido como Rogério Bocão ou cabeção. Apontado pela SSPDS como criminoso “de alta periculosidade”, foragido do IPPOO II e integrante da quadrilha envolvida no furto ao Banco Central de Fortaleza.

12. Marcos de Oliveira Silva, conhecido como Naldo ou Paulista. É apontado como responsável por comandar assaltos a banco no Interior e ainda sequestros de gerentes e tesoureiros de bancos e suas família (crime conhecido como Sapatinho). Ele é fugitivo da CPPL 1 desde março de 2016.

13. o paulista Douglas Aparecido Piovesan, considerado um assaltante de banco perigoso e é fugitivo da CPPL 1, em Itaitinga.

14. Juvenal Laurindo, conhecido como Carca, natural de Boa Viagem, envolvido no furto do Banco Central do Estado do Ceará, no ano de 2005. Ele é condenado a 58 anos de prisão por furto qualificado, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro. Assaltante de banco e fugitivo condenado pela Justiça Federal.

15. Jeremias Ávila Frota, apontado como traficante de drogas é fugitivo da CPPL 1, no município de Itaitinga, em março de 2016.

16. Anilson Ricardo Nerys, natural de Goiânia. Já havia sido resgatado de uma penitenciária de segurança máxima em Goiás e é fugitivo da casa de Privação Provisória de Liberdade (CPPL 1), em Itaitinga, no mês de março de 2016.

17. Josinelson Ferreida da Silveira, conhecido como carioca ou Nelson, natural do Rio de Janeiro e possui mandado de prisão em aberto. Ele é suspeito de envolvimento em crimes de furtos, roubos, porte ilegal de arma de fogo, formação de quadrilha e sequestro. A área de atuação dele é em Fortaleza.

Para denúncias, o contato com o serviço de tele-denúncias é por meio do número 181.

(O POVO Online – Repótter Jessika Sisnando)