Blog do Eliomar

Categorias para Sem categoria

Médico é condenado a nove anos de prisão por abuso de pacientes

O ginecologista Hélcio Andrade, de Taubaté, a 134 km da capital paulista, foi condenado a nove anos de prisão. Segundo a Justiça, ele abusou sexualmente de cinco pacientes. A defesa do médico já recorreu da decisão. Enquanto isso, ele aguarda em liberdade, mas não pode trabalhar.

O advogado do médico, Leonardo Máximo, disse à VNews que houve injustiça. – Com certeza a condenação dele foi péssima, porque ele se julga inocente desde o princípio. É inocente. A sentença foi injusta – falou. Mas as pacientes comemoram a decisão. – Foi muito bom saber que a justiça foi feita que agora ele vai poder pagar um pouco, um pouco, não tudo o que ele fez com todas nós – comentou uma delas.

As denúncias contra o médico começaram em março de 2010. Na época, 24 mulheres foram à delegacia reclamar que teriam sofrido abusos durante consultas feitas na Casa da Mãe Taubateana. Inúmeras acusações como as feitas por essa paciente, que não quer se identificar. – Ele fazia com as mãos, e ele entrava com a gente dentro do banheiro, ele falava que tinha que ficar com a gente dentro do banheiro, teve umas outras que ele chegou até a alisar elas, entendeu?

Na época, a delegada responsável pelo caso pediu a prisão do médico, que ficou detido por nove dias. Assim que deixou a cadeia, ele negou todas as acusações. – Eu sempre fui íntegro, sempre. Eu sempre fui íntegro! Isso eu posso falar com certeza, que eu sempre fui íntegro. E eu digo que eu sou inocente, e minha vida prova isso, e se Deus quiser vamos provar isso também – defendia-se o médico.

Nove das acusações foram parar na Justiça. Em cinco delas, o médico foi considerado culpado. A defesa de Hélcio Andrade entrou com um recurso no Tribunal de Justiça de São Paulo. Enquanto aguarda uma nova decisão, o médico condenado continua em liberdade. Ele não pode trabalhar, mas só deve ser preso se perder também o processo em segunda instância.

– A gente espera a absolvição do doutor Hélcio e caso não ocorra a absolvição a gente espera a nulidade do processo – afirma o advogado do acusado. Mas as vítimas do médico têm outra expectativa: – Que ele seja condenado sim, de segunda instância também, porque o que ele fez são momentos de terror que eu passei, que as outras 24 que denunciaram passaram também – fala a vítima.

As acusações contra Hélcio Andrade também estão sendo investigadas pelo Conselho Regional de Medicina. Mas o CRM ainda não chegou a uma decisão.

Roger Abdelmassih

Em São Paulo, o também médico Roger Abdelmassih, condenado a 278 anos de prisão por estuprar pacientes em sua clínica de reprodução assistida em São Paulo, é considerado foragido desde o ano passado.

Abdelmassih, especialista em reprodução humana, foi condenado por estupro e tentativa de estupro em novembro de 2010. Entre agosto e dezembro de 2009, Roger Abdelmassih ficou na prisão. Foi solto dois dias antes do Natal pelo então presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, e vinha respondendo às acusações em liberdade.

A prisão foi pedida após o médico Abdelmassih ter solicitado a renovação de seu passaporte, à Polícia Federal, antes do Natal. Para o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público, a renovação do passaporte é uma indicação de que o médico poderia fugir para fora do país. A Justiça considerou que o risco existe e aceitou o pedido do MP. Mas o médico fugiu.

(O Globo)

PT esperava indicar deputado para vaga de Mercadante

177 2

Raupp assumirá o Ministério da Ciência e Tecnologia

O PT não gostou das primeiras mudanças no Ministério anunciadas pela presidente Dilma Rousseff. O clima na sigla é de revolta, não só com a presidente, que, afirmam petistas, está minguando o espaço do partido na Esplanada. Mas também com o futuro ministro da Educação, Aloizio Mercadante, que teria atropelado articulações da cúpula partidária para emplacar o deputado Newton Lima (PT-SP) em sua vaga no Ministério da Ciência e Tecnologia. Mercadante indicou o presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB), Marco Antonio Raupp.

Nos bastidores, a queixa é que o presidente do PT, Rui Falcão, sequer foi consultado para apresentar o pleito do partido. E que Mercadante traiu o PT ao indicar o nome de Raupp. Falcão passou a quarta-feira (18) em Brasília, mas não foi chamado ao Planalto. Acabou voltando mais cedo para São Paulo. Por meio da assessoria, informou que nunca discutiu reforma ministerial com Dilma. O secretário nacional de Comunicação do PT, deputado André Vargas(PR), verbaliza a insatisfação dos companheiros:

– Claro que há quadros no partido que poderiam ter sido avaliados pela presidente Dilma para a Ciência e Tecnologia. Eu, pessoalmente, acho que o deputado Newton Lima foi um grande prefeito (de São Carlos, SP), responde pela bancada na Comissão de Ciência e Tecnologia e foi grande reitor por mais de dez anos. Mas poderá continuar ajudando o Raupp, como parlamentar – reagiu Vargas.

(O Globo)

Defensores públicos discutem sobre paralisação das atividades

186 3

Os defensores públicos podem paralisar suas atividades. Quem alerta é a Associação dos Defensores Públicos do Estado, por meio do seu presidente, Adriano Leitinho. As mesmas reivindicações que geraram a mobilização no ano passado não obtiveram qualquer retorno do governo do Estado, lamenta o dirigente da entidade. Dentre os pleitos, estão a reclassificação dos cargos de defensor público, a reformulação da política salarial e a nomeação dos concursados e realização de novos concursos, já que cerca de 70% dos municípios cearenses não têm defensoria pública.

Na noite desta quinta-feira (19), a Associação dos Defensores Públicos-Adpec, através da Comissão de Mobilização e Negociação, se reuniu para traçar as ações de 2012, que traz na pauta a discussão da paralisação dos serviços.

De acordo com o presidente da ADPEC, Adriano Leitinho, os defensores estão insatisfeitos com o silêncio do governador, que sequer atendeu à solicitação da Adpec para uma reunião. “Já foram enviados mais de quatro ofícios solicitando audiência com o governador e ainda nenhuma resposta”, lamentou.

Nesta sexta-feira (20), a comissão irá avaliar qual o caminho a ser traçado para a efetivação dos pleitos. “Mas, pelo andar da carruagem, outra saída não restará aos defensores, caso o governo não sente com os representantes da categoria, a não ser a paralisação dos serviços”, conclui Leitinho

Para secretário, juízes devem ser demitidos em caso de desvio funcional

A atualização da Lei Orgânica da Magistratura – que trata de temas relativos aos juízes brasileiros, como férias e punições administrativas – é vista com bons olhos pelo Executivo. De acordo com o novo secretário de Reforma do Judiciário, Flávio Caetano, que tomou posse nesta semana, a lei está em desacordo com o perfil esperado da magistratura brasileira depois da Constituição de 1988. 

“É preciso atualizar a Loman [sigla para Lei Orgânica da Magistratura Nacional], que está defasada. A aposentadoria com vencimentos proporcionais, por exemplo, não é uma punição, é um direito”, afirmou. Caetano comparou a situação à dos servidores públicos, que são demitidos quando fica comprovado que houve desvio funcional.

A previsão de demissão do juiz por meio de processo administrativo esbarra na garantia da vitaliciedade prevista na Constituição. Por esse motivo, a máxima punição a juízes por meio de órgãos de controle interno é a aposentadoria com vencimentos proporcionais ao tempo de serviço. Tramitam no Congresso duas propostas de emenda à Constituição para colocar fim à vitaliciedade em caso de graves desvios cometidos por juízes.

“O processo em relação ao juiz deveria tramitar na corregedoria, e depois só ser homologado, como acontece com a Comissão de Ética na cassação de mandato. A regra da vitaliciedade para juízes deve ser mantida, mas ela deve existir para o bom juiz. Um juiz que pratica desvios e não cumpre suas obrigações nem pode ser considerado um juiz”, argumentou Caetano.

Em relação às demandas da magistratura, o secretário disse ainda que não há expectativa de aumento em 2012. No ano passado, a proposta de revisão de vencimentos prevista pelo Supremo Tribunal Federal (STF) foi cortada pelo Executivo, que alegou a necessidade de contenção de gastos no cenário de crise econômica internacional.

“É natural que as pessoas queiram receber mais, mas neste ano não há qualquer previsão. Passamos por uma crise, em que é preciso tomar as rédeas da situação e apertar o cinto, fazer mais com menos, definir o que é prioritário. E esse tem que ser um esforço conjunto”.

(Agência Brasil)

Paralisação de PMs termina em Belém, mas greve não é descartada

As lideranças dos policiais e bombeiros militares do Pará chegaram a um acordo com o governo nesta quinta-feira (19) e interromperam a paralisação iniciada no próprio dia. Parte da categoria, porém, afirma estar insatisfeita com a proposta final e diz que começará uma greve mesmo sem respaldo das associações dos policiais. Por isso, é incerto se o efetivo da PM paraense estará nas ruas nesta sexta-feira (20).

O acordo entre os sindicalistas e o governo foi selado por volta das 22 horas (horário de Brasília). O governo ofereceu reajustes que vão de 18% a 27% —a proposta anterior era de 14% a 22%. Prometeu ainda a criação de uma mesa permanente de negociação para continuar a discussão sobre os benefícios salariais dos policiais e bombeiros.

O principal impasse foi em relação a uma gratificação chamada de risco de vida, que é um adicional calculado sobre o salário inicial. O governo ofereceu 70% de risco de vida, mas a categoria queria 100%.

Os sindicalistas aceitaram a proposta do governo. Mas, quando consultaram os cerca de 150 policiais que aguardavam na avenida em frente ao Centro Integrado de Governo, houve divergências.

Os presentes se dividiram, e não foi possível afirmar claramente se a maioria foi contra ou a favor da greve. Ainda assim, os sindicalistas consideraram vitoriosa a proposta e fecharam o acordo.

Dissidentes prometiam fechar outra avenida da cidade e consideraram até invadir o prédio da Assembleia Legislativa do Pará com o objetivo de manter a greve.

“Se a greve vai continuar, cada um vai assumir seus atos”, afirmou o cabo Francisco Xavier, presidente da Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiros Militares.

(Folha)

Os caminhos do PSB

173 4

Os setores do PSB mais afinados com os Ferreira Gomes nunca esconderam o desejo de candidatura própria em Fortaleza e intensificaram a pressão nas últimas semanas. Roberto Cláudio, presidente da Assembleia, é o nome mais citado. Contudo, o secretário da Copa, Ferruccio Feitosa, ganha força a cada notícia positiva sobre o evento. Além disso, há apenas uma voz que defende a manutenção da aliança. Mas é a voz mais importante: Cid Gomes.

Por outro lado, os setores históricos do partido, que se aliaram ao grupo do governador para tomar a direção municipal, ainda não deram sinais da tese que apoiarão. O alinhamento com o Palácio não é automático e os cidistas dificilmente alcançam maioria sem eles.

Mesmo assim, no fim das contas, aquilo que Cid Gomes decidir deverá ser acatado pela maioria. Contudo, o governador é claro ao defender o apoio ao candidato petista como tese geral. Já a concretização da aliança, ele condiciona aos termos do acordo.

Pelas sinalizações de um lado e outro, ele e a prefeita Luizianne Lins não falam a mesma língua. Ela quer um nome tão identificado com a administração municipal quanto possível. Ele cobra alguém que representa a perspectiva de novidade. A negociação será seguramente tensa.

(Coluna Política / O POVO)

Inácio considera “encerrados” os acordos com Luizianne

221 6

Pretenso candidato a prefeito de Fortaleza, o senador Inácio Arruda (PCdoB) disse nesta quinta-feira (19) que a “etapa de compromissos” políticos com a prefeita Luizianne Lins (PT) está “encerrada”. Para ele, depois de ajudar a eleger Luizianne no segundo turno das eleições de 2004 e apoiar a reeleição da petista, em 2008, o PCdoB agora entende que é o momento de lançar candidatura própria para chegar ao Paço Municipal.

“Buscamos honrar intensamente o compromisso com Luizianne (…) e começamos agora uma nova etapa, em que nós consideramos a hipótese justa de termos um candidato no primeiro turno”, disse Inácio.

Apesar de deixar claro que o partido não irá para uma candidatura própria em qualquer cenário, o senador defende que o PCdoB não se sentiria intimidado por uma possível união entre Luizianne e o governador Cid Gomes (PSB) em torno de um único candidato – que teria, assim, o apoio dos dois grupos políticos mais fortes do estado. Ontem, ele afirmou que mesmo se consolidada essa união, haveria ainda “espaço” para uma candidatura própria do PCdoB – mas evitou opinar sobre o destino da aliança entre prefeita e governador.

Um dos objetivos do partido, para as eleições 2012, é pressionar para que o primeiro turno da disputa esteja “aberto” para mais de uma candidatura entre os partidos que compõem a atual base de apoio da administração petista. Inácio defendeu a legitimidade das siglas em apresentarem seus candidatos e citou que PMDB e PSB, por exemplo, já falam em candidaturas próprias.

Cargos na Prefeitura

Apesar de as energias do PCdoB estarem voltadas para a construção de uma candidatura própria, Inácio não enxerga necessidade de que os cargos ocupados pela sigla na gestão petista sejam desocupados. “Claro que isso depende da gestora ou do gestor”, declarou Inácio, que evitou confirmar ou negar a possível saída do partido dos cargos. “As funções de gestão e de confiança pertencem à prefeita. Da nossa parte, ela ficou muito a vontade com nossos companheiros”.

Inácio participaria nesta quinta-feira do programa Debates do Povo, da rádio O POVO/CBN, mas a interrupção parcial do fornecimento de energia elétrica na emissora – causada pela explosão em um transformador da Coelce – impediu a veiculação do programa. A participação do senador ficou marcada para a tarde desta sexta-feira (20).

(O POVO)

Prefeitura investe na recuperação de espaços públicos na área da Regional III

179 1

A Prefeitura de Fortaleza realiza, nesta sexta-feira (20), a reinauguração da Praça Gonçalves Dias, no Rodolfo Teófilo e, também, inaugura um novo espaço, no Bonsucesso: a Praça da Perimetral. Além dessas novas praças, a atual gestão já recuperou outros equipamentos que servem como áreas de esporte e lazer, com destaque para as praças da Juventude, Igreja Redonda, João XXIII, Henrique Jorge, Papoco e outras.

A Praça Gonçalves Dias teve o piso no estilo mosaico e o meio fio interno e externo restaurados, assim como a quadra de esportes foi recuperada (novo piso, demarcação, pintura e alambrado), além da instalação de Playground e bancos.

Já o novo espaço de lazer, a Praça da Perimetral, onde antes era apenas um campo de futebol, a Regional III construiu um calçadão, instalou bancos, meio fio e realizou um trabalho de jardinagem na área central da praça, onde recebeu também um Playground. “Já que foi um pedido da população, contamos com o apoio dela para que este local seja preservado”, ressalta o engenheiro fiscal pelas obras, Regian Diniz.

(SER III)

Grupo hacker afirma que tirou site do FBI do ar

O grupo hacker Anonymous anunciou no início da madrugada desta sexta-feira (20) que tirou do ar o site do FBI em retaliação, após a divulgação de uma ação que tirou do ar o site Megaupload, um dos maiores sites de compartilhamento de arquivos da internet.

Os sites do Departamento de Justiça, da gravadora Universal Music e da Motion Picture Association of America, associação de estúdios de cinema, também foram retirados do ar mais cedo. A página da gravadora BMI também ficou fora do ar, como parte do que os ativistas estão chamando de “#OpMegaUpload”. Quando um site é derrubado, usa-se o termo “Tango down”, de origem militar (inimigo abatido).

O grupo também derrubou as páginas da Associação Americana da Indústria de Gravação e da associação de chefes de polícia do estado de Utah, além do site de registro de copyrights.

O tipo de ataque supostamente dirigido aos dois sites é conhecido como negação de serviço. Ele, basicamente, consiste no fato de vários computadores ao mesmo tempo tentarem enviar solicitações a um site, de modo que ele fique instável. Dependendo da carga de acessos simultâneos, a página fica fora do ar.

Em comunicado, o grupo Anonymous afirmou, mais cedo: “A ação contra o Megaupload mostrou que não é necessária uma lei como a Sopa ou sua irmã, a Pipa, para tirar um site do ar.” Os dois projetos de lei, parecidos, visam proteger a propriedade intelectual e impedir a pirataria online. Na quarta (18), diversas páginas dos EUA protestaram contra as propostas, ficando fora do ar ou exibindo mensagens em suas páginas iniciais.

‘Indústria do crime’

A “indústria do crime”, termo pelo qual o FBI se refere ao site, é chefiada por Kim Dotcom, fundador do Megaupload, que mantém residência na Nova Zelândia e em Hong Kong, sede do site de compartilhamento.

“Por mais de cinco anos, o site operou de forma ilegal reproduzindo e distribuindo cópias de trabalhos protegidos por direitos autorais, incluindo filmes – disponíveis no site antes do lançamento –, músicas, programas de TV, livros eletrônicos e softwares da área de negócios e entretenimento”, diz o órgão.

O site Megaupload tem mais de 150 milhões usuários registrados, 50 milhões de visitantes diários e soma 4% de todo tráfego da internet mundial.

(UOL)

Investimento em publicidade cresceu 16% no ano passado

Num ano em que os investimentos em publicidade no Brasil cresceram 16%, atingindo R$ 88 bilhões, o ranking dos maiores anunciantes trouxe, mais uma vez, a rede varejista Casas Bahia no primeiro lugar. Segundo dados divulgados pelo Ibope Monitor, a companhia, que agora faz parte do Grupo Pão de Açúcar, investiu em 2011 R$ 3,37 bilhões em publicidade, 9% mais que no ano anterior. Na sequência vêm a Unilever Brasil, com investimentos de R$ 2,6 bilhões, e a Ambev, com R$ 1,31 bilhão – a fabricante de bebidas passou do quarto para o terceiro lugar no ranking.

A Reckitt Benckiser, do setor de higiene e limpeza, aumentou seus investimentos em mais de 40%, passando de R$ 830 milhões em 2010 para R$ 1,17 bilhão no ano passado. Com isso, saltou do oitavo para o quarto lugar na lista dos maiores anunciantes. A Hyundai Caoa, por sua vez, perdeu duas posições, caindo do terceiro para o quinto posto, ao reduzir os investimentos de R$ 1,32 bilhão em 2010 para R$ 1,098 bilhão no ano passado.

Mas, entre os maiores anunciantes, o maior salto foi o da Cervejaria Petrópolis, que foi do 12.º para o sexto lugar no ranking, ao elevar os investimentos de R$ 659 milhões em 2010 para R$ 1,097 bilhão no ano passado.

Entre as maiores agências, a Y&R, dona da conta da Casas Bahia, manteve-se em primeiro lugar no ranking, com movimentação total de R$ 6,16 bilhões. Em seguida vêm a AlmapBBDO, com R$ 2,78 bilhões; a Ogilvy & Mather Brasil, com R$ 2,63 bilhões; a JWT, com R$ 2,35 bilhões; e a WMcCann, com R$ 2,28 bilhões.

Em relação ao destino das verbas, as TVs receberam 53% do total destinado à publicidade no ano passado. Em seguida vêm os jornais, com 20% do total; as revistas, com 8%; as TVs por assinatura, também com 8%; a internet, com 6%; e as rádios, com 4%. O restante foi destinado aos cinemas, à propaganda em mobiliário urbano e aos outdoors.

(Estadão)

Sistema que vai priorizar a ressocialização de jovens infratores estará implantado em todo país até o fim deste ano

A lei que institui o Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase) foi publicada na edição desta quinta-feira (19) do Diário Oficial da União. O objetivo do Sinase é melhorar o sistema socioeducativo do Brasil, afastando o jovem da condição de violência. O novo sistema de habilitação de jovens infratores terá como atribuição reconduzir o adolescente ao ambiente social, por meio da capacitação educacional e social. Segundo a ministra Secretaria de Desenvolvimento Humano (SDH), Maria do Rosário, até o fim deste ano o Sinase estará implantado em todo o país.

A partir da consolidação da lei, em fevereiro, os estados e municípios deverão elaborar o Plano Nacional de Atendimento Socioeducativo (Pnas), em conjunto com o governo federal. O plano irá determinar as ações, medidas, recursos e fiscalização. O sistema prevê ainda, a integração com o Sistema Único de Saúde (SUS), o Sistema Único Assistência social (Suas), com o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) e o Judiciário.

Maria do Rosário, disse, em entrevista à Empresa Brasil de Comunicação (EBC), que o principal desafio do Sinase será recuperar os jovens em situação de risco, observando todas as suas necessidades. “O Estado precisa está focado nas necessidades desses adolescentes, sabendo quem ele é, de onde vem, as necessidades educacionais e familiares”, disse.

A ministra também destacou a importância da adoção de medidas que recuperem o jovem que cometeu algum tipo de infração. “Quando o adolescente incide em situações de atos infracionais, comete ações violentas, ele tem que responder por isso, mas também tem que ter uma oportunidade de mudar sua perspectiva de vida”.

Para Maria do Rosário, a internação nem sempre é um método educativo. “Se o jovem quebrou um patrimônio público, danificou a escola, ou infringiu a lei, será que é melhor privá-lo da liberdade, ou ele pode ter uma medida de reparar, reconstruir, pintar ou estar no serviço comunitário. Isso pode ser mais educativo que uma medida de reclusão”.

(Agência Brasil)

Em nova decisão, Justiça do Rio nega acesso à redação do Enem

A Justiça Federal do Rio de Janeiro indeferiu um pedido de liminar para que o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) ofereça o acesso à prova de redação corrigida a todos os candidatos do último Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

No entanto, o Ministério da Educação e o Inep, órgão responsável pelo Enem, continuam obrigados a oferecer acesso às provas de redação e aos espelhos de correção aos candidatos, por conta de outra liminar em vigor.

Na última terça-feira (17), a Justiça Federal do Ceará acatou um pedido do Ministério Público Federal para que esse material fosse disponibilizado a todos os candidatos. O Inep informou que vai apresentar ainda nesta semana um recurso no Tribunal Regional Federal da 5ª região, em Recife.

A decisão mais recente é resultado de uma ação da Defensoria Pública da União, cujo conteúdo é semelhante ao pedido do MPF do Ceará.

O governo federal acredita que a decisão da Justiça Federal do Rio de Janeiro possa fortalecer o seu recurso judicial, na outra ação que está em tramitação.

A Justiça Federal do Rio de Janeiro considerou válido um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) firmado entre o MEC e o Ministério Público Federal do Distrito Federal. O acordo prevê que a vista das provas sejam oferecidas apenas a partir da edição deste ano do Enem, justamente por conta da limitação técnica.

Em sua decisão, o juiz Rafael de Souza Pereira Pinto, da 22ª Vara Federal do Rio de Janeiro, afirma que a vista aos candidatos não deveria ser concedida, pois não estava presente no edital. “Não há que se falar em direito subjetivo do candidato à interposição de recurso administrativo, visando à revisão de notas, notadamente caso o edital não contemple tal possibilidade, como é o caso aqui analisado”.

O juiz também afirma que não parece razoável “que somente agora, após a realização de todas as provas, e às vésperas do encerramento do prazo de inscrição no Sisu (Sistema de Seleção Unificada), a Defensoria Pública da União venha a juízo questionar a legalidade de cláusulas editalícias, em relação às quais, é válido acentuar, há muito possuía prévia ciência”.

O próprio ministro Fernando Haddad reforçou que o Inep não tem condições técnicas atualmente para oferecer a vista das provas. “O Inep não se preparou tecnologicamente para oferecer isso para quatro milhões de pessoas que podem requerer”.

(Folha)

Kodak pede concordata nos EUA

A Eastman Kodak, que inventou as câmeras de mão e ajudou o mundo a registrar as primeiras imagens da Lua, entrou com pedido de proteção contra falência nos Estados Unidos, após um prolongado declínio de uma das companhias mais conhecidas do país.

A companhia de 130 anos e pioneira do filme fotográfico informou que obteve uma linha de crédito de 950 milhões de dólares do Citigroup para continuar operando. O vencimento é de 18 meses.

O empréstimo e a proteção contra credores podem dar à Kodak o tempo necessário para encontrar compradores para algumas de suas 1.100 patentes de tecnologias digitais, o conjunto de ativos mais importante da empresa, e se reestruturar enquanto continua a pagar os 17 mil empregados.

“O conselho de diretores e toda a alta direção acreditam de forma unânime que isso é um passo necessário e a coisa certa a fazer para o futuro da Kodak”, declarou o presidente de conselho e presidente-executivo, Antonio Perez, em comunicado.

“Agora teremos que concluir a transformação, reestruturando ainda mais nossos custos e efetivamente nos capitalizando sobre os ativos de propriedade intelectual não essenciais. Queremos trabalhar com nossos acionistas para fazer surgir uma companhia de primeira linha em imagem digital e material científico”, acrescentou.

A Kodak informou que a empresa e suas subsidiárias nos EUA recorreram à concordata para reorganização do negócio no tribunal de falências do distrito sul de Nova York. As companhias que não são subsidiárias norte-americanas não fazem parte do processo de recuperação e continuarão a honrar as obrigações com os clientes, afirmou a fabricante.

A Kodak já dominou sua indústria e seu filme fotográfico foi incorporado em uma popular música de Paul Simon, mas a empresa não conseguiu se adaptar a tecnologias mais modernas rápido o suficiente, como a câmera digital, produto inventado pela própria companhia.

O valor de mercado da companhia afundou para 150 milhões de dólares ante 31 bilhões de dólares 15 anos atrás.

Nos últimos anos, o presidente-executivo moveu as atenções da Kodak mais para a área de impressoras de consumo e comerciais. Mas a estratégia fracassou na tentativa de restaurar o lucro da companhia, algo que a Kodak não registra desde 2007, e em estancar a perda de recursos que tornou mais difícil para empresa cumprir com obrigações junto a fundo de pensão e outros benefícios de funcionários e aposentados.

(Reuters)

Delegados protestam contra exoneração de colega que prendeu juiz

111 2

Sete entidades ligadas aos delegados de polícia Civil e Federal promovem na noite desta quinta-feira (19) um protesto contra a exoneração de Frederico Costa Miguel, 31, que era da Polícia Civil de São Paulo e ficou conhecido em outubro de 2011, quando deu ordem de prisão para um juiz do Tribunal de Justiça paulista.

Miguel foi exonerado da Polícia Civil no último dia 27, em ato do governador Geraldo Alckmin (PSDB) publicado no “Diário Oficial”. O governo nega qualquer relação entre a exoneração do delegado e o incidente.

Cerca de 200 delegados das policias Civil e Federal protestam na sede do Sindpesp (Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo), no centro de São Paulo.

O caso

Em outubro, Miguel acusou Francisco Orlando de Souza, magistrado do Tribunal de Justiça, de dirigir sem habilitação, embriaguez ao volante, desacato, desobediência, ameaça, difamação e injúria.

Souza discutiu no trânsito com um motorista e ambos pararam no 1º DP de São Bernardo do Campo (ABC Paulista) para brigar, mas foram impedidos pelo então delegado.

Apesar da repercussão, o caso não foi investigado pela Corregedoria da Polícia Civil. Dez dias após o incidente, o juiz foi promovido a desembargador pelo TJ.

Por conta do caso, o presidente do TJ paulista, José Roberto Bedran, pediu para a Secretaria da Segurança Pública criar a função de “delegado especial” para cuidar de casos envolvendo juízes. O pedido não foi atendido.

“Estou surpreso com a exoneração. Não sei os motivos da decisão do governador e não tive direito de defesa”, disse o ex-delegado, no fim de dezembro.

Segundo o ato, Miguel foi exonerado por não ser aprovado no estágio probatório de três anos. Ele chegaria ao fim dessa fase em 30 de janeiro.

Desde 2008, quando entrou na polícia, Miguel foi alvo de três apurações na Corregedoria. Em todas, ele obteve pareceres favoráveis.

Miguel era plantonista quando apartou a briga, em outubro. Segundo o delegado, o juiz gritou várias vezes: “Você não grita assim comigo, não! Eu sou um juiz!”.

O desembargador afirmou ontem que não sabia da exoneração e que “tudo não passou de um mal-entendido”. Souza disse ainda ser alvo de apuração na Corregedoria do TJ. A assessoria do órgão disse não ter acesso aos documentos da investigação “porque ela é sigilosa e por conta do recesso do Judiciário”.

(Folha)

Promessa de Aldo Rebelo não convence secretário da Fifa

O quinto ‘Board Meeting’, reunião periódica entre o Comitê Organizador Local da Copa do Mundo de 2014 (COL-2014) com o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, realizada nesta quinta-feira (19) em um hotel da Zona Sul do Rio, contou com a presença de um novo participante: o ministro do Esporte, Aldo Rebelo. O objetivo era tranquilizar o dirigente francês em relação ao tema que mais lhe preocupa no momento: a votação da Lei Geral da Copa, que ainda não passou pelo Congresso.

Valcke voltará para casa, após visita de quatro dias ao país, com a promessa de que a lei será votada até março, coincidentemente o mês em que ele retornará ao Brasil, para nova rodada de reuniões sobre o Mundial.

– O governo federal está empenhado e conta com o apoio decisivo do relator da Lei Geral da Copa (deputado Vicente Cândido-PT/SP) e do Congresso para cumprir esta etapa (votação da Lei), possivelmente ainda em março – afirmou Rebelo.

Valcke elogiou a participação do ministro na reunião: ‘Espero que faça parte dos nossos encontros bimestrais a partir de agora. A presença dele é muito importante’. No entanto, o dirigente se esquivou ao ser perguntado se estava otimista em voltar ao Brasil em março e já encontrar a Lei Geral da Copa assinada.

– Essa pergunta deve ser feita ao ministro Aldo Rebelo – foi tudo o que disse o francês.

(O Globo)

Shopping Benfica realiza festival de músicas e fantasias carnavalescas

O Shopping Benfica segue com inscrições abertas para o 4º BENFOLIA, Festival de Música e Fantasia Carnavalesca do Shopping Benfica. Este ano o festival reverenciará o radialista Augusto Borges, por sua história profissional sempre ligada à música e, especialmente, às dos carnavais cearenses. Serão duas categorias, Música e Fantasia Luxo. O compositor, cantor e apresentador Dilson Pinheiro dará nome ao troféu na categoria Música, enquanto o saudoso Isidoro Santos ao troféu da categoria Fantasia Luxo.

As inscrições são gratuitas e acontecem até o próximo domingo (22). Os ganhadores recebem, também, premiação em dinheiro

As datas do festival obedecerão ao calendário abaixo:

Categoria Música – Troféu Dilson Pinheiro

 Fase Classificatória

 26/01 e 02/02 (19 horas)

Final

 09/02 (19 horas)

 Categoria Fantasia – Troféu Isidoro Santos

 Desfile das Fantasias

 10/02 (19 horas)

Governo quer incluir mais 320 mil famílias no Brasil sem Miséria

O governo espera incluir mais 320 mil famílias no programa Brasil sem Miséria em 2012, disse nesta quinta-feira (19) a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, após a primeira reunião setorial da presidente Dilma Rousseff para definir metas para o ano.

Em seis meses, 407 mil famílias foram registradas no programa, que é carro-chefe da área social do governo. Este número, segundo o Executivo, é metade das 800 mil famílias identificadas pelo Censo 2010 em situação de pobreza extrema. O governo espera que todas estejam cadastradas no programa até 2014.

“A busca ativa, que atingiu todas as metas de 2011, continua”, disse Tereza.

São consideradas em situação de extrema pobreza as famílias que têm renda mensal inferior a 70 reais por pessoa.

Do total das famílias cadastradas em 2011, 325 mil já estão recebendo o Bolsa Família, que atingiu 13,3 milhões de beneficiários em 2011, com repasse médio de 120 reais, segundo Tereza.

A reunião que discutiu os programas sociais do governo foi a primeira de uma série de encontros entre Dilma e seus ministros, nos quais serão estabelecidos objetivos para o ano. Dilma discutirá ainda as áreas de educação e saúde.

(Reuters)

Comerciantes do terminal da Parangaba reclamam de discriminação

351 4

Box do Sindiônibus não foi surpreendido pela publicidade da Prefeitura

As placas de publicidades da Prefeitura de Fortaleza, impostas aos comerciantes do terminal da Parangaba, continuam a gerar polêmica. Segundo os comerciantes, alguns boxes não tiveram as placas colocadas sobre as suas logomarcas por imposição dos próprios permissionários. Entre esses o síndico do terminal e o box do Sindiônibus.

As placas começaram a ser colocadas no fim do ano passado, durante as madrugadas. De acordo com os comerciantes, as publicidades são maiores que o tamanho de suas logomarcas e acabam prejudicando a própria divulgação das lojas. Segundo ainda os comerciantes, as placas também comprometem a circulação do ar e tiram a claridade, principalmente no segundo piso.

Os comerciantes alegam ainda que foram ameaçados pela Prefeitura, caso retirassem as placas. A publicidade deverá ser estendida aos outros seis terminais este ano.